Justiça manda Governo cumprir convênios

Os planos do Governo do Estado de cancelar os convênios firmados com os municípios entre 2006 e 2010 começam a fazer água. A Justiça, a quem os vários prefeitos já recorreram ou pretendem recorrer, começa a se pronunciar.
Em Areia Branca, a juíza Uefla Fernandes, da Vara Cível de Areia Branca, determinou que o Governo do Estado terá 30 dias para cumprir o convênio de número 062/2009, firmado com a Prefeitura de Areia Branca para concluir a reforma do Hospital Sara Kubitschek. Findo este prazo, o não cumprimento da decisão obrigará o Estado a pagamento de multa diária no valor de R$ 10 mil, a ser paga pela governadora Rosalba Ciarlini, de acordo com decisão da juíza.

(mais…)

Gustavo Carvalho, entre a cruz e a espada

O deputado estadual Gustavo Carvalho está entre a cruz e a espada. Gustavo tem sido assediado para ingressar no PSD, novo partido criado pelo oportunista Gilberto Kassab e aqui no RN fomentado por Robinson Faria.

Gustavo tem uma base política com alguns prefeitos de interior, aqueles que precisam estar ao lado do governo para viabilizar suas administrações. Carvalho permanecendo no PSB, ao lado da ex-governadora Wilma de Faria, corre o risco de ver suas bases diluírem já nas eleições municipais de 2012. As bases do deputado são, nitidamente, governistas.

Se Gustavo parte para o PSD, ele deixa para trás toda uma vida ao lado da Guerreira. Gustavo Carvalho foi secretário de Wilma em algumas oportunidades, tanto nas esfera municipal quanto estadual.

Portanto, uma ida para outra sigla levará boa parte da sua historia política. Aí está o “X” da questão.

Como se diz popularmente: “se ficar, o bicho pega. Se correr, o bicho come”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. carlos ranniere disse:

    HOJÉ ESTÁ FAZENDO CINCO ANOS QUE O AMERICA LEVOU DE 5X2 DO ABC, 01 NEGO E 04 WALLYSON. DESDE ESSE DIA QUE O AMERICA NUMCA MAIS TEVE UMA ALEGRIA E HÁ CADA DIA QUE PASSA O AMERICA MAIS SE DESESTRUTURA, EM QUANTO PELO OUTRO LADO, CADA DIA QUE PASSA O ABC CRESCE MAIS.
    MUITO OBRIGADO PELO ESPAÇO E UMA BOA TARDE.

Embrometion, embrometion…

O Presidente da FNF José Vanildo, Dirigentes de Clubes, Secretários de Estado tiveram ontem com a Governadora Rosalba Ciarline na residência oficial para tratar das necessidades urgentes do Futebol do RN.
 Todos saíram de lá muito animados, não sei por qual o motivo, mas explico o porque. Natal virou sede da Copa a mais de dois anos. O que foi feito de lá ate aqui para o Futebol? No ano passado o Governador Iberê fez esta mesma ação que a Governadora Rosalba fez ontem . Recebeu todo mundo, foi mostrado projetos, mandou estudar a possibilidade de reformar o JL para abrigar América e Alecrim depois da derrubada do Machadão, e aí? O que aconteceu? O que foi feito? NADA.

(mais…)

Aluguel do Frasqueirão

Não sou torcedor radical do ABC, eu amo o ABC, isso tem uma diferença bem grande. Vários amigos e torcedores ABCistas me ligaram, me mandaram DM ou email pedindo para eu me posicionar sobre a Locação do Frasqueirão para o América, para a FNF ou para o Governo do Estado: SOU CONTRA.

O Dinheiro ou investimentos referente a uma possível locação ou arrendamento do estádio do ABC seria muito bem vindo agora, imediatamente, nesse exato momento. Mas essa ação desencadearia uma situação em relação à torcida que talvez seja para sempre. Essa locação não satisfaz nenhuma das torcidas, nem do América nem muito menos a do ABC. Isso tem que ser tratado como condição Sine qua non:  Não pode ser.

Essa locação traria prejuízos ao clube a curto, médio e longo prazo, quando ultrapassaria tranquilamente um possível valor de R$ 1 milhão ou R$ 2 milhões que arrecadaria com um provável  arrendamento pelo período de um, dois ou três anos.

Quem sou eu para ensinar padre a rezar missa, mas seu eu fosse o Presidente do ABC hoje, ou o responsável pelo Marketing do Clube,  nesse exato momento, com humildade, encerrava de uma vez com essa situação. No Frasqueirão como mandante só joga o ABC e ponto.

Com uma postura dessas traria toda a torcida que tem ajudado tanto e, chegado junto do clube para o seu lado e, desta forma poderia bolar vários planos alternativos que compensasse uma possível perda de receita por não ter alugado.

Um pequeno aumento nas modalidades de sócios seria uma alternativa, outra seria os sócios abrirem mão de entrar em três ou quatro jogos chaves e adquirir um ingresso como forma de compensação. Isso, analisando rapidamente, fora outras possíveis alternativas.

Uma posição do ABC firme, sem ser intransigente, só vai orgulhar sua torcida, engrandecer sua Diretoria e, selar um casamento definitivo.

Nada contra o América, mas no Frasqueirão como mandante só o Mais Querido.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Roussell Crowe disse:

    O América deixou o tempo passar, perdeu o bonde. O América dilapidou seu patrimonio com as administrações desastrosas. O ABC, seguindo a tendencia mundical estruturou-se, buscou o tempo todo ter uma boa estrutura e agora possui. Não há dinheiro no mundo que pague o aluguel do Frasqueirão ao América. Bruno você está corretíssimo, A TORCIDA DO ABC NÃO CONCORDA COM O ALUGUEL DO FRASQUEIRÃO AO AMÉRICA. Rubens, não perca o foco, esse assunto está morto. Vamos contratar e subir para a série A, esse é o foco.

  2. Thiago Marques disse:

    Se o jogo for no Maria Lamas Farache o Mecão coloca uns 15 mil fácil.. coisa que os proprios torcedores do ABC não conseguem fazer a muito mais muito tempo…

  3. Carlos Arthur disse:

    Tô com vocês. Frasqueirão, só pro ABC!!!

  4. Marcelo Macedo disse:

    Estamos com o ABC

  5. Fabiano disse:

    Isso, é orgulho besta,de torcedores e dirigentes de ABC e américa que não
    querem O ALUGUEL!

  6. mariano disse:

    Parabéns pelo comentário. Humildemente, subscrevo. E viva o nosso ABC.

  7. Samir Dieb disse:

    Como Apaixonado ABCdista e contra essa ruma de gente besta, sou contra alugar vender ou emprestar qualquer coisa pra esse povo, nem chut eira usada…ABAIXO essa corrente, americano só nos EEUU e olhe lá, já que sou neto de libanes…kkk

  8. @borgesneto12 disse:

    Toda essa situação foi criada pela arrogância, prepotência e soberba dos americanos, que mesmo em tempo de vacas magras, desdenham do ABC, do Frasqueirão e da Frasqueira. Antes, via o aluguel pelo lado financeiro. Era a favor. Agora, continuo vendo pelo lado financeiro. Sou contra. Explico. Sou torcedor do Mais Querido desde a década de 70, fui conselheiro durante a gestão Judas Tadeu , sou sócio mais querido e não perco nenhum jogo. Eu disse nenhum! Não vou deixar de ser associado se o aluguel se concretizar, mas muitos quebrarão suas carteiras. Direito deles. Taí o lado financeiro e o porquê sou contra o aluguel aos sem-teto.

  9. Reuber Lemoel disse:

    Boa Noite!
    Caro BG,

    Tem um ditado que diz "uma vez flamengo sempre flamento" mas esse ditado só é valido até conhecer o ABC, pois é eu era flamenguista doente até que em 2004 na final do estadual entre Potiguar -M x Japecanga o Campeão todo mundo já conhece, jogando contrato o eterno vice o Potiguar foi campeão, pois bem justamente nesse jogo fui assistir no machadão o jogo davolta e por incrivel que pareça estava sentado proximo ao portão 9 e só escutava hinos do ABC, isso me contagiou positivamente me tornando um "viciado pelo ABC em tão pouco tempo", para não me alogar mais quero finalizar informando que hoje s0u socio mais querido e minha esposa minha dependente, logo não existe valor que compre o EGO, o AMOR que todos nos torcedores Abcedistas temos pelo nosso mais querido, portanto se esse aluguel se concretizar por intermedio ou não da federação te juro ficarei muito triste e decepcionado.

  10. caio fábio disse:

    Falido, liso, e orgulhoso !!!

  11. Luciano disse:

    Perfeito!

  12. Sou contra e cada qual no seu Quadrado "Eles" que desfilem com toda sua arrogância em goianinha ,não sei se vão se comportar com educação e fazer o que fizeram no Frasqueirão.Quebrando tudo que vinha pela frente.

  13. Carlos Dias disse:

    CONCORDO PLENAMENTE!!!!
    Não tem nem mais o que dizer, falou tudo!!!

  14. Paulo Henrique disse:

    Isso mesmo Bruno …. Nem so de pão vive o homim ….. Tenho orgulho das minhas doações ( compra dos sacos de cimento ) na epoca do ex- presidente Judas para a construção do nosso estadio olha que na epoca eu era apenas um Estagiario, Hoje sou socio com muito orgulho . Sou contra aluguel do nosso estadio . A FNF que procure outros estadios .

  15. Parabens pelo artigo. Concordo com sua abalizada opinião. ABC, Karl

O Custo Político da Emprotur

A Governadora Rosalba quando ganhou a eleição e começou a pensar na sua reforma administrativa, um dos órgãos que seria extinto era a Emprotur (Empresa Potiguar de Promoção Turística).

A Emprotur não foi extinta e o que vemos é que virou mais uma repartição para abrigar indicações políticas. Como forma de economia, a Governadora deixou como Presidente da Emprotur o Secretário do Turismo, Ramzi Elali.

A economia pára aí. São quatro diretorias, das quais, só uma não tem indicação política, que é Francisco Barbosa (Barbosinha do Forró com Turista) que foi indicação do Secretário Ramzi Elali, para ser o Vice-Presidente, e, quem no dia a dia vai administrar a empresa que tem como dever promover o Turismo no RN.

A diretoria ainda está composta pelo diretor de marketing, Caio Magno Alves de Souza, o diretor administrativo-financeiro, Clécio Antônio Ferreira dos Santos e, pelo diretor de operação, Luiz Almir Filgueira Magalhães.

Tanto Clécio Santos quanto Caio Magno são indicações do Deputado Rogério Marinho, já Luiz Almir foi a própria Governadora que o colocou na Diretoria de Operação.

O Vice-presidente e cada diretor terão salários brutos de R$ 7.469,60 por mês. Para quem ia ser extinta, a Emprotur vai custar só de salários da Diretoria R$ 358.540,80 por ano.

Do blog: Não entro no mérito da importância da Emprotur. O que estamos abordando é o custo político, já que a mesma deveria ser estritamente técnico.

Crispiniano chama Isaura de Cínica e Leviana.

O Blog copia coluna de Crispiniano Neto no Jornal de Fato e publica na íntegra:

Seis & Meia(s) verdades e mentiras
Infelizmente, o cinismo tomou conta da Fundação José Augusto e da tal Secretaria Extraordinária de Cultura, inventada para burlar a Lei do Nepotismo. A professora Isaura Amélia, que durante trinta anos tive na conta de ser uma pessoa honesta, tem se revelado profundamente leviana. Enviou, via Assecom, ontem, um release à imprensa, no qual está dito: “Não temos orçamento para abrigar mais de um, até porque estamos pagando os débitos da gestão passada com o Seis & Meia.” A professora Isaura sabe que mandei suspender o Seis & Meia, a partir do momento em que foi esgotada a dotação orçamentária da rubrica em 2010. E que todas as dívidas referentes ao Seis & Meia de 2010, pelo menos em relatório enviado por ela própria ao deputado Fernando Mineiro, são de cinco cachês de Natal e cinco de Mossoró, todos já devidamente pagos aos artistas: Pholhas, Wagner, Victor, Quarteto em Cy, Miele e Os Cariocas. A dívida da Fundação José Augusto é com os produtores William Collier em Natal e Duo Produção em Mossoró. Devo esclarecer que suspendi o Seis & Meia, ainda em agosto, porque o governo Iberê não conseguiu me garantir nova dotação orçamentária que foi pedida em tempo hábil e não foi autorizada pelo Conselho de Desenvolvimento do Estado (CDE). Suspendi exatamente para não deixar dívidas. Infelizmente, a Secretaria de Planejamento (SEPLAN) não teve caixa para pagar as despesas que autorizei mediante dotação orçamentária garantida, conforme reza a Lei de Responsabilidade Fiscal. Ao contrário da dra. Isaura Amélia de Souza Saldanha Rosado, que deixou na sua gestão nada menos que 1.200 dívidas sem os devidos processos, sem empenho e sem dotação orçamentária, entre as quais uma gravíssima, que caracteriza improbidade, que foi a do cantor e compositor Moraes Moreira, que fez dois concertos com a Orquestra Sinfônica do Estado e que a sua gestão teve o pedido de crédito suplementar negado pelo referido CDE e, teimosa e irresponsavelmente, mandou realizar os concertos e, como se não bastasse, perdeu seguidamente três requerimentos do cantor pedindo para ser pago por indenização. Quando cheguei à Fundação, não era mais o empresário, era o próprio Morais Moreira que ligava ameaçando ligar diretamente para a governadora e ir à grande imprensa nacional denunciar o calote da gestão Isaura Amélia, detonando, de quebra, a governadora Wilma de Faria, de quem Isaura se dizia amiga. As dívidas do Seis & Meia, da nossa gestão, todas devidamente empenhadas e não pagas por problema alheio à nossa vontade, chegam a R$ 148.744,50. Isaura sabe perfeitamente que os pagamentos não são feitos pelo presidente da Fundação José Augusto, mas pela Seplan, pois ela deixou 15 milhões de reais de dívidas na Fundação José Augusto e 22 milhões na Fapern, incluindo-se aí quase 800 mil reais de coquetéis e outros rega-bofes, incluindo-se o almoço que ofereceu num buffet chique de Natal, onde subiu no palco para dizer que estava saindo do governo para ir coordenar a campanha da oposição e depois mandou a fatura de 31 mil reais para o Gabinete Civil forçar a Seplan a pagar. Do Projeto Seis & Meia de Isaura, que dirigiu a Fundação José Augusto até minha chegada em 7 de fevereiro de 2007, paguei 220 mil reais de cachês de artistas nacionais, 120 mil de artistas locais, 130 mil reais de som e luz e ainda ficou um pepino de 230 mil reais de filmagens. Quer dizer, com mais de setecentos mil de dívidas deixadas por Isaura, retomei o Seis & Meia, segurei os três shows por mês, baixei o preço do ingresso pela metade, ofereci sessenta ingressos gratuitos por show para escolas públicas, estendi o projeto a Mossoró, dobrei os cachês dos artistas locais, dobrei a verba, dando garantias de coberturas de custos e eliminando riscos de prejuízos para os produtores e ainda mandei fazer 14 mil DVDs dos shows e distribui com os artistas locais. É muito cinismo dizer que vai minguar o projeto para um show por mês e não dar nenhuma garantia de cachê para os artistas locais usando como desculpas dívidas da gestão anterior. Além de ferir a verdade, o release ainda fere a gramática, quando diz: “Vamos retomar com músicos nacional de bastante respeito e vinculado às ações culturais de raiz”. “Artistas nacional” é um erro por demais crasso para um release de uma instituição que tem a missão de zelar pela cultura do Estado…

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Wecsley disse:

    Arrasou!!!!!

Olhar para a Frente!!!

Um Secretário de Estado TOP, como é Paulo de Tarso Fernandes, ocupar as páginas de Jornais para denunciar que um ex-assessor do Governo Wilma e Iberê passou do ponto e, exagerou nas ligações, causando um prejuízo de R$ 4.749,94 só me traz uma coisa à mente.

1 – Paulo de Tarso deve está com tempo por demais para se ocupar em tocar um caso pequeno de desvio de conduta desses. O normal seria a parte jurídica do Governo denunciar e mandar para o MP.

2 – Quando o Governo Rosalba vai de fato notar que já estamos em 2011 e, não mais em 2010? O tempo não volta. A equipe de transição teve 70 dias para ter noção da situação do Estado, todos sabiam que o rombo não era pequeno. O que for de errado que mande apurar e denunciem o que tem que denunciar, mas, o estado tem que caminhar, não se pode todo dia estar ocupando a imprensa para justificar isso ou aquilo do Governo passado. Vamos arregaçar as mangas e trabalhar. O tempo corre e, não volta.

Governadora vamos olhar para a marcar tão bem criada pela  ARTC, onde fala: Reconstruir e Avançar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sales Freitas disse:

    Embora que vejamos os erros de nossos governantes e de nossa população votante, parece que nunca vamos aprender a desmificar o poder do voto. Veja o caso de nossa prefeitura, votamos em um nome desconhecido para somente constartarmos que fizemos uma bobagem, será que vamos repetir o mesmo erro com Rosalba? Mais ai podemos dizer: Ela administrou por mais de uma vez uma cidade grande como Mossoró, ela tem experiência, será que o RN tem o mesmo tamanho e os problemas de Mossoró? Será que ela e seus auxiliares não estão começando a justificar como Micarla a incompetencia de administração dos problemas que temos em nossa cidade e estado?
    O mais engraçado é quando um auxiliar ou secretário da prefeitura dá uma entrevista, sempre arruma uma desculpa, não plausível, sobre o porque não está fazendo. Outro dia o secretário de obras disse que a malha viária de Natal cresceu tanto que não tinha condições de tapar todos os buracos, mais se nem tapou nehum, basta olhar os corredores da tráfego da cidade para constatar que o secretário e a prefeita são incompetentes para a adminstração.
    Espero que Rosalba, a governadora que veio salvar o RN da corrupção, das injustiças sociais, das coisas que eles sempre dizem, todos que passaram pelo governo, seja Garibaldi, Vilma e agora Rosalba, o mesmo discurso e as mesmas barbáries de sempre.

DEMinutivo

O DEM, que já foi PFL, que já foi PDS e, que nasceu da Arena/UDN, está definhando.

A saída do oportunista Kassab, que teve a proteção do DEM por diversas vezes, está fazendo o partido sangrar de morte.

O partido, em 2007, tentou dá uma reviravolta no seu destino, mudando rumos, sigla e, até mesmo a doutrina. Hoje, nota-se que todos os passos foram no sentido errado, começando pela entrega do partido a Rodrigo Maia e, pelas derrotas de Efraim Morais, Heráclito Forte, e Marco Maciel. O último suspiro foi mostrar união e, conduzir por unanimidade o Senador Potiguar José Agripino para a Presidência.

Zé Agripino, um politico conhecido nacionalmente por suas posturas firmes, éticas e corretas, no exercício do seu mandato, pegou um verdadeiro abacaxi. A debandada de companheiros, como Kátia Abreu, Índio da Costa, Guilherme Afif Domingues, a possível saída do também Governador Raimundo Colombo, de SC, e, do kit do rabugento Jorge Bornhausen, que durante muitos anos gerenciou o partido como um feudo seu, vai transformando o DEM num nanico.

Com a sangria desatada que se instalou provocada por Gilberto Kassab, o DEM caminha para ficar menor do que o PSB, PP, PR e, parelho com o PTB, no Congresso Nacional. Para quem já foi REI, voltar para ser Príncipe deve ser muito difícil. José Agripino já confidenciou a alguns o seu cansaço em tentar manter o partido de pé. Nomes, como ACM Junior e, Cesar Maia já começam a enxergar um fusão com o PSDB como a alternativa mais rápida e, segura para fechar a sangria.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. villela disse:

    “Zé Agripino, um politico conhecido nacionalmente por suas posturas firmes, éticas e corretas, no exercício do seu mandato, pegou um verdadeiro abacaxi”
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Eu acho q já tá bom!!
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  2. Pedro Fernandes disse:

    "Zé Agripino, um politico conhecido nacionalmente por suas posturas firmes, éticas e corretas, no exercício do seu mandato, pegou um verdadeiro abacaxi"

    Será que realmente é o mesmo Zé Agripino?! Ético?!!! Posturas firmes?!!! Posturas Corretas?!! Sei que da paraíba, inclusive em catolé do rocha, despontaram muitos "zés", mas será que o zé desses adjetivos é o mesmo que o norte-rio-grandense conhece?!!

Projeto Seis e Meia de Volta

A Presidenta da Fundação José Augusto anunciou hoje a volta do Projeto Seis e Meia.

Será uma apresentação por mês, tanto em Natal quanto em Mossoró.

“Não temos orçamento para abrigar mais de um, até porque estamos pagando os débitos da gestão passada com o Seis & Meia.” Disse Isaura Rosado.

Nesse novo formato, Isaura ainda disse que quer privilegiar a qualidade com grandes nomes da MPB e, de revelações novas ao invés de ter quantidade com nomes comuns.

Turismo na Bronca…

O Turismo do Rio Grande do Norte é tratado como atividade secundária num estado onde ele é o carro chefe.

As entidades do Turismo, ABIH, Natal Convention Bureau e, Abrasel estão se mobilizando ainda hoje para procurar a Governadora do Estado, através do seu Secretário de Turismo Ramzi Elali, para tentar entender uma nomeação política, sem conhecimento do ramo, para um cargo totalmente técnico.

Num Estado que recebe mais de dois milhões e meio de turistas por ano, sendo o turismo a atividade privada que mais emprega no RN e, uma das que gera mais impostos, a nomeação de Luiz Almir caiu como uma bomba. O Descontentamento é grande de como vem sendo tratado nesses cem primeiros dias o Turismo no RN.

RN pode perder Empresas

O Rio Grande do Norte poderá perder a matriz de algumas empresas já instaladas aqui. Tudo isso por que a Governadora Rosalba Ciarline cancelou o sistema de Regimes Especiais para empresas e indústrias que funcionam no RN.

O Blog tomou conhecimento que estados vizinhos já se movimentam para abocanhar contratos de pelo menos duas dessas empresas. A decisão pegou o empresariado de surpresa, um deles falou assim ”quando estiveram aqui na campanha à conversa era muito diferente”.

 

Será que é melhor o Estado manter o regime especial, ou perder empregos, impostos e empresas?

 

Difícil de entender!

Convênios Cancelados – Carlos Castim

O Blog recebeu do Procurador do Município de Natal, Carlos Castim esse artigo e publica:

SOBRE OS CONVÊNIOS CANCELADOS *

A audiência pública sobre o cancelamento dos convênios com os municípios norte riograndenses realizada no dia de ontem na Assembléia Legislativa, se não trouxe uma solução para o problema enfrentado, ao menos serviu para comprovar o desacerto e a precipitação da medida adotada pelo Governo do estado.

Com uma representação de peso composta pelo Secretário Chefe da Casa Civil, Procurador Geral, Controlador Geral, Consultora Geral, além de outros secretários e do Dep. Getúlio Rego, o Governo do estado não conseguiu convencer a prefeitos, jornalistas, políticos e demais presentes, de que a ilegalidade administrativa tenha sido o verdadeiro motivo para a denúncia unilateral desses convênios.

Não obstante o esforço do Secretário Chefe da Casa Civil, adv. Paulo de Tarso Fernandes, dois fatores restaram indubitavelmente claros a respeito do real motivo do cancelamento: primeiro, que a decisão é essencialmente política e não jurídica; e segundo, apesar das aparências, é facilmente perceptível na equipe governamental a ausência de um interlocutor experiente, que por meio da prudência e do diálogo, viabilize as ações administrativas da Governadora Rosalba Ciarlini sem expô-la a desgastes políticos desnecessários.

A impressão que se teve ontem é que o Adv. Paulo de Tarso Fernandes ainda não captou a importância do cargo que exerce como termômetro político do Governo e mediador principal das divergências naturais que dão molde ao Estado Democrático de Direito. Com um discurso exacerbadamente legalista e não menos equivocado, o Dr, Paulo de Tarso parecia mais o Procurador Geral do Estado do que o Secretário Chefe da Casa Civil do Governo.

Talvez o amor denotado às causas jurídicas lhe tenha embotado a argúcia política e a experiência adquirida como atuante deputado na Casa de José Augusto.

(mais…)