Secretário da Previdência, Rogério Marinho pode virar ministro

Rogério Marinho (Valter Campanato/Agência Brasil)

Rogerio Marinho está em alta com Jair Bolsonaro. Quando a reforma da Previdência for aprovada, o capitão quer encontrar uma vaga de ministro para o secretário.

(Por Fernando Molica)

Radar On-Line, Veja

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. manoel vieira de araujo disse:

    acho que ele está fazendo um ótimo trabalho

  2. Junior disse:

    somos obrigado a reconhecer que o ROGERIO MARINHO É UM ADMINISTRADOR competente,merecece o cargo de ministro.Antonio Elias.

  3. Fagner disse:

    Não é de se estranhar. Tudo q não presta cabe nesse governo.

  4. Bento disse:

    Nada a ver herói do sertão, tu tás é com dó de cotovelo. deixa "RM" trabalhar, tem muito talento,
    é capacitado, inteligente, e com certeza, já passou do tempo de ser Ministro e isso acontecendo
    o Brasil só tem a ganhar.
    Disseram-me que antigamente perto do descobrimento do Brasil, teve uma anta como presidente e antes da anta foi um encantador de burros e ninguém reclamava.

  5. Madeira disse:

    Sou trabalhador e apoio Rogério Marinho, já tinha dito aqui merece ser Ministro sim, tem muita
    Capacidade.

  6. Ivan disse:

    Cara competente demais!!! Mas q merecido…Parabéns ao Paulo Guedes por te-lo escolhido p/travar essa batalha por uma previdência mais justa e viável…Vai ficar pra história pelo enfrentamento de temas que mais ninguém teve coragem de encarar.

  7. Jose ivonaldo jerônimo disse:

    Quem defende um sujeito como Rogério Marinho, com certeza não é trabalhador e também nordestino, esse sujeito retirou mais de cem itens de direito trabalhista e anulou o que um militar criou pra proteger os trabalhadores, esse mesmo sujeito está denunciado por tomar de trabalhadores as multa rescisória e multas do FGTS, e a retórica dele que iria existir milhões de empregos com a reforma trabalhista e foi um grande engodo, só enganou os trabalhadores, mas o povo deu a resposta e ele nunca será eleito mas no estado.

    • Severino Carnegie-Rockfeller disse:

      Nenhum direito foi retirado. O que mudou foi que ações judiciais irresponsáveis passaram a ser desistimuladas.

    • Fagner disse:

      A reforma trouxe desemprego e precarizar os q existem. A da previdência será o fim das aposentadorias.

    • Severino disse:

      Nada foi precarizado e as aposentadorias continuarão a existir. Continuem a cair em descrédito.

  8. Lima disse:

    Independentemente desse cidadão ser do RN, esse rapaz é muito sabido (deve ser inteligente também), mas ele disse que com a reforma trabalhista o desemprego ia diminuir e iam aumentar o número trabalhadores com carteira assinada, mas o que se está vendo é o aumento do desempego.

    • Severino disse:

      Falso. O saldo pós-reforma é positivo. Se inexiste relação de causalidade são outros 500.

  9. Antonio Turci disse:

    Excelente quadro técnico e político por vocação. Infelizmente, como nada é perfeito, parte do RN insiste em desvalorizar o ex- deputado Rogério Marinho. Pela competência honra qualquer governo que o aceite como colaborador.

  10. Carlos Bastos disse:

    Agora completou o time, meu Deus tenha pena dos trabalhadores do Brasil.

Em dobradinha com Paulo Guedes em apresentação na Câmara, Rogério Marinho destaca apoio de 59% dos brasileiros a mudanças na Previdência

Secretário Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, durante audiência na comisão escial da Câmara – Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Paulo Guedes falou por cerca de 20 minutos na primeira audiência pública da comissão especial da Câmara dos Deputados que discute a proposta de emenda à Constituição. Logo após, passou a palavra a Rogério Marinho, que faz uma apresentação estimada em até 40 minutos.

Marinho começou a apresentação citando frases dos quatro últimos ex-presidentes da República – Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff e Michel Temer – e do presidente Jair Bolsonaro, que ressaltam a necessidade de reformar a Previdência. “Essa é uma pauta da sociedade”, justificou.

Marinho citou a pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI)-  Ibope, que constatou o apoio de 59% dos brasileiros a mudanças na Previdência. Ele apresentou uma tabela com a expectativa de sobrevida de quem chega aos 65 anos, para mostrar que não há grandes diferenças regionais que justifiquem a imposição de idades mínimas diferentes por regiões.

Citando dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Marinho mostrou que o idoso com 65 anos vive, em média, até os 82 anos no Norte, 83,1 anos no Centro-Oeste, 82,7 anos no Nordeste, 84,3 anos no Sudeste e 84,2 anos no Sul. “A diferença entre as regiões chega no máximo a dois anos, o que é irrelevante em termos estatísticos”, justificou.

Segundo o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, disse que a proposta de reforma da Previdência tem cinco pilares: combate a privilégios, equidade (todos contribuem, respeitando as particularidades de cada profissão), combate às fraudes (medida provisória de revisão de benefícios), cobrança de dívidas (projeto de lei que endurece a cobrança de grandes devedores), impacto fiscal.

Com acréscimo de informações da Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Brasileira indignada disse:

    Cadê os empregos???

  2. Santos disse:

    59% dos entrevistados apoiam mudanças na previdência, porém, não a apresentada pelo governo. Sabe por quê? Pq a mesma pesquisa mostrou que apenas 36% dos entrevistados afirmaram conhecer a proposta, e destes, 51% são contra a proposta de reforma apresentada pelo atual governo.

Rogério Marinho pede que oposição apresente proposta para a Previdência

Foto: José Cruz/Agência Brasil

O secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, disse nesta terça-feira (30 de abril) que está ansioso para ouvir alternativas à proposta apresentada pelo governo federal para a nova Previdência Social. Ele propôs que os debates sobre o tema sejam feitos de forma técnica.

“Espero que a política, por mais importante que seja, e as paixões sejam sobrepostas pelo debate técnico. Os opositores já foram governo e sabem da necessidade de reestruturação [da Previdência Social]. Chegou a hora de a oposição mostrar qual é o seu projeto”, disse o secretário após participar do seminário Desafios para a Previdência e a Proteção Social no Brasil – evento promovido pelo Instituto Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). “Estamos sôfregos e ansiosos para escutar qual é a alternativa a ser apresentada por aqueles que se colocam contra”, acrescentou.

O secretário reiterou sua posição a favor da integralidade do projeto, que prevê uma economia de R$ 1,236 trilhão ao longo de 10 anos.

Marinho elogiou a forma como a questão tem sido tratada por parte do Parlamento. “Tenho sentido um clima muito propositivo no Congresso Nacional, ao contrário do que ocorria em outras épocas”.

Segundo ele, o projeto apresentado combate fraudes e cobra de quem deve à Previdência, além de estar focado em uma lei de responsabilidade voltada aos municípios. “Temos a responsabilidade de enfrentar esse problema e de não varrê-lo para debaixo do tapete. Quem tem mais paga mais. Quem tem menos paga menos. Mas todos pagam”, destacou.

De acordo com o pesquisador da Universidade Cândido Mendes Paulo Tafner, que já foi pesquisador do Ipea, em 1980 havia no mercado de trabalho 9,2 trabalhadores ativos para cada inativo. “Em 2020 serão 4,7 ativos para cada inativo; e em 2060 será 1,6 ativo para cada inativo. Isso coloca muita pressão sobre um sistema de sustentabilidade”, disse o economista.

Agência Brasil

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bruno Milla Tech disse:

    Perfeito!!!!👍 👏👏👏👏👏 isso mesmo, vamos ver o q aparece!!

  2. Carlos disse:

    Era bom que aparecesse um pra opinar com sabedoria e conteúdo, mais estes não entra pois quando vai ver os comentários , tem s aguentar este opinafores sem noção, só quer encontrar razão em agressão ao seu compatriota q está no mesmo barco e sofrendo do mesmo problema. E nós sabemos que o problema é muito mais profundo, e só uma unidade, uma união resolveria. E alguns tem olvidoi, ouça: uma casa dividida é sua ruína

  3. Bento disse:

    Secretario para RM é pouco merece ser Ministro por sua capacidade.

  4. George Linhares Couto de Melo disse:

    Tava lembrando das bandeiras do PT nas eleições e elas passavam pelas reformas tributárias e previdenciária.
    O PT ficou no poder, poder total, de 2003 a 2016, tendo o congresso e o senado nas mãos para fazer o que queria e desejava.
    Fez as reformas? Não!
    Agora aparecem dando palpite em tudo e dizendo que tem a solução.
    Qual a razão de não adotarem essas soluções para o bem do país quando tinham o poder nas mãos?
    Ficavam repetindo a cada eleição as promessas e nunca tornavam realidade, mas realizaram feitos que deram origem ao mensalão, ao petrolão e a lava jato.
    Alguém aí sabe quem matou Celso Daniel? Qual a motivação? Quem foram os mandantes?
    Por quê a esquerda não tem interesse em solucionar esse caso, como tiveram com Marielle?
    São apenas perguntas que poderiam ter as respostas devidas, ou seja, verdadeiras.

  5. realmadriddepiumgenerico disse:

    A reforma trabalhista ao tirar direitos e aumentar o desemprego também tirou muitos contribuintes do sistema previdenciário, diminuindo a arrecadação. Não se sustenta o discurso do governo, pois não criam nenhuma política de combate ao desemprego. Além de tirarem a obrigação dos patrões contribuírem com a previdência e aumentar a contribuição do trabalhador. Entendem o processo sádico deste governo. Reduzir a informalidade também deve fazer parte para melhorar e as políticas neoliberais empurram cada vez mais gente para informalidade. Basta ver nas ruas a quantidade de pessoas vendendo bugigangas, churrasquinho, etc. defendem o pão de cada dia, mas não contribuem para o sistema e o governo só pensa em mandar matar nos morros e agora, no campo.

  6. realmadriddepiumgenerico disse:

    Não é difícil. Eu que não sou nenhum especialista, posso apresentar uma: Divida as dívida que têm com a previdência para recebimento em dez anos, só ai´, já teriam metade do que eles querem arrecadar com a reforma nesses dez anos. Taxar as grandes fortunas e essa taxa ir para a seguridade social, só essas duas medidas, dariam mais do que eles pretendem arrecadar com a reforma em dez anos. O problema é que não querem tocar nos mais ricos e nem cobrar os devedores, que por acaso, são os mais ricos também.

    • Curioso disse:

      Sei que você é Lulista/petista, o que não sou mais, pois me enganaram, mas é uma boa pergunta: Por que não taxam as grandes fortunas?

    • M.Vinícius disse:

      Uma proposta boa, aquele ou aquela petista que receber salário acima de R$ 10.000 deve cumprir a risca a ideologias Marxista devolvendo para o Estado 50% do seu salário.

    • joao disse:

      Curioso, as grandes fortunas pertencem aos funcionarios publicos e aos amigos do rei… empresario so produz riqueza e gera emprego, somente isso…. Estado consome riqueza.

    • Ceará-Mundão disse:

      Quanto fanatismo, quanta falta de bom senso, quanto desconhecimento da realidade (ou má fé). O PT esteve por 13 anos no poder e fez o que? Criou esse tal imposto sobre grandes fortunas? Nos governos do PT, os bancos nunca ganharam tanto dinheiro, segundo seus próprios balanços. Lucros fantásticos. É só pesquisar na internet. Nosso dinheiro, ao invés de ser aplicado no Brasil, para diminuir nossas incontáveis carências, iam para ditaduras amigas do PT. As maiores empreiteiras do país e empresários como Eike Batista e os irmãos Batista (JBS/ Friboi), também foram muito beneficiados. E Lula fez 2 reformas da Previdência, em 2003 e 2005. Portanto, esses esquerdopatas só têm mesmo é papo furado. Incoerência, hipocrisia e mentiras são suas maiores armas.

Reforma da Previdência: Rogério Marinho diz que mais pobres têm pressa

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Na expectativa de que a reforma da Previdência avance ainda nesta semana na Câmara dos Deputados, o secretário de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, um dos fiadores do texto proposto pelo governo, alertou que a sociedade tem pressa e quer a aprovação da mudança legislativa. Depois de explicar detalhes da proposta em um debate com deputados na manhã desta terça-feira (16), Marinho afirmou que todos reconhecem a necessidade da reforma.

Segundo o secretário, mesmo os que não apoiam a proposta do governo têm apresentando sugestões. “Ninguém pode negar a necessidade de reestruturação do sistema previdenciário e o déficit, que é cruel com os mais pobres. Ou nós enfrentamos isso, ou vamos continuar prejudicando quem já sofre mais”, afirmou Marinho.

O texto está em debate na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara e deveria ter sido discutido na reunião de segunda-feira (15), mas a discusão acabou sendo adiada por uma inversão de pauta que priorizou a votação do orçamento impositivo. O presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pediu que os parlamentares se concentrem hoje no debate até a madrugada, se necessário, para que a reforma seja votada nesta quarta-feira (17).

“Acredito muito no espírito público do Parlamento. Se acham que é preciso se debruçar mais sobre o tema que o façam, mas quem tem pressa é a sociedade. Hoje, a administração da União, dos estados e de municípios se dá principalmente sobre despesas primárias de manutenção e custeio e do pagamento de dívidas”, afirmou Rogério Marinho.

Para o secretário, a reforma permitirá que o Estado brasileiro deixe de atuar como “síndico de massa falida”, limitando-se à administração de folhas de pagamento, assistência e previdência. “Não sobram recursos para investirmos em saúde, educação, infraestrutura e na geração de emprego e renda”, lamentou.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José disse:

    Rogério Marinho mente a todo momento. Começou mentindo na reforma trabalhista, agora na previdência. Quer fazer uma reforma justa, insere as mesmas regras para militares e juízes. Quero ver ter coragem. Extirpamos esse câncer da política, vem Bolsonaro e ressuscita

    • Everton disse:

      É tanta categoria com reforma diferenciada, que a massa ignara que não participa de nenhuma delas é que toma no lombo.

  2. Silva disse:

    Judas Escariotes pelo menos se arrependeu e pagou com a vida; esse Judas Rogério Marinho, tão tolinho o sonso, não se arrepende de nada… e continua fazendo…

  3. Dilmanta disse:

    Rogério Marinho, eis o verdadeiro Judas da atualidade… vende tudo e todos para ter um emprego na Nação…. seu destino é triste…

  4. Fagner disse:

    Falta vergonha na cara desse sujeito.

  5. Naldinho disse:

    E o primo dele de touros. Ceará mundiça não fala nada

  6. nasto disse:

    Já votei nesse sr. Arrependido. Não acredito em nada que ele fala e faz.

  7. Roberto disse:

    Esse Rogério Marinho, era pra tá preso isso é um pilantra, têm várias empresas em natal com laranjas no comando, agora que dá uma de Santo.

  8. Anti-político de estimação disse:

    Reforma que não mexe com privilégio de militares nem de políticos não passa de um engodo. Não sejamos inocentes. E ainda tem o filé ( para os banqueiros e tubarões do mercado especulativo) : a famigerada "capitalização".

  9. Joaquim disse:

    Palhaço e sacana

  10. Joaquim disse:

    Traste. Pressa tem vc.

  11. amais tempo disse:

    esse cara deveria receber um premio pelo que esta fazendo com a sociedade, principalmente a do nosso estado, isso é uma vergunha para nos norteriograndense. mas o futuro vem aí.

  12. Bento disse:

    Justiça seja feita fez trabalhos belíssimos como IMD, REFORMA TRABALHISTA e agora REFORMA DA PREVIDÊNCIA, quem o critica o faz por pura inveja por falta de capacitação, tirem as travas de seus olhos e sejam sinceros e elogiem um belo trabalho feito por um Norte-Rio-Grandense. Perdemos um excelente Deputados, já merece lugar de Ministro, capacidade não lhe falta. Cadê os criticos sobre os governos anteriores, esse povo tava onde, super ocupado mamando.

    • Ceará-Mundão disse:

      Disse tudo, amigo. Compare esse cidadão com os representantes eleitos no RN. Tirando uns 3, o resto…

    • Ceará-Mundão disse:

      O que Fátima fez pelo RN, quando esteve no Congresso?

    • Henrique disse:

      Leva ele para tua casa e aproveita e faz um altar.

    • Fagner disse:

      Falando asneira homi. Esse elemento foi rejeitado nas urnas. Jamais vencerá uma eleição aqui em Natal ou RN.

  13. Medeiros disse:

    Comediante , só pode

  14. Justiceiro disse:

    Esse aí é o "carteiro" do apocalipse!!!

  15. Eudes disse:

    O termo exato para o que o Sr. Secretário está fazendo é o de tripudiar sobre a sociedade ao dizer que “os pobres têm pressa” em terem seu direitos mais suprimidos.

  16. Ceará-Mundão disse:

    No RN, o deficit mensal da Previdência gira em torno de 130 milhões. A crise financeira é real e os servidores estão com vários meses de salários atrasados. A única medida até agora anunciada foi a mera antecipação de receita dos royalties. E depois? Esse dinheiro não fará falta no futuro? Claro que sim. Resolve como? Com o tal "Lula livre" e fazendo oposição irresponsável ao governo federal, a única possível fonte de salvação? Não adianta tentar afundar o barco se estamos todos a bordo. Essa petezada não regula bem do juízo.

    • Alex disse:

      Por que não começar taxando as grandes fortunas?
      Aí o governo prova que tem colhões e que suas intenções são de fato positivas!

    • Ceará-Mundão disse:

      Vamos perguntar de outra forma: se essa medida é mesmo tão benéfica ao Brasil, por que não foi implantada nos governos petistas (ou do PSDB)? Passaram muitos anos no poder e tinham o Congresso na mão (sabemos como).

    • Ceará-Mundão disse:

      No caso específico do RN, já que o PT é contra a proposta de reforma apresentada, o que a governadora Fátima fará? Como resolverá a crise? Gritando "Lula livre"?

    • Lucas disse:

      Amigo, enquanto compararmos um horrível c um muito ruim n chegaremos a lugar algum! Rogério Marinho enganou o povo c a reforma trabalhista. Cadê os empregos prometidos?
      A reforma da previdência, assim como a reforma trabalhista, são necessárias! O problema eh q qd esse cidadão coloca o dedo azeda tudo!

  17. Carlos disse:

    Confesso que não sei o que pensar e falar sobre esse indivíduo. Pelo menos uma eu falo. " É um palhaço "

  18. Brasileira indignada disse:

    O ex e escorraçado deputado esqueceu de completar… Tem pressa para morrer

  19. Antonio Turci disse:

    Recuperar uma economia em recessão nunca foi algo do dia para a noite. Demanda um certo tempo. É algo parecido com isto: você sai de casa numa boa. Retorna meio mole e, de repente, arreia com febre, dor de cabeça, dor no corpo e outras milacrias. Tudo muito rápido. Vai ao médico e o diagnóstico é, digamos, a tal da chicugunha. Aquele mal que lhe apareceu e lhe derrubou tão rapidamente, passa semanas e, muitas vezes, meses para desaparecer. De modo parecido acontece com as crises econômicas. A saída da recessão é como subir uma ladeira, ou seja, a carreta manda tração e sobe devagar. Outra coisa: não há remédio doce para crise econômica; o xarope recuperador da economia não é feito do doce sapoti, mas, sim, do amargo como jiló. Daí a lentidão quanto a abertura de novos postos de trabalho. A reforma trabalhista foi necessária e trará resultados.Porém, nunca no curto ou curtíssimo prazo.

    • Ceará-Mundão disse:

      Correto, amigo. Esses fanáticos por aqui não consideram sequer a opinião de seu "dono", o presidiário de 9 dedos. Na internet tem uma porção de vídeos do canalha defendendo essas reformas. E ele próprio promoveu DUAS da Previdência, em 2003 e 2005 (Emendas 41 e 47). Esses malucos deviam ao menos respeitar seu guru.

  20. Carlos Bastos disse:

    Deixe de ser mitiroso, vai ser igual a reforma trabalhista, até hoje estou procurando os milhares de empregos que gerariam essa maldita reforma.

  21. Rei do brega disse:

    Isso é verdade? Ou esse sujeito ta ironizando?

Secretário da Previdência, Rogério Marinho, aposta na aprovação do texto original da reforma

Foto: DCI

Apesar das indefinições sobre a tramitação da reforma da Previdência, o secretário da Previdência, Rogério Marinho, tem dito que aposta na aprovação do texto – na Câmara e no Senado – no primeiro semestre e mantém a resistência a eventuais mudanças no texto original (PEC 06/2019).

Marinho despacha no gabinete com parlamentares, integrantes do Governo e representantes de entidades. Além de ouvir, anota reivindicações das categorias, mas, ao final dos encontros, deixa claro que vai defender o texto original da reforma proposto, em fevereiro, pelo presidente Jair Bolsonaro.

O Governo se esforça para passar uma imagem positiva para o mercado (nacional e estrangeiro) garantindo a aprovação da reforma.

É que as grandes empresas seguram investimentos no Brasil à espera de definições mais concretas – e do rumo do País. Já programam.

Coluna Esplanada

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ceará-Mundão disse:

    Cheio de petistas "patriotas" e "bem intencionados", que "torcem pelo Brasil" e querem que o novo governo "dê certo". É incrível como essa gente é inconsequente e anti Brasil. Rapaz, o heroi bandido de vcs fez 2 reformas da Previdência e tem um monte de vídeos dele na internet reconhecendo a sua necessidade. Da Dilma, também. Ela chegou a enviar uma proposta para o Congresso em janeiro de 2016. Procurem ai. Criem juízo. Se esse troço não passar, todo mundo tá f… O RN, governado pelo seu querido PT é um dos primeiros da fila. Deficit mensal em torno de 130 milhões e vários meses de salários atrasados. Que gente mais maluca, essa petezada.

  2. Papudim disse:

    Esse é o verdadeiro Judas, vendendo sua nação por trocados e umas falsas idéias….

  3. Brasileira indignada disse:

    Cadê o primo? Já esqueceram dele!

    • Roger disse:

      Terá o mesmo tratamento do caso Celso Daniel e Toninho do PT. Ah cambada.

  4. Carlos Bastos disse:

    Meu Deus tenha pena dos brasileiros na mão desse Rogério Marinho.

Rogério Marinho nega relação com seu primo e diz que responsabilidade da execução da emenda é de município

A respeito do caso da Operação Tiro, o ex-deputado Rogério Marinho enviou ao Blog a seguinte nota:

Caro Dinarte,
 
Não conheço os termos do processo por você mencionado, nunca fui chamado a prestar nenhum esclarecimento, nem teria o que esclarecer, pois, depois da destinação da emenda (que ocorreu a pedido de Vereadores de Touros/RN), cabe ao município a execução de seu objeto.
 
Ruy Aranha é meu primo em segundo grau e eu não mantinha na época da destinação da emenda – assim como até hoje em dia – nenhuma outra vinculação com ele além desse parentesco.
 
Eu agradeço a disposição em me ouvir e fico à disposição para qualquer esclarecimento adicional.

Com informações do Blog do Dina

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Beto Araújo disse:

    😆😆😆😆😆😆😆😆

PF apreendeu R$ 265 mil em casa do primo de Rogério Marinho

Na ação deflagrada conjuntamente pela Polícia Federal, pelo Ministério Público Federal e pela Controladoria Geral da União ao fim de março, investigadores realizaram busca e apreensão na residência de Ruy Aranha Marinho e apreenderam R$ 265.900,00.

Ruy aparece na investigação como pessoa ligada a Rogério. Segundo os investigadores, recursos de emenda parlamentar do deputado federal, em 2016, passaram pela conta da Artmed e terminaram na de Ruy.

Sobre o assunto, Rogério Marinho se isentou do caso afirmou que depois da destinação da emenda (que ocorreu a pedido de Vereadores de Touros/RN), cabe ao município a execução de seu objeto. Não localizamos a defesa de Ruy Aranha.

Para os investigadores, a soma encontrada na casa de Ruy evidencia a relação entre ele e o proprietário da Artmed, Gabriel Dellane.

“Não se pode descartar a hipótese de que expressiva cifra encontrada em poder deste último, durante busca e apreensão realizada em 28/03/2019, tenha origem em operações ilícitas levadas a efeito recentemente por ambos”, descreve o juiz Hallison Rego na decisão em que negou a revogação de prisão de Gabriel.

Com acréscimo de informações do Blog do Dina

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Flávio Popó disse:

    Parabéns !!!! E tem muito trabalhador achando que o problema do Brasil e o trabalhador que pagar seus impostos ! Quem acabar com o Brasil são esses caras ! Que tudo fazem !!!!

  2. Lucia Helena Silva disse:

    Eita..Os mortais tem que pagar os roubos desse pais.E ainda somos culpado pela falencia fa previdencia.

    • Paulo disse:

      Claro amiga, o burros que votaram nesses ladrões a 18 anos atrás, estão fazendo que os mortais pague a conta…..e o chefe da maior organização preso….falta o resto

    • Marcos disse:

      Tem gente achando q só o PT rouba é?! Muita inocência …

Rogério Marinho ajusta Bolsonaro

Rogério Marinho, secretário especial da Previdência, disse à GloboNews que confia na aprovação do regime de capitalização no Congresso.

Ele disse que “o sistema, bem explicado, vai sensibilizar o Parlamento e será aprovado”.

Na semana passada, em café da manhã com jornalistas, Jair Bolsonaro afirmou que o regime de capitalização poderia ser discutido em um segundo momento.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Mpj disse:

    Nunca será justa essa reforma da previdência, a corda sempre tora do lado dos mais fracos. Onde já se viu pagar um BPC de 400,00 , o trabalhador rural contribuir durante 20 anos, uma viúva receber pensão de 60℅, dentre tantas outras crueldades que estão inseridas nessa reforma maléfica.

  2. ASV disse:

    Esse "Ceará-Mundão" é entendido mesmo, tem comentários dele em tudo que é assunto e ainda é o comentário dele que tá certo, o de todos que descordam, estão errados.

  3. Fagner disse:

    Acabar com a aposentadoria adiria não é reformar. Tudo isso pra entregar aos banqueiros.

    • Fernando Tavares disse:

      É melhor ler isso do que ser cego, éccada uma que vou te contar.
      Vamos fazer assim, quem quiser continuar com esse sistema furado que continue, agora nao é justo o cara passar a vida contribuindo para quando chegar na sua velhice falta dinheiro. Essa previdência era pra ser cada um paga o seu e pronto. Os caras falam da reforma trabalhista, pensa ai, foi feita um reforma branda e teve essa choradeira toda imagina se ela fosse pra deixar o Brasil competitivo. Minha gente investidor quer ganhar dinheiro e no Brasil só se ganha processos trabalhistas e burocracia.
      É muito mimimi

  4. Cássio disse:

    Só apoio quando os militares e os políticos derem as suas contribuições! kkkkkkk

  5. Brasileira indignada disse:

    Reforma com ajustes. Sem os ajustes vai ser difícil se aposentar!

  6. Marcos disse:

    O regime geral da previdência social não tem nada a ver com a situação do regime próprio dos Estados. Não confundam, alhos com bugalhos. A situação do RN é singular. Nos últimos anos, o Estado optou por não fazer muitos concursos e/ou nomear servidores. Preferiu terceirizar. E o terceirizado recolhe sua contribuição direto para o INSS (regime geral). E o resultado está aí: menos contribuições para o RN e mais para a União, sem falar da proporção quase igual entre ativos e inativos. Estudem e pesquisem mais, antes de entrar nas redes sociais. Eu vou fazer o mesmo agora. Fui.

  7. Manoel disse:

    A aposentadoria já corre risco faz tempo: aposentados sem receber salários em dia em vários Estados; Estados endividados sem poder investir em saúde, educação, segurança pois a receita é usada em quase sua totalidade pra pagar folha salarial. Pra perceber isso, basta olhar a realidade de nosso RN. Sem a reforma, a tendência será a população continuar se aposentando cedo, mas sem efetivamente receber salário algum pois os Estados e União vão falir; muito menos segurança, atendimento médico, etc.

    • Ceará-Mundão disse:

      Essa é a realidade, simples, translúcida. Estamos todos vendo a situação dos estados e até mesmo do país. Vejam o RN. Ai o cara vem dizer que a reforma é desnecessária. É a velha turma que torce contra prá ver a desgraça do governo (e do país, é claro), pensando na próxima eleição. Essa cambada é a grande praga do Brasil.

  8. Joaquim disse:

    Não é reforma. É o fim da sua aposentadoria.

    • Ceará-Mundão disse:

      Se não passar, não haverá dinheiro prá pagar sequer os salários dos servidores na ativa. O RN é um excelente exemplo da situação e não é o único. Déficit previdenciário na casa de 130 milhões e sem dinheiro para pagar duas despesas. Fornecedores sem receber, telefones de repartições cortados, servidores com vários meses de salários atrasados… E um bocado de sem noção fechando os olhos prá realidade e dizendo que a reforma é desnecessária.

    • M.D.R. disse:

      O ajusto do Ex-deputado Marinho, que pretende fazer será igual o AJUSTO DA REFORMA DO TRABALHO, dizia após a reforma o BRASIL, estaria disponível dois milhões de empregos não chegou 500 mil empregos direto. CREBILIDADE ñ chegou para dá esse suporte, melhor renunciar essa SECRETÁRIA.

“A esquerda se apropria de narrativas e as coloca como verdade absoluta”, diz Rogério Marinho

Ainda no evento da construção civil, em São Paulo, o secretário especial da Previdência, Rogério Marinho, aproveitou para desmascarar a falaciosa narrativa da esquerda sobre a reforma.

“A esquerda se apropria de narrativas e as coloca como verdade absoluta. Esquecem que a falta de perspectiva econômica afeta mais os mais pobres e os mais jovens.”

E mais:

“As pessoas querem investir no nosso país, estamos em momento de rara oportunidade. Os investimentos aguardam que o Brasil mostre que é capaz de honrar compromissos que fez com mercado externo.”

O Antagonista

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. disse:

    Ta igual a grande parte da imprensa.

  2. ricardo disse:

    Infelizmente uma pessoa nociva desta, que tanto mal fez aos trabalhadores com a Reforma Trabalhista que não gerou nenhum emprego a mais e só fez precarizar ainda mais o trabalho, venha conversar besteira e tentar mais uma vez enganar a população. Vamos acordar para este tipo de gente, que só faz piorar a vida das pessoas em benefício próprio. E ainda tem quem defenda um sujeito desses.

  3. Bento disse:

    Honra e esta honrando tarcisio, cuidado inveja mata.

  4. Tarcísio disse:

    Esse rapaz não honra o sobnome MARINHO. O avô, deputado DJALMA MARINHO foi um crítico autêntico da DITADURA.

    • Augusto disse:

      E por que não? Porque faz parte do governo federal e é secretário da previdência social?
      E você, Tarcísio, quem honra? Lula? Dirceu? Genoíno? Quem? Quem?

Rogério Marinho diz que governo não vai tomar a iniciativa de alterar PEC da reforma da Previdência: “quem tem de retirar, acrescer, modificar ponto é o parlamento”

O secretário-especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, afirmou nesta quarta-feira (17) que o governo não vai tomar a iniciativa de alterar o texto da proposta de reforma previdenciária encaminhada em fevereiro ao Congresso Nacional. Ex-deputado, Marinho disse que eventuais mudanças na proposta governista têm que ser feitas pelos próprios parlamentares.

Na terça-feira (26), líderes de 13 partidos se manifestaram contra as mudanças propostas pelo governo Jair Bolsonaro nas regras de pagamento do Benefício de Prestação Continuada (BPC) – concedido a idosos de baixa renda –, e da aposentadoria rural.

Os 13 partidos são: PSDB, DEM, PP, PR, PRB, PSD, PTB, SD, MDB, Podemos, Cidadania, PROS e Patriota. Juntas, essas bancadas somam 291 dos 513 deputados.

“Não vamos retirar nenhum ponto. Quem tem de retirar ponto, acrescer ponto, modificar ponto é o parlamento. É quem tem essa prerrogativa”, declarou Marinho a jornalistas após participar de audiência pública na Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados.

Segundo o secretário, a missão do governo é de continuar defendendo a reforma previdenciária elaborada pela equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes.

“Sabemos que, na hora em que um número grande de partidos se posiciona contra esse ou aquele item, essa posição regimentalmente vai ser estabelecida por ocasião da apresentação das emendas e votação, no âmbito da comissão especial”, enfatizou.

Ainda de acordo com Rogério Marinho, o governo vai fazer a defesa da proposta encaminhada ao parlamento. “Vai mostrar o porque cada um desses pontos, dentro do processo natural de discussão. E ver o que vai acontecer no final. Vamos conversar. O dialogo é a essência do processo democrático.”

Embora o secretário de Previdência esteja repetindo que o governo pretende defender o texto original da PEC enviado ao Congresso, o próprio presidente Jair Bolsonaro admitiu em fevereiro, durante um café da manhã com jornalistas, rever, entre outros pontos da reforma, a parte que altera o pagamento do BPC e a idade mínima da aposentadoria rural.

BPC e aposentadoria rural

Pela proposta enviada pelo governo, idosos sem meios de se sustentar terão de aguardar até os 70 anos para receber integralmente o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Atualmente, o benefício, no valor de um salário mínimo, é pago mensalmente à pessoa com deficiência e ao idoso com 65 anos ou mais que comprove não possuir meios de se sustentar, e nem de ter auxílio da família.

O governo propõe o pagamento de um valor menor, de R$ 400, a partir dos 60 anos de idade.

Se o idoso não tiver o tempo mínimo de contribuição para se aposentar pelo regime geral ao atingir 65 anos, ele continuará recebendo R$ 400 até completar 70 anos. A partir dos 70 anos passaria a receber um salário mínimo.

Ainda pelas regras apresentadas pelo governo, trabalhadores rurais, mulheres e homens, passam a ter a mesma idade para aposentadoria: 60 anos. Hoje, as mulheres no campo podem pedir aos 55 e homens, aos 60. O tempo de contribuição mínima passa de 15 para 20 anos.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Brasileira indignada disse:

    Enxotado daqui, fazendo maldades lá…

EMPREGOS – BRASIL: Rogério Marinho comemora “resultado expressivo” no melhor fevereiro em cinco anos

O secretário-especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, avaliou que o número da geração de empregos formais em fevereiro foi “bastante expressivo”, ficando bem acima do que o mercado financeiro estimava (ao redor de 82 mil vagas criadas).

“É uma demonstração de que as mudanças propostas na economia, com flexibilização, desburocratização, retirada de entraves e uma visão mais liberal, passam confiança à economia real, no sentido de retomar o processo de contratações”, declarou ele.

Veja mais: Brasil cria 173 mil empregos formais, no melhor resultado para fevereiro em cinco anos

Marinho acrescentou que a expectativa da área econômica do governo é de que essa “pegada” na criação de vagas com carteira assinada seja mantida. Ele lembrou que o equilíbrio nas contas públicas, meta perseguida pelo governo, vai favorecer a geração de empregos.

“A pauta mais importante do governo é o equilíbrio fiscal, representado pela reforma da Previdência, que hoje é uma pauta de todo o país. Do Executivo, do Legislativo e do Judiciário”, concluiu.

Com informações do G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fagner disse:

    Mais de 12 milhões de desempregados. Conta outra!

  2. Ceará-Mundão disse:

    E foi feita apenas uma mini reforma na arcaica legislação trabalhista fascista (baseada na legislação italiana de Mussolini), criada pela ditadura Vargas. Imaginem uma reforma mais profunda dessa legislação retrógada, aliada à Reforma da Previdência, à diminuição do tamanho da máquina pública (e do déficit público) e à Reforma Tributária. O Brasil iria "bombar". Mas a oposição esquerdopata torce contra o país, pensando em vantagens eleitorais.

  3. Rocha disse:

    ROGÉRIO MARINHO a sua empresa aqui em natal gerou quantos empregos? para vc sair comemorando assim? acho melhor vc pagar aos seus empregados para eles comemorar e não vc

  4. Carlos Bastos disse:

    Pense que cara babaca, comemorar o que? 82 mil vagas, amigo são quase 30 milhões de desempregados.

    • Mário Flores disse:

      Peraí petista, quando vocês deixaram o governo eram perto de 14 milhões de desempregados e hoje são 12, 5 milhões de desempregados. Esse número que você inventou aí deve ser no paraíso democrático de vocês a Venezuela.

    • Jose Lucio de Azevedo disse:

      Hômi, petista só entende de mortadela

    • Ceará-Mundão disse:

      Ô petista, ao menos lê a a notícia antes de sair por ai falando bobagem. 82.000 era a estimativa do mercado que foi superada com larga vantagem. Foram gerados 173.139 novas vagas. Maior saldo positivo desde 5 anos. A pressa em falar mal atrapalha bastante.

    • Neto disse:

      O cara não sabe nem interpretar um texto. Lê e não entende. Ainda faz comentário! Só sendo petista mesmo.

Previdência: proposta é de idade mínima de 65 anos para homens e 62 para mulheres, diz secretário, Rogério Marinho

Reprodução: G1

O secretário de Previdência Social, Rogério Marinho, afirmou nesta quinta-feira (14) que a proposta do governo de reforma da Previdência Social vai prever idade mínima de aposentadoria de 65 anos para homens e de 62 anos para mulheres ao final de um período de 12 anos de transição.

Segundo ele, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) a ser enviada ao Congresso será assinada pelo presidente Jair Bolsonaro no próximo dia 20.

Bolsonaro tomou “a decisão final”, segundo Marinho, sobre a proposta em reunião na tarde desta quinta, no Palácio da Alvorada, com os ministros Paulo Guedes (Economia), Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e Carlos Alberto dos Santos Cruz (Secretaria de Governo).

“Hoje o presidente diante das informações que recebeu tomou a decisão final. O texto está pronto”, disse o secretário.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Nilvan Rodrigues da Silva disse:

    Os trabalhadores inclusive os que votaram no Coiso vão ter que contribuir com essa pequena ajudinha. Sei não viu…
    Cadê esse povo que apoiou o Coiso?
    Sumiram do mapa foi?

  2. João B disse:

    Esse manja, Rogério Marinho, inimigo da labuta.

  3. Maria disse:

    Devia ser 65 para todo mundo!
    Hj mulher vive ate mais q homens

  4. Potiguar disse:

    Em alguns estados do Brasil, a expectativa de vida, não chega aos 70 anos. Nesta senda, o trabalhador vai aposenta-se aos 65 e curtir 5 anos antes de morrer. Valeu Rogério Marinha, o senhor lascou o trabalhador. Agora, é a vez dos aposentados.

  5. Agripino Oliveira disse:

    Acho que a reforma da previdência é pertinente, precisamos saber a posição de Rogério Marinio e os demais, com relação aos 450 bi que devem ao sistema, será que mais uma vez vão penalizar o elo mais fraco da corrente…

  6. P da Vida disse:

    Esse tal de Rogério Marinho é o famoso carne de cobra contra o trabalhador, infelizmente esse tipo de gente nunca sobra, perde a eleição e aparece espaço. Te desconjuro.

  7. Fernandes disse:

    Cabra safado esse Bolsonaro. O mercado acima se tudo pra ele, e não Deus.

  8. chico disse:

    Coloca 78 anos homens e 68 mulheres. Assim ninguém recebe! Deixa para os políticos, exército, servidores e judiciário. Afinal são os setores mais produtivos do Brasil e que nos orgulha demais e vale a pena se sacrificar por eles, pois ganhamos muito bem, e temos uma vida ótima aqui!

  9. Luciana Morais Gama disse:

    Será que as feministas vão pedir tratamento igual dessa vez? Se nós mulheres queremos igualdade essa é uma boa hora pra gente provar isso.

  10. Joaquim disse:

    O presidente é um boneco mesmo. Diz uma coisa é faz outra. Coitado, manda em nada.

  11. Paulo disse:

    Isso serve para políticos e para o judiciário? Ou é apenas para o pobre trabalhador que vai pagar as regálias desses senhores. VERGONHA! CADÊ RETIRAR OS VALES e benefícios desses que já são agraciados com super salários.

Rogério Marinho é nomeado secretário especial de Previdência e Trabalho

O governo federal formalizou a nomeação do economista e deputado federal Rogério Simonetti Marinho no cargo de secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia. O deputado federal Marcos Montes também foi confirmado no comando da Secretaria Executiva do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. As nomeações constam de edição extraordinária do Diário Oficial da União (DOU) da sexta-feira, dia 4.

A mesma edição traz outros nomes da Economia, como o do ex-ministro Esteves Colnago, nomeado secretário de Planejamento e Assuntos Econômicos da pasta. Também há nomeações e exonerações na Casa Civil; Presidência, Agricultura; Mulher, Família e Direitos Humanos; e Desenvolvimento Regional.

Estadão

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Alvari disse:

    Agora acabou de lascar de uma vez.
    palhaçada

  2. Ceará-Mundão disse:

    Boa sorte, deputado. O RN perdeu um representante de valor, competente e realmente preocupado com o destino do estado e do seu povo, muito diferente desses corruptos demagogos dessa esquerda preguiçosa e inconsequente.

  3. jair disse:

    NÃO REPRESENTA O RN!!!

  4. Papo Reto disse:

    Rejeitado nas Urnas !!!!!!!!!!!!!!!

  5. Otacilio Carvalho disse:

    Parabéns, amigo. Todo o sucesso na nova missão.

  6. Bento disse:

    Parabéns Deputado. Sucesso.

  7. Marco disse:

    Rejeitado nas urnas.

Futuro secretário da Previdência, Rogério Marinho fala em projeto que permita o Brasil a voltar a crescer e desenvolver

Reprodução Twitter – Rogério Marinho

Deputado potiguar usou o microblog Twitter nesta quarta-feira(12) para se manifestar sobre o seu futuro cargo, a ser exercido a partir de janeiro, no governo Bolsonaro, na função de Secretário da Previdência.

Em resumo, Marinho falou que espera a reforma da Previdência ainda no primeiro semestre de 2019, com objetivo de contribuir ára o equilíbrio fiscal do país.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. ricardo disse:

    Ou seja, o ex-Deputado Rogério Marinho novamente trabalhará para lascar o trabalhador e os mais carentes com essa Reforma da Previdência que só atacará o andar de baixo. Para esse trabalho sujo, ele é uma beleza. kkkkkkkkkk

  2. Luiz Moreira disse:

    Excelente escolha. Injustiçado na campanha num estado que prefere eleger candidatos demagogos ou de poucas realizações.

“Modernização das leis trabalhistas começa a varrer peleguismo sindical do país”, diz Rogério Marinho

O deputado federal Rogério Marinho (PSDB) avalia que a modernização das leis trabalhistas “começa a varrer o peleguismo da relação do trabalho no Brasil”. Por meio de sua conta pessoal no Twitter, o tucano repercutiu a notícia de que a arrecadação do imposto sindical caiu até 91% para algumas entidades, após se tornar opcional para o trabalhador. Esta foi uma das principais mudanças trazidas pela legislação.

Antes de a nova lei entrar em vigor, cada trabalhador tinha um dia de trabalho descontado em seu salário todos os anos para manter entidades sindicais, ainda que não quisesse ser filiado a nenhuma delas. Agora, com as novas regras elaboradas por Rogério durante a tramitação da modernização da legislação trabalhista, muitos sindicatos já estão lançando mão de estratégias para atrair filiados, inclusive oferecendo novos serviços, cursos e treinamentos.

A reportagem do jornal paranaense “Folha de Londrina” mostra que buscar novos filiados tem sido a principal medida tomada por sindicatos da região. As entidades também estudam ofertar novos serviços para os filiados e cobrar por eles.

Para o tucano, saem ganhando os trabalhadores e também os sindicatos sérios. Segundo ele, esta é a razão de tanto ataque e mentiras a respeito da lei aprovada. “Acabou a boquinha”, aponta o tucano. “Houve uma modernização e o tempo vai se encarregar de demonstrar na prática que foi positivo para o país e para o ambiente de negócios. As centrais sindicais estão indignadas porque perderam mais de 90% de suas receitas. Mas os sindicatos legítimos, que cumprem com os acordos e convenções coletivas, que respondem aos anseios dos filiados, vão sobreviver”, garante o deputado.

O parlamentar ressalta que as novas regras são benéficas para as contratações no país e que as críticas existentes ignoram isso e se baseiam apenas na contribuição sindical. “O Brasil é um país que é um ponto fora da curva. São mais de 17 mil sindicatos. Não há nenhum sentido obrigar o trabalhador a contribuir para quem não lhe representa de forma efetiva. Não foi retirada a contribuição, mas sim a obrigatoriedade de contribuir. Se o trabalhador se sentir representado, ele continuará contribuindo. Isso estimula o sindicato a cumprir com seu papel, com sua missão”, ressalta o deputado.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jair disse:

    O quê estamos vendo ser varrido são os empregos formais, a reforma beneficiou somente o empregador.

  2. Ana Maria disse:

    E quem vai varrer você??? Um dos políticos mais sem futuro que existe, tem vergonha nessa cara…

  3. Helder disse:

    O pior parlamentar que já existiu no RN, medíocre e arrogante, trabalhou na reforma trabalhista em benefício próprio pra suprimir o direto dos milhares de empregados que ele têm em suas empresas de terceirização de mão de obra todas em nomes de laranjas.

  4. Luciano disse:

    Vcs chamam de reforma trabalhista, estudem as alterações e vejam quais benefícios a lei trouxe, nenhum.

  5. Eli disse:

    Vcs chamam de reforma trabalhista, estudem as alterações.

  6. Eli disse:

    Vai se lascar nas urnas ..Deputado verme …

  7. joao disse:

    So pelo que fez na reforma, ja merece meu voto. Chega de peleguismo sangue-suga.

  8. duendevermelho disse:

    Ahh… Nada contra o Amoedo… TB acho um excelente candidato, porém entre ele e Bolsonaro, vou de Bolsonaro.. pq sei q é doido e tem coragem de fazer o q tem q ser feito com relação a segurança… Não sinto essa pauta como forte no Amoêdo… Só isso… No mais é um cara excelente de propostas novas para o país… Muito bom

  9. PAÍS DA PUTARIA DO CÃO INFINITA disse:

    um reieira!

  10. João Carlos Cruz disse:

    E esse deputado vai ser varrido da câmara

  11. Bismarck Pereira Sátiro disse:

    Parabéns Deputado. O Brasil não aguentava mais tantos pelegos mamando nos "sindicatos". Tem meu voto. E agora esses pelegos "desempregados" vão ter que trabalhar.

  12. Wagner Lopes disse:

    Até as carteiras assinadas vão ser varidas!!!!

  13. Felipe Augusto disse:

    Rogério Marinho é uma das piores coisas que o RN já produziu. Não será reeeleito pelo conjunto das maldades que fez contra os trabalhadores.

    • Fernando Henrique disse:

      Trabalhador no seu dicionário é aquele ser que se sente prejudicado quando tem que trabalhar? No meu, isso se chama "recheio de sindicato".
      Trabalhador é quem trabalha.
      Abraço

    • Ricardo disse:

      Será reeleito sim, e eu votarei nele. Só em ter deixado de recolher esta imoralidade obrigatória do dito imposto sindical, que nenhum sindicato prestava contas de onde foi gasto o dinheiro ou com o que, o deputado R. Marinho terá o meu voto e de muitos colegas de trabalho.

  14. Leo disse:

    O senhor é q será varrido da cena política estadual e nacional.

(VÍDEOS) – Rogério Marinho: “Sindicatos pelegos perderam a boquinha”

A modernização das leis trabalhistas voltou a ser tema de debate no plenário da Câmara dos Deputados na noite dessa terça-feira (24). Na oportunidade, o deputado federal Rogério Marinho (PSDB), que foi relator da matéria na Casa, defendeu a nova legislação e criticou os parlamentares que difundem “mentiras” sobre o assunto com objetivo político.

“Os presidentes de sindicatos pelegos perderam a boquinha. E, como perderam a boquinha, estão simplesmente irresolutos, irresignados”, disse Rogério em referência ao fim do imposto sindical obrigatório, que passou a ser opcional com a modernização da lei.

O tucano ainda destacou a queda de quase 50% no número de ações trabalhistas no Brasil e completou: “o único direito que foi retirado foi o de mentir, que, infelizmente, se mantém no plenário desta Casa. Pelo direito e pela prerrogativa da condição de Parlamentar, é possível continuar mentindo de forma reiterada”, disse em reação a críticas de deputados do PT.

Rogério Marinho relembrou ainda a “implosão dos princípios macroeconômico brasileiros no Governo do PT”. De acordo com o parlamentar, “o PT destroçou a maior empresa do Brasil, que é a Petrobras, assaltou fundos de pensão e destruiu a economia. E o povo brasileiro pagou essa fatura ao longo dos últimos dois anos. A pior recessão da história econômica do país nós devemos ao PT”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Nilvan Rodrigues da Silva disse:

    O objetivo dessa mudança nunca foi reduzir o papel dos sindicatos pelegos. Até porque esses sindicatos são estruturas que dão suporte aos patrões e aos gestores. Até porque os sindicatos podem e tem autonomia para aprovarem taxas pra compensar essas percas.

    O objetivo da alteração da CLT foi unicamente beneficiar as empresas mais ainda. Maria Bridi especialista diz exatamente isso. "Com a reforma trabalhista, o poder do empregado fica reduzido a pó" FONTE: http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2018/02/sindicatos-aprovam-novas-taxas-para-compensar-fim-de-imposto-sindical.html

  2. Pato Amarelo disse:

    A Sociedade tem que lutar com unhas e dentes para dar fim a esse famigerado FORO PRIVILEGIADO , que só serve par dar abrigo a políticos canalhas e inescrupulosos da pior espécie que ficam arrotando honestidade. Nojo desses hipócritas !!!