Ceasa-RN aumenta efetivo para reforçar vigilância armada 24 horas

FOTO: ASSECOM/CEASA

Com o objetivo de tornar as instalações das Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Norte (Ceasa-RN) mais seguras e cumprir o Regulamento Interno de Mercado, o Governo do RN está investindo na contratação de vigilantes armados. A partir desta semana, novos vigilantes irão compor a equipe de segurança que passará a monitorar 24h por dia a Ceasa-RN, visando organizar a utilização dos espaços e monitorar as portarias.

O efetivo passou de quatro para 12 vigilantes armados que farão a segurança da Ceasa-RN em regimes de 24h e 12h. Serão quatro vigilantes durante o dia, devido o grande movimento, e dois durante o período da noite. Eles irão trabalhar, juntamente com os fiscais de portaria e mercado, dando suporte no monitoramento de entrada e saída de veículos e pedestres, fiscalização da entrada de ambulantes cadastrados, além da ronda dentro dos mercados para verificar o cumprimento do regulamento.

“A administração, desde o início do ano, vem trabalhando para melhorar a segurança da Ceasa-RN, e não está medindo esforços para que o órgão seja mais seguro para permissionários, clientes e usuários habituais. Além disso queremos moralizar a Ceasa-RN, principalmente, fazendo cumprir o que está no nosso regulamento. Também vamos instalar câmeras de segurança nos principais pontos em 2020”, explica o diretor-presidente, Flávio Morais.

Além da contratação dos novos vigilantes, a Ceasa-RN está trabalhando em paralelo na melhoria da portaria, que passará a contar com um sistema eletrônico de acesso. Esse sistema irá coibir a entrada de veículos sem documentação e monitorar o fluxo diário de entrada e saída de mercadorias. “Essas ações conjuntas irão tornar o ambiente da Ceasa-RN mais seguro e atrativo para os consumidores e permissionários”, explica o diretor-presidente.

Ceasa-RN

As Centrais de Comercialização do Rio Grande do Norte (Ceasa-RN) são o principal polo de comercialização de hortifrutigranjeiros do Estado. São mais de 300 lojas que comercializam frutas, legumes, verduras, carnes, ovos, derivados do leite, entre outros. A Ceasa-RN funciona de segunda a sábado, na Av Capitão-Mor Gouveia, 3005, Lagoa Nova, Natal, no horário das 00h às 18h para caminhões de carga e descargas de produtos perecíveis, das 13h às 18h para caminhões de cargas secas e refrigeradas e das 3h às 13h para comercialização nos mercados.

Golpe no WhatsApp para consulta ao PIS afeta 116 mil pessoas em 24 horas

Mais um golpe atingiu os usuários do WhatsApp. Se aproveitando do início do pagamento dos recursos do PIS-Pasep, iniciado na última segunda-feira (18) em todo o país, hackers estão distribuindo links maliciosos que ofereceriam a possibilidade de verificar o saldo a ser recebido. Cerca de 116 mil pessoas foram atingidas apenas nas últimas 24 horas, de acordo com informações do dfndr lab, do PSafe.

Além de mensagens no WhatsApp, a ameaça continua ganhando escala através de notificações enviadas para uma base de usuários que já caíram em golpes anteriores. Segundo o laboratório de cibersegurança, mais de 100 mil pessoas fazem parte da base que permitiu o envio do conteúdo malicioso.

A forma de disseminação é semelhante a outros golpes ocorridos em 2018. Ao clicar no link nas notificações, os usuários são direcionados para uma página com um texto que, supostamente, seria da Caixa Econômica Federal, indicando a liberação do benefício. “PIS salarial pra quem trabalhou entre 2005 à 2018 no valor de R$ 1.223,20”, diz a página do golpe.

Após algumas perguntas pessoais, como “Você trabalhou com carteira assinada entre 2005 a 2018?” ou “Você está registrado atualmente?”, a fraude incentiva o usuário a compartilhar com 30 amigos ou grupos do WhatsApp para, finalmente, finalizar o processo e realizar o saque do valor.

Domínio usado neste golpe já havia aparecido em campanhas maliciosas do passado (Foto: Divulgação/DFNDR Lab)

O TechTudo entrou em contato com o dfndr lab a respeito do domínio usado neste golpe, de final “.top”, pois ele já havia aparecido em outras campanhas maliciosas no passado. O laboratório confirmou esta informação e acrescentou que isso demonstra que o hacker tem apenas mudado o tema. Enquanto este domínio não for bloqueado, ele ainda poderá ser aproveitando em novos golpes.

Golpes têm sido recorrentes no mensageiro
Este caso do PIS se junta aos diversos outros golpes ocorridos este ano. Em maio, cerca de 50 mil brasileiros foram atraídos por uma falsa promessa de ingressos gratuitos para o filme “Vingadores: Guerra Infinita”. Além de responder perguntas pessoais, os hackers ainda exigiam que o conteúdo fosse compartilhado com amigos da vítima.

Recentemente, a greve dos caminhoneiros também foi utilizada para fraudes. Um link malicioso supostamente mostraria postos de gasolina com combustível disponível para compra – que na verdade levavam para sites pagos e apps de origem duvidosa. Antes disso, outro golpe oferecia uma blusa oficial da Seleção Brasileira para quem compartilhasse a mensagem com até 30 contatos.

Desconfiar de promessas mirabolantes é a solução
Para evitar cair nos recorrentes golpes do WhatsApp, é necessário olhar com cuidado para links que prometem ofertas imperdíveis, produtos ou serviços gratuitos. Notícias alarmistas também têm grandes chances de serem fraudes. Para entender melhor como se proteger, confira o nosso guia definitivo para não cair em cilada no Whatsapp.

Existem ainda diversos aplicativos que podem auxiliar na proteção. O Whoscall, por exemplo, ajuda na detecção de golpes envolvendo assinaturas de horóspoco, notícias e esportes. Para os mensageiros, o DFNDR security pode ser uma boa opção. O app possui uma ferramenta anti-phishing que detecta conteúdo suspeito no WhatsApp, Facebook Messenger e até em SMS.

Link redireciona o usuário para página fraudulenta (Foto: Divulgação/DFNDR Lab)

Globo, via Techtudo

 

Bancos serão obrigados a colocar seguranças nos caixas eletrônicos 24h

A Câmara Municipal de Natal aprovou nesta quinta-feira (17,) por unanimidade, o Projeto de Lei Nº 203/2011, que torna obrigatória contratação de guarda-segurança nos caixas eletrônicos 24 horas, instalados nas agências bancárias e postos de atendimentos. O projeto prevê a permanência do segurança nos período diurno e noturno, inclusive aos finais de semana e feriados, com objetivo assegurar aos usuários o mínimo de segurança.

O autor da matéria, vereador Ney Lopes Jr (DEM) explicou a importância da iniciativa, “Não é de hoje o enorme transtorno que os usuários dos caixas eletrônicos sofrem Natal. Vários assaltos e arrombamento já acorreram somente este ano, nos terminais de autoatendimento. Os caixas 24h não possuem um sistema de vigilância satisfatório para os consumidores, que se veêm desprotegidos no momento da realização de suas atividades financeiras, seja um saque, pagamento, dentre outras operações”, ressaltou.

O projeto institui que a fiscalização será de responsabilidade do PROCON Municipal, bem como, a aplicação das correspondentes sanções administrativas. As instituições financeiras que descumprirem o estabelecido receberão punições, tais como, advertência, multas (com valores entre 2000 e 4000 Unidades Fiscais de Referências, UFIRs) e a suspensão das operações dos caixas 24 horas, até o cumprimento desta lei, após a 5ª (quinta) reincidência.

Os vereadores Raniere Barbosa (PRB), Bispo Francisco de Assis (PSB) e Fernando Lucena (PT) pronunciaram-se favoravelmente a matéria, votada e aprovada em primeira discussão. “É necessário ter segurança armada todos os dias da semana”, defendeu Lucena.

Fonte: DN Online