Com queda no faturamento, Casas Bahia e Pontofrio fecham 31 lojas

A Via Varejo, empresa de eletroeletrônicos do Grupo Pão de Açúcar (GPA), encerrou o terceiro trimestre de 2015 com queda de 24,6% nas vendas ante igual período do ano anterior. O indicador considera apenas unidades abertas há mais de um ano. Já levando em conta a totalidade das lojas, a receita líquida da companhia dona do Pontofrio e das Casas Bahia caiu 22,7% entre julho e setembro ante os mesmos meses do ano anterior, para 4,095 bilhões de reais.

Diante do cenário de vendas fracas, a companhia informou que seguiu com seu plano de reestruturação e decidiu fechar 31 pontos de venda deficitários no período.

Foram fechadas 28 lojas do Pontofrio e 3 das Casas Bahia, segundo a empresa. O processo de fechamento de lojas já havia começado antes e, até julho, a Via Varejo já havia informado o fechamento de 19 lojas. Além disso, a empresa tem adotado um plano de redução de despesas, incluindo cortes em marketing, aluguéis, logística e pessoal.

A Via Varejo informou ainda que decidiu converter lojas da bandeira Pontofrio em lojas Casas Bahia. Foram 36 lojas convertidas até o momento. “A Via Varejo deve acelerar o plano de conversões visando um maior crescimento de vendas e rentabilidade”, diz o GPA.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Frasqueirino disse:

    Esse é o Natal no Brasil.

Natal: Confira como funciona o comércio no feriado de 7 de setembro

Na data de 07 de setembro (sexta-feira), quando é comemorado o dia da independência do Brasil, o comércio natalense funciona com seu horário diferenciado. A Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal (CDL Natal) informa o funcionamento dos principais pontos comerciais da capital durante a data:

 

Comércio de Rua

Alecrim: Lojas fechadas.

Centro da Cidade: A maioria das lojas fecham, mas grandes magazines abrem em horários diferentes, como a Riachuelo (08h às 16h) C&A (08h às 15h) e Lojas Americanas (09h às 15h).

Zona Norte: Abertura facultativa até 12h, mas maioria das lojas fecham.

 

Shopping Midway Mall

Praça de Alimentação e lazer: 11h às 22h.

Lojas Âncoras: A partir das 12h às 21h.

Demais lojas: 15h à 21h.

 

Natal Shopping

Praça de Alimentação e Lazer: 11h às 22h.

Lojas e Quiosques: 14h à 21h.

 

Norte Shopping

Praça de Alimentação: 11:30h às 22h.

Lojas e Quiosques: 15h à 21h.

 

Praia Shopping

Praça de Alimentação e Lazer: A partir das 11h.

Lojas e Quiosques: 15h à 21h.

 

Shopping Cidade Jardim

Praça de Alimentação: A partir das 11h.

Lojas e Quiosques: 14h às 20h.

 

Shopping Via Direta

Praça de Alimentação e Lazer: 12h às 22h.
Lojas e Quiosques com abertura facultativa das 14h à 20h.

 

Supermercados
Grandes redes abrem normalmente.

 

Bancos
Fechados.

 

 

Cajueiro de Pirangi: Galhos levantados e lojas retiradas

O primeiro passo para resolverem o problema causado pelo crescimento acelerado do Cajueiro de Pirangi, na praia de Pirangi do Norte, foi dado ontem na Governadoria, quando foram apresentados os dois projetos para área. Um permite o crescimento da árvore, por meio de um caramanchão, sem causar danos ao meio ambiente e transtornos aos motoristas e transeuntes. O outro criará o Complexo Turístico Cajueiro de Pirangi. O projeto irá retirar os lojistas do local que estão atualmente e colocará as lojas em uma passarela, que ainda servirá de local para passagem dos turistas.

O diretor técnico do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema-RN), Jamir Fernandes, explicou que a primeira obra será para fazer o caramanchão, que elevará os galhos das árvores por meio de uma estrutura de metálica com apoio de telas. Esse é o plano considerado emergencial e que a governadora, Rosalba Ciarlini, espera estar pronto até o Carnaval de 2012. “Vamos criar na MárcioMarinho (rua) a Alameda do Cajueiro”, declarou a chefe do executivo estadual. Jamir reforçou que a obra deve ficar pronta em 45 dias e permitirá que a árvore passe de 8.500 m² para 10.500 m². O custo da colocação dos caramanchões será pago com a arrecadação feita pela visitação turística do Cajueiro, e não contará com verba do Governo.

O investimento governamental será no projeto elaborado pela Secretaria Estadual de Turismo (Setur), que já conheceu no último dia 15 a empresa vencedora da licitação para execução da obra orçada em R$ 275 mil. De acordo com a subsecretário de Turismo, Sânzia Cavalcanti, os recursos serão do Programa de Desenvolvimento do Turismo no Nordeste (Prodetur) e a obra tem previsão de ser executada em seis meses.

O projeto da Setur foi feito por Haroldo Maranhão e Marcelo Tinôco e desenvolvido em 2004, a pedido da Associação dos Empresários do Cajueiro de Pirangi. Haroldo explicou que será feita uma passarela suspensa, onde ficará o memorial do Cajueiro, e as lojas também ficarão nesse local, com estrutura de banheiros, energia solar e reuso de água. “Serão cinco módulos e cada um comporta seis lojas. As lojas tem 78 m² cada uma e ao todo serão 1.520 m² de área construída”, ressaltou o arquiteto. Além de permite uma visibilidade melhor da paisagem, com a colocação das lojas na passarela será possível que a árvore cresce para o outro lado.

O Idema deverá fiscalizar toda obra para se certificar que não será feita nenhuma podação indevida. Conforme Jamir, será preciso podar um oitizeiro, um outro cajueiro que cresceu dentro do maior do mundo. “Até o momento ele não tinha sido cortado porque servia de referência para os turistas e os guias. Ao final da apresentação, a governadora assinou um termo de cooperação técnica com o Idema, Setur, Associação dos Moradores de Pirangi (Mopin) para colocar em prática o Plano de Ações do Cajueiro de Pirangi.

Diário de Natal

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José Américo disse:

    Agora o Cajueiro irá crescer para àquele lado.