Multa para motorista que fizer transporte não autorizado passa a ser gravíssima

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Motoristas que fizerem transporte escolar não autorizado e transporte remunerado irregular de pessoas ou bens passam a cometer infração gravíssima a partir desta segunda-feira (7).

Para transporte escolar sem licença, a infração era considerada grave. Agora, além de ser gravíssima, terá a multa multiplicado por 5 e leva 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), além de prever a remoção do veículo. Com a mudança, o valor cobrado passa de R$ 195,23 para R$ 1.467,35.

Para o transporte remunerado irregular, de pessoas ou bens, a infração passou de média para gravíssima, também com remoção do veículo, e 7 pontos na CNH. A multa sobe de R$ 130,16 para R$ 293,47.

Atualmente tramita no Congresso um projeto que prevê alterações profundas no Código de Trânsito Brasileiro, proposto pelo presidente Jair Bolsonaro. Entre as mudanças sugeridas está o fim da multa para o transporte de crianças sem cadeirinha.

Aplicativos de transporte

Quando a proposta de lei passou pelo Senado, o relator do projeto, Antonio Anastasia (PSDB-MG), disse que a alteração não interfere no serviço prestado por motoristas de aplicativo de transportes.

“O projeto aqui analisado somente produziria efeitos contra os motoristas que realizam transporte não licenciado, o que não é o caso dos que trabalham para a Uber ou outros aplicativos de transporte”, disse.

No ano passado, o Congresso aprovou, e o então presidente Michel Temer sancionou, a regulamentação de aplicativos de transporte como Uber, 99 e Cabify.

Auto Esporte – Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luciana Morais Gama disse:

    Vixe!! E os LOTEIROS??

“Passagens pelo valor de R$ 3,90”: Procon multa Gol em R$ 3,5 milhões por promoção irregular

A Fundação Procon de São Paulo multou a Gol Linhas Aéreas em R$ 3,5 milhões por infringir o Código de Defesa do Consumidor (CDC) durante a promoção “Gol A Preço de Brahma”. O anúncio era de que seriam vendidas passagens pelo valor de R$ 3,90 durante a partida de futebol da seleção brasileira contra a venezuelana no dia 18 de junho, durante a Copa América.

Apuração do Procon indicou que apenas agências de viagem tiveram acesso aos bilhetes promocionais, sendo que diversos consumidores não conseguiram fazer a compra diretamente. “Verificou-se, portanto, que as passagens promocionais não foram todas comercializadas para o consumidor final, sendo que a promoção foi divulgada como sendo destinada a esses consumidores”. De acordo com o Procon, a Gol desrespeitou artigo do CDC que “veda ao fornecedor recusar atendimento às demandas dos consumidores, na exata medida de suas disponibilidades de estoque”.

Além disso, não foram informadas de forma precisa, segundo o Procon, a quantidade de passagens disponíveis, o período de validade da promoção, destinos e datas disponíveis. “Tal prática infringe o artigo 37, parágrafo 1º, que proíbe a veiculação de publicidade enganosa por omissão”, acrescenta a fundação.

A Gol informou que não vai comentar a sanção.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pronto, falei! disse:

    Multar os postos de gasolina eles não multam!

  2. paulo disse:

    BG
    As empresas aereas LOW CAST estão chegando para acabar com esse CARTEL gol/latal/azul

Em Natal, desempregados podem ficar isentos de multa de empresas de telefonia

O vereador de Natal, Luiz Almir, apresentou, nesta quinta-feira (16), um projeto de lei na Câmara Municipal de Natal que prevê o fim da cobrança da multa de fidelidade contratual com empresas de telefonia quando o consumidor tiver perdido o emprego.

Segundo o texto do projeto, ficam obrigadas as concessionárias de serviços de telefonia fixa e móvel a não efetuar a cobrança de multa contratual de fidelidade quando o usuário residente no Município de Natal comprovar que perdeu o vínculo empregatício antes da conclusão dos 12 (doze) meses exigidos. O não cumprimento da lei sujeitará a concessionária infratora ao pagamento de multa diária correspondente a 100 (CEM) Unidades Fiscais de referência (UFIR).

Segundo o vereador, o desemprego é motivo suficiente para o consumidor comprovar que não pode manter o compromisso assumido. “Não se pode esquecer do dever constitucional de proteção das relações de consumo, do qual o Município não pode se esquivar. Apesar de não ser originalmente competente para legislar acerca de tal matéria, o próprio Supremo Tribunal Federal (STF), por meio da Súmula Vinculante nº 38, reconheceu que o art. 30 da Constituição dá direito ao município de legislar sobre assuntos de interesse local. Logo, torna-se o Município de Natal legitimado para tratar de demandas que afetem sua população e agravem os problemas socioeconômicos que sobre ela recaem”, disse o vereador.

Ainda segundo o vereador, a cobrança de multa de fidelidade por dissolução contratual pela concessionária transfere ao consumidor, posto em situação de hipossuficiência e desemprego, um ônus grave. Se aprovado, as empresas de telefonia fixa e celular devem se adequar aos termos dessa norma no prazo de 90 dias após a publicação da lei no diário oficial.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luciana Morais Gama disse:

    É melhor dispensar o IPTU de quem tá sem emprego.

Condenado na Lava Jato, Luiz Argôlo é solto após 4 anos; ex-deputado pagará multa de R$ 2 milhões parcelada

Foto: Gustavo Lima / Câmara dos Deputados

O ex-deputado federal Luiz Argôlo, condenado na Operação Lava Jato pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, foi solto na terça-feira (16), após a Justiça conceder liberdade condicional. Argôlo cumpria pena no Centro de Observação Penal (COP) do Complexo Penitenciário Lemos Brito, em Salvador, desde 2018.

As informações são da advogada de Argôlo, Cristiane Magalhães Costa, e da Secretaria de Administração Penitenciária da Bahia (Seap).

Argôlo foi preso em abril de 2015 durante a 11ª etapa da Lava Jato e levado para Curitiba. Três anos depois, foi transferido para a capital baiana. Ao todo, o ex-deputado cumpriu quatro anos da pena de 12 anos e 8 meses de prisão em regime fechado.

A advogada esclareceu que tentava a autorização da liberdade condicional mediante parcelamento da multa que estava estipulada na pena.

“Ano passado propusemos parcelamento do pagamento. Inicialmente foi negado, mas o pedido foi revisto pelo TRF4 [Tribunal Regional Federal da 4ª região] e a parcela foi autorizada no dia 10 de abril. Ele vai pagar a multa de cerca de R$ 2 milhões em 105 vezes e a primeira parcela já foi paga”, contou Cristiane.

Com o acordo, o ex-deputado deverá pagar cerca de R$ 19 mil por mês durante oito anos, que equivale ao restante da pena.

Em condicional, Argôlo deve cumprir algumas medidas. “Ele deve obedecer alguns critérios determinados pelo juiz, como não se ausentar do país sem autorização, apresentar passaporte, por exemplo”, explicou Cristiane.

Entre as outras exigências determinadas na decisão, o ex-deputado não deve mudar de residência sem comunicar ao juiz e à autoridade responsável pela observação cautelar e de proteção; ir para à própria residência até 22h; não fazer uso de bebidas alcoólicas, ou frequentar casas de jogos ou de prostituição, festas de largo ou carnavalescas; não portar armas ou cometer qualquer outro delito, manter bom comportamento social e familiar, entre outras.

Condenação

Foto: Cassiano Rosário/Futura Press/Estadão Conteúdo

A Justiça Federal no Paraná condenou, no dia 16 de novembro de 2015, o ex-deputado federal Luiz Argôlo pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele é investigado na Operação Lava Jato.

Ao dar a sentença, Sérgio Moro considerou que Argôlo, enquanto deputado federal, recebeu parte do dinheiro da propina paga por empreiteiras fornecedoras da Petrobras à Diretoria de Abastecimento da estatal, então comandada por Paulo Roberto Costa. A lavagem de dinheiro ficou configurada na ocultação e dissimulação dos recursos recebidos.

Segundo o juiz, ficou comprovado que Argôlo recebeu R$ 1.474.442,00 do esquema, sendo que pelo menos R$ 250 mil envolveu apenas um recebimento de propina.

O doleiro Alberto Youssef, que também foi investigado e condenado na Operação Lava Jato por corrupção passiva e lavagem de dinheiro falou sobre a propina recebida por Luiz Argôlo. Disse que Argôlo tinha conhecimento de que o dinheiro repassado a ele provinha do esquema de corrupção na Petrobras.

Argôlo afirmou que todo o dinheiro repassado pelo doleiro Alberto Youssef a ele era referente à compra de um terreno da família em Camaçari, na Bahia. O juiz não aceitou a argumentação da defesa.

G1

 

Novos limites de horários para cortar sinal vermelho reacende discussão sobre indústria da multa em Natal

por Dinarte Assunção

Algumas medidas de trânsito da capital potiguar são realmente provocantes para pensar na indústria da multa.

A Câmara de Vereadores promulgou lei, de autoria de Kleber Fernandes (PDT), segundo a qual só se pode cortar sinal, nesta que é uma das cidades mais violentas do país, depois das 23h.

A Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal (STTU) orientava que o condutor, por medida de segurança, o fizesse a partir das 22h.

O limite é válido até as 5h.

A infração é considerada gravíssima, acarreta 7 pontos na carteira e R$ 191 de multa.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lorena Galvão disse:

    Boa notícia, muito perigoso este horário, mais temos que ter muir o cuidado ao cruzar

  2. Genilson de Lima Pereira disse:

    Boa tarde.
    Onde estão os procuradores e defensores públicos do nosso falido estado. E não vamos colocar a culpa somente no atuais governantes, que tem suas parcelas de contribuição para tento. Tem muitos mais coisa que mídia não divulga, que até já pagamos a conta e nem se quer ficamos sabendo. Vamos lá ADVOCACIA GERAL DO ESTADO.

  3. Lurdes lopes disse:

    Quem elegeu esses crápulas pra quem pagamos à custos altíssimos segurança armada? Esperavam o quê ? Abraços de agadecimentos?

  4. Leonardo Fonseca Barros disse:

    Se isso fosse tudo sobre o tema.
    O sensor de avanço de sinal do cruzamento da Amintas Barros com Jaguarari passou todo o ano de 2015, 2016 e 2017 multando os motoristas, mas desde março de 2015 estava com a aferição vencida.
    E mais: não adianta recorrer e mostrar isso pq STTU só quer arrecadar.
    Peçam a eles fotos de multas lavradas depois de março e confiram tirando uma outra no celular daquelas letrinhas miúdas abaixo de onde tem o carro e ampliem.
    A certificação do equipamento estava vencida.

    • Jonas disse:

      Tem que ver direito isso, pois a legislação prevê que os equipamentos de fiscalização não metrológicos (exemplo dos que fiscalizam o avanço de sinal) devem se homologados pelo InMetro a cada 5 anos. Diferentemente dos metrológicos, que capturam as infrações por excesso de velocidade. Esses sim devem ser a cada 12 meses.

  5. Joesley Safadao disse:

    Bom senso!!

    Furar sinal vermelho às 22h no cruzamento da Bernardo Vieira com a Salgado Filho não dá, né?!

    Em outros casos, dá pra passar de boas…

  6. M.D.R. disse:

    O correto seria a partir das 22 hs. e se tratando de vários assaltos nos sinais, os condutores veículos considere uma vitória com relação essa medida de segurança.

Radar que mais multa em Natal está, pasmem, sobre a água

por Dinarte Assunção

O radar que mais multa em Natal está sobre o rio Potengi.

É na descida da Ponte Newton Navarro, no sentido Praia da Redinha, que está o equipamento que mais multou por excesso de velocidade no ano passado: foram 3.223 infrações.

Curiosamente, no sentido oposto, também há um equipamento, e ambos são conhecidos por motoristas que costumam passar no local. Mas o radar do sentido contrário sequer aparece no topo da lista dos equipamentos que mais multam.

Importante esclarecer que radar e lombada eletrônica só são capazes de capturar infração por excesso de velocidade, ao contrário de fotossensor, que captura infração por avanço do semáforo.

Em segundo lugar no ranking dos radares que mais multam está o equipamento situado na Avenida Bernardo Vieira, sentido zona Norte, antes do cruzamento com a Avenida 5. Foram 1.872 multas no ano passado.

Concluindo o ranking, é na Avenida Felizardo Moura, nas imediações da Rua Boa Vista, também no sentido zona Norte, que está o terceiro equipamento que mais multou por excesso de velocidade. Foram 1.516 infrações no ano passado.

No total, em 2017, radares e lombadas eletrônicas registraram em Natal 66.192 infrações por excesso de velocidade.

Confira:

Total por Radares e lombadas eletrônicas: 66.192

1º – Ponte Newton Navarro, sentido Praia da Redinha: 3.223

2º – Av. Bernardo Vieira, defronte ao nº 2453, sentido Zona Norte: 1.872

3º – Av. Felizardo Moura, imediações da Rua Boa Vista sentido Zona Norte: 1.516

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José mané disse:

    Esse sinal da Bernardo Vieira é o mais escondido do Brásil

  2. José mané disse:

    Esse da Bernardo Vieira antes da Av 5 é o mais escondido na face da terra.

  3. Antonio Turci disse:

    Cruzamento da Bernardo Vieira com a Av. 5? Como se cruzam, se elas são paralelas: ou estou enganado? Alguém pode tirar minha dúvida BG?

    • Daniela disse:

      A 5 é inclinada, cruza com a Bernardo onde havia uma grande loja de móveis, se não me engano

  4. Nerivan disse:

    Devemos ter mais cuidados e obedecer a sinalização que por sinal deixa muito a desejar, agora pergunto para onde vai esse dinheiro dessas multas? Ruas esburacadas é uma sinalização precária!

  5. #ficadica disse:

    Aqui cai uma pergunta: pq os carros ainda saem das montadoras com potência de velocidade acima da permitida em todo território nacional….POR QUE? POR QUER? ALGUÉM SABE RESPONDER?

    • #ficadica disse:

      A lei q regulamenta a velocidade dos veículos é do tempo q as nossas estradas eram corroças …. tá na hora de ser revista….. falaram mto das leis trabalhistas q estavam atrasadas e essa não está?1

    • Tomaz disse:

      Estude!

    • #JF disse:

      Se a pessoa comprar um carro aqui e quiser ir para outro país que a regulamentação de velocidade seja superior e a pessoa queira andar na velocidade máxima lá, como faz ? ?

  6. WRM disse:

    Se cometeu a infração tem que multar mesmo, no entanto é desanimador você ver tanto dinheiro que entra no DETRAN e o sua péssima qualidade no atendimento. Passei quase 8h pra renovar uma carteira. Má vontade dos atendentes é impressionante.

    • Diego Ribeiro disse:

      Concordo com o cidadão, sempre que preciso do Detran o sistema está fora ar, e o acolhimento ao usuário é péssimo, um povo mau humorado que não lhe olha nos olhos. É péssimo essa é minha opinião.

  7. Chico disse:

    Pra onde vai o dinheiro arrecadado???

Principal polêmica do ‘BBB da STTU’ ficou de fora do ranking das infrações do videomonitoramento

por Dinarte Assunção

Em vigor desde setembro do ano passado, as infrações por videomonitoramento despertaram em Natal o debate sobre o uso do celular ao volante, já que as 54 câmeras são capazes de registrar o que se passa dentro dos veículos.

Mas o uso do celular não está nas infrações mais cometidas dessa categoria. No ranking das multas, estacionar sobre a calçada lidera os registros, com 1.030 autuações.

Já estacionar na via em local proibido aparece logo atrás, com 615 infrações.

Por fim, aquela pressa que leva o natalense a fazer um retorno em local proibido rendeu 581 multas.

As multas dessa categoria são realizadas por agentes de mobilidade que monitoram o trânsito de maneira virtual. Por isso, o valor total das multas aplicadas por agentes inclui o videomonitoramento.

> Total videomonitoramento: 2.832

1º – Estacionar sobre o passeio (calçada): 1.030

2º – Estacionar em local proibido: 615

3º – Retorno em local proibido: 581

Ninguém consegue entender por que no mesmo ponto dessa avenida há mais infração em uma mão do que na outra

por Dinarte Assunção

Avenida Jaguarari tem fotossensor nos dois sentidos, mas apenas um deles multa mais

 

Se a região Norte da cidade concentra as infrações por excesso de velocidade, por um lado; a Sul, por outro, concentra as multas por avanço do sinal vermelho ou parar sobre a faixa de pedestres.

Os fotossensores, que registram esse tipo de infração, captaram no ano passado 24.530 infrações. Vamos ao ranking.

No cruzamento das avenidas Jaguarari com Amintas Barros está o campeão. Ali, no sentido Centro de Natal, foram registradas 8.070 infrações no passado. O mesmo ponto, no sentido contrário, ocupa ainda o terceiro lugar do pódio, com 1.571 infrações.

Já o segundo lugar da lista está nos cruzamentos da Avenida Alexandrino de Alencar com a Rua Fonseca e Silva, no sentido Base Naval. Foram 4.677 infrações no ano passado.

> Total por fotosenssores: 24.530

1º – Rua Jaguarari x Av. Amintas Barros sentido centro: 8.070

2º – Av. Alm. Alexandrino de Alencar x Rua Fonseca e Silva sentido Base Naval: 4.677

3º – Rua Jaguarari x Av. Amintas Barros sentido bairro: 1.571

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Júnior disse:

    Só mesmo Carlos Eduardo pra botar esse estado nos eixos. Carlos Eduardo 2018

  2. Gustavo disse:

    O tempo do sinal amarelo sempre foi extremamente rapido e o foco do semáforo estava torto.

  3. Antônio Câmara disse:

    O problema ali é o tempo do sinal no sentido que mais multa. Até dezembro o amarelo era rápido demais, raras vezes dava pra atravessar sem ser multado. Minha esposa foi 2x, em uma delas eu estava no carro e vi que não foi culpa dela.
    Imoral esse roubo! Carlos Eduardo nunca mais! Quero que seja candidato ao governo e perca pra ficar sem administrar nada nesse estado. Fora Alves!

  4. Fácil disse:

    É óbvio. Um sentido é descida (mais multas). O outro é subida (multa menos).

  5. Anacleto disse:

    Vivemos nas mao da indutria de multa para que sejam continua a os previlegios dos senhores politicos e cia .

    • Tomaz disse:

      Vamos exterminar a indústria dA MULTA respeitando às normas de trânsito

  6. Cláudio disse:

    Qualquer um consegue entender… além da razão já exposta da descida/subida, há também o fato que no sentido Centro o pessoal tá indo pro trabalho, às vezes com maior rigor de horário, não se atrasar, etc, o que não ocorre na volta, que o motorista vem mais relaxado

  7. Sergio Nogueira disse:

    Pouca gente teve a curiosidade de tirar uma foto daquelas letrinhas miúdas embaixo da foto do carro. Durante um bom tempo aquele sensor da Jaguarari com Amintas, sentido centro, estava com a certificação vencida, mas mesmo assim as multas foram aplicadas e cobradas.

  8. DUDU disse:

    É que no sentido que mais multou é uma descida, logicamente, o modista, desatento, tende a dirigir em velocidade mais alta do que no sentido contrário que é uma subida.

Infração de trânsito mais cometida pelo natalense em 2017 foi flagrada por equipamento eletrônico

por Dinarte Assunção

Todos os dias, 627 infrações de trânsito, em média, são registradas em Natal, de acordo com levantamento disponibilizado pela Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU) a pedido do BlogdoBG.

Os erros cometidos nas vias da cidade são flagrados por agentes de trânsito, fotossensores, lombadas eletrônicas, radares e, mais recentemente, videomonitoramento.

As infrações mais cometidas são justamente as condutas que são senso comum, ou seja, conhecidas exatamente porque não podem ser feitas. É como se o natalense decidisse se arriscar contrariando a lei.

Ao longo de 2017, foram exatas 229.055 infrações registradas por amarelinhos e equipamentos eletrônicos nas ruas de Natal.

A infração campeã e que depende da fiscalização eletrônica para ser flagrada foi o excesso de velocidade.

Já aquela que depende da fiscalização humana para ser apanhada foi a falta de cinto de segurança.

Confira o ranking geral:

> Total geral (agentes e equipamentos eletrônicos): 229.055

1º – Transitar em velocidade superior a máxima em até 20%: 63.465 | 27,71% do total

2º – Avançar o sinal vermelho do semáforo (eletrônico): 15.044 | 6,57 % do total

3º – Deixar o condutor de usar o cinto de segurança: 12.573 | 5,49% do total

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Júnior disse:

    Só mesmo Carlos Eduardo pra botar esse estado nos eixos. Carlos Eduardo 2018

  2. Kennedy Diniz disse:

    Sem duvida o local de maior números de inflaçoes aconteceram na Bernardo Vieira.

  3. CHICO-CHIC disse:

    Certíssimo.
    Parabéns aos amarelinhos, deve ser horrível trabalhar com tanta pressão desses natalenses boçais, que se acham dono de tudo e parente de toda a gente importante.
    E mesmo assim, esses condutores incapazes dizem que é indústria da multa. Não sabem nem entrar e sair de uma rotatória e quando sã autuados, esperneiam que é indústria da multa.

O mapa da multa em uma imagem: infográfico resume tudo que você precisa saber

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. paulo disse:

    BG
    O melhor "investimento" feito pelo alcaide Natalense a INDUSTRIA SEM CHAMINÉ DE MULTAS.

  2. Adilio disse:

    Se a prefeitura de Mossoró implementasse isso também, estaria rica. Pois, o trânsito é extremamente desorganizado e o povo mal educado!!

  3. CARLA disse:

    O bom mesmo era saber pra onde vai o dinheiro arrecadado. Uma prestação de contas a toda sociedade. Pq esse valor se mistura com os orçamentos q a secretaria de trânsito tem direito, ai ninguém sabe pra onde vai….

  4. Fernando Antônio Bastos disse:

    E a maldade continua, lógico, para sustentar parcerias com empresas de tecnologia, manter cabides de emprego público e ARRECADAR, nada melhor do que a indústria das multas, campanhas educativas, orientação no transito, fica por conta dos contribuintes mesmo.

    • Tomaz disse:

      Se eu não infringir as normas de trânsito serei multado?ajude a exterminar a indústria respeitando às normas de trânsito.

    • José Eudes disse:

      Mesmo respeitando as leis de trânsito vc vai sim ser multado, porque já fui por "deixar de usar o cinto", por que não tive como provar de que jamais deixei de usá-lo, porque mesmo equivocado (em razão de uma possível utilização de camisa preta, por exemplo) vai-se de encontro com a opinião (verdadeira sentença) desses guardas escrotos que ganha produtividade pela quantidade de multas aplicadas. Ou seja, não dar pra se ir contra a tal da famigerada boa fé dos agentes públicos, aliada que está na roubalheira que se traduz a indústria das multas.

Natal terá nova forma de arrecadar dinheiro de multas de trânsito

 

Foto: Alex Régis

As multas de trânsito de Natal passarão a ser quitadas de forma parcelada em cartão de crédito, informou a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU).

De acordo com o órgão, um edital está sendo preparado para lançar a concorrência em que serão convocadas as bandeiras de cartão de crédito para o serviço.

Com o parcelamento permitido, é esperado que as multas sejam pagas em tempo mais hábil, com o Município recolhendo o dinheiro com mais celeridade.

A permissão resulta de lei proposta pelo vereador Kleber Fernandes, e tem por base resolução do Conselho Nacional de Trânsito.

A lei ainda autoriza que outros débitos não tributários possam ser parcelados em até 60 meses.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luciana Morais Gama disse:

    A maior indústria de Natal.

  2. Cesar disse:

    Respeitem as leis do trânsito e quebrem de vez a "indústria da multa". Simples assim!

  3. Ana disse:

    E ainda tem um punhado de puxa saco e baba ovo defendendo a indústria das multas.

  4. carlos cunha disse:

    Absurdo!
    Picaretagem em alto estilo

  5. Júnior disse:

    Quem reclama de multa é porque tem culpa no cartório e não quer pagar pelos seus delitos cotidianos.

  6. Alyson disse:

    A galera tem uma raiva grande das multas, lembrando que em 99,99% das multas, foi porque o condutor estava errado. É só dirigir com paciência, prudência e educação que a "indústria da multa" vai a falência.

  7. Fernando Antônio Bastos disse:

    Aberta a temporada de arrecadação de caixa para campanha ao governo em 2018, multa de veículos pelo CARTÃO DE CRÉDITO, só falta saber em até quantas parcelas. BRASILLLL.

  8. paulo disse:

    BG
    E a industria sem CHAMINÉ fazendo escola, parcelando as multas como se parcelando não vai se pagar. HIPÓCRITAS.

  9. Alceu disse:

    É a evolução do sistema. A ordem é arrecadar. Ano de eleição. Mostrar serviço.

  10. Tudo pela Pátria disse:

    Outra forma deve ser enfiando a mão diretamente no bolso do sujeito.

FOTO: Multa abusiva revolta e expõe indústria da multa de trânsito no estacionamento do Midway Mall

Um depoimento postado no Instagram por uma mãe que se viu vítima do que classificou de incompetência abre o debate sobre a indústria da multa de trânsito dentro do estacionamento do Midway Mall.

O caso está no perfil de Lorena Rocha (@Lorenarochas), que relatou, em tom perplexo, que viu quando um amarelinho parou sua moto, olhou para o carro dela, que ocupava vaga especial, sacou seu talou de multa e deu a canetada.

Ocorre que Lorena tem filha com síndrome de Down e estava com o cartão que a credencia a utilizar vagas especiais.

“A fiscalização, muitas vezes, é feita por pessoas incompetentes e que trabalham por mera obrigação, como o funcionpario da @prefeituradenatal @carloseduardoprefeito, que prestando serviço a STTU sequer desceu da moto para se certificar se o cartão estava no para-brisa do carro […] não sei sei se devo chamá-lo de preguiçoso ou incapaz, pois julgou muito trabalho descer da sua moto para se certificar que estávamos ali por direito e devidamente documentados” [SIC], escreveu Lorena.

Segundo ainda ela relatou, a administração do shopping, que ela procurou, relatou abusos.

“Procurei o responsável pelo estacionamento do @midwaymall e ele me relatou que realmente estavam tendo muito problema com a ação arbitrária desses senhores da moto amarela que acreditam que mostrar serviço é simplesmente utilizar todo o seu bloco de multas amarelo em um único dia”, escreveu ainda a moça.

Indignada, ela deixou um aviso: “Informo que lamentavelmente mexeu com a pessoa errada, pois não só me certifico como luto pelos meus direitos”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pedro disse:

    Hoje ao trocar o extintor de incêndio do meu carro, tomei conhecimento da não obrigatoriedade. A experiência que tive ao longo de alguns anos foi uma sensação da ação da indústria de multa usando o extintor. Certa vez fui multado. Foi um mal que virou bem. Passei a agendar a troca. E as circunstâncias e fatos me provaram a malandragem da indústria. Por 2 vezes fui parado pela polícia e conferiram apenas a validade do extintor, mas eu já estava vacinado. A maioria não se vacina. O brasileiro é desorganizado. Este nichozinho da indústria da multa em cima do extintor deve ter rendido uma boa grana…:)

  2. Emmanoel do Nascimento Costa disse:

    Tá na cara que o cartão foi colocado depois.Brasileiro não tem jeito. Os amarelo nos agora tem que tirar foto é jeito.

  3. JMB2018 disse:

    Mas quando muitos colocam na vaga do deficiente ou do idoso, dona Lorena que os agentes metendo a caneta nos outros E NÃO É INDUSTRIA DA MULTA

  4. Antônio disse:

    Mudando um pouco de assunto, sou contra encher a cidade de faixa para ônibus.
    Atrapalha muito o trânsito.
    Especialmente em alguns trechos como da salgado filho e Hermes da Fonseca.
    Só existiam duas faixas, aí criaram mais uma faixa onde não cabe três carros e agora colocaram uma para ônibus.
    Aí ficam duas faixas apertadas para carros e muito engarrafamento…
    Está na hora da população se revoltar e reclamar.
    Não deixar a prefeitura piorando o trânsito para os motoristas que passam horas no trânsito.
    Em Natal, você para num semáforo, dirige mais 100 metros, para em outro.
    O dia todo nesse anda e para.
    Acabaram com vários retornos.
    Na Romualdo ninguém consegue fazer retorno e para conseguir tem que dar um arrodeio enorme.
    Quem vem na salgado filho sentido arena das dunas e quer fazer conversão à esquerda na Bernado Vieira, acabaram proibindo o trânsito naquelas ruas próximas.
    Tem que ir depois da Antônio Basílio. dar uma volta enorme.
    Antigamente, poderia entrar na próxima à direita, que agora é sentido proíbido…
    Complicam muito o trânsito…

  5. PEREIRA disse:

    Esses caras servem pra que mesmo? Ali no fim da prudente de morais com integração, ficam alguns guardas de transito só olhando e utilizando seus celulares, se isso é trabalhar então. E ainda tem mais outro que fica ali na bernardo vieira com são josé que ainda coloca o pé na parede da sumob para ficar mais a vontade com seu celular e mais dois que sempre se instalam escondidos na alexandrino de alencar com salgado filho, também com os pés na parede batendo papo e olhando seus celulares.

  6. ERNESTO VIANA disse:

    A fiscalização, nesse caso específico, é olhar se a credencial está no local que a resolução identifica como obrigatório.
    Acontece que por vezes, não sei se foi o caso, a credencial não está no local obrigatório, nem nos bancos. Então o agente notifica!
    A ato de notificar um veículo sem credencial na vaga restrita é a única forma de garantir a vaga para a pessoa que tem direito.
    Agora taxar todos disso e aquilo é característica de gentinha sem compromisso com a sociedade.
    Se a credencial estivesse naquele local jamais teria a notificação do lado.
    Quem não quer ser notificado não participa da INDÚSTRIA DE INFRAÇÕES.

  7. Falcão disse:

    Você ter o cartão é uma coisa. Exibir é outra. É improvável que o “amarelinho” coloque a notificação junto ao cartão de deficiente, no para-brisa do carro. Faz parte da cidadania assumir o erro, dona Lorena.

  8. souza disse:

    Isso é um muido cachorro da moléstia homi.

  9. Luciano disse:

    Eu estava transportando os arquivos do BdoBrasil para Ag.da Prudente as 17: 20 horas local não tem cargas e descarga corremos o risco de assalto ou ser confundido com assaltantes chegou um Pessoa si dizendo agente de trânsito sem a farda de trabalho disse quê eu não podia ficar ali simples me multou sem conversa.

  10. Maricota disse:

    Acho que a principal função daqueles que representam os órgãos públicos é orientar o cidadão e isso nunca é visto…como bem falou o colega, quando um sinal quebra ou quando acontece algum acidente na rua alguém já viu algum amarelinho ajudando a aliviar o trânsito? Mesmo eles estando lá na hora do ocorrido, quando é preciso eles evaporam

  11. André Santiago Bambu - UFRN disse:

    Minha gente, assim não! Quem sou eu para levantar suspeitas sobre alguém, mas é pouco provável que o cartão estivesse nessa posição no ato da infração. Desculpa, gente. Mas achei o ó.

  12. Wendell Fernandes disse:

    Esse assunto é bem polêmico sempre… Sabemos que parte dos agentes de trânsito são despreparados sim, tem um inclusive bem famoso que já foi filmado por um motorista por está escondido atrás de uma árvore num local sem sinalização pra apenas multar quando algum desavisado cometia o ato, repito: não tinha sinalização sobre o que era proibido no local devido uma obra ainda na época da Copa do mundo, ele é bem odiado mesmo pois não foi a primeira vez que comete abuso… Mas nesses locais como shopping e supermercados deve existir em a fiscalização pois não tendo o cidadão comum vai tirar a vaga de quem realmente necessita como especial, idoso, deficientes, etc… Independente do prefeito que esteja muitas histórias irão render discussões…

  13. CHICO-CHIC disse:

    E ele tem braço de elástico pra botar a multa no parabrisa sem sair da moto (considerando que nas vagas do Midway, não dá para estacionar a moto ao lado do carro)?

  14. Luiz disse:

    Colocar a multa próximo ao cartão acho improvável,mas colocar o cartão ao lado da multa é bem uma característica nossa!!!

  15. Alyson disse:

    O pessoal só fala em indústria da multa, mas na grande maioria das vezes, só é multado quem está errado. Se dirigir com prudência, responsabilidade é paciência, não é multado, logo não existirá essa tal indústria da multa. O povo só reclamar, vamos ver se dirige com educação. Para deixar bem claro que meu comentário não é referente a esse caso e sim no geral.

  16. Lino disse:

    Se todos efetuarem a prisão em flagrante por abuso de autoridade, como manda o código de processo penal, ou forem a a delegacia no caso de não flagrarem, isso vai acabar. Rede social não resolve. O caminho das pedras é: primeiro a delegacia. Depois ao juizado especial, para retirar os pontos e pedir indenização pela chateação.

  17. Carlos disse:

    O brasileiro faz merda e depois culpa quem o repreende ou o multa. Essa "injustiça" tão falada só existe na cabeça de quem não tem consciência do seu proprio erro. Deixem de mi mi mi e façam a coisa certa.

    • O certo é certo. disse:

      Pejo jeito Carlos, o Sr. Deve ser alguém do STTU. Comentário sem nexo e sem cabimento. A senhora falou certinho o que acontece sempre na indústria da multa. Tem que divulgar e criticar, processar até esta sangria parar de correr do nosso bolso de corda arbitrária. Muitas vezes estes amarelinhos ficam mais de 30 min em celulares fazendo porra nenhuma e só trabalham quando quer. Deveria tirar a fé pública deles pra está chateação acabar. Aí eu quero vê-los sobre provas e testemunhas como seria.

    • Alyson disse:

      Concordo, muita gente que reclama aqui deve ser daqueles que são mal educados no trânsito, aí quando comete erros quer colocar a culpa nas multas.

  18. CURITIBA JÁ disse:

    E ESSE PREFEITO AINDA QUER SER CANDIDATO A GOVERNO DO ESTADO, A PERSEGUIÇÃO POR MULTA, EM NATAL O POVO NAO SUPORTA MAIS, IMAGINE ESSA PERSEGUIÇÃO EM TODO ESTADO

  19. Fátima cabral disse:

    ela estava com a filha no carro?

  20. Luciana Morais Gama disse:

    O pior é quando um sinal quebra desaparece logo o amarelinho que estava ali quando o sinal estava funcionando. Podem prestar atenção a isso. Eles não gostam de trabalhar, gostam de multar!!

  21. Marcílio Aguiar disse:

    Um certo dia, no posto "Ipiranga" na entrada e saída da zona norte de Natal, próximo a urbana, estava saindo olhando o movimento do transito para entrar em circulação a destino zona norte, onde o guarda do STTU logo acionou o "apito" e seus movimento pare "levantando o braço" para da sua famosa canetada. PQP!!! O motivo disso é pq eles confundem qm vem sentido zona norte e desvia pela passagem do posto para adiantar engarrafamento e acabam abusando de sua autoridade. Também acho desnecessário parar pessoas nesse ponto, concentrado do lado do posto "Ipiranga".

  22. Cidadão disse:

    Ano eleitoral, o quê se poderia esperar de diferente? Afinal, qual é de fato a serventia desse órgão, senão aumentar a entrada dos cofres? Melhoria no trânsito é que não há mesmo!

  23. Nasto disse:

    Esses amarelinhos(verdinhos) não tem preparação , nem conhecimentos para serem do transito. São pau mandados para multar. Pense num polvo que gosta de ganhar dinheiro fácil . O prefeito manda e eles metem a caneta. Agora tem horas que semáforos apagam e não aparece um para regular o transito. As vezes eu até ligava para o nº que existe nos semáforos mas agora demora muito . Teve uma das vezes que só não me pediram o exame de fezes para receber a reclamação.

  24. J B souza disse:

    A senhora disse que não sabe se chama de preguiçoso ou incapaz, deveria ela juntar as duas palavras, não?

  25. Chico disse:

    Realmente: "como a multa foi parar no para-brisa se o agente não desceu da moto"?
    Aposto que ela esqueceu de colocar a credencial e, depois de multada, pôs a credencial e tirou a foto pra armar contra o agente.
    Povo se acha cheio de direitos e nenhuma obrigação.

  26. Marcos disse:

    Como bem comentou só olhando, muitas pessoas mal educadas só aprendem quando sai do bolso. O problema é que cada um quer por a culpa nos agentes de trânsito por seu não respeito as leis, assim fica fácil. Quanto ao caso específico de Lorena, não da para saber só com sua versão. Será que ela estava com a filha no momento ?
    Imaginem, eu tenho uma placa para estacionar no local de idosos, mas no momento não tem nenhum no meu veículo, mas por comodidade, estaciono nas vagas reservadas, é justo isso ? Não digo que é caso de Lorena, pois não estava lá para saber realmente como ocorreu, estou apenas dando um pequeno exemplo para refletirmos.

  27. Tomaz disse:

    Quem acredita que o cartão não foi colocado depois.?como ele colocou a multa acima do cartão?não existe indústria dA MULTA SE TODOS RESPEITAREM AS NORMAIS DE TRANSITO

  28. Alexandre Magno disse:

    Ei pra onde vai mesmo o dinheiro das multas ?

  29. Medeiros disse:

    A indústria da multa de trânsito em Natal a produção é em série. Cada guarda tem que produzir além do seu salário , outra soma para os cofres da prefeitura. Quero ver essa fábrica falir!

  30. Andrea disse:

    Situação muito estranha, pois vejo os agentes a pé dentro do Midway, circulando e certificando do trabalho. Solicitar as filmagens ao Midway ! Pq se o cartão estava guardado na hora que o agente passou estava ele muito correto em notificar.

  31. Só olhando disse:

    Total apoio aos agentes dentro dos shoppings, existem muitos motoristas mal educados e só aprende mexendo no bolso.
    Algo que chamou a atenção é como a multa foi parar no para-brisa se o agente não desceu da moto?
    O Artigo 3º da resolução 304.008 diz que "Os veículos estacionados nas vagas reservadas de que trata esta Resolução
    deverão exibir a credencial que trata o art. 2º sobre o painel do veículo, ou em local visível para
    efeito de fiscalização".
    Logo é sabido que o melhor local que tem a melhor visibilidade para deixar o cartão e sobre o painel. Muitas vezes o local que possa parecer visível pra gente possa não ser tão visível para o agente que passa o dia nessa função.
    *Não sou agente, nem tão pouco conheço algum, mas o brasileiro já gosta de reclamar quando é punido por algo que fez errado, que não me parece ser o caso relatado.

    • Cidadão disse:

      Ao que parece, a credencial tá bem visível, inclusive próxima ao papel da multa… ou seja, em lugar visível, sobre o painel… se o agente, mesmo após aplicar a multa, ao se dirigir pra colocar sobre o vidro, enxergar a credencial, deveria abortar sua aplicação. Antes de tudo, deveria abordar o condutor e dele pedir a confirmação da credencial. Isso seria o certo. Já fui multado “na covardia” por um motoqueiro que, conforme relato dos lojistas do local, parou a moto bem longe, e de lá mesmo ficava anotando placas, sem sequer abordar o condutor. Mas informando no auto de infração que o ‘veículo estava fechado’ e ‘condutor audente’, mesmo quando eu estava ao lado do veículo. Essa indústria da multa tem de ter limites!

    • A. disse:

      Bom dia!
      Também não sou agente, e concordo com você, eu já fui notificada por um agente, mais o erro foi meu, coloquei o meu carro em um vaga de carga e descarga, eu acredito que se eles estão multando e porque estão cometendo muitas infrações.

    • Jackson disse:

      Vc deve ser agente ou da secretaria de transito.

    • Cidadão. disse:

      Amigo, vc matou a pau e expôs a farça. A pessoa não colocouno cartão e foi multada

    • Leonardo disse:

      Exato, esta senhora pode até estar com a razão, mas temos que ter cuidado, pois uma exposição injusta do agente de trânsito pode desmotivar esse tipo de trabalho que é muito bem vindo. Mas, se houve erro do agente, a multa será derrubada mediante recurso.

  32. Robson Medeiros disse:

    Os agentes da STTU já vem a muito tempo agindo com abuso de autoridade no que diz respeito ao exagero de multas, isso é público e notório, alô, MP, vamos tomar as devidas providências no sentido de coibir esse tipo de coisa, pois a cada dia só piora.

  33. Jacil disse:

    Empresa privada pode órgão pública multar??? PREFEITO PE DE CHINELO…usurpador..ja e de família assaltarem o povo…NAO VEJO A HORA DESSA COISA CAIR FORA…CABEÇÃO

  34. Paulo Barra Neto disse:

    É por esses e outras coisas que a Lei de abuso de autoridade tem que ser atualizada e ser utilizada. Isso é excesso de exação, com punição prevista em ei.

  35. Jean disse:

    Esses agentes da multa concerteza ganham comissão muito boa para sair dando canetada por aí. Quanto mais multa, mais dinheiro no cofre da prefeitura. Comissão garantida. Só pode ser.

  36. Fernando roberto disse:

    Já fui multado apenas porque a licença p estacionar estava no vídro lateral do meu carro embora visível . ABSURDO

    • Carlos disse:

      Mas se vc sabe do local certo para colocar a licença, por que colocou no errado?
      Faça a coisa certa que não ocorrerá novamente. Simples assim.

  37. Kakanzvuiskks disse:

    Pelo código de trânsito os amarelinhos não tem competência pra multar debteo de shopping, por se tratar de lugar privado, logo, todas as multas são nulas!

    Falta essas imbecis estudarem um pouco e deixar de perder tempo e onerando o município com gasto de papel!!

    Basta um recurso simples que a multa é cancelado!!

    • M. D. R. disse:

      Fui vítima, no estacionamento do Nordestao, quando o "AMARELINHO "deveria está na avenida fazendo o trabalha dele.
      Isto é a indústria da MULTA .

    • OSWALDO disse:

      Amigo qualquer área privada desde que tenha sinalização regular e dentro das normas do Contran é passível de multa, basta vc lê o CNT!

    • Costa disse:

      Vai estudar, antes de falar o que não sabe, ou pelo menos assistir algum telejornal do estado

    • Helio Mota disse:

      Vá estudar mais pq o Código foi alterado em maio de 2016 e permitiu no seu artigo 24 que a STTU multe em estacionamentos privados.
      Adoro quando aparece algum "dôtô" em legislação desatualizado. kkkkkkk.
      Vergonha alheia.

  38. Gil disse:

    Nao entendi essa!!!! Diz que o cara nem desceu da moto!!! E como a multa estava no para brisa do carro?? foi voando??? E se ele foiu la colocar como nao viou o cartao de deficiente????
    Bem, mas quero deixar registrado que ja levei uma multa dessa, no meu caso o cartao era de idoso e estava fixado no parasol e devidamente virado para fora, o tal guarda multou, acho que procurou no parabrisa e nao olhou para cima. Tirei fotos e recorri da multa.

    • Maracujina disse:

      Acho que será preciso desenhar a cena para vc entender . O amarelinho ou verdinho , multou antecipadamente somente porque o carro estava na vaga de pessoas com necessidades especiais .apos isso lógico que o mesmo desceu da moto para colocar a multa no para briza . Por desatenção ou mesmo por incompetência não viu o cartão . Entendeu ?

    • Daniel disse:

      Essa parte ai foi tu q explicou, tu tava la era?

  39. FRED disse:

    O POVO QUER SABER PARA ONDE VAI O DINHEIRO DESSA FÁBRICA DE MULTAS..!!!!!!!!

  40. Fraga disse:

    É ano eleitoral e eles precisam de muito dinheiro e nós temos os votos. Lembremos em não votar em Políticos Profissionais e mudemos tudo.

  41. Ariosvaldo disse:

    O incremento da industria da multa é a pior EXPLORAÇÃO que esse prefeito fez nessa cidade. Não bastasse o IPTU, os caçadores da multa só podem ganhar comissão!

    • paulo disse:

      Além da industria sem CHAMINÉ de multas de transito ouve também o aumento de 50% na taxa de lixo do IPTU, esse prefeito precisar ser extirpado da administração pública, essas oligarquias infestadas na politica do RN só tem trazido mazelas aos Cidadãos e Cidadãs deste estado, vejamos como se encontra atualmente o estado FALIDO e eles não estão nem ai. A hora será essa de dar uma rasteira nesses indivíduos será agora em 2018. Essa secretaria da STTU é omissa ninguém ver ela se pronunciar sobre os abusos praticados pelos seus subordinados, isso é fruto da não alternância do poder e esse prefeito entre a função de vice-prefeito e prefeito já está a uns 20 anos na prefeitura.

  42. AlexAlvesJr disse:

    A Indústria das multas se estendem aos shoppings e os guardas na maioria são incompetentes, recalcados e prepotentes.

São Paulo divulga ranking de multas por radar e agente de trânsito; em Natal, dados são desconhecidos

O jornal Folha de S.Paulo divulgou neste sábado  (9) um ranking de lugares onde mais se registram multas de trânsito, em duas categorias: por equipamento eletrônico e por agente de trânsito.

Todo o mapeamento é baseado em informações que o órgão de trânsito paulistano disponibiliza ao público.

Além de divulgar os números, o órgão reforçou ao jornal que ampliou a sinalização de orientação para o condutor de veículo não ser surpreendido.

De janeiro a novembro, a cidade, diz a matéria,  registrou 9.153.966 multas. Um único radar, que lidera o ranking, multou quase 130 mil vezes.

Natal

Na capital potiguar, os números são desconhecidos. Não estão disponíveis ao público e tampouco são disponibilizados pela secretaria de Mobilidade Urbana.

A STTU já informou qual o tipo mais comum de infração, mas nunca atendeu ao pedido para se informar quais são os pontos de Natal ondem mais incidem multas.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Eleitor disse:

    STTU,…caixa preta e incompetência….

  2. Paulo disse:

    BG.
    É por essas e outras atitudes que esse prefeito de Natal deve ser extirpar da política, omisso e descompromissado com a transparencia de uma "gestao" péssima e desqualificada. Não é só no trânsito não, iluminação pública, vias totalmente esburacadas obras da "copa" interminaveis como o latao na Av. Mo Gouveia com a Sao Jose e uma série de mal feitos. Fora as oligarquias do RN.

  3. Washington luiz disse:

    Essa é a caixa preta da prefeitura!

Ministério da Justiça não perdoa e multa Telexfree em R$ 5,5 milhões

A Secretaria Nacional de Direito do Consumidor, ligada ao Ministério da Justiça, aplicou multa de R$ 5, 5 milhões à empresa Telexfree, investigada desde 2013 por prática de pirâmide financeira, que é considerada crime contra a economia popular.

A multa foi publicada na edição desta quarta-feira (30) do “Diário Oficial da União”. A secretaria afirma que tomou a decisão baseada “na  gravidade e a extensão da lesão causada a milhares de consumidores em todo o país, na vantagem auferida e na condição econômica da empresa”.

O valor da multa vai ser depositado no Fundo de Defesa de Direitos Difusos.

Entenda o caso

A Telexfree está impedida de realizar pagamentos e cadastros de divulgadores, como são chamadas as pessoas que investem na Telexfree, desde o dia 18 de junho de 2013. A empresa é acusada pelo MP-AC de realizar um esquema de pirâmide financeira sob o disfarce de empresa de marketing multinível.

O bloqueio às atividades causou descontentamento e alguns dos divulgadores realizaram diversas manifestações de protesto em todo o país. No Acre, eles chegaram a fechar as pontes que ligam o primeiro ao segundo distrito da capital, Rio Branco.

Nos meses seguintes ao bloqueio, os advogados da Telexfree entraram com uma série de recursos na Justiça acreana pedindo a liberação das atividades. Todos, no entanto, foram negados.

G1 e o Globo

Fim da "Brecha"? Uso de apps de carona pode render multa de R$ 5 mil

imagem.phpExistem vários aplicativos e comunidades que se propõem a ajudar pessoas que dão e recebem carona a se encontrarem, a fim de facilitar as viagens de cada uma. De um lado, quem oferece a corrida em geral recebe algum dinheiro (mesmo que só para bancar o combustível), enquanto quem pega a carona deixa o carro em casa ou evita o transporte público.

Só que isso é ilegal, de acordo com o advogado Raphael Junqueira. Servidor da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), ele publicou um artigo no Congresso em Foco explicando que esse tipo de atividade pode render até multa, “atualmente acima de R$ 5 mil”.

Junqueira pontua que compete ao Estado autorizar qualquer tipo de transporte remunerado. Mesmo que esses serviços tenham a intenção de melhorar o tráfego (tirando carros das ruas e pessoas do transporte público) e a qualidade do ar (afinal, há menos carros nas ruas), sua exploração não é permitida.

“A sociedade deve compreender que o conceito da denominada carona solidária difere da atividade predatória que vem sendo realizada diariamente por diversos motoristas que retiram passageiros do transporte público mediante remuneração ou qualquer outra vantagem”, diz ele, que continua:

“Na realização da denominada carona solidária não poderá haver qualquer cobrança ou recebimento de vantagem. Ou seja, carona solidária é o ato de transportar pessoa sem auferir qualquer vantagem. Uma mera divisão nos custos de combustível já extingue a solidariedade da carona.”

O advogado ainda diz ser “muito cômodo para um motorista auferir vantagem em seu veículo particular ao se deslocar para o trabalho, escola ou viagem sem recolher os devidos tributos ou se submeter aos rigorosos testes e exames periódicos”, enquanto o prestador regular é obrigado a seguir uma regulamentação.

Olhar Digital UOL

José Dirceu recebe doações de "amigos" e paga multa de R$ 971 mil

20140225090632727647iCondenado no julgamento do mensalão a uma multa fixada em R$ 971 mil, o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu pagou a quantia na última sexta-feira, segundo advogados que o representam na Ação Penal 470. Ele arrecadou um total de R$ 1,083 milhão em doações feitas por meio de “vaquinha” organizada por amigos, parentes e petistas.

De acordo com o coordenador jurídico do PT, Marco Aurélio Carvalho, a quantia excedente de mais de R$ 100 mil será usada para a quitação de impostos e a eventual sobra deverá ser destinada à família de Dirceu. “Vamos ver depois qual será a destinação da pequena sobra. Pode ser transferida para a família”, disse Carvalho. Ele comemorou a arrecadação feita em nove dias e justificou o motivo da campanha que criou o site “Apoio Zé Dirceu”. “Primeiro, a necessidade do dinheiro para pagar (a multa), mas também uma resposta política a que ele faz jus. É um líder de esquerda importante no país.”

José Dirceu está preso desde 16 de novembro no Complexo Penitenciário da Papuda, onde cumpre pena pelo crime de corrupção ativa. Ele será julgado novamente nesta semana relativamente à acusação de formação de quadrilha. Caso a pena seja mantida, passará do regime semiaberto para o fechado.

Correio Braziliense

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. FRASQUEIRINO disse:

    O mínimo que se espera é que a Polícia Federal investigue os doadores e a origem desse dinheiro!

  2. caio fábio disse:

    Estão devolvendo apenas parte do que roubaram.