Espanha vai rastrear todos os celulares do país durante oito dias

Foto: LLUIS GENE / AFP

Sempre conectados e carregados diariamente em bolsos e bolsas, os smartphones são fontes de informações preciosas sobre o deslocamento das pessoas. Aproveitando essa característica, o Instituto Nacional de Estatística (INE) da Espanha apresentou um projeto ambicioso e inédito, mas bastante controverso: coletar dados da movimentação de todos os celulares do país, por oito dias. O objetivo é analisar esses dados para criar um mapa dos deslocamentos cotidianos da população, mas críticos levantam dúvidas sobre a invasão da privacidade.

“Fico surpreso com a falta de consciência, cada vez menor, de se ter um GPS no bolso e o que isso significa para os Estados, que pouco a pouco estão encontrando justificativas para usar esses dados ‘para o nosso bem’”, criticou o advogado David Maeztu, pelo Twitter.

Os planos do INE foram adiantados pelo “El País” nesta terça-feira. Segundo o jornal espanhol, o rastreamento vai acontecer durante quatro dias úteis consecutivos em novembro, entre os dias 18 e 21. Para estabelecer os locais de residência, os estatísticos analisarão os dados móveis entre meia-noite e seis da manhã. Para estabelecer os deslocamentos, serão analisadas informações entre nove da manhã e seis da tarde.

A ideia é contabilizar quantas pessoas vivem em cada região do país e os deslocamentos diários, informações que podem servir para a reformulação dos sistemas de transporte, além da mensuração das necessidades de cada local por serviços públicos, como escolas e hospitais. Para contabilizar a atividade noturnas, serão analisados dados coletados 6h, 10h, 14h, 18h, 22h e 2h.

Para complementar essas informações, o INE fará análises em dois dias durante o verão no Hemisfério Norte, nos dias 20 e julho e 15 de agosto, para contabilizar as migrações sazonais durante o período de férias. E nos dias 25 de dezembro, feriado de Natal, e 24 de novembro, um domingo no fim do ano.

Com essas informações, o INE saberá como os espanhóis de movem, informações relevantes para descobrir quais são os deslocamentos habituais da população e, dessa forma, onde os serviços públicos devem ser prestados e a infraestrutura reforçada. Também se saberá onde os espanhóis vão passar férias e feriados dentro do território nacional.

Coleta de dados anônimos

Em comunicado, o INE — instituto responsável pelas estatísticas oficiais do país, como o IBGE — informa que esses dados serão incorporados às “informações sobre mobilidade que oferece tradicionalmente os Censos de População e Domicílios”. Pela metodologia, o território espanhol foi dividido em 3,2 mil células, cada uma com pelo menos 5 mil moradores. As três principais operadoras do país repassarão o número de telefones em cada uma dessas células em vários momentos do dia.

O instituto ressalta que as operadoras (Movistar, Orange e Vodafone) não fornecerão “dados individuais sobre os números dos telefones, nem sobre os titulares das linhas, para que em nenhum caso o INE possa rastrear a posição de um terminal”. Segundo o órgão, a coleta é uma “estatística submetida, como todas que elabora, à Lei da Função Estatística Pública, que garante o segredo estatístico e cumpre com todos os requerimentos da Lei de Proteção de Dados”.

Mas nem todos estão confortáveis com a situação. Sites espanhóis divulgam formas de não serem rastreados pelo governo, como a remoção do chip SIM durante os dias indicados, ou simplesmente o abandono do celular desligado em casa nessas datas. A Agência Espanhola de Proteção de Dados (AEPD), órgão do governo responsável pela proteção da privacidade, já solicitou ao INE “informações sobre os protocolos estabelecidos com as operadoras para a utilização dos dados dos celulares”.

Críticos argumentam que o INE precisaria do consentimento expresso de cada um dos donos de celulares. Mesmo com os dados anonimizados, sem informações que possam identificar os usuários, o mero feito de coleta e tratamento para definir onde estão os celulares seria uma violação às leis de proteção de dados, sustenta Maeztu.

O tema é polêmico. Outros especialistas argumentam que o Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados abre espaço para a iniciativa do INE. O artigo 89 diz que o “tratamento para fins de arquivo de interesse público, ou para fins de investigação científica ou histórica ou para fins estatísticos, está sujeito a garantias adequadas, nos termos do presente regulamento, para os direitos e liberdades do titular dos dados. Essas garantias asseguram a adoção de medidas técnicas e organizativas a fim de assegurar, nomeadamente, o respeito do princípio da minimização dos dados”.

— Entendemos que a operação do INE pode escandalizar as pessoas, mas talvez elas esqueçam que as empresas privadas nos mostram publicidade móvel com base em onde estamos andando, alegando uma melhor experiência do usuário com um objetivo comercial — comentou Rubén Sánchez, porta-voz da associação Favua-Consumidores em Acción, ao “El País”. — Se o objetivo realmente é o uso do big data para melhorar os serviços públicos, tudo bem, mas esses dados também podem justificar cortes ou fechamento de serviços. O objetivo é lícito, mas o problema pode estar em como os resultados serão usados.

O Globo

 

Suspeitos planejavam ‘ataque de maior alcance’ em Barcelona, diz polícia

Os suspeitos pelos ataques em Barcelona e Cambrils, na Espanha, preparavam um “atentado de maior alcance”, afirmou nesta quarta-feira o chefe da polícia regional da Catalunha, Josep Lluís Trapero.

“Estavam preparando um ou vários atentados em Barcelona. A explosão em Alcanar (na noite de quarta-feira) foi o que evitou um ataque de maior alcance”, afirmou Trapero, se referindo ao incidentes neste município 200 km ao sul de Barcelona.

Segundo a polícia, uma quantidade ainda não determinada de pessoas estava nesta casa em Alcanar na quarta-feira preparando explosivos quando o imóvel explodiu, matando uma pessoa.

Sobe para 14 o número de mortos nos atentados terroristas da Espanha

O número de pessoas mortas nos atentados jihadistas da região espanhola da Catalunha aumentou para 14 depois da morte, nesta sexta-feira (18), de uma mulher ferida ontem à noite no atropelamento de Cambrils, na província de Tarragona.

Segundo informaram à Agência EFE fontes do governo regional da Catalunha, é a primeira morte entre os seis pedestres feridos no atropelamento feito por cinco terroristas nessa cidade catalã. Os terroristas foram mortos posteriormente pela polícia.

As outras 13 vítimas morreram ontem (17) em Barcelona, quando uma van invadiu a região das Las Ramblas, que deixou também 100 feridos.

Espanha está há mais de dois anos em nível 4 de alerta antiterrorista

Desde junho de 2015, a Espanha está em nível 4 – de uma escala de até 5, quando o risco é considerado elevado e iminente – de alerta antiterrorista. A decisão de elevar o nível se deu com a avaliação de que o país estaria sob ameaça depois que ocorreram ataques na França. Hoje, uma van atropelou dezenas de pessoas no centro de Barcelona. Até agora, uma morte foi confirmada oficialmente, além de 32 feridos – 10 em estado grave -, mas a imprensa local dá conta de que há pelo menos 13 mortos, citando fontes policiais.

A entrada em funcionamento do Nível 4 em 2015 significa uma maior vigilância de infraestruturas consideradas críticas, como estações, aeroportos e usinas nucleares, além de ativação de todas as unidades policiais dedicadas à prevenção, investigação e informação na luta contra o terrorismo. O governo espanhol também decidiu aumentar a presença de forças de segurança nas ruas, mas não mobilizou as forças armadas. A primeira vez que a Espanha usou níveis de alerta de terror foi em março de 2005, depois de ataques jihadistas em Madri um ano antes.

A imprensa local também disse que a polícia encontrou uma segunda van, que estaria conectada ao ataque de Barcelona. Minutos antes, foi divulgada uma fotografia de um dos possíveis responsáveis pelo atentado. O jornal El País descreveu o indivíduo com cerca de 1,70 metro de altura como o responsável pelo aluguel da van. Seu nome seria Driss Oukabir Soprano e ele vestia uma camiseta branca com listas azuis.

Pelo relato da polícia feito ao jornal, depois do atropelamento, o terrorista deixou o veículo e realizou alguns disparos durante a fuga. O periódico informa ainda que suas contas nas redes sociais estão sendo investigadas na tentativa de obter pistas sobre possíveis cúmplices.

O mesmo modus operandi já registrado em outras cidades europeias foi usado hoje, com um motorista avançando com uma van contra uma multidão em uma avenida do centro da cidade. Também ocorreram ataques neste mesmo formato desde o ano passado em Londres, Nice, Berlim e Estocolmo. Em todos os episódios, extremistas muçulmanos foram apontados como autores do crime. O acesso às estações de metrô da região foi fechado em uma das cidades que mais recebem turistas nesta época do ano, quando é verão no Hemisfério Norte e a maioria dos alunos está em férias.

Piloto espanhol em viagem ao redor do mundo pousa em Natal

O espanhol Michel Gordilo, ex-piloto da Força Aérea Espanhola, começou sua terceira viagem ao redor do mundo. Hoje (24), às 17h30, ela pousa sua aeronave modelo RV8 no Aeroporto Internacional Aluízio Alves. O piloto saiu da Espanha e essa será a sua primeira parada.

Além de uma aventura pessoal, a viagem tem um viés científico. Durante o trajeto, o piloto recolherá amostras do ar em diferentes regiões do mundo. As amostras serão entregues às universidades para estudo sobre os efeitos das partículas de carvão. Em Natal, a amostra será entregue na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Mais informações sobre o projeto podem ser vistas no site www.skypolaris.org.

Espanha convoca Diego Costa para amistoso contra a Itália

diegocostaDepois de todo o imbróglio envolvendo as seleções brasileira e espanhola, Diego Costa terá uma chance de mostrar que pode disputar a Copa pela equipe campeã do mundo. O atacante do Atlético de Madrid foi convocado nesta sexta-feira pelo técnico Vicente del Bosque para o amistoso do dia 5 de março, contra a Itália, no estádio Vicente Calderón.

Será a única chance que o vice-artilheiro do Campeonato Espanhol, com 21 gols, terá para mostrar que pode estar no grupo que virá ao Brasil. E Diego não será o único brasileiro naturalizado espanhol na lista. Del Bosque também convocou o meia Thiago Alcântara, do Bayern de Munique. Thiago é filho do tetracampeão mundial Mazinho.

Desde que começou a se destacar com a camisa do Atlético de Madrid, Diego foi alvo de uma disputa entre as seleções brasileira e espanhola para contar com os seus gols. Ele chegou a ser convocado em outubro do ano passado pelo técnico Luiz Felipe Scolari para os amistosos contra Honduras e Chile, que seriam disputados em novembro. Mas Diego recusou a convocação e anunciou a decisão de jogar pela Espanha. Em vídeo divulgado pelo seu clube, o atacante explicou que se sente valorizado pelos espanhóis, lugar em que vive desde 2007.

– Foi aqui que alcancei meus objetivos e tive um crescimento em minha vida pessoal – disse o atacante, na ocasião.

Com a decisão do atacante, Felipão desconvocou o atleta. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) chegou a anunciar que iria aos tribunais para impedir que Diego Costa defendesse a Espanha. O argumento era que o atacante tinha feito duas partidas amistosas pelo Brasil. Mas a Fifa só proíbe que um jogador defenda outra seleção se ele tiver feito uma partida oficial. Os dirigentes da CBF também chegaram a acusar o atacante de escolher a Espanha “por dinheiro”. A entidade também queria que Diego Costa perdesse a cidadania brasileira.

Em novembro, Del Bosque tinha convocado o atacante do Atlético de Madrid para dois amistosos contra Guiné Equatorial e África do Sul. Mas o atacante acabou sofrendo uma lesão muscular e foi cortado.

Veja a lista da Espanha:

Goleiros: Iker Casillas (Real Madrid), Pepe Reina (Napoli), Victor Valdes (Barcelona)

Defensores: Juanfran (Atlético de Madrid), Raul Albiol (Napoli), Sérgio Ramos (Real Madrid), Javi Martinez (Bayern de Munique), Jordi Alba (Barcelona), Cesar Azpilicueta (Chelsea)

Meias: Xavi (Barcelona), Busquets (Barcelona), Xabi Alonso (Real Madrid), Koke (Atlético de Madrid), Iniesta (Barcelona), Cazorla (Arsenal), Fàbregas (Barcelona), Thiago Alcântara (Bayern de Munique), David Silva (Manchester City)

Atacantes: Negredo (Manchester City), Jesus Navas (Manchester City), Pedro (Barcelona), Diego Costa (Atlético de Madrid)

O Globo

Espanha vence e se aproxima de vaga na Copa de 2014 com tropeço da França

A Espanha teve uma boa rodada nas Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo de 2014. Contra a Finlândia, fora de casa, os espanhóis conseguiram a vitória e ainda viram o tropeço dos franceses, abrindo vantagem no grupo I.

Com gols de Jordi Alba e Alvaro Negredo, a Espanha bateu a Finlândia por 2 a 0 e abriu três pontos de vantagem sobre a França, pois seu principal adversário da chave ficou no 0 a 0 contra a Georgia, fora de casa.

Agora, para se garantir na Copa do Mundo, os espanhóis necessitam apenas de uma vitória e um empate nos dois jogos que restam. Na próxima vez que entrar, a Espanha poderá se garantir no Mundial, onde defenderá o título de 2010, caso triunfe e seus rivais voltem a tropeçar.

Na próxima rodada, os espanhóis ficarão apenas na torcida contra a França, que enfrentará a Bielorrússia, novamente fora de casa.

Apesar de ter visto seu rival abrir vantagem, a França precisará de só mais dois pontos para se garantir na repescagem do Mundial, pois está com cinco pontos de vantagem para os finlandeses, terceiro colocado.

UOL ESPORTE

Ex-jogador da seleção brasileira pode disputar a Copa do Mundo pela Espanha

2a013380-324d-4b2a-b6c4-8fef7e619415_157285361O atacante brasileiro Diego Costa, que atualmente defende o Atlético de Madrid, poderá disputar a Copa do Mundo de 2014 pela Espanha. Curioso? Não. Isso porque o atleta, há cinco anos jogando no futebol espanhol, irá tirar a cidadania do país e estará liberado para atuar pela Roja na competição, caso seja convocado pelo técnico Vicente del Bosque. Diego, inclusive, já teria jurado a constituição espanhola no mês passado.

Essa ‘mudança’ é possível, pois a Fifa, em seu regulamento, através do capítulo VII do artigo 15, prevê que um jogador pode mudar de nacionalidade caso não tenha participado de uma partida em uma competição oficial pelo país onde nasceu. Nesse caso, como o atacante atuou pela seleção brasileira apenas no amistoso contra a Itália, o atacante pode defender a seleção espanhola.

Diego Costa chegou no Velho Continente ainda muito jovem, tanto que seu primeiro clube como profissional foi o Sporting de Braga, de Portugal. Não chegou a atuar pelo clube e foi emprestado para o Penafiel, também do país luso. De lá, seguiu para Espanha, onde foi contratado pelo Atlético de Madrid. Não sendo aproveitado na equipe, voltou para Portugal e depois retornou para a Espanha, onde defendeu o Celta de Vigo, o Albacete, o Valladolid e retornou aos Colchoneros.

Yahoo Esportes

Crise diplomática: Espanha nega perseguição a brasileiros

A Embaixada da Espanha no Brasil informou que os quatro brasileiros impedidos entrar no país, no último dia 26, não apresentaram a documentação exigida para ingresso. De acordo a representação diplomática, foi apenas pela falta de documentos que os quatro brasileiros não puderam entrar em território espanhol. A assessoria negou abusos e atos de perseguição aos brasileiros.

A embaixada disse ainda que os quatro foram escolhidos aleatoriamente, em um procedimento padrão na Espanha. Dois brasileiros disseram querer entrar no país para trabalhar, mas não tinham os documentos necessários.

O terceiro brasileiro também disse que pretendia trabalhar no país, mas mostrou um visto do governo de Portugal, já vencido. O quarto brasileiro estava impedido de entrar na Espanha até 2015 – a embaixada não informou o motivo.

De acordo com a embaixada, o governo da Espanha não é mais rígido com brasileiros do que com cidadãos de países europeus e garante que cumpre o acordo firmado com o Brasil no ano passado. No acordo, quando um brasileiro não é admitido na Espanha, as autoridades espanholas entram em contato com o consulado para que o Itamaraty possa verificar se o brasileiro está recebendo tratamento adequado e se há alguma possibilidade de recurso.

Pelas informações divulgadas por autoridades brasileiras, os quatro detidos na Espanha embarcaram na manhã de hoje (30) de volta ao Brasil e devem chegar à noite a Salvador. Os nomes não foram divulgados, nem pela embaixada espanhola, nem pelo Ministério das Relações Exteriores, Itamaraty, para preservar a privacidade dos envolvidos.

O Itamaraty diz que mais de mil brasileiros foram impedidos de entrar na Espanha em 2011. O número caiu para 510 em 2012 e, até junho deste ano, 150 brasileiros não puderam entrar na Espanha por não cumprir os requisitos de entrada.

Agência Brasil

Delegação da Espanha denuncia furto em hotel de Recife

A Fifa confirmou nesta quinta-feira que alguns integrantes da delegação espanhola tiveram dinheiro furtado no hotel durante a hospedagem da equipe em Recife. A informação foi publicada pelo diário esportivo espanhol Marca. De acordo com a publicação, alguns dos atletas chegaram a perder próximo de mil euros (cerca de R$ 3 mil).

“Os jogadores da seleção espanhola de futebol não vão guardar uma grande recordação de sua estada no hotel Golden Tulip de Recife, apesar da grande partida que fizeram contra o Uruguai. Suportaram a presença de insetos nos quartos, comunicação deficiente… e subtração de dinheiro”, diz o texto.

Segundo o Marca, dentre os jogadores furtados está o zagueiro Piqué. A falta do dinheiro só foi percebida na manhã de segunda-feira, quando a equipe se preparava para deixar o hotel e iniciar a viagem ao Rio. Naquele dia, o voo da Espanha saiu com atraso – segundo a publicação, porque os jogadores decidiram prestar queixa do furto.

Além das autoridades brasileiras, o COL investiga o caso.

Do Estadão

Copa das Confederações: Espanha toca bola e confirma favoritismo contra o Uruguai

Espanha e Uruguai seguiram à risca a estratégia definida por seus treinadores na primeira rodada da Copa das Confederações. A campeã europeia tocou a bola, o campeão sul-americano se defendeu, e o resultado na Arena Pernambuco foi uma tranquila vitória dos defensores do título mundial: 2 a 1.

Iniesta comandou o meio-campo dos espanhóis, que usaram a habitual tática de trocar passes pacientemente. Eles encontraram os espaços com frequência e abriram boa vantagem ainda no primeiro tempo, com gols de Pedro e Soldado. Na segunda etapa, protegeram o placar e só levaram um gol de falta, de Luis Suárez, no finalzinho.

Assim, a equipe dirigida por Vicente del Bosque pulou na frente no Grupo B, conquistando seus três primeiros pontos. Nigéria e Taiti fecham a rodada inaugural da chave em confronto marcado para as 16h (de Brasília) de segunda-feira, em Belo Horizonte.

Conquistar mais um bom resultado na próxima quinta, contra o Taiti, no Maracanã, deixará a Espanha bem perto da classificação às semifinais. Já os uruguaios, que também atuarão na quinta, precisam se recuperar em jogo-chave contra a Nigéria, em Salvador. (mais…)

Copa das Confederações: Em Pernambuco, Espanha e Uruguai iniciam busca por título inédito

Às 19 horas (de Brasília) deste domingo, duas das seleções mais tradicionais do futebol mundial dão início à disputa por um título inédito para ambas as equipes. Em São Lourenço da Mata, região do Recife, Espanha e Uruguai se enfrentam pela primeira rodada do Grupo B da Copa das Confederações.

Atual campeã mundial e da Europa, a Fúria chegou à capital pernambucana com alguns dos jogadores mais badalados do futebol, como Xavi, Iniesta e Piqué. A presença de tantos astros fez com que o técnico Vicente del Bosque tenha evitado confirmar a equipe titular para a estreia. Um bom exemplo disso é Xabi Alonso, que, lesionado, dá lugar a Javi Martinez, Cazorla ou Pedro.

Além de tantos astros, a Espanha tem a seu favor o excelente retrospecto recente e também contra o adversário deste domingo. A equipe não perde há 22 jogos, desde fevereiro de 2011. Como se não bastasse, a campeã mundial nunca foi derrotada pelo Uruguai: foram quatro vitórias e cinco vitórias.

Ainda assim, o discurso oficial da Espanha é de respeito pelo rival. “Vai ser uma partida totalmente diferente da que jogamos há alguns meses [em fevereiro, quando a Fúria vence o Uruguai por 3 a 1]. Jogaremos mais do que um amistoso. Eles tem uma equipe muito competitiva, difícil de ser vencida, que tem jogadores como Cavani, Luis Suárez e o melhor Copa de 2010 [Diego Forlán]”, diz Cazorla.A seleção uruguaia, por sua vez, chegou à Copa das Confederações depois de vencer a Copa América, em 2011. No entanto, desde então, a Celeste vem encontrado dificuldades para manter o desempenho que a levou ao título continental e a um surpreendente quarto lugar no último Mundial. A equipe venceu apenas duas das dez últimas partidas que disputou.

Por isso, o técnico Óscar Tabárez não esconde que um empate contra a Espanha já seria um bom resultado. “Aspiramos boas coisas para todas as partidas. No entanto, independentemente do primeiro jogo, o jogo-chave será o segundo [contra a Nigéria]. Se pudermos ganhar o segundo, daremos um grande passo para estar entre os quatro melhores [classificados para a semifinal]”, afirma.

Dentro de campo, o treinador deve escalar Lodeiro, meia do Botafogo, como titular. Por outro lado, Forlán, do Internacional, pode começar a partida no banco por opção técnica, dando lugar a Cavani.

FICHA TÉCNICA
ESPANHA X URUGUAI

Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE)
Data: 16 de junho de 2013, domingo
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Yuichi Nishimura (JAP)
Assistentes: Toru Sagara e Toshiyuki Nagi (JAP)

ESPANHA: Casillas; Arbeloa, Piqué, Sergio Ramos, Alba; Busquets, Xavi, Iniesta; Fàbregas, Soldado e Pedro (Cazorla ou Javí Martínez)
Técnico: Vicente del Bosque

URUGUAI: Muslera; Maxi Pereira, Lugano, Godin e Cáceres; Gargano, Arévalo Rios, Lodeiro e Álvaro Pereira; Luis Suárez e Cavani
Técnico: Óscar Tabárez

Da Gazeta Esportiva

Espanha cria reforma polêmica na educação para reduzir fracasso escolar

O governo conservador espanhol aprovou nesta sexta-feira (17) uma polêmica reforma do sistema educacional, duramente atingido pelos cortes orçamentários, para reduzir o elevado nível de fracasso escolar em um país com um desemprego juvenil superior a 57%.

Os pontos chave da reforma, e também os mais controversos, são a flexibilização dos currículos escolares – que separa aos 15 anos os alunos encaminhados à formação profissional dos que querem cursar uma universidade – e a introdução de exames ao fim de cada etapa escolar para conseguir o título correspondente.

Após reunião do conselho de ministros, Soraya Sáenz de Santamaría, porta-voz do executivo, justificou os motivos da reforma.

— Precisamos de uma remodelação urgente de todo o sistema educacional porque não podemos permitir os números de fracasso, abandono escolar e desemprego juvenil do sistema.

A medida aprovada pelo governo, que será debatida no Congresso dos deputados – onde o partido governamental dispõe de maioria absoluta -, é “uma das reformas mais importantes na agenda do governo” de Mariano Rajoy, no poder desde dezembro de 2011, acrescentou o ministro da Educação, Ignacio Wert.

Afundada na recessão, a Espanha sofre com uma taxa de desemprego histórica superior a 27%, que entre os jovens de 16 a 24 aos dispara a 57,22%.

Ao alto desemprego entre os jovens soma-se uma taxa de abandono escolar de 25%, “o dobro em comparação com o resto dos países da UE”, disse Sáenz de Santamaría.

Quase um quarto (23,5%) dos jovens entre 15 e 29 anos não trabalham ou estudam, acrescentou.

— O investimento em educação duplicou na última década e o fracasso também.

Sáenz fez referência às críticas da comunidade acadêmica pela redução de 3 bilhões de euros anuais do orçamento educacional, dentro do drástico plano de austeridade.

Milhares de professores e estudantes protestaram no dia 9 de maio na Espanha pedindo a renúncia de Wert por uma reforma que consideram discriminatória e que também não convence os demais grupos políticos.

Do R7

Vira herói o garçom espanhol que protegeu manifestantes em Madri

Frente à truculência da polícia madrilenha para conter os protestos de milhares de espanhóis contra o governo de Mariano Rajoy, o garçom do restaurante de um hotel da capital espanhola serviu de escudo humano para proteger os manifestantes e virou um símbolo instantâneo do movimento 25S.

Alberto Casillas, de 49 anos, não deixou a polícia entrar no estabelecimento para deter ou dispersar as muitas pessoas que ali se refugiaram. Casado, pai de dois filhos, Villa trabalha no Restaurante Prado, parte do hotel Vincci Soho, no centro de Madri, perto do epicentro da manifestação.

Sua atitude virou destaque nos principais jornais espanhóis e foi “trending topic” no Twitter. “Não sou herói, foi um ato humano e qualquer cidadão teria feito o mesmo”, disse à imprensa espanhola. “Ouvi um dos agentes dizer que ia entrar para ‘identificar’ as pessoas. Disse-lhe que ali não entravam, porque só tinha gente inocente. Eu estava com muito medo, porque caso eles entrassem, poderia ser um banho de sangue”, afirmou.

Durante a meia hora de tensão, algumas pessoas que estavam no outro lado da rua começaram a atirar pedras contra a polícia e uma delas acabou acertando o braço de Casillas. O garçom pediu para que parassem imediatamente, como é possível ver no vídeo. “A ação policial foi desmedida. Havia mulheres feridas. Reconheço que votei no PP [Partido Popular], mas não concordo com isso, com um governo que se esconde atrás das pistolas”, desabafou.

reprodução: Youtube

Fonte: Opera Mundi

Começa a decisão da Eurocopa: Itália x Espanha

Itália e Espanha disputam a final da Eurocopa, em Kiev, na Ucrânia.

Imagine você fazer parte de uma geração que vivenciou três dos mais importantes títulos em um intervalo de apenas quatro anos. Ou então imagine você ver a sua seleção responder com o troféu cada um de seus maiores escândalos dentro do futebol. É o que vale a decisão da Eurocopa 2012 para Espanha e Itália, que entram em campo pela última vez na competição neste domingo, a partir das 15h45m (de Brasília), no Estádio Olímpico de Kiev.

Os espanhóis buscam o que consideram como “tríplice coroa”, a consagração máxima no campo. Ganhar duas Euros com um Mundial no meio, como aconteceu desde 2008, seria um feito inédito. A Alemanha, campeã em 1972 e 1974, esteve muito próxima de atingir tal marca em 1976, mas esbarrou na cavadinha de Panenka em final contra a Tchecoslováquia, nos pênaltis, por 5 a 3.

Os italianos, ainda que ironicamente, também têm uma “tríplice coroa” como meta. Em 1982, quando surpreendeu o Brasil no que seria a “Tragédia do Sarriá”, a seleção faturou a Copa da Espanha dois anos após o escândalo de manipulação de resultados chamado Totonero, que puniu um quarto dos times da Série A, inclusive o tradicional Milan, rebaixado. O herói e carrasco Paolo Rossi chegou a cumprir longa suspensão pelo seu papel no caso, mas teve a punição diminuída em um ano e acabou anistiado poucos meses antes do embarque.

Em 2006, na conquista do tetracampeonato mundial, a Azzurra chegou desacreditada pelo esquema de compra de árbitros na primeira divisão, o Calciopoli. O Juventus, então campeão, foi rebaixado e teve dois títulos retirados. O grupo se uniu diante das incertezas e superou a França na finalíssima.

 A Espanha entra em campo com: Casillas, Arbeloa, Piqué, Sergio Ramos e Alba; Busquets, Xabi Alonso e Xavi; David Silva, Fàbregas e Iniesta – Técnico: Vicente del Bosque

A Itália com:   Buffon, Balzaretti, Barzagli, Bonucci e Chiellini; Pirlo, Marchisio, De Rossi e Montolivo; Cassano e Balotelli  – Técnico: Cesare Prandelli   

Fonte: Globo Esporte                                                                                                       

Espanhóis também sofrerão para entrar no Brasil como sofrem os brasileiros por lá

Em pouco mais de um mês, os espanhóis que desembarcarem no Brasil serão submetidos a uma rígida lista de exigências, fixada pelo governo, para conseguir a autorização de entrada no país. Procedimento semelhante ocorre na Espanha em relação aos brasileiros que chegam. O Ministério das Relações Exteriores informou que a decisão é baseada no chamado princípio diplomático da adoção de reciprocidade.

A medida ocorre no mesmo momento em que brasileiros são impedidos de entrar na Espanha se não cumprirem uma série de requisitos fixados pelas autoridades. Só em 2007, em um mês, cerca de 250 brasileiros foram barrados em aeroportos espanhóis. A decisão sobre a entrada no Brasil deve passar a valer a partir do dia 2 de abril.

O Itamaraty nega que a medida seja uma retaliação às humilhações sofridas por brasileiros na Espanha, que relatam casos de discriminação e preconceito, além de serem impedidos de se comunicar com autoridades brasileiras. Pelas novas regras, os espanhóis que quiserem entrar no Brasil terão de estar com o passaporte válido por, no mínimo, seis meses.

Também serão exigidos dos espanhóis os comprovantes de passagens de ida e volta. O espanhol que for se hospedar em hotel deverá apresentar o documento de reserva. Caso venha a se hospedar em casa de amigos ou parentes terá de apresentar uma carta-convite. O documento deve conter a assinatura do responsável pela residência na qual o espanhol ficará e um comprovante de residência dessa pessoa.

O último item se refere à renda mínima do espanhol que pretende visitar o Brasil. Ele deve comprovar que tem condições financeiras para arcar com até R$170 de despesas por dia em território brasileiro.

Em junho do ano passado, o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, esteve no Congresso Nacional, quando conversou com os parlamentares sobre as constantes queixas dos brasileiros impedidos de entrar na Espanha. Patriota disse ter conversado com a chanceler espanhola, Trinidad Jiménez, lembrando que poderia ser adotado o chamado acordo de reciprocidade.

Na ocasião, Patriota disse ainda que o número de brasileiros na Espanha tem diminuído a cada mês em decorrência do aumento do desemprego no país. No Brasil, porém, ocorre o contrário. Segundo ele, o número de espanhóis em território brasileiro é cada vez maior. O pior momento ocorreu entre 2007 e 2008, quando cerca de 250 brasileiros eram impedidos mensalmente de entrar no país.

Fonte: Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Dfdfdf disse:

    Excelente, o Brasil deixando de ser provincia