Política

Justiça anula votos e cassa mandatos de vereadores do PSB em Ceará-Mirim por fraude em cota de gêneros nas eleições

Foto: Reprodução

O juiz eleitoral Herval Sampaio decidiu pela cassação de todos os candidatos e vereadores eleitos pelo PSB no município de Ceará-Mirim por fraude na cota de gêneros informada à Justiça Eleitoral, uma decisão até o momento inédita no judiciário potiguar.

Segundo os autos, foram registradas candidaturas fictícias de mulheres para atender a cláusula de barreira do TSE.

“No caso em tela, somente restou suficientemente comprovada à autoria dos atos fraudulentos pelas candidatas fictícias ANACI e VALDILAINE, podendo vir a ser reconhecida em face das mesmas, quando de seus possíveis pedidos de registro de candidatura em eleições seguintes, a inelegibilidade pelo prazo de 08 (oito) anos decorrente dessa condenação, excluindo-se da amplitude da referida consequência, por inexistência da comprovação cabal de suas participações ou anuência, os demais impugnados cuja participação se deu apenas na qualidade de beneficiários da fraude”, disse o juiz.

Por fim, o magistrado sentenciou, “reonhecer, a prática de abuso de poder, consubstanciada na fraude à norma constante no artigo 10, § 3°, da Lei n.° 9.504/1997 (cota de gênero), perpetrada pelas impugnadas ANACI PEREIRA DE OLIVEIRA, VALDILAINE CRUZ DE LIMA, que concorreram com candidaturas consideradas fictícias pelo Partido Socialista Brasileiro – PSB de Ceará-Mirim nas Eleições Municipais de 2020; tornar sem efeito o Demonstrativo de Regularidade de Atos Partidários – DRAP do Partido Socialista Brasileiro – PSB de Ceará-Mirim e determinar tanto a ANULAÇÃO DOS VOTOS recebidos por esta legenda no sistema proporcional das Eleições Municipais de 2020, conforme preconizado pelos artigos 222 e 237, ambos do Código Eleitoral, como também, em ato reflexo, determinar a CASSAÇÃO DOS DIPLOMAS de MANDATOS ELETIVOS dos eleitos e suplentes, ordenando, ainda, a necessária atualização nos sistemas CAND/SISTOT, a fim de melhor refletir o teor desta decisão”. A decisão ainda cabe recurso.

Confira decisão na íntegra AQUI no Justiça Potiguar.

Opinião dos leitores

  1. Esse Ex. Juiz Herval Sampaio bota terror nos políticos, até hoje, o único que vejo com atitudes das quais a população aplaudi. Parabéns Dr Herval, se todos os juízes eleitorais, em fazer valer a lei, teríamos políticos de caráter. O exemplo fica para aqueles que ainda bancam de espetos. Parabéns… A esse Juiz na minha cidade…

  2. É ISSO AÍ , BOTA MORAL NESSA PORRA ! Tem que ter coragem e fazer cumprir as coisas certas. Se o BRASIL não mudar e cumprir as leis estamos lascados. Tem que mudar a lei do menor também.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

ALIANÇA PSB/PT: “Tirar Bolsonaro do poder é o que vai nos unir em 2022”, diz Paulo Câmara, governador de Pernambuco, que acredita que só Lula pode vencer o presidente

PAULO CAMARA – Leo Caldas/.

A um ano e meio de concluir seu segundo mandato de governador de Pernambuco, Paulo Câmara se prepara para abraçar um projeto ousado: construir as pontes que permitam a aliança do PSB, seu partido, com o PT com vista às eleições presidenciais. Não por acaso, foi por Recife que o ex-presidente Lula começou seu périplo no Nordeste em busca de apoio político. Não será um casamento fácil. A relação entre os dois partidos sempre foi pendular. Em 2014, os socialistas se afastaram dos petistas para lançar Eduardo Campos como candidato ao Planalto. O ex-governador morreu em um acidente de avião durante a campanha e foi substituído por Marina Silva, que acusou o PT de jogo sujo durante as eleições. No segundo turno, o partido apoiou Aécio Neves (PSDB). Anos depois, marchou com a oposição em favor do impeachment de Dilma Rousseff. Mesmo no quintal do governador, a convivência entre as duas agremiações é pouco amistosa. Câmara, no entanto, antevê que essas diferenças serão superadas a partir do instante em que todas as forças políticas se conscientizarem de que existe um único adversário a ser batido: Jair Bolsonaro. Aos 49 anos, o governador tem bons índices de popularidade e acredita que, no momento, apenas Lula tem condições de vencer o presidente da República nas urnas. Nesta entrevista a VEJA, ele defende a formação de uma frente de oposição, diz que apoiar o impeachment de Dilma foi um erro e que o governo federal é um desastre.

O PSB estará ao lado do PT nas eleições do ano que vem? Desde a redemocratização, o PSB caminhou muito mais ao lado do PT do que como oposição. Em 2018, na minha reeleição, o PT estava nos apoiando. A gente tem tido esse cuidado de conversar com os partidos progressistas, que estão conscientes da grande tarefa para 2022 que é combater a forma como o Brasil vem sendo administrado. O PT tem clara a posição de oposição ao governo Bolsonaro. Nós também.

Quais são as dificuldades para estabelecer desde já essa aliança? Há uma diretriz do PSB de só discutir alianças em 2022. Mas as portas estão abertas. Não apenas ao PT, mas a todos os partidos do campo progressista que queiram conversar sobre um Brasil melhor. A aliança com o PT é uma das alternativas. A possibilidade de aliança com o presidente Lula é real. Ele continua sendo o político mais popular no Nordeste. Aqui ele é imbatível. O que vai nos unir em 2022 é tirar o presidente Bolsonaro do poder e mudar tudo que está acontecendo no Brasil.

O senhor acredita na inocência do presidente Lula? Os processos dele foram anulados. O necessário agora é fazer o que a Justiça determinou: que sejam iniciadas as apurações, sem contaminação, seguindo o que diz a lei. Agora o ex-presidente vai ter todo o direito de defesa, que não deram a ele antes. A parcialidade do ex-juiz Sergio Moro foi demonstrada e reconhecida pela Justiça.

Tudo o que a Lava-Jato descobriu sobre corrupção envolvendo o ex-presidente, portanto, deve ser desconsiderado? Os processos judiciais é que vão dizer. Algumas ações já foram arquivadas e outras estão no mesmo caminho. É preciso imparcialidade e respeito aos ritos da Justiça, como aconteceria com qualquer cidadão e como a Constituição preconiza.

“A candidatura do Lula é uma opção contra a forma como o Brasil vem sendo administrado. O país fez avanços importantes durante os governos do ex-presidente”

O PSB apoiou e votou a favor do impeachment de Dilma Rousseff. Isso não é uma contradição? No meu entendimento, não do PSB, o impeachment não fez bem para o Brasil. Com a assunção do presidente Temer não houve a pacificação. Houve apenas uma mudança de rota fruto de um processo que terminou sem resultar em melhoria do país. O país piorou com a chegada do Temer. E a gente vê também que foi um processo traumático e o crime de responsabilidade que tanto foi propagado não se configurou. O partido sempre teve discussões em relação a isso. Aqui em Pernambuco já fizemos esse debate e acreditamos que o impeachment da presidente Dilma foi ruim para o Brasil.

Quais os argumentos para convencer o eleitor a dar uma segunda chance a Lula e ao PT? A candidatura do Lula é uma opção contra a forma como o Brasil vem sendo administrado. O país fez avanços importantes durante os governos do ex-­presidente. A desigualdade na Região Nordeste foi diminuída nesse período. Houve obras estruturantes e uma preocupação efetiva com a redução da pobreza, além de políticas públicas que chegavam a todos. Houve claramente ações de crescimento do país e respeitabilidade internacional — o que não existe mais.

Qual a avaliação que o senhor faz do governo Bolsonaro? É um absoluto retrocesso, um desastre. Não há mais política de educação. A saúde foi esse desastre que a pandemia mostrou. São quase 600 000 vidas perdidas. Segurança também é assunto que não existe no âmbito federal. E não há pautas que pensem a economia a curto, médio e longo prazo. Todos sabemos que a economia é muito baseada em expectativas. O Brasil vive expectativas negativas. Vivemos um momento muito difícil e que vai exigir esforço em 2022 para unificar este país contra o atual governo. Destruir é muito fácil e rápido.

O senhor vê riscos à democracia? É preocupante ver essas agressões contra o Supremo Tribunal Federal, governadores e prefeitos. Mas confiamos nos poderes constituídos e sabemos que, mesmo tendo uma pessoa que não está à altura do cargo de presidente, o país vai superar tudo isso. Depreciar a imagem pública de pessoas e instituições não encontrará eco na sociedade. O Brasil é maior que isso.

Parte da bancada do seu partido apoiou o voto impresso, defendido pelo presidente Bolsonaro. Isso não é outra contradição? Quem defende pautas bolsonaristas está fora de sintonia com o que pensa o PSB. Aqui não é lugar para pessoas que pensem desse jeito. O PSB é um partido progressista, que sempre lutou por liberdade e justiça, pela pauta de direitos humanos. Quem acha que pode flertar com o bolsonarismo ou com qualquer ação autoritária pode ter certeza de que o caminho não é pelo PSB. Pessoas que insistem em continuar defendendo esse tipo de pauta no PSB com certeza não vão ter lugar.

Até que ponto a politização das polícias militares preocupa? Essa questão da politização é grave e nós, governadores, devemos estar muito atentos. É um risco, uma ameaça. Em Pernambuco, tratamos essa questão de maneira muito clara e rígida junto aos comandos. Não vamos admitir a politização e isso está sendo colocado claramente para todos os comandantes.

Mas um dos casos mais emblemáticos ocorreu justamente em Pernambuco, onde duas pessoas foram atingidas por tiros de bala de borracha durante uma manifestação contra o governo Bolsonaro. Essa ação foi desastrosa, não obedeceu a nenhum tipo de padrão operacional e deixou duas pessoas com lesões permanentes. Tivemos o cuidado de apurar tudo, afastamos os envolvidos e fizemos alterações no alto-comando. Ficou muito claro nesse episódio que nossa gestão não vai admitir que a polícia extrapole suas prerrogativas. Esses fatos não podem se repetir. Não podemos afirmar, porém, que isso que aconteceu no Recife tenha sido uma ação influenciada pela extrema direita ou por grupos ligados ao bolsonarismo.

O senhor diz que o Nordeste é lulista. O Auxílio Brasil não pode inverter essa tendência? Esse Auxílio Brasil é uma ideia do governo federal para de alguma forma influenciar as eleições de 2022. A população não quer migalhas e auxílio, quer emprego e possibilidade de os filhos estudarem. E gestores que tenham cuidado com a saúde da população. O que se tem de discutir no Brasil não é apenas a instalação do auxílio, que é importante e necessário neste momento que estamos vivendo com o desemprego, o aumento da fome e da miséria. Torna-se necessário discutir também a porta de saída, e a gente não vê nenhuma discussão. O governo não fez estudo ou debate, não conversou com ninguém. Não procurou alternativas que vislumbrassem o que a população realmente quer: emprego e serviços públicos de qualidade.

A pandemia vai influenciar no resultado das urnas? São quase 600 000 vidas perdidas. Todos conhecemos pessoas que infelizmente não resistiram. Hoje vemos uma conscientização maior sobre o uso de máscaras, o respeito ao distanciamento social e aos horários restritos. A pandemia está muito viva na vida das pessoas. E as marcas dela também. Esse é um debate que não pode estar ausente em 2022 diante da gravidade da Covid. A gente tem de ter a responsabilidade de contar a verdade desse processo, o que poderia ter sido feito e não foi, todas as omissões que ocorreram. Isso vai estar presente, não tem como não estar, apesar da vacina. A gente tem de ter a responsabilidade, como gestor público, de nunca mais deixar acontecer fatos graves como vimos no Brasil neste período.

As pesquisas mostram que a maioria do eleitorado não quer Bolsonaro nem Lula. O senhor acredita numa alternativa aos dois, a chamada terceira via? Sempre há espaço para a apresentação de candidaturas. A história recente do Brasil mostra isso. Algumas surgiram de repente e outras são fruto de discussão. Lula foi eleito presidente depois de disputar e perder três eleições. Fernando Henrique Cardoso foi eleito a partir de experiência no Ministério da Fazenda com o Plano Real. Bolsonaro foi eleito dentro do ambiente conturbado que estava no Brasil. Evidentemente que pode surgir uma terceira via.

O senhor defende a criação de uma frente de oposição? O adversário em 2022 é Jair Bolsonaro. Isso é muito claro. Vamos estar abertos a discussões contra a forma como o Brasil vem sendo administrado, até porque a gente entende que está claro o mal que o presidente tem feito ao povo brasileiro. O PSB tem muito a contribuir no debate em 2022, seja em aliança com o PT ou o PDT, seja em movimentos que possa realizar. Temos de ter a capacidade de fazer uma grande frente pela civilidade, pelos valores democráticos e pela melhoria da vida do povo com políticas públicas inclusivas. Não tenho dúvida de que derrotar o presidente Jair Bolsonaro e todos aqueles que o apoiam é uma causa em favor do povo brasileiro e das futuras gerações. O que não podemos admitir é o Brasil continuar mais quatro anos sendo governado desta forma, no improviso, sem planejamento, com políticas públicas que têm feito mal à população.

Veja

Opinião dos leitores

  1. E muito triste um governador de Estado preferir votar num cidadão condenado por corrupção que nem homem honesto. Bolsonaro tem seus defeitos mas não é corrupto.

  2. Homi!!!
    Juntando o teu partido, PT, PSOL, PDT, MDB, PSDB o diabo que tiver na esquerda, Bolsonaro ganha de vcs todinhos concorrendo por um partido nanico, vcs vão vê.
    O POVO ACORDOU MEU CARO.
    o votinho de cabresto, JÁ ERA!!!
    Hoje, vcs só tem o voto da militância, o restante dos brasileiros, NÃO VOTA EM QUADRILHA DE LADRÕES.
    o único que poderia encostar no Bolsonaro é dr Sérgio Moro, mas está fora graças a um jabuti votado pela Câmara dos deputados.
    Kkkkkkkkk
    É melhor jair se acustumando, vai até 2026 no mínimo.
    Dia 07 de setembro vcs vão vê a força do povo contra vcs.
    Bando de desonestos atrás de roubarem.
    Canalhas.

  3. Oxente! Será que esse homi não lê pesquisas? Lá diz que o PR perde pra todo mundo, até pro Mandetta..

  4. Essa corja de governadores do PT todos unidos em um só projeto a volta da roubalheira e da corrupção essa vagabundagem do PT não vai mais próspera, corja de canalhas , cadê os 37 milhões do consórcio nordeste? Cadê os respiradores? O dinheiro da COVID o quê vocês fizeram bando de irresponsáveis e incompententes.

  5. Bolsonaro e luladrão são duas faces da mesma moeda, Impunidade, mentiras, roubalheira, incompetência, hipnotismo de idiotas são as armas desses pilantras.

  6. LULADRAO não ganha mais nem pra síndico de condomínio. Votar em um bandido declarado, no mínimo a pessoa é pior que ele.

  7. Pelo contrário: Lulaladrão só consegue ser lembrado pq o MINTO está fazendo um governo péssimo e só quer se reeleger para se proteger dos diversos crimes cometidos por ele e pela família das rachadinhas. E o inverso também, o presidente inepto só ganha mais apoio pq o do outro lado é um ladrão inveterado de um partido que já deveria ter sido extinto.

  8. esse pobre coitado ta doido pra ter acesso a butija…. deve ta passando fome. Com lula dono da chave da butija, o “povo” desse tipo aí, vai ter acesso ao que bem interessa.

    1. Falando em fome: Sai da bolha e vê que quase 19,3 milhões de irmãos nossos estão vivendo em pobreza extrema. Eu sei que você vai dizer que a culpa é cdo STF e governadores, mas para um pouco pra pensar se o país não parece um trem sem maquinista.

    2. Seja sincero André vc entregaria a chave de sua casa a um bandido declarado, condenado e preso? Só se vc for pior que ele, aí tudo bem.

    3. José Soares, eu não lido com nenhum tipo de bandido: ladrão, miliciano, rachador de dinheiro público…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Homologada a chapa puro sangue do PSB: Tatiana Pires será a vice de Hermano Morais

Foto: cedida

O Partido Socialista Brasileiro (PSB) de Natal homologou, na manha desta quarta-feira (16), durante convenção suplementar, sua chapa puro sangue para as eleições da capital: Hermano Morais para prefeito e Tatiana Pires como sua vice.

Tatiana é a secretária estadual de Mulheres do PSB, partido ao qual se filiou ainda na década de 1990. Ela milita na área dos Direitos Humanos e das Mulheres há mais de duas décadas.

“Estou muitíssimo feliz em fazer parte desse projeto que o partido construiu para Natal. As causas e bandeiras que defendemos agora serão transformadas em políticas públicas efetivas e isso é muito positivo”, disse Tatiana Pires.

Hermano afirmou que a presença de Tatiana na chapa ampliou a pluralidade e a representatividade do projeto do PSB para a capital. “Natal é linda, mas pouco justa. Hoje, oficializamos que a cidade vai sim conhecer o que pensamos para melhorar o seu futuro”, declarou Hermano Morais.

A convenção suplementar contou com a participação do deputado federal Rafael Motta, presidente estadual do PSB.

Opinião dos leitores

  1. Ladeira abaixo a trajetória de Hermano. Político decente, gente boa mas pegou a trilha errada.

    1. Vai pra onde? Só se for pra Caixa, de volta pra casa… kkkkkkkkk

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Hermano Morais e Souza se filiam ao PSB na próxima quinta-feira (6)

O PSB do Rio Grande do Norte marcou para a próxima quinta-feira (6), às 17h40, no auditório da Assembleia Legislativa, a filiação dos deputados estaduais Hermano Morais e Souza. Durante o ato, prefeitos, vereadores e demais lideranças também serão filiadas.

O presidente nacional da legenda, Carlos Siqueira, participa do ato, que será presido pelo deputado federal Rafael Motta, que está à frente da legenda no Estado.

Hermano Morais está no seu terceiro mandato como deputado estadual. Servidor da Caixa Econômica Federal, ele é graduado em Direito e tem pós em Gestão Pública. Foi vereador do Natal por quatro legislaturas e é pré-candidato a prefeito da cidade.

Souza exerce o seu segundo mandato na Assembleia Legislativa, tendo sido o deputado que mais ampliou a votação entre os anos de 2014 e 2018. Ele é agrônomo, servidor público federal e já foi vereador, vice-prefeito e prefeito do município de Areia Branca.

Opinião dos leitores

  1. Quais dos dois DEPUTADOS, fizeram algum pelo o funcionalismo? Até por que ambos são funcionários Público, prestem atenção gente esse povo merece uma resposta nas URNAS.
    Vamos acompanharmos "REFORMA DA PREVIDÊNCIA " qual a participação desse dois DEPUTADOS, com relação ao funcionalismo e será que ELES entenderam a sigla do PARTIDO PSB. " P O V O SABERÁ ".

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Governador de São Paulo incentiva candidatura de Joaquim Barbosa para presidente

Foto: Fellipe Sampaio/SCO/STF

O governador de São Paulo, Marcio França, tem suas razões para não se declarar um entusiasta do projeto Joaquim Barbosa.

Quando conversa com seus correligionários, porém, ele admite que está torcendo para o ex-ministro manter a candidatura ao Palácio do Planalto.

Lógico, se isso acontecer, França não ficará refém de Geraldo Alckmin e terá dois palanques para subir.

Radar / Veja

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Lula diz sonhar com bloco PT, PSB, PDT e PCdoB para 2018

Foto: Ricardo Stuckert

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou nesta quarta-feira, 5, que sonha em construir um bloco de esquerda progressista para disputar as eleições presidenciais em 2018. Em entrevista à Rádio Arapuan, de Campina Grande (PB), ele citou os partidos PT, PSB, PDT e PCdoB para construírem um “programa pragmático” no pleito.

O petista disse ainda que outros partidos de esquerda e “personalidades dignas” de outros partidos também podem se juntar ao bloco. “É muito difícil hoje imaginar que você possa fazer a aliança política que foi feita em 2010, mas é muito complicado também imaginar que um partido sozinho tem força para ganhar as eleições”, declarou o ex-presidente.

O petista voltou a repetir que tem interesse em ser candidato a presidente da República em 2018, mas afirmou que não é certa sua candidatura. “Primeiro, vamos ver se sou candidato, se o partido vai me lançar candidato, depois é que vamos começar a conversar.” Ele disse que não quer voltar a governar, mas a “cuidar do povo”.

Na expectativa de ter a sentença proferida pelo juiz Sérgio Moro no caso do tríplex do Guarujá nos próximos dias, o ex-presidente afirmou que já provou sua inocência e pediu provas para embasar uma condenação. Uma eventual condenação, se confirmada em segunda instância, impediria o petista de disputar as eleições. “Você não pode só por conta de delação culpar, porque tem muito delator mentindo. Os procuradores da Operação Lava Jato estão numa encalacrada”, disse Lula. “Eu já provei minha inocência, eu tô querendo é que eles provem minha culpa.”

Temer

No dia em que o presidente Michel Temer (PMDB) apresenta sua defesa na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, Lula afirmou que a mesma regra que defende para si vale também para o peemedebista. “Se tem uma acusação contra o Temer tem que ser investigada. Se ele for investigado, tem que ser julgado e, se for culpado, condenado. A regra é essa para mim, para ele, para você e para qualquer pessoa desse País”, afirmou.

Comentando as denúncias contra o presidente Temer e o senador Aécio Neves (PSDB-MG), motivadas pelas delações da JBS, Lula afirmou que os dois estão “provando do veneno” que produziram e que o PMDB e o PSDB estão “colhendo o ódio que plantaram”. Em relação aos índices de aprovação do presidente da República, o petista afirmou que Temer “é uma margem de erro”. “Um cara que só tem 3% não tem nada”, afirmou.

Estadão

 

Opinião dos leitores

  1. O povo sonha com a incineração de todos e suas filosofias voltadas para a escravização da nação

  2. Olha os comentários da turma q colocou a quadrilha do Temer (PMDB/PSDB/DEMO) no governo e quase elege um bandido corrupto e cheirador para presidente.
    Essa turma deveria lavar a boca quando fosse falar de Lula, mas como são hipócritas e seletivos ficam vomitando absurdos e esquecendo o rabo preso q têm. Vergonhoso.

    1. Não bote PMDB na mesma facção de PSDB e DEMO. O PMDB foi convidado pelo PT para rapinar a administração federal durante anos. Sim, a suruba envolveu alguns estados governados pelo PMDB, favorecido com grana federal. Não venha agora o PT posar de virgem em puteiro.
      Não tem uma palavra abaixo defendendo Aécio o Temer. Quem colocou o Pmdb, não só votando em Temer como vice, mas legitimando anos de suruba foi o PT.

    2. Brasileiros do bem (isso exclui os petistas, é claro) não defendem bandidos, "cumpanhero". Não chamam criminosos condenados e cumprindo pena de "heróis" nem "guerreiros do povo brasileiro". Todo mundo está sujeito a errar mas persistir no erro e continuar defendendo quem não presta, contra todas as provas que já surgiram (desde o Mensalão), é ser cúmplice da bandidagem. TODOS os bandidos devem ser punidos, inclusive o chefão da ORCRIM, que fica por ai posando de virgem em puteiro (gostei do termo) e ameaçando destruir o país se for preso (e será). Essa canalhice precisa terminar e essa quadrilha "vermelha" tem que retornar à sua insignificância política. Antes que o Brasil se transforme noutra Venezuela.

    1. Quer dizer que o povo tem cara e alma de ladrão? kkkkkkkkkkkkkkk Essa foi boa!

  3. Um blog que se preza, por tudo que esse bandido praticou contra a Nação, jamais deveria divulgar nada sobre essa praga.

  4. A informação taí. Ninguém pode mais, hoje em dia, alegar ignorância. Países chegam a um ponto em que não tem mais retorno, vide a Venezuela. Lá uma nova elite se formou, os boliburgueses, simpatizantes do regime que vivem, por exemplo, de traficar escassos produtos do mercado negro, fora gente ligada ao narcotráfico. Os melhores cérebros, gente com capacidade de inovar e empreender há tempo fugiram EUA, Colômbia, Espanha etc. constituíram uma verdadeira diáspora. São os que aqui seriam chamados de coxinhas (o discurso de elite que não quer pobre consumindo ainda engana muito incauto). Veja aqui quem são os simpatizantes do chavismo no Brasil. Se querem votar nele, achando que são os monopolistas das boas intenções, é bom ficar atento. O mundo é cheio de zonas cinzentas. Depois não reclamem.

    1. Perfeito, amigo. Essa "diáspora" já ocorre no Brasil. Muita gente boa, com capacidade intelectual e de trabalho, além de espírito empreendedor, pessoas que impulsionam um país ao desenvolvimento, já foram embora enquanto outros buscam maneiras de fazer o mesmo. Dá nojo a gente ver tanta gente defendendo quem não presta contra todas as provas já apresentadas. É uma cegueira coletiva e numerosa de fanáticos que mais se comportam como uma seita do que como cidadãos. Às vezes fica difícil acreditar que as coisas vão melhorar. e logo me vem à mente a célebre frase de Rui Barbosa sobre a gente chegar a ter vergonha de ser honesto. E a imbecilidade pode ser facilmente detectada em muitos comentários que vemos por aqui. É triste.

  5. Esse sem futuro, tirou o nosso dinheiro, financiando os países de esquerda da AL e diz que vai "cuidar do povo". Cabra mentiroso. O pior tem gente que acredita no que ele diz. O "Dream Team" seria bom se fosse: Lula,Dilma,Dirceu, Temer, Aécio, Henrique, Geidel, Renan e etc.. todos na cadeia, ai sim, o brasileiro ficaria feliz com essa chapa.

  6. Quanto mais velho fica, mas mente. Não se cansa de maquinar contra o povo brasileiro, não se cansa querer imputar o infortúnio ao país. Destruiu a economia do país, aniquilou a moral, manchou os princípios éticos, prevaricou o progresso, inverteu a ordem.
    Distribuiu recursos público a seus amigos comunistas e ditadores, sem retorno para os cofres públicos, se julga maior e melhor que Jesus Cristo. Mas, nada do que tem, nada do que "ele se acha" foi e é suficiente para este ser nocivo se aquietar, repousar e curtir sua vida junto com sua família e seus aliados na mordomia, na ostentação!
    Na sua mente psicopata, o projeto não foi concluído. O serviço não ficou completo, porque no meio do caminho, apareceram outros e tomaram o comando, o poder. Ele mesmo luta e reluta para voltar ao comando e dar continuidade (ao seu modo) na derrocada do povo brasileiro atendendo aos interesses que mantenham a esquerda eternamente no poder. A satisfação só virá quando o plano destrutivo de implantar o "inferno social" em toda nação brasileira. Sua mente não sossega; o sono não virá mais para este maníaco, seu sofrimento não terá fim, se ele não for coroado como "rei da desordem e da desgraça social brasileira". O povo Venezuelano caiu na armadilha e hoje vivem na foram todos nivelados, são todos iguais, todos na miséria.
    Sua angústia é medonha. Sua obsessão é irredutível, é descomunal.
    Nada tira da sua mente sociopata, que ele é "o cara"!
    Só que no meio do caminho tem um povo que sofre em silêncio, mas, se conecta com o Altíssimo. No meio do caminho tem muitas outras mentes sãs e limpas, intercedendo ao Deus do Universo, ao Deus Onisciente, Onipresente e Onipotente que atende aos seus pequeninos e injustiçados contra os vergonhosos e corruptos no poder.
    Vamos ver quem ganha essa parada.
    Que venha 2018! Que venham Bolsonaro, Dória e outros nomes novos para esmagareleitoralmente os velhos viciados em corrupção.

    1. Muito bem. Esse canalha megalomaníaco precisa ter uma lição. às vezes fico pensando se não seria melhor que deixassem esse bandido concorrer em 2018 prá ver o povo acabar com essa empáfia, com essa arrogância sem fim. Esse encantador de burros, mentiroso compulsivo tem que ser extirpado da vida pública brasileira, juntamente com seus fanáticos seguidores.

  7. Faço questão de votar nessa chapa "Dream Team", onde a esquerda estará toda unida para reverter o retrocesso do golpe e para o bem de nosso povo! Essa chapa nem precisa de propaganda: o próprio governo golpista e seus apoiadores, que querem dar o golpe também no povo, são os maiores cabos eleitorais! O povo não vai votar nos traidores que se juntaram como ratos para lhe retirarem seus direitos!

    1. Depois de mais uma fracassada "greve geral" convocada pelo PT, fico me perguntando: Onde estão os 30% do eleitorado que o datafolha (ou datapt) diz existir em favor de Lula?
      Qual a razão de um político que tem 30% do eleitorado não frequentar mais locais público, não faz comício aberto, não dá mais palestras?
      A manipulação proporcional do Datafolha não engana mais ninguém, só mesmo os 5% de eleitores fiéis de Lula e do PT.

    2. Esse é um adestrado pelo encantador. Esse ladrão e Dilma acabaram com o pais, roubaram e deixaram roubar e ainte tem gente que apoia essa safados.

  8. Cuidar do povo!? Esse palhaço foi o que mais fudeu a classe trabalhadora deste pais, o pobre nunca esteve tão pobre, o Brasil nunca esteve tão quebrado, se mostrou tão ladrão quanto todos os outros, tudo farinha do mesmo saco.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

MOSSORÓ: PSB anuncia posição nesta quinta-feira

O Partido Socialista Brasileiro de Mossoró (PSB) realiza nesta quinta-feira (04), às 17h, reunião com aliados e militância para oficializar sua posição nas eleições de 2016, ocasião em que será anunciado o apoio à candidatura de Rosalba Ciarlini (PP).

Pelas redes sociais, a ex-deputada Larissa Rosado convidou a população mossoroense para conhecer a posição do grupo, ressaltando a necessidade de união por Mossoró com objetivo de melhorar da qualidade de vida do cidadão.

Larissa Rosado já havia anunciado a retirada de sua pré-candidatura à Prefeitura de Mossoró.

Integrantes do partido também irão anunciar o destino da sigla na coligação proporcional, com o PP, PMDB e o PDT.

Opinião dos leitores

  1. Unidos para reconstruir. Belo ato do grupo de Sandra Rosado. Mostrou desprendimento. Nao oensou nela, mas simm no povo. É hora de União. Em outras palavras: farinaceos de uma mesma sacaria.

  2. Não entendo como ainda tem muita gente que vota nesses "candidatos".Só pode ser por dinheiro ou ser totalmente imbecil.

  3. Esse povo deveria formar logo um só partido lá paras as bandas de Mossoró, acho que o PFR "Partido Família Rosado" seria o ideal, pois só assim não precisariam fingir essas brigas e discórdias mentirosas em público e acertos e conchavos entre 4 paredes, pela lógica deles a cidade deve ser apenas e unicamente de uma família só, se o atual prefeito não anda bem na avaliação do povo, esse mesmo povo deveria também mostrar que o município de Mossoró não tem "donos e donas", que a população pense bem na hora de votar.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Rafael Motta critica: “Vivemos uma queda de braço medíocre”

Rafael Motta 1O deputado federal Rafael Motta, do PSB, criticou hoje a crise política que tomou conta do Brasil e que tem resultado em uma total obstrução dos trabalhos da Câmara dos Deputados, em Brasília. Segundo o parlamentar, o País vive hoje uma “queda de braço medíocre” que tem impedido a criação de uma agenda para resolver os problemas da população.

“Essa situação toda está atrapalhando o trabalho legislativo. A gente está vivendo uma queda de braço medíocre. Falta uma agenda propositiva para o nosso País. As votações aqui no plenário (da Câmara dos Deputados) estão os partidos encaminhando à obstrução porque, primeiro, não se discute o impeachment todo de uma vez só e, segundo, não temos um presidente que não tem legitimidade para conduzir toda essa discussão”, afirmou Rafael Motta.

Segundo o deputado, é preciso resolver o quanto antes essa questão e acabar com a dúvida se o governo federal continua ou não. “A gente precisa, realmente, resolver logo esse problema, porque se não vai agravar cada vez mais a política do nosso país. As instituições estão em crise. A economia está em queda, o emprego normal caindo, o desemprego aumentando, o juros aumentando, e tudo isso faz com que o impeachment não seja, apenas, um julgamento político em relação as famosas pedaladas fiscais”, acrescentou ele.

Opinião dos leitores

  1. O Partido deveria mudar de sigla. O termo socialista não está de acordo. Jogou sua história no lixo ao aliar-se aos fascistas. Salve sua militância que não se acovarda.

  2. E brincadeira escuta este cara dizer estas coisas. kkkkkkkkkkk Será que ele sabe o que esta acontecendo no RN? será …. kkkkkkkkkk Cala-te boca kkkkkkkkk

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Júlia Arruda é convidada para ingressar no PMDB

JuliaA vereador Júlia Arruda anda com prestígio. Convidada para várias legendas, na semana passada foi sondada pelo próprio ministro do Turismo, Henrique Alves para ir para o PMDB.

A esposa do ministro, a socialite Laurita Arruda, é prima de Júlia e costura para a vereadora se filiar ao partido de Henrique e vir a compor a chapa de Carlos Eduardo como vice. A opção também agrada ao prefeito Carlos Eduardo que não esconde de ninguém esse desejo, que inclusive já teve na eleição passada.

Setores do PMDB que falaram ao blog confirmaram essa possibilidade e que isso seria uma costura direta da esposa do ministro.

Opinião dos leitores

  1. Homi,quem vai ser vice de Carlos Alves é o Dep Álvaro Dias…inclusive já transferiu o domicílio eleitoral de Caicó para Natal…pq ele faria isso se não tivesse um objetivo?

  2. O Prefeito Carlos Eduardo voa em céu de Brigadeiro. Seja lá quem for o seu vice. Só vai ter que se preocupar, se tiver pela frente, nas próximas eleições, a chapa Wilma e Luiz Almir.
    Aí o bicho vai pegar!

  3. Se for para o PMDB prepare- se para ser vereadora o resto da vida. O PMDB é um partido da familia ALVES e todos tem que rezar na cartilha de Henrique Alves como bem sabe Carlos Eduardo Alves atual Prefeito de Natal que so conseguiu se eleger no cargo atual quando abandonou o PMDB e a familia Alves que em determinada campanha política apoiou outro candidato preterindo o proprio primo Carlos Eduardo Alves

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Rafael Motta assume PSB prometendo reorganizar o partido

Rafael Motta 1O deputado federal Rafael Motta foi empossado oficialmente nesta quinta-feira (4) o presidente do PSB no Rio Grande do Norte. Em conversa com o blog, o parlamentar prometeu reorganizar o partido lembrando que as contas do PSB foram reprovadas e que, por isso, a legenda ficará sem fundo partidário.

“Assumo o PSB em um momento propício para reorganizar as contas do partido, já que na última terça-feira (2) o TRE reprovou as contas da legenda do ano de 2014 e, com isso, o PSB não deve receber recursos do fundo partidário. O nosso objetivo é mudar este cenário em desfavor do PSB e fazer com que o partido prospere no Rio Grande do Norte”, adiantou.

Após a posse, Rafael também destacou que o principal objetivo no comando do PSB é fortalecer de olho nas eleições municipais desse ano e deu sua versão sobre o ingresso nos quadros do partido, que foi alvo de críticas nos últimos dias.

“Chego a presidência do PSB com a finalidade de somar e tornar a legenda ainda mais forte no RN. O convite feito pela Executiva Nacional do PSB ocorreu no mesmo período do meu desligamento do PROS. Nesse momento, já estava em curso o processo de mudança em relação à presidência do RN, motivado pelas divergências sobre o comando”, disse.

Opinião dos leitores

  1. Motta quer realmente reorganizar o PSB? Então a solução está em casa: basta confirmar Genildo Pereira como secretário executivo da agremiação no RN. Genildo 'organizou' o PSB de forma tão arrojada que terminou por organizar sua própria vida e o patrimônio pessoal.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Tomba Farias critica condução do PSB por Wilma: “Eu nunca participei das decisões”

1f29b27b-49d7-422f-963e-c3c813eee5f0O deputado estadual Tomba Farias, do PSB, criticou a gestão de Wilma de Faria a frente do PSB, enquanto esteve filiado ao partido lembrando da forma como as decisões eram tomadas e da forma como a vice-prefeita de Natal conduzia o partido. As declações foram dadas na noite desta quarta-feira (3) em entrevista ao Jornal das 6.

Tomba criticou a forma como Wilma foi destituída da presidência do partido, mas externou que o partido deve ficar mais democrático com a chegada de Rafael Motta, lembrando que Wilma tomava decisões sem consultar a base.

“Eu procurei a governadora Wilma e me ofereci a ajudá-la no PSB. Ela não admitiu. Os destinos do PSB eram decididos a duas ou três pessoas. Eu nunca participei das decisões”, revelou.

Tomba também disse que o seu futuro político é incerto. Ele afirmou que não sabe se vai continuar no PSB, mas adiantou que vai conversar com Rafael e Ricardo Motta e que não deve ter dificuldades em continuar.

“Não rompi com Wilma. Vou ter uma conversa com Rafael Motta e Ricardo Motta para escutar, expor os meus pontos de vista e saber como vai ser. Vamos ter realmente o poder de tomar o partido. Ainda não decidi, mas não vejo dificuldade em ficar”, pontuou.

Opinião dos leitores

  1. BG.
    O cinismo e a desfaçatez são características dos "políticos"Brasileiros em sua grande maioria, estamos FERRADOS com essa "classe" a nos dominar. Até quando?????????????????????????????????

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Presidente do PSB não vê motivos para Wilma deixar a sigla

carlossiqueiraO presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, falou hoje (29) sobre a reunião que teve com a ainda presidente do Diretório Estadual do partido, a vice-prefeita Wilma de Faria, e deixou claro que ela deve mesmo deixar a presidência da sigla, após 22 anos no comando. A definição sobre isso, no entanto, só vai acontecer na próxima segunda-feira (1º).

“Quero a opinião de todos para definir os rumos do partido na próxima segunda-feira”, afirmou Carlos Siqueira.

Na reunião, que ocorreu hoje pela manhã e teve duração de mais de duas horas, a vice-prefeita de Natal teria dito ao presidente do PSB que deixará o partido se perder mesmo a liderança da sigla no RN – substituída pelo recém-filiado Rafael Motta.

Carlos Siqueira, no entanto, disse não vê motivos para essa decisão de Wilma. “Fomos nós quem convidamos o deputado e quando aconteceu a filiação, nós estavamos com a governadora internada. Como temos um grande respeito por ela, fizemos a filiação, e eu disse: ‘governadora, trate da sua saúde, que é o mais importante agora e, após a sua recuperação, nós voltamos a conversar e discutir o papel de rafael motta no nosso partido'”.

Carlos Siqueira disse ainda que espera contar com a presença da vice-prefeita Wilma compondo os quadros do partido. “Não vejo nenhuma razão para ela sair do partido. Temos um quadro novo e a direção nacional vai se posicionar, mas espero que tenhamos o apoio dela”, afirmou.

Opinião dos leitores

  1. Vergonha para o PSB, assim que o playboy perder o mandato abandona o partido, acordem, a desfiliação do PSB vai ser enorme se isso acontecer.

  2. Kkkkkkk pais de merda ,só aqui ,que político é profissão ,este povo nunca pregou um prego em uma barra de sabão ,sabem só viver do dinheiro público ,não são capazes de gerir uma cigarreira para dar emprego

  3. Miu amigo esse PSB esse rapaz , fizeram tudo pelas costas, grande preocupacao do partido com a saude da guerreira. Falta de respeito com 22 anos deducados ao partido. Era melhor assumir ou ficar calado bobão. VERGONHA

    1. Fui filiado ao PSB por 14 anos, e o que o PSB local fez por mim? nada! creio que tem que mudar mesmo o comando deste partido, tanto na esfera municipal como estadual.

  4. Rapaz desde qdo Comandante Geral após sair da função passa a ser comandado??!! Nunca!!!Ele passa para a reserva…Não é o caso na política ,mas se assemelha ….a mulher tem 22 amos na direção do partido ,ai do nada passa a ser comandada??? Se ficar demostra fragilidade…o que não é o caso da "Guerreira"…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Carlos Siqueira comunica a Wilma a perda do comando do PSB no RN

carlos-siqueiraO presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, que está em Natal para resolver a situação do partido confirmou agora a tarde que já comunicou a vice-prefeita Wilma de Faria que ela não comandará mais a legenda no Rio Grande do Norte.

No final da manhã, Carlos se reuniu com ela no apartamento dela. Durante o diálogo, Wilma externou sua insatisfação com a filiação do deputado federal Rafael Motta sem a participaçlão dela.

Na mesma conversa, Carlos Siqueira comunicou que Rafael Motta será o presidente do PSB no Rio Grande do Norte. A bancada de vereadores de Natal deverá ser comunicada agora a tarde. Oficialmente, o anúncio deve ser feito na próxima segunda-feira (1º)

Opinião dos leitores

  1. Essas coisas sempre acontecem, pagina virada, tem males que vem para o bem, hora de cuidar da saúde.

  2. Guerreira mande esse partido de ……. Pro inferno. A senhora nao precisa dele ele e quem precisa da senhora.

  3. Fico imaginando o filme q deve ter passado na memória da Professora Wilma…após anos comandando um partido que ela viu nascer e o fez crescer no RN,de uma hora prá outra ser descartada da direção sem nenhuma consideração…Não tenho dúvida da liderança e do poder de voto que a Ex Governadora carrega…vamos aguardar os acontecimentos…

  4. Que lapada Wilma tomou, ser afastada da presidência para entrar no seu lugar um garoto filhinho de papai, eu não votei nela na eleição passada para Senadora, mas noutras eleições sim, ela merece respeito pela grande Governadora que foi e pela grande quantidade de votos que certamente terá em próximas eleições, acho inclusive que o PSB vai se arrepender num futuro bem próximo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Wilma deve ser informada sobre a perda do comando do PSB na próxima sexta

wilmadefariaNa próxima sexta-feira (29), quem desembarca em Natal é Carlos Siqueira, presidente nacional do PSB. E com ele novidades. Já se dá como certo que ele traz na bagagem o comunicado oficial à vice-prefeita Wilma de Faria de que ele perdeu o comando do partido no Rio Grande o Norte.

A perda do comando já não é novidade para ninguém, mas até hoje não houve qualquer comunidado oficial. A própria ex-governadora já comunicou à pessoas próximas que não pretende continuar no partido.

Carlos Siqueira também deve anunciar o deputado federal Rafael Motta como novo presidente durante a reuniãoi com Wilma. Esse, inclusive, será o primeiro encontro de Rafael com Wilma após a sua filiação no partido. O local e o horário ainda não foi divulgado.

Opinião dos leitores

  1. Se a guerreira se recuperar Carlos ALVES vai levar uma "surra de saia"!!!!!! Aproveitando o momento delicado de saúde da Vice Prefeitra Wilma de Faria para articularem e tentar enfraquece-la.

  2. Tirar o partido de quem tem votos, pra entregar a um deputado de um só mandato. Ou seja, não se reelegerá.

  3. Veja só o que é a política…. Professora,Ex Dep Federal,Ex Prefeita da Capital várias vezes,atual Vice de Natal,Governadora do RN por oito anos….sair do Partido q praticamente criou e o manteve durante todo esse tempo no Estado é lamentável…. Fazer o que??!!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Chagas Catarino sobre futuro político: “Tendo a ir para o PSB”

chagas catarinoO vereador Chagas Catarino, hoje no PROS e ligado politicamente ao deputado federal Rafael Motta, do PSB, disse ao blog que deve ir realmente para o PSB, mas adiantou que não está com o futuro certo porque aguarda conversas tanto com Rafael, quanto com o pai, o deputado estadual Ricardo Motta.

Segundo Chagas, esse assunto deve ser conversado nos próximos dias e deve definir o seu futuro. “Hoje não tem nada definido. Vou aguardar uma conversa com Rafael e com Ricardo para saber para onde eu vou. Mas realmente tenho uma tendência de seguir no mesmo partido deles. Tendo a ir para o PSB”, disse.

Hoje, já é nítido o esvaziamento do PROS na Câmara de Natal. Outro vereador que também deve seguir os caminhos de Rafael rumo ao PSB é Ary Gomes, que também aguarda conversas. Paulinho Freire já está de malas prontas para o SD. A própria sede do partido já se encontra vazia, sem nada.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

PSB intervém no Rio e tira Romário da presidência do partido

romario-no-poderO senador Romário (PSB-RJ) foi destituído da presidência do partido no Rio na tarde desta quarta-feira. A Executiva Nacional decidiu intervir no diretório estadual após a revelação, feita pelo GLOBO, de que o assessor parlamentar Wilson Musauer Júnior, lotado no gabinete de Romário e tesoureiro do PSB no estado, é acusado de cometer quatro homicídios.

O presidente do PSB, Carlos Siqueira, enviou uma carta ao senador e ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) comunicando a decisão. Além de Romário, saem também Musauer, Sérgio Barcelos, Rafael Takashi e João Carlos de Oliveira, todos indicados pelo senador. O segundo vice-presidente, Pedro Delarue, também deixou o cargo.

A relação entre Romário e a direção nacional do partido já andava tensa, e a revelação do processo em que Musauer é réu foi a gota d´água para a decisão. Segundo Siqueira, havia uma “grande insatisfação” com a gestão do senador.

— A forma como o Romário vinha conduzindo o partido já estava insatisfatória. Falava-se de acordos (para as eleições) com os quais a direção nacional não estava de acordo, aí veio essa história (do processo) e apressou. Não queremos prejulgar, mas achei demasiadamente grave um presidente ter colocado na direção do partido alguém (Musauer) com essas acusações — afirmou Siqueira.

Ontem, Siqueira e Romário conversaram pessoalmente. Segundo o presidente do PSB, o senador sugeriu que apenas Musauer fosse afastado do comando do partido. Na conversa, Romário manifestou que poderia deixar a legenda caso fosse afastado da presidência no Rio.

— Respeito muito o Romário, não é nada pessoal. Mas não podíamos deixar a situação como estava — reiterou Siqueira.

CENÁRIO ELEITORAL

O novo presidente do partido no Rio é o prefeito de Petrópolis, Rubens Bomtempo, que ocupava a vice-presidência. A intervenção provocou a formação de uma comissão provisória. Ainda não há data para uma nova eleição da executiva.

— A Executiva Nacional fez esse pedido, para que eu pudesse assumir o partido nesse momento importante e para que o partido possa ter um porta-voz com mais afinidade com o conteúdo programático. Respeito muito o Romário, sua história e seu mandato. Mas a Executiva Nacional acha melhor ele se afastar para esclarecer as acusações feitas e ele (sobre uma suposta conta na Suíça) e seu assessor — afirmou Bomtempo.

Sem ter uma definição de Romário quanto ao desejo de concorrer à prefeitura em 2016, o PSB se prepara para outros cenários. Siqueira já conversou com o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) sobre uma possível filiação à sigla com o objetivo de concorrer à prefeitura em 2016.

— Não confirmo conversa com ninguém, mas não é só essa, são várias. Mudanças vão acontecer no partido — disse Siqueira, sem se alongar.

Fonte: O Globo

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *