‘Eu ainda tenho cabeça de gordo’: a história desse potiguar que perdeu 42 kg é a inspiração de que você precisa para se manter em seu propósito

por Dinarte Assunção

Marcelo exibe o resultado de seu esforço e determinação.

 

O jornalista Marcelo Soares tinha 144 quilos, falta de ar, dores na coluna, dificuldade de andar e pré-diabetes quando tudo começou, em 6 de março de 2017.

“Eu comia tudo que queria e não me via uma pessoa gorda. Achava que aquele era meu corpo e que eu era daquele jeito”, relatou Marcelo ao blog.

Abrir mão do engano que infligia a si mesmo foi uma decisão provocada pelo agravamento dos problemas que começaram a comprometer sua saúde. Procurou ajuda, mas não tinha tanta esperança. Para piorar, os primeiros 15 dias de dieta foram desesperadores.

“Foram dias muito difíceis. Sua cabeça não muda do dia para noite. Eu ainda tenho cabeça de gordo. Tenho vontade de comer besteira”, desabafa. Para não cair em tentação, se lembra de onde veio. “Só vou conseguir algo diferente, realizando coisas diferentes”.

Nos primeiros dias de academia, ouviu do instrutor que a meta seria perder 40 quilos como objetivo inicial. “Eu disse que ele estava louco. Jamais conseguiria perder aquilo tudo”. Em 2 de novembro passado, antes do tempo previsto, estimado em dezembro, os 40 quilos haviam se dissipado em suor e esforço e documentado na conta do Instagram @superacaomhps.

“O que me ajudou também foi ver os resultados dos primeiros 50 dias, quando eu perdi 14 quilos e percebi que o que eu estava fazendo funcionava e me estimulava”, explica o jornalista.

Mas a partir daí a dificuldade aumentou. O metabolismo se acostumou à dieta e exercícios e perder peso ficou mais difícil. Marcelo já perdeu 42 kg e está com 102 Kg. Com 1,78 m, espera chegar aos 82 kg.

Novos hábitos, novas possibilidades. Antes, ele sequer conseguia se baixar para amarrar o cadarço do sapato. Hoje, já participou de duas corridas de rua. O salário, que antes era para gastar basicamente com comida, tem atualmente outra finalidade.

“Hoje eu gasto com outras coisas. Roupas, por exemplo. Antes eu não vestia o que queria, mas o que cabia. Hoje eu escolho o que comprar”, conta ele, que saiu do manequim GG para M.

“Eu estou muito feliz, cada vez mais realizado. Meu sono melhorou, minha disposição melhorou. A mudança física é evidente, mas o ganho para a saúde é imensurável”, comemora o campeão.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Michel disse:

    Parabéns. Meu amigo pois eu também consegui…somos exemplos. Veja.meus resultados no meu insta…zeus_am_2003

  2. Marcus Paulo disse:

    Perder peso tem uma grande influencia psicológica. Até mesmo a cirurgia bariátrica, que nunca tive coragem de fazer. Em outubro de 2014 estava pesando 132 kgs e resolvi perder ou eliminar peso, sem neurose e lentamente. Coloquei como meta perder no máximo 1,5 kg por mês. Ao final de um ano perderia 18 kgs. Portanto sem nenhum desespero perdi em três anos, até Outubro de 2017 perdi 43 kgs. Dei uma relaxada e recuperei alguns kilos, mas tenho a tranquilidade psicológica que não serei mais gordo. Sai de calça 60 para 48 e ainda mantenho esse numero de calça e camisa M ou G. Um detalhe interessante é que nesses três anos não fiz um exercício físico sequer, sem dentro de um carro para qualquer deslocamento e sei que necessito fazer para readquirir massa muscular…..

  3. Jaildson disse:

    Precisamos sempre nos espelhar em exemplos assim. Isso resgata a confiança em nós mesmos, que tudo é uma questão de foco e perseverança. Parabéns ao jornalista. Que sirva de lição para quem tem qualquer projeto e reluta em dar o ponta pé inicial. Grande exemplo!

  4. Rodrigues disse:

    Parabéns pro rapaz.

  5. Andrea disse:

    Acompanhei de perto essa mudança, sei o quanto foi difícil porque ele já havia tentado perder peso outras vezes sem sucesso (perdia e ganhava tudo de novo). O que fez a diferença desta vez foi a determinação, Marcelo estava realmente focado. A orientação profissional também foi crucial nesse processo.
    Vibro com sua vitória, meu amigo, feliz demais por você. Parabéns pelo resultado!

  6. Almir Dionisio disse:

    Parabéns – Um exemplo para as pessoas se estimularem e buscar perda de peso de uma forma saudável e natural sem recorrer a cirurgias de redução de estômago sem necessidade. Show

Atual média de público dos jogos da Copa no Brasil já é a 3ª maior da história e deve se tornar a 2ª até a grande final

Torcida-EUA-BELGICA-Fonte-Nova-Ivan-31-size-598Foto:  (Ivan Pacheco/VEJA.com)

Os estádios cheios ficarão como uma das boas marcas da Copa de 2014. Até agora, 2 910 319 pessoas assistiram às 56 partidas do Mundial, em doze cidades-sede. A atual média de público no Brasil, de 51 970 pagantes por jogo, já é a terceira maior marca na história — e deve se tornar a segunda até o fim da Copa. O primeiro lugar é do campeonato de 1994, nos Estados Unidos, que teve uma média de 68 991 torcedores. Esse número não pode ser alcançado em 2014, porque os estádios possuem capacidade menor. A segunda maior média, de 52 491 pessoas, foi registrada em 2006, na Alemanha, que contava com arenas praticamente do mesmo tamanho das brasileiras.

Na primeira Copa no Brasil, em 1950, mesmo com os 200 000 torcedores na final, no Maracanã, a média de público foi de 47 511. Já os últimos Mundiais — exceto o alemão — sofreram com a falta de público. Em muitas partidas, os estádios ficaram vazios. Em 2002, inclusive o jogo entre Paraguai e África do Sul teve apenas pouco mais de 25 000 cadeiras ocupadas, menos da metade de sua capacidade total: 55 982.  Na África do Sul, em 2010, o pior público foi o do empate entre Nova Zelândia e Eslováquia, com 23 871 pagantes. Neste ano, nenhuma partida teve menos de 37 000 espectadores no estádio.

Até mesmo partidas de seleções mais modestas receberam ótimo público. O confronto entre Suíça e Equador, por exemplo, reuniu 68 351 pessoas no Mané Garrincha, em Brasília. O pior público da competição ocorreu na partida entre Rússia e Coreia do Sul (37 603 pessoas), na Arena Pantanal, mas, mesmo assim, 91% do estádio estava tomado. A taxa de ocupação das arenas foi 98,2% na primeira fase e 98,5% nas oitavas.

Veja

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Berg disse:

    Está era a copa para os negativistas, que ia ser um insucesso?

Conheçam a História de Dom Eugênio Araújo Sales

Dom Eugênio é filho de Celso Dantas Sales e Josefa de Araújo Sales (Téca) e irmão de Dom Heitor de Araújo Sales, que foi Arcebispo Emérito de Natal, Rio Grande do Norte. Foi batizado na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Guia, em Acari, no dia 28 de novembro de 1920. De família muito católica, era bisneto de Cândida Mercês da Conceição, uma das fundadoras do Apostolado da Oração na cidade de Acari.

Realizou seus primeiros estudos em Natal, inicialmente em uma escolar particular, depois no Colégio Marista e finalmente ingressou, em 1931, no Seminário Menor. Realizou seus estudos de Filosofia e Teologia no Seminário da Prainha, em Fortaleza, Ceará, no período de 1931 a 1943.

Foi ordenado sacerdote pelas mãos de Dom Marcolino Esmeraldo de Sousa Dantas, bispo de Natal, no dia 21 de novembro de 1943, na mesma igreja onde recebera o batismo.

No dia 1 de junho de 1954, aos 33 anos, foi nomeado bispo auxiliar de Natal pelo Papa Pio XII, recebendo a sé titular de Thibica.

Foi ordenado bispo no dia 15 de agosto de 1954, pelas mãos de Dom José de Medeiros Delgado, Dom Eliseu Simões Mendes e de José Adelino Dantas.

Em 1962 foi designado administrador apostólico da Arquidiocese de Natal, função que exerceu até 1965, quando da nomeação de Dom Nivaldo Monte.

Em 1964 foi nomeado administrador apostólico da Arquidiocese de São Salvador da Bahia, função na qual permaneceu até 29 de outubro de 1968, quando da sua nomeação a Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, pelo Papa Paulo VI.

No consistório do dia 28 de abril de 1969, presidido pelo Papa Paulo VI, Dom Eugênio de Araújo Sales foi nomeado cardeal, do título de São Gregório VII, do qual tomou posse solenemente no dia 30 de abril do mesmo ano. Neste consistório foi também nomeado cardeal o brasileiro Dom Vicente Scherer.

No dia 13 de março de 1971, o Papa Paulo VI o nomeou Arcebispo do Rio de Janeiro[2], função que exerceu até 25 de julho de 2001, quando da sua renúncia, e que foi aceita pelo Papa João Paulo II.

Fonte: Wikipédia

Real atinge a maioridade hoje

Esta é uma data que parece ter passado despercebida para a maioria das pessoas, mas hoje o real completa 18 anos em circulação no país. A moeda – a quinta à qual os brasileiros tiveram que se acostumar em uma década – marcou o final do período de instabilidade monetária e altas taxas de inflação, que chegaram a atingir 5.000% ao ano – de julho de 1993 a junho de 1994.

Antes do real, a moeda que circulava no país era o cruzeiro real (CR$), vigente de 1º de agosto de 1993 até 30 de junho de 1994. Ele funcionava junto com a Unidade Real de Valor, a URV, cujo valor, em cruzeiros reais, variava diariamente.

Em 1º de julho de 1994, uma URV passou a ser igual a R$ 1. Para a equivalência, o valor da nova moeda foi fixado com a cotação da URV do dia anterior, que era de 2.750 cruzeiros reais. Dessa forma, CR$ 5.000 equivaliam a cerca de R$ 2 – o suficiente para comprar, na época, meio quilo de carne, três litros de leite ou duas latas de refrigerante, por exemplo

Com informações do G1

Criatividade: Google lança página com evolução da web

O Google lançou um site com visualização interativa que acompanha a evolução da internet nos últimos 20 anos. O serviço, chamado de “A Evolução da Web”, mostra o crescimento em relação aos dados, usuários e principais tecnologias que têm impulsionado a transformação da web.

Em forma de pequenos infográficos, a página é dividida em dois grupos: “Navegadores e tecnologias” e “O crescimento da Internet”. O primeiro fala da evolução dos browsers e de como seu uso se tornou multitarefa ao longo dos anos, desde a criação do Opera, Internet Explorer, Firefox e Chrome até a chegada dos softwares a vários tipos de aparelhos, como notebooks e smartphones.

Já o segundo grupo aborda o aumento no tráfego de dados nos últimos anos, quando passou de apenas 1 petabyte por mês, em 1995, para mais de 27 mil petabytes por mês em 2011. Para se ter ideia, se 14 mil PB de dados fossem armazenados em DVDs no formato padrão e colocados lado a lado, seria o equivalente a distância entre a Terra e a lua. Além disso, os gráficos revelam o crescimento do número de usuários na internet, passando dos 100 milhões em 1996 a mais de 2 bilhões em 2011 (cerca de um terço dos habitantes do planeta).

Para acessar “A Evolução da Web”, clique aqui.

Fonte: Olhar Digital

Declarações de Agripino despertam fúria de lideranças políticas do PSD

Na última terça-feira (27), o senador José Agripino, presidente nacional do DEM, em entrevista ao Estadão, disse que não iria se aliar ao PSD nas eleições 2012, porque a nova legenda era um “partido sem história”. A declaração provocou a fúria dos nomes fortes do PSD no Rio Grande do Norte.

O primeiro a se manifestar foi o deputado estadual José Dias. No mesmo Estadão, Dias criticou a história política do senador com declarações bastante ácidas.

“Eu não gostaria de ter uma biografia política como a do senador José Agripino, forjada no serviço à ditadura militar. O senador é uma cria da ditadura militar. Para ser justo, José Agripino deveria vestir verde-oliva, pois se não fossem os generais Golbery do Couto Silva, Ernesto Geisel  e João Figueiredo, bem como o padrinho Marco Maciel, pela famosa vinculação dos votos, ele não teria sido prefeito de Natal, governador do Estado e nem senador da República”, disparou Dias na edição de hoje.

O vice-governador Robinson Faria foi o segundo. Através de sua página pessoal do Twitter (@RobinsonFaria), há poucos instantes, ele taxou como  “arrogância” e “soberba” as declarações de Agripino.

Agripino descarta aliança e tira onda com o PSD

O senador José Agripino Maia, presidente nacional do DEM e um dos maiores articuladores políticos da oposição ao governo Dilma Rousseff, voltou a descartar a possibilidade de aliança com o PSD, do prefeito de São Paulo Gilberto Kassab. No novo discurso dado em entrevista ao matutino Estadão, ele justificou o posicionamento desdenhando a falta de história do PSD.

“O PSD é um partido feito por pessoas que não têm uma história. O DEM tem uma história. Na hora que fizermos uma aliança com o PSD, nós estaremos emprestando nossa história a quem não tem história”, disparou o parlamentar.

Vale lembrar que o surgimento do PSD foi um dos principais encalços do DEM desde as últimas eleições. No Rio Grande do Norte, por exemplo, onde o berço tucano é o único soberano no Brasil, o PSD conquistou a Vice-Governadoria e provocou o rompimento político entre a governadora Rosalba Ciarlini e o seu vice Robinson Faria. O PSD ainda faturou várias cadeiras tucanas no Congresso Nacional, em Assembleias Legislativas e em Prefeituras espalhadas pelo Brasil.

Depois dessa, tem muita gente do PSD querendo responder às declarações, mas preferindo ficar em silêncio para não polemizar o tema.

Curiosidade

Pouca gente lembra mas a sigla partidária PSD (Partido Social Democrático) foi fundada oficialmente 1945 e extinto durante a ditadura militar . Com a extinção do PSD, os membros se dirigiram para o MDB (hoje PMDB) e para o Arena (pós PFL, hoje DEM). O PSD de hoje é mais um homônimo, do que uma retomada do antigo partido propriamente dita.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Nilson Moura Messias disse:

    Bruno, o dem, realmente tem história. Apoiou a ditadura, Governo Sarney, Governo collorido, as privatizações do governo FHC, ajudou a quebrar 2 vezes o Brasil, comprou votos para mudar a constituição e garantir o segundo mandato ao tucano e participou de todas grandes as corrupções no Brasil.
    Realmente, é contra o Prouni, as cotas. 
    È um partido preconceituoso, racista e direita.
    O Dem é o partido que ajudou o país andar para trás.
    É mole ou que mais!

Acidente com 8 Ferraris no Japão se transforma no mais caro da história

japao-ferrariUm impressionante acidente envolvendo oito Ferraris destruiu 14 veículos na manhã desta segunda-feira (5) (horário local) em uma rodovia no Japão. Uma Lamborghini e duas Mercedes também se envolveram na colisão.

De acordo com o portal de notícias japonês Jalopnik, um grupo de estrangeiros fanáticos por carros viajava de Kyushu para Hiroshima, no oeste do Japão, quando um dos motoristas perdeu o controle da Ferrari que dirigia. Ele tentava uma ultrapassagem em uma curva molhada. Os outros carros colidiram na sequência.

O acidente aconteceu na Prefeitura de Yamaguchi, também no oeste do país.

Ninguém ficou ferido com gravidade, mas as imagens da TV japonesa mostram o cenário de destruição causado pelos carros de luxo. Os envolvidos calculam o prejuízo em mais de U$$ 3 milhões com os 14 carros envolvidos

O acidente fechou a rodovia por mais de seis horas, diz o Jalopnik, enquanto as equipes japonesas limpavam a pista.

japao-ferrari

Imagens da televisão japonesa mostram os destroços na pista, após acidente envolvendo 14 carros de luxo no oeste do país (Reprodução/04.12.2011/ANN TV)

japao-ferrari

Ferrari envolvida no acidente ficou completamente destruída. Oito carros de luxo da marca se envolveram no acidente, provocado por uma ultrapassagem na pista molhada (Reprodução/04.12.2011/ANN TV)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. alex tomoto disse:

    hohohoohohoh

  2. Felipe vieira disse:

    meu deus isso que foi acidente caro ein

  3. Tarcisio42 disse:

    que triste

  4. Dom disse:

    8 Ferraris, 1 Lamborghini e 2 Mercedes = 11 carros… tenho certeza que os outros 3 dos "14 carros envolvidos" devem ser carros simples de familia que estavam viajando e não terão grana para bancar o prejuízo causado por estes magnatas que ficarão impunes.

  5. Jo disse:

    eu aqui sonhando em ter uma pra dar umas voltinha….kkkkkkk

  6. Marquinhoscarcaa disse:

    Coitada da seguradoura

  7. Ronaldrosso disse:

    sera que eles vao trabalhar de metro agora..!!!!!!!!!kkkkkkkkkk

  8. Gero_dus_12 disse:

    coitados kkkkkkkkkkkkkk

Quem é quem na história do Aeroporto de São Gonçalo

O Aeroporto de Internacional de São Gonçalo do Amarante é mais do que um marco para a economia do Rio Grande do Norte e a economia brasileira.  Pela primeira vez um aeroporto brasileiro será construído pela iniciativa privada que terá direito de explorá-lo durante pelo menos 25 anos.

O leilão realizado na manhã desta segunda-feira pela Bovespa encerra um ciclo de 15 anos de uma história cheia de idas e vindas, promessas de redenção da economia potiguar e ameaças de paralisação e abandono por parte do Governo Federal.

(mais…)

Rock in Rio I e a falsa profecia de Nostradamus

Matéria show da Veja que o BG reproduz:

A primeira edição do Rock in Rio, em 1985, foi um projeto ambicioso, cujo gigantismo impressiona até os dias de hoje. A ideia de reunir os maiores astros da música internacional diante de um público de 200 mil pessoas por dia, em média, deslumbrava e também assustava. Às vésperas do festival, começaram a circular boatos sobre uma profecia de Nostradamus, que previa que “um grande encontro de jovens na América do Sul perto do final do século terminaria com uma tragédia que causaria a morte de milhares de pessoas”.

A história, claro, não se concretizou, e o evento firmou-se como um dos mais importantes do mundo, com mais duas edições no Brasil e incursões por Portugal e Espanha. Mas ficou gravada na memória dos que viveram aqueles dias em que as fantasias pareciam poder se tornar realidade. Afinal, até então, assistir aos shows de Queen, Iron Maiden e Whitesnake no mesmo dia, no Brasil, soava tão delirante quanto uma profecia estapafúrdia.

O bem-humorado cantor Eduardo Dusek – hoje Dussek, e ator de musicais – aproveitou o ensejo para fazer piada e promover uma de suas músicas, batizada com o nome do profeta:

(mais…)

Retratos de Natal parte 4

Chegamos ao quarto domingo do nosso Especial Retratos de Natal. Hoje vocês vão saborear 12 fotos da nossa linda cidade. Verdadeiras relíquias. Grande parte das fotos são de Jaeci. Bom domingo!!

Praia de Areia Preta - Rede de pesca secando na beira-mar
Av. Deodoro. Carro e casa de Militão Chaves. Mais a frente o prédio que hoje funciona a Construtora A Gaspar
Av. Duque de Caxias - Ribeira
Cine Rio Grande com Praça Pio X(Hoje está instalada a Catedral Nova)
Racha de Sinca Chambord na Esquina da Deodoro entrando na Apodi. Célio e Rubens Barros no pega
Ed do Ipase - Ribeira. 1º Edifício de Natal
Hospital Miguel Couto. Hoje denominado Onofre Lopes
Inauguração Posto São Luiz 1(vizinho ao Habib's), em 1960
Colégio Marista. Vista da Esquina da Apodi com Deodoro
Colégio Salesiano São José - Ribeira
Ponte de Ferro em cima do Rio Potengi ligando a cidade com a Região Norte - Ponte de Igapó
Vista Aérea de Petrópolis
OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcelo disse:

    Rede de postos São Luís foi por muito tempo referência em empresa familiar. Seu Luís uma referência em empreendedor.

  2. LULADRÃO disse:

    Errado essa foto, em dizer que o cine Rio Grande é a Nova Catedral. O prédio do cine ainda continua lá. Hoje é uma igreja evangélica.

  3. Bené Chaves disse:

    A marca do automóvel em frente a casa do Sr. Militão Chaves é em Stude Baker. Um abraço.

  4. MEU COLÉGIO LINDO #SALESIANO

  5. @LeoRPacheco disse:

    Excelente trabalho!

  6. Cláudia Santa Rosa disse:

    Parabéns Bruno! DE muita sensibilidade. Sugiro que organize uma coletânea. Seria uma bela contribuição para a memória dos mais idosos e estudo da história pelos mais jovens.

    • Fina ironia disse:

      Sugiro que se faça uma coletânea com um DVD com essas imagens. Por que não? Já pensou nisso?

  7. clesia fernandes cardoso disse:

    Nascida em 1958, tenho algumas lembranças de alguma fotos, essa foto do Posto São Luiz me recorda muito quando iamos para praia de ponta negra e passavamos bem em frente que saudades de #Nataldas antigas#.

  8. Karl Leite disse:

    Bruno,
    Excelente, tem umas que não conhecia. A da corrida. Sabia que existia mas, nunca vi. Vá em frente e consiga mais. Aumente a coleção.
    ABC, Karl

  9. Edvanilson disse:

    Pra colabor com as correções: no Cine Rio Grande hoje está instalada a Igreja Mundial (Evangélica) ao invés da Catedral Nova.

    • bruno disse:

      Amigo Edvanilson, aonde falamos que está a Catedral é na Praça PIO X. É só vc conferir!!

  10. Renato Dantas disse:

    Pra colaborar!! Primo, a casa do Militão Chaves era vizinha a de Ruy Antunes Pereira e pai de Denise Pereira Gaspar, mãe do nosso Ruy Gaspar.. É nessa casa que funciona na construtora A Gaspar!! O velho Ruy Pereira era primo de Juvenal Antunes, poeta retratado pela mini-serie Amazonas da Rede Globo e de Nilo Pereira escritor e membro da Academia Pernambucana de Letras.. A Casa de Arnaldo era vizinha a casa do sogro Ruy A. Pereira.. Pela ordem da direita pra esquerda: Casa de Militão Chaves, casa de Ruy Pereira, casa de Arnaldo e Denise!! Assisti pessoalmente a corrida de carros em Natal na década de 60, tinas outros pilotos: Iberê, Luzenildo Porpino e!!

  11. George Fernandes disse:

    Essa vista aérea do bairro de Petrópolis sem os espigões (prédios residenciais) de hoje está, simplesmente, fantástica!

  12. celso veiga disse:

    Sua coleção de fotografia está cada dia melhor… Hoje além da beleza do Plano Palumbo, você mostra a Deodoro em dois tempos. Os casarões da família Pereira e as corridas de Simca Chambord. Pra completar o Marista e o Salesiano, dois dos maiores colégios, até hoje da cidade. Parabéns!!!

  13. Caro Bruno,
    Alguns acertos: o cinema é Cine Rio Grande; o racha ocorre vindo da Av.Deodoro/entrando na Rua Apodi – esquina do Marista (quem lembra do galego Celio?) e os carros são Simcas Chambord. Na foto do Marista o correto é Av.Deodoro esquina com a Rua Apodi e a Ponte sempre chamada de Ponte de Igapó.
    Parabens mais uma vez a voce e ao grande Jaecy

  14. Bruno: Esses Carros são SINCA.Essa Corrida Acho que foi em 68,eles vinham pela Deodoro e entravam na Apodi a esquerda prá pegar tb. a Prudente a Esquerda novamente, passavam na Praça Pedro Velho(HOJE CÍVICA)e a esquerda para DEODORO. essa esquina cheia de gente é a casa de Dr.Aderson Dutra,onde hj,é a loja de Tião Godeiro que vende Ventiladores.Esse Fotoógrafo,estava posicionado em frente ao Marista na Esquina.Não esqueço dessa Corrida,pois estava Assistindo,quando Telúsio Chegou muito Aperreado Dizendo que Pedrinho tinha Carregado TEREZA VALE.

  15. aldo jr disse:

    Parabéns Bruno.

Dilma, FHC e a Verdade

– O Estado de S.Paulo

A convivência cordial e respeitosa entre líderes, mesmo que adversários, é mostra de civilização e exemplo de inestimável importância a estimular o amadurecimento político da sociedade. Foi o que fez, com elogiável elegância, franqueza e até mesmo coragem, a presidente Dilma Rousseff, em mensagem enviada ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso por ocasião das comemorações de seu octogésimo aniversário. Depois de oito anos em que a tônica das manifestações do então chefe do governo em relação a seu antecessor primaram pela vulgaridade da terminologia e pela falsificação dos conceitos, a mensagem de Dilma a FHC tem o efeito de uma suave aragem sobre a cena política brasileira e sinaliza, num tom irrepreensivelmente digno, que o populismo rasteiro das apelações demagógicas do tipo “herança maldita” pode fazer parte do passado.

Depois de homenagear Fernando Henrique com elogios que se poderiam considerar protocolares numa mensagem de congratulações, Dilma Rousseff escancarou a intenção de restabelecer a verdade dos fatos sempre negada por seu antecessor e por seu partido ao atribuir a FHC a condição de “ministro-arquiteto de um plano duradouro de saída da hiperinflação e o presidente que contribuiu decisivamente para a consolidação da estabilidade econômica”.

Trata-se, verdadeiramente, de uma mudança da água para o vinho na qualidade do relacionamento do governo petista com seus principais opositores e uma demonstração clara de que a presidente da República está suficientemente segura de suas posições e possibilidades à frente do governo para não temer o diálogo civilizado com a oposição: “Não escondo que nos últimos anos tivemos e mantemos opiniões diferentes, mas, justamente por isso, maior é minha admiração pela sua abertura ao confronto franco e respeitoso de ideias”.

(mais…)