MUDANÇA: Rogério Marinho é cotado para assumir articulação política do governo Bolsonaro

Foto: Reprodução
Após sofrer várias derrotas no Congresso, o presidente Jair Bolsonaro fará mudanças no modelo da articulação política do Palácio do Planalto. A ideia é transferir a Subchefia de Assuntos Parlamentares, hoje abrigada na Casa Civil, para a Secretaria de Governo, que agora será comandada pelo general Luiz Eduardo Ramos.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, sugeriu a Bolsonaro que puxe o secretário especial da Previdência, Rogério Marinho, para a coordenação política de sua equipe. Ex-deputado do PSDB, Marinho é considerado por seus pares como um hábil negociador e, até a votação da reforma da Previdência, poderia acumular as funções.

Ainda não está definido se a Subchefia de Assuntos Parlamentares, sob a alçada da Secretaria de Governo, terá status de ministério, mas é praticamente certo que a pasta será reformulada. Até a noite desta segunda-feira, 17, no entanto, Bolsonaro também não havia batido o martelo sobre a ida de Marinho para o núcleo duro do Planalto.

O novo ministro-chefe da Secretaria de Governo já participará, nesta terça-feira, 18, da reunião ministerial com Bolsonaro. Ex-comandante militar do Sudeste, Ramos substitui o general da reserva Carlos Alberto dos Santos Cruz, que foi demitido na quinta-feira, após entrar em confronto com o escritor Olavo de Carvalho, guru do bolsonarismo, e com o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ). Santos Cruz também discordava da estratégia de comunicação do governo, refeita após a entrada do empresário Fábio Wajngarten na equipe, em abril.

Sem alarde, houve outras mudanças no Planalto. O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni – responsável pela relação do Planalto com o Congresso -, demitiu o secretário especial de Assuntos para a Câmara, Carlos Manato, filiado ao PSL de Bolsonaro.

O ex-deputado Abelardo Lupion, do DEM – mesma sigla de Onyx -, substituiu Manato. A troca provocou revolta no PSL. “É bom que nunca nos peçam para opinar se Onyx deve permanecer no governo”, provocou o deputado Coronel Tadeu (PSL-SP). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Estadão Conteúdo
OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Antonio Turci disse:

    Nome do melhor quilate, embora reconhecido no âmbito nacional, é desprezado por muitos no RN. Ajudou a modernizar uma legislação trabalhista jurássica, a ultrapassada CLT.

  2. Gustavo disse:

    É um ótimo político. Uma rara exceção no.mar de demagogos covardes e corruptos inveterados. Marinho é inteligente, articulado, sabe se expressar, esforçado e não tem.medo da cara feia e do ódio da esquerda.

  3. Bento disse:

    Só a turma do atraso não reconhece que Rogério Marinho é o melhor nome hoje na Politica Nacional, Esta aparecendo muito mais agora como Secretario Especial e é tudo pela capacidade e competência. Cuidado incompetentes inveja mata.
    Tem futuro e merece ser Ministro.

  4. Cigano Lulu disse:

    Poucos aqui sabem que a finada Wilma de Faria tinha em Rogério Marinho um dos principais formuladores de seu grupo político. A dita "guerreira" lamentou muito o rompimento com o neto de Djalma Marinho.

  5. Anti Corrupção disse:

    O RN já deu a resposta nas urnas!! Marinho nunca mais! Não queremos quem é contra os trabalhadores! Cadê os milhares de empregos com a reforma da previdência? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  6. Xicu disse:

    A tão falada reforma trabalhista que iria diminuir pelo menos 6 milhões de desempregados, por acaso diminuiu ? Temos 13 milhões de desempregados hoje é se esse governo bunda que aí está não tomar uma providência vai e aumentar o número.

    • Paulor disse:

      Graças ao governo dos Petralhas que o pais está quebrado..agora vc quer resolver 13 anos de atraso em 6 meses..KKKKK

  7. Ceará-Mundão disse:

    Excelente quadro. Infelizmente, o povo do RN não demonstrou merecê-lo. Melhor para o Brasil e para o governo Bolsonaro, pois ele foi aproveitado numa posição onde tem contribuído ainda mais do que no Parlamento. Por aqui, temos que nos conformar com o sofrido secretariado escolhido por Fatão e com parlamentares em sua maioria afeitos à mera subserviência ao governo de plantão. Qualquer que seja esse governo.

  8. Ivan disse:

    Maior parlamentar da história do RN e um dos maios importantes do Brasil…Só um estado atrasado e adorador de petistas e bandidos deixaria de eleger um cara desse nível. As 2 reformas que irão nos impulsionar à modernidade só sairam (trabalhista) e sairão (previdenciária) por causa dele…Precisa de uma reforma, chama RM!!!!!

  9. Paulor disse:

    Cabra preparado…deu a cara a tapa para fazer a reforma trabalhista coisa que nenhum politico tinha coragem.. pagou um preço caro para os que não sabem o que é bom para o Brasil.. deixamos de ter um representante do povo. Rogerio vc sempre tera o meu voto .

    • JBBatista. disse:

      Leva ele para a sua casa! o Brasil sempre viveu com essa história que vai quebrar e nunca aconteceu. começa a reforma pelos políticos que vc deve ser muito fã diminuindo drasticamente o numero deles como também os militares onde o nosso pais tem mais almirantes,brigadeiros e generais do que o EUA que vive em guerra constante

    • Gabriel disse:

      Deu a cara tapa uma ova.

      Foi muiti$$imo bem pago por Fiesp & Cia

  10. LULADRÃO disse:

    Sem dúvidas alguma, um excelente quadro para compor qualquer função. Nunca é demais lembrar que teve votos suficientes para se eleger e não conseguiu pela famigerada lei eleitoral e os seus coeficientes.

  11. Rico disse:

    Melhor é a turma do " é gopi ", que entregaram 400 bilhões do BNDES pra os países cumpanêros e mega construtoras para dar trambique no país, enquanto recebiam altas propinas pelos empréstimos irregulares. Pior, ainda querem incriminar o Moro, e inocentar a quadrilha que montou o esquema. Por ter desbaratados toda tramóia. É muita impetulância

    • Clovis Junior disse:

      Impetulância, gostei do neologismo. Seria mais um sinônimo para humildade, respeito e etc.

    • ANTA disse:

      SO FALA BESTEIRA. ESSE PAPO JA ENCHEU O SACO.

  12. Clovis Junior disse:

    Guerreiro do povo Brasileiro, sempre pensando no interesse do povo e das camadas mais pobres. Incansável labutador, desde cedo pegando no pesado, e focando sua atividade pública naqueles que levam a nação nas costas.

  13. Papo_Reto disse:

    Esse é Mafiosooo, o RN deu a resposta para ele, não se elegendo.

    Omiii fique aí em Brasília e não volte nunca mais.

  14. Netto disse:

    Faz mais e melhor para o Brasil do que um monte de' paralamentar' que o RN mandou para o Congresso.

  15. Anti-Político de Estimação disse:

    Esse quer bem a trabalhador……..(SQN)

  16. Arnaldo Laranjeiras disse:

    Vá com Deus e que fique por lá por muitos e muitos anos, o RN não sentirá saudades alguma.

    • Chico disse:

      Já prestaram atenção que é só aparecer uma notícia que coloca em dúvida o governo para que apareça um falando do PT. Esses eleitores se escondem atrás do PT. São uns desmiolados.

“Carlos Eduardo foi incompetente e irresponsável ao construir Alcaçuz”, diz Rogério Marinho

Rogério Marinho

Foto: Divulgação

As palavras do prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) nesta quarta-feira (03), quando se pronunciou pela primeira vez sobre a onda de ataques criminosos na cidade após quase uma semana do início do problema, foram criticadas pelo deputado federal Rogério Marinho (PSDB). Para o tucano, “o prefeito faz o jogo do crime” ao acusar as polícias de “incompetência”.

“Soluções simples no curto prazo amenizam a crise. Para quem governa a cidade, é preciso mais humildade e espírito de colaboração, menos arrogância e prepotência. Precária e ineficiente, a construção da penitenciária de Alcaçuz em terreno de dunas foi um crime de incompetência e irresponsabilidade. Carlos Eduardo, hoje prefeito e na época secretário de Justiça, mostrou que não entendia de engenharia e segurança, hoje mostra que não entende de administração”, disse Rogério por meio de seu perfil pessoal no twitter (@rogeriosmarinho).

Em entrevista concedida à 96 FM, Carlos Eduardo disse que foi na sua gestão como secretário de Justiça e Cidadania do RN que Alcaçuz foi construída. O maior presídio do Estado hoje tem sido palco de seguidas fugas de presos devido ao terreno onde foi erguido, que facilita a construção de túneis. Sobre os ataques criminosos, o prefeito disse que as polícias foram “ineficientes” e “levaram totó” dos bandidos.

Ainda de acordo com o parlamentar, “o prefeito precisa administrar a cidade, deixar de lado sua candidatura ao Governo em 2018, estabelecer parcerias e ajudar a resolver o nosso problema atual”.

Rogério fez questão ainda de apresentar algumas sugestões que podem ser realizadas pelo prefeito com o objetivo de melhorar a segurança pública do Estado. “Iluminação pública inibe crime, câmeras de vigilância devem se integrar à aparato policial, ocupação de terrenos baldios com campos de futebol. É preciso levar as escolas municipais palestras contra drogas, integração Guarda Municipal com Polícias”.

No médio e longo prazo, Rogério acredita que é preciso investir em uma educação de qualidade e ter foco na retomada do crescimento econômico, além de reformar o sistema prisional mal reformulado. “Vou torcer que disputas políticas paroquiais não fiquem acima das responsabilidades de nossos gestores e que esta crise sirva para uma solução”, disse Rogério.

No último domingo (31), o deputado federal Rogério Marinho atendeu convite do governador Robinson Faria (PSD) e participou de uma reunião na Secretaria de Segurança, quando foram tratadas as ações do governo no setor. Na oportunidade, o parlamentar parabenizou os membros da Polícia Civil, Militar, do Corpo de Bombeiros e os agentes penitenciários, que têm se esforçado desde o início dos ataques para combater as facções criminosas, “colocando suas vidas em risco na defesa da sociedade”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. RMelo disse:

    Carlos Eduardo foi secretário de justiça quando na construção de Alcaçuz, no governo do seu primo Garibaldi, e hoje o RN colhe o fruto podre wm cima das dunas de Nizia Floresta, um queijo suíço amargo para sociedade do RN.

  2. juliano disse:

    Rogerio Marinho tem muita inveja de Carlos Eduardo.
    Carlos Eduardo ja foi prefeito de Natal varias vezes e lidera, com muita vantagem, as pesquisas sobre intenções de votos para as eleições de 2016.
    Já Rogerio Marinho, disputou a eleição em 2012 para prefeito e foi um desastre. E hoje, Rogerio Marinho lidera as pesquisas só que no quesito rejeição.

  3. Francináide disse:

    Os recursos destinados à construção de "Alcaçuz" foi de responsabilidade do governo do Estado, é verdade. Porém o Secretário de Justiça na época, o Sr. Carlos Eduardo portanto, tão responsável quanto o governo.
    Votei no prefeito atual mas hoje me sinto envergonhada pela declaração do mesmo. Sr PREFEITO a hora de UNIÃO, adição de forças e não de picuinhas.

  4. Juliano disse:

    E Carlos Eduardo já foi governador do estado?
    Eu não sabia.
    Pelo que conta oficialmente o presidio de Alcaçuz foi construído quando o governador era Garibaldi.
    Aconselho o deputado, que se diz da educação, a estudar um pouco da historia recente do Rio Grande do Norte.

  5. wellington disse:

    Que eu saiba a Alcaçuz esta localizada no Município de Nisia Floresta e não aqui em Natal. O que é competência do Estado. O que o prefeito atual tem haver com isso!

    • rapisa disse:

      Caro amigo, para vc q não sabe, o prefeito Carlos Eduardo, no Gov. de Garibaldi era o Secretário de Justiça e Cidadania

    • Gilberto disse:

      Amigo, na época da construção ele era secretario de justiça e cidadania!

  6. FRASQUEIRINO disse:

    Hotel Alcacuz vendido para a sociedade como de "Segurança Maxima". Uma das maiores mentiras da história do RN, e ainda por cima construido sobre dunas. Digo hotel pq é lá que a bandidagem passa as férias.

  7. luis disse:

    Incompetência na construção de alcaçuz, não sei não. Mas na construção do Mercado das Rocas, ele deu um show de incompetência , até agora agora o mercado está sem funcionar,

  8. Leonardo disse:

    Esse Rogério Marinho… vou te contar! É um aproveitador da desgraça em que vivemos. Por que não prepara um Projeto de Lei para punir com mais rigor não só os assaltantes de mão armada, mas tbm aqueles que assaltam o dinheiro público? Um maior rigor pra quem coloca parente nos cabides das Assembléias Legislativas? Não é interessante, né? Cara de pau!

  9. EDER disse:

    QUEM CONSTRUIU A PENITENCIÁRIA DE ALCAÇUS , NÃO FOI O PREFEITO. OBRAS DA COMPETÊNCIA DO ESTADO É O GOVERNADOR QUEM OPERA.

    • FRASQUEIRINO disse:

      Carlos Eduardo era o secretario de justiça e cidadania que tinha sob a sua responsabilidade a administração dos presidios.

  10. joacy disse:

    Ei, deputado federal é legislador, pode pleitear alterações nos códigos penal e processo penal, diga aí a ele. Ele não sabe disso não, foi eleito pra pensar, tão somente, em reeleição.

    • rafael disse:

      vc fala como se fosse muito simples: "ah, vamos criar uma lei e tudo será resolvido". Faltam-nos gestores e sobram-nos palpiteros sobre criação de leis ineficientes.

  11. mauricio disse:

    o nobre deputado ja apresentou alguma proposta para melhorar a segurança do RN? pelo menos carlos Eduardo teve a coragem de construir alcaçuz e ele Rogério, so ta pensando na furada em que colocou a deputada Marcia Maia

  12. Fora dilma disse:

    Sinceramente eu nao acredito que tenha algum policial civil ou militar que tenha coragem de dar um voto a carlos Eduardo Alves pra prefeito de natal depois que desmoralizou, humilhou, e enterrou os policiais na entrevista a diogenes dantas.

  13. Mathias disse:

    Arrogância, prepotência e enificiência faz parte de todos os gestores da gestão Carlos Eduardo. Disse tudo Rogério Marinho!

  14. Carlos Messias disse:

    Respeitando a posição do nobre Deputado em sua crítica ao prefeito, mas fica a pergunta:

    Aproveite a situação do RN nobre deputado e proponha no congresso uma ampla reforma do código penal, com leis mais fortes, com maior tempo de prisão nos crimes, menos recursos, só ter direito a redução da pena depois de cumprir 80% do tempo de condenação em regime fechado. Fim das audiências de custódia. Para aqueles são condenados mais de uma vez, perde o direito a redução da pena e qualquer outro benefício. Rever a forma como é dado o indulto de natal, dia dos pais, dia das mães. Tais medidas seriam um começo.
    Combata nobre deputado essa sensação de impunidade que a população tem hoje, reflexo de leis frágeis, brandas e um mundo de proteção que os criminosos tem direito.

  15. Curioso disse:

    A m… foi jogada no ventilador…
    E a população que sempre levou totó dos políticos é quem paga o pato…

Perfis de Hermano e Rogério no twitter começam a informar o andamento das convenções

 

Os candidatos a prefeito de Natal, Hermano Morais (PMDB) @HermanoMorais e Rogério Marinho (PSDB) @rogeriosmarinho, começam a utilizar seus perfis no twitter para informar sobre o clima em suas respectivas convenções partidárias, onde serão homologadas as candidaturas para prefeito, vice-prefeito e vereador.

A convenção do PMDB, que homologará a candidatura de Hermano Morais, com o vereador Osório Jácome (PSC) na vaga de vice, ocorrerá no Palácio dos Esportes, em Petrópolis. O evento partidário vai contar com a presença do vice-presidente da República Michel Temer. Durante a reunião, serão firmadas as alianças com o PR, PMN, PSC, PMN, PSDC, PRTB e PP. O parlamentar terá o maior tempo de televisão entre os candidatos.

 

 A convenção do PSDB, onde será confirmada a candidatura de Rogério Marinho, ocorrerá no ginásio poliesportivo Antônio Correia , localizado a Av. Paraíba s/n, na Cidade da Esperança. DEM e PSL apoiam a candidatura. Na posição de vice-candidato está o engenheiro Haroldo Filho

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Haroldo Filho compõe chapa para prefeito com Rogério Marinho

 

Após dias de mistério, finalmente, Rogério Marinho (PSDB) divulga o nome de quem compõe com ele a chapa majoritária para o executivo municipal. O engenheiro Haroldo Filho (DEM) é o escolhido.  A chapa é resultado da articulação entre PSDB, DEM e PSL.

CONVENÇÃO:

Acontece amanhã a convenção do PSDB, no Ginásio de Esportes Antônio Correia (Av. Paraíba s/n, Cidade da Esperança), a partir das 9h30. Na ocasião, será homologada a candidatura da dupla do PSDB/DEM, além da dos vereadores que concorrerão pelas coligações envolvidas.

Rogério convoca forças políticas de Natal para discutir problemas da cidade

O deputado federal Rogério Marinho (PSDB) convocou todas as forças políticas de Natal para discutir as propostas de solução para os mais variados problemas da cidade. Para o parlamentar, “está na hora de parar com a fulanização do processo, precisamos qualificar o debate”.

Rogério Marinho explicou que o projeto Pensar Natal tem como objetivo “traçar uma proposta que esteja em ressonância com o sentimento da população, que possa ser executado de forma adequada e sem exageros”.

Segundo o deputado, a intenção é que essa proposta possa “ser apresentada e discutida pelo cidadão da nossa cidade, e que as outras forças políticas de Natal venham a público para debater conosco e com a sociedade, que mostrem suas ideias para que sejam resolvidos os graves problemas que a cidade tem”.

Em 2011 o Pensar Natal visitou postos de saúde, terminais rodoviários e escolas, entre outros diversos setores da administração pública municipal. Na oportunidade, Rogério Marinho conversou com servidores e com a população, os usuários desse serviço.

“O Pensar Natal é isso, entender o sentimento e a sensação da população da nossa cidade. A segunda etapa do consiste em escutar pessoas que são importantes nos diversos segmentos da cidade para ter uma visão plural”, disse Rogério Marinho nesta terça-feira (7) na 96 FM.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. beto costa disse:

    chama a policia…….

Rogério Marinho culpa Carlos Eduardo pela insegurança jurídica de Natal

O deputado federal Rogério Marinho (PSDB) lamentou o ambiente de insegurança jurídica que afasta os investidores da capital potiguar. O parlamentar citou os casos da construção do Hotel da BRA na Via Costeira e a obra da Marina de Natal, dois exemplos deste problema que se arrastam desde a gestão do ex-prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT).

“Nós temos em nossa cidade um ambiente de insegurança jurídica que afasta empreendedores e faz com que Natal perca investimentos privados, que poderiam propiciar geração de emprego e renda para muitos natalenses”, disse Rogério durante o programa “Pensar Natal” desta sexta-feira (27) na 96 FM.

Sobre a Marina, o parlamentar lembrou que o projeto foi “anunciado pelo prefeito anterior como fato consumado, mas ele não levou em consideração a necessidade de fazer a regulamentação da área de proteção ambiental próxima ao Forte dos Reis Magos. Por não ter feito seu dever de casa, os investidores atraídos ainda em 2007, desistiram desse investimento”.

Com relação ao Hotel da BRA, na Via Costeira, Rogério lembrou que o empreendedor iniciou as obras após cumprir suas obrigações, como a retirada dos licenciamentos e do alvará de construção. “Foi fiscalizado pelo município e quase no final do projeto constataram que havia um andar a mais. Estamos há quatro anos aguardando o final dessa confusão. Por enquanto temos apenas um elefante branco abandonado bem perto do nosso principal cartão postal que é a praia de Ponta Negra”, disse.

Para o parlamentar, as administrações dos últimos 10 anos em Natal, pecaram pela falta de um “planejamento público”. “E quando o investidor sente que há insegurança jurídica no seu empreendimento, vai a procura de outra cidade”.

“A lei existe e tem que ser cumprida, seja para pobres ou ricos. Ela não pode ser objeto de conveniência pessoal ou poder midiático do governante de ocasião, que por uma circunstância política de momento, entende que é melhor passar por cima da legislação para ficar bem com a opinião pública. Governar não é fazer teatro, mas cumprir a lei e respeitar o que diz nossa Constituição”, finalizou Rogério.

Em tom de campanha, Rogério Marinho culpa Micarla e Carlos Eduardo por atraso no Mercado das Rocas

O deputado federal Rogério Marinho (PSDB) criticou as últimas administrações pela situação de abandono das feiras livres de Natal. O parlamentar ainda lembrou o caso do Mercado das Rocas, que está paralisado para reforma desde 2008, ainda durante a gestão do ex-prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT).

“O Mercado das Rocas é mais um exemplo de obra inacabada e irresponsabilidade administrativa da gestão anterior e de incapacidade gerencial da atual administração [da prefeita Micarla de Sousa (PV)]”, disse Rogério Marinho durante o programa “Pensar Natal” exibido nesta quarta-feira (26) na 96 FM.

O tucano destacou a importância cultural das 22 feiras livres da cidade e lamentou o descaso da Prefeitura.

“As feiras reúnem a nossa tradição cultural e gastronômica. Infelizmente as últimas administrações têm sido absolutamente omissas e isso tem se refletido na degradação que as feiras livres estão submetidas na cidade”, concluiu Rogério.

Para Rogério Marinho, Prefeitura também é responsável pela segurança na cidade

“A Prefeitura do Natal não pode fugir da sua responsabilidade em dar a sua contribuição para combater a insegurança na cidade”. Esta é a opinião do deputado federal Rogério Marinho (PSDB), que cobrou mais políticos de combate a violência na capital potiguar.

De acordo com o parlamentar, faltam iniciativas do município para melhorar as condições de segurança da cidade. Para Rogério, o trabalho nesta área deve ser feito em conjunto com os governos Estadual e Federal.

“O município pode trabalhar a iluminação pública, colocar câmeras em determinados locais da cidade, assegurar os passeios públicos para pedestres e adequar o trânsito de veículos à segurança coletiva, entre outras coisas”, sugeriu o deputado durante o programa “Pensar Natal” exibido nesta sexta-feira (13) na 96 FM.

Para o parlamentar, também é preciso pensar em alternativas para afastar os jovens da violência. “Temos que trazer os jovens para dentro da sociedade com atividades produtivas como esporte, cultura, arte e entretenimento”, finalizou.

Rogério Marinho culpa últimas gestões por aumento de áreas precárias em Natal

O deputado federal Rogério Marinho (PSDB) responsabilizou as últimas administrações pelo crescimento das chamadas habitações subnormais em Natal, nome utilizado pelo IBGE para identificar áreas em situação precária para sobrevivência, como favelas, cortiços e palafitas. Segundo dados divulgados pelo órgão, a capital potiguar teve, entre 2000 e 2010, um acréscimo de 1.324% no número de moradores que residem nestes locais.

“Isso é uma demonstração total de que não houve a preocupação com o planejamento da cidade por parte dos últimos administradores que governaram Natal. Não tiveram o cuidado de planejar a cidade, de prever o seu crescimento e evitar as distorções que ocorrem em diferentes bairros. Essa situação mostra a inércia, o descaso, o abandono e a falta vontade política e administrativa dos gestores que passaram por Natal nos últimos 10 anos”, disse Rogério Marinho durante o programa “Pensar Natal” exibido nesta quarta-feira (11) na 96 FM.

O tucano ainda lamentou a falta de consórcios intermunicipais para a melhoria da infraestrutura da capital. “Qualquer planejamento para Natal precisa levar em consideração os municípios da Região Metropolitana. Não podemos deixar de levar em consideração o fato de que Natal precisa se abrir para o Estado e exercer seu papel natural de liderança”, finalizou Rogério.

O programa “Pensar Natal” é transmitido de segunda a sexta-feira, às 13h, na rádio 96 FM. Edições anteriores do programa podem ser encontradas no site www.rogeriomarinhopsdb45.com.br.

Rogério condena liberação de recursos para obras com indícios de irregularidades

Rogério criticou o esforço do PT para aprovar a liberação de repasses para 22 obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) com fortes indícios de irregulares. Conforme destaca o parlamentar, a oposição foi contra a autorização para empreendimentos com suspeitas. O deputado acredita que o brasileiro pagará a conta por essa “irresponsabilidade”.

“Por esse motivo, votamos contra o relatório. Mas fomos vencidos. Achamos que houve muita flexibilidade por parte da maioria governista. O parecer permite que 22 das 27 obras apontadas como irregulares permanecessem dentro do Orçamento sem nenhuma penalidade ou restrição”, avaliou.

Rogério Marinho estranhou a liberação de verba para a construção da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco – o que motivou intensa disputa na Comissão Mista de Orçamento (CMO). Como ponderou o TCU, a obra deveria ser paralisada por sobrepreço – ou seja, os valores acima dos praticados no mercado. Segundo Rogério, a construção da refinaria já apresenta superfaturamento de R$ 1,4 bilhão.

“Essa situação é recorrente. Todos os anos, no âmbito da comissão, recebemos informes do TCU de inadequação da Petrobras, da Valec, do Dnit e de outros órgãos do Executivo. Mas, infelizmente, os problemas são repetidos e os vícios não são sanados. Um prejuízo para a sociedade como um todo”, finalizou.