Em entrevista à revista Veja, Bolsonaro fala sobre Queiroz, admite decepção, e preocupação com o filho Flávio

Em entrevista à revista Veja, publicada nesta sexta-feira (31), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse estar preocupado com a quebra de sigilo bancário de seu filho Flávio Bolsonaro (PSL) e falou sobre a sua relação de amizade com Fabrício Queiroz, pivô da investigação do Ministério Publico do Rio.

“Lógico [que preocupa]. Se alguém mexe com um filho teu, não interessa se ele está certo ou está errado, você se preocupa”, disse o presidente à revista.

Segundo a Promotoria, há indícios robustos dos crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa no gabinete de Flávio de 2007 a 2018 na Assembleia Legislativa do Rio, período em que Queiroz trabalhou com o então deputado estadual como uma espécie de chefe de gabinete.

Foi com base nesses indícios que a Promotoria solicitou a quebra dos sigilos bancário e fiscal de 86 pessoas e nove empresas.

No caso de Flávio, uma comunicação do Coaf se refere a 48 depósitos sequenciais de R$ 2.000 em espécie em sua conta bancária de 9 de junho a 13 de julho. O senador afirmou que esses valores se referem a uma parcela do pagamento que recebeu em dinheiro pela venda de um imóvel no período e que foram depositados por ele mesmo num caixa eletrônico.

“São os tais R$ 96 mil em depósitos de R$ 2.000. Ele vendeu um apartamento, recebeu em dinheiro e fez os depósitos na conta dele. Um relatório do Coaf diz que, entre junho e julho de 2017, foram identificados 48 depósitos, de R$ 2.000 cada um, na conta do Flávio. O valor de R$ 2.000 é o máximo permitido para depósitos em envelope no terminal de autoatendimento da Assembleia Legislativa do Rio”, afirmou.

“Falaram que os depósitos fracionados eram para fugir do Coaf. Dois mil reais é o limite que você pode botar no envelope. O que tem de errado nisso? Aí vem o Queiroz. Realmente tem dinheiro de funcionário na conta dele. O Coaf disse que há movimentações financeiras suspeitas e incompatíveis com o patrimônio do Queiroz. Mas quem tem de responder a isso é o Queiroz.”

QUEIROZ

A investigação do Ministério Público foi aberta após um relatório do governo federal ter apontado movimentação atípica de R$ 1,2 milhão na conta bancária de Queiroz, de janeiro de 2016 a janeiro de 2017.

Além do volume movimentado, chamou a atenção a forma com que as operações se davam: depósitos e saques em dinheiro vivo, em data próxima do pagamento de servidores da Assembleia.

Queiroz já admitiu que recebia parte dos valores dos salários dos colegas de gabinete. Ele diz que usava esse dinheiro para remunerar assessores informais de Flávio, sem o conhecimento do então deputado.

“Estou chateado porque houve depósitos na conta dele, ninguém sabia disso, e ele tem de explicar isso daí. Eu conheço o Queiroz desde 1984. Foi meu soldado, recruta, paraquedista na Brigada de Infantaria Paraquedista. Ele era um policial bastante ativo, tinha alguns autos de resistência, contou que estava enfrentando problemas na corporação. Vocês sabem que esse pessoal de esquerda costuma transformar muito rapidamente auto de resistência em execução”, disse.

“Aí começou a trabalhar conosco. E você sabe que lá no Rio você precisa de segurança. Eu mesmo já usei o Queiroz várias vezes. Teve um episódio dele com o meu filho em Botafogo, um assalto na frente de casa, e o Queiroz, impetuoso, saiu para pegar o cara. Então existe essa amizade comigo, sim. Pode ter coisa errada? Pode, não estou dizendo que tem. Mas tem o superdimensionamento porque sou eu, porque é meu filho. Ninguém mais do que eu quer a solução desse caso o mais rápido possível.”

Como mostrou reportagem da Folha, a quebra autorizada pela Justiça na investigação do Ministério Público do Rio sobre Flávio atingiu pessoas que nem sequer foram nomeadas pelo senador e não tiveram nenhuma transação financeira com Fabrício Queiroz.

A peça do Ministério Público também atribui equivocadamente ao gabinete de Flávio uma servidora da Assembleia que acumulou outro emprego e apresenta falhas ao relatar suspeitas contra Queiroz.

Folha de São Paulo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Beto Araújo disse:

    Tem que rir muito!

  2. Cigano Lulu disse:

    Minínu bom… Todo dia rezo um credo às avessas por ele.

  3. Dilma disse:

    estória pra boi dormir…. pergunta se alguém acredita….

Engenheiro alerta para preocupação com barragem de Umari, na região Oeste potiguar

Após o desastre de Mariana e recentemente em Brumadinho, em que se estima que o crime vitimou mais de 100 pessoas, isso nos faz pensar – pra evitar que mais vidas sejam dizimadas – de como anda a situação estrutural de nossas barragens. O Engenheiro Agrônomo Ferrari Oliveira, então, alerta para a situação da Barragem de Umari, no município de Upanema, na região Oeste do Rio Grande do Norte, distante 268 km de Natal.

“Enquanto vereador solicitei do IGARN que fizesse uma inspeção e avaliasse as condições da Barragem de Umari. Ocorre que até o momento não foi feito nada por aquele órgão. Então hoje decidi ir até a Barragem, acompanhado do técnico em construção civil Vieira, conhecido na cidade e um dos responsáveis pelo projeto de execução da obra.

Infelizmente pessoal, a situação merece um pouco de nossa atenção. De cerca de 130 drenos instalados no reservatório para compensar e distribuir o peso da água, pelo menos, segundo informou Vieira, mais da metade estão entupidos, isto é, sem funcionar.

As canaletas do reservatório precisam passar por processo de limpeza. Não estou querendo causar alvoroço na população com essa informação. Como disse acima, a situação, pelo que ouvi do profissional, merece nossa atenção e cuidado mas não chega a ser preocupante. Esta tem o propósito de pressionar o IGARN e demais órgãos estaduais para que o mais rápido possível realizem a inspeção e execute os serviços necessários (por exemplo, o desentupimento dos drenos, limpeza das canaletas e outros que entender pertinente) na Barragem de Umari.

Nesta semana irei procurar o Ministério Público, para que também cobre informações e diligências dos órgãos públicos.

Vamos nos mobilizar!”.

Ferrari Oliveira, Engenheiro Agrônomo, Empresário Produtor de frutas, e ex-vereador.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Junior disse:

    Só um politico querendo aparecer, agronomo não sabe nem o que e uma barragem.

Presidente da CBF admite plano B em relação aos atrasos na Arena da Baixada

IMG-20140122-WA0004Em coletiva na manhã desta quarta-feira (22), na Federação Norte Riograndense de Futebol (FNF), o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin, admitiu a possibilidade de um plano B para o estádio Arena da Baixada, um dos palcos da Copa do Mundo, no estado do Paraná.

A revelação foi uma resposta do dirigente ao questionamento do Blog do BG sobre a situação do estádio paranaense. Ele afirmou estar muito preocupado com os atrasos e que pela primeira vez admite a possibilidade de descarte da sede.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Crystian Pontes disse:

    Este plano B deveria ser 1 jogo a mais para cada sub—sede que terão partidas reduzidas, dentre elas, Natal. Seria o correto! Não sei se a minha teoria teria lógica devido às reservas de passagens e hospedagens relacionadas a Curitiba, o que provavelmente poderia ter menos impacto transferindo os jogos para São Paulo ou Porto Alegre.

    • Argentino Cortez disse:

      Perfeita sua colocação. O legal seria distribuir entre as sedes menos prestigiadas anteriormente mas ficando no eixo sul-sudeste seria mais justo com quem ja se planejou.

TUF 3: Mãe de Sonnen teme que um "louco" agrida o filho no Brasil

ÍndiceChael Sonnen se tornou inimigo público do Brasil devido às declarações polêmicas direcionadas ao País e aos seus lutadores. Ele não poupou nenhum grande ídolo nacional e ironizou Anderson Silva, fez piada com os irmãos Nogueira e sua chegada aos Estados Unidos, criticou Lyoto Machida e prometeu acabar com Wanderlei Silva. Mas enquanto o lutador se promove, sua mãe, Claudia, demonstra preocupação com a vinda do filho ao Brasil para a terceira edição do TUF.

– Estou preocupada com a segurança dele durante as filmagens aí. Sei que vocês todos são pessoas legais e decentes. Minha irmã e a família dela receberam um aluno de intercâmbio do Brasil que morou na casa dela quando Chael era mais jovem e eles compartilharam muitas horas um com o outro. Dito isso, é preciso apenas de uma pessoa enlouquecida para estragar tudo se isso for o desejo dela e eu rezo para que vocês não permitam que alguém chegue até o Chael. Ele é um ótimo treinador e está ansioso para ajudar os jovens lutadores o quanto ele puder, disse ao blog Mano a Mano.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Raull disse:

    Fala Muito !!

OAB demonstra preocupação com saúde de Genoino na prisão

PRISÃO MENSALÃOO presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Wadih Damous, divulgou nota para manifestar sua preocupação com as condições de saúde do deputado federal licenciado José Genoino (PT-SP), detido desde a última sexta-feira (15) pela Polícia Federal.

Damous publicou a nota em seu perfil no Facebook nesta segunda-feira (18). Na mensagem, o advogado diz que a prisão de Genoino “em regime fechado por si só configura uma ilegalidade e uma arbitrariedade”.

Como foi condenado a seis anos e 11 meses de prisão (menos que oito anos), Genoino pode responder pela pena em regime semiaberto. Sua pena, contudo, ainda não começou a ser cumprida — isso só vai ocorrer depois que a Vara de Execuções Penais de Brasília executar a ordem de prisão expedida pelo STF (Supremo Tribunal Fedral).

Desde que foi detido, Genoino já passou mal e precisou de atendimento médico três vezes. Alegando preocupações com a saúde do ex-presidente do PT, a defesa de Genoino pediu neste domingo ao STF que ele possa cumprir a pena em regime domiciliar.

Genoino passou em julho por uma cirurgia cardíaca em São Paulo e permaneceu internado até o dia 20 de agosto. Neste domingo, ele disse, por meio dos advogados, que é um preso político e que está muito doente, emendando: “Se morrer aqui, o povo livre deste país que ajudamos a construir saberá apontar os meus algozes!”.

Leia a nota do presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB:

“O estado de saúde do deputado José Genoino requer atenção. A sua prisão em regime fechado por si só configura uma ilegalidade e uma arbitrariedade. Seus advogados já chamaram a atenção para esses dois fatos, mas, infelizmente, o pedido não foi apreciado com a mesma rapidez com que a prisão foi decretada. É sempre bom lembrar que a prisão de condenados judiciais deve ser feita com respeito à dignidade da pessoa humana e não servir de objeto de espetacularização midiática nem para linchamentos morais descabidos”

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Maurício Giovani disse:

    A OAB deveria estar preocupada com o dinheiro que este ladrão safado deverá devolver aos cofres públicos que está faltando para a saúde, educação e outras coisas mais. A OAB como sempre, nos últimos tempos de governo do PT, têm demonstrado em seus manifestos por todo o Brasil, ao defender invasões de prédios públicos e legitimar em parte, protestos que fogem dos padrões normais, um grande apreço pelos bandidos juramentados e um certo desprezo pela população decente. Ninguém vê a OAB cobrar pena para os corruptos ou aprofundamento na investigação para apanhar o grande chefe que ficou de fora das condenações, o asqueroso Lula da Silva. Se fosse Collor ou FHC, a OAB já estaria com seu bloco na rua. Por que será hein? Deve ser porque grande parte dos advogados que faz parte de seus quadros direcionais, são membros filiados a estes partidos que mamam nas tetas do governo federal e que diariamente assaltam os cofres e roubam a dignidade do povo brasileiro e se utilizam da estrutura da OAB para fazerem proselitismo político barato.

  2. Fabricio disse:

    Onde esse senhor quer chegar? Quando se apropriou do dinheiro público não teve uma gripe para incomodá-lo, agora inicia essa novela em papel de coitadinho? Vai procurar sua turma de condenados, respeite o povo brasileiro que não lhe tem qualquer respeito ou pena! Se vira agora com os milhões que desviou, afinal foi condenado mas não devolveu 01 centavo.

  3. zulmira disse:

    Lamentavel!!!!ele não pensou nisso…nem na saúde quando foi desonesto!!!!!!! agora quer ficar no bem bom da casa? espero que a justiça siga em frente.Fez…tem que pagar,vamos ver se todos vão cumprir a pena.KKKKKKK,preso potilico? me engana que eu gosto!!!!!!!!!!!era só o que faltava! me poupe!!!!!!!!!

  4. Gilliano disse:

    sou médico do SUS e nunca ninguém da OAB me procurou para defender usuário sem recursos ou advogados famosos.
    Que estes que se preocupam com a saúde dos detendos de vão a ALCASUS, lá certamente tem casos bem piores que o de GENOINO.

  5. caio fábio disse:

    Com a saúde de milhões de trabalhadores honestos, ninguém se preocupa.

Nelter Queiroz está preocupado com interdição de clubes no Itans

Por interino

O deputado Nelter Queiroz-PMDB manifestou esta manhã a sua preocupação com a interdição pelo IBAMA dos clubes Caicó Iate Clube, Pelicano e dos Caminhoneiros, localizados às margens do açude Itans, na cidade de Caicó.

Nelter disse que está encaminhando requerimento ao diretor do IBAMA, Alvamar Queiroz para saber se antes da interdição desses clubes sociais foi estabelecido um termo de ajuste. “Esses clubes sociais promovem o turismo e geram emprego e renda na cidade de Caicó. Nós também defendemos a preservação do meio ambiente, mas entendemos que antes do fechamento era preciso ter sido estabelecido um termo de ajuste”.

O deputado disse ainda que se for preciso, depois da resposta do IBAMA vai solicitar uma audiência pública para discutir o assunto. Segundo ainda o parlamentar seridoense, o IBAMA agora vai voltar as suas ações para o açude Gargalheiras, em Acari, onde também funcionam equipamentos de turismo nas suas margens.