Saúde

VÍDEO: Reunião transmitida nas redes sociais de Bolsonaro citada como ‘gabinete paralelo’ mostra médicos em discussão com o presidente sobre vacinas

Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro recebeu de médicos defensores da cloroquina a sugestão de criar um ‘gabinete das sombras’ para também participar das discussões sobre vacinas. Numa reunião em setembro do ano passado no Palácio do Planalto, o virologista Paolo Zanotto, que chegou a colocar em dúvida a eficácia e necessidade de imunizantes contra a Covid-19, informou a Bolsonaro que encaminhou a ideia do ‘shadow board’ ou ‘shadow cabinet’ ao então assessor especial da Presidência, Arthur Weintraub.

— É como se fosse um ‘shadow cabinet’ (gabinete das sombras, em tradução literal), esses indivíduos não precisam ser expostos, digamos assim, à popularidade — reforçou Zanotto ao presidente.

A reunião ocorreu em 8 de setembro de 2020, quando o governo brasileiro – já com Eduardo Pazuello no Ministério da Saúde – havia recebido propostas para a compra de vacinas de farmacêuticas como a Pfizer, mas não deu resposta. O evento foi organizado pelo deputado e ex-ministro Osmar Terra (MDB-RJ), apontado pela CPI da Covid como um dos integrantes do “gabinete paralelo” que patrocinou o uso da cloroquina no governo. Nenhum dos participantes usava máscara de proteção.

Na época, a reunião foi transmitida ao vivo nas redes sociais do presidente Jair Bolsonaro. (VÍDEO EM O GLOBO AQUI).

‘Não precisam ser expostos à imprensa’

Trechos dos vídeos ganharam destaque nesta sexta-feira após divulgação pelo site Metrópoles. No encontro, que contou com a presença de médicos como Nise Yamaguchi, Bolsonaro aparece sentado ao lado de Osmar Terra. O presidente chega a delegar funções ao deputado, a quem se refere como o “galo” do grupo e “assessor”, responsável por fazer contato com o então ministro Pazuello. Os médicos, por sua vez, chamam Terra de “padrinho” e o agradecem por ter promovido o encontro.

— Temos problemas para tratar desse assunto. Vou entrar em contato imediatamente com o ministro da Saúde para ver a saída para isso aqui, e aviso. Ou então você mesmo, esse meu assessor aqui, entra em contato com Pazuello — diz Bolsonaro, indicando Osmar Terra, que responde:

— Sim senhor.

Os médicos, por sua vez, chamam Terra de “padrinho” e o agradecem por ter promovido o encontro.

— O desenvolvimento vacinal que a gente está vendo hoje começou em janeiro, fevereiro. Com todo o respeito, é lógico que a gente tem que querer vacina, ou talvez não, porque o grande problema dos coronavírus é que eles têm intrinsicamente problemas no desenvolvimento vacinal (…) Mas a gente não tem condição de dizer neste momento que a gente tem qualquer vacina que poderia estar realisticamente no que a gente chama de fase 3. Isso é muito sério. A minha sugestão, até enviei uma mensagem para o Executivo, mandei uma carta para o Weintraub, para o Arthur, que talvez fosse importante se montar um grupo, e a gente poderia ajudar, eu não vou fazer parte desse grupo, não sou especialista em vacinas, mas gostaria de ajudar o Executivo a montar um ‘shadow board’ — disse Paolo Zanotto.

E acrescentou:

— De uma certa forma, o meu interesse está em dar ao Executivo no Brasil a chance de contatar alguns dos melhores pesquisadores do Brasil em áreas que são fundamentais para vocês poderem desenvolver coisas importantes, como se fosse um ‘shadow cabinet’, eles não precisam ser expostos, digamos assim, à popularidade, à imprensa.

Em outro momento, Bolsonaro se dirige ao Conselho Federal de Medicina (CFM) em defesa do uso da hidroxicloroquina no ‘tratamento preventivo’ do novo coronavírus. Em julho daquele ano, a Organização Mundial da Saúde (OMS) já havia emitido posição contrária ao uso do medicamento em pacientes da Covid-19.

— Um médico está sendo perseguido no seu Estado por receitar hidroxicloroquina para o tratamento preventivo da covid-19. Não sou advogado, vou consultar a quem de direito, para ver o que pode ser feito. Mas, como sugestão, talvez coubesse ao CFM fazer uma dessas ações preventivas, pode ingressar no Supremo Tribunal Federal. Afinal de contas, estamos tratando de vidas. Quem tem que receitar não é o presidente, não é o governador, é o médico — disse Bolsonaro.

Na CPI da Covid, a secretária de Gestão do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, alegou que a pasta nunca indicou tratamentos para a Covid-19. Ela disse que defende apenas o tratamento na fase inicial da doença, para quem já se contaminou, e não como uma alternativa para evitar a contaminação.

Bolsonaro também defendeu o envio de cloroquina diretamente às prefeituras, porque alguns estados estariam retendo o produto. Segundo ele, foi o que ocorreu em Porto Seguro, no sul da Bahia.

— Há 15 dias, chegou um relatório para mim da Saúde sobre os estados , levando-se em conta estoque de hidroxicloroquina, e pedidos. A maioria não está pedindo. Inclusive alguns colegas médicos, uma lá de Porto Seguro [pedindo] para não entregar ao estado, para poder entregar para a secretaria municipal, senão seria retido também o material — afirmou Bolsonaro.

Ele também disse ter conversado com o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, para liberar o envio de insumos da cloroquina ao Brasil em 2020.

— Como eu havia sido a personalidade do ano na Índia, é um por ano, entrei contato com Modi, primeiro-ministro, ele abriu exceção, mandou, precisávamos de insumo de hidroxicloroquina para cá. Então, nós temos material. Agora, não vamos com toda certeza mandar para os estados. Temos a preocupação de ficar retidos. Agora para a prefeituras que pedem, pedidos que chegam para nós, a gente manda para a Saúde, eles analisam, e fazem com que chegue em cada município. O problema que a gente tem. E mandar para o governador, o governador pode querer guardar — disse o presidente.

O Globo

 

Opinião dos leitores

    1. Gado, eu me pergunto como deve classificar uma criatura como vc que defende regimes como o de Cuba e Venezuela, logico sem falar no desgoverno da argentina.

  1. Maíra Cibelle, quanto ódio, vc têm no seu coração! Seja petista, defensora do presidente mais corrupto da história Repúblicana do Brasil. Mais, sem tanto ódio no coração. João Macena.

  2. Cada dia tenho mais orgulho do meu voto. Chega logo 2022. #FechadosComBolsonaro
    #LulaLadrão

  3. Minha nossa !!! Brincaram com as nossas vidas …Que pessoas ruins e desumanas são essas !!!!!! A cada dia que passa tomo mais NOJO do governo desse Bozo maldito e da sua cambada de cães.

    1. VC NÃO ENTENDEU NADA PETISTA DE NENHUMA INTELIGÊNCIA NINGUÉM BRINCOU COM SAUDE DE NINGUÉM E NÃO TEM NADA A VER COM GABINETE PARALELO
      NOJO VC DEVIA TER DE VOTAR NO MOLUSCO CACHACEIRO Q AFUNDOU O BRASIL
      CONSTRUIU ESTÁDIOS ROUBOU BILHÕES E DEIXOU A SAUDE SUCATEADA E A EDUCAÇÃO COM 10 ANOS DE ATRASO

  4. É surreal! São um bando de irresponsáveis! Osmar Trevas! Osmar Terraplana! Viva o 3o mundo!

  5. Copolla não seria considerado gênio do cinema no gênero máfia e gangster nos dias de hoje. Seria fichinha comparado a real do governo bolsominion. Só que na vida real, temos quase 500 mil mortes e uma cratera sem fim com o país dentro.

  6. Difícil não é a pandemia pelo covid, é ver analfabetos, como o logo acima, defensor de ladrões e trapaceiros, querer entender de Medicina, tudo com o objetivo de voltar ao poder. Triste do nosso país, que passou uma década e quatro anos no atraso, sendo roubada, vilipendiada, massacrada e enojada, por um bando de irresponsáveis, por sorte vamos até 2022 e com esteira até 2026, quem sabe assim, possamos de ter um Brasil de vergonha.

    1. E vc acha mesmo que no governo do MINTOmaníaco não tem corrupção? Kkkkkk. A única diferença entre lulaladrao e o MINTOmaníaco nessa área eh que o MINTOmaníaco não teve tempo o suficiente pra roubar e deixar roubar como lulaladrao e o PT tiveram, já que o PT ficou 14 anos e o presidente inepto só está há dois anos no poder…

  7. O satanás e sua legião reunida e planejando como aumentar os mortos. Parabéns, fizeram um ótimo trabalho 👏👏👏

  8. Quando Osmar Terra fala, o inferno estremece em festa e o demônio dá altas gargalhadas… O enviado do satanás!
    Um dia irás pagar as vidas perdidas… miserável.

  9. Brincaram com a vida de milhões de pessoas.
    Em um país sério, esse facínora e a turma dele, já estaria preso há muito tempo.

    1. PETISTA DE NENHUMA INTELIGÊNCIA
      NUM PAIS SERIO O MOLUSCO CACHACEIRO Q AFUNDOU O BRASIL E VC DEFENDE ESTARIA APODRECENDO NA CADEIA

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Potiguar na CPI da Covid do Senado

Foto: Divulgação

Quatro especialistas foram convidados a comparecer à CPI da Pandemia na próxima quarta-feira (2) para falar sobre as medidas e protocolos médicos usados no combate à Covid-19 no país.

São os médicos Clovis Arns da Cunha, Zeliete Zambom, Francisco Cardoso Alves e Paulo Porto de Melo(potiguar, filho do jornalista Antônio Melo, figura bastante conhecida no RN). Ainda sobre o médico potiguar Paulo Porto, mora em São Paulo desde criança.

A participação de outros profissionais está prevista para a semana seguinte, no dia 11.

Conheça o currículo dos convidados:

Paulo Porto de Melo

Paulo Mácio Porto de Melo é mestre em Ciências Militares pela Escola de Aperfeiçoamento de Oficial, graduado em medicina e especialista em neurocirurgia pela Unifesp, além de presidente do departamento de Neurocirurgia Vascular e do Departamento de Defesa Profissional da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia.

Em entrevista à rádio Jovem Pan em janeiro deste ano, ele se disse contra a obrigatoriedade da vacina contra Covid-19 e alegou que os efeitos colaterais da Coronavac poderiam ser piores que contrair a doença causada pelo novo coronavírus.

O médico publicou na sua conta do Instagram uma mensagem de apoio à secretária de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde Mayra Pinheiro, que depôs na CPI da Pandemia na última terça-feira (25).

Clovis Arns da Cunha

Clovis Arns é o atual presidente da SBI (Sociedade Brasileira de Infectologia) e é professor de Infectologia na UFPR (Universidade Federal do Paraná). De acordo com o currículo lattes dele, essa é a mesma universidade em que ele se graduou e se tornou mestre em Medicina Interna. Ele é especializado em doenças infecciosas pela Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos.

Arns também é chefe do serviço de Infectologia do Hospital Nossa Senhora das Graças e diretor médico do Centro Médico São Francisco.

Em julho do ano passado, Arns e outros nove infectologistas assinaram uma carta em que recomendam que a hidroxicloroquina seja abandonada no tratamento de qualquer fase da Covid-19, e que municípios, estados e o Ministério da Saúde deveriam reavaliar as orientações de tratamento da doença.

Zeliete Zambom

Zeliete Zambom é presidente da SBMFC (Sociedade Brasileira de Medicina da Família e Comunidade), professora e coordenadora do internato em medicina da família da Faculdade São Leopoldo Mandic, em Campinas (SP).

Ela é mestra em Ciências da Saúde pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) com uma tese sobre a necessidade da medicina da família no SUS (Sistema Único de Saúde).

No requerimento em que pede o convite da médica, o senador Humberto Costa (PT-PE) argumenta que ela “conhece a situação brasileira e as políticas públicas que deveriam ter sido aplicadas. Por ser gestora e/ou médica, acadêmica e cientista de grande respeitabilidade nacional e internacional, certamente contribuirá para que os integrantes desta Comissão possam avaliar os fatos com a profundidade que merecem”.

Francisco Cardoso Alves

Francisco Eduardo Cardoso Alves é especialista em Infectologia pelo Instituto Emílio Ribas e diretor-presidente da Associação Nacional dos Médicos Peritos da Previdência Social (ANMP).

Ele é um dos coautores da nota informativa do Ministério da Saúde que dava orientações para o tratamento precoce da Covid-19, publicada em agosto de 2020, com medicamentos como cloroquina e hidroxicloroquina, que foi retirada do ar recentemente.

O senador Ciro Nogueira (PP-PI), que assina o requerimento pedindo a presença de Alves, diz que o médico possui “ampla experiência na área clínica em doenças infectocontagiosas, parasitárias e tropicais”, além de já ter atuado como intensivista em hospitais da rede pública e privada.

CNN Brasil

 

Opinião dos leitores

  1. Médicos comprometidos em salvar vidas, tendo a responsabilidade em lutar contra o vírus, exercendo a provisão acima de qualquer irresponsabilidade ideológica. Se no Brasil esses exemplos forem seguidos, termos muita chance de sair dessa pandemia com muitas vidas salvas. Oposto ao que acontece em SP, cujo governador é contra qualquer medicação, mas apoia, exige e é garoto propaganda da coronavac que não tem comprovação científica. SP é responsável por mais de 100 mil mortes nessa pandemia (mais de 1/4 do total) e a esquerda não diz que Dória é genocida.

    1. Se a Coronavac não tem comprovação cientifica , por que os orgãos competentes aprovaram, mesmo emergencial? E a Cloroquina e Ivermectina tem comprovação científica? ou é só o garoto propaganda falar, para se dizer amém?

  2. Esse médico Paulo Porto deve ser daqueles que acreditam que a vacina vai transformar a pessoa num jacaré … Bom mesmo eh cloroquina oral, nasal via nebulização como outros ” médicos” andam prescrevendo por aí…

    1. Mais uma opinião desnecessária. Como sempre não faz ideia do mundo real. É um deslocado sem noção da realidade, vive acusando tudo e todos que não se submetem as vontades do que os corruptos determinam.

    2. KKKKKK. Deslocado da realidade é quem apóia político corrupto das rachadinhas omi! Entra nesse rol também os que são contra vacinas, como o MINTO e esse médico! Apoiar cloroquina também é não fazer ideia do mundo da ciência! Opinião desnecessária é a sua e desse médico negacionista!

    1. Essa é uma decisão e medida inócua (convocação), muitos não acreditam, portanto, não prescrevem, outros acreditam e prescrevem. Façam suas escolhas, ninguém vai impedir médico de prescrever ou não prescrever no que acredita, assim, tendo desconfiança da prescrição ou não, procure outro profissional, não acredito em Omar Aziz, Renan Calheiros e Randolfe Rodrigues, eles nem sabem fazer política honesta.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

FOTO: Polícia do Rio prende médico e dono de clínica por vender atestados de comorbidade falsos para vacinas de Covid

Foto: Divulgação

Agentes da Delegacia de Defraudações da Polícia Civil do Rio prenderam nesta quinta-feira (27) em Pilares, na Zona Norte da capital, dois suspeitos de vender atestados falsos de comorbidades para vacinas de Covid.

Os presos foram identificados como Sérgio Mendes Izidoro, dono de uma clínica em Pilares, e Augusti Guedes de Carvalho FIlho, médico.

Segundo a polícia, na clínica foi constatado que ambos vendiam o atestado falso por R$ 20. “No atestado, o médico afirma que o paciente possuía comorbidade incluída no rol elencado pelo Ministério da Saúde”, explicou Daniela Rebelo, responsável pelas investigações.

No local, a polícia apreendeu medicamentos e atestados para doenças como hipertensão aterial.

O médico e o dono da cínica podem pegar até 5 anos de prisão pelos atestados falsos.

G1

Opinião dos leitores

  1. Natal teve uma chuva de atestados dados por médicos amigos. Teve família que se vacinou todos num dia. Até o papagaio.

  2. Tem que começar a vacinar todas as pessoa na sequência com menos de 60 anos que contremplarar todos sem discriminação e atingirá todas as pessoas sem distinção e sem fraude, TEMOS QUE DIVULGAR, BLOGUEIRO AJUDE A QUE TODOS SEJAM VACINADOS SEGUINDO A FILA ONDE SE INCLUIRÁ TRABALHADORES QUE NO DIA A DIA ESTÃO EXPOSTOS AO VÍRUS E POR CONTA DE SEREM SADIOS SÃO DISCRIMINADOS.

  3. Isso é uma VEGONHA. O cara ser médico e vender atestado a 20 reais. A corrupção , o roubo, a sacanagem estão enraizados no Brasil . Onde vamos parar ? Só Deus mesmo .

    1. Calma …dizem que ele VENDEU ATESTADO !!! é só contratar o advogado do ladrao Lula, STF julga, e correr para o abraço

    2. Se tivesse contratado o advogado do Flávio Rachadinho nem tinha ido preso…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Deputado e médico Albert Dickson emite nota

Em face da veiculação de notícias que circularam na manhã de hoje, em vários meios de imprensa, o médico Albert Dickson vem informar o seguinte:

De minha parte, não há cobrança de consulta para tratamento de Covid(embora essa prática não seja proibida no Brasil), esclarecendo que minha atuação é de cidadania, como uma forma de diminuir os efeitos deletérios da pandemia, os quais estão sendo suportados por toda a sociedade;

Possuo outorga do CRM(Conselho Regional de Medicina), através da Resolução 04/2020, para prestar consulta e prescrever medicação, em relação ao Covid, bem como sou detentor de titulação para esse fim;

Nunca houve qualquer difusão ou propagação de vídeo relacionado a Cloroquina, como medicamento para tratamento da Covid, embora seja defensor do uso da Ivermectina para seu tratamento precoce, entendendo que o uso dessa medicação seja um diferencial para conter o avanço da pandemia;

A defesa do uso da Ivermectina se pauta em estudos clínicos(técnicos), realizados em mais de 50 pesquisas no mundo, as quais atestam a eficácia do tratamento precoce com o a utilização dessa medicação;

Informamos que ao médico cabe a prescrição do medicamento que acha apropriado para o caso, enquanto que o seu uso é escolha pessoal de cada paciente;

No que concerne os ‘likes’ nos canais de comunicação do médico, ressaltamos que é comum aos participantes de redes sociais solicitarem o compartilhamento de ‘likes’, sem que isso possa a comprometer o atendimento oferecido ao paciente, significando, somente, a aceitação/aprovação do conteúdo pelo usuário, não havendo nenhuma ilegalidade nessa ação;

Quanto a inscrição no canal, atendemos a todos sem restrição dessa necessidade.

Esse é um momento de união contra um inimigo comum: o vírus.

Minha ação se pauta na defesa da vida, seja como cidadão, ou no exercício de minha profissão.

Estamos do lado da vida. Esse é meu propósito.

*Assessoria de Imprensa do Deputado/Médico Albert Dickson

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

MUITO GRAVE – (FOTOS E VÍDEO): Médico potiguar desabafa que “enquanto bebês de mães pobres morrem por falta de UTI neonatal”, RN mantém UTI nova e equipada fechada há mais 6 meses no Hospital Maria Alice Fernandes

O médico Madson Vidal denuncia, através de suas redes sociais, “que enquanto bebês de mães pobres ( recém-nascidos) agonizam e morrem por falta de leitos de UTI neonatal, o estado do Rio Grande do Norte mantém uma UTI nova, estruturada e e equipada fechada no hospital Maria Alice Fernandes há mais de 6 meses”.

Em seu post, em tom de revolta, o médico completa: “Quantas vidas poderiam ter sido salvas se estivessem funcionando. É inaceitável. Intolerável. Desumano. Descompromisso com a vida humana. Quem são os responsáveis?”.

Madson Vidal ainda deixa a pergunta:

“Por que Fátima bezerra e e Sesap mantém essa UTI fechada e os bebês morrem por falta de uti neonatal? Onde está o Ministério Público que permite tamanha atrocidade dos governantes? A Assembleia Legislativa e o Tribunal de Justiça do RN sabiam de tamanho absurdo?”

E desabafa:

“Vão da muitas desculpas, mas a sociedade não pode aceitar nenhuma de forma alguma as mortes dos bebês por falta de UTI neonatal e essa UTI neonatal fechada”.

Opinião dos leitores

  1. Agora entendi porque esse governo do RN Não adotou o tratamento preventivo e nem o tratamento inicial ( precoce) nas upas contra a covid.Nao está preocupado com as vidas das pessoas nem de bebês .Por isso toma certas atitudes na Saúde . Quer ficar bem a vontade para praticar as atrocidades .Será que temos que denunciar ao MP federal já que o MP estadual nada faz?

  2. Sou obrigado a concordar com o indivíduo e mudar minha opinião. Realmente esse país é o melhor do mundo com políticos e gente de bem. Não existe nada errado e estou muito feliz com segurança, educação, índice de criminalidade, 50 assessores para cada políticos, não existe venda de sentenças e tá tudo show. Antes que eu esqueça, vá pra p…q….p…

  3. Votei em Fátima acreditando q ela seria a solução ou pelo menos amenizaria os problemas do estado, mas infelizmente minha decepção é maior q minhas palavras…

  4. Vai pra conta da governadora, e os mimisentos desapareceram do Blog do BG. Pode vim o Blog é democrático cambada, vão defender o genocídio?

  5. Governo Estadual é o genocida.. uma denuncia dessas merece um impeachment. E ainda tem gente defendendo achando que o medico quer ser deputado por denunciar a genocida. Isso é criminoso.

  6. ABSURDO, que descaso do Governo do Estado com a saúde das crianças pobres.
    Cadê a GOVERNADORA para não ver isso.
    Até para as crianças está faltando UTI, já não basta mais de 500 pais de família terem morrido no RN sem direito a um leito de UTI porque o Governo do Estado não abriu leitos suficientes para a população, ainda fecharam leitos que tinham sido abertos.
    Isso é um descaso com a população carente.

  7. Achei o médico mais fazendo um discurso político do que uma denúncia ou um "desabafo".
    Personalizando o fato.
    Será que vai ser o próximo candidato a Deputado?
    Mas ta valendo.
    O que importa é que resolva.

    1. Sua atitude é típica da esquerda!!! Já que não conseguem rebater os fatos partem para o ataque pessoal.

    2. Seu veneno escorrer pelos cantos da boca. Quer encobrir o descaso das mortes?
      Qual sua motivação política para isso? Não quer admitir o problema, então não seja honesto e fique calado. Se a culpa está em algum político que você idolatra, não inverta a situação.
      A responsabilidade tem que ser em salvar e valorizar vidas e não cometer o crime da omissão e politizar tudo.

  8. Tudo dentro da normalidade, é Brasil. Terra boa de pessoas honradas, políticos maravilhosos e que estão muito preocupados com o povo. Gostaria de aplaudir essa notícia.

    1. Estou pensando se vale a pena responder a esse indivíduo. Sou apartidário e defendo o justo, pena que o povo é medíocre politicamente e reforça meu pensamento em opiniões dessa qualidade partindo de um hipócrita da sua natureza.

  9. Incrível como o governo de Fátima Bezerra é desastroso em todas as áreas: saúde colopsada, educação zero, segurança servindo para fiscalizar pais de família que querem trabalhar e não deixam. A farra das compras sem licitação em época de pandemia, tornou-se uma mão na roda para transações obscuras, os salários atrasados da gestão passada ainda em aberto (2 folhas)… pobre RN.

  10. Caso de Policia se isso for verdade, Kd a população ir lá na frente da casa da governadora protestar para a reabertura ?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Médico é espancado pelo cunhado no PR: ‘Alertei sobre a pandemia’

Infectologista foi espancado após defender lockdown Foto: Reprodução

Olho roxo, costela machucada, hematoma nos lábios e corpo dolorido. Esse é o resultado das agressões sofridas pelo infectologista José Eduardo Panini, de 31 anos, na noite da última sexta-feira (26). O médico foi espancado dentro da própria casa após defender medidas de restrição à circulação de pessoas e suspensão das atividades não essenciais no Paraná, diante do aumento de casos de Covid-19 no estado.

O agressor foi o próprio cunhado de Panini, um homem descrito pelo médico como pessoa que nunca respeitou o isolamento social e sempre se recusou a usar máscara. A discussão começou quando o familiar insistia em sair para uma festa no momento mais grave da pandemia no Brasil.

“Eu e minha esposa estávamos orientando a não ir, falando dos riscos e das medidas sanitárias tomadas. E ele reagiu de forma agressiva, com socos e chutes. Até minha mulher foi agredida. Um amigo dele, que veio buscá-lo, ainda me segurou para ele me socar. Eu alertei sobre a pandemia e a resposta foi agressão”, disse Panini.

A maior preocupação do médico era com o sogro e a sogra, que têm idade avançada e fazem parte do grupo de risco. Panini ainda apresentou dados, como o aumento de 30% na demanda por UTIs na região de Toledo e, por esse motivo, argumentou que seria prudente o cunhado dar “uma segurada”.

“Eu não sei o que aconteceu na mente dele, pois ele não é normalmente agressivo. Agora eu estou todo dolorido, com a costela machucada e o olho roxo. Eu precisava de ponto na boca, mas cuidei em casa mesmo, com gaze. Nessa imagem que publiquei (nas redes sociais) eu já estou ótimo, melhorei bastante. Na sexta-feira estava muito pior”, explicou.

A conversa com o cunhado aconteceu após Panini sair de uma reunião que determinou o que seria fechado no município de Toledo, em conformidade com o decreto do governo estadual. O infectologista ficou impressionado com os dados sobre o avanço da pandemia de forma descontrolada pelo interior do Paraná.

Situado no oeste do estado, Toledo tem 142 mil habitantes. De acordo com a Prefeitura, desde o início da pandemia 15.043 pessoas foram infectadas pelo coronavírus no município e 143 mortes foram registradas em consequência da doença.

“Eu estive otimista, achava que poderíamos resolver a pandemia neste ano. Mas entramos em uma situação que vai demorar muito para sair, com as novas variantes, a dificuldade para vacinação e a alta transmissibilidade do vírus”, disse.

Apesar da realidade adversa, Panini sustenta que “não é hora de desistir, mas de ficar firme”. O infectologista pediu apoio das autoridades e da imprensa para aumentar a conscientização da população.

José Eduardo Panini é professor da Universidade Federal do Paraná Foto: Divulgação

Panini é formado pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) e infectologista com residência médica no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, da USP. Também é especialista em infectologia pela Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) e foi professor do curso de medicina da Universidade Federal do Paraná (UFPR) no campus de Toledo.

A agressão sofrida pelo infectologista repercutiu no município. O Conselho Municipal de Saúde de Toledo condenou, em nota, o ataque ao médico e cobrou que os autores sejam identificados e punidos.

“Salientamos que o Conselho repudia qualquer ato de violência e em se tratando do atual momento da pandemia, a qual (sic) servidores atuam incansavelmente para salvar vidas aqui em Toledo, assim como no mundo todo, atos desse tipo apontam total desrespeito com o próximo e só traz prejuízos a todos os que estão na luta para que isto um dia vire apenas história”, afirmou.

Em nota, o Centro Acadêmico de Medicina de Toledo também repudiou a agressão contra o infectologista e afirmou que a comunidade acadêmica estava indignada com a situação.

“Defendemos que a pandemia seja enfrentada com seriedade e com base em dados científicos. Somos contra todo ato de violência, desrespeito, intolerância e negacionismo. Nós, acadêmicos, desejamos força e uma boa recuperação ao Dr. José Eduardo, e que essa atitude criminosa seja devidamente punida. Nossa gratidão pelo profissional exemplo que é para nós alunos”, disse a nota.

Época

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Médico de Maradona falsificou assinatura de ex-jogador, diz jornal

Foto: Demian Alday Estevez/EFE

O dia 25 de novembro de 2020, marcado pela morte de Diego Maradona, ainda não acabou para algumas pessoas e gera uma série de polêmicas na Argentina. Desta vez, o alvo é o médico pessoal do astro, Leopoldo Luque.

Isso porque uma perícia grafotécnica, de acordo com o jornal Olé, confirmou a suspeita de promotores que investigam o caso: Luque falsificou a assinatura do ex-jogador para obter o seu histórico clínico.

Este documento, com data no dia 1° de setembro de 2020, foi encontrado dias depois da morte de Maradona na casa do médico, localizada em Adrogué, província de Buenos Aires. O recado era endereçado à Clínica Olivos, onde o ídolo chegou a ser internado pouco antes de morrer.

Desde então, havia uma suspeita em relação ao papel, já que ele foi visto ao lado de algumas folhas que continham tentativas de cópia da assinatura do ex-jogador.

“Da minha mais alta consideração, eu, Diego Armando Maradona, escrevo para solicitar que meu médico particular, Dr. Leopoldo Luque, receba uma cópia de meu prontuário. Muito obrigado”, diz a mensagem.

Homicídio culposo?

Trata-se de uma nova uma etapa da investigação realizada pela promotoria de San Isidro por suposto homicídio culposo, causado por negligência médica.

Isso porque os prontuários médicos do país pertencem, ainda segundo o Olé, apenas aos pacientes – e somente eles podem permitir que outra pessoa tenha acesso liberado. O ato de Luque, portanto, é considerado ilegal.

“Embora a Justiça por enquanto não possa garantir que Luque tenha forjado a assinatura, há vários indícios que fazem os investigadores considerá-la quase como a única hipótese possível”, diz o jornal.

A partir de agora, os promotores estão tentando determinar se o pedido chegou à clínica e se ele conseguiu os dados que estava procurando.

A hipótese de haver outras falsificações em diferentes documentos de Maradona também não é descartada.

UOL

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Médico e deputado Albert Dickson diz que ivermectina reduziu índices da covid no RN e volta a defender o uso profilático e precoce do medicamento

Foto: ALRN/João Gilberto

O deputado Albert Dickson (PROS) voltou a defender o uso profilático e precoce do medicamento ivermectina no combate à Covid-19. O deputado afirma que a utilização do remédio contribuiu para que o Rio Grande do Norte mantivesse a doença sob controle.

“A ivermectina mudou a cara do nosso Estado. A Paraíba está sofrendo com a alta ocupação dos leitos de UTI, chegando a quase 80%, enquanto estamos em torno de 20% a 30%. Significa que o RN levou à frente o uso profilático e precoce. Comparado com a vacina, podemos dizer que a grande vantagem da ivermectina é que ela não registrou óbitos e é barata, por isso que a indústria farmacêutica e alguns governos, infelizmente, não têm olhado com carinho para ela”, defende Albert.

O deputado destacou a destinação de emenda parlamentar para a compra da ivermectina na ordem de R$ 5 milhões feita pela deputada federal Carla Dickson à Prefeitura de Natal, “oportunidade em que foram criados centros precoces para a distribuição da medicação, mudando assim, repito, a cara do Rio Grande do Norte no combate à pandemia. Já a vacina é uma grande incógnita e, enquanto ela não chega, com certeza o uso da ivermectina é a grande solução, segundo apontam diversas pesquisas”, ressaltou Albert.

ALRN

Opinião dos leitores

  1. Se Deus quiser sua hora vai chegar. Faz rachadinha com o pessoal da igreja, inclusive na Rua Marcos Cavalcante nas Quintas. Gelou neh. MP já foi acionado e o nome dos irmãos foi passados.

  2. PARABÉNS Dr. ALBERT DICKSON, a ivermectina ajudou a salvar muitas vidas, a sua atuação explicando o uso profilático do medicamento foram muito importante no combate a doença.
    NATAL inteira agradece.
    IMBECILIDADE é o comentário INÚTIL de alguns que nada acrescenta, só demonstra a própria ignorância e o desrepeito com a classe médica que mediante sua experiência no enfrentamendo de várias doenças verificou a possibilidade da ivermectina ser útil no combate da COVID.
    Infelizmente para comentários IMBECIS e inúteis não há remédios.

  3. Essa estratégia é para eleger a irmã e assim garantir um gabinete para a esposa caso Fábio Faria volte para o mandato de deputado federal. Ele é estadual, a esposa federal e quer eleger a irmã vereadora. Pelo andar da carruagem ou ele ou a mulher vai terminar no lugar de Pazuello. Seria bom para o RN pois o casal é bom de gogó e é terrivelmente evangélico.

  4. Como não é candidato agora…Fica repetindo a mesma coisa para aparecer na mídia e ser lembrado…

  5. Esse cara não tem o que fazer pela população do RN. Pelas caridades, tirem essa criatura da visibilidade na imprensa. Fica repetindo essa aberração o tempo todo. Xô.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Semana do médico tem comemoração especial a partir do dia 18

Foto: Divulgação

A Associação Médica ao lado da Unimed Natal, do Conselho Regional de Medicina (CREMERN) e das principais entidades profissionais promovem de 18 a 23 de outubro a SEMANA DO MÉDICO. “É um ano especialmente difícil em que nos vimos diante da necessidade de nos reinventarmos perante uma pandemia que tirou centenas de milhares de vidas “ – destacou dr. Marcelo Cascudo, presidente da AMRN. “E é exatamente pela importância de comemorarmos nossos êxitos e homenagear nossos companheiros que partiram que fizemos questão dessa programação especial.” concluiu.

A programação tem início no dia do médico, domingo, 18 de outubro, com uma missa solene na Catedral Metropolitana, celebrada pelo Arcebispo de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha. Na ocasião serão homenageados os colegas que perderam a vida durante a pandemia. Seguindo a programação, no dia 19 acontece a palestra sobre Direito Médico organizada pela Associação Médica do RN. No dia 20 a Academia de Medicina promove uma palestra sobre o Revalida. Na quarta-feira (21) é a vez da Unimed Natal realizar a webinar com o presidente da Unimed Fortaleza. O Dr. Elias Leite vai abordar o tema “Vivendo um propósito”. Nos dias 22 e 23 acontece o 3º Fórum de Atualização Médica do RN. Ainda no dia 22 o Conselho Regional de Medicina realiza evento de entrega da Comenda Professor Onofre Lopes na sede do CREMERN. E encerrando a programação, também no dia 23, a nova diretoria da Associação Médica do RN toma posse numa solenidade em frente à sede, na Avenida Senador Salgado Filho. Durante a conclusão das festividades também serão realizadas homenagens às 3 entidades que se destacaram durante o combate ao novo Coronavírus.

Nas redes sociais, a proposta é estimular o médico a manter-se ativo. Com “a campanha de valorização da vida” e a realização de diversos desafios que envolvem a prática de esportes, a Associação Médica pretende substituir a tradicional corrida do médico. Para o presidente da Unimed Natal, Dr. Fernando Pinto de Paiva, iniciativas como estas são importantes porque “precisamos dar nosso exemplo e mostrar que estamos cuidando de quem cuida!”

SEMANA DO MÉDICO

18/10/2020 (domingo) – Missa em homenagem ao Dia do Médico e pesar aos falecidos pelo COVID-19 – 17h;

19/10/2020 (segunda) – Live sobre ”Direito Médico” – AMRN – 19h;

20/10/2020 (terça) – Programação da Academia de Medicina e Palestra Diogo Sampaio (Vice-Presidente da AMB) sobre ”Revalida”- 19h;

21/10/2020 (quarta) – Programação da UNIMED – Palestra ”VIVENDO UM PROPÓSITO” com dr. Elias Leite (Unimed Fortaleza)

22/10/2020 (quinta) – III FÓRUM DE ATUALIZAÇÃO MÉDICA DO RN (manhã e tarde) e Solenidade de Entrega das Comendas Prof. Onofre Lopes da Silva e Comenda Amigo da Medicina – 19h, no CREMERN;

23/10/2020 (sexta) – III FÓRUM DE ATUALIZAÇÃO MÉDICA DO RN (manhã e tarde) e Posse da Nova Diretoria AMRN (17h).

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

Polícia prende médico em Mossoró e homem em Natal suspeitos de esquema de venda de vagas em vestibular em curso de medicina no interior de SP

Investigações são comandadas pela Polícia Civil em Assis — Foto: Adolfo Lima / TV TEM

O portal G1 destaca que um médico foi preso em Mossoró, região Oeste do Rio Grande do Norte, na manhã desta quarta-feira (2), por suspeita de participação em um esquema de venda de vagas em cursos de medicina. A prisão faz parte da segunda fase da Operação Asclépio, deflagrada pela Polícia Civil de Assis (SP), em 5 Estados. Um homem também foi preso na capital potiguar.

O médico preso em Mossoró tem 27 anos e atua como clínico geral. Ele foi preso enquanto atendia pacientes no Hospital da Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC). De acordo com a Polícia Civil, o médico é suspeito de estelionato, associação criminosa e falsificação de documentos públicos.

O médico foi encaminhado a Cadeia Pública de Mossoró, onde aguardará o término da prisão temporária que é de 5 dias, podendo ser prorrogada por mais 5.

A outra prisão no Rio Grande do Norte aconteceu em Natal, no bairro do Tirol. O homem é apontado pela Polícia Civil como um dos responsáveis por arquitetar o esquema de disponibilização de terceiros para prestar a prova no lugar dos candidatos reais.

Ao todo, a Polícia Civil cumpre 22 mandados de busca e 12 de prisão temporária em São Paulo, Ceará, Paraíba, Minas Gerais e Rio Grande do Norte.

Veja detalhes da reportagem aqui.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acidente

VÍDEOS: Médico sai praticamente ileso após acidente que destruiu veículo na Grande Natal

Dr.Lira, médico nos municípios de vera Cruz e São Gonçalo, na Grande Natal, sofreu um acidente que deixou seu veículo praticamente destruído, nas imediações da comunidade do PiriPiri, em Macaíba.

Felizmente, conforme imagens, o médico, que se dirigia a plantão, saiu ileso. Deus operando milagre nesta sexta-feira(31). A causa do acidente ainda é desconhecida.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Médico é preso após sacar arma durante discussão por exame de Covid-19 com paciente na Barra da Tijuca, no RJ

Consultório onde discussão começou entre médico e paciente fica em centro comercial na Barra Foto: Reprodução / Google Maps

A consulta de um paciente com sintomas do novo coronavírus terminou em discussão e virou caso de polícia na tarde desta quinta-feira, em um consultório localizado no Shopping Cittá América, na Barra da Tijuca, quando, durante o desentendimento, um médico pneumologista teria sacado uma arma de dentro de sua bolsa e ameaçado o cliente.

O caso foi parar na 16ª DP (Barra da Tijuca). De acordo com os relatos do paciente, ele marcou uma consulta com o doutor Enio Studart para examinar o pulmão porque havia sido infectado com a Covid-19 há dois meses, mas os sintomas de cansaço continuavam. Foi quando, ainda segundo o homem, o pneumologista questionou a qualidade dos testes rápidos feitos por ele na ocasião. Teria iniciado, a partir dali, uma discussão, onde ambos teriam trocado ofensas. Foi nesse momento, ainda de acordo com o depoimento, que o médico pegou uma mochila, de onde sacou uma pistola para ameaçá-lo.

O primeiro a chegar à delegacia foi o médico, contando ter tido um desentendimento com seu paciente, que chegou logo depois, acompanhado de policiais militares. Aos inspetores, Enio afirmou que o paciente, durante a consulta, não era claro em suas respostas, e que se aborreceu com as perguntas feitas por ele, começando a xingá-lo em seguida. O doutor também confirmou que possuía uma arma, mas que não havia a utilizado.

Os agentes começaram a duvidar da versão do pneumologista, no entanto, quando questionaram de que forma ele teria se dirigido até a delegacia. Ele afirmou que havia pedido um serviço de carro por aplicativo, mas investigadores encontraram estacionado no pátio um automóvel com placa no nome dele. Foi neste momento que os policiais fizeram uma busca e encontraram dentro do veículo uma série de armas: um revólver calibre .38, uma pistola calibre .32, um soco inglês, duas facas, 24 munições de calibre .38, nove munições de calibre.32 e um carregador de pistola .32.

Enio foi preso em flagrante pela equipe coordenada pela equipe coordenada pela delegada Fernanda Noethen e irá responder pelos crimes de ameaça e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido.

Confira a nota oficial da Polícia Civil:

“De acordo com a 16ª DP (Barra da Tijuca), o médico foi preso em flagrante por ameaçar um paciente e por porte ilegal de arma de fogo. Em seu veículo, foram encontrados um revólver, uma pistola, um soco inglês, duas facas, um carregador de pistola e munições”.

Extra – O Globo

 

Opinião dos leitores

  1. O paciente não queria tomar Cloroquina, o dotô sacou a pistola e disse:
    – Vai tomar nem que seja na marra!

  2. Atenção vcs que são a favor de armas: evitem consultórios médicos também. Aliás, não saiam de casa!

    1. Rapaz, na atual conjuntura da segurança pública, sair de casa é uma incógnita. Ainda mais no Rio de Janeiro (mas sem excluir a nossa realidade potiguar).

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Bolsonaro com coronavírus: médico explica que pacientes podem apresentar teste positivo por até cinco semanas

Foto: UESLEI MARCELINO/Reuters/17.7.2020

Jair Bolsonaro anunciou nessa quarta-feira, após realizar um novo exame, que continua infectado pelo coronavírus. O presidente informou no dia 7 de julho que estava com a Covid-19. Desde então, participa de agendas apenas por meio de videoconferência. Na semana passada, Bolsonaro disse que havia feito um novo teste e que o resultado seguia positivo. Ao UOL, o médico infectologista dos Hospital das Clínicas de USP (Universidade de São Paulo) explicou que esse longo tempo de infecção pode causar surpresa, mas o exame não significa que Bolsonaro ainda está doente: “Uma minoria dos pacientes apresenta esse teste positivo até cinco semanas depois do diagnóstico inicial, mas isso não significa que o vírus está ativo ou que a pessoa ainda o transmita”.

Nessa quarta-feira, em nota, a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República afirmou que Bolsonaro “segue em boa evolução de saúde, sendo acompanhado pela equipe médica da presidência”. O presidente fez o novo exame na terça-feira, mas o resultado só foi divulgado na manhã desta quarta.

Entre os auxiliares do presidente, a expectativa era de que o resultado fosse negativo e que ele pudesse voltar a despachar no Palácio do Planalto ainda nesta semana. Bolsonaro também disse que iria viajar para o Piauí na próxima sexta-feira. Agora, o presidente deve permanecer isolado no Alvorada.

Bolsonaro planejava uma série de viagens semanais pelo Brasil para quando deixasse a quarentena forçada. Além do Piauí, estão no radar municípios na Bahia, em São Paulo e no Mato Grosso. A ideia das viagens é passar uma imagem para a população de que o governo segue trabalhando.

A Presidência previa viagens para este próximo fim de semana às cidades de Campo Alegre de Loures (BA), para inaugurar a adutora que capta água do Rio São Francisco, e São Raimundo Nonato (PI), onde Bolsonaro iria visitar o Museu do Homem Americano ao lado do senador e presidente do PP Ciro Nogueira (PI).

Extra – O Globo

Opinião dos leitores

  1. FICA TRANQUILO MITO!
    O TIME MINISTROS ESTÃO FAZENDO UM GRANDE TRABALHO.
    TANTO É VERDADE QUE O SR.
    TÁ ESTOURADO NAS PESQUISAS NO BRASIL INTEIRO.
    kkkkkkkkkk
    Kkkkkkkkk
    Chupa petralhas.

    1. Mas o auxílio que ele autorizou você vai buscar todo mês né?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Médico morre após mal súbito em motel em Natal

O Blog Gustavo Negreiros noticia que um médico psiquiatra alagoano de 36 anos, foi encontrado morto na noite desse domingo (12), em um motel na estrada da Redinha. De acordo com o post, a acompanhante chamou os funcionários do motel, que imediatamente acionaram a polícia e o SAMU. Segundo informações do relatório da polícia, o médico teria sofrido um mal súbito.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Médico Nivaldo Serreno de Noronha Júnior morre vítima da Covid-19; Sociedade de Pediatria do RN emite nota de pesar

Foto: Divulgação

A Sociedade Potiguar de Pediatria emitiu nota de pesar nesta quarta-feira(01) pelo falecimento do médico Nivaldo Serreno de Noronha Júnior, de 52 anos, vítima da Covid-19.

Dr. Nivaldo, conforme nota, foi presidente da Sociedade Potiguar de Pediatria(Sopern) de 2010 a 2016 e atuava como vice-presidente desde então.

Ficam também os sentimentos do Blog aos familiares e amigos.

Opinião dos leitores

  1. Ele foi o melhor professor de Inglês que já tive contribuindo diretamente em minha escolha para o Exercício Docente, estando professora da Rede Pública Estadual há 20 anos. Ficam eternizadas as recordações deste extraordinário Educador que tive a honra de fazer parte de seu hall dicente.

  2. Muito triste. Nivaldo sempre foi pessoa simples e dedicado a profissão. Meu amigo dos tempos de Colégio, que Deus e Jesus consolem sua família. Vá com Deus.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Médico que atuava no combate à Covid-19 com registro falso no CRM é preso no interior do RN por exercício ilegal da profissão, destaca reportagem

O portal G1-RN destaca nesta sexta-feira(12) a prisão de um médico formado no Paraguai que atuava na linha de frente de combate à pandemia de Covid-19 no município de Porto do Mangue, distante 226 quilômetros de Natal, por exercer ilegalmente a profissão. Ele foi alvo da Polícia Civil nessa quinta-feira (11). Segundo as investigações, o homem apresentou a carteira de formação em medicina, mas não havia passado pelo Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos (Revalida) e por isso também não possuía a licença do Conselho Regional de Medicina (CRM).

De acordo com o delegado Renato Oliveira, o homem estava usando o nome e a licença do CRM de outro médico, que já atuou no RN. Foi o verdadeiro dono do documento que fez a denúncia aos policiais. Ele está preso na Cadeia Pública de Mossoró após ser autuado em flagrante pelos crimes de exercício ilegal da medicina e falsidade ideológica. Leia matéria completa aqui.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *