De 15 a 20 minutos, para dois minutos e meio: Campinas pode ser a 1ª cidade no país a entregar comida por drone

Foto: André Alves e Eduardo Yamanaka/Nectar Audiovisual

As discussões entre a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e uma empresa que desenvolve sistemas aéreos para entregas de cargas leves buscam colocar Campinas (SP) como a primeira cidade brasileira a ter delivery de alimentos por meio de drones.

A companhia SMX Systems/ Speedbird Aero, que desenvolve drones, é parceira do iFood, grupo que planeja usar o novo modal a partir de setembro. A empresa de entregas espera reduzir o tempo de serviço, geralmente realizado entre 15 e 20 minutos, para dois minutos e meio, ou 150 segundos.

“Esse é um projeto que vai gerar conhecimento. Vamos aprender em Campinas, para que possamos levar para outras cidades”, diz o diretor de logística do iFood, Roberto Gandolfo.

A empresa do ramo de entregas diz que o parceiro no projeto de pesquisa trabalha para aprimorar os equipamentos, com objetivo de cumprir exigências dos órgãos regulares, e fará pedidos formais de autorizações necessárias para a Anac e ao Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea).

Pioneira no serviço

A Anac confirma que fez reuniões com a empresa a SMX Systems/ Speedbird Aero, responsável pelo desenvolvimento do produto, a fim de esclarecer aspectos regulatórios que visam segurança.

Segundo a assessoria, a agência não recebeu dela ou de qualquer companhia um pedido formal para testes complexos (áreas habitadas, por exemplo), o que impede prazo certo para início das entregas. Além disso, completou que não há operações de serviços idênticos no Brasil.

“Atualmente, a empresa pode realizar voos dentro do escopo permitido – em áreas segregadas e operações na linha de visada visual – sem a necessidade de autorizações técnicas ou formais”.

O Decea informou, por nota, que ainda não recebeu contato da empresa. Segundo site do departamento, o “uso irresponsável do espaço aéreo” pode infringir leis previstas no Código Penal, Código Civil, Código Brasileiro de Aeronáutica e Lei de Contravenções Penais.

Como vai funcionar?

De acordo com Gandolfo, são previstas “duas rotas na cidade”. Uma dentro da área de um shopping, para levar pedidos da área dos restaurantes para uma central de distribuição, e outra para envio direto ao consumidor final.

“A primeira aplicação, dentro do Shopping Iguatemi, vai permitir maior agilidade entre a saída do pedido até o entregador. O trajeto que leva de 8 a 12 minutos a pé, até a área externa do centro de compras, pode ser feita entre 30 segundos e um minuto pelo drone”, explica.

A segunda aplicação, cujo destino não é confirmado, inclui levar o pedido direto até a porta do cliente. Para esse tipo de entrega, há dois grandes empecilhos. Cada rota diferente precisa ser autorizada pelo Decea, e nem todo local serve para pouso da aeronave que, de acordo com o desenvolvedor, tem como ponto ideal para aterrissagem uma área com 5 metros de diâmetro.

“A ideia é realmente aprender. Além de ser um mercado que operamos há muitos anos, com uma densidade grande de pedidos, Campinas tem uma geografia que favorece”, completa o diretor.

O equipamento

O drone desenvolvido para as entregas de alimento é 100% nacional, conta com 1,4 metro de diâmetro, seis motores, dois aparelhos de GPS, funciona com tecnologia 4G e tem até paraquedas para situações de emergência.

“Se um motor parar, ele consegue voltar para o ponto de origem. Se dois falharem, ele aciona o paraquedas. Há uma preocupação com a segurança”, avisa Samuel Salomão, desenvolvedor do DLV-1, nome de batismo do equipamento criado pela Speedbird.

Segundo o desenvolvedor, a aeronave que será utilizada em Campinas é capaz de levar até 2 kg por viagem, e a caixa de transporte possui monitoramento da temperatura.

“No e-commerce, em geral, cerca de 80% dos produtos estão abaixo de 2 kg, incluindo alimentos. O drone foi direcionado para esse trabalho”, explica Salomão.

Em “condições ideias”, o drone tem autonomia de voo de 30 minutos, em velocidade que varia de 36 a 38 km/h, em um raio máximo de cinco quilômetros.

Sobre as “condições ideais”, Salomão lembra que, como qualquer aeronave, para o drone operar é necessário ter certas condições climáticas.

“Chuva pode impactar e o equipamento teria dificuldade de voar com ventos acima de 50 km/h.”

Voo automatizado, mas monitorado

O software para navegação e operação do drone também foi desenvolvido pela Speedbird e, segundo Salomão, realiza todo o voo de forma automatizada. Por uma questão de legislação, no entanto, é acompanhado por um operador, que pode intervir caso necessário.

“Todo voo será automatizado, é pré-definido antes da decolagem. O acompanhamento existe porque não há, no mundo, autorização para voo autônomo.”

‘Drone delivery’ pelo mundo

Outros países já estão mais avançados no transporte de comida via drones. Há testes em andamento nos EUA (Califórnia), China e Austrália, por exemplo.

Uber testa entrega de comida com drones e apresenta novo veículo autônomo na Califórnia

Entregas por drones, promessas da Amazon, já são realidade na China

Wing, empresa de delivery por drone do Google, começa a fazer entregas na Austrália

G1

 

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Os traficantes da Toca da Raposa ficaram loucos com a novidade.

  2. Chico disse:

    em breve seremos pioneiros na entrega de pipoca BOKUS.

Morre quinta pessoa baleada por atirador durante ataque na Catedral de Campinas

Heleno Severo Alves, de 84 anos, estava internado no Mário Gatti — Foto: Reprodução/EPTV

A Prefeitura de Campinas (SP) confirmou na tarde desta quarta-feira (12) a morte de Heleno Severo Alves, de 84 anos, um dos baleados durante o ataque na Catedral Metropolitana, na terça-feira. Ele estava internado no Hospital Municipal Dr. Mário Gatti, onde passou por cirurgia após ser ferido por dois disparos nas regiões do tórax e abdômen. Outros quatro fiéis morreram na igreja.

Os outros mortos pelo atirador Euler Fernando Grandolpho são Sidnei Vitor Monteiro, de 39 anos, José Eudes Gonzaga Ferreira, de 68, Cristofer Gonçalves dos Santos, de 38, e Elpídio Alves Coutinho, de 67. A Catedral foi reaberta nesta quarta com uma missa em homenagem às vítimas.

Outras três pessoas feridas durante o ataque foram socorridas para unidades de saúde em Campinas e já tiveram alta. Entre elas estão Maria de Fátima Frazão Ferreira, de 68 anos, levada ao Hospital da Unicamp após ser baleada em uma das pernas; e um homem de 64 anos, que foi atingido por dois tiros de raspão e recebeu atendimento no Hospital Beneficência Portuguesa.

Jandira Prado Monteiro, de 65 anos, ferida nas regiões do tórax e uma das mãos, recebeu alta do Mário Gatti nesta tarde e foi ao velório do filho Sidnei Monteiro, no Cemitério Parque das Flores.

Foto: Arte / G1

Com informações do G1

‘Ninguém pôde fazer nada’, disse padre que celebrava missa na Catedral de Campinas antes de tiroteio

Foto: Redes Sociais

O padre Amauri Ribeiro Thomazzi foi o celebrante da missa que terminou com ao menos quatro mortos na Catedral Metropolitana de Campinas , no interior de São Paulo, nesta terça-feira. Um homem ainda não identificado atirou contra os fiéis no fim da celebração, e se suicidou depois. Em seu perfil numa rede social, Thomazzi, muito assutado, gravou um vídeo relatando o que aconteceu.

“Eu rezei a missa de 12h15 e no final uma pessoa entrou atirando e fez algumas vítimas. Ninguém pôde fazer nada, ajudar de forma nenhuma. Mas eu peço apenas que rezem pela pessoa. Ele se matou após essa situação. Rezemos também por aqueles que foram feridos, temos aqui vítimas fatais”.

O padre diz ainda no vídeo que ouviu pelo menos 20 disparos na catedral e que ainda não poderia informar como ficaria a programação da Catedral nos próximos dias. As imagens foram gravadas logo após o atentado, ainda dentro da igreja.

Segundo o Corpo de Bombeiros de Campinas, depois de atirar, o atirador se matou em frente ao altar da igreja. Antes disso, ele, que ainda não teve a identidade revelada, chegou a ser atingido pela polícia. Ainda conforme informações da corporação, o homem, estava com um pistola e um revólver calibre 38, não portava documentos.

A catedral fica localizada em uma área de grande circulação em Campinas, na região central da cidade. O tiroteio causou correria nas ruas . Quem passava pela região se abrigou em lojas próximas, ainda sem saber o que estava acontecendo.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. jefferson disse:

    Claro que não pôde, temos uma sociedade desarmada e refem da criminalidade e desse tipo de louco. Dois atiradores de bem ali na quela igreja teriam evitado morte de inocentes. #B17

Tensão: Mau tempo obriga voo Campinas-Natal ao desvio de rota até Fortaleza

Na madrugada desta quarta-feira (4), por volta de 2h, cerca de 96 passageiros do vôo 4194, que partiu da cidade de Campinas, em São Paulo, como destino Natal, passaram por momentos de tensão em decorrência do mau tempo que se “instalou” na região durante toda a terça e persistiu durante as primeiras horas de hoje.

Na ocasião, a aeronave da Azul Linhas Aéreas necessitou de um pouso de emergência no Aeroporto Internacional de Fortaleza. Segundo a companhia,  o avião já sobrevoava Natal, contudo, por medida de segurança, teve que ser redirecionado para o Ceará, mudando assim a rota.

Não bastasse a situação tensa em que os passageiros viveram, relatos dão conta que a empresa alegou o estouro do limite do horário dos funcionários, obrigando as pessoas a descerem da aeronave. Como solução, ofereceram uma Van, o que revoltou a todos.

Governo do PT privatiza os 3 aeroportos mais atraentes do Brasil hoje

Os três mais atraentes aeroportos brasileiros passam hoje para as mãos da iniciativa privada: Guarulhos, Campinas e Brasília.

A expectativa é de um leilão acirrado para ver quem fica com as joias da coroa aérea nacional. Se isso ocorrer, será pela atratividade financeira, já que para advogados, especialistas e empresários consultados pela Folha o negócio é de grande risco.

Isso decorre, em parte, da velocidade com que o processo de concessão ocorreu (menos de um ano entre a decisão de privatizar e o leilão) e de uma decisão política do governo relativa ao processo: obrigar os vencedores a serem sócios da estatal Infraero, até então detentora do monopólio na área.

O engenheiro Josef Barat, ex-conselheiro da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), prevê problemas.

“Como o governo obrigou os licitantes a terem um grande operador aeroportuário no consórcio, é certo que haverá choques entre as culturas desse operador e da Infraero, empresa que não tem um bom histórico”, disse Barat.

No mercado, a esperança é que o governo saia aos poucos do negócio, diluindo a participação da Infraero nas concessionárias. Mas há o temor de que ocorram pressões políticas e interferência na gestão das novas empresas.

Folha.com

Após aumentarem de R$ 6 mil para 15 mil seus salários, vereadores de Campinas recebem ovadas

Aos gritos de “vergonha”, cerca de 200 manifestantes jogaram ovos na noite de anteontem contra 28 dos 33 vereadores de Campinas que haviam acabado de aprovar aumento de 126% para seus próprios salários. Guardas municipais reagiram com pistolas elétricas e gás de pimenta.

O projeto foi aprovado sem a maior parte do público da Câmara notar. Vereadores aproveitaram a casa cheia e chamaram a atenção dos presentes para projeto da Macrozona 5, de regularização de bairros periféricos nas regiões do Campo Grande e Ouro Verde – e não explicitamente um reajuste salarial -, e o aumento foi aprovado, sem alarde.

Na próxima legislatura (2013 a 2016), o rendimento mensal dos vereadores vai passar dos atuais R$ 6.636,24 para R$ 15.031,76. Ao perceber que o item já havia sido aprovado, o público que assistia à sessão ficou revoltado.

Ontem, os protestos se ampliaram, principalmente na internet. Fotos dos vereadores de Campinas sorrindo durante a sessão foram publicadas em diversas páginas de redes sociais, acompanhadas de comentários, xingamentos e sinais de mais revolta da população.

Indignados, usuários do site de relacionamentos Facebook foram além das críticas e estão se mobilizando para tirar da Câmara políticos que aprovaram o reajuste. “Vamos mostrar a esses vereadores campineiros que temos memória e sabemos pôr políticos em seu verdadeiro lugar! Vamos iniciar a campanha ‘Não vote nos atuais vereadores que votaram no aumento de seu salário’. Nós podemos fazer a diferença”, publicou uma eleitora.

Além da aprovação do projeto, a reação dos guardas deixou os moradores de Campinas indignados. “É um absurdo. Vereadores fazem o que querem. Dá raiva, dá vergonha, dá nojo. Aí, o povo reage e toma choque?”, perguntou o comerciante Ângelo Dias de Oliveira, de 53 anos.

Votação. Apenas dois vereadores votaram contra o reajuste: Professor Alberto (DEM) e Antonio Francisco, o Politizador (PMN). O vereador Pedro Serafim (PDT) não votou por estar na presidência da Casa. Carlos Signorelli (PT) se ausentou da votação e Sebastião dos Santos (PDT) justificou ausência e não compareceu.

O projeto foi proposto pela Mesa Diretora. O presidente da Câmara disse que o aumento se refere aos reajustes que deixaram de ser dados desde a década de 1990.

Ontem, Serafim não quis dar entrevista sobre o assunto. Por meio de sua assessoria de imprensa, informou apenas que um projeto de redução das verbas de gabinete dos vereadores será apresentado em sessão extraordinária. O presidente da Câmara Municipal não disse qual será o valor exato da redução de gastos de gabinete, mas disse que será equivalente ao aumento de salários.

Estadão

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Paulo Trigueiro disse:

    Fiquem certos que no próximo ano todos esses vereadores não conseguirão ser reeleitos, pois a cidade de Campinas, onde já morei a mui tempo, é bastante politizada e o povo não deixará impune tamanha vergonha.
    Por aqui (Natal-RN) tivemos um escândalo com a Operação Impacto e quase metade dos que desejavam reeleição perderam nas urnas. Tão lembrados?

Racha entre um Audi e um Camaro causa atropelamento e mata o vice-campeão brasileiro de jiu-jítsu

Foram indiciados sob suspeita de homicídio doloso os dois motoristas do Audi A3 e do Chevrolet Camaro que disputaram um “racha” que causou a morte do lutador de jiu-jítsu Kaio César Alves Muniz Ribeiro, 23, em Campinas (93 km de SP), na madrugada desta sexta-feira. As informações são do “Jornal Hoje”, da Rede Globo.

Segundo a polícia, o lutador morreu após ser atropelado pelo Audi, que invadiu a calçada em alta velocidade e acertou Ribeiro, que estava em um telefone público. O atropelamento aconteceu na avenida Júlio Prestes, no bairro do Taquaral.

Ribeiro era vice-campeão brasileiro e campeão paulista de jiu-jítsu. Ele foi levado em estado grave ao hospital Municipal Dr. Mário Gatti, mas não resistiu aos ferimentos e morreu por volta das 2h.

Reprodução/Facebook
O vice-campeão brasileiro de jiu-jítsu Kaio Ribeiro, em foto do seu perfil no Facebook, ao lado da namorada
O vice-campeão brasileiro de jiu-jítsu Kaio Ribeiro, em foto do seu perfil no Facebook, ao lado da namorada

Segundo o “Jornal Hoje”, a empresária de 42 anos que dirigia o Audi A3 foi para a cadeia feminina de Paulínia. Já o empresário de 32 anos que dirigia um Camaro e tentou fugir do local do acidente foi encaminhado para a cadeia do 2º DP de Campinas. Havia ainda um passageiro em cada carro, que não foram presos.

Os dois motoristas foram indiciados sob suspeita de homicídio doloso, embriaguez ao volante e racha –o motorista do Camaro também foi indiciado por fuga de local de acidente. Eles não têm direito à fiança, segundo a polícia.

De acordo com a polícia, ambos apresentavam sinais de embriaguez e forte odor etílico. Apenas a motorista do Audi aceitou fazer o teste do bafômetro, quatro horas após o acidente. O resultado foi de 0,42 mg/L de sangue, acima do permitido por lei.

Folha.com

Menos de 48 horas depois de tomar posse no cargo, o novo prefeito de Campinas é afastado

Por Tatiana Fávaro, no Estadão:
A Câmara de Campinas aprovou ontem à noite, por 29 votos a 4, o afastamento, por 90 dias, do prefeito recém-empossado, Demétrio Villagra (PT), e a abertura de uma Comissão Processante (CP) para apurar seu possível envolvimento em irregularidades.

Villagra tinha assumido o cargo na manhã de anteontem, após cassação do ex-prefeito Hélio de Oliveira Santos (PDT). Assume a prefeitura, interinamente, o presidente da Câmara, vereador Pedro Serafim, do mesmo PDT do prefeito derrubado pelo impeachment no sábado.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Agora entendi, prefeito que vai pra fora não é pelo povo e sim por picuinhas da camara…entao micarla ate hoje nao saiu pelos gastos que faz porque a camara daqui tem rabo preso e tem medo que os possiveis prefeitos futuros dos partidos deles sofram do mesmo mal se quiserem fazer o que ela anda fazendo.

Prefeito de Campinas cassado. Votação acabou às 6 da manhã

O prefeito de Campinas (93 km de SP), Hélio de Oliveira Santos, o dr. Hélio (PDT), foi cassado na madrugada deste sábado (20) pelos vereadores da cidade sob acusação de ter cometido infrações político-administrativas ao não impedir um suposto esquema de corrupção e irregularidades na aprovação de loteamentos e na instalação de antenas de telefonia celular.

Somente um vereador, Sérgio Benassi (PCdoB), votou pela manutenção do prefeito no cargo nas três acusações. O PT e PDT, base de dr. Hélio, representaram 11 votos pelo impeachment. Antes de denúncias do Ministério Público sobre fraudes em licitações da Sanasa (empresa mista de saneamento da cidade), dr. Hélio tinha 23 vereadores aliados.

Para a cassação, eram necessários 22 dos 33 votos da Câmara Municipal para qualquer uma das acusações que recaem sobre ele. O pedido de impeachment foi feito pelo vereador Artur Orsi (PSDB).

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. caio fábio disse:

    Como seria bom se Natal seguisse o exemplo.

A Petralhada de Campinas com lama até o pescoço

Estadão:

Ás da comunicação e marketing de campanhas do ex-presidente Lula, da senadora Marta Suplicy e outros nomes do primeiro escalão do PT, o publicitário Dudu Godoy emprestou seu escritório em Campinas para uma reunião de lobistas da organização criminosa a quem o Ministério Público imputa fraudes em série e desvios de R$ 615 milhões dos cofres públicos.

A revelação, incluída no relatório de inteligência da promotoria, foi feita por Luiz Augusto Castrillon de Aquino, ex-presidente da Sanasa, companhia de saneamento de Campinas, foco de corrupção que aponta para políticos próximos a Lula.

Aquino fez acordo de delação premiada. Em busca do perdão judicial ofereceu dois relatos minuciosos, em janeiro, nos quais traça os movimentos do grupo que teria se apossado de setores da administração Dr. Hélio (PDT), prefeito de Campinas e amigo do ex-presidente.

A promotoria afirma que Rosely Nassim, primeira-dama e chefe de gabinete do marido prefeito, ocupa o topo da organização. Ela ia ser presa, mas um habeas corpus a livrou de “medidas coercitivas”.

A promotoria quer saber o grau de relação entre Dudu Godoy, Aquino e os lobistas Emerson Geraldo de Oliveira e Maurício Manduca. Alvos da devassa, Oliveira e Mancuda seriam o elo de prefeitos e empresários no esquema de corrupção. A próxima etapa da investigação mira contratos da prefeitura de Campinas na área de publicidade.

Oliveira e Manduca foram presos em setembro, quando a promotoria deflagrou a primeira fase da operação. Há duas semanas, a Justiça ordenou novamente a prisão dos dois.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. @borgesneto12 disse:

    Já prestaram atenção que a cada novo escândalo envolvendo os integrantes do ex-Partido dos Trabalhadores (digo ex porque um partido de trabalhadores não tem tanta gente cara-de-pau envolvida em corrupções das mais diversas) aumentam as cifras dos milhões roubados, desviados e locupletados, seja do erário ou de empresários? Antes era só na cúpula. Agora debaixo acima, de cabo a rabo. A petralhada mete a mão com força e não está nem aí para a justiça e para o povo. Até quando?

Mar de Lama de Campinas respinga em LULA e no PT

Fausto Macedo, de O Estado de S. Paulo

Relatório de 408 páginas sobre suposto esquema de corrupção e mensalinho na Prefeitura de Campinas (SP) agita o PT. O documento feito por quatro promotores do Gaeco, núcleo do Ministério Público que combate o crime organizado, sustenta ordem judicial de prisão contra 20 suspeitos – entre eles o vice-prefeito Demétrio Vilagra (PT), foragido desde sexta feira -, e cita como alvo da investigação o pecuarista e empresário José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), de quem é anfitrião em momentos de lazer.

Apontado como elo da empreiteira Constran com diretores da Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S/A (Sanasa), empresa responsável pelo planejamento, execução e operação dos serviços de água e esgoto da cidade, Bumlai teria admitido a possibilidade de fazer delação premiada para “proteger Lula”.

O ex-presidente é próximo também do prefeito Hélio de Oliveira Santos, o Dr. Hélio (PDT), seu aliado nas campanhas de 2002 e 2006 e apoiador de Dilma Rousseff em 2010. Sua mulher, Rosely Nassim Jorge dos Santos, está na mira da promotoria. A investigação a coloca no topo da suposta organização criminosa. A primeira-dama, chefe de gabinete do marido, só não foi presa porque um habeas corpus a livrou liminarmente de “medida coercitiva”.

(mais…)

Vice-Prefeito do PT e Vereadores de Campinas foragidos

UOL:

Três vereadores de oposição ao governo do prefeito de Campinas, Hélio de Oliveira Santos, o Dr. Hélio (PDT), entraram com pedido de impeachment na Câmara Municipal na noite desta sexta-feira (20), depois de deflagrada operação da Corregedoria da Polícia Civil e do Ministério Público que atingiu o alto escalão da prefeitura.

Foram 20 mandados de prisão por suspeitas de fraudes em contratos e 12 pessoas presas. O vice-prefeito, Demétrio Vilagra (PT), e dois dos secretários mais importantes do governo, Francisco de Lagos (Comunicação) e Carlos Henrique Pinto (Segurança), são considerados foragidos pela polícia.

A primeira-dama e chefe de gabinete do prefeito, Rosely Nassim Jorge Santos, é citada nas investigações, mas conseguiu uma liminar no Tribunal de Justiça de São Paulo em 9 de maio que impede que seja presa. Ela negou envolvimento com as supostas fraudes em contratos públicos.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sergio filho disse:

    Para quem nao sabe o secretario da prefeita o sr. lUNA foi parceiro do prefeito de campinas em negocios antes de vir para natal, cade o MP