Saúde

Butantan entrega 1 milhão de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde nesta quarta

Foto: ROBERTO CASIMIRO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

O Instituto Butantan liberou nesta quarta-feira (14) mais 1 milhão de doses da vacina CoronaVac ao Ministério da Saúde. É o segundo lote enviado nesta semana ao programa nacional.

Com o novo carregamento, o total de vacinas oferecidas por São Paulo ao Plano Nacional de Imunizações (PNI) chega a 40,7 milhões de doses desde o início das entregas, em 17 de janeiro. (Veja abaixo as datas e quantidades de doses já entregues).

Os caminhões com carregamento da vacina deixaram a sede do Instituto por volta das 8h. O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e o secretário estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn, e o diretor do Instituto, Dimas Covas, acompanharam a liberação do lote.

A expectativa é de que o total de vacinas entregues ao país pelo Butantan some 46 milhões até o dia 30 de abril. Mais dois envios de 2,5milhões cada devem ser feitos nos dias 19 e 21 deste mês.

Com G1

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Butantan entrega 1,5 milhão de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde nesta segunda

FOTO: TÂNIA REGO/AGÊNCIA BRASIL

O Instituto Butantan liberou nesta segunda-feira (12) mais 1,5 milhão de doses da vacina CoronaVac ao Ministério da Saúde.

Com o novo carregamento, o total de vacinas oferecidas por São Paulo ao Plano Nacional de Imunizações (PNI) chega a 39,7 milhões de doses desde o início das entregas, em 17 de janeiro. (Veja abaixo as datas e quantidades de doses já entregues).

Os caminhões com carregamento da vacina deixaram a sede do Instituto por volta das 8h. O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e o secretário estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn, e o diretor do Instituto, Dimas Covas, acompanharam a liberação do lote.

Cronograma CoronaVac

A expectativa é de que o total de vacinas entregues ao país pelo Butantan some 46 milhões até o dia 30 de abril, com o seguinte cronograma:

14/04 – 1 milhão

19/04 – 2,5 milhões

21/04 – 2,5 milhões

O instituto realiza uma força-tarefa para seguir envasando, em ritmo acelerado, as doses para o PNI. Para dar conta da demanda, o quadro de funcionários na linha de envase foi ampliado.

As equipes também trabalham para enviar outras 54 milhões de doses para os brasileiros até 30 de agosto, totalizando 100 milhões de unidades.

Atraso na liberação de insumo

Na semana passada, o Instituto anunciou que a remessa de matéria-prima da CoroanaVac, que está atrasada, foi liberada e deve chegar em São Paulo até dia 20 de abril.

O Instituto deveria ter recebido o lote na primeira semana deste mês.

Na ocasião, o diretor do Instituto, Dimas Covas, disse que o processo de envase da vacina foi suspenso por conta do atraso no despacho de insumos produzidos na China.

Nesta segunda (12), Dimas voltou a dizer que o atraso, entretanto, não irá alterar o cronograma de entregas ao governo federal. O primeiro contrato prevê um total de 46 milhões de doses até o dia 30 de abril.

Entretanto, ele não explicou como que o instituto fará para concluir a última etapa de produção no prazo, uma vez que são necessários ao menos 20 dias para finalizar o envase e rotulagem.

“Estamos nos procedimentos de contratação dos voos. Tudo indica que receberemos esses 3 mil [litros do IFA] antes, se tudo correr bem, mas a data limite é dia 20. E um segundo volume de 3 mil inicia processamento para obtenção de autorização. Tudo, neste momento, corre de acordo com essa programação”, afirmou Dimas Covas.

Eficácia

Um estudo clínico final sobre a Coronavac divulgado neste domingo (11) mostra que a eficácia da vacina é maior do que nos resultados iniciais divulgados entre dezembro e janeiro. O estudo foi feito pelo Instituto Butantan, que produz a vacina em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac.

Segundo artigo científico encaminhado para revisão e publicação na revista científica Lancet, uma das mais respeitadas do mundo, a eficácia para casos sintomáticos de Covid-19 atingiu 50,7%, ante os 50,38% informados inicialmente. Ou seja, a vacina reduz pela metade os novos registros de contaminação em uma população vacinada.

Segundo o estudo encaminhando neste domingo, a eficácia da CoronaVac pode chegar a 62,3% com um intervalo de mais de 21 dias entre as duas doses da vacina.

G1

 

Opinião dos leitores

  1. Agora vai, não acredito que essa semana não chegue nas pessoas de 60 anos. No estado tem mais de duzentas mil vacinas estocadas sem aplicar na população dos grupos de risco. Já faz mais de três semanas que na paraiba se aplica a vacina no pessoal de 60 ou mais, aqui de forma criminosa estão escondendo as vacinas.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

Receita adia o prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda(IR) para 31 de maio

A Secretaria da Receita Federal informou que foi alterado o prazo final de entrega da Declaração de Imposto de Renda das Pessoas Física (IRPF) de 2021, referente ao ano calendário 2020, do dia 30 de abril para o dia 31 de maio de 2021. A mudança foi implementada por meio da instrução normativa 2.020, publicada no “Diário Oficial da União” desta segunda-feira (12).

Na semana passada, o Senado Federal aprovou um projeto que prorrogava o prazo de entrega até 31 de julho deste ano, mas, para ter validade, a proposta ainda precisa ser novamente aprovada pela Câmara e sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com a Receita Federal, também foram prorrogados para 31 de maio de 2021 os prazos de entrega da Declaração Final de Espólio e da Declaração de Saída Definitiva do País, assim como, o vencimento do pagamento do imposto relativo às declarações.

Segundo o órgão, a extensão dos prazos de entrega aconteceu para suavizar as dificuldades impostas pela pandemia do Coronavírus (Covid-19).

“A medida visa proteger a sociedade, evitando que sejam formadas aglomerações nas unidades de atendimento e demais estabelecimentos procurados pelos cidadãos para obter documentos ou ajuda profissional. Assim, a Receita Federal contribui com os esforços do Governo Federal na manutenção do distanciamento social e diminuição da propagação da doença”, informou.

No ano passado, também por conta da pandemia do novo coronavírus, o prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda foi postergado, mas para o dia 30 de junho.

Pagamento das cotas do IR

Em razão do adiamento, informou a Receita Federal, o cidadão que quiser pagar o imposto via débito automático desde a 1ª cota deverá fazer a solicitação até o dia 10 de maio. “Quem enviar a declaração após esta data deverá pagar a 1ª cota por meio de DARF, gerado pelo próprio programa, sem prejuízo do débito automático das demais cotas”, acrescentou.

Para aqueles que não optarem pelo débito automático, o órgão informou que o os DARFs de todas as cotas poderão ser emitidos pelo programa ou pelo Extrato da Declaração, disponível no Centro Virtual de Atendimento (e-CAC), acessado por meio do site da Receita Federal.

Declarações entregues

A Receita Federal recebeu até as 16h da última sexta-feira (9), 11.952.904 declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) 2021, ano-base 2020, o equivalente a cerca de 36% das 32,6 milhões de documentos esperados este ano.

Quem atrasar a entrega terá de pagar multa de 1% sobre o imposto devido ao mês, com valor mínimo de R$ 165,74 e máximo de 20% do imposto devido.

Os contribuintes que enviarem a declaração no início do prazo, sem erros, omissões ou inconsistências, receberão mais cedo as restituições do Imposto de Renda, se tiverem direito a ela. Idosos, portadores de doença grave e deficientes físicos ou mentais têm prioridade.

Quem deve declarar em 2021?

quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2020. O valor é o mesmo da declaração do IR do ano passado.

contribuintes que receberam rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40 mil no ano passado;

quem obteve, em qualquer mês de 2020, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;

quem teve, em 2020, receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 em atividade rural;

quem tinha, até 31 de dezembro de 2020, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil;

quem passou para a condição de residente no Brasil em qualquer mês e se encontrava nessa condição até 31 de dezembro de 2020;

quem optou pela isenção do imposto incidente em valor obtido na venda de imóveis residenciais cujo produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no país, no prazo de 180 dias, contado da celebração do contrato de venda.

G1

Opinião dos leitores

  1. A Governadora Fátima Cadeado deveria adiar o pagamento do IPVA e suspender a cobrança de água e esgotos e o Prefeito Arregão Dias, deveria adiar o pagamento do IPTU.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Butantan entrega mais 1 milhão de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde nesta quarta

Foto: Reprodução

O Instituto Butantan liberou nesta segunda-feira (5) mais 1 milhão de doses da vacina CoronaVac ao Ministério da Saúde.

Com o novo carregamento, o total de vacinas oferecidas por São Paulo ao PNI (Plano Nacional de Imunizações) chega a 38,2 milhões de doses desde o início das entregas, em 17 de janeiro. (Veja abaixo as datas e quantidades de doses já entregues).

Os caminhões com carregamento da vacina deixaram a sede do Instituto por volta das 8h. O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), o secretário estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn, acompanharam a liberação do lote.

A gestão de João Doria articula com o governo chinês para conseguir a liberação de 6 mil litros insumos. Com eles será possível produzir 8 milhões de doses.

Cronograma CoronaVac

Até o dia 30 de abril, o total de vacinas garantidas pelo Butantan ao país somará 46 milhões.

O Butantan realiza uma força-tarefa para seguir envasando, em ritmo acelerado, doses para a entrega ao Programa Nacional de Imunizações. Para dar conta da demanda, o instituto dobrou o quadro de funcionários na linha de envase.

Próximas doses

No final de abril, o número de vacinas garantidas por São Paulo ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) somará 46 milhões. As doses de abril já estão em produção.

O Butantan trabalha para enviar outras 54 milhões de doses para vacinação dos brasileiros até 30 de agosto, totalizando 100 milhões de unidades.

Insumos

No dia 4 de março, o instituto recebeu uma remessa de 8,2 mil litros de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA), correspondente a cerca de 14 milhões de doses, desembarcou em São Paulo para serem envasados, rotulados e embalados no instituto.

Doses da Coronavac entregues ao Ministério da Saúde em 2021

17 de janeiro: 6 milhões de doses

22 de janeiro: 900 mil doses

29 de janeiro: 1,8 milhão de doses

5 de fevereiro: 1,1 milhão de doses

23 de fevereiro: 1,2 milhão de doses

24 de fevereiro: 900 mil doses

25 de fevereiro: 453 mil doses

26 de fevereiro: 600 mil doses

28 de fevereiro: 600 mil doses

3 de março: 900 mil doses

8 de março: 1,7 milhão

10 de março: 1,2 milhão

15 de março: 3,3 milhões

17 de março: 2 milhões

19 de março: 2 milhões

22 de março: 1 milhão

24 de março: 2,2 milhões

29 de março: 5 milhões

31 de março: 3,4 milhões

5 de abril: 1 milhão

7 de abril: 1 milhão

Fonte: Instituto Butantan e Governo de SP

G1

Opinião dos leitores

  1. Se não fosse a “vachina” o que seria de nós hein? 90% ou mais dois vacinados tomou a coronavac. Até a mãe do MINTOmaníaco tomou essa… Agora o inepto quer comprar a sputinik antes que os governadores comprem …

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Butantan entrega mais 1 milhão de doses de vacina contra covid-19

Foto: © REUTERS/Amanda Perobelli/Direitos Reservados

O Instituto Butatan entregou nesta segunda-feira (5) mais um milhão de doses da vacina contra o coronavírus ao Programa Nacional de Imunizações (PNI). Com o lote desta manhã, o instituto forneceu um total de 37,2 milhões de doses da vacina CoronaVac, desenvolvida em parceria com o laboratório chinês Sinovac, para serem distribuídas em todo o país.

Até o fim deste mês, o Butantan deve finalizar o primeiro contrato firmado com o Ministério da Saúde para fornecimento de 46 milhões de doses do imunizante. Até o fim de agosto devem ser fornecidas mais 54 milhões de doses ao PNI, totalizando 100 milhões de doses de CoronaVac.

Já foram aplicadas no estado de São Paulo 6,4 milhões de doses de vacina, sendo 1,6 milhão de segunda dose da imunização.

Agência Brasil

Opinião dos leitores

  1. Muito bom Santos, Calça apertada Doria mentiroso, aquele que levou um coice do PSDB, ter sentado em algo, ter tomado as REDIAS e não AS RÉDEAS, deve ter rebolado muito.

  2. Santos, Aparecida, Zedogado e meia dúzia que aparecem são os poucos representantes dos esquerdopatas que vivem em um mundo da fantasia, afinal, a realidade e a verdade são armas mortais em suas vidas pequenas, cuja necessidade de submissão os leva a ter seu corrupto de estimação.
    As medidas que Dória vem adotando contra a pandemia são tão boas que o estado de SP é responsável, sozinho, por ¼ no total das mortes por covid. Pense num governador eficiente.
    Vale o registro que todo recurso aplicado na compra das vacinas, são 100% do governo federal.
    Que foi revelado que a coronavac foi desenvolvida nos EUA e não no Brasil como Dória tentou de apropriar.
    Foi revelado o contrato de R$ 8 milhões entre Dória e o Antagonista para falar mal de Bolsonaro.
    Em quanto aumentou o número de mortes depois de adotado o lockdown nos estados? Não é difícil, é só comparar os números de mortes em dezembro/2020 e janeiro/2021 com os meses de fevereiro e março/2021.
    Qualquer coisa fora isso, é mais uma versão, pura falácia, fora da realidade.

  3. Enquanto Doria providência a a compra de vacina e insumos, o calça folgada gastava 2 milhões nas férias.

  4. Santos, já que você gosta tanto do calça colada, o que acha disso?
    Foi revelado, nesta noite de domingo (4) o contrato entre a TV Cultura de Dória e o Manhattan Connection, no valor de R$ 8 milhões de reais, realizado no meio de uma pandemia. Este valor corresponde a 160.000 doses de vacina.

    1. Gotila, a TV Cultura tem orçamento próprio e de excelente qualidade por sinal. O programa contratado eh um ícone do jornalismo Brasileiro. Cuidado para não passar vergonha ao repassar essas bobagens do gado. Vc sabia que a Rede Brasil, aquele tv que o genocida disse que ia privatizar pagou 3,2 milhões a Record para passar uma novela. O que vc me diz. Se engasgou? Come mais um pouco de capim que passa

  5. Ja pensou se Dória não tivesse sentado na cadeira do presidente e tomado as rédias?
    É dificil dizer isso, mas ainda bem que ele fez.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

2ª REMESSA DA SEMANA: Butantan entrega 3,4 milhões de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde nesta quarta

Foto: ROBERTO CASIMIRO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

O Instituto Butantan liberou nesta quarta-feira (31) mais 3,4 milhões de doses da vacina CoronaVac ao Ministério da Saúde.

É a segunda remessa enviada ao governo federal nesta semana. Na segunda, foi entregue o maior lote de doses envasadas pelo Instituto, que é responsável pela etapa final de produção. Veja mais abaixo as datas e quantidades de doses já entregues.

Os caminhões com carregamento da vacina deixaram a sede do Instituto por volta das 8h. O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), o secretário estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn, e o diretor do Instituto, Dimas Covas, estiveram no local para acompanhar a liberação.

A previsão do governo estadual é a de que o Instituto receba um novo lote de insumo entre os dias 6 e 8 de abril.

Cronograma CoronaVac

Com o novo carregamento, o total de vacinas oferecida por São Paulo ao PNI (Plano Nacional de Imunizações) chega a 36,2 milhões de doses desde o início das entregas, em 17 de janeiro. Até o dia 30 de abril, o total de vacinas garantidas pelo Butantan ao país somará 46 milhões.

O Butantan realiza uma força-tarefa para seguir envasando, em ritmo acelerado, doses para a entrega ao Programa Nacional de Imunizações. Para dar conta da demanda, o instituto dobrou o quadro de funcionários na linha de envase.

Próximas doses

No final de abril, o número de vacinas garantidas por São Paulo ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) somará 46 milhões. As doses de abril já estão em produção.

O Butantan trabalha para enviar outras 54 milhões de doses para vacinação dos brasileiros até 30 de agosto, totalizando 100 milhões de unidades.

Insumos

No dia 4 de março, o instituto recebeu uma remessa de 8,2 mil litros de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA), correspondente a cerca de 14 milhões de doses, desembarcou em São Paulo para serem envasados, rotulados e embalados no instituto.

Em fevereiro, o diretor do Instituto, Dimas Covas, disse que até o Butantan deve receber 6 mil litros insumos em abril. Com eles será possível produzir 8 milhões de doses.

Doses da Coronavac entregues ao Ministério da Saúde em 2021

17 de janeiro: 6 milhões de doses

22 de janeiro: 900 mil doses

29 de janeiro: 1,8 milhão de doses

5 de fevereiro: 1,1 milhão de doses

23 de fevereiro: 1,2 milhão de doses

24 de fevereiro: 900 mil doses

25 de fevereiro: 453 mil doses

26 de fevereiro: 600 mil doses

28 de fevereiro: 600 mil doses

3 de março: 900 mil doses

8 de março: 1,7 milhão

10 de março: 1,2 milhão

15 de março: 3,3 milhões

17 de março: 2 milhões

19 de março: 2 milhões

22 de março: 1 milhão

24 de março: 2,2 milhões

29 de março: 5 milhões

31 de março: 3,4 milhões

G1

Opinião dos leitores

  1. BG!!
    Essa essa já é da que Fátima cadeado comprou??
    A família pixuleco, ze gado, tico de adauto querem se vacinar.
    ihihihihihi
    ihihihihihi
    Agora compre!!!

  2. Tá faltando gente pra receber a vacina, desde sábado o arena das dunas tá vazio, falta baixar a faixa de idades

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

VACINA: Fiocruz e Butantan preveem entregar 27 milhões de doses em abril, mesmo sem receber novos lotes de insumos importados

Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini

A campanha nacional de vacinação contra a Covid-19 deve receber em abril ao menos 27 milhões de doses da CoronaVac e da vacina de Oxford, de acordo com dados dos institutos pela fabricação. A previsão considera apenas o que pode ser entregue com matéria-prima que já foi importada, ou seja, a entrega dessas doses não depende da chegada de novos lotes do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA).

Veja abaixo um panorama com informações da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e do Instituto Butantan:

Status da produção na Fiocruz

Contrato com ministério: 104,4 milhões de doses no 1º semestre e 110 milhões no 2º semestre

Doses entregues: 5,8 milhões (1,8 milhão de doses envasadas no Brasil e mais 4 milhões importadas prontas)

O que ainda é possível entregar com o IFA já recebido: 25,2 milhões de doses

Entrega prevista para abril: Fiocruz diz que entregará 18,8 milhões de doses envasadas no Brasil

Insumo (IFA) recebido: Cerca de mil litros, suficientes para 27 milhões de doses

Status da produção no Butantan

Contrato com ministério: 46 milhões até 30 de abril e 54 milhões até agosto

Doses entregues: 32,8 milhões (26,8 milhões envasadas no Brasil e 6 milhões importadas prontas)

O que ainda é possível entregar com o IFA já recebido: 8,2 milhões

Entrega prevista para abril: Butantan diz que entregará 13,2 milhões de doses, e aguarda novo lote de IFA

Insumo (IFA) recebido: 19,2 mil litros, suficientes para produzir 35 milhões de doses

Atrasos no IFA e problemas de produção

A produção da Fiocruz sofreu atrasos que começaram com problemas na importação do IFA. Eram aguardados ainda em janeiro insumos suficientes para 15 milhões de doses, como disse o então ministro Eduardo Pazuello. Ele explicou que, como compensação pelo atraso, a AstraZeneca se comprometeu a entregar 12 milhões de doses prontas.

Mas os atraso continuaram em fevereiro, travando a utilização da fábrica que é capaz de produzir até 1,4 milhão de vacinas por dia e impedindo as primeiras entregas previstas já para a segunda semana daquele mês. Além disso, em março, o Instituto Serum, da Índia, que fornece o insumo, também notificou o atraso no envio das doses prontas. Das 12 milhões aguardadas, apenas 4 milhões de doses prontas foram entregues.

A Fiocruz ainda teve que lidar com um problema em uma linha de produção, o que provocou a paralisação de uma semana no processo de produção no começo deste mês. De acordo com “O Globo”, o problema foi em uma máquina que tampa os frascos da vacina.

No caso do Butantan, o instituto conseguiu acelerar o envase e destaca protagonismo na vacinação apontando que é responsável atualmente por “nove em cada dez vacinas contra Covid-19 aplicadas no Brasil”. O instituto espera ao menos um novo lote de IFA na próxima semana, que seria suficiente para produzir 3 milhões de doses. Com mais esse total, o instituto chegaria a 44 milhões de doses.

Para fechar o primeiro contrato com o governo federal, ainda precisa receber insumos para outras 2 milhões de doses necessárias para chegar aos 46 milhões.

Previsões e acordos com o Ministério

A Fiocruz informou ao G1 que têm a previsão de entregar 18,8 milhões de doses da vacina de Oxford/Covishield para o Ministério da Saúde em abril. Por sua vez, o cronograma do ministério para abril é diferente e prevê 21,1 milhões de doses envasadas e mais 2 milhões de doses já importadas prontas. Tanto Fiocruz quanto o Ministério não esclareceram a diferença entre as previsões.

Para os próximos meses, segundo a Fiocruz, mais três lotes de IFA têm previsão para embarcar em abril. Em maio, serão mais quatro remessas e, em junho, será enviado o último lote. A expectativa da fundação é entregar 104,4 milhões de doses de vacinas no primeiro semestre e mais 110 milhões no segundo semestre.

Nesta segunda-feira, o Butantan entregou mais cinco milhões de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde, totalizando 32,8 milhões de doses desde o início de janeiro. Até agosto, o instituto trabalha para entregar outras 54 milhões de doses, totalizando 100 milhões.

Desde janeiro, o Butantan já recebeu três carregamentos de insumos, totalizando 19,2 mil litros de IFA para a produção de 31,3 milhões de doses da CoronaVac. Além disso, o instituto também entregou ao Ministério da Saúde 6 milhões de doses prontas vindas da China.

Riscos de atrasos em março

Em março, três entre as quatro vacinas previstas correm risco de não entregar o número previsto pelo governo. No cronograma, o Instituto Butantan deveria entregar 23,3 milhões de doses em março. Até esta segunda-feira, foram entregues 17,6 milhões de doses em 8 datas ao longo do mês. Ainda são aguardadas 5,7 milhões de doses, que teriam que ser produzidas e entregues até quarta-feira (31).

O consórcio Covax Facility entregou o primeiro lote com 1.022.400 de doses do imunizante da Oxford/AstraZeneca fabricado na Coreia do Sul no domingo (21). A previsão total para março era de 2.997.600 de doses, mas a diferença, de 1.975.200, deveria chegar também até a quarta-feira.

Já a Fiocruz informou a entrega de 1,8 milhão de doses em março. A previsão do cronograma é de 3,8 milhões e, segundo a instituição, estão previstas novas entregas que irão garantir os lotes combinados.

G1

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Butantan entrega mais 5 milhões de doses da CoronaVac ao Brasil

Foto: © REUTERS/Amanda Perobelli/Direitos Reservados

O Instituto Butantan liberou nesta segunda-feira(29) mais 5 milhões de doses da vacina CoronaVac ao Programa Nacional de Imunizações (PNI). Em todo o mês de março, já foram entregues 19,3 milhões de doses, mais do que o disponibilizado em janeiro e fevereiro.

Com o novo carregamento, o total de imunizantes disponibilizado pelo instituto ao PNI chega a 32,8 milhões de doses desde 17 de janeiro. Até o fim de abril, o total de vacinas garantidas pelo Butantan somará 46 milhões.

De acordo com as informações do governo do estado de São Paulo, a previsão é de que o Butantan entregue outras 54 milhões de doses para vacinação até o dia 30 de agosto, totalizando 100 milhões de unidades. Atualmente, 85% das vacinas disponíveis no país contra a covid-19 são do Butantan.

Segundo o instituto, a produção da vacinas segue em ritmo constante e acelerado “No último dia 4, uma remessa de 8,2 mil litros de IFA (Insumo Farmacêutico Ativo), correspondente a cerca de 14 milhões de doses, desembarcou em São Paulo para produção local. Outros 11 mil litros de insumos enviados pela biofarmacêutica Sinovac, parceira internacional no desenvolvimento do imunizante mais usado no Brasil contra a covid-19, chegaram ao país em fevereiro”, informou o Butantan.

Agência Brasil

Opinião dos leitores

  1. Obrigado calça cravada, se não fosse você o ICMS de São Paulo estaria mais baixo, obrigado por aumentar a pobreza de São Paulo fechando as portas de comerciantes e empresários , deixando milhares de pessoas desempregadas, se não fosse você o Brasil não passaria a vergonha de ser um país de mentirosos dizendo que o Butantan fez uma vacina que na verdade foi descoberta por profissionais americanos, obrigado Doria por trancar os paulistas em casa sem trabalhar e nos mostrar que em Miami pode entrar nas lojas sem máscara, obrigado Doria por.permitir que seu filho faça festas enquanto o cidadão não pode reunir a família porque se pegar covid não tem leitos, mas para o seu filho e amigos certamente não irá faltar.

  2. Obrigado, dória. Se fosse pelo presidente, ainda estaríamos tomando cloroquina, ozônio e remédio de verme

  3. se tivesse havido sabedoria por partes dos nossos gorvernantes estariamos numa situacao bem mas tranquila . e antes que alguem venha falar de esquerda ou direita eu sou brasileiro e que tudo desse certo . com bolsonaro/lula /quem q que seja a politizacao so esta dividindo as pessoas e com isso nos tornamos fraco. o poder hemana do povo e povo tem os gorvernantes que merecem . para refletir..

    1. Brasil nem é país de primeiro mundo e está entre os 5 que mais vacinaram.
      N sei oq reclamam tanto. Fala para não politizar, mas esse tipo de reclamação só serve p isso.

    2. Aí Gustavo. A situação do Brasil é uma maravilha? Com mais de 300 mil mortes?

      "Uruguai e Argentina passam o Brasil em ranking proporcional de vacinação contra a Covid-19
      Brasil segue em 5º no ranking mundial de doses aplicadas, mas é apenas o 60º no levantamento proporcional à população. Chile continua como exemplo na América Latina."

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Hospital do Coração solta nota lamentando erro em entrega de corpos aos familiares

Na madrugada de terça-feira, 23 de março, dois pacientes do sexo masculino, vítimas de COVID, que estavam internados na UTI do hospital, faleceram. As duas famílias foram comunicadas para que viessem fazer o reconhecimento dos corpos.

O filho de um dos pacientes, ao comparecer ao necrotério do hospital, fez o reconhecimento do corpo do outro paciente falecido como sendo o corpo do seu pai. Houve ainda falha do setor responsável ao não seguir nosso protocolo de conferência dos documentos necessários para a liberação do corpo para o sepultamento, o que contribuiu para a ocorrência constrangedora e inaceitável.

A Direção do hospital, como já dito acima, lamenta profundamente o acontecido e está tomando todas as providências necessárias junto à empresa funerária para que cada família possa fazer o sepultamento digno do seu familiar.

Opinião dos leitores

  1. AINDA BEM QUE NÃO FOI NOS HOSPITAIS PÚBLICOS!
    Obs: Espero que publiquem, pois fica feio ficar filtrando os comentários, Perde credibilidade.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Fiocruz entrega primeiro lote de vacinas Oxford/AstraZeneca produzidas no Brasil e tem expectativa até o fim do mês de cerca de um milhão de doses por dia

Foto: Bernardo Portella/Bio-Manguinhos

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) iniciou nesta quarta-feira, 17, a entrega das primeiras vacinas produzidas pela instituição. Trata-se do imunizante da Universidade de Oxford desenvolvido em parceria com a farmacêutica AstraZeneca. Esse primeiro lote contém 500.000 doses e outras 580.000 serão enviados ao Ministério da Saúde na sexta-feira 19. Serão ao todo 1 milhão e 80 mil doses entregues ao Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Vacina Covid-19 produzida no país

Com o registro definitivo, concedido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na última sexta-feira 12, a Fiocruz passou a ser a detentora do primeiro registro de uma vacina Covid-19 produzida no país.

Em março, serão entregues, ao todo, 3,8 milhões de vacinas e a Fiocruz afirmou, por meio de nota, que já iniciou o escalonamento gradual da produção.

Na última sexta, uma segunda linha de produção entrou em operação, o que vai permitir o aumento da capacidade produtiva de Bio-Manguinhos/Fiocruz. “A expectativa é chegar até o final do mês com uma produção de cerca de um milhão de doses por dia”, declarou a instituição.

Veja

Opinião dos leitores

  1. Pense no presidente mais sem futuro da história do Brasil. Votei nesse traste, nunca mais…

    1. pior que o outro lado era pior ainda, Haddad e a gang de LULADRAO

    1. Realmente Dória é o melhor, se não fosse ele não existiria essa vacina no Brasil. Também tem q agradecer a lula qm realmente se reuniu com a China pra liberarem já q os zeros de Bolsonaro e ele só fizeram confusão com a China, tem a da Rússia q o dono q investiu milhões veio tratar a vacina com lula e hj temos a sputinik, e é que faz anos q não é presidente, esse sim é o melhor.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Prefeitura de Ceará-Mirim anuncia entrega de 25 mil kits e cestas básicas; medidas sanitárias são ampliadas

Foto: Divulgação

A Prefeitura de Ceará-Mirim anunciou novas medidas visando minimizar o impacto causado pelo Covid-19 no município. Dentre as novas ações estão a entrega de 25 mil kits de merenda escolar para alunos da rede municipal e 1500 cestas básicas para feirantes e ambulantes.

Outras medidas ampliam as barreiras sanitárias ( Cohab, Passe e Fica, Estação e Muriú), dispõe equipes fixas Supermercado Bom Dia, Mercado Público e Cinco Bocas, e equipes volantes na cidade, Muriú e distritos. A determinação é de caráter multidisciplinar e envolve todas as Secretarias municipais.

Além das medidas, o prefeito Júlio César Câmara anunciou também a criação do Centro de Enfrentamento ao COVID, nesta quarta-feira (17/03), que funcionará no prédio do Centro de Saúde (SUS), a contratação de novos médicos para o Hospital Dr. Percilio Alves, a abertura de novos leitos e criação de uma nova sala vermelha para o atendimento à população.

Outra determinação foi a suspensão de qualquer interrupção no fornecimento de água da população durante esse período pelo SAAE, bem como a cobrança de IPTU e demais taxas e alvarás enquanto persistirem os efeitos do Decreto.

O lockdown também está prorrogado, assim como permanece fechado o comércio não essencial e as repartições públicas, até o próximo domingo dia 21/03, retornado a abertura do comércio a partir da segunda-feira, 22/03. As feiras livres do próximo sábado (20/03) e domingo (21/03) também estão suspensas.

“Nós temos trabalhado incansavelmente buscando alternativas para melhorar a saúde e o social do cearamirinense, especialmente da população mais afetada pela pandemia neste momento”, disse o prefeito, acrescentando que todas as medidas estão sendo adotadas com recursos próprios do município.

Opinião dos leitores

  1. E continua a velha política de dar migalhas para o povo, prefeito, o povo precisa é de qualificação e trabalho!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

IR 2021: Começa nesta segunda a entrega do Imposto de Renda; veja quem precisa declarar

Começa nesta segunda-feira (1º), a partir das 8h, a entrega da declaração do Imposto de Renda 2021. O prazo vai até 23h59 do dia 30 de abril (horário de Brasília).

As empresas tinham até sexta-feira (26) para entregar os comprovantes de rendimentos. Desde 2019, é obrigatório que o CPF de todos os dependentes seja informado, inclusive de recém-nascidos.

Quem é obrigado a declarar

Como não houve reajuste na tabela, os valores continuam os mesmos do ano passado. Ou seja, a declaração do IR é obrigatória para aqueles cuja renda tributável, que inclui salário, bônus empresariais e aluguéis, em 2020 foi superior a R$ 28.559,70.

Também são obrigados a declarar IR aqueles que:

Tiveram renda anual bruta superior a R$ 142.798,50 em atividade rural;

Receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte (como indenizações trabalhistas, rendimento da caderneta de poupança ou doações) um total anual superior a R$ 40 mil;

Pretenda compensar prejuízos de anos-calendários posteriores a 2020;

Obtiveram, em qualquer mês do ano, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeitos à incidência do imposto (como, por exemplo, a venda de um imóvel);

Realizaram investimentos financeiros tributáveis, como operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;

Tiveram, em 31 de dezembro de 2020, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil;

Passaram à condição de residentes no Brasil em qualquer mês e se encontravam nessa condição em 31 de dezembro de 2020.

Qualquer pessoa que não se enquadre nos requisitos acima está desobrigada a declarar o Imposto de Renda. Ainda assim, o contribuinte pode enviar seus documentos à Receita caso julgue que teve algum tipo de retenção de imposto durante o ano. Valores retidos no pagamento de férias, por exemplo, podem ser integralmente restituídos em certos casos.

Não devem enviar o Imposto de Renda pessoas que constam como dependentes em outra declaração.

Aposentados por invalidez ou por portar doenças graves (como Aids, esclerose múltipla e outras patologias listadas pela Receita Federal) são isentos de imposto sobre rendimentos relativos a aposentadorias e pensões. No entanto, devem declarar normalmente o IR caso possuam outros rendimentos.

Declaração pré-preenchida

Uma novidade este ano é a declaração pré-preenchida. Nela, já estarão preenchidas para o contribuinte informações prestadas anteriormente à Receita por outras fontes.

As informações resgatadas são da declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (DIRF), da declaração de Informações sobre atividades Imobiliárias (DIMOB); e da declaração de Serviços Médicos (DMED).

Nessa opção, o cidadão deverá apenas verificar as informações e, se necessário, corrigir eventuais distorções e/ou complementar.

Limites para deduções

Mantendo a mesma regra de anos anteriores, as despesas por dependentes, com educação e com saúde poderão ser deduzidas do valor total de imposto a pagar ou aumentar a restituição a ser recebidas.

Por dependente, o desconto é de R$ 2.275,08, sem limite de dependentes.

Nos gastos com educação, a redução pode ser de até R$ 3.561,50 por pessoa, sendo válidas tanto para o contribuinte, como para dependentes e/ou alimentandos.

Não há limite máximo para a dedução com despesas de saúde. No entanto, elas precisam ser comprovadas com notas fiscais.

Cinco lotes de restituição

Assim como no ano passado, serão pagos cinco lotes de restituições, nas seguintes datas:

31 de maio

30 de junho

30 de julho

31 de agosto

30 de setembro

Aqueles contribuintes com direito à restituição e que enviarem a declaração no início do prazo, sem erros, omissões ou inconsistências, devem receber as restituições mais cedo. Têm prioridade idosos, portadores de doença grave e deficientes físicos ou mentais.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Tabela de Imposto de Renda está defasada. Absurdo um assalariado que recebe mais de 2.500,00 pagar IR.

  2. O salário mínimo aumenta todo ano, estamos com IGP-M absurdamente alto, o IPCA fake ainda é alto, mas essa tabela raramente aumenta. É sacanagem tributar um camarada que ganhe 2500.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Governo do RN entrega 38 caminhonetes S10 para reforçar policiamento ostensivo na capital e interior; confira quais municípios receberão viaturas novas

Veículos locados irão substituir viaturas antigas, de forma a renovar parte da frota da segurança pública. Fotos: Divulgação

O Governo do Rio Grande do Norte, por meio da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (SESED), concluiu a entrega de 38 novas viaturas para reequipar o policiamento ostensivo na capital e interior (áreas urbanas e áreas rurais). Os veículos, todos locados, são caminhonetes modelo S10, e foram entregues a batalhões e companhias distribuídos em todas as regiões do estado.

De acordo com o planejamento dos Comandos de Policiamento Metropolitano e do Interior (CPM e CPI), as caminhonetes serão distribuídas para os seguintes Batalhões/Companhias:

– 1°BPM/Natal: 2 viaturas

– 2°BPM/Mossoró: 4 viaturas

– 3°BPM/Parnamirim: 1 viatura

– 6°BPM/Caicó, Jucurutu e Ouro Branco: 3 viaturas

– 7°BPM/Portalegre, Marcelino Vieira e Umarizal: 3 viaturas

– 8°BPM/Serra de São Bento, São José do Campestre, Santo Antônio, Brejinho e Tibau do Sul (Pipa) : 5 viaturas

– 9°BPM/Natal: 2 viatura

– 10°BPM/Assu, Campo Grande e Pedro Avelino: 3 viaturas

– 11°BPM/Ceará-Mirim: 1 viatura

– 12°BPM/Mossoró, Grosso e Tibau: 3 viaturas

– 1ª CIPM/Guamaré: 1 viatura

– 2ª CIPM/Rio do Fogo e Touros: 2 viaturas

– 3ª CIPM/Acari: 1 viatura

– 4ª CIPM/Bom Jesus, São Tomé e Tangará: 3 viaturas

– Patrulhamento Rural (CIOPAR): 4 viaturas

“Estas 38 caminhonetes estão sendo entregues a estes batalhões e companhias em substituição a outras viaturas modelos Gol que estão há bastante tempo em uso. Desta forma, renovamos parte da nossa frota, e assim estamos dando mais segurança para a população e também aos policiais que utilizam estes veículos”, destacou o coronel Alarico Azevedo, comandante-geral da Polícia Militar.

Opinião dos leitores

  1. Locadas????????
    ?????????????????
    Perai!!!!
    E os aluguéis de 06 ambulâncias por 6 meses pela bagatela de R$ 8.5 milhões vão da auguma explicação??
    Sinceramente, não posso acreditar que essas viaturas, foram alugadas também a peso de ouro.
    Será????
    Fora Fátima!!

  2. Um ano de aluguel PAGA todas as CAMINHONETES , excelente negócio para quem alugou para o estado, carro zero tem 1 ano de garantia, PTRALHA no meio da nisso, MP SOCORRO

  3. Entregou viatiras alugadas. Cometendo o mesmo erro dos gorvernos passados, que tanto critica.

    1. Ainda bem que são alugadas, só precisa botar gasolina e andar… não gasta com manutenção, não paga seguro e nem impostos!!! Acho que lula te encantou kkkkkk.

    2. O falso mesias ( ALIENADO), tá tudo no aluguel e muito mais, deixa de ser chupa ovo do governo. É cada figura no mundo. Kkkkk

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

FOTO E VÍDEO: Em registro de aglomeração, pais reclamam de desorganização do Marista em Natal na entrega e saída dos filhos após o 1º dia de aula

Pais de alunos do Marista, na capital potiguar, enviaram imagens, em foto e vídeo, da desorganização na saída do colégio na entrega dos filhos nesta segunda-feira(01), dia de retorno das aulas neste ano.

Conforme destaque nas imagens e áudio cedidos ao Blog, entre reclamações, “desorganização total” e “aglomeração”. Foto: Cedida

 

Opinião dos leitores

  1. O colégio tá errado sim, deixou de planejar e organizar a saída das crianças. Devia aprender com o Marie jost, lá tem aplicativo pros pais indicarem a chegada e sistema de som chamando nominalmente cada criança que sai no portao e então é pega pelos pais sem essa muvuca.

  2. Esse pai que reclamou e filmou deve ser um desses lacradores, chatos , que reclamam de tudo e sempre colocam a culpa no outro . Essa balbúrdia é fruto da falta de educação e capacidade de saber esperar a sua vez . A escola não tem culpa alguma . Voltou as aulas presenciais por pressão de muitos pais . Existem quatro saídas no Marista , mesmo assim é impossível os alunos saírem sem aglomerar , visto que os pais apressados e sem educação não sabem esperar a sua vez nem muito menos tem educação para isso . Esse é o exemplo que eles dão aos filhos e ficam culpando o Marista . Tenho dois filhos lá e não tive problema algum na saída da aula hoje .

    1. O colégio tem muita culpa sim. Não era pra ter liberada entrada dos pais na escola..
      Desorganização total.

  3. Eu estava no local buscando minha filha. O problema foi causado inteiramente por alguns pais que estavam no momento e descumpriram a regra da fila. Em vez de aguardarem a sua vez, avançaram para a portaria da escola e lá permaneceram impedindo a saída dos alunos cujos pais aguardavam sua vez. Uma confusão sem a menor necessidade. Se tivessem obedecido à regra da fila, todos teriam sido atendidos rapidamente. Na outra saída da escola todos pegaram seus filhos normalmente, sem transtornos.

  4. pois é, isso em uma escola particular, agora imagina aí nas públicas?
    aí a pessoa chega em casa cheia de vírus nas roupas e sapatos, passa para os idosos e mata metade da família.
    eu não entendo essa pressa de voltar as aulas, realmente o povo quer ser livrar dos filhos uma parte do dia

  5. Minha filha estuda lá e não tive problema algum. Estrutura bem organizada e sinalizada. Apenas os Pais não podem entrar…. aí já viu né !!!!

    1. Quem tá errado não é o Marista! São os pais que ainda não entenderam o que é distanciando! Talvez esses devessem abrir o dicionário ou assistir um pouco mais até de TV p entender, ou pelo menos tentar entender o que significa a palavra!
      Quem não quiser que o filho vá p o colégio, suuuuper respeito ! Mas respeitem os que querem mandar! Meu filho passou quase 1 ano de férias, e agora eu não abro mão dele ir todos os dias p a aula!
      Inclusive conto com a compreensão desses pais que fizeram esse carnaval, para que respeitem o distanciamento! As criancas sairão do colégio e serão entregues aos seus responsáveis com toda certeza!
      O meu estuda lá, e vai estudar até o dia que eu puder! Mas não vou dizer que outros colégios não prestam prq gosto do Marista! Talvez sejam até iguais ao Marista, mas todos são bons! Cada um da sua maneira!

  6. Que feira é essa , homi!!!! kkkkkk
    Os pais bacanas dando uma de barraqueiros!
    Depois querem que a escola eduque….

    1. O bacana mesmo que essa turma de dublê de rico deve o ano todo, só paga quando não tem mais jeito e ainda paga com desconto! Natal a cidade oficial dos dublês de rico!

  7. Minha filha estuda lá. E eu fui deixá-la. O Marista organizou as distâncias, disponibilizou álcool gel, mediu as temperaturas. Agora quem desses pais está respeitando o distanciamento? Os pais não respeitam as regras e acusam o colégio de desorganização? Todos tem que fazer sua parte.

  8. Eita, pior que o carnaval. Parabéns aos irresponsáveis que desejam o retorno das aulas presenciais a todo custo. Após esse episódio, a covid-19 deve ter ficado muito esperançosa de viver mais tempo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Astrazeneca anuncia corte na entrega de vacina à Europa

Países do bloco europeu cobram explicações sobre a redução da vacina contra a covid-19. A CNN Brasil detalhou em reportagem.

Opinião dos leitores

  1. As vacinas ainda são um bem escasso. Alta demanda mundial e produção ainda baixa.
    Depois reclamam porque Boslsonaro pagou a mais pelas vacinas da AstraZeneca.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

AGORA VAI: Ministério da Saúde pede ao Butantan entrega imediata de 6 milhões de doses da Coronavac

O Ministério da Saúde encaminhou, na tarde desta sexta-feira (15), ao Instituto Butantan um ofício no qual pede a entrega imediata de 6 milhões de doses importadas da Coronavac.

O ofício, assinado pelo diretor do departamento de logística em Saúde, Roberto Ferreira Dias, é endereçado ao diretor-geral do Butantan, Dimas Covas com o assunto: “Entrega imediata de 6 milhões de doses importadas da vacina contra a Covid-9”.

“Solicitamos os bons préstimos para disponibilizar a entrega imediata das 6 milhões de doses importadas e que foram objeto do pedido de autorização de uso emergencial perante a Anvisa”, diz o texto.

“Ressaltamos a urgência na imediata entrega do quantitativo contratado e acima mencionado, tendo em vista que este Ministério precisa fazer o devido loteamento para iniciar a logística de distribuição para todos os estados da federação de maneira simultânea e equitativa, conforme cronograma previsto no Plano Nacional de Operacionalização da vacinação contra a Covid-19, tão logo seja concedido a autorização pela agência reguladora, cuja decisão está prevista para domingo, dia 17 de janeiro de 2021”, complementa o documento.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Se tudo der certo a Fiocruz começa a produção em dolo brasileiro em meiados de maio. Antes muito difícil. O BUTANTAN está produzindo, pois, o Doria financiou a ampliação desde março de 2020 da capacidade de produção do instituto. O governo genocida nunca firmou ou financiou qualquer vacina.

  2. Mas a gandaiado e o mito não falaram que essa vacina é ineficaz??? Não estou entendendo mais nada.

  3. BG libera o outro comentário que fiz nesse post falando que a maioria dos eleitores que ajudaram eleger o presidente são os idosos e que são os idosos eles são maiores vítimas fatais da Covid. E que se o presidente se der conta, talvez mude a postura perante a doença.
    Pq a censura?

  4. Essa tem que empurrar na bunda da petezada primeiro pra vê se presta.
    Só depois de testada, é que o gado do bolsonaro deve tomar.
    Primeiro as cobaias.
    Depois o gado.

  5. Essas vacinas foram compradas pelo Governo Federal, pois a vacinação não pode beneficiar apenas um Estado, mas a todo o país. São Paulo terá uma parte maior, pela proporção da população, mas não é o dono da vacina. #entregadória.

  6. Deveria o desgoverno priorizado as vacinas e não veicular que era uma gripezinha e a melhor vacina seria pegar a doença.
    Priorizou cloroquina,ivermectina e propagandeou não uso de mascara e aglomerações,esqueceram?

  7. Depois que a India negou a entrega da vacina de Oxford, o Bozo não teve outra escolha. Não duvido nada de que ele mandou a Anvisa "segurar" a aprovação da Coronavac só para estrear a vacinação com a vacina que ele escolheu patrocinar!

    Muito me estranha a Fiocruz ainda não ter começado a produção local, como fez o Butantan. Se tivesse se antecipado, já teriam milhões de doses da vacina de Oxford em estoque, sem precisar importar nada às pressas.

    Fazer o que se não temos PR, nem ministro da saúde?

  8. Não entendi! A "Vachina" como diz o gado não prestava! O que houve agora? O MINTOmaníaco diz que a vacina não presta mas é a única que o Governo Federal vai comprar?! Como é que o gado vai fazer essa ginástica mental pra explicar isso? Com a palavra a caterva bolsopetista para explicar mais essa incoerência …

  9. Quantas opiniões pessimistas, inaceitáveis e até mesmo antipatrióticas, nunca se viu tanta politização nesse País. LAMENTÁVEL

  10. E os 5 milhões dos respiradores quando serão devolvidos ao Estado?
    O consórcio Nordeste também vai comprar

  11. 6 milhões de doses. Aplicadas duplamente, poderão servir a 3 milhões de brasileiros de um total populacional de 280 milhões de pessoas. Ou seja, NÃO DA PRA NADA!

    1. Não tá muito certo não, cabo.
      População, estimativas….
      Entenda. Seis milhões é a quantidade pra abrir a campanha de vacinação que na sua primeira etapa vai durar quase um mês. Mas o total de vacinas contratadas passam de trezentos milhões.

    2. 212 milhoes de pessoas. IBGE 2020. De 0 a 18 anos não esta previsto vacinacao. Talvez um publico alvo de 160 milhoes…..mas 6 milhoes de doses sao pouco mesmo.

    3. 1. Tudo tem um começo. 2. O Brasil tem 210/213 milhões de habitantes. 3. Nem todos precisam ser vacinados.

    4. Desde quando o Brasil possui 280 milhões de pessoas, jovem gênio?

  12. É estratégico! Quer retirar da posse e controle do Gov. DORIA. Deixe de ser inocente!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *