Equipe de Bolsonaro avalia que ele vetará itens da reforma partidária aprovada na Câmara, diz O Globo

Foto: ADRIANO MACHADO / REUTERS

A equipe do presidente Jair Bolsonaro avalia que os responsáveis pela articulação que viabilizou a aprovação do projeto de reforma partidária e eleitoral na Câmara, na noite de quarta-feira, devem ser frustrados por vetos a itens do texto. O chefe do Executivo terá 15 dias úteis para decidir se sanciona a matéria, contados da data do recebimento pela Presidência, o que ainda não ocorreu. O texto já começou a ser analisado pela Subchefia de Assuntos Jurídicos (SAJ) da Presidência, comandada pelo ministro da Secretaria-Geral, Jorge Oliveira.

Para valer a tempo das eleições do ano que vem, o projeto precisa ser sancionado pelo presidente da República até 4 de outubro. O prazo apertado foi usado como justificativa pelos parlamentares – entre eles o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) – para aprovar o texto às pressas.

Na terça, o Senado reduziu o projeto ao dispositivo que regulamenta o fundo eleitoral com recursos públicos. Cerca de 24 horas depois, os deputados retomaram o texto que haviam aprovado há duas semanas quase na íntegra, retirando apenas quatro dos itens que provocaram mais críticas de entidades que defendem transparência.

A matéria afrouxa regras de fiscalização de contas das legendas e impõe um teto às multas para as que descumprirem a prestação de contas, entre outras alterações da legislação.

De acordo com um interlocutor frequente do presidente, a maior probabilidade é que ele desagrade boa parte do “centrão” da Câmara. Outro auxiliar frequente de Bolsonaro destacou a mobilização popular que pressionou o Senado a recuar da intenção de aprovar a primeira versão do texto. Esse ponto deve pesar na decisão do chefe do Planalto, cuja base eleitoral se insurgiu nas redes sociais contra o projeto.

Da maneira como foi aprovado na quarta, o texto pode regularizar uma prática que hoje é considerada caixa 2 e que poderia até abrir brecha para lavagem de dinheiro: o pagamento de advogados e contadores por terceiros, sem passar pelo caixa oficial das campanhas. De acordo com o projeto, as despesas com esses profissionais devem ser declaradas como gastos eleitorais, mas não entram na contabilidade do teto de despesas.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ana leticia disse:

    Reforma de mentira, na realidade só uma maneira de roubar mais a população e acontinuar e ampliar a impunidade desses bandidos de colarinho Branco. Absurdo da de não beijada a essa corja de ladrões TRES BILHÕES, para suas campanhas e para os seus advogados defender esses bandidos da justiça. Imoralidade é o que eles estão propondo para nos cidadãos pagar.

Papiloscopistas do ITEP-RN integram equipe do programa “Em Frente, Brasil” no combate a crimes violentos

Fotos: Divulgação

As papiloscopistas do Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP-RN), Luciana Lima de Freitas e Maria Suely Alves da Silva Lino estão representando o Rio Grande do Norte no programa nacional “Em Frente, Brasil”, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, com foco no combate aos crimes violentos no país. Elas integram equipe da Força Nacional de segurança que desenvolve o projeto piloto na cidade de Cariacica, no Espírito Santo.

“Me sinto muito lisonjeada de representar a perícia do meu estado e o ITEP-RN, onde já estou há 30 anos. É um grande desafio atuar neste plano nacional de enfrentamento e combate à violência, mas iremos trabalhar com muita dedicação e empenho nesta nova missão”, destacou Luciana Freitas que já foi sub-coordenadora de Identificação do ITEP-RN e atuou na identificação biométrica de detentos.

Luciana que já tinha experiências em operações nacionais, como a “Operação Acolhida” desenvolvida em Boa Vista-RR, por 11 meses, em que chefiava o setor de Perícia Criminal foi novamente convidada para coordenar a área pericial no novo programa de segurança lançado na última semana em cinco cidades brasileiras com alto índices de violência, entre elas Cariacica-ES.

Suely Alves atuava no setor de Necropapiloscopia do ITEP-RN e tem longa experiência no trabalho de identificação, o que a levou a atuar também na equipe da Força Nacional em Boa Vista-RR e agora em Cariacica-ES auxiliando nas atividades de perícia criminal.

“Em Frente, Brasil”

O “Em Frente,Brasil” propõe uma nova estrutura para as políticas públicas de estado, direcionadas ao combate da criminalidade violenta com foco nos territórios, a partir da implementação de soluções customizadas às realidades regionais.

A proposta alia medidas de segurança pública a ações sociais e econômicas, para promover a transformação das realidades socioeconômicas das regiões, por meio da cooperação e da integração, obtidas pelas parcerias firmadas com estados e municípios, além da participação de outros ministérios, que auxiliarão para o alcance dos resultados previstos.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. joaozinho disse:

    ??? pra coletar com tinta uma digital precisa desse camuflado de guerra e pistolas?

Bolsonaro: “Não estou preocupado com a cor, sexo ou sexualidade de quem está na minha equipe, mas com a missão de fazer o Brasil crescer”

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) reagiu nesta quarta-feira (7), nas redes sociais, à pressão sobre a ausência de mulheres na sua equipe. Ele disse que não está preocupado com cor nem sexo na hora de escolher assessores. Na sua conta no Twitter, negou que faça discriminação.

“Não estou preocupado com a cor, sexo ou sexualidade de quem está na minha equipe, mas com a missão de fazer o Brasil crescer, combater o crime organizado e a corrupção, dentre outras urgências”, escreveu.

Na equipe de transição do governo Bolsonaro, foram designados 27 nomes, dos quais cinco sem remuneração. Assessores próximos ao presidente eleito garantem que ele nomeará quatro mulheres, das quais três militares e uma civil.

“Algum jornalista acha mesmo que vou sair perguntando o que cada um faz na sua intimidade para indicar a cargos no governo? Isso é uma grande piada”, acrescentou.

Agência Brasil

Bolsa atinge marca histórica com anúncios da equipe de Bolsonaro

O principal índice da bolsa brasileira, a B3, opera em alta nesta quinta-feira (1), acima de 88 mil pontos, renovando o recorde intradia, com os agentes financeiros na expectativa de novos anúncios sobre a equipe do presidente eleito Jair Bolsonaro, além dos planos para a economia.

Às 13h03, o Ibovespa, principal índice de ações do mercado acionário brasileiro, subia 1,25%, a 88.520 pontos. Na máxima, chegou a 89.017 pontos, renovando a máxima histórica intradia. Veja mais cotações.

Até então, a pontuação mais alta foi alcançada no pregão de segunda-feira: 88.377 pontos. O maior valor de fechamento é de 87.652 pontos em 26 de fevereiro deste ano.

De acordo com análise técnica do Itaú BBA, o Ibovespa segue em tendência de alta e poderia ganhar “novo impulso em direção a 91.700 e 95.300 pontos” se conseguisse superar os 88.400 pontos.

O mercado acionário acelerou o ganho depois da confirmação de que o juiz federal Sérgio Moro aceitou o convite de Bolsonaro para chefiar o Ministério da Justiça e Segurança Pública.

As ações do Bradesco avançavam fortemente e contribuíam para os ganhos do Ibovespa, com altas acima de 3%, após aumento no lucro líquido no terceiro trimestre.

“O Bradesco apresentou bons resultados no terceiro trimestre de 2018, com resultados em linha com nossas estimativas acima do consenso. Os resultados não foram apenas fortes, mas as principais tendências operacionais também melhoraram: crescimento de empréstimos, margens e qualidade de ativos”, escreveram analistas do Itaú BBA liderados por Thiago Bovolenta Batista, em relatório a clientes.

No dia anterior, o Ibovespa subiu 0,62%, aos 87.423 pontos. Em outubro, o Ibovespa acumulou ganho de 9,85%, tendo o segundo melhor desempenho mensal do ano -em janeiro, subiu 11,3%, segundo a Reuters.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Valdemir disse:

    E lindenberg Farias pra secretário de tributação do governo Fátinha vai ser outra alta da bolsa

  2. duendevermelho disse:

    Tudo isso graças ao maior espalhador de Fake News do Brasil! VIVA JOAQUIN TEIXEIRA!!!

Governo federal enviará equipe técnica ao RN para diagnosticar soluções para violência

Uma equipe técnica, composta por delegados e técnicos, da Secretaria Nacional de Segurança (Senasp) viaja até o Rio Grande do Norte na próxima semana para se reunir com representantes da Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesed). O objetivo é diagnosticar, em conjunto com as autoridades locais, os pontos mais atingidos pela violência que assola o estado, e definir quais as ações devem ser implementadas nos próximos dias para combater os altos índices de criminalidade.

Leia matéria completa aqui.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. paulo martins disse:

    E o "Governo da Segurança" não dizia que estava tudo sob controle?

  2. Cecília Nunes disse:

    E as autoridades locais?????????

Após três horas, termina reunião de Dilma com a equipe econômica

Acabou há pouco a reunião da presidenta Dilma Rousseff com a equipe econômica do governo. O encontro, no Palácio da Alvorada, durou pouco mais de três horas. O assunto da reunião não foi divulgado oficialmente. A expectativa era que o governo começasse a discutir sobre projetos prioritários para a economia e que fosse feita uma avaliação sobre 2015.

Participaram da conversa os ministros da Junta Orçamentária (Nelson Barbosa, da Fazenda, Valdir Simão, do Planejamento, e Jaques Wagner, da Casa Civil), além do ministro da Secretaria de Governo, Ricardo Berzoini.

Pouco depois do início do encontro, Dilma se reuniu por alguns minutos com o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, também no Palácio da Alvorada. Pezão informou à presidenta os principais tópicos do encontro que teve mais cedo com outros governadores em Brasília, em especial sobre a dívida dos estados.

Mais cedo, o Advogado-Geral da União, Luís Inácio Adams, também se reuniu com a presidenta da República.

No início da tarde, os governadores se encontraram com o ministro Nelson Barbosa e pediram, entre outras demandas, que a União volte a autorizar que os estados façam empréstimos com bancos internacionais.

Fonte: Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Joca disse:

    Povo burro ,merecemos os mer…..de políticos que temos ,se o molusco vier em 2018 estes merdas votam neste mentiroso e corrupto

  2. Fran disse:

    3 horas de reunião e tenho certeza que só faltou alguém dá descarga. Deve ter sido um converseiro de merda grande. E o resultado? O de sempre. Incompetência!

  3. Val Lima disse:

    Pode esperar q dessa reunião só vem bst…..

  4. FRASQUEIRINO disse:

    Corte nos ministerios e cargos comissionados nao passou de promessa dessa incompetente e seus ministros medíocres.

Danilo Gentili leva equipe e programa para o SBT

imagesLogo após perder Sabrina Sato para a Record, a Band está perdendo Danilo Gentili para o SBT. O humorista deve ser anunciado em breve como o mais novo contratado da emissora de Silvio Santos.

A Folha apurou que Gentili, que anda muito insatisfeito com a Bandeirantes, passou o final de semana acertando a sua ida para a concorrente. No pacote oferecido pelo SBT estão um gordo salário, participação no faturamento e carta branca para montar uma equipe e um novo programa.

Gentili deve ganhar um “talk-show” diário no SBT, exibido no final da noite, ao estilo do “Agora É Tarde” (criado em 2011), da Band.

O ex-“CQC” tem uma reunião agendada para hoje na Bandeirantes, em que ele deve se desligar do canal.

A pressa do humorista está diretamente relacionada ao término de contrato de parte de sua equipe do “Agora É Tarde”. Ele pretende levá-los para o SBT.

Patrocinadores da atração na Band estariam dispostos a seguir o humorista caso ele realmente troque de emissora. O contrato de Danilo Gentili com a Band vence no final de 2014, mas o SBT pretende pagar a multa rescisória.

Além do humorista, o SBT está contratando a jornalista Najad Haddad e o apresentador Otávio Mesquita, também ex-Band.

Equipes Potiguares chegam ao fim dos Sertões

Finalmente chegamos a Fortaleza, e só quem já correu o Sertões sabe a sensação de subir a rampa e receber uma medalha de conclusão da prova.

Muitos dias de uma rotina pesada, andando em media 500km por dia em um carro quente, com muita poeira, preso a um cinto que mal permite que se respire, se alimentando mal, dormindo pouco, com uma pressão psicológica enorme… Alguém pergunta: porque??? uma mistura de adrenalina, companheirismo e competição faz com que alguns meio loucos passem por isso e fiquem com vontade de repetir todos os anos.

Essa é uma prova que gostaria de correr todas as edições, foi minha segunda participação e espero que não seja a ultima, um pouco diferente da primeira vez, esse ano experimentei a frustração de ficar quebrado no meio do deserto do Jalapão e ver uma excelente segunda colocação ir embora junto com a agua do radiador….  A decepção passou e a vontade de chegar ao final foi mais forte.

A ultima especial foi pequena, 103km, mas muito boa de andar, andamos forte e fizemos o 16º tempo na geral, o carro estava excelente e chegou inteiro ao final, seguimos em deslocamento até Fortaleza e vimos uma grande festa com os competidores comemorando com suas equipes.

O potiguar Flavio França ficou em 3º lugar na geral junto com o cearense Riamburgo Ximenes e a dupla da Equipe Riograndense Daniel Brasil/Wellington Rezende ficou em 4º lugar na categoria Super production, ficamos em 34º na geral, a frente de 12 equipes que ficaram pelo caminho na edição que parece ter sido a mais difícil de todos os tempos.

Henrique Oliveira

Navegador equipe Buongustaio/Riograndense