Ambev decide encerrar atividades da fábrica de São Gonçalo

ambevA Ambev, gigante do setor de bebidas, decidiu fechar a polêmica fábrica que funcionava em São Gonçalo do Amarante e, pelo que o blog foi informado, os primeiros cortes de funcionários começaram já nesta segunda-feira (18). Os funcionários foram pegos de surpresa com a notícia.

No final do ano passado, a Ambev anunciou o fechamento da fábrica por causa do aumento do ICMS. A fábrica era beneficiada pelo Programa de Apoio ao Desenvolvimento Industrial (Proadi) desde 1993 com descontos de até 75% do ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

Preocupado com o fechamento dos cerca de 300 postos de trabalho no Estado, o Governo decidiu negociar. Diante das conversas, a Ambev recuou da decisão e chegou a anunciar investimentos na fábrica, mas o que se viu hoje não foi bem o que ficou acertado há bem pouco tempo.

A Ambev chegou no Rio Grande do Norte com um potencial de fabricar bebidas alcoólicas para todo o Nordeste e de empregar mais de mil funcionários, mas hoje, lá, só funcionava o engarrafamento de alguns rótulos e empregando bem menos que o prometido. A empresa hoje conta com um débito de R$ 4,152 milhões na dívida ativa fora os valores que se encontram em negociação administrativa.

Até agora ainda não houve um pronunciamento oficial da Ambev quanto ao caso.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Conceição disse:

    O RN quer ver o povo na miséria literalmente…Não existe incentivo, já os estados vizinhos hoje mostra outra realidade…
    Aqui o forte é roubo, prostituição e droga infelizmente o retrato RN

  2. Carlos disse:

    Pelo amor de Deus… "de César o que é de César". A empressa recebeu incentivos de 20 anos pra instalar e crescer…. Nunca cresceu só diminuiu é agora vem fazer chantagens pra não pagar o que deve…. Oooohh Brasil bom danado de viver…… kkkkkkkkkk

  3. marcus paulo disse:

    Os proprietários da Ambev são os homens mais ricos do Brasil com fortuna de bilhões de reais e devem essa mixaria de 4,1 milhões. E uma vergonha para esses bilionários. Mas e assim que a coisa funciona. Eu culpo os governos pela incompetência de não mover ações eficientes de cobrança. A rede globo deve bilhões e nada acontece. Como e concessão fecha esta merda de tv também……

  4. Sandro Alves disse:

    O RN, é o pior estado para se estabelecer uma empresa, o governo não se preocupa com empregos do setor privado, só arrecada para funcionários públicos curtirem o veraneio. Aumentou o ICMS e o governo federal vai ressuscitar a CPMF. ACABOU O BRASIL!

  5. paulo disse:

    BG
    Isto é uma prova cabal que não se pode produzir mais nada no Brasil, uma carga TRIBUTARIA IMENSA, então o que tem feito o DESGOVERNO ptralha incentivando a produção de tudo na CHINA e os CIDADÃOS BRASILEIROS sem emprego aqui. A continuar esta teoria a coisa vai ficar cada dia pior, hoje você não consegue mais comprar um eletrodoméstico que não tenha sido produzido na CHINA é uma pouca VERGONHA deste DESGOVERNO INCOMPETENTE,MEDÍOCRE e IRRESPONSÁVEL com o futuro da Nação, temos uma população imensa DESEMPREGADA com essa politica NEFASTA deste MELIANTES descompromissados com o POVO BRASILEIRO que a unica coisa que "sabem" fazer é aumentar impostos. Agora mesmo o petroleo em baixa no exterior e no Brasil paga-se uma furtuna porque a Petrobras foi DILACERADA e agora o Cidadão é chamado para pagar a conta. Fora pt urgente antes que acabe o restinho que sobra na NAÇÃO BRASILEIRO e de seu POVO ordeiro e trabalhador.

  6. José Carlos disse:

    Vemos fechamentos de fábricas em todo Brasil, o ambiente econômico no nosso país é cada dia pior, no segundo semestre o governo quer de volta a CPMF, cada vez mais difícil produzir.

  7. Junior pinheiro disse:

    O governo deve deixar ir embora e batalhar para vim novas empresas, ganharam muito aqui, agora vaza, nós nos amamos!!!!

  8. Carvalho disse:

    Parabéns aos governos de Dilma e de Robinson Faria.

  9. FRASQUEIRINO disse:

    Querem fazer leilao com o governo???

  10. caio fabio disse:

    Governo fraco da nisso.

  11. Fabio disse:

    Essas empresas só querem venha a nós, agora o governo deve ir pra cima com todas as forças pra receber o que é devido inclusive mandar visitas da coisa, ministério do trabalho, etc

Land Rover confirma fábrica no RJ, mas internautas preferem atacar o Nordeste

Embora o anúncio oficial esteja programado apenas para o dia 3 de dezembro, já não é mais segredo a identidade do Estado que venceu a disputa pela instalação da futura fábrica da Land Rover no Brasil. Conforme vinham apontando fontes ligadas à marca, o Rio de Janeiro foi o local que ofereceu as condições mais propícias para a construção da unidade fabril e a cidade de Itatiaia, no interior do Estado, receberá o investimento. A confirmação foi dada pelo prefeito do município em entrevista à agência Reuters.

A fábrica brasileira será fruto de um investimento da ordem de R$ 1 bilhão e produzirá anualmente entre 20 mil e 30 mil veículos. A expectativa é dar início à construção da planta o quanto antes e iniciar as atividades por volta de 2015. Estima-se que sejam gerados entre 500 e 700 empregos diretos. ”A chegada da Land Rover vai ser um marco histórico para a cidade”, comemorou o prefeito Luiz Carlos Ferreira Bastos.

A cidade de Itatiaia é vizinha de Resende, que sedia um polo industrial onde a Nissan constrói sua fábrica de veículos compactos e a MAN, do grupo Volkswagen, produz caminhões e ônibus. O município também é próximo de Porto Real, onde fica localizado o complexo da PSA Peugeot Citroën.

Embora pertença ao grupo JLR, a fábrica terá como foco a produção de modelos apenas da Land Rover. Fala-se na montagem de um inédito jipinho compacto menor que o Freelander, que deve surgir entre 2015 e 2016 fruto de uma parceria com a chinesa Chery. O Evoque, modelo mais vendido da marca no país, também é cogitado, assim como a próxima geração do Defender.
Untitled-1UOL. Texto na íntegra aqui

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Breno disse:

    Um sujeito que escreve FOCE tem direito de questionar o que? Babaca!

  2. Fina Ironia disse:

    Nordeste Independente (Bráulio Tavares e Ivanildo Vila Nova)

    Já que existe no sul esse conceito
    Que o nordeste é ruim, seco e ingrato
    Já que existe a separação de fato
    É preciso torná-la de direito
    Quando um dia qualquer isso for feito
    Todos dois vão lucrar imensamente
    Começando uma vida diferente
    De que a gente até hoje tem vivido
    Imagina o Brasil ser dividido
    E o nordeste ficar independente

    Dividindo a partir de Salvador
    O nordeste seria outro país
    Vigoroso, leal, rico e feliz
    Sem dever a ninguém no exterior
    Jangadeiro seria o senador
    O cassaco de roça era o suplente
    Cantador de viola o presidente
    O vaqueiro era o líder do partido
    Imagina o Brasil ser dividido
    E o nordeste ficar independente

    Em Recife o distrito industrial
    O idioma ia ser nordestinense
    A bandeira de renda cearense
    "Asa Branca" era o hino nacional
    O folheto era o símbolo oficial
    A moeda, o tostão de antigamente
    Conselheiro seria o inconfidente
    Lampião, o herói inesquecido
    Imagina o Brasil ser dividido
    E o nordeste ficar independente

    O Brasil ia ter de importar
    Do nordeste algodão, cana, caju
    Carnaúba, laranja, babaçu
    Abacaxi e o sal de cozinhar

    O arroz, o agave do lugar
    O petróleo, a cebola, o aguardente
    O nordeste é auto-suficiente
    O seu lucro seria garantido
    Imagina o Brasil ser dividido
    E o nordeste ficar independente

    Se isso aí se tornar realidade
    E alguém do Brasil nos visitar
    Nesse nosso país vai encontrar
    Confiança, respeito e amizade
    Tem o pão repartido na metade,
    Temo prato na mesa, a cama quente
    Brasileiro será irmão da gente
    Vai pra lá que será bem recebido
    Imagina o Brasil ser dividido
    E o nordeste ficar independente

    Eu não quero, com isso, que vocês
    Imaginem que eu tento ser grosseiro
    Pois se lembrem que o povo brasileiro
    É amigo do povo português
    Se um dia a separação se fez
    Todos os dois se respeitam no presente
    Se isso aí já deu certo antigamente
    Nesse exemplo concreto e conhecido
    Imagina o Brasil ser dividido
    E o nordeste ficar independente

    Povo do meu Brasil
    Políticos brasileiros
    Não pensem que vocês nos enganam
    Porque nosso povo não é besta

Polícia Civil fecha fábricas de fogos de artifício clandestinas em São Paulo do Potengi

Policiais civis da 1ª DRPC deram cumprimento na manhã de hoje a três mandados de busca e apreensão domiciliar que tinha como alvos fábricas de fogos de artifícios clandestinas, todas localizadas em São Paulo do Potengi. A ação contou com o apoio da Polícia Militar, sob o comando do tenente Diego, e fechou duas fábricas de fogos de artifício clandestinas, que funcionavam livremente colocando em risco toda a coletividade.

Deflagrada a operação, dos três endereços fiscalizados, dois realmente foram comprovados que funcionavam fábricas de fogos de artifícios, ocasião em que foram apreendidos artefatos explosivos e incendiários.

Paulo Lopes Barbosa, mais conhecido por Paulinho Bomba, foi um dos presos. Em sua residência, localizada na Rua Pedro Ferreira das Chagas, 101, bairro Santa Clara, foram apreendidos 35.000 traques juninos já prontos; 300 bombas de porte médio, popularmente conhecida como “bomba bujão”; Vasta quantidade de pólvora; enxofre e alumínio, além de artefatos para o fabrico, como papelão, pavio de pólvora, carretéis dentre outros. Todo o material foi apreendido. No momento da prisão, o autuado estava trabalhando no fabrico de mais bombas, ele afirmou à polícia que sabia que a fábrica de fogos era ilegal, porém era daquele trabalho que retirava o seu sustento.

Em seguida foi preso Inácio Antônio dos Santos Filho, vulgo Inácio Fogueteiro. Na residência de Inácio, localizada na Rua Nossa Senhora Aparecida, s/n, também foi encontrado vasto material explosivo, como pólvora, enxofre, bombas do tipo Bujão, pirulito e traques, além de artefatos para o fabrico das respectivas bombas, como carretéis de linha e pavio de pólvora. O autuado também confessou que mantinha a fábrica de fogos clandestina há algum tempo, mesmo sabendo que era ilegal.

O terceiro alvo, Edvaldo Nóbrega Lopes, residente na Rua Manoel Joaquim de Araújo, s/n, Santa Clara, matinha em sua residência um grande estoque de fogos de artifício, todavia o proprietário apresentou toda a documentação exigia por lei, como alvará do corpo de bombeiros, de localização e funcionamento, bem como toda a documentação inerente ao seu comércio, ocasião em que nada foi apreendido.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rosildo Antunes disse:

    ESTA SALVANDO VIDAS COM A PREVENÇÃO A ESSE TIPO DE COMERCIO.

Explosão em fábrica nos EUA deixa 5 mortos e mais de 170 feridos

A Polícia do Texas confirmou nesta quinta-feira que há pelo menos cinco mortos na explosão de uma fábrica de fertilizantes na cidade de West, a 193 km da capital Austin, na noite de quarta-feira. Os agentes, porém, afirmam que o número de mortos pode chegar a 15.

A explosão ocorreu por volta das 20h locais (22h em Brasília) e foi ouvida a um raio de mais de 70 km. O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, em inglês) registrou um tremor de magnitude 2,1 causado pelo incêndio.

Segundo o porta-voz da polícia do condado de Waco, Patrick Swanton, outras 179 pessoas ficaram feridas e pelo menos três bombeiros que combatiam as chamas estão desaparecidos. A imprensa americana chegou a afirmar que o incêndio tinha deixado 60 mortos, mas a informação não foi confirmada.

Swanton afirma que a polícia continua a investigar a explosão, mas os agentes trabalham com a hipótese de que foi um acidente. “Não há nenhuma indicação de que esta explosão não tenha sido nada mais que um acidente industrial”, disse.

A preocupação com um atentado surgiu porque o incêndio aconteceu dois dias depois do atentado em Boston, que deixou três mortos e 176 feridos. Além da explosão na costa leste, cartas com veneno foram enviadas ao presidente Barack Obama e a senadores americanos.

A área foi cercada logo após o incêndio para facilitar os trabalhos da perícia. A Agência Federal de Tabaco, Álcool e Armas de Fogo dos EUA também ajuda nas investigações. Ainda não há informações de quantos operários estavam no momento na fábrica.

Os agentes também confirmaram que as buscas pelos desaparecidos continuam, em especial em casas e prédios próximos à planta de fertilizantes que foram destruídos. Mais cedo, o prefeito de West, Tommy Muska, afirmou que entre 50 e 75 construções em seis quadras foram gravemente danificadas.

Dentre elas, está um prédio que, segundo policiais, foi totalmente destruído, uma escola secundária, um posto policial e um asilo com 133 pacientes, vários deles em cadeiras de rodas. “Nós tivemos muitas pessoas que ficaram feridas, muitas mesmo, que não estarão aqui amanhã”, disse Muska.

Chineses vão investir de mais de R$ 40 milhões com instalação de fábricas no RN

O Governo do Estado do RN assinou na manhã desta segunda-feira (03) dois Protocolos de Intenções com empresas chinesas para instalação de duas empresas no município de Macaíba. A reunião aconteceu na Governadoria. Além da governadora Rosalba Ciarlini, compareceram ao ato de assinatura o empresário Karim Antonios Khourie e sócios – chineses e brasileiros – e o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Benito Gama.

A China Mengli Industrial Development, fabricante de torneiras e peças hidráulicas, irá investir cerca de R$ 8,5 milhões e vai gerar 250 empregos diretos e 700 indiretos. A estimativa é que a fábrica produza um milhão de torneiras por ano.

Já a Subhou Smart Elevator, responsável pela fabricação e montagem de elevadores, irá investir R$ 35 milhões, com a previsão de produzir cinco mil elevadores por ano. A expectativa é de gerar 700 empregos diretos e 1.450 indiretos.

“A vinda dessas empresas vai impulsionar o desenvolvimento econômico do Rio Grande do Norte. A geração de emprego e renda consequentemente vai promover uma melhor qualidade de vida aos moradores da redondeza”, comemora a Governadora.

RN leva a melhor e traz fábrica de Sucos e Derivados para o Estado

Disputando com os Estados da Bahia, Sergipe e Alagoas, o Rio Grande do Norte foi escolhido para a instalação de uma nova fábrica de sucos e outros derivados de frutas, do grupo General Brands, pela determinação da governadora Rosalba Ciarlini. A revelação foi feita pelos empresários paulistas durante solenidade realizada na antiga fazenda Maísa, no final da tarde desta terça-feira, 24. A fábrica que passou nove anos fechada voltou a funcionar há dois anos e agora será ampliada, com produção estimada em 72 mil toneladas/ano e investimentos de R$ 30 milhões.

Embora reconheça o forte potencial fruticultor, o diretor comercial, Isael Pinto, disse que o RN venceu os outros Estados, graças à determinação da governadora. “Conheço os 27 Estados da Federação. Jamais vi tanta agilidade em qualquer ponto do país. Se não fosse a ida da governadora a Guarulhos, não teríamos escolhido a Maísa para essa unidade”, ressaltou, recebendo respaldo do diretor operacional, José Domingues dos Santos. Ele também admitiu que a fábrica só veio para o Estado porque o grupo sentiu a disposição de parceria manifestada pela governadora. “Obrigada, governadora, pela velocidade. Quem quer faz. Quem não quer, manda recado. A senhora foi até Guarulhos e nos trouxe para esse projeto”, completou.

Em seu discurso, a governadora ressaltou que o Estado estava abrindo mão do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias –ICMS, fazendo a isenção das frutas produzidas e comercializadas dentro do por entender que a geração de emprego no campo e a certeza de mercado são essenciais para o fortalecimento da agricultura familiar. “É preciso ter a produção com mercado certo. Estamos trocando imposto por emprego”, afirmou, adiantando que o incentivo fiscal vai valer não apenas para a General Brands, mas, para todas as fábricas que trabalham com frutas. “Hoje é um dia muito feliz, estou vendo a Maísa, que foi uma de nossas principais referências na fruticultura, se reerguer”.

Além de polpas e sucos, a fábrica de Mossoró deve produzir gelatina, chiclete, confeitos e chocolates e outros produtos derivados das frutas. Serão gerados 500 empregos diretos na fábrica e aproveitados 10 mil trabalhadores rurais.

 

 

Governadora assina protocolo para instalação de nova fábrica na Maisa

A governadora do RN, Rosalba Ciarlini, e a ICP Fazenda Maisa vão assinar um Protocolo de Intenções para instalação de empreendimento na zona rural de Mossoró com investimento estimado de R$ 30 milhões e a geração de 500 empregos diretos e 2000 indiretos. A solenidade será realizada terça-feira (24), às 11h, no auditório da Governadoria.

A ideia é viabilizar o projeto de incentivo das culturas de frutas na região, como também na implantação da indústria de envase na unidade da Nutrimarcas. A fábrica terá oportunidade para geração de até 10 mil postos de trabalho rural com uma capacidade anual de produção estimada em 72 mil toneladas por ano. Com relação ao faturamento, a expectativa é de R$ 240 milhões por ano quando a produção for estabilizada.

“Por diversos aspectos estamos felizes com este protocolo de intenções. Pela retomada da produção, pela geração de emprego e valorização de fruta produzida no Rio Grande do Norte. Estamos para receber uma indústria no estado com grande potencial de produção e já com tendência de aumentar esta produção”, salienta a governadora Rosalba Ciarlini.

A proposta da empresa é incentivar o cultivo de culturas frutíferas como: manga, abacaxi, acerola, goiaba, caju entre outras frutas regionais para que sejam vendidas para a indústria. “Sabemos as dificuldades que enfrentaremos ao longo do tempo, mas temos a certeza que, com essa nova jornada encontraremos parceiros, pessoas e principalmente apoio no governo para concretizar esse projeto em conjunto”, afirmou o presidente e sócio da empresa, José Domingues dos Santos.

Além da governadora, o presidente da ICP Fazenda Maisa, José Domingues dos Santos vai assinar o documento e, pelo Governo do Estado, também assinarão o protocolo os secretários do Desenvolvimento Econômico, Benito Gama; da Tributação, José Airton da Silva, dos Recursos Hídricos, Gilberto Jales, e da Agricultura, Pecuária e da Pesca, Carlos Alberto de Souza Rosado (Betinho Rosado).

No mesmo dia, às 17h, será realizada uma visita à Fazenda Maísa, que está localizada BR 304 zona rural de Mossoró. O Grupo General Brands tem como objetivo a implantação de um projeto de revitalização da região dos assentados das terras da antiga Maisa, que hoje são 12 mil hectares, com 1035 famílias assentadas, que apenas 1% está produzindo atualmente.

A proposta da empresa é incentivar o cultivo de culturas frutíferas como: manga, abacaxi, acerola, goiaba, caju entre outras frutas regionais para que sejam vendidas para a indústria.

Saiba mais

A ICP Fazenda Maisa, esta na dependência de extração de polpa de frutas da antiga MAISA – uma das mais antigas e importantes fábricas de polpas e sucos do Nordeste brasileiro, que chegou a empregar 6 mil trabalhadores no seu auge – que foi adquirida pelos sócios Neiva e Domingues do grupo Nutrimarcas, no ano de 2009 através de um leilão do Banco do Brasil.

No ano de 2010 foi feito um investimento de R$ 7 milhões para a reativação da empresa, a qual em 2011 voltou a extrair polpas de frutas. Em 2012, a General Brands, uma das maiores empresas de sucos e alimentos do Brasil, dona da marca CAMP se juntou com o grupo Nutrimarcas se tornando o Grupo General Brands. O grupo produz cerca de duas mil toneladas de polpa de fruta por mês que são destinadas tanto para o mercado externo como para grandes fabricantes de sucos do mercado nacional.

Governo e Petrobras assinam protocolo para fábrica de biodiesel

Na terça-feira (10), a governadora Rosalba Ciarlini assina o protocolo de intenções para implantação de uma unidade fabril de biodiesel da Petrobras Biocombustível, localizada no município de Guamaré. A solenidade será às 11h no auditório da Governadoria, no Centro Administrativo.

O investimento na unidade será de R$ 5,1 milhões e resultará na geração de 2.430 postos de trabalhos rurais com capacidade anual de produção de 20 milhões de litros/ano. O faturamento anual está estimado em R$ 50 milhões, quando o projeto for estabilizado.

Além da governadora Rosalba Ciarlini, participam da assinatura do protocolo de intenções os secretários de Estado de Desenvolvimento Econômico, Benito Gama Santos; da Tributação, José Aírton da Silva; da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (SAPE), Betinho Rosado; e o presidente da Petrobras Biocombustível S.A, Miguel Soldatelli Rossetto.

Polícia Civil estoura fábrica de documentos falsos em Natal

A Polícia Civil estourou agora há pouco uma fábrica de documentos falsos em Natal. O local foi durante as investigações que decorreram da prisão do professor  José Regeofran Melo Feitosa, 42 anos, que tentava fazer um saque usando documentos falsos em uma agência do Banco do Brasil no final da manhã de hoje.

Na ação coordenada pela Delegacia Especializada em Falsificações e Defraudações (Defd) foram apreendidos vários materiais utilizados na falsificação dos documentos e duas pessoas foram presas. O local foi onde José Regeofran comprou o documento falso.

O delegado Júlio Costa, titular da Especializada começa uma coletiva logo mais na própria delegacia.

Relembre o caso

Polícia prende em flagrante homem tentando realizar saque ilegal

Empresário dono do Grupo CAOA anuncia fábrica na Paraíba e depois volta atrás

Fábrica Hyundai

Por essa os conterrâneos de Carlos Alberto de Oliveira Andrade, presidente do Grupo Caoa, não esperavam. Após veicular um vídeo prometendo investimentos no seu estado de origem, a Paraíba, o grupo voltou atrás e desmentiu a informação.

Na peça, veiculada pela TV paraibana e já retirada do ar, o grupo anunciava uma fábrica no estado e exibia imagens de sua planta goiana, onde monta caminhões e utilitários esportivos sob a chancela da Hyundai.

Carlos Alberto, que iniciou sua trajetória na cidade paraibana de Campina Grande, nunca escondeu o desejo de erguer uma fábrica de automóveis em seu estado natal.

Especulações surgiram sobre a possibilidade de uma marca chinesa, intermediada pelo empresário, aportar no estado nordestino. Cogitou-se de que se tratava da BYD e, mais recentemente, da Great Wall. Fontes chegaram a relatar que o executivo manteve conversas com as montadoras chinesas, desejosas de vender seus modelos no Brasil.

A ideia nunca saiu do papel e nem deve sair. Não após a confirmação de que o contrato de exclusividade com a Hyundai o impede de fabricar ou representar qualquer outra marca no Brasil.

As relações com a Subaru, da qual o Grupo Caoa é importador oficial no país, e com a Ford são toleradas por serem anteriores ao acordo de representação com a montadora sul coreana.

Já a versão oficial para a “fictícia” campanha publicitária é a de que houve um engano no texto do filme, o qual exibe de forma geral as operações e investimentos do empresário na Paraíba.

Por Michelle Sá / Fonte: Automotive Business (por Pedro Kutney)

Empresário confirma fábrica da Hyundai na Paraíba. Investimento de R$ 7 bilhões

O empresário campinense Carlos Alberto Oliveira, presidente do grupo CAOA, confirmou em entrevista ao Correio Debate, gerado para todo o Estado pelo Sistema Correio de Comunicação, que a Paraíba vai ganhar uma fábrica de automóveis da Hyundai, com geração de R$ 7 bilhões em investimentos e a criação de 80 mil empregos, entre diretos e indiretos.

O empreendimento não poderá distar mais de 120 quilômetros do Porto de Cabedelo e Campina Grande, cidade natal do empresário, poderá vir a ser a escolhida.

“Com a instalação da fábrica o Estado pode se tornar mais forte, mudando totalmente a economia”. Será gerada uma cadeia produtiva quer irá mudar a economia e “deixar o Estado mais rico”, destacou o empresário.

Carlos Alberto também contou os motivos que o convenceram a investir na Paraíba. Ele afirmou que em primeiro lugar pesou o motivo de ser a sua terra natal, mas também a carência do Estado. “Esse investimento vai mudar completamente a economia da Paraíba”, reforçou.

Carlos Alberto deve vir ir à Paraíba entre o final deste mês e início de agosto para estudar a melhor localização e iniciar o trabalho da construção do empreendimento.

A fábrica irá trabalhar com seis produtos, onde um deles será de fabricação apenas nacional. O empresário revelou que o planejamento é que a fábrica na Paraíba deve produzir apenas produtos nacionais, o que segundo ele impulsiona a cadeia produtiva, gerando mais riquezas para o Estado e para o Brasil.

Ele revelou que o projeto começou com o ex-governador Cássio Cunha Lima, onde eles chegaram a ter uma reunião com o ex-presidente Lula.

Carlos Alberto elogiou o entusiasmo do governador Ricardo Coutinho e informou que o gestor estadual o procurou logo após ter assumido, colocando o Estado à disposição do Grupo CAOA para apoiar a instalação da montadora.

A cidade, nem o período que a fábrica vai ser instalada, ainda não foram definidos, mas Carlos Alberto disse que a previsão é de que a instalação comece ainda este ano.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Daniel Maia disse:

    E o RN, mais uma vez, fica a ver navios. Uma vergonha essa classe política que perde tudo para estados vizinhos e deixa o RN cada vez mais no atraso e subdesenvolvimento.

  2. A gente não consegue nem vender 300mil jumentos pros chineses vamos lá ter fábrica de carro…

  3. Thiago Airton disse:

    o rn vai ter tb uma fabrica de carroça!!!

  4. Thiago Airton disse:

    rpz eu soube que o rn vai ter uma fabrica de carroça pois por aq tem muito burro pra puxa pq quem votou nela né ja sabe ehehe

  5. FLA13 disse:

    Para o RN, vem dos Rosados o grupo RUINDADE.

PM fecha fábrica de clonagem de cartões e prende estelionatários em Lagoa Nova

Os policiais militares do Batalhão de Choque prenderam um grupo de estelionatários nas primeiras horas da manhã de hoje (17), e fecharam uma mini fábrica de clonagem de cartão de crédito, em Lagoa Nova, Zona Sul de Natal.

Os militares suspeitaram dos três acusados transitando em uma caminhoneta Frontier, próximo a construção do Arena das Dunas e decidiram abordá-lo. No momento da revista, encontraram vários cartões de crédito em nome de terceiros e a quantia de 14 mil reais em cédulas.

A mini fábrica funcionava próximo ao local da prisão dos acusados, e lá os militares apreenderam cerca de 500 cartões de diversas operadoras, prontos para serem clonados; três máquinas para impressão dos dados do titular do cartão; dois equipamentos de cópia de dados, conhecidos como “chupa-cabras”, além de vários documentos de identidades e dez munições de revólver calibre 38.

Além da Frontier apreendida com o trio, os militares também encontraram um Fiat Punto e uma moto Honda 1000cc Fire Blade, estacionados na residência onde funcionava a mini fábrica. Todo o material apreendido e o acusado foram levados para a Delegacia Especializada em Falsificações e Defraudações (DEFD).

 Fonte: Nominuto

China fecha fábrica da Coca após encontrar cloro na bebida

As autoridades reguladoras de segurança de alimentos no nordeste da China suspenderam nesta segunda-feira a produção em uma fábrica de bebidas da Coca-Cola como punição após uma inspeção ter encontrado um lote de bebidas, produzido em fevereiro, com água contendo cloro. O comunicado do Escritório Provincial de Qualidade e Supervisão Técnica de Shanxi, divulgado no sábado, não detalha a descoberta e não informa quando a fábrica irá retomar a produção.

Uma porta-voz da Coca-Cola disse que a companhia só encontrou traços de cloro num lote produzido entre 4 e 8 de fevereiro. Os níveis estavam um pouco abaixo do padrão nacional de água purificada na China, que é de 0,005 miligramas por litro, e dos padrões para bebidas ingeríveis definidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS), reforçou a porta-voz da empresa.

Segundo ela, a empresa está trabalhando para resolver questões de qualidade e produção na fábrica, e que “em nenhum momento essas questões afetaram a segurança dos nossos produtos no mercado”.

*Com informações do Dow Jones e Estadão

VÍDEO: Tv mostra pela primeira vez a fábrica da Apple na China

O complexo industrial da Foxconn (Hon Hai), empresa chinesa que produz os gadgets da Apple e de várias outras marcas, é o lugar mais misterioso e controverso do mundo da tecnologia. Agora, pela primeira vez, uma equipe de reportagem obteve permissão para entrar lá. Foi a americana ABC, que produziu uma matéria exibida ontem à noite nos EUA. O repórter é meio bobalhão, e fica claro que seu acesso foi rigidamente controlado. Mas mesmo assim, o vídeo é absolutamente imperdível – está cheio de revelações interessantes (cada iPad passa por 325 pessoas e leva 5 dias para ficar pronto) e deixa transparecer como é sofrida a vida das pessoas que trabalham montando gadgets. Há uns dez anos, eu estive numa fábrica muito parecida com essa. O cheiro de produtos químicos era tão forte que os olhos começavam a arder já no estacionamento, e os operários tinham medo até de olhar pro lado. Terrível.

http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=hLuPtMvvwA0

Bruno Garattoni para Superinteressante

Fábrica de Ipads no Brasil subiu no Telhado

Entrou areia na tal fábrica de iPads que a Foxconn instalaria no Brasil. Anunciado com barulho quando Dilma Rousseff foi à China em abril — falava-se, então, num investimento de 12 bilhões de reais — o projeto ainda depende de sócios e recursos. Os chineses, viu-se depois, queriam que o BNDES fosse sócio majoritário, o que não foi aceito.

A Foxconn planejava também obter parte do dinheiro para o investimento por meio de uma abertura de capital, via bolsa de valores. A derrocada dos mercados matou a ideia. Neste momento, o governo tenta um plano B para o projeto sair do papel.

Por Lauro Jardim