Polícia Civil autua suspeito de fazer apologia contra isolamento em Natal

Policiais civis da 1ª Delegacia de Polícia (DP) de Natal divulgaram, nesta sexta-feira (03), a autuação de um homem de 46 anos, suspeito da prática de fazer apologia a fato criminoso.

De acordo com investigações, ele teria publicado em seu perfil, em uma rede social com aproximadamente 98 mil seguidores, um vídeo no qual incentivava as pessoas a infringirem uma determinação do Poder Público destinada a evitar a propagação do Covid-19. “Não respeitem o isolamento! Não respeitem esse pânico social, não façam parte do terror. Sigam suas vidas normais”, declarava o suspeito.

O homem foi intimado a comparecer à delegacia, onde foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e, em seguida, foi liberado. O crime de apologia está previsto no Código Penal, sendo punível com uma pena de detenção de três a seis meses, ou multa.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Evelyn disse:

    Ditaduraaaaaa

  2. Cícero Aquino disse:

    Igual a ele tem muitos nas redes sociais e deveriam sim ser identificados e punidos.

  3. Gadoveio disse:

    Tinha que atuar o bosta lá do Planalto central!!

    • Caldas disse:

      Os petralhas sempre fizeram apologia às desordens, drogas, quebra de ordem democráticas e injúrias contra todos os que são contra seus objetivos espúrios de poder, e nunca nem foram intimados. O rapaz expressa sua opinião, sem atacar ninguém e ainda é ouvido por justiça. Foda mesmo, ditadura bem seletiva e repugnante

  4. Arthur disse:

    Não vai dar em nada, mas deveria ser punido.

  5. Vagner disse:

    Sei, enquanto bandas musicais, músicos (cantores) fazem apologia às drogas, estupros e violência contra as mulheres andam livres, levez e soltos por aí, bela justiça

  6. Carlos disse:

    Isso é uma ditadura?
    Está tipificado em lei o isolamento? Qualquer entendimento extensivo ao que previsto ao ordenamento jurídico é bastante perigoso.
    O espantoso é ver "buscadores" de holofote de plantão.

    • Nordestino disse:

      Saia meu velho, vá pra o Giselda trigueiro, pra Mossoró. Faça visitas aos doentes com corona

    • Carlos disse:

      'Nordestino', estou falando é de escolhas pessoais e do que previsto em lei. Ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer algo senão em virtude de lei. Fora desse quadrado as determinações ou prisões são arbitrárias. Sua sugestão, desculpe, nada tem haver com o que falei, aliás, crime seria se contaminar de forma proposital e em seguida contaminar a terceiros de boa fé.

    • Marcos disse:

      Da pra perceber como o senhor tem capacidade de fazer leitura da situação hein, parabéns. Nossa sorte é q pessoas com essa capacidade ainda é menor q o contrário.

VÍDEO: Médica ensina a fazer máscara em 1 minuto com material que quase todo mundo tem em casa para proteção em pandemia

As máscaras cirúrgicas estão em falta nas lojas, nas farmácias e até nos hospitais. No entanto, especialistas pedem que toda a população utilize o produto com o objetivo de retardar a propagação do coronavírus. Como resolver o problema? Segundo a pediatra Ana Maria Escobar, colunista da CRESCER, você pode improvisar uma com um objeto que, provavelmente, tem na sua casa: um pano multiuso de limpeza, daqueles com furinhos.

“Todas as pessoas que tiverem que sair de casa devem usar uma máscara”, diz a médica. “Importante dizer que até o dia de hoje, esta não é a posição oficial do Ministério da Saúde. No entanto, evidências têm provado que o uso de máscaras por pessoas que não estão doentes, ou seja, estão assintomáticas – sem sintomas- pode ajudar a proteção de todos”, continua.

Mas por quê? “Algumas pessoas que foram contaminadas podem transmitir o vírus dois a três dias ANTES de apresentarem sintomas ou podem transmití-lo sem que NUNCA apresentem sintomas. Se estas pessoas forem ao mercado ou à farmácia e, por acaso, lá tossirem ou espirrarem, podem contaminar outras tantas pessoas. A máscara protege disto, pois a tosse ou o espirro fazem com que boa parte das gotículas de secreção com milhares de partículas virais fiquem ali contidas. Portanto, a máscara não é para sua própria proteção. É, na verdade, para a proteção de quem está ao seu lado. Se todos usarmos, estaremos todos juntos protegendo um número maior de pessoas”, explica.

As máscaras caseiras não são ideais, segundo a especialista, mas podem ajudar, “desde que tapem o nariz e a boca, não sejam tocadas pelas mãos durante o uso e sejam descartadas no lixo após 2 horas ou se ficarem úmidas”, afirma. No vídeo, ela ensina a fazer uma com objetos fáceis de encontrar. Confira:

Globo, via Crescer

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cap_Mor disse:

    lá vai o preço do perfex pras alturas 🙁

Coronavírus pode fazer Olimpíada de Tóquio ser adiada para o fim de 2020

Seiko Hashimoto Foto: Eugene Hoshiko / STF

Os Jogos Olímpicos de Tóquio podem ser adiados até o final de 2020, em uma tentativa de impedir a propagação do coronavírus, que já contaminou 274 pessoas e matou seis no país. A ideia do foi citada pela ex-patinadora e ministra, Seiko Hashimoto, que afirmou que a interpretação do acordo do Japão com o Comitê Olimpíco Internacional (COI) permitiria essa mudança.

— O COI tem o direito de cancelar os jogos somente se eles não ocorrerem dentro de 2020. Isso pode ser interpretado como a possibilidade dos Jogos serem adiados, contanto que sejam realizados durante esse ano — disse Hashimoto, em resposta a audiência no parlamento japonês, nesta terça-feira.

Atualmente, os Jogos Olímpicos estão marcados para acontecer de 24 de julho a 9 de agosto, e tanto o Japão quanto o COI insistem na realização do evento na data inicialmente prevista.

— Estamos fazendo todo o possível para garantir que os Jogos prossigam conforme o planejado — disse Hashimoto.

— O COI está totalmente determinado a fazer com que os Jogos ocorram com sucesso a partir de 24 de julho e até 9 de agosto — declarou o presidente do COI, Thomas Bach.

Detectado pela primeira vez em Wuhan, na China, o novo coronavírus já contaminou 91 mil pessoas em todo o mundo e fez mais de 3,1 mil vítimas. No Japão, além dos 274 contágios e seis mortes, é desconsiderado os 706 casos e seis falecimentos do navio Diamond Princess, que estava em quarentena em Yokohama.

Diversos eventos-teste para a Olimpíada foram cancelados em meio ao surto do coronavírus no país. Dick Pound, vice-presidente do COI, foi quem sugeriu que os Jogos pudessem ser cancelados se a contaminação do vírus seguisse aumentando.

Contratualmente, o Japão não tem qualquer influência. Os termos estipulam que o COI tem “discricionariedade única” para avaliar os riscos e pode cancelar os Jogos por razões que incluem a segurança estar “seriamente ameaçada”.

Extra – O Globo

 

Mulheres e homens são igualmente ruins na hora de fazer várias coisas ao mesmo tempo, aponta estudo

(twomeows/Getty Images)

Grande parte das mulheres enfrenta jornadas triplas: trabalham, desempenham diversas funções domésticas e ainda cuidam dos filhos. Tudo bem, todo mundo sabe que elas são experts em fazer várias coisas ao mesmo tempo. Mas… será que são mesmo? Esse estereótipo tem comprovação científica?

Cientistas do Instituto de Psicologia da Universidade de Aachen, Alemanha, resolveram colocar esse senso comum à prova.

O estudo, publicado no periódico científico Plos One, propôs a 96 voluntários (metade homens, metade mulheres) dois tipos de testes: no primeiro, chamado “multitarefa simultânea”, eles precisavam realizar em duas coisas ao mesmo tempo. No segundo, chamado de “multitarefa sequencial”, os participantes tiveram que trocar de tarefa rapidamente.

Em ambos os testes, a tarefa não era nada complexa: categorizar letras que apareciam rapidamente como consoantes ou vogais e números como pares ou ímpares. Na ‘multitarefa simultânea’, os pesquisadores apresentaram letras e números ao mesmo tempo, enquanto na ‘sequencial’ eles apareciam alternadamente.

Durante os experimentos, os pesquisadores mediram o tempo de reação dos participantes e a precisão das respostas.

Os resultados revelaram que multitarefas afetam igualmente o tempo de reação e a precisão das respostas em homens e mulheres. Não houve diferença entre os grupos: os dois demonstraram a mesma piora nas habilidades.

Essa conclusão provou o que outros estudos já falavam: ninguém é bom em fazer diversas coisas ao mesmo tempo. Na realidade, o cérebro humano mal consegue processar duas atividades exatamente no mesmo momento, o máximo que ele faz é alternar rapidamente entre várias tarefas – dando uma impressão de simultaneidade. Isso acaba sobrecarregando os recursos cognitivos, seja você homem ou mulher.

Super Interessante