Operário morre eletrocutado em obra de shopping na Zona Norte de Natal

O Portal da Tropical noticia que um homem que trabalhava na obra de expansão do Norte Shopping morreu eletrocutado em um andaime eletromecânico na noite dessa segunda-feira (20). De acordo com a matéria, um homem de 30 anos, natural de Recife-PE, teria sofrido a descarga elétrica ao tocar no equipamento que estava sendo carregado para o trabalho desta terça (21). De acordo com a Polícia Civil, a vítima usava os equipamentos de segurança no momento do acidente.

A notícia ainda informa que, em nota, a administração do Norte Shopping informou que “está prestando todo o apoio necessário à família e tomando as devidas providências para esclarecimento do acidente. Informações dão conta que o trabalhador era prestador de serviço terceirizado.

Notícia completa aqui.

 

 

Obra da Caern interdita faixa da via em trechos da Avenida Ayrton Senna

FOTO: Caern/Assecom

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) está iniciando nesta quarta-feira (27) uma nova etapa na implantação de rede coletora de esgotamento sanitário na Avenida Ayrton Senna. No sentido Parnamirim-Natal, foi concluída a instalação de tubulação em dois trechos da avenida: um entre a Rua Praia de Pititinga e a Avenida dos Eucaliptos; e outro entre a Rua Poços de Caldas e Avenida Abel Cabral.

Nesta quarta-feira, equipes iniciam a implantação da tubulação nesses mesmos trechos, mas no sentido inverso, Natal-Parnamirim.

Com isso, será necessário fazer a interdição de uma faixa da via nesses locais. Está sendo iniciada também a pavimentação dos trechos concluídos, que deve ser executada no prazo de 30 dias.

Execução de obra interdita novo trecho na Avenida Maria Lacerda a partir desta segunda

FOTO: CAERN/ASSECOM

Um novo trecho da Avenida Maria Lacerda Montenegro foi interditado a partir desta segunda-feira (11), para execução da obra de implantação do esgotamento sanitário, que está sendo realizada pela Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), em Nova Parnamirim. O trecho inicial fica na altura do Supermercado Nordestão e se estende até a Rua Adeodato, no sentido bairro – BR 101, mas o trabalho de escavação e aplicação da tubulação será realizado até a altura do Shopping Reis Magos.

A previsão é que o serviço seja concluído em todo o trecho num prazo de até 20 dias. Durante este período, será interditada a faixa da direita da avenida, no sentido bairro – BR 101, e a faixa da esquerda funcionará como via dupla, contando com a colaboração da Secretaria Municipal de Trânsito para organizar o fluxo de veículos no local. O trabalho será iniciado a partir das 8h da segunda-feira (11).

São Gonçalo -(FOTOS): Obra da praça multiuso de Jardim Lola já está 50% concluída

Fotos: Divulgação

No início deste ano, a Prefeitura de São Gonçalo do Amarante assinou ordem de serviço para construção da praça multiuso, no bairro Jardim Lola. As obras seguem a todo vapor e já estão com metade dos serviços concluídos.

O espaço vai contar com pista de skate, espaço para caminhada, academia, quadra de esportes e um centro de convivência para receber eventos culturais. Iniciada em fevereiro, a obra tem previsão de término no mês de novembro deste ano e está orçada em mais de R$ 500mil.

O local, que em breve será inaugurado, também já recebeu iluminação de LED, através do programa Luz pela Paz.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lauro disse:

    Em um ano estará tudo depredado, escuro e cheia de nóias. Pode escrever.

  2. Cigano Lulu disse:

    Obra fantástica, digna dos mais avançados centros urbanos do país. Em nada fica a dever aos melhores projetos do arquiteto curitibano Jaime Lerner.

Obra do túnel de macrodrenagem da Arena das Dunas (de oito meses) interditará, a partir de segunda, trechos da Av. Jerônimo Câmara até Avenida Miguel Castro; veja locais

Foto: Divulgação

A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU), informa que a partir de segunda-feira, 02 de setembro, a Av. Jerônimo Câmara – entre as ruas Jaguarari e dos Potiguares –, a Rua dos Caicós (Av. 07) – entre as avenidas Lima e Silva e Miguel Castro – e a Avenida Miguel Castro – entre as ruas dos Caicós e Rubens Maris – sofrerão interdições parciais para realização da obra do túnel de macrodrenagem da Arena das Dunas, realizada pela Semov.

A previsão é que a obra dure oito meses.

Segundo a STTU, a Av. Jerônimo Câmara, Av. Miguel Castro e Rua dos Caicós sofrerão interdições em uma faixa de cada lado da via, não gerando desvios nas linhas de ônibus que circulam na região.

Como rota alternativa às avenidas Jerônimo Câmara e Miguel Castro, os motoristas de carros de passeio podem utilizar as avenidas Lima e Silva e Nascimento de Castro. Já como escape à Rua dos Caicós, o motorista pode utilizar as avenidas Interventor Mário Câmara (Av. 06) e Coronel Estevam (Av. 09).

Em caso de dúvidas, os motoristas podem ligar para o Alô STTU – no telefone 156 – ou perguntar pelo Twitter oficial, o @156Natal.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luciana Morais Gama disse:

    Sinto saudades da casinha. Afinal ficou quase 6 anos entre a gente.

Ligação do Planalto com Cidade Satélite será fechada para obra; veja alterações no trânsito e transporte

Foto: Josenilson Rodrigues

A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU), informa que a passagem de nível da Rua Antônio Freire de Lemos, que liga o Planalto à Cidade Satélite, estará fechada para obra de troca de trilhos, realizada pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), a partir da próxima quinta-feira (29).

Com isso, o motorista que necessitar circular entre o Planalto e Cidade Satélite – além de bairros vizinhos das zonas Sul e Oeste da capital – deverá utilizar a passagem de nível da Rua Monte Rei, região conhecida como pátio da feira do Planalto.

De acordo com a STTU, a obra segue até o domingo (1º de setembro). Em caso de dúvidas, o cidadão pode ligar para o Alô STTU – no telefone 156 – ou perguntar pelo do twitter oficial, o @156Natal.

MUDANÇA NO TRANSPORTE PÚBLICO

Além da mudança no trânsito, a linha 83 (Felipe Camarão/Ponta Negra, via Cidade Satélite) mudará de itinerário devido à obra. Segundo a STTU, o desvio vai acontecer em tempo integral no período da interdição, ficando o itinerário do seguinte modo:

Após oito anos paralisada, obra do Terminal Público Pesqueiro de Natal será retomada

FOTO: ASSECOM/SAPE

Após oito anos paralisada, a obra do Terminal Público Pesqueiro de Natal, situado junto ao Porto de Natal, na Ribeira, será retomada e a concessão do equipamento passará a ser oficialmente de domínio do Rio Grande do Norte. Em Brasília, a governadora Fátima Bezerra e o titular da Secretaria da Agricultura, da Agropecuária e da Pesca (Sape), Guilherme Saldanha, foram recebidos na noite de terça-feira (13) pela Ministra Teresa Cristina, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), e, com a equipe técnica da Secretaria de Aquicultura e Pesca (Sap), decidiram sobre o futuro do entreposto de pescados.

A equipe do Governo do RN entregou à ministra o projeto de concessão do terminal para a iniciativa privada, que será feita por meio de licitação pública. A expectativa é de que no prazo de 60 dias tanto o Mapa quanto a Sape tenham finalizado os documentos de cessão do domínio, bem como o modelo do edital para a concessão. “Nesse encontro, foram feitas as tratativas para chegarmos ao modelo jurídico que o processo requer”, explicou Saldanha.

Participaram também da reunião o assessor especial, Edmilson Alves, e o coordenador de Infraestrutura Pesqueira, Flávio Modesto, da Secretaria de Aquicultura e Pesca. A partir da audiência na capital federal, chegaram ao acordo sobre a dominialidade do dispositivo e também quanto à retomada da obra que, segundo o secretário, “será reiniciada o quanto antes for possível”.

A construção do Terminal Pesqueiro foi iniciada em 2009 e paralisada, por descumprimento de contrato com a construtora, dois anos depois, em 2011. Com a autorização do Ministério da Agricultura, o Governo do Estado passará a ter o domínio do terminal, que deverá passar a concessão do mesmo para a iniciativa privada. O RN é o maior exportador de atum do Brasil, que compreende uma cadeia produtiva desde a pesca artesanal, em especial na região de Areia Branca, à pesca industrial.

“Com este entendimento, abre-se a possibilidade para que um grande investidor venha a atuar no RN, abrindo mais uma oportunidade de compra e venda de todos os pescados e também de beneficiamento de camarão”, explicou o secretário. Todo o processo que envolve o terminal foi realizado sob a orientação da governadora Fátima Bezerra, que enfatiza a importância da retomada da obra do equipamento e, por consequência, o seu pleno funcionamento. “Temos trabalhado exaustivamente com o objetivo de gerar emprego e renda para a nossa população”, disse.

Espera-se, como consequência direta da operacionalização do terminal, o incremento da produção de pescado em até cinco mil toneladas por ano, ocasionando, assim, o crescimento nas exportações e influenciando positivamente o PIB potiguar. O entreposto não terá unidade de processamento, mas contará com uma capacidade de armazenagem superior a 100 toneladas de peixes. “A nossa expectativa é de uma geração de seis mil empregos em toda a cadeia produtiva, sendo dois mil gerados diretamente”, informou Saldanha.

HISTÓRICO – O Terminal Público Pesqueiro de Natal começou a ser construído em setembro de 2009, com a previsão de ser inaugurado em 2010, o que não aconteceu. Em 2011, a obra foi paralisada (apesar de estar 95% concluída), por falta de pagamento à construtora responsável. A conclusão e operação do Terminal Pesqueiro sempre foi prioridade da Secretaria da Agricultura, da Pecuária e da Pesca, na gestão do secretário Guilherme Saldanha, ampliando e promovendo o diálogo entre Governo do RN, Mapa e construtora.

Saldanha recebeu os técnicos do ministério para avaliarem as atuais condições do dispositivo. O chefe de Divisão e Infraestrutura Pesqueira, Rafaell Miguel e o coordenador de Infraestrutura Pesqueira, Flávio Modesto, aferiram a infraestrutura predial e o estado de conservação dos equipamentos do local.

Os recursos financeiros para construção do Terminal Pesqueiro são do próprio Governo do Estado, em parceria com a União, por meio do antigo Ministério da Pesca e Aquicultura, atual Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Com relação ao projeto para retomada da obra, que está sendo concebido pela Secretaria de Infraestrutura (SIN), a ideia é de que o acesso se dê pela CBTU. No tocante aos custos, ainda estão sendo levantados e os recursos serão do próprio Governo do Estado.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. CHICO100 disse:

    Nossa Governadora vai ser a melhor que o RN já teve. Vamos Pra cima Fátima, serão 8 anos de um governo pra desenvolver esse RN que foi saqueado por anos, mas que agora ganhou rumos democráticos

    • Genaro disse:

      Tô vendo a hora ela dizer "luladrão, morra na prisão". É tanto dinheiro do governo federal entregue pra o RN

  2. Az disse:

    A iluminação do prolongamento da Prudente de Morais foi taveira que pagou mais Fátima GD coloca na
    Propaganda que foi ela.

  3. Isabel Helena Marinho disse:

    Verdade tudo avançando no RN com ajuda do Bolsonaro, não esquecer de ressaltar que tudo advém do governo federal, no final tem gente que vai querer ser autor de tudo! Não podemos nos olvidar que o Bolsonaro todos os dias vem contemplando o RN, isso esses jornalistas esquerdopatas e seus seguidores fogem não ver!

  4. Manoel disse:

    Esse governo Bolsonaro eh ruim demais pro Nordeste! Todo dia libera verba pra o RN! (Ironia)

Obra do Terminal Pesqueiro será retomada e domínio de concessão passa a ser do RN

Fotos: Assecom-RN

Após oito anos paralisada, a obra do Terminal Público Pesqueiro de Natal, situado junto ao Porto de Natal, na Ribeira, será retomada e a concessão do equipamento passará a ser oficialmente de domínio do Rio Grande do Norte. Em Brasília, a governadora Fátima Bezerra e o titular da Secretaria da Agricultura, da Agropecuária e da Pesca (Sape), Guilherme Saldanha, foram recebidos na noite de terça-feira (13) pela Ministra Teresa Cristina, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), e, com a equipe técnica da Secretaria de Aquicultura e Pesca (Sap), decidiram sobre o futuro do entreposto de pescados.

A equipe do Governo do RN entregou à ministra o projeto de concessão do terminal para a iniciativa privada, que será feita por meio de licitação pública. A expectativa é de que no prazo de 60 dias tanto o Mapa quanto a Sape tenham finalizado os documentos de cessão do domínio, bem como o modelo do edital para a concessão. “Nesse encontro, foram feitas as tratativas para chegarmos ao modelo jurídico que o processo requer”, explicou Saldanha.

Participaram também da reunião o assessor especial, Edmilson Alves, e o coordenador de Infraestrutura Pesqueira, Flávio Modesto, da Secretaria de Aquicultura e Pesca. A partir da audiência na capital federal, chegaram ao acordo sobre a dominialidade do dispositivo e também quanto à retomada da obra que, segundo o secretário, “será reiniciada o quanto antes for possível”.

A construção do Terminal Pesqueiro foi iniciada em 2009 e paralisada, por descumprimento de contrato com a construtora, dois anos depois, em 2011. Com a autorização do Ministério da Agricultura, o Governo do Estado passará a ter o domínio do terminal, que deverá passar a concessão do mesmo para a iniciativa privada. O RN é o maior exportador de atum do Brasil, que compreende uma cadeia produtiva desde a pesca artesanal, em especial na região de Areia Branca, à pesca industrial.

“Com este entendimento, abre-se a possibilidade para que um grande investidor venha a atuar no RN, abrindo mais uma oportunidade de compra e venda de todos os pescados e também de beneficiamento de camarão”, explicou o secretário. Todo o processo que envolve o terminal foi realizado sob a orientação da governadora Fátima Bezerra, que enfatiza a importância da retomada da obra do equipamento e, por consequência, o seu pleno funcionamento. “Temos trabalhado exaustivamente com o objetivo de gerar emprego e renda para a nossa população”, disse.

Espera-se, como consequência direta da operacionalização do terminal, o incremento da produção de pescado em até cinco mil toneladas por ano, ocasionando, assim, o crescimento nas exportações e influenciando positivamente o PIB potiguar. O entreposto não terá unidade de processamento, mas contará com uma capacidade de armazenagem superior a 100 toneladas de peixes. “A nossa expectativa é de uma geração de seis mil empregos em toda a cadeia produtiva, sendo dois mil gerados diretamente”, informou Saldanha.

HISTÓRICO – O Terminal Público Pesqueiro de Natal começou a ser construído em setembro de 2009, com a previsão de ser inaugurado em 2010, o que não aconteceu. Em 2011, a obra foi paralisada (apesar de estar 95% concluída), por falta de pagamento à construtora responsável. A conclusão e operação do Terminal Pesqueiro sempre foi prioridade da Secretaria da Agricultura, da Pecuária e da Pesca, na gestão do secretário Guilherme Saldanha, ampliando e promovendo o diálogo entre Governo do RN, Mapa e construtora.

Saldanha recebeu os técnicos do ministério para avaliarem as atuais condições do dispositivo. O chefe de Divisão e Infraestrutura Pesqueira, Rafaell Miguel e o coordenador de Infraestrutura Pesqueira, Flávio Modesto, aferiram a infraestrutura predial e o estado de conservação dos equipamentos do local.

Os recursos financeiros para construção do Terminal Pesqueiro são do próprio Governo do Estado, em parceria com a União, por meio do antigo Ministério da Pesca e Aquicultura, atual Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Com relação ao projeto para retomada da obra, que está sendo concebido pela Secretaria de Infraestrutura (SIN), a ideia é de que o acesso se dê pela CBTU. No tocante aos custos, ainda estão sendo levantados e os recursos serão do próprio Governo do Estado.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Deco disse:

    Beleza!!
    Bolsonaro vem pra inauguração?

NOVA PARNAMIRIM: Obra interdita faixa da Avenida Maria Lacerda a partir desta segunda

A partir da manhã desta segunda feira (10), uma faixa da avenida Maria Lacerda Montenegro, em Nova Parnamirim, no sentido bairro – BR-101, será interditada para garantir a implantação de rede coletora, parte da obra de esgotamento sanitário de Parnamirim,  informa a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern). De acordo com a empresa, a interdição acontece entre a rua Carmindo Quadros, na esquina onde fica o supermercado Nordestão, e a rua Galinhos.

A previsão é de que esta etapa seja concluída até a próxima sexta-feira (14), com a faixa liberada em seguida. A partir do dia 17, uma nova etapa de execução de rede coletora será iniciada na mesma via, mas em outro trecho, da rua Neópolis para rua Carmindo Quadros, com execução até o dia 28 de junho.

O trabalho terá o apoio da Secretaria de Transporte e da Polícia Militar de Parnamirim, que vai orientar motoristas e pedestres que circulam no local.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ana leticia disse:

    E o trânsito????
    Qdo vão resolver desatar esse nó. Está insuportável transitar em determinados horários.

FOTO: Obra da ponte na RN-002, que liga Monte Alegre a Lagoa de Pedra, Lagoa Salgada e outras cidades da região,será realizada em 60 dias

Foto: Demis Roussos/ASSECOM-RN

Dentro de dois meses, a população do Agreste voltará a utilizar a ponte sobre o Rio Trairi, na rodovia RN-002, que liga o município de Monte Alegre a Lagoa de Pedra, Lagoa Salgada e outras cidades da região. A ordem de serviço para recuperação das fundações da ponte, que custará R$ 400 mil oriundos de recursos próprios do Governo do RN, foi assinada hoje (08) pelo diretor geral do DER, Manoel Marques, a diretora de obras, Natércia Nunes e o engenheiro Flávio Pereira, da empresa Engecal, em solenidade realizada na Câmara Municipal de Monte Alegre.

Participaram do evento o deputado Kleber Fernandes, o prefeito de Monte Alegre, Severino Rodrigues da Silva, o prefeito de Lagoa Salgada, Raniere Amâncio, o presidente da Câmara, Heriberto de Carvalho Chagas, e os demais vereadores que compõem a casa, além de moradores das cidades beneficiadas.

O diretor do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RN) explicou ao público presente que a demora em atender a esse pleito se deu pela perda do caráter de urgência da obra, uma vez que a ponte está interditada desde novembro de 2018 e o processo, então aberto, ficou inconcluso.

Desde então, o tráfego está sendo feito via terrestre, numa estrada vicinal, e mais de 50 mil pessoas que moram no entorno estão sofrendo com a insegurança e o desconforto causado pela interdição. Somente com a reabertura do orçamento, este ano, o órgão deu andamento ao processo até conseguir a liberação dos recursos.

“A governadora é uma pessoa extremamente sensível, especialmente para essas questões que demandam urgência e emergência. Tivemos todo um trabalho para retomar o processo e dar o caráter de urgência”, justificou. Ele deu o exemplo da obra de recuperação da cabeceira da ponte sobre a RN-041, que liga a BR-304 ao município de Santana do Matos, que na mesma semana em que a enchente destruiu a estrutura, a rodovia foi liberada.

O prefeito Severino Rodrigues agradeceu a todos os vereadores e ao deputado Kleber, que reivindicaram a obra, e destacou a sensibilidade da governadora e o empenho do diretor do DER para que a ponte seja liberada o mais rápido possível. “Sabemos da urgência devido às chuvas, que poderiam aumentar o problema. E entendemos a necessidade desse pequeno atraso”, afirmou.

O presidente da Câmara, Heriberto Chagas, foi além do reconhecimento da importância da obra e solicitou a recuperação do trecho situado na entrada da cidade, que não foi executado no ano passado. Raniere Amâncio, prefeito de Lagoa de Pedra, citou que a zona rural do município está sendo prejudicada com a interdição da ponte.

Encerrando o ato simbólico de assinatura da ordem de serviço, o deputado Kleber Fernandes informou que uma semana após tomar posse na Assembleia Legislativa já estava no DER solicitando a realização dessa obra. ”É importante observarmos a celeridade deste governo em atender a esse importante pleito e aproveito para pedir que o DER realize uma operação tapa buracos para todo o Agreste”, disse o deputado, considerado porta-voz daquela região.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Solenidade na câmara municipal para assinar uma ordem de serviço?
    É isso mesmo?
    Sinceramente, Sucupira é aqui e eu não sabia.

  2. Lutemberg disse:

    Se essa obra seguir o padrão utilizado na almejada rotatória da Itapetinga, os motoristas que por ela trafegarem terão problemas. A obra viária da zona norte ficou quase dez anos esperando ser terminada, o governo e alguns oportunistas alardearam aos quatro ventos a sua conclusão ao custo de seiscentos mil Reais, e observem, trata-se de uma singela rotatória, que não demanda maiores custos ou estudos técnicos, e mesmo assim, fizeram uma gambiarra onde sequer colocaram asfalto, as pedras de paralelepípedo já estão ficando soltas e se criaram buracos cuja tendência é só aumentar e levar os que trafegam pelo local à mesma situação de outrora. Esse é o jeito PT de governar, mas há quem goste, infelizmente.

TRANSPORTE: Obra na Praça Capitão José da Penha muda itinerário de linhas de ônibus na Ribeira

A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU), informa que as linhas de ônibus que circulam na Ribeira vão mudar de itinerário devido as obras de revitalização da Praça Capitão José da Penha a partir desta quarta-feira (24).

Segundo o órgão, as linhas 13B, 22/71, 35, 37, 44, 48, 51, 52, 54, 56, 75B, 78A/47, 81, 84 e 85 passam a seguir pela Rua General Gustavo Cordeiro de Farias e na Av. Duque de Caxias, de onde seguem o itinerário já realizado. Para essas linhas, não há mudanças em paradas.

Já as linhas 33, 36, 38, 59 e 64A/43 passam a seguir pela Rua General Gustavo Cordeiro de Farias, Av. Duque de Caxias, Esplanada Silva Jardim e entram para a Rua Almino Afonso, de onde seguem o itinerário já praticado. A parada que fica em frente a STTU, na Rua Almino Afonso, passa para frente do ITEP, na Av. Duque de Caxias.

Em caso de dúvidas os usuários podem ligar para o Alô STTU – no telefone 156 – ou perguntar pelo Twitter oficial, @156Natal.

 

Justiça rejeita novo habeas corpus para arquiteto denunciado por contratação irregular de empresa na obra da Arena das Dunas

A Câmara Criminal do TJRN rejeitou um novo Habeas Corpus, movido pela defesa de Carlos de La Corte, arquiteto apontado pelo Ministério Público como envolvido em supostos delitos, relacionados à obra do estádio de Futebol “Arena das Dunas”. Os advogados alegaram que existiria um constrangimento ilegal por parte do juiz de Direito da 5ª Vara Criminal da Comarca de Natal, mas os desembargadores não acolheram os argumentos e mantiveram o entendimento definido em outra demanda, esta julgada em 23 de janeiro.

A defesa pedia, ainda, dentre outros pontos, que o órgão julgador deveria definir, desta vez, pelo trancamento da ação penal de nº 0104608-24.2017.8.20.0001, na qual o acusado foi denunciado sob a acusação de ter cometido crime previsto no artigo 89 da Lei n° 8.666/1993 (Lei das Licitações), tendo em vista a ausência de justa causa para a continuidade da persecução criminal.

O arquiteto e outros denunciados teriam praticado a inexigibilidade indevida de licitação, referente a prática dos crimes dos artigos 89 e 92, combinados ao artigo 84, todos da Lei das Licitações, e artigo 299 do Código Penal, que se relacionam a fatos delituosos envolvendo a contratação de uma empresa, em 2010, para a prestação de serviços especializados no desenvolvimento dos projetos básicos complementares relativos ao empreendimento do Arena. A denúncia foi recebida em 24 de julho de 2017.

“Isso porque a peça acusatória obedeceu aos requisitos exigidos pelo artigo 41 do Código de Processo Penal já que, além de qualificar os acusados e classificar os delitos a eles imputados, expôs os fatos criminosos com as suas circunstâncias, individualizando a conduta praticada por cada um dos denunciados, de maneira a permitir identificar com clareza a imputação que lhe é feita”, ressaltam os desembargadores.

A decisão, desta forma, nesta nova negativa de HC, ressaltou que existiu a observância ao dispositivo aplicável do Código de Processo Penal, o qual reza que a denúncia ou queixa conterá a exposição do fato criminoso, com todas as suas circunstâncias, a qualificação do acusado ou esclarecimentos pelos quais se possa identificá-lo, dentre outros elementos.

Habeas Corpus Com Liminar n° 0800190-34.2019.8.20.0000
TJRN

FOTOS: Obra do Forte dos Reis Magos avança respeitando critérios especiais de restauração

Fotos: João Vital

Toda intervenção em um imóvel tombado deve, por princípio, manter as características espaciais e construtivas originais, preservando os valores atribuídos ao imóvel no processo de tombamento. É dessa forma que, minuciosamente, o Forte dos Reis magos está sendo restaurado pelo Governo do Estado, seguindo uma gama de documentos que orientam os critérios de intervenção.

Desde os diferentes tipos de argamassa que estão sendo utilizados na fase de consolidação do reboco, variedade produzida no próprio laboratório da empresa responsável pela reforma, assim como os cristais de cal, seguem parâmetros para que toda a estrutura continue sendo o mais verossímil.

“Muita gente reclama da demora da obra, mas na verdade a palavra certa é cuidado. Tudo aqui tem que ser feito com toda cautela para preservarmos a história. Para se ter uma ideia, nós retiramos amostras de todas as paredes do Forte. A partir delas, estamos fabricando, aqui mesmo em nosso laboratório, o material que mais se aproxima para que o reboco seja feito de modo que as características não sofram modificações”, explicou o encarregado da obra e especialista em restaurações em prédios históricos, César Martins.

Ultrapassando os 5% de conclusão das obras, a Fortaleza que também está em fase de retelhamento, faz parte do projeto do Governo do Estado de fomentar a cultura e o turismo e busca dar acesso aos turistas – regionais, nacionais e internacionais – e mesmo aos potiguares, aos ambientes culturais e históricos do RN, de maneira que o Projeto Governo Cidadão e o Banco Mundial estão reformando e recuperando importantes peças do patrimônio histórico e cultural do estado.

“Trata-se de um investimento de quase R$ 4 milhões – com recursos do empréstimo do Banco Mundial – somente na obra que deve ser entregue no final deste ano e vai suprir uma lacuna existente no nosso Estado e em Natal. Com esta revitalização, todos poderão conviver com a cultura e história do RN e do Brasil, fato que justifica a importância e necessidade da intervenção”, ressaltou o secretário de Gestão de Projetos, Fernando Mineiro.

Corroborando, a secretária de Turismo Ana Maria Costa afirma que este equipamento totalmente restaurado, funcionando em sua plenitude, será o resgate que o estado precisa para alavancar a indústria turística. “A Fortaleza dos Reis Magos é a nossa principal atração turística e sua revitalização é de fundamental importância para o resgate cultural e histórico do corredor turístico de nossa linda capital. Sua beleza e localização estratégica encantam, não só ao potiguar, mas ao turista que nos visita”, disse.

O diretor-geral da Fundação José Augusto (FJA), Crispiniano Neto, reforça que para além das reformas estruturais essenciais, também serão feitas adequações de acessibilidade, como a colocação de corrimãos nas escadarias e readequação das salas de exposição e lojas de souvenires.

“A reforma desse equipamento colocando-o dentro das normas de acessibilidade, é um passo imprescindível para que possamos disponibilizá-lo novamente ao público sem qualquer dificuldade de acesso. Os nativos da capital merecem e os turistas precisam desfrutar desse ícone e cartão-postal que abriga a história viva de Natal e, logo, do nosso Estado”, finalizou.

Os turistas, mesmo com o acesso proibido, procuram chegar o mais perto e registrar esse prédio histórico. Foi o caso da família Grande, da Argentina e, mesmo nessa condição, veio fazer uma foto na fachada. “Esse monumento é de grande importância para a história deste país. Quando estudei sobre o Brasil, fiquei muito curiosa e queria conhecê-lo. Agora teremos de marcar outra viagem, para quando a obra terminar. Mas a julgar pelo amor que minha família já tem por essa cidade, não será difícil voltar aqui”, disse a professora Juliette Grande.

Fotos: João Vital

Obra de túnel sob as avenidas Capitão Mor Gouveia e São José ficará pronta em março e promete fim dos alagamentos em áreas de Candelária e Lagoa Nova e Dix Sept Rosado

A Semov deve finalizar em março deste ano as obras do túnel sob as avenidas Capitão Mor Gouveia e São José, em Lagoa Nova. De acordo com o secretário Tomaz Neto, os serviços acabarão com pontos de alagamento em três bairros das regiões Sul e Oeste.

A obra, tocada pela empresa EIT, faz parte do chamado lote 01 das obras de mobilidade urbana, que compreendiam serviços em diversos pontos daquela região. “Esse túnel, no valor de R$ 8 milhões, é parte integrante do lote 01 das obras de mobilidade, que tiveram um custo final de R$ 119 milhões, com 57 milhões já executados e faltando 62 milhões”, explicou Tomaz Neto.

Fim dos alagamentos

Ainda de acordo com o secretário de Obras, com o término da obra, diversos pontos de alagamento dos bairros de Candelária e Lagoa Nova, na zona Sul, e Dix Sept Rosado, na região Oeste, terão fim. “Acabaremos, de vez, com aqueles problemas que enfrentamos em temporadas de chuvas. Com casas tomadas pela água e população com receio de perder seus utensílios domésticos. Com a obra, as águas irão para as lagoas do Centro Administrativo”, finalizou Tomaz Neto.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Reiouse disse:

    Março de que ano?

  2. FELIX disse:

    BOA NOITE, ESTA OBRA VEM SE ARRASTANDO HÁ TEMPO.

Obra no Túnel de Neópolis altera itinerário das linhas 30 e 51

Foto: Josenilson Rodrigues/Busão de Natal

Devido as obras para ampliação do Túnel de Neópolis executadas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT) a partir de 1ª de dezembro, as linhas de ônibus que passam pela região sofrerão desvio de itinerário. É o que informa a Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU).

De acordo com o órgão, as linhas 30 (Felipe Camarão/Pirangi) e 51 (Rocas/Pirangi, via Praça) vão mudar de itinerário no sentido Pirangi a partir da BR-101, onde faz o retorno embaixo do Viaduto de Neópolis e entra na Av. dos Pinheirais, segundo pela Rua Sebastião Barreto, Rua Delmiro Gouveia, Rua Arapiraca e chegando na Av. das Alagoas, de onde segue normalmente. No sentido contrário, não haverá alterações. O desvio deve ser realizado durante os quatro meses da obra.

Em caso de dúvidas os usuários podem ligar para o Alô STTU – no telefone 156 – ou perguntar pelo Twitter oficial, o @156Natal.

Obra de sede da Petrobras na BA teve desvios de R$ 140 milhões, diz MPF

Foto: Edson Ruiz/Coofiav/Folhapress

A Polícia Federal e o MPF (Ministério Público Federal) apuraram desvios de aproximadamente R$ 140 milhões nas obras da Torre Pituba, sede da Petrobras em Salvador (BA).

A construção foi financiada pelo fundo de previdência da estatal e a empresa se comprometeu a alugar o espaço por 30 anos. As fraudes no empreendimento motivaram a 56ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Sem Fundos, deflagrada nesta sexta-feira (23) — a primeira com mandados expedidos pela juíza Gabriela Hardt, após a saída de Sergio Moro para assumir o Ministério da Justiça.

A Petros (Fundação Petrobras de Seguridade Social) contratou a empresa Mendes Pinto Engenharia para gerenciar as obras da Torre Pituba. No entanto, o MPF apurou que eram as empreiteiras Odebrecht e OAS que de fato faziam todos os projetos e levantamentos necessários, conforme explica a procuradora da República Laura Gonçalves Tessler.

“O volume de propinas distribuídos nessa obra chegou a R$ 68 milhões e a empresa Mendes Pinto, em contrato, recebeu R$ 69 milhões para praticamente não realizar as atividades para as quais foi contratada. Então, já falamos em R$ 140 milhões desviados do fundo [Petros] e obviamente embutidos no valor do projeto da construção da torre Pituba.”

Ainda segundo a procuradora, a obra foi superfaturada, o que encareceu o contrato de aluguel futuro da Petrobras.

“Inicialmente [o projeto] era previsto R$ 320 milhões, saltou para R$ 700 milhões e depois foram acrescentados mais R$ 158 milhões. Esse projeto acabou somando R$ 1,3 bilhão. A Petrobras se comprometeu, em valores de 2016, em mais de R$ 1,4 bilhão, como projeção de alugueis que iria pagar no futuro, portanto, superiores ao que deveria estar pagando.”

As investigações identificaram pagamentos de propina a dirigentes da Petrobras e da Petros entre 2011, início das obras, até 2016, quando elas foram concluídas.

Há registros de repasse de valores ilegais mensais, pagos em espécie em hotéis de São Paulo.

Chamou atenção do Ministério Público o fato de os atos de corrupção terem continuado mesmo com o andamento da Lava Jato.

“Foi um esquema realmente gigantesco. A ousadia nesse esquema é chocante, porque pagamento de propina foi feito em 2015, 2016, prosseguiu com contratos fictícios, eram pagos mensalmente, mesmo depois do avançar da Operação Lava Jato”, ressaltou Laura Tessler.

O PT também teria sido beneficiado, segundo o MPF, com propina de cerca de 1% de todo o valor da obra. Os pagamentos eram feitos à cunhada do ex-tesoureiro do partido João Vaccari, Marice Corrêa de Lima, alvo de mandado de prisão temporária cumprido nesta sexta-feira.

“Os elementos agora reunidos indicam a participação dela [Marice] nos recebimentos por via de pagamentos efetuados pela OAS, inclusive documentalmente registrados. Valores em espécie e também coordenava os recebimentos para doações partidárias para o Diretório Nacional”, completou a procuradora.

A Justiça Federal em Curitiba expediu ao todo 14 mandados de prisão preventiva e 22 de prisão temporária contra suspeitos de envolvimento no esquema, incluindo ex-presidentes da Petros. As ordens foram cumpridas em São Paulo, Bahia, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Um dos alvos é cidadão israelense está fora do país.

A PF não divulgou a lista completa das pessoas que tiveram as prisões decretadas porque nem todas haviam sido localizadas até o fim da manhã.

Em nota, a Petrobras diz que é reconhecida pelas autoridades “como vítima” dos atos de corrupção.

“A companhia reforça a informação, divulgada pelos procuradores da República, de que a nova fase da Operação Lava-Jato deflagrada nesta sexta-feira, 23/11, teve início a partir de uma investigação que a própria empresa realizou internamente e cujos relatórios com os resultados foram enviados ao Ministério Público Federal. A Petrobras vem colaborando com as investigações desde 2014, e atua como coautora do Ministério Público Federal e da União em 16 ações de improbidade administrativa em andamento, além de ser assistente de acusação em 54 ações penais”, afirma a empresa.

O R7 tenta contato com o Partido dos Trabalhadores, com a Petros e demais citados na reportagem.

R7

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Wanderson disse:

    O MPF, assim como parte do judiciário continua totalmente partidarizado e a maior prova é o Moro que sempre negou ter qualquer ambição política e que sua decisões não eram baseadas em ideologias políticas e agora larga a profissão para se tornar ministro de um presidente que jamais teria sido eleito se o Lula tivesse sido candidato, como o próprio bolsonaro reconhece. Tenho fé que a cegueira que tomou parte da população, passe com o caos político e econômico já anunciado no futuro próximo. Ou esse país será para todos ou não será para ninguém.

    • Lutemberg disse:

      Deve ser algum tipo de mazela mental, ou, caso contrário, falta absoluta de caráter, o indivíduo ainda defender uma quadrilha que assaltou descaradamente os cofres do país, a ponto de, na construção de um prédio, desviarem 140 milhões de Reais.

  2. M. Vinicios disse:

    Felizmente a maioria do povo brasileiro resolveu escolher uma opção diferente para governar o nosso Brasil. Felizmente o Dr Moro resolveu aceitar o convite e está montando uma equipe profissional e profundamente conhecedora do crime de corrupção, lavagem de dinheiro, desvio de verbas públicas e etc. Provavelmente teremos mais descobertas do submundo mais profundo do crime organizado pelo Partido dos Trabalhadores. Tenho duas certezas: (1) aquele cidadão mais humilde e dependente vai reconhecer que Lula, Dilma, Dirceu, Palocci e cia, são realmente bandidos e só pensam no poder. (2) aquele cidadão de maior posse econômica que é seguidor dos criminosos vai continuar com a ladainha de golpe, perseguição, lula livre e etc. Estes últimos são realmente seguidores da bandidagem!

  3. Ivan disse:

    Ladrões, saquearam descaradamente a nação…se candidatam e ainda ganham milhoes votos…eleitoreszinhos sem-vergonha!!!!

  4. Victorino disse:

    Foi a sigla mais certa que deram a essa organização chamada PT, deram PT total no Brasil, vai levar no mínimo 50 anos para reverter essa situação. O povo acordou, melhor tarde do que nunca.

  5. natalsofrida disse:

    Quando vai parar? Será que tem fim?