Saúde

Primeira pessoa do Estado do Rio a contrair Covid-19 não sente cheiro ou gosto há mais de um ano: ‘É horrível’

Foto: Divulgação/Chico de Assis

A pandemia da Covid-19 ainda parecia uma ameaça distante quando Jeniffer Pereira Melgaço, moradora de Barra Mansa, no Sul Fluminense, tornou-se a primeira pessoa do estado do Rio a testar positivo para o novo coronavírus. Era 5 de março de 2020 e, à epoca, apenas oito casos da doença, todos importados do exterior, haviam sido confirmados em todo o país. A advogada, de 29 anos, vinha apresentando sintomas como tosse, febre e coriza por cerca de duas semanas, desde que voltara de uma viagem à Itália, quando passou pela região da Lombardia, primeiro epicentro de contágio no país europeu.

Apesar de ter desenvolvido uma versão branda da Covid, Jeniffer passou cerca de dois meses sentindo um cansaço excessivo, que a deixava ofegante para subir um mísero lance de escadas, por exemplo. A fraqueza exagerada passou. Outras marcas da doença, porém, permanecem até hoje.

— Estou sem olfato e paladar mesmo passado um ano, só sinto algo meio distorcido. Eu fui a um otorrino, que me passou um remédio e uma tomografia, mas a medicação não teve efeito algum. Depois, eu tentei sentir cheiro de café e de alguns óleos fortes, mas nada — conta Jennifer, que continua:

— Mas eu sou muito grata, porque fiquei muito assustada e com muito medo de contaminar as pessoas. Graças a Deus, não passei para ninguém.

Nenhum outro familiar de Jennifer testou positivo, mas, entre amigos e pessoas do trabalho, a jovem contabiliza pelo menos meia centena de conhecidos que contraíram a doença na cidade, que soma, até o momento, 299 mortes e mais de 10 mil casos. Entristecida, a advogada lamenta já não constatar, na atual reaceleração da pandemia no Brasil, os mesmos cuidados de prevenção do período inicial da crise sanitária:

— Acho que as pessoas se “acostumaram” com as mortes e com essa situação, e acabam não levando mais a sério. Esse absurdo entrou no dia a dia, o que é desesperador, porque a gente sabe da gravidade da doença que, para muitos, é fatal. A gente sabe que, se tiver superlotação em algumas cidades, não vai ter como atender todo mundo.

A jovem deseja, agora, que a “vacina chegue para todo mundo”. E comemora que a imunização em Barra Mansa já tenha alcançado a avó. Falta, agora, voltar a aproveitar todos os mimos de neta…

— É horrível ficar sem sentir o cheiro e gosto, pois a comida deixou se ser um prazer. Não sinto mais o cheirinho de chuva, ou o do arroz da minha avó.

Enquanto esteve doente, Jennifer chegou a sofrer ataques pelas redes sociais de pessoas que a culpavam por trazer a pandemia ao Brasil. Hoje, embora exista mais conhecimento disponível sobre o vírus, o crescimento do negacionismo preocupa a advogada:

— A gente tem de se cuidar e seguir o que a ciência diz. A ciência cuidou da gente o tempo todo, e sempre deu um resultado positivo. Se a ciência fala que não é para aglomerar e que tem que usar máscara, a gente tem que fazer isso. Se todo mundo fizer a sua parte, sairemos dessa.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Eu vou com mais de oito meses com paladar e olfato oscilando , chega me emociono no dia que sinto o cheiro de café

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Primeira vacinada na Bahia é internada com Covid-19 antes de tomar a 2ª dose; entenda como é possível

Foto: Itana Alencar/G1 Bahia

A enfermeira Maria Angélica de Carvalho Sobrinho, de 53 anos, primeira pessoa vacinada contra a Covid-19 na Bahia, contraiu a doença antes de tomar a segunda dose do imunizante. Nesta terça-feira (23), ela está internada no Instituto Couto Maia, em Salvador, e tem quadro clínico considerado estável.

A médica infectologista Ceuci Nunes, que é diretora geral do Couto Maia, referência em tratamento de doenças infectocontagiosas no Brasil, explica como é possível que Maria Angélica tenha se infectado com a Covid-19 após ter tomado a 1ª dose.

“O que aconteceu com Angélica é que ela pegou a doença após a primeira dose, mas antes da segunda dose. Ela ia tomar a segunda dose no dia 16 e, entre 12 e13, começou a sentir um mal estar. Ela está bem, está usando pouco oxigênio, mas quando se movimenta fica um pouquinho desconfortável, por isso ela está sendo mantida ainda no hospital”, explicou Ceuci.

A médica explicou que, para a vacinação atingir a eficácia máxima, é preciso que a pessoa tome as duas doses e respeite a ‘janela imunológica’, que é o período que o organismo leva para produzir os anticorpos do imunizante.

“Não é à toa que a vacina são duas doses. Todas as vacinas, até o momento, a exigência é de duas doses. Exatamente porque na segunda dose se faz um reforço, aumenta a proteção. Claro que algumas pessoas já vão ter a proteção após a primeira dose, mas essa proteção pode não ser suficiente e a segunda dose é necessária”.

Apesar de casos como o de Angélica serem pontuais, ainda não há vacina 100% eficaz contra o covonavírus, o que torna possível ser infectado com Covid-19 mesmo após receber o imunizante. Por isso, a vacinação em massa é a única forma de conter a pandemia e evitar o aparecimento de variantes mais perigosas da Covid-19.

O imunizante tomado pela enfermeira Maria Angélica foi CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac e que é fabricada no Brasil pelo Instituto Butantan. Essa vacina tem eficácia geral de 50,38%, o que significa que o risco de pegar Covid-19 foi reduzido em 50%.

Na prática, significa que a CoronaVac tem potencial de:

Reduzir pela metade (50,38%) os novos registros de contaminação em uma população vacinada;

Reduzir a maioria (78%) dos casos leves que exigem algum cuidado médico;

Além disso, nenhum dos vacinados ficou em estado grave, foi internado ou morreu.

Ceuci chama ainda a atenção para o fato de que, mesmo vacinada, a pessoa pode propagar a infecção, porque os estudos sobre a não transmissão do vírus após a vacina ainda não foram concluídos. Ela destaca a importância das medidas de proteção.

“Geralmente [a janela imunológica é de] no mínimo 15 dias. Para a vacina de Covid, a gente está falando de 20 dias depois da segunda dose, para você considerar que tem proteção. Mas é importante também a gente reafirmar que a gente não sabe se a vacina protege da infecção. Mesmo a pessoa vacinada, ela pode adquirir o vírus, não adoecer e transmitir. Isso é uma possibilidade que ainda não foi completamente afastada”.

“É importante que, mesmo as pessoas vacinadas, mantenham as medidas de proteção, de distanciamento e uso de máscara, até que a gente tenha 60 a 70% da população vacinada”.

A médica infectologista reforça ainda que cada organismo reage de uma forma e há pessoas que adquirem uma boa proteção ao tomar a primeira dose. Ainda assim, a segunda é necessária.

“A única saída possível dessa pandemia é a gente utilizar a vacina. E não é porque uma pessoa teve após a primeira dose – claro que é uma pessoa que chamou atenção porque foi a primeira baiana a ser vacinada – que um número enorme de pessoas vão ter. Os casos são esporádicos, de pessoas que têm a doença mesmo após a primeira dose, que já dá um pouco de proteção”.

“A garantia mesmo da proteção maior é após 20 dias da segunda dose. Então é importantíssimo que todas as pessoas tomem as duas doses”.

Depois que tiver a saúde restabelecida, Maria Angélica deverá tomar a segunda dose da vacina, para que seja reforçada a proteção contra o novo coronavírus.

“Vacina não perde a primeira dose. A gente sempre vai fazer a complementação do esquema. Angélica, na época certa, depois que ela estiver muito bem, ela vai tomar a segunda dose e não repetir o esquema de duas doses”, disse Ceuci.

G1 – Bahia

Opinião dos leitores

  1. Essa é a vacina do calça apertada que os esquerdopatas tanto defendem?
    Kkkkkkkkkkkkkk
    E aguardem que virão mais infectados que tomaram esta imundície.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

FOTOS E VÍDEO: De “dispersão” na praia de Iracema a “deserto” no interior; veja imagens da primeira noite do “toque de recolher” no Ceará

Fotos: Thiago Gadelha

Primeira noite do “toque de recolher” no Ceará tem ruas e praças vazias além de viaturas e agentes fiscalizando os locais para evitar que pessoas circulem. Decreto do Governo do Estado instituiu proibição da circulação da população em ruas e espaços públicos de 22h às 5h e vale até o dia 28 de fevereiro.

O repórter fotográfico Thiago Gadelha acompanhou em vias de Fortaleza o primeiro dia de validação das medidas.

Na Praia do Futuro, local de movimentação intensa devido a barracas de praia, vias vazias.

No bairro Conjunto Esperança, na avenida Contorno Sul, via também vazia e sem movimento de carros e transeuntes

Na Praia de Iracema, de acordo com registros da enviados pela Polícia Militar do Ceará (PMCE), o cenário é de tranquilidade. Apenas algumas pessoas são vistas transitando, com algumas sendo abordadas por policiais.

Veja vídeo da fiscalização na Praia de Iracema

Interior

Foto: Wandenberg Belém

O Diário do Nordeste também registrou a movimentação na primeira noite de “toque de recolher” em Iguatu, na região Centro-Sul do Ceará. A Praça Matriz, um dos locais mais movimentados do município, estava vazia.

Foto: Vigilância Sanitária/Divulgação

Agentes da Vigilância Sanitária de Iguatu estavam nas ruas orientando estabelecimentos e população sobre a necessidade de esvaziamento dos espaços.

Diário do Nordeste – Verdes Mares

Opinião dos leitores

  1. Engraçado, deviam usar esse mesmo esquema de policia para reprimir o cidadão nas ruas, permanentemente durante os 365 dias para reprimir os assaltos .Para reprimir o cidadão, chove de policia agora tenha um assalto….

  2. Ivermectina de forma profilática, melhorar e fiscalizar métodos de prevenção, mais estrutura de hospitais e leitos de UTI. Não desviar o dinheiro que foi doado pelo governo Federal até a vacina chegar. O tal do Lock e DauN só tem nos Estados de esquerda ou os corruptos feito o nosso. Mas O prefeito Álvaro não cairá nesta conversa.
    Fátima Bezerra é a pior governadora que o RN já teve.

  3. Muito bem!
    Se não são educados o suficiente para respeitar as medidas de prevenção, então que assim seja.

  4. Medidas sem qualquer comprovação científica de eficácia contra o vírus e que irão, com toda certeza, trazer inúmeros problemas ao povo, até mesmo com relação à sua sobrevivência. Será que o vírus tem horário para atuar? E porque prender as pessoas em casa justamente num horário em que há menos gente nas ruas? Qual a lógica de tal absurdo?

  5. Vendo a beleza da orla marítima de Fortaleza, eu como Potiguar e Natalense de coração tenho muita vergonha da nossa, que é de longe a mais feia, mais desprezada do nordeste, entra prefeito e são prefeito e o desprezo é o mesmo. Faço aqui respeitosamente um apelo ao prefeito Álvaro Dias, que ele deixe a nossa orla o orgulho para nós, faça uma reforma, mude tudo e deixe a nossa orla a mais linda do nordeste e firme o seu nome na história de Natal com esse trabalho e não seja como muitos que são esquecidos pela história.

  6. Dirão os bolsopetistas: esse toque de recolher eh coisa de comunista e ditador… Alemanha, Austrália, Israel, Portugal… Todas ditaduras comunistas já que fizeram lockdown né?!

    1. E adiantou de que? Portugal está com um dos maiores índices de infecções da Europa. Ceará já havia feito a mesma coisa ano passado e está brigando sempre entre os 3 primeiros estados em números de infecções

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

VÍDEO: Veja momento da 1ª aplicação da vacina contra a covid no RN; conheça também outros imunizados em ato simbólico

A técnica de enfermagem Maria das Graças Pereira de Oliveira, de 57 anos, que atua no Giselda Trigueiro, foi a primeira vacinad contra a covid no Rio Grande do Norte. A imunização ocorreu na manhã desta terça-feira(19), em Natal, em ato simbólico celebrado por autoridades do Governo do Estado, profissionais de saúde presentes, além da imprensa.

Além de Maria das Graças, no ato também foram vacinados a técnica de enfermagem Edilma Pereira da Silva, de 49 anos e que atua no Hospital de Campanha de São Gonçalo do Amarante; a médica obstetra Geny Souza de Santana, que tem 67 anos e atua na maternidade Divino Amor, em Parnamirim; a técnica de enfermagem Renata de Souza Carneiro Martins da Silva, de 29 anos, que atua em Extremoz; a enfermeira Antônia Pinheiro da Silva Araújo, de 54 anos, que atua na Estratégia Saúde da Família, na Comunidade Indígena de Lagoa do Tapará, em Macaíba; e a enfermeira Maria de Lourdes Nascimento de Morais, de 54 anos, que trabalha em Ceará-Mirim; e o médico Giorgione Guerra Cabral de 31 anos, que atua no Hospital de Campanha de Natal.

Opinião dos leitores

  1. Vão virar celebridades, ai vão realizar um reality show dos primeiros vacinados Kkkķ Hô Brasil véi aprumado é esse.

  2. Será que os Bolsolesos ainda acham que as pessoas ainda acreditam no que eles escrevem ou falam? Eu olho pra um bolsominion falando e vejo um jumento relinchando . Fiquem com as idiotices de vcs pra vcs. Também né, seguem um RETARDADO MENTAL era de se esperar o quê?.

  3. Melhor governo do RN de todos os tempos.
    Parabéns professora Fátima Bezerra.
    Não podemos esquecer tb do governador João Dória, por ter ocupado a cadeira de presidente do Brasil no processo da vacina.
    O resto é contador de estória.

  4. Será q vão vacinar também o Estado do RN contra a corrupção. Porque desde q nasci q a corrupção vem matando nos hospitais

    1. Com certeza vão dizer que por aqui isso não existe.
      Cadê os cinco milhões?

  5. Parabéns, ao MITO! O RN está sendo governado por causa das verbas federais… Bolsonaro arrochado!

  6. Como tem gente sem noçao nesse País!…os mal informados ou sem memoria ja esqueceram que o STF proibiu o governo federal de intervir nos estados e municipios na questao da pandemia !….ô petralhas idiotas e burros ! e ,tambem, ignorantes ao extremo !! é de fazer pena ! quero ver como ficarao com a reeleição do Bolsonaro pois 2 anos sem corrupção "è inadimissivel" !!!!!!
    Dóeria é um perfeito babaca. Só esta visando promoção politica, mais nada !!!!

    1. Bolsonaro tá pouco se lixando para que essa vacina chegue à população! kkk
      Quem acelerou esse processo foram os governadores dos ESTADOS, que pressionaram desde o início. Qual foi o primeiro local a receber e plicar a vacina? São Paulo. Quem presidiu a primeira cerimônia de vacinação no Brasil? O governador Dória. Deveria ter sido o presidente né, mas Bolsorano é o presidente mais inepto da história kkkk E até agora não fez um pronunciamento sequer!

    2. Parabéns presidente Dória! botou o Cbozo negacionista da parede

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

China tem a primeira morte por Covid-19 em oito meses

Foto: WANG ZHAO / AFP

A China anunciou nesta quinta-feira a primeira morte por Covid-19 em oito meses, enquanto o país detecta uma série de novos surtos e pouco antes da chegada da equipe da Organização Mundial de Saúde (OMS) encarregada de investigar a origem do novo coronavírus em Wuhan, onde a doença foi registrada primeiro, em dezembro de 2019.

O país havia conseguido praticamente erradicar a doença em seu território graças a fortes medidas de controle de movimento, ao uso de máscara, a confinamentos e a aplicativos de rastreamento.

Nos últimos dias, porém, vários surtos reapareceram — embora o número de casos de transmissão local seja baixo se comparado aos números registrados em outras partes do mundo.

Nesta quinta-feira, o governo da China anunciou o maior número de infecções diárias desde março de 2020. A maioria dos novos casos se concentra em Hebei, província que circunda a capital e onde algumas cidades já estão em quarentena. Segundo autoridades, a vítima é dessa região, onde houve 81 casos em 24 horas. O último óbito no país por causa da pandemia havia ocorrido em maio de 2020.

No total, a Comissão Nacional de Saúde informou em um comunicado que foram registrados 138 novos casos, em comparação aos 115 do dia anterior, marcando o maior aumento desde 5 de março do ano passado. Desde o início da pandemia, mais de 97 mil pessoas foram infectadas na China e 4.635 morreram por causa da Covid-19.

Com o aumento dos casos, autoridades têm adotado medidas mais duras. Heilongjiang, uma província vizinha da Rússia, declarou “estado de emergência” na quarta-feira. Seus 37,5 milhões de habitantes não podem deixar a província, exceto em casos de urgência, e reuniões foram canceladas. Uma das cidades da província, Suihua, de mais de 5 milhões de habitantes, já havia sido colocada em quarentena na segunda-feira, com moradores proibidos de sair de casa e com o transporte público suspenso.

O aumento dos casos preocupa o governo com a chegada do Ano Novo Chinês, que este ano cai em 12 de fevereiro, porque a data causa o deslocamento de milhões de pessoas. No entanto, autoridades acreditam improvável que o país registre uma alta disseminação do vírus.

OMS chega à China

Em meio ao avanço da pandemia no país, uma equipe da OMS chegou à cidade de Wuhan para investigar a origem da Covid-19. O trabalho irá demorar para começar, já que os especialistas precisarão ficar em quarentena por duas semanas.

A visita da OMS é extremamente sensível para o governo chinês. Prevista para a semana passada, ela havia sido cancelada de última hora por falta de autorizações necessárias. O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, chegou a lamentar que os pesquisadores não puderam visitar o país antes.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Gado, vaca e a boiada inteira são você e sua família. Essa politização de qualquer folha que caia de uma árvore, típica de massa de manobra alienada que tem profunda convicção que sabe de tudo. Só ignorantes e analfabetos. Mas democracia é isso: voz para toda 'qualidade' de gente.

  2. Que mentira grosseira! Esses canalhas do PC chinês são mentirosos profissionais. E ainda querem que os otários aqui no Ocidente acreditem nas mentiras que eles divulgam.

  3. interessante no ano novo chinês, não irá ocorrer a disseminação da doença. Na china funciona o melhor lockdown da imprensa e de direitos humanos, mas existe pessoas que defendem este sistema.

    1. Que sistema? Se a China for comunista então viva o comunismo. Porque a China é muito maior que nosso Brasil capitalista. Muito mais forte. Muito mais rico? Ou estou enganado?

  4. Claro… 1,5bi de habitantes e origem da praga; mas ninguém morre por lá, só o resto do planeta. Transparência total.

    1. Esseestranho que por aqui reclamam que toda morte se atribui ao covid. Mas quando e o contrário reclamam também. Gado adora ficar de mu mu mu

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Alvo de racismo, primeira prefeita eleita em Bauru é jovem, negra, evangélica e conservadora

Foto: Reprodução/Instagram

Primeira mulher eleita prefeita de Bauru, jovem, negra, evangélica e conservadora. Assim pode ser descrita a jornalista Suéllen Rosim (Patriota), 32, que no último domingo venceu a eleição para a prefeitura da cidade localizada a 329 km de São Paulo.

Numa disputa em que seu partido entrou com chapa pura e em que teve apenas 14 segundos de tempo de TV no horário eleitoral no primeiro turno, Suéllen derrotou o médico e ex-vereador Raul Gonçalves Paula (DEM), 59, que estava em sua segunda tentativa de chegar à prefeitura.

A jornalista obteve 89.725 votos, 55,98% dos votos válidos, ante os 44,02% do adversário, que recebeu 70.558 votos e tinha uma coligação formada por mais três partidos —PSL, PP e MDB.

No primeiro turno, Suéllen já tinha liderado, mas com placar de 36,12% a 33,28%. O atual prefeito, Clodoaldo Gazzetta (PSDB), que tentava a reeleição, obteve 8,91% e ficou fora do turno final.

Evangélica, com um vice católico, o médico Orlando Dias (Patriota), 66, ela disse não ter enfrentado problemas em relação à religião, mas o mesmo não pode ser dito sobre a sua cor.

Nessa segunda-feira (30 de novembro), por exemplo, Suéllen recebeu mensagens racistas publicadas em um grupo de WhatsApp e em redes sociais e afirmou que não se silenciará.

Uma das mensagens dizia: “Bauru não merecia ter essa prefeita de cor com cara de favelada comandando nossa cidade. A senzala estará no poder nos próximos quatro anos”.

“São coisas que sabemos que existem e nos chateiam porque isso não é algo que nos valida ou não. Combater o racismo é desgastante, mas necessário. Tomei as medidas, registrei um B.O. pedindo providências para responsabilizar os envolvidos”, disse a prefeita eleita.

Foi a primeira disputa à prefeitura de Suéllen, mas não sua primeira eleição, já que em 2018 tentou ser deputada estadual. Foi a terceira mais votada na cidade, com 15.572 votos.

A disputa de dois anos atrás foi decisiva para que a jornalista deixasse o emprego que tinha havia oito anos na TV Tem, afiliada da Rede Globo na cidade, onde era repórter e apresentadora e no qual estava desde que se formou na Unitoledo, em Araçatuba.

“São duas coisas que não daria para conciliar. Para manter a imparcialidade necessária, seria impossível [seguir como jornalista]. A minha vinda para a política tem a ver com a conexão da rua, já que o jornalismo aproxima muito da população. A diferença é que, para ir além da profissão, a política é uma das ferramentas para resolver os problemas. Ela deve ser vista como solução, não problema.”

Problemas, aliás, é o que ela encontrará a partir de 1º de janeiro.

Além dos reflexos da pandemia do novo coronavírus, que em Bauru já resultou em 17.849 casos confirmados e 268 mortes, para uma população de 379.297 habitantes, o abastecimento de água, o tratamento de esgoto e a geração de empregos são questões que devem ser prioridades, segundo Suéllen.

A transição com Gazzetta deverá começar de imediato, de acordo com o atual prefeito.

“Parabenizo inicialmente pela campanha limpa e desejo à prefeita eleita, jornalista Suéllen Rosim, e ao vice-prefeito, dr. Orlando Costa Dias, uma gestão de sucesso e que possam contribuir com o desenvolvimento sustentável da nossa cidade. A partir de amanhã [segunda] estou colocando toda a prefeitura à disposição para um processo de transição”, escreveu Gazzetta logo após a divulgação do resultado, na noite de domingo (29).

Outro problema será como conseguir aprovar projetos na Câmara já que, sem coligação com nenhuma outra sigla, o Patriota elegeu apenas um vereador, Marcelo Afonso.

“Fizemos um só, mas foi uma característica geral, com muitos partidos elegendo poucos nomes. Houve disputa até ontem [domingo], agora a apuração já terminou. Temos de dialogar para trabalhar o bem comum, que é Bauru.”

O Legislativo local tem 17 cadeiras e terá, a partir de 1º de janeiro, políticos de 13 legendas. Só PSL, DEM, MDB e Republicanos conseguiram duas vagas cada um.

Dos eleitos à Câmara, apenas três são mulheres. Suéllen disse esperar que sua eleição contribua para que a “porta permaneça aberta para que outras mulheres continuem passando por ela”.

Mulher, primeira prefeita, jovem, negra, evangélica e conservadora. Falta algo? “Eu acrescentaria que vou governar para todos. Ao longo da minha carreira construí uma zona de conforto entre as duas frentes [profissão e política]. Hoje tenho diálogo extremamente aberto com todos, até porque não tem como ser diferente.”

RAIO-X
Suéllen Rosim, 32

Prefeita eleita de Bauru (SP) pelo Patriota, é natural de Dourados (MS). Era jornalista até disputar sua primeira eleição, em 2018, quando tentou se eleger deputada estadual em São Paulo. Declarou na eleição deste ano ter patrimônio de R$ 1.659,92 (poupança, previdência privada e título de capitalização)

Folha de São Paulo

 

Opinião dos leitores

  1. O interessante q a questão de vota ou não na câmara é por partido e não pelo bem comum. Principalmente vereadores deveriam votar pelo bem comum, creio eu. Sobre essa discursão sobre racismo é fazer o que ela fez, procurou os meios legais e pronto. É governar pelo povo e para o povo mas sem ficar com esse vitimismo de racismo. Bola pra frente e que faça uma boa administração.

  2. Paulo e sua máquina de ódio, sossega cara. Se esquerdista gostasse de macumba, no governo Lula não tinha explodido o número de evanjegues.

    1. O esquerdista não gosta do cristianismo.
      Gosta de macumba, de liberação de drogas, de marcha de vadias com peitos de fora, gosta de ir a parada gay, e passa dia e noite falando mal do cristianismo e de Bolsonaro.
      E também dos negros que não forem seguidores de Maduro e de Lula, caso da prefeita.

    2. Paulo, você tem sérios problemas e precisa procurar um psicólogo para se tratar.

  3. Será q a terraplanista conservadora vai dizer q não existe racismo no Brasil apos ter sofrido?
    Eu nao duvido nada dessa turma. Eles vivem uma distopia total.

    1. Esquerdismo é doença.
      O esquerdismo tenta provocar guerras raciais para se dar bem.
      A esquerda se alimenta do caos e desgraça .
      Lula comemorou a chegada do corona vírus.
      A escravidão acabou há 140 anos e o esquerdista passa dia e noite falando em racismo.
      Daqui a 200 anos, se ainda houver esquerda, o fanático esquerdista continuará com mimimi, dizendo que existe um racismo estrutural.
      So nos Estados Unidos e Brasil a imprensa passa dia e noite incentivando o "ódio" e o quebra quebra.

  4. Dizer que é a prefeita eleita é muito gata, é politicamente incorreto? Pois eu achei Suellen muito bonita e desejo-lhe uma profícua gestão. Espero não ser patrulhado pela esquerda, já que todo e qualquer comentário é condenado.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Juíza será primeira brasileira a presidir Tribunal de Apelação da ONU

Martha Halfeld de Mendonça Schmidt, iintegrante do Tribunal de Apelações da ONU: ela foi escolhida para ser a presidente do órgão a partir de 1º de janeiro de 2021. Foto: Arquivo Pessoal/Divulgação

Muitos conflitos no mundo acontecem por equívocos na comunicação e podem ser resolvidos com um sistema de prevenção que estabeleça uma comunicação eficaz entre as pessoas, principalmente no ambiente corporativo.

Essa é a visão da juíza Martha Halfeld de Mendonça Schmidt, que é integrante do Tribunal de Apelações da ONU (Unat – The United Nations Appeals Tribunal) e foi escolhida, por unanimidade, para ser a presidente do órgão a partir de 1º de janeiro de 2021.

Em conversa com a coluna, a juíza, que também atua na Vara do Trabalho de Juiz de Fora (MG), afirmou que muitos atritos podem ser sanados ou evitados com uma política de prevenção, o que reduziria as demandas enviadas ao Judiciário por colaboradores de empresas que se sentem desrespeitados. Para ela, a ONU já aplica esse sistema entre seus membros e é um bom exemplo dessa cultura de prevenção.

“O estabelecimento de uma mediação como forma de prevenção das demandas que chegam no Judiciário pode significar um melhor desempenho da empresa, uma melhor imagem da empresa perante a sociedade, pode significar eficiência administrativa, porque o empregado se sente respeitado, ouvido”, enfatiza Martha Halfeld.

A eleição da juíza para presidir o Tribunal de Apelações da ONU é histórica. Escolhida por unanimidade para um mandato de um ano como presidente, ela já atua no tribunal desde 2016 como membro. Para ela, chegar à presidência é o reconhecimento de uma trajetória dedicada ao Direito.

“É uma satisfação de ordem pessoal, mas transcende isso porque eu acho que é também uma demonstração pública de que talvez possa ser objeto de aspirações futuras de profissionais do Direito”, destaca.

Martha Halfeld espera que o mandato inédito abra caminhos para que outros brasileiros participem ativamente da ONU, já que o Brasil não tem tido cargos de destaque em organizações internacionais.

“Nesse ponto, parece uma posição estrategicamente relevante. Isso aumenta a minha responsabilidade, tem toda uma tradição de diplomacia brasileira, de respeitabilidade, de boa-fé nas iniciativas”, conclui a magistrada.

Matheus Leitão – Veja

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

FOTOS: Assembleia Legislativa do RN realiza primeira sessão remota da história

Fotos: Eduardo Maia

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte realizou nesta terça-feira (7), pela primeira vez na história do Parlamento Estadual, uma sessão plenária remota usando plataforma de videoconferência. Os deputados estaduais se reuniram pela internet para deliberar, discutir e votar projetos. O expediente presencial da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte está suspenso desde o dia 18 de março até dia 30 de abril, como medida para evitar o avanço do novo Coronavírus (Covid-19) no Estado.

O Brasil é o primeiro país no mundo a fazer votação remota em seu Parlamento. A Assembleia do RN segue o exemplo de outras Casas Legislativas pelo país, que já começaram a adotar a medida, como o próprio Congresso Nacional. A Câmara dos Deputados regulamentou o Sistema de Deliberação Remota (SDR) este mês e está em uso, assim com o Senado. As Assembleias Legislativas de Espírito Santo, Florianópolis, Alagoas, Mato Grosso, São Paulo, Amapá, Paraná, Amazonas, Bahia, Santa Catarina, Ceará, Goiás são alguns dos exemplos que seguiram a mesma iniciativa.

A medida, segundo o presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), visa dar condições ao Parlamento para debater e aprovar projetos importantes que podem auxiliar as ações de combate à pandemia nesse período de isolamento social. “Estamos assegurando a tramitação de projetos de lei desenvolvidos pelos deputados estaduais e as medidas adotadas pelo Legislativo no Rio Grande do Norte, preservando a saúde dos parlamentares, servidores e população, minimizando os riscos das sessões presenciais”, observa Ezequiel.

De acordo com o diretor de Gestão Tecnológica da Casa, Mario Sérgio Gurgel, pelos procedimentos instituídos no SDR, serão admitidos pronunciamentos referentes ao tema pautado, pelo prazo improrrogável de 5 minutos, de acordo com o Regimento Interno. Semana passada, os deputados estaduais passaram por treinamento online e cadastramento do equipamento para instalar o aplicativo desenvolvido internamente pela Diretoria de Gestão Tecnológica da Assembleia potiguar – aprovado de acordo com as regras do Senado Federal. Além do SDR, a Diretoria de Gestão Tecnológica desenvolveu um aplicativo com senhas criptografadas e reconhecimento facial, elevando a segurança cibernética e jurídica ao processo legislativo de votação.

Os 24 deputados da Casa podem participar das sessões plenárias através de qualquer dispositivo digital, sejam eles desktops, notebooks, tablets ou mesmo smartphones. A Assembleia Legislativa manterá o protocolo durante a sessão virtual de modo a dar acesso à população ao que é deliberado entre os parlamentares. As sessões serão transmitidas pela TV Assembleia, no canal aberto 51.3, no site da ALRN e nas redes sociais @assembleiarn.

ALRN

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Pesquisa XP/Ipespe: 32% consideram governo Bolsonaro ótimo ou bom, 39% ruim ou péssimo e 28% regular

Foto: Reprodução

Apesar de manter estável sua avaliação negativa, o presidente Jair Bolsonaro viu uma piora em sua popularidade no início de seu segundo ano de mandato, aponta a mais recente pesquisa XP/Ipespe realizada entre 13 e 15 de janeiro e divulgada nesta quinta-feira (16).

De acordo com o levantamento, no primeiro mês de 2020, 32% avaliaram a administração federal como ótima ou boa, contra 35% em dezembro (ficando dentro da margem de erro de 3,2 pontos percentuais). Ruim ou péssimo se manteve em 39%, enquanto a avaliação regular passou de 25% para 28% entre dezembro e janeiro.

No caso da expectativa dos entrevistados, também houve uma piora. 40% tem uma projeção ótima ou boa para o restante do mandato de Bolsonaro, contra 43% no mês passado. Este foi o índice mais baixo já registrado neste quesito desde o início da série em novembro de 2018.

Já a expectativa ruim ou péssima passou de 34% para 33% e a “regular” saiu de 19% em dezembro para atuais 20%.

Infomoney

Opinião dos leitores

  1. Se juntar otimo/bom com regular, dá 60% de aprovação. Muito alta, se considerarmos que trava uma batalha diaria contra uma mídia hostil, um STF que quer ser executivo e um Congresso que só pensa nas proximas eleições. Intenções boas, equilibrio emocional e maturidade sofriveis, equipe de ministros ótima, mas assessoria institucional péssima.

    1. Eis aí a grande questão. Cortaram as mamatas, não se vê bandeiras vermelhas em mãos de parasitas. Acabou a Farra!

    1. Opa também não meu ouviram e eu acho uma excelente merda!!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Natal terá a primeira MARATONINHA do Nordeste

As inscrições já estão abertas para a primeira Maratoninha da cidade do Natal e a primeira que acontece na região Nordeste. O evento busca integrar a criança e a família com atividade física. A corrida de rua vem crescendo em todo o Brasil e para fazer com que a criança tenha referência com o esporte é preciso o envolvimento dos pais.

Estão sendo esperadas três mil pessoas entre crianças e responsáveis, em uma prova que acontecerá na Avenida Engenheiro Roberto Freire, em área plana, e cartão postal da cidade do Natal.

A Maratoninha também visa a inclusão social, então as crianças que possuem alguma deficiência poderão participar do evento e da festa, porque onde tem criança tem festa e alegria, para isso a coordenação da Trilhando Esportes está preparando várias atrações. Para participar dessa festa, basta ter entre 3 e 10 anos de idade. A largada acontecerá às 7 horas da manhã, em várias etapas, com distâncias de 100 a 600m.

Serviço:

Data do evento: 24/11/2019
Local: Av. Roberto Freire próx. a Ponta Negra Fiat
largada: 7h
Idade: 3 a 10 anos
Distância: 100 a 600 m
Inscrições: www.maratonadonatal.com.br
Mais informações através do e-mail: trilhandoesportes@gmail.com

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Primeira advogada trans do interior do RN será diplomada nesta quinta na OAB em Mossoró

Foto: cedida

O portal Justiça Potiguar noticia, com informações do Blog da Carol Ribeiro, em Mossoró.“Me graduei na Ufersa (Universidade Federal Rural do Semi-Árido), universidade que amo e prezo muito, e colecionei vários “títulos” que só revelam a exclusão das pessoas trans no ambiente acadêmico: sou a primeira mulher trans a obter o bacharelado em Direito da Ufersa, a primeira mulher trans a ingressar num curso de pós-graduação em Direito na Ufersa, a primeira mulher trans a ser representante discente num colegiado de pós-graduação e a primeira mulher trans a ingressar num Mestrado em Direito no interior do Nordeste”, disse em entrevista recente.

Maitê também possui experiência profissional trabalhando enquanto fotojornalista e noticiando a pauta sindical em Mossoró e região. Veja mais aqui 

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Japão aprova primeira experiência de hibridização entre humanos e animais

(ugurhan/Getty Images)

Pela primeira vez, a ciência japonesa vai fazer fazer experiências com seres híbridos, com células humanas e de animais de outras espécies. Até o início deste ano, era terminantemente proibido no Japão desenvolver qualquer tipo de pesquisa com embriões de bichos que contivessem células humanas.

Em março de 2019, o ministro da educação e ciência do país autorizou a prática. Ainda assim, ninguém pode sair fazendo pesquisas com quimeras (esses seres com células de mais de uma espécie) no quintal – pelo menos, não legalmente. Pesquisas específicas precisam ser submetidas e autorizadas pelo comitê do mesmo ministério.

A primeira aprovação governamental veio agora, para o pesquisador Hiromitsu Nakauchi. Especialista em células-tronco, ele esperava pelo consentimento do governo para o seu projeto há dez anos.

A pesquisa será conduzida pela Universidade de Tóquio em conjunto com a Universidade de Stanford. O cientista pretende transplantar células humanas em embriões de ratos e camundongos. Então, os embriões serão inseridos no útero da mãe para se desenvolverem normalmente.

Mas esses camundongos híbridos não chegarão a ter uma vida fora do útero. O experimento deve ser interrompido depois de 14 dias, apenas tempo suficiente para verificar como se desenvolveram os órgãos dos animais experimentais.

Há uma preocupação ética muito grande em estabelecer os limites de desenvolvimento desses animais híbridos. Ainda não se sabe que efeitos as células humanas podem ter sobre diferentes aspectos do organismo do animal – como as células sexuais ou o cérebro. Mas, para evitar o pânico, já avisamos que o efeito deve ser bastante pequeno. Quanto mais inicial a pesquisa, menor a proporção de células humanas usada no experimento – e mais provável que elas tenham quase nenhuma contribuição na constituição final do organismo do bicho.

O grande mistério é justamente, verificar o que acontece conforme a proporção de células humanas usadas aumenta. Mas a ciência das quimeras ainda não atingiu esse patamar, mesmo fora do Japão. Nos Estados Unidos, já foram criados embriões de porco e ovelha contendo células humanas. São animais maiores e mais complexos, mas algumas preocupações seguem sendo as mesmas – e também nesses casos os fetos híbridos não chegaram a nascer.

Com um debate ético tão complexo, é natural que surja a questão: para que tudo isso? O uso mais propagandeado para as quimeras do futuro é o transplante de órgãos. Faltam órgãos humanos saudáveis que possam ser transplantados a pessoas doentes. Há décadas, cientistas sonham em poder cultivar órgãos humanos em outros animais – e aprender muito sobre genética no caminho.

Muito por isso, a equipe de Nakauchi busca concentrar as células humanas na formação de um órgão específico no corpo dos ratos. Primeiro, são feitas alterações no embrião do animal para que ele não tenha o gene necessário para o desenvolvimento de um órgão – o pâncreas, por exemplo. Então, os pesquisadores injetam células-tronco humanas, que podem originar qualquer tecido do corpo. De maneira muito simplificada, o objetivo é que o organismo do animal use as células humanas para produzir o órgão que ele não consegue fabricar por si só.

Esse experimento já foi feito em 2017 pela equipe de Nakauchi, mas usando células de camundongos em embriões de rato. Por se tratarem de espécies geneticamente próximas, o rato produziu um pâncreas feito inteiramente de células de camundongo. Esse órgão foi então transplantado para um camundongo diabético. E deu certo: o pâncreas controlou os níveis de açúcar no sangue e curou o camundongo da doença.

Acontece que fazer isso com humanos é bem mais complicado. No caso do experimento com ovelhas, o embrião resultante resistiu à intervenção. A maior parte das células humanas foi descartada pelo organismo, justamente por causa da distância genética entre as duas espécies. Na fase final do experimento, os órgãos das ovelhas continham quantidades ínfimas de células humanas, insuficientes para fazer qualquer diferença. Foi um balde de água fria nos cientistas que sonhavam com “fábricas animais de órgãos humanos” – mas uma contribuição essencial para a tão complexa ciência das quimeras.

Super Interessante

 

Opinião dos leitores

  1. As UFs daqui já fazem isso há anos. Especialmente na área de humanas. Não vou mencionar os bichos para não dar confusão.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Sesap realiza primeira captação de órgãos deste ano

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), por meio da Organização de Procura de Órgãos (OPO) do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (HMWG), realizou nesta quarta-feira (08), a primeira captação de órgãos deste ano. Foram retirados os dois rins de um doador com morte encefálica comprovada. Apesar do Rio Grande do Norte realizar o transplante de rim e possuir pacientes na fila de espera, não foi encontrado nenhum receptor compatível. Por essa razão, os órgãos extraídos serão enviados, na tarde de hoje, para o Rio Grande do Sul, onde há um paciente receptor.

Os rins seguirão do HMWG, armazenados em uma caixa térmica, direto para o aeroporto Augusto Severo, em um voo comercial, sob a guarda do comandante da aeronave. Chegando ao destino, será imediatamente levado para a unidade de saúde onde será feito o procedimento cirúrgico.

O sucesso da captação dos rins só foi possível graças à ação conjunta de vários atores como a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Macaíba (onde o paciente estava internado), o HMWG (que realizou a captação dos órgãos) e o Samu Metropolitano (que fez o transporte do paciente).

Opinião dos leitores

  1. Frisando ainda, Armando, que as vezes o que estamos querendo dizer é que a "mera presença" de policiais (em duplas) a pé ou de carro, fazendo rondas, um posto policial aberto com efetivo mínimo necessário de homens e veículos para intervenções rápidas ou mesmo somente assistência, já SERVEM PARA "INIBIR" a ação de possíveis criminosos. Essa me parece a questão de fundo, A PRESENÇA INIBIDORA. Não estou querendo tecer comentários sobre toda a complexidade que envolve a questão da Segurança como um todo, pois quando se trata de "outras inseguranças no país" a culpa é sempre do Governo Federal e esquecem de que essa complexidade descrita pelo senhor existe e influencia fortemente o esquema todo, além dos fatores já expostos nos filmes TROPA DE ELITE I E II.

  2. Armando, a questão não é de se botar a culpa em alguém. pois não atribuí a culpa a ninguém especificamente, só descrevi o quadro da SEGURANÇA PÚBLICA NO RN. Porém acredito que muita gente deve saber quem é RESPONSÁVEL por tal GARANTIA CONSTITUCIONAL consolidada no DIREITO ADMINISTRATIVO, não é?
    Isso mesmo, o(a) responsável é o(a) GOVERNADOR(a) do Estado, que nomeia um Secretário competente para SERVIR a pasta (e não apenas para se promover, se filiando a partidos políticos e se viabilizando para candidaturas como temos visto em nossas plagas) e dá todas as condições viabilizando a construção de um Plano de Segurança dentro das possibilidades e limitações que estão postas. Planejamento, essa palavra que nesse Governo atinge os maiores patamares de calamidade, pois não somos ingênuos ao ponto de afirmar que o tema Planejamento já foi muito melhor tratado em outros governos, mas verificamos que nesse atual Governo esse é um dos piores temas retratados. Sem CREDIBILIDADE não há LIDERANÇA. Sem LIDERANÇA não há VISÃO DE FUTURO, CONFIANÇA E MOTIVAÇÃO. Sem PLANO DE GOVERNO ou mesmo, sem VISÃO DE ESTADO, nos limitamos ao velho e carcomido "FEIJÃO COM ARROZ" da politicagem do "toma lá dá cá" da politicagem mesquinha recheada de CORONELISMO, ARROGÂNCIA, PREPOTÊNCIA, FALTA DE DIÁLOGO COM A SOCIEDADE, INSTITUIÇÕES, ÓRGÃOS, ENTIDADES POLÍTICAS E SOCIAIS, ETC, não se pode vislumbrar outra coisa senão o CAOS instalado que já supera e muito, o desastre protagonizado pela BORBOLETA MICARLA, apoiada pelos mesmos interlocutores, que hoje fogem da Rosa de Mossoró como o diabo foge da cruz, na liderança do Senhor José Agripino Maia.
    Assim, Armando, se vc reparar bem o que escrevi, ou melhor, transcrevi de uma reportagem que já está em todas as edições de jornais do estado, é a pura realidade, sem qualquer juízo de valor direto, apenas uma alusão aos apelos propagandísticos de que estão sendo investidos recursos na tal SEGURANÇA PÚBLICA, que não consegue mais nem proteger os seus servidores, quanto mais a sociedade que paga os seus salários. É ou não é a DECRETAÇÃO DA FALÊNCIA?

  3. Amigo marco Aurelio você não deve botar a culpa toda na policia, quando esses bandidos forem presos pela policia vai se constatar o seguinte 1 já foram presos anteriormente, 2 no minimo um ou dois esta no regime semi aberto 3 um ou mais esta foragido do sistema prisional porque tinha bom comportamento e foi passar o natal em casa, 4 no meio do bando tem menor infrator e nois sabemos o que da para o menor ou seja nada. Então por fim a policia não e deus e nem deputado.

  4. RETRATO DA SEGURANÇA PÚBLICA NO RIO GRANDE SEM SORTE:
    POLÍCIA – 08/01/2014 – 14:01
    "Delegada é assaltada na praia de Zumbi, procura a polícia e não consegue achar."
    "A gente sabe que o assalto pode acontecer, mas é complicado procurar o atendimento da polícia e não conseguir. Fica o sentimento de revolta". O relato é da delegada Virgínia Karla Gomes, que foi uma das vítimas de um assalto a uma casa na praia de Zumbi, no litoral Norte do estado. Assessora da Corregedoria Geral da Secretaria Estadual de Segurança Pública do Rio Grande do Norte (Sesed) e integrante do Conselho Superior da Polícia Civil do Estado, a delegada e outras nove pessoas tiveram quase todos os seus pertences roubados na última segunda-feira (6), desabafou a delegada. (FONTE: BLOGDEASSIS)
    E AMEGA OPERAÇÃO PRAIA SEGURA, HEIN?
    E O simulador de tiros HEIN?
    E O HELICÓPTERO HEIN?
    CORRAM QUE A POLÍCIA VEM AÍ!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

Resultado da primeira fase do vestibular da UFRN sai amanhã

A Comissão Permanente de Vestibular da UFRN (Comperve) irá divulgar às 18h desta terça-feira, 13, o resultado da primeira fase do Vestibular 2012. O resultado das provas objetivas poderá ser consultado no site da Comperve (www.comperve.ufrn.br).

Mais de 30 mil candidatos concorrem as 6.209 vagas oferecidas pela Instituição, distribuídas nos campi de Natal, Currais Novos, Mossoró, Caicó e Santa Cruz.

Fonte: DN Online

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *