FOTOS: Polícia Federal usa drones para fiscalizar eleições 2020

Foto: Divulgação/PF

A Polícia Federal, com o objetivo de auxiliar na prevenção e repressão de crimes eleitorais, utilizará 100 Aeronaves Remotamente
Pilotadas (drones), em todo o território nacional nas Eleições 2020.

Os equipamentos serão alocados estrategicamente, sobrevoando zonas eleitorais e locais considerados de grande incidência de crimes eleitorais.

Ao flagrar uma situação suspeita, os operadores dos drones transmitirão as imagens à equipe mais próxima da Polícia Federal, que,
imediatamente, se deslocará ao local para realizar a abordagem e conduzir os envolvidos à unidade policial, para a formalização dos procedimentos.

Os drones que serão utilizados possuem tecnologia de ponta, sendo capazes de se tornarem imperceptíveis ao realizarem voo em elevada altitude, e de identificarem suspeitos, placas de veículos, entregas de santinhos e situações de compra de votos, capturando imagens de alta nitidez.

A ação inovadora é uma das metas da Direção Geral da Polícia Federal, que tem orientado a utilização de novas tecnologias na repressão de delitos, e representa mais um esforço da instituição em cumprir seu papel constitucional de polícia judiciária eleitoral, mostrando que está preparada para combater os crimes eleitorais, garantindo um pleito seguro para que os cidadãos possam exercer livremente seu direito de sufrágio, nos limites da legalidade.

No RN, a Superintendência da PF em Natal e a Delegacia em Mossoró têm realizado uma série de treinamentos e simulações com drones, para que as ações tenham êxito durante o pleito eleitoral que se avizinha.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Saulo disse:

    Usem em mãe Luíza e no mosquito para ajudar a prender os traficantes.

Blog do BG divulga pesquisa Consult em Macau na manhã deste sábado

O Blog do BG divulga neste sábado(24), a partir das 09h, mais uma rodada de pesquisa eleitoral, através da Consult. Dessa vez, o município é o de Macau.

As pesquisas trarão números da corrida eleitoral na disputa das prefeituras de cada uma das cidades, nomes mais citados para as câmaras municipais dos dois municípios e as avaliações administrativas de Prefeitura, Governo do Estado e Presidência.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ivan disse:

    Bom dia

  2. Ivan disse:

    Estamos com Raniere Barboza

  3. Ivan disse:

    Vereador Ranieri Bárbara guarde movimento no planalto

  4. Jailson disse:

    Quais as cidades q terá divulgação de pesquisa, Macau e quais as outras pelo q entendi terá outras cidades

SÓ PRECISAM DE UM VOTO PARA VENCER O PLEITO: Quatro cidades do RN têm apenas um candidato a prefeito nas eleições de 2020

Quatro dos 167 municípios do Rio Grande do Norte possuem apenas um candidato disputando o cargo de prefeito, nas eleições deste ano, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Em Frutuoso Gomes, Serrinha dos Pintos, Tenente Ananias e Viçosa, todos no Oeste, os postulantes não têm opositores e só precisam de um voto para vencer o pleito.

De acordo com levantamento do G1, a situação se repete em 107 municípios brasileiros. Este ano, o número de cidades com candidatos únicos no país é um pouco maior do que o registrado em 2016, quando a Justiça Eleitoral notificou 95 casos desse tipo. Em 2012, foram 108 ocorrências.

Com informações do G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. ELTON OLÍMPIO disse:

    Sinal de uma boa administração, quando até os adversários recomecem que não têm chance.

  2. Tarcísio Eimar disse:

    Imaginem o cenário de somente um candidato com opção q só terá somente só o seu próprio voto e seja um cabra de peia, q ninguém aceite e todos votem nulo, mesmo assim ele se elegerá. É muita bagunça nesse país

  3. Bruno Rodrigues disse:

    Serrinha dos Pintos deveria fazer parte da cidade de Martins.

  4. jo disse:

    Os entendedores entenderão que votar branco ou nulo não anula a eleição

  5. isabele araújo disse:

    Se não estou enganado, pela lei, precisa que 50% da população mais 1 vote, pois se isso não ocorrer o pleito sera anulado.

    • Marcelo disse:

      Acredito que seria 50% + 1 dos votos válidos. Esses candidatos(as) terão 100% dos votos válidos mesmo apenas ele(a) votando.

  6. Edison Cunha disse:

    Isso é um absurdo!
    Nesses casos, as eleições deveriam ser canceladas e marcado uma nova data.

    • Souza disse:

      Na verdade o município deveria ser extinto e anexado a outro.

    • Deco disse:

      Se cancelar e marcar uma nova data corre o risco de não ter nenhum candidato. Kkkkkkk

Candidatos à Prefeitura de Natal poderão gastar até R$ 6,2 milhões no 1º turno; veja tabela com os limites de gastos por município

Foto: Divulgação

Já estão disponíveis no Portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) os limites de gastos que os candidatos aos cargos de prefeito e vereador deverão respeitar, em suas respectivas campanhas, para concorrer nas Eleições Municipais de 2020, atendendo ao que determina a Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997). Na capital potiguar, os candidatos que vão disputar a Prefeitura de Natal poderão gastar no máximo R$ 6,2 milhões no primeiro turno das eleições deste ano. Caso a disputa vá para o segundo turno, o limite sobe mais R$ 2,5 milhões. No caso dos vereadores, o gasto máximo permitido será de R$ 386 mil. Os limites podem ser consultados neste link e, em breve, serão disponibilizados também no sistema DivulgaCandContas.

Segundo a Lei das Eleições (artigo 18-C), o limite de gastos das campanhas dos candidatos a prefeito e a vereador, no respectivo município, deve equivaler ao limite para os respectivos cargos nas Eleições de 2016, atualizado pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), apurado pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ou por índice que o substitua. Para as eleições deste ano, a atualização dos limites máximos de gastos atingiu 13,9%, que corresponde ao IPCA acumulado de junho de 2016 (4.692) a junho de 2020 (5.345).

Quem desrespeitar os limites de gastos fixados para cada campanha pagará multa no valor equivalente a 100% da quantia que ultrapassar o teto fixado, sem prejuízo da apuração da prática de eventual abuso do poder econômico.

Nas campanhas para segundo turno das eleições para prefeito, onde houver, o limite de gastos de cada candidato será de 40% do previsto no primeiro turno.

Despesas

O limite de gastos abrange a contratação de pessoal de forma direta ou indireta, que deve ser detalhada com a identificação integral dos prestadores de serviço, dos locais de trabalho, das horas trabalhadas, da especificação das atividades executadas e da justificativa do preço contratado.

Entra também nesse limite a confecção de material impresso de qualquer natureza; propaganda e publicidade direta ou indireta por qualquer meio de divulgação; aluguel de locais para a promoção de atos de campanha eleitoral; e despesas com transporte ou deslocamento de candidato e de pessoal a serviço das candidaturas.

A norma abrange, ainda, despesas com correspondências e postais; instalação, organização e funcionamento de comitês de campanha; remuneração ou gratificação paga a quem preste serviço a candidatos e partidos; montagem e operação de carros de som; realização de comícios ou eventos destinados à promoção de candidatura; produção de programas de rádio, televisão ou vídeo; realização de pesquisas ou testes pré-eleitorais; criação e inclusão de páginas na internet; impulsionamento de conteúdo; e produção de jingles, vinhetas e slogans para propaganda eleitoral.

Outras regras

Segundo a Lei das Eleições, serão contabilizadas nos limites de gastos as despesas efetuadas pelos candidatos e pelos partidos que puderem ser individualizadas.

Já os gastos com advogados e de contabilidade ligados à consultoria, assessoria e honorários, relacionados à prestação de serviços em campanhas eleitorais, bem como de processo judicial relativo à defesa de interesses de candidato ou partido não estão sujeitos a limites de gastos ou a tetos que possam causar dificuldade no exercício da ampla defesa. No entanto, essas despesas devem ser obrigatoriamente declaradas nas prestações de contas.

A lei dispõe, ainda, que o candidato será responsável, de forma direta ou por meio de pessoa por ele designada, pela administração financeira de sua campanha, seja usando recursos repassados pelo partido, inclusive os relativos à cota do Fundo Partidário, seja utilizando recursos próprios ou doações de pessoas físicas.

Além disso, o partido político e os candidatos estão obrigados a abrir conta bancária específica para registrar toda a movimentação financeira de campanha.

Acesse a tabela com os limites de gastos por município.

Com TSE

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Railson Alex disse:

    Paulo ENFERMEIRO é o melhor pra natal…

  2. Augusto disse:

    É bom demais atirar com pólvora alheia. Gasta o que quiser, rouba outro tanto, faz uma prestação de contas meia boca, os juizecos que liberaram os fichas sujas concorrerem, aprovam e pronto, tudo resolvido. E nós continuamos na merda, Indo toda eleição cumprir com a sua obrigação de brasileiros, fundidos.

  3. Eu sou ladrão disse:

    Poderão gastar do nosso suado impostos disfarçados de fundo eleitoral, ainda pedem nois otarioanos sermos mesário voluntário.
    São 3,7 bi e os políticos safados não abriram mão para ajudar no tratamento do covid. A Justiça ainda libera os fichas sujas, vão se lascar. Vou até mudar meu nome de usuário para eu sou ladrão, que serei mais respeitado pela justiça.

  4. Minion alienado disse:

    Qual será o limite do caixa 2?

Parlamentares e dirigentes partidários estimam adiar 1º turno das eleições para 15 de novembro

Imagem: ilustrativa

Parlamentares com trânsito no Palácio do Planalto e dirigentes partidários estimam adiar para o dia 15 de novembro (feriado da Proclamação da República) a realização do primeiro turno das eleições municipais, caso a pandemia do coronavírus não arrefeça até junho, data final para decisão.35

Leia a matéria completa no site Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. nasto disse:

    Eleição em todos os níveis em 2022 com mandato de 5 anos sem direito a reeleição para o executivo e para reeleição por 2 mandatos para o legislativo. Vamos acabar com essa profissão > POLITICO. ISSO É SONHO !. Mas sonhar não é PRIBIDO

  2. Paleo disse:

    O mundo se acabando e pessoas politizando tudo, nunca pensei que a humanidade daria tao errado.

  3. Ana disse:

    Show de bola

  4. Almir Dionisio disse:

    Melhor seria deixar tudo para 2022, sem reeleição.
    Evitaria gastos e unificaria tudo em uma só eleição.

    • Brunol disse:

      Concordo 100%

    • Arthur disse:

      É isso aí, 2022 sem reeleição!

    • Flauberto Wagner disse:

      Almir, não interessa as eleições unificadas de 2020 juntamente com 2022 para os pretensos concorrentes aos cargos de presidente, governador, senador, deputados federais e estaduais, em razão do desinteresse do eleitor principalmente se ele for do interior, aonde a polarização nas campanhas para prefeito e vereadores é a principal fonte de discussão municipal, tudo em função de direta ou indiretamente alguém tem vínculo com os candidatos.
      Outra coisa, por incrível que pareça os custos bancados pelos candidatos aos cargos fora do eixo municipal se tornaria o dobro do atual, em razão da premente necessidade da inclusão e da vinculação de seus nomes aos postulantes aos cargos municipais, haja vista que ficaria obrigados a custearem as campanhas de perfeitos e vereadores, sem deixar de dizer que os formatos de campanhas são diferentes no que tange aos apoios direcionados e negociados estado afora, sem deixar de falar aqui que muitos dos atuais deputados federais e estaduais não conseguiriam renovações de seus mandatos.
      Tem uma coisinha também a ser levada em conta, os meninos só judiciário sai perdendo, pois vão deixar de ganhar as verbas salariais extras as quais tem direito legal por gestarem o pleito a cada dois anos.
      Só lembrando que no ano de 1982, aconteram eleições para todos os cargos e muitos derrotados se perguntam até hoje o que aconteceu!
      Há única eleição que talvez não sofra qualquer de alteração é presidencial, em função da pouca influência dos candidatos proporcionais na escolha, a bem da verdade a candidatura a presidente é quem soma aos prol das outras candidaturas.
      Agora, sou plenamente a favor da unificação das eleições!

Próximo presidente do TSE, Barroso admite adiar eleições para dezembro, mas diz que palavra final é do Congresso

Foto: Nelson Jr./SCO/STF

Próximo de assumir o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro Luís Roberto Barrroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse considerar prematuro o debate sobre cancelar a eleição municipal por causa da crise do coronavírus, mas admite a possibilidade de um adiamento de outubro para, no máximo, dezembro. Em nota, Barroso afirmou ser contrário a deixar a escolha de novos prefeitos e vereadores para 2022, mas ressaltou que a palavra final deve ser dada pelo Congresso, a quem caberia a aprovação de uma emenda à Constituição.

Leia a matéria completa no site Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Araújo disse:

    Oportunidade pra colocarmos essas eleições únicas, a cada quatro anos. O ruim é que a bandidagem não aceita.

  2. Andreilson disse:

    Já vão reabrir o comércio essa semana… não tem pq adiar eleição

Eleições 2020 devem ser adiadas, mas acontecem ainda neste ano


foto: Nelson Jr./ ASICS/TSE

O BLOGDOBG apurou com fontes das áreas política e jurídica de Brasília, que as eleições 2020 serão adiadas.

Porém, acontecerão ainda neste ano. De acordo com as fontes consultadas, o primeiro turno seria realizado após o dia 10 de novembro, com o segundo turno devendo acontecer até a primeira semana de dezembro.

Outras fontes contactadas pelo blog não confirmam a informação, mas dizem que é uma tendência real do que poderá acontecer.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Glauber disse:

    E antecipar de presidente,pq vai faltar campinas no Brasil.

  2. Almir Dionisio disse:

    Diante da situação e para evitar despesas, prorrogar os mandatos e fazer ums só em 2022.
    Seria a providência mais sensata e acabar com reeleição

PSDB filia mais de 40 novos vereadores, prefeitos e vice-prefeitos no primeiro dia do prazo partidário

Foto: Divulgação

Após a abertura da janela partidária, o PSDB do Rio Grande do Norte recebeu a adesão de 42 novos vereadores, prefeitos e vice-prefeitos de várias regiões do Estado. A adesão em massa ocorreu na sede do partido, no bairro de Tirol em Natal, e contou com a presença do deputado Ezequiel Ferreira, presidente estadual do PSDB. Os novos filiados são de Canguaretama, Nísia Floresta, Serra Caiada, Bom Jesus, Extremoz, Olho D’água, Tibau, Grossos, Bento Fernandes, Ouro Branco, Lagoa Nova e Boa Saúde.

“O PSDB entrará nas eleições deste ano como o maior partido do Estado e nossa expectativa é que após o pleito o partido esteja ainda maior. Nosso trabalho tem sido sempre no sentido de fortalecer o partido, aproximar a legenda da população e atrair novas lideranças. É com muito prazer que recebemos os novos filiados, sejam todos bem-vindos. Que possamos juntos trabalhar pelo crescimento dos nossos municípios e do Estado”, disse Ezequiel Ferreira, deputado e presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

Em Canguaretama, o PSDB que não possuía nenhum vereador, passa a contar com 9 representantes dos 13 membros da Câmara Municipal da cidade, inclusive com a presidente do Legislativo, Irmã Lila, pré-candidata a prefeita. “É com muita honra que estamos chegando ao PSDB, com a consciência da nossa responsabilidade em representar este partido e buscar continuar lutando por melhorias para Canguaretama”, disse Irmã Lila.

Já de Nísia Floresta, onde o partido já contava com quatro representantes na Câmara, o PSDB recebeu a adesão de mais 5 vereadores. A partir de agora, dos 11 representantes do Legislativo, 9 são tucanos – inclusive a presidente da Câmara Municipal, Polyana Dias. O ato de filiação contou com a presença do prefeito Daniel Marinho (PSDB) e do presidente do partido na cidade, Ricardo Marinho. “Estamos fortalecendo o partido, já tínhamos a maior bancada da Câmara e agora, vamos com certeza avançar ainda mais com o crescimento de Nísia”, disse Daniel.

De Serra Caiada, onde o PSDB também não possuía representação, se filiaram a legenda seis parlamentares além de vários pré-candidatos. O grupo chega ao partido sob a liderança do ex-prefeito Fausto Andrade. Quem também se filiou a legenda foi o pré-candidato a prefeito do município, Joãozinho Furtado. O ato de filiação do grupo contou com a presença do deputado estadual Raimundo Fernandes (PSDB).

Em Bom Jesus, o PSDB conta com a liderança do prefeito Clécio Azevedo, se filiaram ao partido oito vereadores. O gestor agradeceu a Ezequiel pelo apoio recebido concedido a sua administração, que tem recebido alta aprovação popular. O vereador Eduardo Motta, de Extremoz, também oficializou sua entrada no PSDB potiguar. O parlamentar é pré-candidato a prefeito da cidade.

De Olho D’água dos Borges, o PSDB recebeu a adesão da prefeita Maria Helena e de mais seis vereadores, também se tornando a maior bancada do Legislativo municipal. Outro prefeito que se filiou a legenda foi Naldinho, de Tibau, que chega ao partido junto com a vice-prefeita Lidiane, pré-candidata a prefeita e mais três vereadores, compondo agora uma bancada com quatro nomes.

De Grossos assinou ficha de filiação do partido a pré-candidata a prefeita Cinthia Sonali. Já de Bento Fernandes, o vice-prefeito e pré-candidato a Prefeitura, Robenílson Júnior, se filiou ao PSDB. Do município também se integra ao partido um vereador e um ex-vereador.

Já do município de Ouro Branco o PSDB recebeu a filiação de dois novos vereadores que se junto aos 2 já membros do partido que integravam a Câmara da cidade. Também chegam a legenda ex-vereadores e vários pré-candidatos. O empresário Denis Rildon e o vice-prefeito Dr. Araújo são os nomes mais fortes para a majoritária. O ato de filiação contou com a participação do deputado estadual Vivaldo Costa. O PSDB ainda filiou também nesta sexta-feira o vice-prefeito de Lagoa Nova, Iranildo Aciole. O prazo para troca de legenda encerra-se no dia 3 de abril, seis meses antes da realização do primeiro turno do pleito, marcado para 4 de outubro.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Eraldo disse:

    Não voto nessa legenda…Amo minha nação….Partidos de centrão não merece o voto do povão… Nós estamos de olho em vocês na Net….A mídia só mostra o que os políticos querem…. Então, na Net temos a verdade…..

  2. Proterald disse:

    Não voto nessa legenda…Sou Brasileiro e amo minha nação….Partidos que usam centrão não merece o voto povão….Estamos de olho na Net….

  3. Cigano Lulu disse:

    A taba de Poti no fundo do poço e os vampiros, dissimulados, sugando sua anêmica hemorragia.

  4. Fábio disse:

    O PSDB vai ocupar o espaço do bolsonarismo muito em breve

  5. Jose Lucio de Azevedo disse:

    As oligarquias dos oportunistas já começam a dar as cartas, onde os corruptos se alojam.

  6. Escroto disse:

    Oh povo feio!

Sem Aliança, Bolsonaro diz que não pretende participar do 1º turno das eleições de 2020, com exceção para “um amigo ou outro” candidato a vereador


Foto: Pablo Jacob/Agência O Globo

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira que pretende não participar do primeiro turno da campanha para nenhuma candidatura nas eleições municipais deste ano, com exceção para “um amigo ou outro” que vier a ser candidato a vereador.

Na chegada ao Palácio da Alvorada, no fim da tarde, ele foi instado a comentar a previsão de que o Aliança pelo Brasil, partido em criação, não será registrado a tempo do pleito de 2020, como admitiu o senador Flávio Bolsonaro (RJ), vice-presidente da sigla. Na sequência, comentou o o fato de o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ter identificado a assinatura de sete pessoas que já morreram nas fichas de apoiamento para o Aliança.

— Pelo que tudo indica, não dá tempo de sair. A questão de mortos, a manchete, acho que foi do Estado de São Paulo, “Aliança tem…”. São sete mortes. Um, o cara lá assinou a ficha e, na semana seguinte, teve uma acidente de motocicleta. Morreu. Os outros meia dúzia… Só sete, né? De não seis quantos mil, 50 mil. Sete apenas. Era CPF errado, a numeração errada, só isso aí — declarou.

Em seguida, o presidente foi questionado como vai se portar com relação às eleições municipais, diante da ausência do seu partido.

— Pretendo não participar no primeiro turno de qualquer candidatura entre os quase 6 mil municípios do Brasil. No tocante a vereador, eu tenho um amigo ou outro por aí, vou dar uma força para eles nisso aí —declarou.

Mato Grosso

Bolsonaro então comentou que pretende, no entanto, participar da eleição suplementar para o Senado em Mato Grosso — a senadora Juíza Selma (Podemos-MT) foi cassada pelo TSE. O pleito foi marcado para o dia 26 de abril, mas é alvo de disputa judicial. Indagado sobre quem seria apoiado por ele, o presidente disse que não poderia revelar o nome por questões legais.

— Eu não posso falar o nome agora, porque seria propaganda antecipada. Mas como hoje é dia da mulher: será uma mulher.

EXTRA/Agência O GLOBO

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ferreira disse:

    O ANEL FOI UM FRACASSO!
    NÃO ADIANTOU NEM USAR OS EVANGÉLICOS E DEMAIS MILICIANOS…
    O FAKE COMEU NO CENTRO BOTANDO ATÉ GENTE MORTA NA LISTA.
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    MMMMUuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu

    • Sandra disse:

      Quem foi que disse isso a vc????
      Ķkkkkkkk
      Ôôô cabecinha ôca.
      Pastel de vento.

Taveira destaca avanços em Parnamirim, apoio maciço da Câmara Municipal, e confiança na reeleição

Foto: ASCOM

Ainda na entrevista ao jornal Tribuna do Norte, o prefeito de Parnamirim, Rosano Taveira, fez um balanço do seu primeiro mandato, e sua expectativa para uma vitória em 2020, e a consequente reeleição.

“Primeiro, fizemos um ajuste fiscal, porque recebemos o município com a folha de pagamento de pessoal acima do limite prudencial previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal, comprometendo 58% da receita líquida. A gente começou praticamente com o bloqueio do Fundo de Participação do Município (FPM), atrasos de encargos sociais e parte de salários atrasados. Tivemos de fazer um Termo de Ajuste de Gestão (TAG), com o Tribunal de Contas do Estado (TCE), o que foi até uma inovação no Rio Grande do Norte, e não fazer um Termo de Ajuste de Conduta (TAC), no Ministério Público, que é diferente. Para isso, a gente teve a coragem de fazer, porque, se observar, dos 167 municípios do Estado, hoje, não tem 20 que aderiu a isso e acredito que mais de 100 estão acima do limite prudencial com a folha de pagamento. Não é culpa dos prefeitos, porque os programas federais estão incluídos nesse limite e prejudica alguns municípios. Fizemos um ajuste de dois anos e conseguimos com o TAG reduzir de 58% para 48% e, depois, para 47% [a despesa com pessoal]”, resumiu.

Veja também: Rosano Taveira destaca ajuste nas contas e segurança jurídica como responsáveis por atrair investimentos em Parnamirim

Com o ajuste da máquina administrativa, Taveira demonstrou confiança numa vitória nas eleições municipais neste ano, e deixou nas mãos da população a avaliação de sua administração, em que classifica como um trabalho com austeridade. “Não adianta sentar aqui só para fazer o pagamento da folha de pessoal, porque aí perderia a função de administrar a cidade. Tenho uma coisa muito importante, o dinheiro do povo estou cuidando com muita responsabilidade, guardar e investir com responsabilidade, isto estou fazendo”, disse.

Taveira, por fim, destacou a boa convivência com a Câmara Municipal no trabalho de progresso de Parnamirim. “Dos 18 vereadores, temos 16. Mas podia ter muito bem o apoio dos 18, porque não tenho problemas com as duas vereadoras lá”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tiago disse:

    Bruno Giovani você censurou meu comentário sobre os buracos da rua que dá acesso a UPA de Nova Esperança. Não Faça isso! Seja democrático!

    • Tiago disse:

      BG falei isso pois o comentário que fiz pela manhã não apareceu aqui. Mas tá tudo certo!

  2. Francisco disse:

    Um dos pontos mais importantes da administração do Pref Taveira é a sua lisura administrativa. Não se houve falar em corrupção naquele município. Parabéns!

  3. Fernando Patrício disse:

    É notório o avanço de Parnamirim.
    Parabéns ao prefeito !

    • Tiago disse:

      É mas a rua que dá acesso a UPA de Nova Esperança não tem jeito. Muito esburacada, uma semana fecham, na outra abre tudo de novo, seria melhor completar o asfalto que esta pela metade, falta uns 100 metros pra ficar perfeito.