Esporte

“Prisão perpétua”: goleiro Bruno culpa mídia por aposentadoria forçada

Foto: Reprodução/Instagram Bruno Fernandes

Poucos meses após anunciar a aposentadoria do futebol para atuar no mercado financeiro, o ex-goleiro Bruno Fernandes culpou a mídia por não conseguir conquistar espaço no esporte. A informação é do Extra.

Em regime semiaberto desde julho de 2019, após cumprir parte da pena de 22 anos e três meses pelo assassinato da modelo Eliza Samúdio, Bruno tentou voltar aos gramados. Porém, sem sucesso.

“Na verdade, eu tenho lenha para queimar ainda, teria condições para continuar jogando, meu preparo físico é bom. Eu tinha a intenção, depois de ter enfrentado a situação que todo mundo já conhece, de dar a volta por cima, de mostrar que todo ser humano é capaz de recomeçar, o ser humano é maior que seu próprio erro. Eu tinha, sim, a vontade de continuar no futebol, até porque é um sonho de criança, que foi realizado. E infelizmente não consegui. Deixei isso em terceiro ou quarto plano por causa da pressão midiática. Onde eu saio, aonde eu vou, eu arrasto multidões. Sou abraçado, acolhido, principalmente no Rio de Janeiro. Então, o que mais pegam no meu pé é a questão midiática”, pontua, Bruno, que após a prisão, passou por clubes de menor expressão no Brasil, como Boa Esporte, Poços de Caldas, ambos de Minas, Rio Branco-AC e Esporte Clube Atlético Carioca.

Ao ser perguntado sobre a aposentadoria, Bruno colocou a culpa, principalmente, na mídia. “O futebol mudou muito. Hoje eles olham para essa questão de imagem, o jogador bad boy não é enxergado como era antigamente, o futebol mudou muita coisa nesse sentido. Então a mídia meio que colocou sobre o Bruno uma prisão perpétua, como se ele não pudesse recomeçar. Sendo que a nossa legislação fala que a gente tem que ser ressocializado, com trabalho, para ser o provedor da casa. No meu caso não. Infelizmente enterraram meu sonho, meus objetivos, minha profissão”, acusou.

O ex-goleiro do Flamengo diz que até recebeu propostas para voltar a atuar, mas preferiu seguir na carreira de trader. “Depois que anunciei minha suposta aposentadoria, uma pessoa me procurou e falou de um projeto bacana. Eu disse que eu não queria mais saber do futebol, porque iria atrapalhar meus estudos. Surgiram outras propostas, até de um clube de Alagoas, outro de Fortaleza e Londrina para disputar a série B. Eu optei em não mais seguir na carreira”, garante.

Perguntado sobre um jogo de despedida, ele falou sobre seu desejo em relação à história que construiu enquanto usava luvas. “Precisava nem ser um jogo de despedida. Eu fico muito triste quando chega o dia do goleiro e não postam uma foto do Bruno. Eu vejo torcedor cobrando isso. É isso que me deixa chateado. Independente do que tenha acontecido com a minha vida pessoal, a Justiça me condenou, não existe prisão perpétua no Brasil, eu cumpriu, estou tentando me reerguer, e eles postam foto de todos os goleiros, menos a do Bruno. mas o que me motiva é o torcedor do Flamengo lembrar de mim. Por mais que a imprensa tente não vai apagar minha história no Flamengo. Vão apagar o título de 2009? Na Europa, os clubes protegem seus ídolos. se eu ainda sou visto como ídolo do Flamengo, pelo torcedor, por que não colocar uma foto minha só no dia do goleiro? ”

Mesmo tanto tempo depois do crime bárbaro, Bruno ainda não conheceu Bruninho. Enquanto esteve preso, o ex-goleiro até chegou a pedir um exame de DNA, que foi prontamente negado pela justiça brasileira. Ele jamais cumpriu com as obrigações legais, como pensão alimentícia, para ajudar na criação do garoto.

Metrópoles

Opinião dos leitores

  1. Se não tivesse se metido em coisa errado e se cercado de gente ruim, estaria até hoje curtindo a vida de jogador profissional de ponta.

  2. Bandido safado. Num país sério, jamais sairia da prisão. Aí sim, teria prisão perpétua.
    Canalha!

    1. Verdade, + um bandido solto esse Brasil é tudo de bom para os bandidos (com e sem colarinho)!!!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Televisão

Arregou? Felipe Neto culpa “sites de fofoca” após atacar sertanejos

Foto: Reprodução/Instagram

O youtuber Felipe Neto gravou stories, na madrugada desta quinta-feira (29/4), para falar sobre a polêmica em que se envolveu com os artistas sertanejos. Em vídeo, o influenciador afirma que tudo não passou de manipulação e que o trecho da live que causou a treta toda, do canal Grupo Perrogativas, foi cortado

A coluna assistiu ao vídeo na íntegra e nada foi tirado de contexto. Felipe foi questionado sobre os artistas que ignoravam os danos do governo chamado de fascista por ele. O influenciador afirmou, entre outras coisas, que o sertanejos se calaram.

“Quem postou o trecho da live em que falei dos sertanejos cortou de propósito todo o início do discurso. Ao fazer isso, esse blog deu a entender que eu estava fazendo um discurso contra as lives sertanejas”, explicou.

“Era uma live para um nicho específico, juristas. E me perguntaram sobre o papel da classe artista nesse contexto pandêmico. Era sobre o silêncio de artistas com o atual governo fascista”, completou. Neto, afirmou ainda que, neste caso, entende que os artistas sertanejos tenham ficado chateados já que viram apenas um trecho de sua fala durante a transmissão ao vivo.

“Eu só falei o que já falo há um ano, sobre quem se silencia. Dentro desse discurso que durou 10 minutos (não sei precisar), falei sobre quem se silencia. E fiz uma provocação aos sertanejos justamente por ser uma classe artística onde muitos dos mais famosos se silenciam diante do desgoverno que estamos vivendo. Eu não falei sobre o trabalho de ninguém!”

“Eu só desejo coisas boas aos sertanejos mas abram a boca sobre o governo fascista que a gente está enfrentando”, finalizou.

Veja a live:

 

Coluna Léo Dias – Metrópoles

Opinião dos leitores

  1. Esse adorador de foca e hipócrita (diz que o presidente faz aglomeração mas joga o seu futebol sem máscara) quer impor o seu ódio que tem pelo presidente a todas as pessoas mais ele esquece que existem patriotas que gostam de liberdade, ver o emprego crescer na PANDEMIA, ver as grandes estatais darem lucro, ver projetos de infraestrutura para o país e não para países comunistas, decolarem, ver recorde de arrecadação federal, ver o PIB dando positivo e etc…

  2. Ei, SÓ QUEM PODE FALAR E ARREGAR É O BORRADOR DE CALÇAS mito, E AINDA TERÁ OS “direitistas” pra passar o pano na fala dele.

  3. As redes sociais tem esse “poder”, Transforma IDIOTAS INÚTEIS em CELEBRIDADES!!! País carente de cultura.

  4. “Era uma live para um nicho específico, juristas.”
    “Jurista” que se aconselha com Felipe Neto mostra o nível profissional que tem…

  5. ABESTALHADO! OS ESQUERDOPATAS USANDO O LESADO PARA FALAR O QUE ELES NÃO TEM CORAGEM, PRA NÃO SE QUEIMAREM AINDA MAIS COM A MÍDIA. KKKKKKKKKKKKKKK

  6. Pessoas dando cabimento a um sujeito desse, que NADA tem a acrescentar a alguém, cuja única façanha é “deseducar” os filhos alheios. Virou um dos gurus da esquerdalha, personagem constante em quase todas essas “lives” feitas por aí para atacar o governo Bolsonaro. A que ponto chegou o Brasil!

    1. Você que é um lixo, dão cabimento, imagine esse rapaz que tem 100 milhões de seguidores….

    2. Cara, pessoas como vc, sem argumentos, que leva a vida a atacar quem nem mesmo conhece e sem capacidade sequer para bolar um pseudônimo original, formam a esquerdalha que da cabimento a um sujeito desse, enganador de incapazes, destruidor de mentes inocentes. Vcs se merecem.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Cidade no interior do AM registra 7 mortes por falta de oxigênio, e culpa Secretaria do Estado de Saúde por falhas de planejamento

A prefeitura de Coari, distante 450 km de Manaus pela via fluvial, divulgou uma nota em que afirma que sete pacientes internados com Covid-19 no Hospital Regional da cidade morreram por falta de oxigênio, nesta terça-feira (19). Segundo o texto, Coari deveria ter recebido 40 cilindros de oxigênio na segunda-feira (18), mas a aeronave que levaria os tanques acabou viajando para Tefé (AM) e ficou impossibilitada de retornar, pois o aeroporto não aceita voos noturnos.

O texto culpa falhas de planejamento da Secretaria de Saúde do Amazonas pela falta do insumo, o que prejudicaria as medidas de combate à Covid-19 no município. Segundo a nota, 200 cilindros do Hospital Regional de Coari estão retidos pela Secretaria da Saúde — e parte deles estaria aguardando o abastecimento. A prefeitura acusa a o governo de distribuir a outra parte a Unidades Básicas de Saúde ou (UBS de Manaus.

Após as mortes, uma multidão foi até a porta do hospital para protestar contra as mortes.

O G1 questionou a Secretaria da Saúde do Amazonas sobre as acusações, mas não obteve retorno até a publicação deste texto.

Crise do oxigênio

Com mais de 232 mil casos e 6,3 mil mortes decorrentes da Covid-19, o Amazonas vive um caos no sistema de saúde com hospitais lotados. As unidades de saúde não têm oxigênio suficiente para todos os pacientes, o que fez o governo adotar medidas emergenciais para receber o insumo. O governo da Venezuela é um dos que enviou ajuda ao Amazonas.

A situação é tão dramática que, desde a semana passada, o estado está enviando pacientes para receber atendimento em outros estados. No total, 115 pacientes foram transferidos. O transporte dos passageiros é feito em aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB), que foram adaptadas para essa finalidade.

Um decreto suspende as atividades econômicas não-essenciais até o dia 31 de janeiro. A circulação de pessoas em todos os municípios do Amazonas está restrita entre 19h e 6h.

Com hospitais lotados e o número de mortes aumentando, os cemitérios registraram aumento de sepultamentos. Desde a semana passada, esses locais já operam com horário de funcionamento ampliado e, no Cemitério do Tarumã, há câmaras frias para os corpos serem preservados e não necessitarem ser enterrados em valas coletivas – como no primeiro pico da pandemia, em abril e maio de 2020.

Foto: Reprodução

G1

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, volta a fazer duras críticas e culpa China por milhares de mortes por coronavírus no mundo

Foto: © Marcelo Camargo/Agência Brasil

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, voltou a fazer, nessa quarta-feira (6), duras críticas à China, culpando-a pelas mortes de centenas de milhares de pessoas por coronavírus e exigindo novamente que compartilhe informações sobre o surto.

“Eles sabiam. A China poderia ter evitado as mortes de centenas de milhares de pessoas em todo o mundo. A China poderia ter poupado o mundo de sofrer um mal-estar econômico global”, afirmou Pompeo em entrevista coletiva no Departamento de Estado.

“A China ainda se recusa a compartilhar as informações necessárias para manter as pessoas seguras”.

A covid-19 matou mais de 255 mil pessoas em todo o mundo, incluindo mais de 70 mil nos Estados Unidos (EUA), o país mais afetado pela doença, de acordo com estatísticas oficiais.

O vírus surgiu pela primeira vez na cidade chinesa de Wuhan em dezembro. A maioria dos especialistas acredita que ele se originou em um mercado de venda de animais silvestres e passou de animais para pessoas, mas Pompeo disse que há evidências significativas de que veio de um laboratório.

Críticos do presidente Donald Trump dentro dos EUA, incluindo alguns ex-funcionários, acadêmicos e colunistas, têm afirmado que, embora a China tenha muito a responder sobre suas ações nos primeiros dias do surto, o governo norte-americano está tentando desviar a atenção do que eles veem como uma resposta lenta do país.

Em evento na Casa Branca, Trump, que busca a reeleição em novembro, classificou o surto como o pior “ataque” que o país já sofreu e culpou a China por não impedi-lo.

“Isso é pior que Pearl Harbor. Isso é pior que o World Trade Center”, disse Trump. “E nunca deveria ter acontecido. Poderia ter sido parado na fonte. Poderia ter sido parado na China. Deveria ter sido parado exatamente na fonte, e não foi.”

Pompeo rebateu sugestões de que ele e outros membros do governo Trump tenham emitido declarações conflitantes sobre as origens exatas do novo coronavírus.

No domingo (3), Pompeo disse que havia “uma quantidade significativa de evidências” de que o vírus surgiu no Instituto de Virologia de Wuhan, sendo que na quinta-feira anterior (30) tinha afirmado que não se sabia se veio do laboratório, do mercado de animais silvestres ou de outro lugar.

Ontem, o secretário afirmou que os Estados Unidos não tinham certeza, mas que havia evidências significativas de que surgiu do laboratório.

“Cada uma dessas afirmações é totalmente consistente”, declarou. “Estamos todos tentando descobrir a resposta certa. Estamos todos tentando esclarecer.”

O Instituto de Virologia de Wuhan, apoiado pelo Estado chinês, afirma que o vírus não se originou no local.

Agência Brasil, com Reuters

Opinião dos leitores

  1. Lá é diferente, o governo chinês dará uma explicação, aqui qualquer borrabotas chinês exige desculpas e as midiaslixo e boa parte da população apoiam o borrabotas.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Trump culpa China por coronavírus e diz que EUA estão investigando

Foto: © Isac Nóbrega/PR

O presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, disse nessa segunda-feira (26) que a China poderia ter contido o coronavírus antes que ele se espalhasse pelo mundo e que seu governo está conduzindo “investigações sérias” sobre o que aconteceu.

“Estamos fazendo investigações muito sérias. Não estamos felizes com a China”, disse Trump em entrevista na Casa Branca. “Há muitas coisas pelas quais ela pode ser responsabilizada.”

“Acreditamos que poderíamos ter impedido isso na fonte. Poderíamos ter impedido que se espalhasse tão rápido e não se propagaria por todo o mundo.”

As críticas de Trump são as mais recentes de seu governo destinadas à maneira pela qual a China se portou no surto de coronavírus, que começou no fim do ano passado na cidade chinesa de Wuhan e cresceu, tornando-se uma pandemia global que até agora matou mais de 207 mil pessoas no mundo, 55 mil nos Estados Unidos, de acordo com uma contagem da Reuters.

Na semana passada, o secretário de Estado, Mike Pompeo, disse que os Estados Unidos “acreditavam fortemente” que Pequim falhou em informar o surto do coronavírus em tempo razoável e acobertou o perigo da doença respiratória causada pelo vírus.

O Ministério das Relações Exteriores da China nega as acusações.

Agência Brasil, com Reuters

Opinião dos leitores

  1. Só leriado P desviar a atenção p o fracasso do combate à pandemia nos EUA

  2. Vocês acreditam que mais de trinta pessoas beberam água sanitária e outros produtos de limpeza após Trump fazer a maluca sugestão como forma de combater a pandemia? Por aí vocês tiram.

    1. Pior aqui, um mega espertalhão ladrão, roubou e deixou roubar mais de um trilhão de reais, foi condenado. E ainda tem um bando de imbecis ignorantes acreditando que ele é inocente. Esse mundo tem que passar pelo que está passando.

    2. Aqui se o Bozo mandar, muitos beberão, não tenho dúvida.

  3. Com a palavra o embaixador chinês, quero ver ele ir pedir que Trump que se retrate com fez com o governo brasileiro.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

MAIS UMA “NA CONTA” DO PRESIDENTE: Ciro Gomes culpa Bolsonaro por episódio em Sobral-CE

Foto: Agência Brasil/M. Camargo

Em entrevista após visitar Cid Gomes no hospital, Ciro Gomes culpou Jair Bolsonaro pela confusão com policiais militares ontem.

“Isso não está isolado do que está acontecendo no Brasil. Nós temos um momento de destruição do Estado Democrático de Direito no Brasil, liderado por um presidente boçal, canalha, de uma família de canalhas. Porque se algum policial atirou, apertou o gatilho, ele não faria isso se não fosse esse clima de absoluto desrespeito às regras da convivência democrática, que é absolutamente claramente estimulada pelo presidente da República e sua família de canalhas, e ele, Jair Bolsonaro, o maior canalha de todos”.

Faltou falar que foi Bolsonaro quem deu a Cid a chave da retroescavadeira.

O Antagonista

Opinião dos leitores

  1. A POLICIA é para meter BALA em MARGINAL. O cara querer invadir o Quartel com uma escavadeira é criminoso. Então BALA , é oque ele mereceu.

  2. Esse elemento está totalmente ensandecido. Ainda não se curou da traição que sofreu dos companheiros da corja do PT de então e quer se vingar de quem venceu as eleições democraticamente e está tirando o país desse atoleiro causador pelo maior ladrão do mundo e aquela analfabeta a quem o mobral está fazendo muita falta. Será que não foi o Presidente Bolsonaro que emprestou a retro escavadeira para o outro tresloucado.?

  3. Democracia = retroescavadeira = arrogância = intolerância = autoritarismo. Esse país é uma piada pronta! Pra foi legítima defesa dos policiais e dos familiares dos policiais q participavam do protesto. Ele deveria ser preso.

  4. O tiro em Cida retroescavadeira gomes foi mal dado, pense num sniper ruim, naquela distancia e feito uma tresloucada, o cara ainda acerta no ombro. Vai ver que o atirador ficou com medo de acertar na cabeça e sujar o povo de titica de galinha.
    Ela ficou doida depois de ter levado um direto no queixo, se tivesse aquilo roxo teria enfrentado a turma no braço, como é mágicas foi se esconder atrás de um parabeniza de trator, eita cearense burro.

  5. Ahh um trator pra ir atrás desse louco kkkkk esse troço ainda queria ser presidente do Brasil, minha nossa !! Um desmiolado igual ou pior que o irmão!!

  6. Ao fugir do Brasil e se omitir de participar tomando posição nas eleições, vc permitiu e indiretamente ajudou a esse incentivador da violência e do terror estatal por meio de policias agressivas e desrespeitosas a Constituição Federal.
    Agora Crio, chupe o dedo por também ser responsável por essa situação que está praticamente saindo do controle e em breve pode atingir todo o país com a desordem e ataques as instituições visando ser consolidado o plano fascista de implantar uma ditadura de inspiração Nazista como fez seu ídolo Pinochet no Chile.

    1. Petista com a narrativa de SEMPRE: jogar a culpa não assumida pelo próprio PT que até outro dia se abraçava com Eduardo Cunha e dizia que temer era o melhor vice para Dilma é bem mais fácil né?

  7. Ah Ciro tudo de ruim pode botar pra Bolsonaro que ele aceita. Só um cuidado: despeito mata , inveja pior ainda babaca

  8. Queria ver se fosse algum policial que tivesse ferido pela ação do Cid, qual seria a repercussão disso.

  9. Deve ter cheirado umas três carreiras pra falar tanta hipócrisia ou ligou pra o molusco que deu a inteligente ideia de culpar o maior presidente da História do Brasil.

  10. Bando de malucos
    Acho que ele tem certeza que é dono do Ceará.
    Um maluco em vez de resolver os problemas coloca em risco a vida de dezenas de policiais e seus familiares.
    Respeita a família dos outros seu maluco.

    1. Jailson, eu só não concordo com você, porque seria duas pessoas falando bosta. Seu comedor de capim.

    2. Chora não bebê… Vá procurar Cuba ou Venezuela pra pastar…

  11. Perela. O cara não consegue se entender no próprio estado,bate na mulher e a culpa é do outro. VOTS….

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Lula culpa Lava Jato pela morte de Marisa

Foto: Reprodução

Em discurso na reunião da executiva nacional do PT em Salvador, Lula voltou a culpar a Lava Jato pela morte de sua ex-mulher Marisa Letícia.

“Eu tenho certeza de que foi a Lava Jato que matou a Marisa. Ou antecipou a morte dela.”

O petista também afirmou que leu mais na cadeia do que quando estava em liberdade — não é muito difícil.

O Antagonista

Opinião dos leitores

  1. Segue o LÍDER…E OS DESESPERADOS , FANATICOS POR COCONARO REVOLTADOS…..VAO SE LAVAR, A MERDA JA ALCANÇOU VOCES….LULA LÁ BRILHA UMA ESTRELA…..

  2. Esse é bandido de verdade!
    Molusco aproveita a terceira idade e vai conviver com seus filhos, aqueles outros ladroēs.

  3. Ainda bem que o povo está dando o que ele é seus cúmplices merecem. Os dias das trevas passaram e a luz chegou. Agora ele ( Lula) que ludibria e instigar os jovens com essa conversa bonita a saírem à rua proclamando justiça, coisa que ele nunca o fez.

  4. Bandido mentiroso. ELA MORREU DE DESGOSTO

    Bandido mentiroso.
    Ela morreu de desgosto com tuas traições seu fdp.

  5. Esse cara destila ódio por onde passa…Era pra isso q ele queria ser solto??? Criar conflitoe confusão…Ah se fóssemos um país de homens sérios!!!!

  6. ESSE MALUCO TÁ DESESPERADO,ESSE PAPO FURADO NEM OS PETRALHAS AGUENTAM MAIS,MUDA ESSE DISCURSO RATAZANA…..KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  7. Esse homem não era pra tá preso não, era pra está sendo tratado num hospício com eletrochoques

  8. Até nisso esse adúltero ladrão safado quer enganar, ela morreu foi das traições conjugais recorrentes, que esse CANALHA promovia, tantas foram, que chegou ao ponto dele levar essa que vai casar agora em viagens internacionais e apresentá-la como primeira dama, além disso, induziu a coitada a aceitar as propinas, pois sabia que num futuro ao ser questionado, iria apontá-la como culpada, e tanto que fez essas acusações em vários inquisições, tanto nos casos do sítio, com os pedalinhos e a reforma, também no triplex e no prédio do instituto luladrão, que ele respondia que não poderia responder pelos atos da finada(só ver os vídeos das audiências). Verdadeiro CANALHA!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Witzel lamenta morte da menina Ágatha, responsabiliza o crime organizado e defende pacote anticrime de Moro

Foto: Reprodução

O governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel (PSC) lamentou em entrevista coletiva nesta segunda-feira (23) no Palácio Guanabara, Zona Sul do Rio, a morte de Ágatha Félix, aos 8 anos, no Alemão, Zona Norte. Witzel culpou o crime organizado e defendeu o pacote anticrime do ministro Sergio Moro.

” A dor de uma família não se consegue expressar. Eu também sou pai e tenho uma filha de 9 anos. Não posso dizer que sei o tamanho da dor que os pais da menina estão sentindo. Jamais gostaria de passar por um momento como esse. Tem sido difícil ver a dor das famílias que tem seus entes queridos mortos pelo crime organizado. Eu presto minha solidariedade aos pais da menina Ágatha. Que Deus abençoe o anjo que nos deixou”, disse Witzel.

A entrevista ocorre quase três dias após o crime. O governador disse que estava em contato com as autoridades locais e pediu celeridade nas investigações.

“Liguei para os secretários de polícia determinando o rigor e a celeridade nas investigações. Eu confio no trabalho das polícias e do MP. E independente do meu pedido eu sei que eles vão fazer o trabalho que tem que fazer”, afirmou

Witzel disse ainda que conversou com diversas autoridades em Brasília e que não tem nada a esconder. O governador defendeu o pacote anticrime do governo Bolsonaro.

“Tenho minha opinião pessoal que a excludente de ilicitude nós poderíamos continuar exatamente como estamos, no artigo 25 do Código Penal, mas toda lei que vem para aclarar, para melhorar a interpretação judicial é bem vinda e assim o é a proposta do ministro Sérgio Moro, do artigo 25 do Código Penal, onde acrescenta 2 incisos.”

PM diz que trabalho é com planejamento

Testemunhas e parentes da menina afirmam que ela foi morta por um policial militar, que nega. O comandante da PM, Rogério Figueredo também participa da entrevista e disse que o “evento na Fazendinha é um evento isolado.”

Ele defendeu a PM e disse que a corporação vai continuar a fazer o trabalho com planejamento.

” A Polícia Militar, através de seu secretário, determinou um inquérito policial-militar para apurar os fatos, que terá sua duração estabelecida no código de processo militar e com os depoimentos, a perícia, os fatos apurados, dirão o resultado daquele evento. A Polícia Militar não compactua com qualquer transgressão de disciplina e entende que os fatos devem ser esclarecidos.”

Independência da DH

O secretário de Polícia Civil, delegado Marcos Vinicius destacou o trabalho da polícia na investigação dos crimes no Estado.

“A independência da DH não veio de agora. A Delegacia de Homicídio não vai investigar a política de segurança do Estado porque essa está muito bem. Por isso, reduzimos os números de homicídios e de roubo de cargas.”

O secretário falou sobre os números da criminalidade e destacou a queda de alguns índices.

“Aqui não tem marketing. O que temos é um polícia forte. Casos como esses devem ser investigados. Vamos apurar. Não é verdade que a política de segurança está causando todas essas mortes. São menos 800 mortes. Quantas pessoas deixaram de morrer com relação a 2018. Eu afirmo que não tem momento melhor na segurança pública. Não vamos misturar as coisas. O trabalho está sendo muito bem feito. São 800 mortes. E em setembro já vou afirmar que estamos muito melhores que em 2018.”

O delegado elogiou o trabalho desenvolvido pelo atual governo na área de segurança.

“Eu passei a vida inteira enxugando gelo. E agora não estou mais enxugando gelo. Isso aconteceu na retomada do Alemão, como na Barreira do Vasco e no Caju[ regiões da Zona Norte da cidade]. Isso tudo foi enxugar gelo. A Polícia Civil agradece e apoia muito a política de segurança do Estado.

No domingo (22), o governo do Estado divulgou nota em que lamentou “profundamente” a morte da menina.

“O governador Wilson Witzel determinou rigor máximo para que sejam investigadas todas as circunstâncias que causaram esse episódio trágico”, diz o texto.

Ainda de acordo com o governo do estado, o projétil foi retirado do corpo da menina e será periciado no Instituto de Criminalística Carlos Éboli. Uma reprodução simulada deve ser feita no decorrer da semana.

O crime

O crime ocorreu às 21h30 de sexta-feira (20) na Fazendinha. A criança estava com a mãe dentro de uma Kombi e foi baleada nas costas, quando o veículo parou para desembarcar passageiros.

De acordo com familiares, uma moto passava pelo local e um PM atirou duas vezes, mas acabou acertando a Kombi. Testemunhas dizem que não houve confronto.

A PM afirma que houve tiroteio e que policiais “foram atacados”.

“Não há nenhum indicativo nesse momento de uma participação efetiva do policial militar no triste episódio que vitimou a pequena Ágatha”, diz o porta-voz Mauro Fliess.

G1

 

Opinião dos leitores

  1. A culpa é mesmo do drogado, viciado fdp que patrocina o tráfico de drogas e, consequentemente, outros crimes. Deveriam, sim, punir mais severamente os drogados e os pequenos vendedores de drogas ilícitas.

  2. Ora.. seria por acaso melhor o crime organizado administrar o país julgando, condenando, matando? Quando chegar a esse caos, o desejo de certos grupos criminosos se concretizará com o fim da PM, com a essa policia armada apenas de pombinha da paz e fazendo dancinhas nas escolas pra falar sobre segurança. Queria ver emissoras de TV e jornais falando ladainha numa situacao dessas.. a morte dessa criança nao vai passar impune, e nem a proposta de lei tem haver com esse fato, pq trata de bandido armado atirando na policia, apenas direito a legitima defesa com protecao legal.

  3. Todo mundo sabe que quando a PM vai enfrentar o crime organizado, logo uma vítima é feita e tem início a essa ladainha promíscua culpando os policiais. Isso virou rotina no Rio, só um louco não percebe essa armação praticada a tanto tempo e vem se repetindo para culpar a PM e dar ar de inocente a todo grupo armada contra o cidadão.
    Desde sempre as balas perdidas, segundo a mídia, tem origem nas armas dos policiais, de imediato, automaticamente, a bala que tirou uma vida de um inocente é atribuída as armas dos policiais. Como a mídia sabe disso? Como a mídia prova isso?
    Onde a bandidagem aprendeu a atirar tão bem que nunca erra um tiro e não causa a morte de pessoas inocentes? Por sinal eles tem a denominação de bandido porquê?
    Quem trabalha para culpar, difamar, denegrir, atacar e acusar as ações policiais, tem interesse nada democráticos e republicanos por trás.
    Pessoas que querem acabar com a PM, são criaturas que precisam do "quanto pior para o povo, melhor pra eles". São os corruptos e corruptores que necessitam retirar a PM das ruas para que suas melícias dominem a sociedade.
    Se não, qual a razão de tanto ataque e acusações a PM sem provas, tudo baseado no axômetro?

    1. Não tenham dúvidas, principalmente na ex cidade maravilhosa

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Delegados culpam Governo pela morte de agentes em ação

A Associação dos Delegados de Polícia Civil (Adepol) emitiu uma nota de solidariedade aos familiares e amigos dos agentes Jovanês Oliveira e Antônio Neto, mortos durante uma ação policial em São José do Mipibu.

No documento, assinado pela delegada-presidente Ana Cláudia Saraiva, a Associação coloca parte da culpa da morte dos policiais no Governo do Estado, pontualmente pela omissão nas lutas por melhores condições de trabalho e por mais segurança para a Polícia Civil.

Confira o documento na íntegra:

A Diretoria da Associação dos Delegados de Polícia Civil do Rio Grande do Norte (ADEPOL) manifesta a sua mais profunda solidariedade aos familiares dos policiais civis Antônio Pereira Pinto Neto e Jovanes Oliveira Borges, assassinados ontem durante o cumprimento de seus deveres funcionais no município de São José do Mipibu.

Mais duas vidas de valorosos colegas de trabalho que se perdem no crescente estado de violência que assola o Rio Grande do Norte, vítimas da incúria e da negligência estatal que não encara com a prioridade necessária o caos instalado na Segurança Pública do RN.

Um dos assassinos, também morto no combate, era fugitivo da Penitenciária de Alcaçuz, que há anos vive uma realidade de superlotação sem que o estado tome as providências necessárias para a abertura de novas vagas no sistema prisional.

Que a morte dos nossos colegas policiais não tenha sido em vão e que a luta por melhores condições de trabalho e mais segurança para a atuação da Polícia Civil não esmoreça até que o governo abra os olhos para a situação enfrentada por todos os segmentos que trabalham com a segurança pública do Rio Grande do Norte.

A morte dos policiais deixa a marca de uma tragédia pessoal para sua família e de um sacrifício na luta incessante pelas melhorias das condições de trabalho. Antônio Pereira Pinto Neto e Jovanes Oliveira Borges abraçaram a causa da Polícia Civil e nos deixam a certeza de que devemos continuar na defesa da cidadania e na luta por uma segurança pública de qualidade no Rio Grande do Norte.

Ana Claudia Saraiva
Presidenta

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Associação dos delegados culpa o Estado por morte de policiais em São José de Mipibu

Em nota de pesar enviada à imprensa, a Diretoria da Associação dos Delegados de Polícia Civil do Rio Grande doNorte (ADEPOL) não deixa dúvidas sobre quem consideram os verdadeiros culpados pelo crime.

Confira texto na íntegra:

A Diretoria da Associação dos Delegados de Polícia Civil do Rio Grande doNorte (ADEPOL) manifesta a sua mais profunda solidariedade aos familiares dos policiais civis Antônio Pereira Pinto Neto e Jovanes Oliveira Borges, assassinados ontem, durante o cumprimento de seus deveres funcionais no município de São José do Mipibu.

Mais duas vidas de valorosos colegas de trabalho que se perdem no crescente estado de violência que assola o Rio Grande do Norte, vítimas da incúria e da negligência estatal que não encara com a prioridade necessária o caos instalado na Segurança Pública do RN.

Um dos assassinos, também morto no combate, era fugitivo da Penitenciária de Alcaçuz, que há anos vive uma realidade de superlotação sem que o estado tome as providências necessárias para a abertura de novas vagas no sistema prisional.

Que a morte dos nossos colegas policiais não tenha sido em vão e que a luta por melhores condições de trabalho e mais segurança para a atuação da Polícia Civil não esmoreça até que o governo abra os olhos para a situação enfrentada por todos os segmentos que trabalham com a segurança pública do Rio Grande do Norte.

A morte dos policiais deixa a marca de uma tragédia pessoal para sua família e de um sacrifício na luta incessante pelas melhorias das condições de trabalho.

Antônio Pereira Pinto Neto e Jovanes Oliveira Borges abraçaram a causa da Policia Civil e nos deixam a certeza de que devemos continuar na defesa da cidadania e na luta por uma segurança pública de qualidade no Rio Grande do Norte.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Em tom de campanha, Rogério Marinho culpa Micarla e Carlos Eduardo por atraso no Mercado das Rocas

O deputado federal Rogério Marinho (PSDB) criticou as últimas administrações pela situação de abandono das feiras livres de Natal. O parlamentar ainda lembrou o caso do Mercado das Rocas, que está paralisado para reforma desde 2008, ainda durante a gestão do ex-prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT).

“O Mercado das Rocas é mais um exemplo de obra inacabada e irresponsabilidade administrativa da gestão anterior e de incapacidade gerencial da atual administração [da prefeita Micarla de Sousa (PV)]”, disse Rogério Marinho durante o programa “Pensar Natal” exibido nesta quarta-feira (26) na 96 FM.

O tucano destacou a importância cultural das 22 feiras livres da cidade e lamentou o descaso da Prefeitura.

“As feiras reúnem a nossa tradição cultural e gastronômica. Infelizmente as últimas administrações têm sido absolutamente omissas e isso tem se refletido na degradação que as feiras livres estão submetidas na cidade”, concluiu Rogério.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *