FOTO: Polícia prende no Rio de Janeiro um dos suspeitos por homicídio em 2016 na Zona Sul de Natal

Uma investigação da Polícia Civil do Rio Grande do Norte com apoio da Polícia Civil do Rio de Janeiro resultou no cumprimento a um mandado de prisão em desfavor de Douglas William Barbosa da Rocha, 23 anos, um dos suspeitos pelo homicídio de Diogo Ewerton de Oliveira, em 17 de Outubro de 2016, no bairro de Lagoa Nova, Zona Sul de Natal. Ele foi preso no Rio de Janeiro por tráfico de drogas.

De acordo com a investigação realizada pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a motivação para o crime teria sido uma discussão entre Douglas William e um homem identificado como Janielson, durante uma festa n noite anterior ao crime. No momento da ação, Diogo foi confundido com o alvo do homicídio, Janielson, que emprestou sua moto e capacete para a vítima. Além de Douglas William, Pedro Barbosa da Rocha, tio de Douglas, também foi indiciado pelo homicídio.
No crime, Douglas teria efetuado disparos contra a vítima em um veículo celta, o qual Pedro conduzia, tendo ele emprestado a arma para seu sobrinho. A dupla foi indiciada por homicídio qualificado.

Polícia Civil prende suspeito por homicídio em Areia Preta; vítima foi morta com pedaço de pau

Policiais civis da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) cumpriram, nesta sexta-feira (23), a um mandado de prisão preventiva contra Leandro da Silva Oliveira, vulgo “Léo”, 32 anos. Ele é apontado como o responsável pelo assassinato de Chyleno da Silva, crime que ocorreu no dia 10 de março de 2017, no bairro de Areia Preta.

De acordo com as investigações, os dois homens eram moradores de rua e costumavam dormir nas proximidades da Ponta do Morcego, na noite do ocorrido, os dois estavam bebendo juntos e dividiam uma quentinha até o iniciou de uma disputa em razão da comida, gerando um conflito entre eles e ameaças, o suspeito sentindo-se ameaçado, resolveu matar o outro homem com um pedaço de pau.

Ele foi encaminhado para o sistema prisional, onde ficará à disposição da justiça

FOTOS E VÍDEO: 2ª DP de Parnamirim prende suspeito por participar de homicídio; polícia busca mais um

Policiais civis da 2ª Delegacia de Parnamirim prenderam, nesta terça-feira (15), no bairro Esperança, em Parnamirim, João Victor do Amarante, 19 anos, em cumprimento de mandado de prisão preventiva, pela participação em um crime de homicídio.

João Victor é suspeito de dirigir o veículo que levou José Matheus da Silva Evangelista, 18 anos, e Eudes da Cruz Ribeiro Junior, 22 anos, até o local do crime. Eles são suspeitos pela morte de Wytallo Lima de Carvalho, 22 anos. Ele foi morto no dia 05 deste mês, no bairro liberdade em Parnamirim.

José Matheus foi preso pela Polícia Militar no dia 10 de maio deste mês, suspeito de participar de um outro crime. Ele fazia parte de uma quadrilha que roubava residências na cidade.

A Polícia Civil está a procura do foragido Eudes da Cruz, ele é um dos executores do crime e pede que qualquer informação sobre o suspeito sejam denunciada anonimamente para o Disque-Denúncia 181 ou para o número (84) 98135-6724.

Veja vídeo com a fala da Delegada Millena Fonseca e o suspeito João Victor.

Mais de 50 homicídios cometidos em Natal foram elucidados pela Polícia Civil este ano

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), em apenas três meses deste ano, elucidou 58 casos de assassinatos que aconteceram em Natal e atribuiu a autoria de tais crimes a 66 pessoas, as quais foram indiciadas.

De acordo com o diretor da DHPP, delegado Ben-Hur de Medeiros, a elucidação de tantos homicídios tem relação direta com o trabalho de investigação do local de crime: “Nossas equipes vão até os locais onde os homicídios foram praticados e conseguem colher informações valiosas que nos ajudam a descobrir a autoria dos crimes”.  A população também tem papel fundamental para a elucidação dos assassinatos quando repassa informações para o Dique-Denúncia 181.

“Temos plena consciência de que a elucidação dos homicídios é efeito de toda uma reformulação. A partir do momento, em que deixamos de ser uma Delegacia Especializada e nos tornamos uma Divisão, isto nos trouxe a possibilidade de termos um aumento de efetivo, que nos conduz a mais profissionais trabalhando para descobrir quem são os autores de tantos assassinatos”, revelou o diretor da DHPP.

A efetividade do trabalho se revela na elucidação de crimes, em curto espaço de tempo, como por exemplo no latrocínio da turismóloga Gizela Mousinho, morta no dia 02 de janeiro. Dois suspeitos pelo crime foram presos em apenas seis dias após o fato. No caso do latrocínio da estudante Maria Karolyne Álvares, morta em 20 de janeiro, os dois suspeitos pelo assassinato foram detidos um dia após do crime.

Atualmente, a DHPP, antiga Delegacia de Homicídios (Dehom) conta com o trabalho de 11 delegados, sendo quatro deles em regime de plantão, nove escrivães, e 50 agentes de Polícia Civil.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Q bom q eles tão exercendo seu dever.. 50 num universo de quantos???

  2. Fatima Adoeira disse:

    E mais de 149 presos fugiram!!!!! Estamos perdendo feio.

Vigilante é preso suspeito por tentar matar ex-esposa

Francimário Pereira da Silva, 31 anos, foi preso na manhã desta segunda-feira (07), por policiais civis da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (DEAM) de Parnamirim, por ser acusado de ter tentado matar a ex-esposa Franscisca Edenalva Araújo Fernandes, 23 anos.

“A mulher decidiu romper o relacionamento de dois anos e o acusado não aceitou. No dia 20 de fevereiro deste ano, ela estava na casa de um amigo fugindo das ameaças feitas pelo ex-marido, quando Francimário arrombou a porta da residência e a encontrou”, relatou a delegada titular da Deam Parnamirim, Pauolla Maués.

De acordo com depoimento da vítima, prestado na delegacia, a sequência de atos violentos envolveu tapas, lesões no corpo com uso de uma faca de cozinha. O acusado também quebrou um pote de vidro no rosto da vítima e bateu a cabeça dela várias vezes em uma pia. “Para tentar se salvar, Edenalva simulou que estava morta. Mesmo assim, o acusado pegou um lençol e amarrou no pescoço da ex-esposa. Ela nos contou que ouviu ele dizer: ´Eu posso ir preso, mas vou satisfeito´. A vítima foi encontrada bastante debilitada pelo vizinho e levada até um hospital no dia do crime”, detalhou a delegada Pauolla Maués.

Franscisca Edenalva teve múltiplas fraturas na arcada dentária e terá que usar uma prótese dentária, devido ao tamanho da violência sofrida, Além disto, sofreu múltiplas lesões no couro cabeludo. O acusado irá responder criminalmente por tentativa de homicídio e pela prática do crime de violência doméstica (Lei Maria da Penha).

Ex-namorado confessa que assassinou ex-dançarina do Aviões

Anderson Rodrigues Leitão, de 27 anos, ex-namorado da dançarina do Aviões do Forró Ana Carolina de Souza Vieira, de 30 anos, confessou à polícia ter matado a bailarina por ciúmes. O corpo dela foi encontrado na manhã desta quarta-feira (4) no apartamento em que morava na Rua Vergueiro, no Sacomã, na Zona Sul de São Paulo.
Preso no 95º Distrito Policial (Cohab Heliópolis), na capital paulista, Anderson confessou à polícia ter matado Ana Carolina por estrangulamento e disse ainda que tomou veneno de rato para morrer abraçado com a ex-namorada.

“Estrangulei com minhas próprias mãos. Comprei chumbinho, veneno de rato, porque eu queria morrer abraçado com ela. Fiquei com ela morta dois dias”, disse Anderson.
Segundo ele, o casal teve uma discussão na segunda-feira. “Ela foi pra cozinha e disse pra eu não mexer no celular dela. Eu mexi e vi umas fotos, umas mensagens de Whatsapp e não gostei. Fiquei com ciúmes”.

Mulher é assassinada na Zona Norte de Natal

IMG_2738

Uma mulher acaba de ser assassinada na Rua do Coqueiro, no bairro Potengi, zona Norte de Natal. Pelas informações que o blog teve acesso, a mulher não teve a identidade divulgada até o momento.

Ainda não se sabe a real motivação do crime, mas até agora nada está descartado. Testemunhas relataram que foram efetuados pelo menos oito disparos contra a vítima. Policiais civis da Delegacia de Plantão da Zona Norte estão no local e devem encaminhar a ocorrência para a Delegacia Especializada de Homicídios (Dehom).

 

“Foi um homicídio seguido de suicídio”, diz delegado sobre caso de pai e filho encontrados mortos em Natal

Foto: Frankie Marcone
Foto: Frankie Marcone

O delegado Fábio Rogério, titular da Delegacia Especializada em Homicídios (Dehom), que comanda as investigações do caso que chocou os natalenses na manhã desta sexta-feira (30), em que pai e filho foram encontrados mortos em um apartamento no Tirol, vê o caso como um homicídio seguido de suicídio. Suicídio esse provocado por seis disparos. A informação foi repassada durante o programa Meio Dia Cidade desta quarta-feira (30).

De acordo com o delegado, o pai, um advogado de 36 anos, realizou dois disparos de revólver calibre 32 contra o filho de apenas 3 anos em baixo do queixo. Após assassinar o filho, ele tentou se suicidou com seis disparos. Para o delegado, a quantidade de disparos é justificada pelo baixo poder de fogo do calibre da arma. “Como o calibre não tem essa intensidade toda, ele [o pai] se utilizou de outros disparos para ocasioar o efeito, que é a causa mortis”, afirmou.

Como foram disparados seis tiros, a polícia procurou alguns vizinhos para saber se eles tinham ouvido algum barulho e todos afirmaram não ter escutado nada desde o dia anterior. Segundo Fábio Rogério, essa falta de barulho pode ter sido decorrência do uso de travesseiros ou almofadas para abafar os disparos.

O Blog noticiou o caso nas primeiras horas de hoje. Conforme a publicação “TRAGÉDIA: Pai mata o próprio filho de 3 anos e depois se mata em prédio no Tirol“.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. GEOVANNA disse:

    ESSE CVC NÃO EXISTE, QUANDO É PROCURADO ELES DEIXAM SEM ATENÇÃO, NÃO DÃO A MINIMA PARA AJUDAR A PESSOA QUE PROCURA POR ELES.

  2. humba disse:

    Mas… e os travesseiros ou almofadas foram encontrados?

  3. Andréia disse:

    Conclusão precipitada: 1º porque não há laudo do ITEP ainda; 2º o calibre da arma é irrelevante nesse caso, pois depois do primeiro disparo é improvável que o atirador consiga continuar a atirar em si mesmo mais 3 vezes; 3º tantos tiros em locais vitais, como foi dito pela imprensa [queixo e peito] soa muitíssimo estranho; 4º havia mesmo uma almofada com 6 disparos [hipótese levantada pelo delegado?]. A policia deveria ter mais cautela nas conclusões…

  4. Jorge Alencar disse:

    que noticias sem lógica, precisa esclarecer nomes das pessoas, sic. esclareço os fatos senhores redatores.

Policial civil é preso suspeito de formação de milícia privada e tentativa de homicídio

A Delegacia de Polícia Civil de Ceará-Mirim prendeu o agente de Polícia Civil do Rio Grande do Norte Rossini Pinheiro dos Santos (50 anos), na tarde desta quarta-feira (09) em Natal. Ele foi detido em cumprimento a um mandado de prisão preventiva expedido pela Vara Criminal de Ceará-Mirim por ser suspeito pela prática dos crimes de peculato, formação de milícia privada e tentativa de homicídio. O pedido de prisão foi feito pela delegada titular da DP de Ceará-Mirim, Jamille Alvarenga.

A prisão do policial é desdobramento da Operação “Tártaro”, deflagrada em 07 de agosto, que visava desarticular e prender integrantes de uma empresa ilegal que realizava segurança privada para moradores de Muriú. “Tal grupo realizava disparos com armas de fogo e ameaçava moradores que não contratassem os serviços. Além disto, como forma de retaliação o grupo realizava arrombamentos nas casas, constituindo desta forma a prática de milícia privada”, relatou a delegada Jamille Alvarenga.

No dia da Operação foram presos os primos Paulo Júnior Gomes (30 anos) e Rafael Gomes da Silva (25 anos). Eles foram detidos em cumprimento a mandados de prisão preventiva por serem apontados como autores de uma tentativa de homicídio e participantes da milícia privada.

“A investigação feita por nós revelou que policial civil exercia o papel de `dono da empresa´. Ele coordenava os trabalhos do grupo, fornecia armamentos e gerenciava toda a logística. Paulo Júnior figurava como testa de ferro e Rafael Gomes era o braço direito do primo. No dia da Operação, nós apreendemos na casa de Paulo Júnior um colete balístico de propriedade da Polícia Civil, além de dois revólveres calibre .38 e munições de diversos calibres, inclusive munições de uso exclusivo da Polícia. Descobrimos que o policial civil tinha repassado o colete para o Paulo Júnior. Para tentar despistar a origem do colete, Rossini Pinheiro havia cortado todas as identificações relativas à Polícia Civil”, detalhou a delegada Jamille Alvarenga.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. RoSaldo disse:

    A polícia tem que agir rápido e duro contra este grupo, antes que se torne incontrolavel. Parabéns à polícia.

Tenente da PM é preso suspeito de participação em homicídio na Zona Oeste de Natal

A Polícia Civil, através da Dehom, prendeu na tarde desta quinta-feira(21), um tenente da Polícia Militar e uma segunda pessoa, suspeitos de participação ocorrido na Zona Oeste da capital, no ano passado. A prisão ocorreu por força de um mandado de prisão temporária..

Segundo informações extraoficiais, o tenente da PM preso nesta quinta(21) teria passado em concurso para a delegado no estado do Ceará. Já o segundo suspeito detido teria sido o executor da ação criminosa. Detalhes da investigação serão informados na manhã desta sexta-feira(22).

Após assassinato de adolescente em Mossoró, tatuador manda "recado" no Facebook, confessa crime em delegacia e depois é solto

 

2222111111Reprodução: Facebook

O acusado de matar o adolescente Marcos Vinicius de Lima Soares, de 15 anos, no bairro Quixabeirinha, no último sábado (8) se apresentou na Delegacia de Homicídios de Mossoró, na tarde dessa segunda-feira (10), e foi liberado.

Tallys Tanilis de Oliveira Brito de 24 anos, morador do bairro Alto da Conceição, esteve na companhia de um advogado e confessou a autoria do crime. Ele disse ao delegado Clayton Pinho que matou Marcos por que ele estaria tendo um envolvimento com sua esposa. Tallys, inclusive, chegou a postar a ameaça em seu perfil no Facebook(abaixo).
f5f97c63c89a3a1e7aefd0d8ba8e2ebdFoto: O Câmera

Como livrou o flagrante, após ser ouvido, o acusado foi liberado para responder o processo em liberdade. O delegado informou que no final do processo vai pedir a justiça à prisão do acusado.

Com acréscimo de informações de O Câmera

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. welckson charles disse:

    A justiça brasileira incentiva o crime.

  2. Mário disse:

    Esta é a justiça brasileira, onde se o cara não for pego com a arma na mão tá solto e pode responder em liberdade, enquanto a família da vítima chora a perda de um ente querido. Esse país faliu. Tá tudo podre e acabado.

GUERRA URBANA CONTINUA: duas mortes no Planalto em menos de 3 horas e jovem é executado em Parnamirim

Dois homicídios foram registrados em menos de três horas na noite dessa quarta-feira (29), no bairro do Planalto, zona Oeste de Natal. De acordo com a Polícia Militar, o primeiro crime teve como vítima um jovem de 25 anos. Ele foi baleado quando estava em sua bicicleta. Após os disparos, chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), mas não resistiu aos ferimentos durante o caminho.

Já por volta das 23h, um homem de 30 anos caminhava pelas proximidades do Beco da Fumaça, quando foi surpreendido por uma dupla armada. Na ocasião, a vítima foi morta no local com vários tiros. Informações dão conta que o homem tinha passagens pela Polícia.

Parnamirim

Um jovem de 25 anos foi assassinado tiros na noite dessa quarta-feira (29), por volta de 19h30, no bairro de Passagem de Areia, no município de Parnamirim. De acordo com a Polícia Militar, a vítima passava pela rua Almirante Tamandaré, quando foi surpreendida por uma dupla em uma motocicleta. Na ocasião, os suspeitos chegaram próximo, realizaram os disparos e fugiram com destino ignorado. Informações extraoficiais dão conta que o executado tinha envolvimento com crimes.

Homem é assassinado com vários tiros na cabeça na Grande Natal

O corpo de um homem foi encontrado com várias marcas de tiros, na região da cabeça, no início da manhã desta segunda-feira (30), em uma estrada que dá acesso ao distrito de Biribeira, em Extremoz, na Grande Natal. De acordo com a Polícia Militar, a vítima foi identificada como Tiago Florêncio da Silva, de 25 anos.

Segundo a PM, no local do crime, foram encontradas cápsulas de pistola 380. Até o momento não se tem informação da responsabilidade do homicídio e a sua motivação.

Homem é encontrado morto com marcas de tiros em estrada carroçável de Natal

Um homem de 34 anos, identificado como Janigil Lopes de Oliveira, foi encontrado morto em uma estrada carroçável, no bairro Planalto, zona oeste de Natal, na manhã desta sexta-feira (20). De acordo com a Polícia Militar, a vítima apresentava duas marcas de tiros na região do tórax.

Segundo a PM, a vítima foi encontrada por moradores da região, que não souberam dar detalhes do crime. Ainda segundo a PM, informações de familiares dão conta que a vítima não tinha envolvimento com “nada errado”.

O crime será investigado pelo 11º Distrito da Polícia Civil.

Novo Código Penal endurece pena para homicídio e rejeita sugestões polêmicas

O senador Pedro Taques (PDT-MT) apresentou nesta terça-feira (10) o relatório sobre a reforma do Código Penal Brasileiro (PLS 236/12). A proposta foi lida mas, diante da complexidade da matéria, um pedido coletivo de mais tempo para analisar o texto adiou para a próxima terça (17) a votação da proposta na Comissão Especial de Reforma do Código Penal.

O texto torna mais dura, por exemplo, a pena para o crime de homicídio, que passa a ser oito anos para os classificados como simples. Nesses casos, a ideia é que o condenado cumpra um quarto da pena em regime fechado para progredir para o regime semiaberto.

O relator decidiu não acatar sugestões polêmicas feitas por uma comissão de 11 juristas, presidida pelo ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça), Gilson Dipp, como, por exemplo, a possibilidade de aborto até a 12ª semana de gestação nos casos em que a mulher apresentar incapacidade psicológica de arcar com a gravidez.

“Entendo que a Constituição defenda o direito à vida. Hoje, o nosso Código Penal já prevê a possibilidade de aborto quando há gravidez fruto de violação da dignidade sexual (estupro). Isso será mantido, mas não vamos flexibilizar mais. Vamos manter a legislação atual”, justifica o senador, que também incluiu na proposta a possibilidade de aborto no caso de fetos anencéfalos, conforme entendimento do STF (Supremo Tribunal Federal).

Outra sugestão dos juristas rejeitada por Pedro Taques foi a possibilidade de descriminalização do porte de entorpecentes quando a quantidade apreendida for suficiente para o consumo médio individual por cinco dias. Segundo o relator, em situações específicas, se o juiz entender que o cidadão é usuário, ele não aplicará a pena porque isso não configura crime. Para ele, a proposta dos juristas poderia aumentar ainda mais o uso de entorpecentes.

Segundo o senador, a proposta em discussão reduz o número de crimes previstos no código atual de 1.750 para 355. No projeto, de quase 500 páginas, há outras novidades, como a previsão da responsabilização penal de pessoas jurídicas; regras mais claras para progressão de regime; o aumento do rigor penal no combate aos crimes contra os animais; a tipificação do crime de terrorismo; reintrodução do crime de violação de domicílio e criminalização da doação eleitoral proibida. A questão da maioridade penal não foi tratada porque, segundo o relator, depende de mudança na Constituição.

“Este projeto não pode ser um de código de amigos e nem de inimigos. Tem que ser um código cidadão, um código da sociedade brasileira”, garantiu Taques. Apesar da votação do relatório na comissão na semana que vem, a expectativa é que a votação da matéria no plenário do Senado fique para 2014. Depois, o texto segue para a Câmara dos Deputados.

O relatório é resultado da análise de 804 emendas apresentadas pelos senadores e 140 projetos de lei que já tramitavam no Senado e foram anexados ao projeto

UOL

Polícia Civil prende homem que matou desafeto a pedradas no interior do RN

Na manhã dessa segunda feira (25) policiais civis da 1ª Regional de São Paulo do Potengi, com o apoio do 5º Batalhão de Polícia Militar da cidade de São Tomé/RN, efetuaram a prisão de Erison Silva de Lima, vulgo “Alvinho”, de 21 anos. Ele é acusado de ter matado a pedradas o senhor Josenildo Epifânio da Silva, conhecido popularmente por “Manoel de Guilhermina”. O crime aconteceu na madrugada da segunda em uma casa abandonada, localizada na Rua Manoel Batista, São Tomé-RN.

“Alvinho e Manoel” eram desafetos. O acusado estava arquitetando o crime há alguns dias e quando cometeu o assassinato estava acompanhando os passos da vítima. Ao encontrá-lo dormindo, desferiu várias pedradas contra a sua cabeça, matando-o na hora.

Erison, quando preso, ainda estava com as mãos, braços e pernas sujos com o sangue da vítima. Ele confessou o crime e apontou onde havia escondido a pedra utilizada para assassinar Manoel, em um matagal próximo ao local do crime.

“Alvinho” já possui várias passagens pela polícia.