Carlos Eduardo promete plano de apoio a micro e pequenas empresas

Implantar programas de fomento às micro e pequenas empresas e de incentivo à aquisição de produtos e serviços junto ao setor. Estas foram duas das propostas que o candidato a prefeito Carlos Eduardo (PDT) apresentou na manhã desta sexta-feira (17), durante encontro promovido pelo Sebrae. O pedetista afirmou que criará uma linha de ação voltada exclusivamente para empreendimentos nesse universo, se vencer a eleição de outubro.

“Vamos ter uma pauta para discutir parcerias com o Sebrae e outras instituições representativas dos micro e pequenos empreendedores”, destacou ele, que se comprometeu de imediato a dedicar esforços também pela implementação da Lei de Incentivos às Micro e Pequenas Empresas, já aprovada, mas ainda não colocada em prática. “Esta é uma questão inadiável”, classificou.

Carlos Eduardo disse aos empresários e aos profissionais liberais que compareceram em bom número para acompanhar sua exposição no Sebrae que retomará o projeto de ampliação dos Centros Municipais de Trabalho e Renda. Esses centros foram criados na sua própria gestão, período no qual foram instaladas duas unidades. “Infelizmente, a atual administração não deu continuidade à proposta de criar mais dois desses centros. Então, iremos instalar essas unidades, se formos eleitos”.

O candidato do PDT declarou ainda disposição para negociar com órgãos como o próprio Sebrae a adoção de políticas que incentivem a aquisição, pela Prefeitura, de produtos e serviços gerados por empresas de pequeno porte. “Reconhecemos a grande importância desse setor para a nossa economia. Sabemos que as micro e pequenas empresas são hoje as principais geradoras de emprego e renda. Então, é nosso papel apoiá-las”, observou ele.

Além de expor suas propostas para o segmento em específico, Carlos Eduardo discorreu sobre seu Plano de Governo para toda a cidade. Destacou seus planos emergenciais para recuperar serviços básicos (saúde, educação, limpeza pública e conservação de vias) e a capacidade de investimentos da Prefeitura. Ele detalhou também o plano de retomar obras que foram paralisadas na atual gestão, como a urbanização nos bairros de Nossa Senhora da Apresentação e Capim Macio, e iniciar novos projetos, entre os quais a Marina de Natal, a reestruturação da orla urbana e intervenções na área de mobilidade.

Em sabatina com empresários, Carlos Eduardo promete investir mais de R$ 1 bilhão em quatro anos

O candidato a prefeito de Natal pelo PDT, Carlos Eduardo, participou na manhã desta segunda-feira (13) de uma sabatina com lideranças empresariais, dentro do projeto “Motores do Desenvolvimento do RN”. Ele propôs aos participantes o fechamento de um “pacto” que coloque Natal “novamente para a frente”. Também anunciou o projeto de investir R$ 1,2 bilhão na cidade, em quatro anos.

Carlos Eduardo destacou que seu plano de governo se sustenta em dois pilares: um a curto prazo e que consiste na adoção de ações emergenciais que recuperem os serviços básicos da cidade (limpeza pública e conservação das ruas, por exemplo) e outro para médio e longo prazos, com foco na retomada do planejamento das políticas públicas do Município.

Sobre o primeiro ponto, ele revelou que pretende colocar em prática um plano inicial voltado para os 100 primeiros dias de gestão, contemplando uma reforma administrativa com cortes de cargos comissionados, além de redução e contenção nos gastos com o custeio da máquina.

Na parte de planejamento, Carlos Eduardo mostrou preocupação em integrar a gestão de Natal a políticas conjugadas com municípios da Região Metropolitana, já que a capital absorve a demanda de uma parte significativa da população que reside em seu entorno. “O desafio para o futuro gestor da cidade é esse: trabalhar para sanar os problemas do presente, sem perder de vista o planejamento do futuro”, pontuou.

Em termos de investimento, Carlos Eduardo disse que a meta é aplicar anualmente pelo menos 10% das receitas da Prefeitura. Segundo ele, a estimativa é que esse percentual redunde em investimentos de R$ 1,2 bilhão nos quatro anos de mandato, considerando-se aí a arrecadação municipal projetada para 2012 e as parcerias com a União. “Precisamos ter essa capacidade de investir para poder dar a contrapartida em obras já previstas para Natal e outras que iremos buscar junto ao governo federal”, emendou. “O número pode aparecer muito elevado, mas está dentro de uma realidade que precisa ser levada em conta: a Copa do Mundo. Essa meta é plenamente viável e vamos persegui-la obstinadamente”.

Ele lembrou que, nas suas gestões, a média de investimentos foi até maior, da ordem de 15%, ficando inclusive entre os melhores conceitos aferidos em um estudo realizado pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), avaliando gestões públicas em todo o país.

Projetos específicos

O candidato a prefeito também disse que retomará obras que estão paralisadas e anunciou metas para áreas específicas. Na Educação, por exemplo, apresentou o projeto de construir 34 escolas em quatro anos. Na Saúde, os objetivos imediatos são estender o Programa Saúde da Família, construir um hospital de retaguarda e ter no mínimo uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em cada uma das regiões administrativas, e todas elas operadas por funcionários admitidos através de concurso público. No turismo, fazem parte do seu plano de governo a recuperação da orla urbana, a construção da marina e a reativação do hotel Reis Magos, na praia do Meio.

O ex-prefeito lembrou ainda ações importantes que empreendeu em suas gestões (entre 2002 e 2008), citando o projeto de Urbanização Integrada, realizado no Nossa Senhora da Apresentação e em Capim Macio, e as construções da maternidade na Zona Norte, do ginásio Nélio Dias, do aterro sanitário e de 28 novas escolas.

Carlos Eduardo encerrou sua exposição acenando com um “pacto por Natal”, propondo parcerias com a iniciativa privada e com instituições representativas da cidade. “É nesse caminho que queremos colocar Natal novamente para a frente. No caminho do desenvolvimento, melhorando a vida do natalense, gerando empregos, trabalho e renda para muitos”, definiu o candidato.

 

O projeto “Motores do Desenvolvimento” é realizado pelo jornal Tribuna do Norte, em parceria com as federações das Indústrias (Fiern) e do Comércio do Estado (Fecomercio), Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e consultora Salamanca Capital Investments.

Hermano dispara: “Se não fosse a capacidade de gerenciamento do setor privado, nosso turismo já tinha falido”

“O nosso partido está num dos seus melhores momentos no cenário nacional: estamos na vice-presidência da república, ocupamos cinco ministérios e temos o líder na Câmara Federal, futuro presidente da Casa. De modo que, nos credenciamos como os mais capazes em administrar Natal”. Foi dessa forma que o candidato do PMDB à prefeitura do Natal iniciou a Sabatina do ‘Motores do Desenvolvimento do Rio Grande do Norte’, evento promovido pela Fiern, Fecomércio e jornal Tribuna do Norte. O encontro reuniu os quatro primeiros colocados nas pesquisas eleitorais, no auditório do CTGás, e um público seleto de empresários e representes de entidades da indústria e comércio.

O candidato do PMDB foi o segundo a ser sabatinado. Ele respondeu a seis perguntas sobre os temas: saúde, educação, mobilidade urbana, turismo, gestão pública e meio ambiente.

Saúde

Questionado sobre os seus investimentos no programa ‘Rede Cegonha’, Hermano Morais afirmou que a atenção preventiva de assistência às mães, deve ser estendida para após o nascimento das crianças, dando-lhes o direito à cidadania. E isso começa com a garantia de vagas nas creches, hoje CMEIs. Natal possui hoje 70 mil crianças, mas apenas 10 mil vagas disponíveis na Rede. “Precisamos trabalhar melhor as nossas ações com a Região Metropolitana. Por ano, nascem na capital 19 mil crianças. Parte dessas mães que vem dar à luz em Natal não é daqui e retornam à sua cidade de origem após o parto”.

Educação infantil

“Esse é o melhor caminho para desenvolver uma população. Vamos garantir vagas para todas as nossas crianças. Devemos capacitar os nossos professores. Não se verifica avanço algum na nossa educação infantil e fundamental, prerrogativas do município. Temos uma demanda reprimida e poucas ações feitas até hoje para mudar esse quadro”.

Mobilidade Urbana

“Temos que aproveitar a oportunidade da Copa para realizar as nossas obras estruturantes. O que a gente observa é que nem o estado, nem o município consegue realizar essas obras. Vamos recuperar o tempo perdido através de uma força-tarefa, vamos colocar o trânsito para fluir. Temos mais de 400 mil veículos circulando na cidade. A mesma evolução da frota não chegou à prefeitura do Natal”, ressalta.

Hermano citou os investimentos necessários no transporte público, em corredores para maior fluidez do tráfego, do transporte 24h, o VLT e os ligeirinhos, um meio de locomoção que dará mais agilidade nos deslocamentos.

Turismo

“Se não fosse a capacidade de gerenciamento do setor privado, o nosso turismo já tinha falido. O setor privado tem se superado a cada dia. Hoje, não temos um técnico na secretaria de turismo do município, o que já é um agravante”. Como ações emergenciais, Hermano citou a recuperação da Via Costeira, permitindo que Natal cumpra os 30 mil leitos exigidos para a Copa do Mundo, turismo cultural e histórico. O candidato a prefeito de Natal pelo PMDB garantiu que vai desengavetar o Plano Municipal do Turismo e fazer valer o Fundo Municipal do Turismo.

Gestão pública

“O que temos hoje são obras de maquiagem e pontuais. Não vamos tolerar mais isso. Não vamos tolerar o desperdício. Não tem cabimento procurar medicamento no posto de saúde e não encontrar porque ele foi jogado no lixo. Temos que ter responsabilidade e planejamento. Precisamos recuperar a nossa segurança jurídica. Natal perde investimentos por causa da falta de preparo da gestão passada”.

 

Gestão ambiental

“Vamos respeitar a opinião do Ministério Público, mas não vamos atrasar os investimentos. Não teremos receio em nos contrapor quando necessário. Defenderemos os interesses da municipalidade. O que se vê na Via Costeira é um excesso. Não vamos tolerar. Vamos trabalhar pelo desenvolvimento sustentável, mas vamos crescer. Se o investimento não vem para cá, vai para cidades vizinhas, e é isso o que está acontecendo agora”. De acordo com Hermano, Natal está pagando uma conta alta por não se posicionar com afinco. “Vamos falar a verdade, sempre, respeitando as parcerias e valorizando o direito coletivo”.

No Motores do Desenvolvimento, Rogério garante “segurança jurídica” a investidores

O deputado federal Rogério Marinho, candidato a prefeito de Natal pelo PSDB, participou na manhã desta segunda-feira (13) de uma sabatina promovida pelo projeto Motores do Desenvolvimento. O evento foi realizado no auditório do CTGás e foi organizado pela Fiern, Fecomércio, Tribuna do Norte, UFRN e Salamanca Capital.

Na oportunidade, Rogério apresentou suas propostas incluídas em seu plano de governo nas áreas de Saúde, Educação, Mobilidade Urbana, Gestão Pública e Gestão Ambiental. Entre os destaques da participação do parlamentar na sabatina, esteve seu compromisso a favor da segurança jurídica para atrair novos investidores para Natal.

“Vários administradores que se sucederam em Natal, cederam ao discurso fácil da demagogia. A lei precisa ser respeitada, precisamos dar segurança jurídica para quem deseja investir em nossa cidade”, disse Rogério, que arrancou vários aplausos da platéia presente durante sua apresentação.

Outro ponto alto da sabatina com Rogério foi com a abordagem feita a recente polêmica envolvendo novas construções na Via Costeira. “O Turismo é nossa principal vocação econômica e precisa ser respeitado. Nós não podemos travar o desenvolvimento da cidade com falsas questões ideológicas. O mais importante é combatermos a depredação da cidade e a invasão de áreas ilegais, por exemplo”, disse.

Com relação a gestão pública, Rogério foi questionado quanto aos gastos da Prefeitura com custeio e pessoal e a conseqüente falta de recursos para investimentos próprios. O candidato defende a redução de 30% de secretárias e cargos comissionados e a economia de 40% de recursos destinados a custeio da máquina.

Na área ambiental, o tema abordado foi saneamento básico. “Em 2001 Natal assinou um contrato de concessão com a Caern que previa, para 2012, 90% de seu território saneado. Mas hoje só temos 30% da área com este benefício. Nós vamos repactuar o contrato com a Caern”, garantiu Rogério.

O parlamentar ainda aproveitou para criticar o mau uso da Arsban pelas últimas administrações. A Agência, que deveria ser destinada exclusivamente a fiscalização das obras de saneamento básico, foi utilizada pela administração passada para receber recursos do Ministério dos Esportes, por meio do programa Segundo Tempo. “Criou-se a Arsban e foi aparelhada politicamente. Houve um crime contra Natal e nós vamos tratar isto da forma como merece”.

Rogério também apresentou as propostas Escolas de Talentos, que visa construir colégios em tempo integral para oferecer cursos nas diversas artes; Renascer, que se baseia na abertura de clínicas para tratamento de dependentes químicos; Governo Eletrônico, com a utilização da rede de internet em parceria com a UFRN; e a construção de mirantes e de um novo espaço para eventos de turismo, tudo para reaquecer este importante mercado da economia potiguar.

Confira a agenda dos principais candidatos a prefeito de Natal para esta sexta-feira (10)

AGENDA FERNANDO MINEIRO

8h30 – Caminhada e visita à Feira do Parque dos Coqueiros
14h – Caravana #Natal13 no calçadão da Rua João Pessoa

AGENDA CARLOS EDUARDO

8h – Reuniões com coordenação da campanha
16h – Caravana 12 em Potilândia e Nova Descoberta
19h – Encontro com grupo de jornalistas de Turismo
20h30 – Posse de Agnelo Alves na Academia Norte-rio-grandense de Letras

AGENDA ROGÉRIO MARINHO

08h – Gravação do programa eleitoral
10h – Visita aos camelôs do Alecrim
16h30 – Caminhada no Km 6
19h30 – Reunião no bairro Potengi
20h30 – Reunião de Gilenildo Dorian Gray

AGENDA HERMANO MORAIS

08h – Reunião com pastores da Igreja Presbiteriana
09h – Gravação do programa eleitoral
18h – Mobilização de lançamento da candidatura do vereador Luís Carlos, no bairro de Potilândia
21h – Reunião política com vereador na zona norte

Pesquisa JH/Perfil: Prefeito Péricles cresce e encosta em Fernanda Costa

As eleições 2012 prometem ser bastante acirradas no município de Santa Cruz. A pesquisa do Instituto Perfil, encomendada pel’O Jornal de Hoje, mostrou que o prefeito Péricles Rocha, candidato à reeleição pelo PSD, ganhou corpo nessa campanha e que encostou na candidata Fernanda Costa (PMDB), mulher do deputado estadual Tomba Farias, do PSB.

Na última pesquisa de opinião pública e intenção de voto do Instituto Consult, realizada no dia 22 de abril e registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o número 00012/2012, Fernanda liderava a espontânea (aquela em que o entrevistado fala o primeiro nome que lhe vem à cabeça) com 29,55% da preferência do eleitorado, enquanto o prefeito Péricles aparecia com apenas 7,05%. A diferença larga também se repetia na estimulada (em que o entrevistado tem acesso a uma lista com nomes já postos), na qual Fernanda dispontava com 55% das intenções de voto, enquanto Péricles ficou com a fatia de apenas 13,64% da preferência dos entrevistados.

Essa situação mudou completamente na pesquisa JH/Perfil divulgada hoje, realizada no dia 3 de agosto e registrada no TRE sob o número 00049/2012. Os novos números mantém Fernanda a frente, porém com uma diferença mínima e até um empate técnico. Na espontânea, a mulher de Tomba aparece em primeiro com 30,25% das intenções de voto, porém empatada tecnicamente na margem de erro com o prefeito que teve 29,75%. Na estimulada, a candidata peemedebista mantém a frente com 41,75% da preferência do eleitorado a frente do peesedista que teve 31,25% da preferência.

Os números mostram que Péricles cresce e que essa campanha promete ser bastante acirrada em Santa Cruz, já que na espontânea ficou comprovado que 36,25% dos eleitores ainda estão indecisos, ainda sem um candidato definido na cabeça. O prefeito, agora, está na cola da principal candidata de Santa Cruz. Fortes emoções até a abertura das urnas.

Em campanha, Klauss afirma: “Extremoz era uma fazenda abandonada”

“Extremoz era uma fazenda abandonada”. A afirmativa, que dá título ao texto foi de uma moradora da comunidade de Barreiros, enquanto o prefeito Klauss Rêgo (PMDB), candidato a reeleição prestava contas das obras que realizou nos últimos três anos e sete meses de governo

Nestes últimos dois dias Klauss Rêgo visitou vários distritos e bairros da sede de Extremoz para prestar conta de suas iniciativas de desenvolvimento neste primeiro mandato e, também, suas propostas para a continuação do crescimento do município a partir do segundo mandato. “O que eu quero é o bem de Extremoz e neste meu primeiro mandato comecei pela reestruturação da saúde, a base de tud0, porque sem saúde ninguém consegue produzir”, disse o prefeito.

“Nas reuniões que faço com o povo de Extremoz, em todas as comunidades, faço esclarecimentos do que fizemos e do que pretendemos fazer pelo município. Mudamos o perfil do funcionalismo da Prefeitura de Extremoz e agora, quem trabalha na prefeitura, trabalha realmente, porque serviço público é para atender bem a população”, sentenciou Klauss, que nesses encontros lembra que o Hospital e Maternidade Presidente Café Filho estará em pleno funcionamento no próximo mês de setembro.

O prefeito também falou a precariedade da segurança da cidade, lembrando que quando assumiu o governo somente existia um Santana velho para transportar os policiais em diligências e que hoje a Polícia estava bem equipada e com vários carros modernos. “Extremoz mudou, inclusive na consciência”, disse. “O que observo nas pessoas são as atitudes e quem não fez no passado vai ter que se justificar perante o eleitor”, ressaltou.

 

Central de Ambulâncias

 

“Estamos mudando para melhor. Antigamente as pessoas para usar uma ambulância ficavam devendo favor a esse ou aquele vereador. Hoje temos uma Central de Ambulâncias, instalada pelo meu governo, em parceria com o Governo do Estado e ninguém precisa mais ficar mendigando favor para ser atendido de forma humana e decente por uma ambulância”, lembrou o prefeito.

 

Klauss também discorreu sobre o respeito que a classe política do Estado hoje tem por Extremoz, lembrando que quem vota por dinheiro está plantando a miséria no futuro. “Que história é essa de homem dar dinheiro para outro homem? Ora, o dinheiro depois tem que sair de algum lugar e aí, está a miséria e a falta de serviços públicos dignos para a população”, completou.

 

“Extremoz tem 14 bairros e 31 distritos e em todos existem ações estruturantes da Prefeitura de Extremoz. Lembro que no meu segundo mandato vou implantar o “Projeto Poeira Zero”. Vou pavimentar e sanear todo o município, embora já tenha iniciado essa ação nos distritos de Contenda, Malvinas, Irã, Iraque e na região das balsas, em Barra do Rio”, relatou.

Em sabatina da Fecomércio, Rogério propõe cidade empreendedora e criativa

O deputado federal Rogério Marinho, candidato a prefeito de Natal pelo PSDB, participou na tarde desta terça-feira (7), no Versailles Recepções, em Tirol, de um almoço promovido pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio Grande do Norte, a Fecomércio.

Durante o encontro, Rogério criticou a falta de planejamento das últimas administrações e apresentou os projetos “Cidade Empreendedora” e “Cidade Criativa”. Os programas fazem parte do plano de governo “Transformar Natal”.

O Cidade Empreendedora propõe alavancar o setor de serviços na cidade através da qualificação da mão-de-obra e parcerias com a iniciativa privada. O programa ainda prevê menor burocracia nos processos de abertura de empresas, aprovação e licenciamento de projetos.

Rogério também destacou a necessidade do município assumir uma posição de liderança ao estabelecer os consórcios intermunicipais. “Precisamos fomentar negócios nas áreas de empreendedorismo, serviços, tecnologia e turismo”, disse.

“É urgente que o município entenda que o setor de turismo merece ser tratado de forma diferenciada. Infelizmente, não é isso que estamos assistindo nos últimos 10 anos”, disse o candidato.

Já o projeto Cidade Criativa defende uma política de valorização do patrimônio cultural através de ações de incentivo à cultura potiguar. Para Rogério, “a cultura tem um aspecto de geração de renda, emprego e fomentador de riqueza que é muito pouco aproveitado em Natal”.

Além disso, o candidato propõe a construção de um novo centro de convenções para promover o turismo de eventos, organização das calçadas, organização do comércio do Alecrim, construção de estacionamentos e urbanização da Feira do Fogo. Os projetos serão viabilizados através de parcerias público-privadas.

O debate com os empresários promovido pela Fecomércio faz parte do projeto “RN em Foco”. Estiveram presentes na reunião o presidente da federação Marcelo Queiroz, o superintendente do Sebrae Zeca Melo, Augusto Vaz, vice-presidente da CDL e Aílson Feitosa, presidente da Aeba.

Hermano Morais: “O problema de Natal é essa maquiagem feita pelos últimos gestores”

IPTU alto, impostos abusivos, ruas esburacadas, sujeira por toda parte, esgoto a céu aberto. Esse foi o cenário encontrado pelo candidato do PMDB à prefeitura do Natal, no Conjunto Jardim das Flores, na Redinha. “Há quanto tempo que a gente mora aqui e a situação não muda em nada? Só faz piorar. Calçaram uma rua aqui no bairro e nunca mais ninguém apareceu”, reclama a aposentada Severina Medeiros.

“Ora, é muito mais fácil você maquiar um problema do que resolvê-lo por completo, não é verdade? Essa tem sido uma atitude comum dos últimos prefeitos de Natal”, rebate Hermano. Ainda segundo o candidato da coligação ‘Natal Merece Respeito’, esse é um caso de incompetência administrativa.

Tapar o sol com a peneira: é isso o que os gestores desses últimos vinte anos fizeram ao longo dos seus mandatos à frente da capital. De acordo com Hermano Morais, é fácil provar isso.

“Será que é de hoje que faltam remédios nos postos? E os medicamentos jogados no lixo na gestão de Carlos Eduardo prefeito e Micarla vice, ninguém lembra?”. E continua: “nós não vamos admitir isso. A primeira providência é instalar uma força-tarefa na cidade para tomar pé da situação e resolver o mais urgente. Afinal, saúde e educação devem ser prioridades de qualquer prefeitura séria e comprometida com a qualidade de vida das pessoas”, disse Hermano ao final da reunião na zona norte, que terminou aplaudido e elogiado pela conduta ética e sempre responsável.

Hermano Morais critica gestões anteriores: "O que observamos é o retrato da incompetência"

Gerir o sistema de limpeza urbana com eficiência depende de profissionalização da gestão. Hermano Morais, tem experiência administrativa e um plano estratégio eficiente para dar um novo rumo ao setor. Em visita à usina Recicla, nesta segunda (06), ele se reuniu com quase 100 colaboradores da empresa e se comprometeu em dar incentivos e regulamentar a atividade.

“O que observamos ao longo dos últimos vinte anos é o retrato da incompetência.  O quadro caótico da cidade é resultado da junção de três fatores: má gestão, pouca transparência na utilização dos recursos e fragilidade técnica. Temos a solução para isso”, ressalta.

O candidato da coligação Natal Merece Respeito, se refere ao equilíbrio entre receitas e despesas e de uma auditoria que revise os contratos firmados pela Companhia de Serviços Urbanos (Urbana) com as prestadoras de serviço. Isso sem falar na coleta seletiva, que na gestão de Hermano será ampliada para todos os bairros da cidade. Hoje, Natal só recicla 1,5% daquilo que recolhe. A usina Recicla, transforma 400 toneladas de alumínio, ferro e cabos elétricos em peças automotivas e utensílios para cozinha. “A gente poderia ajudar muito mais na reciclagem do lixo de Natal se a prefeitura tratasse o assunto com mais responsabilidade”,  frisa o empresário, Etelvino Patrício.

Carlos Eduardo promete prioridade em políticas de incentivo à leitura

O candidato a prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT), reforçou na manhã desta segunda-feira (6) o seu compromisso com ações em benefício da Educação e Cultura, ao assinar o termo de adesão para a adoção de políticas públicas de incentivo à leitura literária. A assinatura foi dada na abertura do Seminário “Prazer em Ler”, no Centro Municipal de Referência em Educação Aluízio Alves (CEMURE). O seminário é uma realização do Instituto de Desenvolvimento da Educação (IDE), em parceria com outras instituições.

Carlos Eduardo referendou duplamente o documento, como candidato a prefeito e como presidente estadual do PDT. Ele foi o mais aplaudido pela plateia que lotou o auditório do Cemure, dentre todos os convidados a assinar o termo de adesão.

O candidato do PDT agradeceu pela manifestação positiva ao seu nome e atribuiu a reação às muitas ações que desenvolveu em favor da leitura em particular e da Educação e da Cultura em geral, durante suas gestões à frente da Prefeitura de Natal. Entre essas ações, ele destacou a realização das edições anuais do Encontro Nacional de Escritores e a implantação de bibliotecas nas escolas da rede municipal.

“Educação e cultura são ligados umbilicalmente e estão na base da formação do conhecimento e da verdadeira cidadania. Por isso, damos toda a prioridade para as ações nessas áreas”, explicou ele.

Rogério Marinho diz que “arrogância” de Carlos Eduardo não combina com democracia

O candidato a prefeito de Natal pelo PSDB, deputado federal Rogério Marinho, participou de mais um programa #FalandoSério nesta segunda-feira (06). Nova oportunidade em que o candidato respondeu as perguntas enviadas pelos eleitores através das mídias sociais ou pelo site oficial da campanha (www.rogerio45.com.br).

Novamente o programa foi marcado pela polêmica entre Rogério e o ex-prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT). Questionado por um internauta sobre quem seria o candidato a prefeito “arrogante e soberbo” a que o deputado tem se referido nos últimos discursos, o parlamentar disse se tratar do ex-gestor.

“O ex-prefeito Carlos Alves tem dado entrevista dizendo que, porque ganhou 25 pesquisas, já venceu as eleições e já está, até, fazendo uma comissão de transição. Essa arrogância e soberba é complicada em um processo político. Nós vivemos numa democracia. É como se ele dissesse a população que não precisa escolher, não precisa ter eleição, que a pesquisa já resolveu”, disse Rogério.

Ainda com relação ao ex-prefeito, o candidato do PSDB disse que a partir de agora Carlos Eduardo “não poderá se esconder atrás de um biombo da sua assessoria, vai ter que debater. Nós queremos perguntar a ele, por exemplo, como ele propõe uma mudança na saúde pública, inclusive construindo um hospital municipal, quando em 2004, na sua reeleição, propôs quatro hospitais e não fez nenhum”.

Ainda durante o #FalandoSério, Rogério fez críticas aos serviços de saúde oferecidos pelo município nos últimos dez anos. “A administração anterior fez um desastre na área da saúde, terminando seu mandato com várias unidades do município fechadas pelo Conselho Regional de Medicina (CRM)”, disse.

Certus/Nominuto divulga pesquisa sobre sucessão em Parnamirim neste sábado

O Instituto Certus em parceria com o Nominuto divulga, neste sábado (4), um levantamento sobre as eleições municipais de Parnamirim. Foram entrevistadas 400 pessoas em domicílios nos bairros e praias da Cidade, sendo 214 mulheres e 186 homens.

Todos os entrevistados são maiores de 16 anos. Os dados foram coletados no dia 28 e 29 de julho de 2012. As áreas, para realização das entrevistas, foram aleatoriamente selecionadas pelo Instituto. A pesquisa vai apresentar dados sobre o sexo, idade, grau de instrução e renda.

Levantamento foi realizado em 13 bairros de Parnamirim: Centro, Monte Castelo/Marília, Bela Vista/Passagem de Areia, Vale do Sol/Conjunto Cohabinal, Parque Industrial/Aeroporto, Santa Tereza, Pirangi do Norte, Boa Esperança/Parnamirim II, Cohabinal, Emaus, Nova Parnamirim, Pium e Pirangi de Dentro.

Realizaram perguntas espontâneas e estimuladas sobre quem o parnamirinense votaria para prefeito. Também foram perguntados sobre a gestão do prefeito Maurício Marques, da Governadora Rosalba Ciarlini e a presidente Dilma Rousseff.

Parnamirim tem quatro candidatos, que são: Gilson Moura, Maurício Marques, Tito Holanda e Camarada Leto.

A pesquisa foi registrada sob o protocolo 00042/2012 e tem margem de erro de 3%, com índice de confiabilidade de 95%.

Fonte: Nominuto

Rogério Marinho observa: “transparência é o grande antídoto contra corrupção”

O deputado federal Rogério Marinho, candidato a prefeito de Natal pelo PSDB, acredita que a corrupção só será derrotada no Brasil com a prática da “transparência” nas administrações públicas. A posição do parlamentar foi externada na noite desta quinta-feira (02), durante o primeiro debate entre os candidatos a prefeito, realizado pelo TV Band Natal.

“A transparência é o grande antídoto contra a corrupção. Nós vamos trabalhar muito com a transparência em nosso governo. Precisamos saber onde o dinheiro público está sendo investido e, principalmente, se os recursos estão sendo bem investidos. Na nossa gestão, vamos combater fortemente a corrupção”, disse Rogério.

Ainda durante o debate, o candidato destacou os problemas enfrentados pela cidade atualmente, com destaque para a área da saúde pública. Na oportunidade, Rogério teve a chance de debater diretamente com o ex-prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT), os motivos que levaram o Conselho Regional de Medicina do RN (Cremern) a interditar vários postos de saúde na sua antiga gestão. Para Rogério, “o que foi ruim no passado, aprofundou-se com a atual gestão”.

Rogério acrescentou ainda que um de seus primeiros projetos caso seja eleito será agilizar a concretização das obras de mobilidade urbana em Natal. O candidato acredita que “Natal não pode mais conviver com o imobilismo, a cidade está com o seu trânsito caótico”.

O parlamentar também citou, entre suas metas caso conquiste a Prefeitura de Natal, o reestabelecimento dos serviços públicos municipais, como a coleta de lixo por exemplo, e a recuperação da liderança na região metropolitana.

Em sua mensagem final, Rogério afirmou que o natalense precisa dizer “não para a volta ao passado, que foi um desastre, nem aceitar permanecer no presente, que é uma catástrofe”. Mas, finalizou o candidato, “é preciso apostar no futuro, com gestão, estratégia e planejamento”.

Carlos Eduardo diz que Hermano “continua discurso de Micarla”

“O problema de Hermano é de memória”. Assim o candidato a prefeito Carlos Eduardo (PDT) definiu a postura do representante do PMDB em dirigir críticas à sua gestão na Prefeitura. O pedetista lembrou que, na época em que era prefeito, recebia apoio político de Hermano Morais.

“Hermano esquece que apoiou minha administração e foi meu líder (de bancada) na Câmara Municipal. O problema de Hermano é de memória. Ele estava certo naquela época, pois apoiava uma gestão que era apoiada e respeitada pelo povo de Natal. Agora, o senhor está errado porque apoia uma administração e recebe o apoio da atual prefeita e do partido dela”, destacou Carlos Eduardo. Que emendou: “A atual prefeita não foi candidata, mas o discurso dela continua com o seu candidato. Vocês realmente combinam, estão juntos”.

O ex-prefeito também voltou a defender sua gestão. “Deixei (ao fim do governo) uma cidade que nunca viu tantos investimentos, obras, projetos e programas. Era uma administração que pagava em dia, não atrasava o pagamento aos fornecedores. Uma administração que levou a efeito projetos que até hoje estão na memória da população”, descreveu. “O nosso período (na Prefeitura) foi de muito desenvolvimento e progresso para Natal. Resolver tudo, não resolvemos. E ninguém resolve. Mas resolvemos muitos problemas da cidade”.

Hermano: “Nossa campanha cresce e incomoda alguns candidatos”

“Ao contrário de outras gestões, nós vamos priorizar o planejamento estratégico, recuperar a capacidade de investimento próprio, buscar parcerias, investir em educação e saúde de qualidade”. Durante o primeiro debate com candidatos à prefeitura do Natal, realizado nesta quinta (2), pela TV Bandeirantes, Hermano disse ainda que vai mostrar para os adversários como é que se administra de verdade. Porque embora um deles já tenha tido essa oportunidade duas vezes, os problemas continuam os mesmos. Segundo o peemedebista, a Escola em Tempo Integral, a regularização fundiária e a integração da Região Metropolitana são ações que não podem mais esperar.

Hermano aproveitou o encontro para esclarecer os apoios recebidos e a sua posição com relação ao governo Micarla de Souza. Segundo candidato do PMDB, a adesão de alguns membros do PV à sua campanha se dá porque eles entendem que ele é o melhor pra Natal. “O fato de eu estar aceitando esses apoios não significa que seja conivente com a gestão da atual prefeita. “Não nos interessa o apoio dela”.

Hermano diz ainda que o ex-prefeito Carlos Eduardo sabe do que ele esta falando porque mantêm na sua base de sustentação seis dos sete vereadores que fizeram parte da administração da borboleta, todos agora candidatos à reeleição pela coligação dele. “Ora, foi Carlos Eduardo que lançou Micarla na política. Ela é filha dele. Agora ele vem renegar o passado e transferir a responsabilidade que ele tem sobre esse caos que Natal se encontra”, ressalta o peemedebista.