Polícia

Polícia Civil do RN e GO identificam adolescentes que planejavam ataques a escolas com “coquetel molotov”

Policiais civis da 9ª Delegacia Regional de Polícia (9ª DRP) de Santa Cruz, em ação conjunta com a 6ª Delegacia Regional de Polícia de Itumbiara/GO e a Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos de Goiás (DERCC), identificaram e localizaram, nesse domingo (15), adolescentes que planejavam ataques a escolas no município de Campo Redondo.

A operação, que foi coordenada pela Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (SEOPI-MJSP), através do Laboratório de Operações Cibernéticas (CIBERLAB), contou com a participação da Agência de Investigações de Segurança Interna da Polícia de Imigração e Alfândega dos Estados Unidos (Homeland Security Investigations – HSI).

Segundo as investigações, pelo menos quatro adolescentes realizavam esse planejamento de invasão a duas escolas. Dentre eles, estão dois primos, um residente na cidade de Campo Redondo e outro em Itumbiara/GO. Na ação, seriam utilizadas armas químicas, conhecidas como “coquetel molotov”.

Ainda durante as investigações, apurou-se que os jovens já haviam escolhido pela internet as roupas que seriam utilizadas e, em seguida, testariam os equipamentos que seriam usados por eles durante a ação nas escolas.

As equipes se deslocaram até as residências e localizaram os adolescentes. Os responsáveis por eles foram acionados e os apresentaram na delegacia, onde houve a confirmação dos fatos apurados. Além disso, foi confirmado pelos familiares, que o adolescente residente em Itumbiara estaria com viagem marcada para interior do Rio Grande do Norte.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Opinião dos leitores

  1. Pois é, depois 16 anos com a petralhada ensinando q fumar maconha é uma das conquistas da educação, o q esperar dos milhões q foram doutrinados por professores psicopatas? A maioria dos jovens sem rumo e envolvidos no tráfico provém desse 16 anos de atraso educacional e o pior, professores militantes, miseravelmente, insistem em não profissionalizar os jovens.

  2. Não sabia que o governo incentivou a população a utilizar coquetel Molotov. Tem cada idiota petralha !

  3. Esse é o exemplo que esse ladrão miliciano e genocida vai deixar pro Brasil isso se deve a ele incentivar compras de armas a população e sobre cai nos adolescentes invés de investir a população a compras de armas incentive a compra de livros notebooks e crie mais vargas em universidades e instituições federais siga o exemplo do melhor presidente desse país oh genocida ladrão

    1. Kkkkkkkkkkkkk é muita inocencia! deuxa essas crianças te pegarem! Ai tu vai ver o que é não tef ums arma!

    2. O engraçado é que esses inocentes aí foram educados na base do GOVERNO do PT, mas a culpa é do presidente, não entendo como 16 anos de governo e o PT não criou uma educação digna, pq hein?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

PF investiga fraudes em contratos celebrados entre empresa de tecnologia e órgãos públicos federais no RN, PB, CE, RJ, GO e DF

Foto: Reprodução/ PF

Um esquema criminoso, que desviou ao menos R$ 16 milhões de três órgãos públicos federais a partir de contratos fraudulentos, foi alvo da Operação Bouchonée, deflagrada pela Polícia Federal (PF) nesta terça-feira (29). Policiais federais cumpriram um total de 50 mandados de busca e apreensão em diferentes estados – inclusive no Ceará.

De acordo com a PF, os contratos fraudulentos foram celebrados entre uma empresa do ramo de Tecnologia da Informação (TI) e o Ministério da Integração Nacional (MI), o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), nos anos de 2017 e 2018. A organização criminosa ainda tentou firmar um contrato com a Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur), mas não foi concretizado.

A Justiça Federal determinou o cumprimento de 50 mandados de busca e apreensão, em endereços no Ceará, no Distrito Federal, em Goiás, no Rio de Janeiro, no Rio Grande do Norte e na Paraíba. Segundo a PF, em território cearense foi cumprido apenas um mandado de busca e apreensão, no Município de Icapuí.

As fraudes iniciaram em uma licitação do Ministério da Integração Nacional, que resultou na criação de uma ata de registro de preços, instrumento que viabilizou que outros órgãos contratassem diretamente a empresa de TI investigada, por meio de adesões a essa ata.

A PF cita que os investigados criaram uma espécie de “kit adesão”, com minutas e modelos de documentos necessários para que outros órgãos formalizassem a adesão à ata de registro de preços. O “kit” era repassado aos servidores públicos cooptados, que, mediante o pagamento de propina, iniciavam o processo de adesão à ata do MI.

LAVAGEM DE DINHEIRO EM LOJAS DE VINHOS

A Polícia Federal apurou que os investigados realizaram lavagem de dinheiro em lojas de vinhos. Somente uma loja recebeu transferências de mais de R$ 3 milhões da empresa de Tecnologia da Informação, em um período de apenas quatro meses.

Os envolvidos responderão pelos crimes de peculato, organização criminosa, lavagem de dinheiro, fraude à licitação, falsificação de documento particular, corrupção ativa e passiva, com penas que, se somadas, podem chegar a mais de 50 anos de prisão.

Diário do Nordeste – Verdes Mares

 

Opinião dos leitores

    1. Concordo. Tem que passar esse país a limpo. Mas não podemos esquecer das fraudes atuais, aquelas desse governo, que agora começam a aparecer.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

FOTO: Baleado após confronto com a polícia, serial Killer Lázaro ainda foi encaminhado ao hospital até ter morte oficializada

Foto: Reprodução

Lázaro Barbosa Sousa, de 32 anos, foi morto pela polícia nesta segunda-feira, após mais um confronto com agentes que integram a força-tarefa criada para procurá-lo. Após ser baleado, ele chegou a ser encaminhado para um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos.

Durante os últimos 20 dias, 270 policiais vinham procurando por Lázaro — suspeito de matar quatro pessoas de uma mesma família em Ceilândia, no Distrito Federal e uma em Goiás.

Com O Globo

Opinião dos leitores

  1. Vai ser glamorizado por um Globo Repórter Especial, virar tese de inúmeros trabalhos de pós-graduação em universidades públicas (onde será vitimizado e terá exaltado seu “lado humano”) e será motivo de diversos programas de debate na grande mídia, onde diversos “especialistas” chegarão à conclusão que a “culpa” da sua morte foi do “Bozo genocida”. A CPI da COVID (dos corruptos) fracassará mais uma vez na tentativa de associar o presidente a essa morte “brutal”, mesmo após também investigar o caso, convocando todos os policiais envolvidos na operação e quebrando seus sigilos telemáticos e bancários. Mesmo assim, Renan Calheiros irá incluir mais essa morte no seu relatório, pedindo a prisão do presidente por prevaricação (??????). Ô Brasil prá gostar de bandido!

  2. Segundo uma famosa emissora de TV em seus jornais podem vir as manchetes:
    “Lázaro é mais uma vítima da violência policial”;
    Pode ser também: “Lázaro foi morto pela covid devido a Bolsonaro ter andado sem máscara”;
    Aguardando os defensores de bandidos e assassinos entrar na justiça contra a atuação da PM que livrou as famílias de um assassino frio, sem piedade, que tirou tantas vidas e destruiu tantas famílias sem dar 01 tiro. Mas o problema da violência são as armas de fogo. MUDA BRASIL!! Chega de impunidade, inversão, distorção, destruição da família, da sociedade e insegurança social generalizada.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

VÍDEO: Morador é filmado ao ofender e ameaçar porteira em prédio de Goiânia: ‘Chimpanzé, você não presta’

Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Uma porteira denuncia que foi vítima de injúria racial e ameaça enquanto trabalhava em um prédio residencial do Jardim Goiás, em Goiânia, no domingo (18). Uma gravação registra os xingamentos e agressividade do morador (assista AQUI).

“Grava, macaca! Chimpanzé! Chipanga! Me encara, desgraça”, diz o homem pessoalmente à vítima.

Segundo a porteira, que preferiu não ter a identidade divulgada, a discussão começou porque o morador chegou de carro em frente ao portão da garagem e piscou os faróis, querendo entrar sem se identificar. A funcionária explicou que não poderia abrir para qualquer um que fizesse um sinal e que precisava que o homem se identificasse, o que irritou o morador.

Minutos após ofendê-la pessoalmente e de subir ao apartamento onde mora, ele ligou na portaria e continuou com a discussão. A mulher questiona o motivo de estar sendo ofendida, e ele responde:

“Porque você não presta, desgraça. Você é uma merda, abaixo de zero”.

O homem ainda ameaça a porteira dizendo que é policial e que vai descer até ela armado: “Vou meter minha arma na cintura e vou aí resolver”.

A reportagem tentou localizar o morador Vinícius Pereira da Silva, que aparece nas imagens, para pedir uma posição sobre a situação, mas ele não foi encontrado.

A Polícia Civil também não o encontrou para conduzi-lo à delegacia e colher depoimento. A corporação informou que ainda não levantou se o morador realmente é um policial, conforme se identificou à porteira.

A administração do condomínio disse em nota que está acompanhando o caso e se colocou totalmente à disposição da Polícia Civil.

“Internamente foi publicada uma nota de repúdio e nos colocamos à disposição da empresa prestadora de serviços e da colaboradora para auxiliar no que for preciso. Além disso, a assessoria jurídica do condomínio está avaliando as medidas administrativas que poderão ser tomadas com base no Código Civil e nas normas do condomínio (Convenção e Regimento Interno)”, completa a nota.

Investigação

O delegado Eduardo Carrara mora no mesmo condomínio e, quando soube do problema, foi à portaria para dar assistência à vítima, que estava nervosa e emocionalmente abalada por causa do episódio de agressões verbais. Segundo ele, não é a primeira vez que este morador causa alguma confusão no condomínio.

Quem investiga o caso é o delegado Gil Fonseca Bathaus, responsável pelo 8º Distrito Policial de Goiânia. De acordo com ele, o caso está registrado como ameaça e injúria racial.

“Ouvimos três testemunhas e a vítima. O autor não foi localizado na casa dele, mas deixamos a intimação para ele seja ouvido aqui amanhã. Se ele tivesse sido localizado na hora, ele já teria sido autuado em flagrante porque a pena excede dois anos [de prisão], mas ele havia evadido”, explicou.

‘Medo’

A porteira contou que teve medo do morador e que espera que as denúncias façam efeito e mostrem às pessoas que elas não podem tratar funcionários da forma como ela foi tratada por aquele morador.

“Sei que muitas pessoas passam por isso e, às vezes, fica por isso mesmo, até continuam trabalhando no mesmo lugar, sofrendo ofensas e ameaças, mas eu espero que todo mundo que passou ou venha a passar por isso consiga denunciar, porque só assim a gente vai conseguir que essas pessoas nos respeitem e nos tratem como seres humanos”, disse.

Indignada com o caso, a coordenadora do Movimento Negro Unificado, Iêda Leal, disse que também deve atuar no caso para lutar por justiça pela vítima.

“Vamos tomar nossas providências. Enquanto Movimento Negro Unificado, vamos entrar com queixa criminal reportando esse caso. […] Ele (autor) tem que ser retirado de circulação. Quando ele se refere a ela dessa forma, ele se refere a nós. Estamos ofendidos e vamos querer justiça”, pontuou.

G1

Opinião dos leitores

    1. Isso é Zé b….., Se acha superior por causa da condição social e cor.

    1. Não seu idiota, vota no canalha do Bozo.

    2. o q ele fez é inaceitável ,mas onde a injuria se ela e branca?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Denúncia

VÍDEO: Filha diz que idosa em GO só recebeu vacina contra Covid-19 após ela denunciar que líquido não foi aplicado na 1ª tentativa; família alerta possibilidade de acontecer com outras pessoas

Luciana Jordão denuncia que a mãe só foi vacinada após questionar enfermeira sobre aplicação, em Goiânia, Goiás — Fotos: Reprodução/TV Anhanguera

A filha de Floramy de Oliveira Jordão, de 88 anos, denuncia que a mãe não recebeu a vacina contra a Covid-19 na primeira aplicação, na manhã dessa quarta-feira (10), em Goiânia, pois, segundo ela, a profissional enfiou a agulha no braço da idosa, mas não injetou a dose do imunizante. O momento foi filmado pela aposentada Luciana Jordão, de 57 anos, filha da idosa (veja acima). A Secretaria Municipal de Saúde investiga o caso. (ASSISTA VÍDEO AQUI EM MATÉRIA NA ÍNTEGRA).

De acordo com a família, Floramy só foi devidamente imunizada, por volta das 10h30, após Luciana perceber que o líquido na seringa não havia sido aplicado e questionar a profissional, durante a vacinação no Setor Universitário.

“Ela simplesmente enfiou a agulha na minha mãe, tirou e ficou com a seringa para cima. Aí eu falei: ‘Foi muito rápido’. Quando eu olhei para cima, o líquido estava todinho na seringa. Ela não injetou a vacina na minha mãe. Aí eu falei para ela: ‘O líquido está todinho aí, você não vacinou a minha mãe’”, conta.

Luciana relata que a agente de saúde respondeu que havia vacinado, mas, ao ser confrontada sobre o líquido estar na seringa, pediu desculpas e disse que não tinha percebido.

“Ela olhou, pediu desculpa, disse que ela tinha se esquecido de injetar, foi e picou minha mãe, vacinou minha mãe novamente. Eu fiquei prestando atenção, e aí ela realmente vacinou”, afirma a filha da idosa.

Em nota, a Secretaria de Saúde de Goiânia informou, às 12h53, que “vai averiguar imediatamente o ocorrido e esclarece que há vacinas garantidas para todas as pessoas acima de 85 anos e que abomina todo e qualquer tipo de irregularidade”. Disse ainda que, se for comprovado “o descumprimento dos protocolos de vacinação, serão tomadas todas as medidas cabíveis em casos dessa natureza”.

Diante da suspeita de que a profissional que aplicou a agulha seja uma enfermeira, como citado por Luciana, o Conselho Regional de Enfermagem de Goiás (Coren-GO) informou que vai “averiguar se a profissional é de fato da enfermagem”. Em caso positivo, “inicia-se os trâmites de conduta da profissional, conforme estabelecido no Regimento do Conselho”.

Vídeo

O neto da idosa, Bruno Jordão, de 32 anos, conta que sugeriu que a mãe gravasse o momento da vacinação justamente para garantir que a dose fosse aplicada. Ainda segundo ele, a enfermeira chegou a questionar a filha da idosa se ela iria filmar ou apenas tirar uma foto. “Aí minha mãe disse que ia apenas fotografar, mas, na verdade, ela filmou”, conta.

O servidor público acredita que esse tipo de situação pode estar acontecendo com várias pessoas.

“Com certeza está acontecendo isso. Imagina quantas pessoas não estão sendo vacinadas. A gente estava receoso disso acontecer. Por isso, minha mãe filmou. Resolvemos divulgar para a imprensa. As pessoas precisam ser alertadas sobre isso”, afirma Bruno.

Vacinação

A vacinação de idosos acima de 85 anos em Goiânia começou nesta quarta-feira em nove locais e por ordem alfabética. A Prefeitura de Goiânia preparou sete escolas municipais e dois pontos de vacinação rápida, chamados de drive-thru, para aplicar a Coronavac em idosos com idade superior a 85 anos.

Segundo a SMS, até o fim da manhã desta quarta-feira, mais de 2,6 mil idosos foram vacinados nos sete postos fixos e nos dois drives montados para atender a população da capital.

Foram separadas 16 mil doses para este grupo prioritário. Para se vacinar em Goiânia, não é necessário fazer o pré-cadastro no site do governo.

G1 – GO

Opinião dos leitores

  1. Atenção estão simulando a aplicação e vendendo por fora a outras pessoas todo cuidado é pouco tem uma quadrilha já agindo olho vivo

  2. Estão fazendo isso para aplicarem a vacina em outras pessoas, que não estão entre as prioridades nem nos grupos de riscos, às vezes até por dinheiro.

  3. Brasileiro sendo brasileiro, querendo levar vantagem em tudo.
    Ainda bem que o familiar dessa senhora estava atenta.
    Quantas pessoas idosas foram enganadas.
    Para a esquerda quanto pior melhor.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

FOTO: Festa com 25 pessoas em motel é interrompida pela polícia em GO

Foto: Semma/Divulgação

Uma festa com cerca de 25 pessoas dentro de um motel terminou em caso de polícia na noite de ontem em Aparecida de Goiânia, na região metropolitana da capital de Goiás. O evento no Motel Eros foi interrompido pela Secretaria de Meio Ambiente (Semma), com o apoio da Polícia Militar, graças ao decreto municipal que impede aglomeração de pessoas nesse período de combate ao coronavírus.

O organizador do evento, que não teve o nome revelado, foi multado em R$ 20 mil. Segundo a prefeitura de Aparecida de Goiânia, ele é reincidente e teria organizado uma festa de luxo em uma chácara da cidade na última segunda-feira, com aproximadamente 100 pessoas.

Quem estava sem máscara na festa também foi multado em R$ 106, como determina a lei de uso obrigatório do item de proteção. O estabelecimento pode ser interditado e foi autuado pelos fiscais em R$ 10 mil. No local havia bebidas alcoólicas, mesa de sinuca e aparelhos de som, que foram apreendidos.

A reportagem do UOL entrou em contato por telefone, na manhã de hoje, com o motel, mas as ligações não foram atendidas.

UOL

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Espirro salva menino em GO que esperava cirurgia para retirar moeda

Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Um menino de 9 anos ficou dois dias com uma moeda presa dentro do nariz, em Itumbiara. Ele estava aguardando uma vaga para fazer uma cirurgia e retirar a moeda, de R$ 0,50, mas, graças a um espirro, ela se moveu e foi possível fazer a remoção do objeto.

Deivid Henrique Moraes Silva estava brincando com a moeda no domingo (22) quando ela entrou no nariz e ficou presa. “Quando eu pus, isso daqui [narina] abriu. Aí quando abriu, eu fui tentar tirar e enfiou mais”, disse.

O menino ficou tão assustado que não sabia como contar para o pai o que havia acontecido. “Ele ficou ali me rodeando, ai falei para ele me contar o que aconteceu. Com muita luta ele contou que tinha colocado a moeda”, disse o pai, Regiano Pires.

Assustado, o pai levou a criança para o hospital municipal. O menino deu entrada na mesma noite e ficou aguardando uma transferência para Goiânia para poder fazer uma cirurgia e retirar a moeda.

O garoto ficou esperando a vaga por dois dias. Porém, o alívio para Deivid e a família veio com um espirro. A moeda se mexeu e o médico conseguiu retirá-la.

“Quando ele espirrou, disse: ‘Pai, pai, a moeda está bem aqui. O doutor chegou na mesma hora, olhou, pegou uma pinça, puxou e tirou a moeda’”, contou Regiano.

G1-GO

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

VÍDEO: Bolsonaro almoça com caminhoneiros em GO

Cumprindo agenda nesta sexta-feira(31) em Goiás, o presidente Jair Bolsonaro(PSL) almoçou ao lado do Governador de Goiás, Ronaldo Caiado, do Ministro da Infraestrutura, Tarcisio Gomes de Freitas, do Porta-Voz da presidência, Rêgo Barros, e “colegas caminhoneiros, trabalhadores fundamentais para o funcionamento do Brasil”, assim descreveu pela rede social Instagram.

O bom relacionamento do capitão com a classe dos caminhoneiros não é de hoje. Assista abaixo.

 

Opinião dos leitores

  1. Caro Sr. Manoel Araújo, o senhor como todos nós Brasileiros não somos obrigados à ter a arma,mas o senhor é nenhuma outra pessoa pode tirar o direito de cada um de nós escolhemos se queremos ou não ter uma arma, essa conversa de que vai ter mais mortos é uma balela!

  2. Pobres brasileiros…..nossos governantes em lugar de combater a violência, coloca armas nas mãos da população para enfrentar a barbárie que existe no país. O “nosso presidente “ estava de moto, armado e foi vítima de assalto. Lógico que ele não fez nada….
    Se elegeu com ajuda de produtores rurais, donos de transportadoras, fábricas de armas……..e agora que devolver os favores de campanha dando um empurrãozinho nos caixas desses colaboradores.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

ABC e América divulgam relacionados para jogos contra Náutico-PE, no Frasqueirão, e Vila Nova, em Goiás

ABC: Jogadores convocados para a partida contra o Náutico (sábado – 27, a partir das 16h30)

O treinador, Gilmar Dal Pozzo, relacionou 21 atletas para o importante jogo no Frasqueirão. O técnico não contará com o zagueiro Leandro Amaro e o meia Wellington Bruno, entregues ao Departamento Médico. A novidade é o retorno do lateral esquerdo Marcílio e do volante Neto Coruja, que estão recuperados de lesão e voltam a ficar à disposição.

Confira a relação completa:

Goleiros: Saulo e Gilvan;
Laterais: Igor Julião, Reginaldo, Marcílio e Jussandro;
Zagueiros: Suéliton, Maurício e Leonardo Luiz;
Volantes: Fábio Bahia, Dedé, Neto Coruja e Rafael Miranda;
Meias: Ronaldo Mendes, Erivélton e Chiclete;
Atacantes: Kayke, Fabinho Alves, Edno, Bismark e Bruno Luiz.

América: visita ao Vila Nova em Goiás (sábado -27, a partir das 16h)

Os relacionados do América para a partida contra o Vila Nova, em Goiânia, são os seguintes jogadores: Busatto, Pantera, Lucas, Boaventura, Cléber, Edson Rocha, Rafael, Judson, Zé Antônio Paulista, Maguinho, Régis, Cascata, Álvaro, Pardal, Max, Marcelo Maciel, Thiago Potiguar e Gláucio.

Com informações do site do ABC e Vermelho de Paixão

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Casal é preso por estuprar o próprio filho e dizer que era o cachorro

Um casal foi preso suspeito de estuprar o próprio filho de quatro anos, em Aparecida de Goiânia, Goiás.

Segundo a delegada Myriam Vidal, da DPCA (Delegacia de Proteção a Criança e Adolescentes) a mãe foi até a delegacia, em outubro do ano passado, para informar que o menino havia sido estuprado pelo cachorro da família.

Após investigações da polícia, foram constatadas diversas lesões no ânus da criança, que precisou passar por uma cirurgia de reconstituição.

O pai do menino foi detido em companhia da mulher, o casal ficará preso temporariamente por 30 dias e responderá por estupro de vulnerável.

A delegada acredita que a mãe teve participação direta no crime. Em depoimento, a criança nega e diz que “O Bóris (cachorro da família) fez isso comigo”, repetindo as palavras da mãe.

O menino e o irmão de 10 anos foram encaminhados para um abrigo.

Da Redação, com Band Goiânia

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *