Novo salário mínimo nacional de R$ 622 entra em vigor hoje

Entra em vigor a partir de hoje (1º) o reajuste do salário mínimo, que passa de R$ 545 para R$ 622, um aumento de R$ 77. O novo salário mínimo corresponderá a R$ 20,73 por dia e o valor pago pela hora de trabalho será de R$ 2,83.

De acordo com cálculos do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o aumento de 14,13% vai injetar R$ 47 bilhões na economia brasileira. Descontada a inflação estimada para 2011, o aumento real do salário mínimo deve ser de 9,2%.

Ainda segundo o Dieese, 48 milhões de pessoas têm sua renda vinculada ao valor do salário mínimo e, portanto, serão diretamente beneficiadas com o aumento. O governo também passará a arrecadar R$ 22,9 bilhões a mais devido ao aumento do consumo causado pelo reajuste.

O novo salário mínimo de R$ 622 terá impacto de R$ 23,9 bilhões nas contas públicas em 2012. De acordo com governo, a maior parte desse montante corresponde aos benefícios da Previdência Social no valor de um salário mínimo que serão responsáveis pelo aumento de R$ 15,3 bilhões nas despesas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

O método de reajuste do salário mínimo foi definido por meio de medida provisória aprovada pelo Congresso. A lei que fixa a política de reajuste do salário mínimo estabelece que o valor será reajustado, até 2015, com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes.

Também começa a valer hoje o reajuste de 14,12% no valor do benefício do seguro-desemprego. Com isso, o valor máximo pago ao trabalhador passa de R$ 1.010,34 para R$ 1.163,76. O percentual de reajuste está em resolução do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador publicada no dia (30) no Diário Oficial da União.

O benefício é pago em, no máximo, cinco parcelas de forma contínua ou alternada. Quem, nos últimos três anos, trabalhou entre seis meses e 11 meses recebe três parcelas. Aqueles que trabalharam entre 12 meses e 23 meses recebem quatro parcelas e quem comprovar vínculo empregatício de, no mínimo, 24 meses, recebe cinco parcelas.

Tem direito ao seguro-desemprego o trabalhador dispensado sem justa causa, que tenha recebido salários consecutivos no período de seis meses anteriores à data de demissão e tenha sido empregado de pessoa jurídica por pelo menos seis meses nos últimos 36 meses.

O trabalhador tem do sétimo dia ao 120º dia após a data da demissão do emprego para requerer o benefício.

Fonte: Agência Brasil

Salário mínimo sobe para R$ 622 a partir de janeiro

A presidente Dilma Rousseff assinou hoje (23) o decreto que determina o valor de R$ 622,00 para o salário mínimo a partir de janeiro de 2012.

O reajuste representa aumento de 14,13% em relação ao valor atual, de R$ 545,00. O decreto será publicado no Diário Oficial da União de segunda-feira, dia 26.

O método de reajuste do salário mínimo foi definido no início de 2010 por meio de uma medida provisória aprovada pelo Congresso. O valor é calculado com base na inflação dos dois anos anteriores, acrescido do percentual de crescimento da economia do ano anterior de sua validade. Pela primeira vez, o valor do reajuste obedece a esses critérios.

A MP também determina que até 2015 todas as definições sobre o valor do mínimo serão feitas por meio de decreto presidencial.

Dilma nega reajuste para os servidores públicos federais

A presidenta Dilma Rousseff, como diria o deputado estadual Fernando Mineiro, está se saindo melhor do que a encomenda. Ela conseguiu uma avaliação positiva dos dois primeiros anos de governo superior a do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva. São 56% contra 41%. Em alta, a chefe do Executivo federal fechou a porta do cofre para os servidores público. Ela disse que não terá aumento para o funcionalismo em 2012.

“Nos fragilizaria se começássemos a gastar. Não é crime pedir aumento, mas não coaduna com o momento. Tudo o que eu tinha de fazer eu fiz. Fui a público dizer que não dá. O Estado seria fragilizado se fizesse gasto sem controle. Em 2012 continuará como manda a lei. Aumento salarial tem de apresentar até agosto. Se o Congresso não aprovar para 2012, só em 2013”, avisou.

A declaração da presidenta vai de encontro aos anseios do Supremo Tribunal Federal (STF), que almeja reajuste para ministros e servidores, alegando defasagem salarial. Um ministro do STF não ganha salário, ganha subsídio (que é muito melhor) de aproximadamente R$ 26 mil e um analista administrativo do Supremo ganha vencimentos de aproximadamente R$ 10 mil. É pra falar mais alguma coisa?

O recado também se estende a todo o funcionalismo público federal e, provavelmente, para os estaduais e municipais que devem alegar as mesmas coisas.

Foto: Wilson Dias/ABr
OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. CRISPROFETA disse:

    PRA FAZER COPA DO MUNDO E OLIMPIADAS ELES TEM DINHEIRO DE SOBRA

  2. Anativa Advocacia disse:

    E uma pena que todo dinheiro publico desviado não é aplicado em reajuste de servidores que passam uma vida trabalhando para que a administração cumpra a sua finalidade. A desigualdade salarial é abusiva, mas quem quem irá lutar em favor do servidor comum. 

  3. Jaderpompeu disse:

    já arrependi de votar

  4. Webertonpessoa disse:

    Grande BG! Acompanho diariamente o seu blog e vejo a seriedade com que você trata os assuntos aqui expostos. Concordo na maioria das vezes com seu ponto de vista. Porém, tenho que discordar de você em relação a dois aspectos deste post.

     O primeiro é o que diz respeito ao comentário de que "subsidio é muito melhor que salário". Olha, não necessariamente isso é verdade. A grosso modo, podemos dizer que o subsídio é um salário sem qualquer tipo de gratificação, enquanto o vencimento seria um salário que aceita gratificações. Portanto, vê-se de cara que, ao contrário, subsídio pode ser sim pior que vencimento. 

    O segundo ponto é o que diz respeito ao salário dos servidores do Poder Judiciário da União (PJU), entre os quais se encontram os analistas do STF. Um analista em início de carreira hoje ganha cerca de R$ 6.500,00 bruto e cerca de R$ 10 mil em final de carreira. Ocorre que esse salário é o mesmo desde 2006 e a constituição garante a qualquer trabalhador o direito à reposição da inflação sobre seus salários. Se aplicarmos uma inflação média de 6% ao ano desde 2006 até 2013 (ano em que o aumento pleiteado seria concluído, já que seria implantado em parcelas semestrais) teremos o total de 42%, o que fará com que o aumento, na verdade, seja de apenas 14%. Portanto, vê-se que o aumento não é tão grande assim, concorda? Se o governo federal tivesse feito a correção anual dos salários do PJU, de acordo com o que é determinado pela Constituição Federal, o "aumento" pleiteado seria de 15% e não de 56%. Mais uma vez, parabéns pelo trabalho e traga novidades sobre o ABC para 2012!

  5. Prof disse:

    Enquanto isso a educação brasileira sofre cada vez mais…

Depois de juízes, promotores e procuradores, PMs e bombeiros ganham direito a subsídio

Acaba de ser aprovado, à unanimidade, o Projeto de Lei Complementar que dispõe sobre o subsídio dos militares do Estado, que chegou à Mesa Diretora no final da sessão de ontem (13). Na ocasião, o presidente da Casa, deputado Ricardo Motta, solicitou aos líderes partidários a dispensa de tramitação para que a matéria fosse votada hoje (14).

O projeto estabelece o regime remuneratório para os Policiais Militares e Bombeiros Militares, a partir de reivindicação e consenso entre o comando das Corporações e as associações representativas dos praças e dos oficiais. A medida estipula o subsídio fixado em parcela única, vedado o acréscimo de qualquer gratificação, adicional, abono, prêmio, verba de representação ou outra espécie remuneratória.

O presidente da Casa, deputado Ricardo Motta, parabenizou os militares pelo espírito de união da categoria. Márcia Maia disse que toda a bancada do PSB votou favorável porque havia essa grande expectativa por parte destas categorias: “Esse é um anseio dos segmentos que fazem a segurança pública do RN. É uma conquista de todos vocês que merecem alcançar mais essa vitória”, disse a deputada. As galerias estavam repletas de servidores.

O líder governista, deputado Getúlio Rêgo, destacou o espírito público elevado dos policiais, que entenderam as dificuldades financeiras do Governo do Estado. “Em nome do governo, voto favorável e com muito prazer para dar a esse segmento um salário mais digno”, disse antes da votação.

De acordo com a mensagem governamental, a proposição entrará em vigor em julho do próximo ano, condicionada ao cumprimento das disposições estabelecidas na Lei Complementar nacional, a Lei de Responsabilidade Fiscal, quanto às despesas com pessoal do Poder Executivo.

Delegado Heráclito Noé confessa ter o maior salário da Segurança sem trabalhar

Crédito: Elpídio JúniorEssa foi boa. O vereador Heráclito Noé, que também é delegado da Polícia Civil, usou seu tempo na tribuna do Plenário da Câmara para dizer que é o servidor que mais recebe na Secretaria de Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) e que não trabalha. É mole? Quero um emprego desses também.

Mas Noé não foi irresponsável. Ele disse que a culpa é dos secretários que o perseguiram nos últimos anos. “Eu tenho o maior salário da segurança publica do Estado e há seis anos estou sem dar expediente. Eu procuro trabalho, mas não querem me botar pra trabalhar. Os secretários de segurança são coniventes, irresponsáveis, despreparados e incompententes”, disparou.

O que mais dói nessa história é saber que o salário que ele ganha sai do bolso do contrubuinte potiguar, ou seja, do meu bolso, do seu bolso, do bolso do seu vizinho…

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Paulofacilita disse:

    Enquanto os APCs se faltarem um dia de serviço respondem sindicância!

  2. Napoleandro disse:

    Então isso explica em parte a falta de delegados no RN

  3. SHATONSON disse:

    pode sim, que pergunta bruno, não vê o ministro?

  4. Bruno disse:

    E ele pode acumular os dois salários?

Sindicalistas dizem que Prefeitura ainda não pagou salário de novembro

Acaba de chegar a informação uma nota do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde (Sindsaúde) de que a Prefeitura de Natal ainda não pagou os salários dos servidores da área referentes a novembro, que já deveriam ter sido depositados desde o dia 30 de novembro.

Espero que não seja verdade, porque esse mesmo blog foi informado que os salários iriam sair até a última sexta-feira (2).

Se confirmado, esse será mais um mês em que os sindicalistas denunciam atrasos. O blog torce para que não seja verdade, porque pais e mães de família trabalharam o mês inteiro e precisam honrar as suas contas.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. beto costa disse:

    BG, ate meio dia, muitos funcionarios, do segundo dia em diante, ainda não tinham recebido nada…Após as 14h, começou a ser liberado…Mas não sabemos se todos receberam. Justificativa: a prefeitura pagou passivo de empresas de coleta de lixo, valor bem alto…E depois, a galera….Estranho, vc trabalha limpo, para ser preterido pela sujeira.

  2. funcionário municipal disse:

    BG , pode acreditar, é a  mais pura verdade. Parte dos servidores ainda não recebeu o salário de novembro. Descaso e Incompetência!

Neymar vai ganhar R$ 17,5 Milhões por ano de salário no Real Madri

Estadão
Uma cláusula de confidencialidade impede que as partes envolvidas confirmem publicamente que Neymar será jogador do Real Madrid a partir de agosto do ano que vem e que o acordo com o Santos está sacramentado. Se alguém der com a língua nos dentes antes da hora terá de arcar com uma multa no valor da operação: 60 milhões (cerca de R$ 150,6 milhões).

O silêncio vai durar enquanto os clubes avaliarem que é conveniente manter o assunto em sigilo. Para o Santos, por exemplo, é uma questão de estratégia política não assumir a venda do craque antes da eleição presidencial que ocorrerá em dezembro.

O recurso da cláusula de confidencialidade foi usado pelo Real Madrid quando contratou Cristiano Ronaldo. O negócio com o Manchester United estava fechado em novembro de 2008, mas os clubes e o jogador negaram de pés juntos até o meio de 2009 – quando o português chegou ao Santiago Bernabéu.

Nesse intervalo, Cristiano Ronaldo deu várias entrevistas dizendo que estava bem na Inglaterra e não mudaria de camisa. E os clubes se esquivaram do assunto até que decidiram oficializar a transferência.

Neymar ainda não assinou contrato com o Real Madrid para não ferir a lei, já que tem vínculo com o Santos até 2015. Mas chegou a um acordo salarial com o clube espanhol – ganhará 7 milhões (R$ 17,5 milhões) por ano, e terá 1milhão (R$ 2,51 milhões) de aumento se for eleito o melhor jogador do mundo – e já fez até exames sob a supervisão do médico-chefe do Real, como o estadão.com.br revelou dia 18. Os exames foram realizados na noite do dia 16 em São Paulo, e com a permissão do Santos – tanto que Muricy Ramalho o tirou do treino daquela sexta-feira.

O argumento usado foi que ele tinha jogado quarta-feira pela seleção na Argentina e precisava ser “freado”, porque se fosse para o campo não mediria esforços. Depois do jogo com o América-MG em Uberlândia, acompanhado por jornalistas espanhóis, o treinador disse o seguinte: “Se o negócio já foi fechado, os clubes estão fazendo a coisa certa ao não dizer nada para vocês (jornalistas), porque assim o garoto fica em paz e, se ele jogar mal um dia, ninguém vai dizer que foi por já ter sido vendido.”

Procurado pelo repórter Sanches Filho, do Estado, o presidente santista Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro negou ter assinado a papelada de transferência de Neymar. “O Real Madrid ainda não me seduziu”, afirmou.

Em entrevistas recentes, Luis Alvaro disse que procura patrocinadores para manter o craque mais tempo na Vila Belmiro. Na verdade está atrás de parceiros para ajudar a pagar a nova conta, porque Neymar teve o salário aumentado. Ele ganhava R$ 350 mil por mês e receberá R$ 700 mil até ir para a Espanha – seus rendimentos com publicidade superam os R$ 800 mil por mês (ele fica com 70% dos contratos e entrega 30% para o Santos).

Os advogados Javier Farré e Julio Senn, que o Real Madrid mandou ao Brasil para tratar dos detalhes jurídicos da operação, voltaram para a Espanha há mais de uma semana. E, para respeitar a cláusula de confidencialidade, têm evitado a imprensa.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Breno Cardoso disse:

    esse aí não precisa nem ir à Espanha, já está feito. O futebol é um esporte muito injusto, esses jogadores sem quase nenhum estudo, muito pouca escolaridade ganham muito mais do que quem passa muitos anos numa faculdade se graduando, fazendo mestrado ou doutorado, um esforço muito maior com a mente. Ganham muito para praticar o esporte que amam em times milionários. É a vida….