“Cria” das categorias de base, goleiro Ewerton renova com o América até o final de 2023

Foto: Canindé Pereira/América FC

O grupo americano realizou nessa quarta-feira (15) o primeiro treinamento em terras potiguares no retorno do futebol e a novidade do dia foi a renovação do goleiro Ewerton até o final de 2023. O jogador, que vem se destacando com a camisa de número 1 desde a temporada passada sendo peça fundamental na conquista do título estadual, espera poder acrescentar ainda mais no Alvirrubro.

“Estou me sentindo bastante feliz juntamente com eu empresário e o presidente (Leonardo Bezerra). A gente conversou sobre a renovação e viu que era uma tanto pra mim quanto pro clube, e meu pensamento é focar mais ainda e poder sempre ajudar o o clube e a nossa equipe, e espero dar bastante frutos para o América”, disse Ewerton.

O atleta, que é “cria” das categorias de base do clube e treina entre os profissionais desde os 15 anos a pedido do preparador de goleiros Rodrigo Gomes, se mostrou feliz com o acerto e revelou o desejo de permanecer defendendo as cores do América.

“Falei pra ele (empresário) que queria ficar e ele achou uma boa pra mim e comprou a minha ideia. A gente tem uma parceria, mesmo. Ele me escuta, eu escuto ele e a gente senta, vê o que é melhor e ele viu que era melhor pra mim eu eu também, que é ficar no clube e estou bastante feliz em poder renovar o contrato”, comemorou o goleiro.

A primeira partida de Ewerton no time profissional aconteceu no dia 13 de agosto de 2016 contra o Salgueiro (PE) pela Série C do Campeonato Brasileiro. Com 16 anos, o goleiro chegou na Arena das Dunas como opção e por obra do destino precisou ser escalado por conta das lesões de Daniel (então titular) e Camilo (reserva imediato). Apesar da importância do jogo, não sentiu a pressão e o final, 2 a 0 para o alvirrubro com gols de Luiz Eduardo e Lúcio Curió.

Com informações do site do América

Inflação oficial renova recorde e tem menor nível em 22 anos

Queda no preço da gasolina influenciou IPCA. Foto: Pixabay

A inflação oficial renovou o recorde de abril e atingiu o menor patamar em 22 anos no mês de maio, de acordo com o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), divulgado nesta quarta-feira (10) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O indicador teve deflação de 0,38%. Em agosto de 1998, o índice atingiu o patamar de -0,51%.

A queda nos preços dos itens de Transportes foi o principal impacto negativo de maio em comparação à inflação de abril (-0,31%), puxado fortemente pelos combustíveis mais baratos.

O gerente da pesquisa, Pedro Kislanov, afirma que “a gasolina é o principal subitem em termos de peso dentro do IPCA e, caindo 4,35%, acabou puxando o resultado dos transportes para baixo, assim como as passagens aéreas, que tiveram uma queda de 27,14% e foram a segunda maior contribuição negativa no IPCA de maio”.

Além da queda no preço da gasolina, o etanol seguiu o mesmo movimento, com variação de -5,96% em maio frente aos -13,51% de abril, enquanto o óleo diesel (-6,44%) apresentou resultado próximo ao do mês passado (-6,09%).

O grupo de Alimentação e bebidas (0,24%) desacelerou em relação a abril (1,79%), com recuo dos preços da cenoura (-14,95%) e das frutas (-2,10%).

Já a cebola (30,08%), a batata-inglesa (16,39%) e o feijão carioca (8,66%) ficaram mais caros para os brasileiros em maio. As carnes subiram 0,05%, após quatro meses consecutivos de queda.

O preço dos artigos de residência (0,58%) também ficou mais caro, sofrendo impacto do câmbio. “Esse aumento pode ter relação com o dólar, com o efeito pass-through, quando a mudança no câmbio impacta os preços na economia. E artigos eletrônicos normalmente são mais afetados porque têm muito componentes importados. Então a desvalorização do real acaba impactando o preço desses produtos também”, afirma Kislanov.

Em maio, os preços dos eletrodomésticos e equipamentos aumentaram 1,98%, enquanto os de mobiliário caíram 3,17%.

O índice acumula queda de 0,16% de janeiro a maio deste ano.

Metodologia da pesquisa

O IPCA considera o consumo de famílias com rendimentos entre um e 40 salários mínimos em dez regiões metropolitanas do Brasil, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís, Aracaju e de Brasília.

Neste mês, foram considerados os preços coletados entre 30 de abril a 28 de maio de 2020 (referência) com os preços vigentes de 31 de março a 29 de abril de 2020 (base), colhidos por pesquisas em sites, telefone ou e-mail.

A coleta presencial está suspensa desde 18 de março devido a pandemia de coronavírus.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José Macedo disse:

    Os esquerdopatas não gostam de saber de boa notícia no país, são carniceiros, querem inflação de 1000%, um milhão de mortos pelo covid. 50 milhões de desempregados,
    Ser inimigo do JB tudo bem, mais torcer para sua nação afundar é suicídio, porque todos nós estamos no mesmo barco em meio a uma tempestade em alto mar se afundar todos morreremos.
    Vamos comemorar bons resultados , dólar caindo, bolsa subindo, número de óbitos do Covid-19 estabilizando, etc…

  2. Emmanoel do Nascimento Costa disse:

    Vocês imaginem como está correta está coleta de preços.

  3. Emmanoel do Nascimento Costa disse:

    Tem alguém nesse país que acredita nessa inflação. Até o número de mortos pela covid19 estão tentando burlar.

Dallagnol renova o compromisso da Lava Jato

Nesta segunda-feira, depois do roubo de suas mensagens, Deltan Dallagnol voltou ao Twitter:

“A força-tarefa renova seu compromisso de prestar um serviço de excelência à sociedade na esfera da Justiça, continuando a promover a responsabilização de criminosos poderosos e a recuperar bilhões desviados em favor dos brasileiros.”

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Anti-Comunista disse:

    SÃO MUITOS INTERESSES EM JOGO. É MUITO DINHEIRO EM JOGO.

  2. Antonio Turci disse:

    Lamentável o comportamento de parte da imprensa, que quer, por fim da força, colocar o rótulo da improbidade em pessoas como o Grande Juiz e o hoje Ministro da Justiça Sérgio Fernando Moro e no Dr. Deltan Dalagnoll. Tão lamentável quanto, é o movimento desta mesma imprensa atirando, com força, contra a Lava Jato. À Imprensa Marron, ficam os sinceros agradecimentos da bandidagem. Pobre Brasil!

  3. A. Vasc disse:

    Bom é ver os criminosos comemorando e pedindo a anulação de tudo e soltura de todos. Isso tudo com base em um crime cibernético, sem amparo legal e promovido sabe lá quem. Esse crime cibernético provavelmente nasceu e está crescendo no âmbito de grandes das ORCRIM´s .

  4. Gilson disse:

    Patéticos, vcs dado ridículos, bando d chorume humano, voltem para o esgoto de onde nunca deveriam ter saído.

  5. Ricardo disse:

    Se Deus quiser vai ser presidente do Brasil!
    Bota pra ferver nesses corruptos!

  6. Ana leticia disse:

    Meta a chibata nesses sem futuro. Não é só o crime que é organizado, a Polícia junto com a justiça também trabalham Unidas, com uma pequena diferença, uma se une para roubar a outra para prender os bandidos.

  7. Lourdes Siqueira disse:

    Que Deus proteja os homens de bem desse país e que Nossa Senhora Aparecida esteja ao lado deles dando-lhes coragem e determinação para seguir em frente e tentar limpar nosso país dessa praga de corruptos. Pelo menos tirar a lama, depois se limpa o resto.