ORGASMO: Especialista define “chegar lá” e fala benefícios

Foto: shutterstock

Muito se fala sobre “chegar lá” na hora do sexo, mas você sabe o que é isso? Quando alguém usa a expressão, provavelmente está se referindo ao orgasmo. No entanto, apesar de famoso, nem sempre as pessoas sabem o que é.

Para entender o que é orgasmo , conversamos com a sexóloga Débora Pádua. De acordo com ela, é possível definir o orgasmo como uma sensação. “É o ápice do prazer no momento da relação”, explica.

Algumas mulheres definem o que é orgasmo como uma energia bem forte que se espalha pelo corpo. “É quando a mulher sente uma intensidade de prazer muito forte”, fala Débora.

E existem diferentes formas de chegar e sentir o orgasmo. A sexóloga diz que pode ser na hora da penetração, da estimulação clitoriana ou dos dois ao mesmo tempo. O orgasmo também pode ser sentido durante a masturbação . Dessa forma, o orgasmo ou o “chegar lá” é o momento mais forte de prazer que você sente enquanto recebe aquele estímulo.

Benefícios do orgasmo

Engana-se quem pensa que orgasmo é apenas sobre sexo. Na verdade, essa intensidade de prazer é capaz de proporcionar uma série de benefícios ao corpo. Nesse momento, hormônios como a endorfina (promove o bem-estar), a dopamina (promove o prazer) e a ocitocina (melhora o humor e diminui a ansiedade) são liberados.

Em entrevista anterior ao Delas , a educadora sexual Clariana Leal explica que a alta carga de hormônios liberados ainda contribui para combater a insônia, doenças crônicas e problemas relacionais ao desequilíbrio hormonal.

Além disso, o corpo costuma relaxar após o orgasmo, aliviando a tensão dos músculos. Também é possível sentir um alívio nas cólicas menstruais, dores de cabeça e dores na coluna. E não para por aí! O orgasmo pode melhorar o viço da pele e o brilho do cabelo. Ou seja, só vantagens para aproveitar, não é?

Com informações do IG

Mourão critica “ecorradicalismo incensado pela imprensa” e fala que oferta de ajuda a Amazônia é “filantropia de fachada”

Vice-Presidente da República, Hamilton Mourão, durante a Marcha da Saudade 2019, do Centro de Instrução de Guerra na Selva (30/05/2019). Foto: Adnilton Farias/VPR

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, denunciou uma “campanha internacional movida contra o Brasil” por causa das queimadas na Floresta Amazônica.

Em artigo publicado nessa quarta-feira, 28 de agosto, no jornal Estadão, Mourão disse que a oferta do G7 para ajudar a Amazônia é uma “filantropia de fachada”:

“Cabe apontar o que se revela nas declarações oficiais, nas confidências mal escondidas, nas entrelinhas dos comunicados e no ecorradicalismo incensado pela imprensa: a velha ambição disfarçada por filantropia de fachada.”

Mourão acrescentou:

“Acusações de maus-tratos a indígenas, uso indevido do solo, desflorestamento descontrolado e inação governamental perante queimadas sazonais compõem o leque da infâmia despejada sobre o país, a que se juntou a nota diplomática do governo francês ofensiva ao presidente da República e aos brasileiros.”

O vice-presidente avaliou que “a História dá razão ao Brasil em qualquer debate sobre a Amazônia”:

“Não há país que combine legislação ambiental, produtividade agropecuária, segurança alimentar e preservação dos biomas com mais eficiência, eficácia e efetividade do que o Brasil.”

Com informações de Estadão e UOL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. mauricio disse:

    o alan provavelmente estava morando na lua quando em 2005 as queimadas aumentaram e muito , puxe pela memoria, leia a revista veja de 2005, quando petistas foram presos recebendo propina, vendendo a amazonia

  2. Allan Pontes disse:

    VTNC quer agora reflorestamento nos quintais e ruas…hahahaha…o assunto é outro VTNC, acho q vc leu e não entendeu o post e tb meu comentário….hahahaha

    • VTNC disse:

      Realmente não entendestes minha resposta ,VTNC ,encerra a conversa aqui !

  3. Allan Pontes disse:

    Hahahaha quero mesmo ver qd nada mais restar da floresta, esse ai já deverá ter passado dessa para melhor(?) e nossos filhos e netos comendo fumaça, isso sim!

    • VTNC disse:

      Comece reflorestando seu quintal sua rua , seu bairro, dê exemplos,tenha soluções , porque críticos de sofá já temos demais !

    • joaozinho disse:

      Seria mais bonita se a França internacionaliza-se Paris e permitisse a imigraçao pra dar exemplo…. e reflorestar toda os campos devastados pela agricultura francesa. Daria um baita exemplo.. mas esqueci; a França e seus adoradores sao hipocritas. Preferem criar uma guerra pra derrubar um governo que nao abre as pernas pra o comercio fajuto frances. Franceses colonialistas, assassinaram milhoes de africanos e indios. Mas isso pra alguns intelectuais é coisa do passado. O ruim é o governo atual, culpado de tudo que é ruim…. pra eles claro.

Bolsonaro fala em entregar Brasil ‘muito melhor do que encontrei’ em ‘2022 ou 2026’

Reprodução TV Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse nesta terça-feira (6), em evento num centro de exposições na Zona Sul de São Paulo, que vai entregar um Brasil “muito melhor” em “2022 ou 2026”.

O presidente, que durante a campanha disse que iria acabar com a reeleição, mudou o discurso em junho, quando admitiu disputar um novo mandato. E, em um evento em Goiás no final de julho, cogitou estar no cargo em “2024, 2025”.

“Temos tudo para ser uma grande nação. Tenho certeza que em 2022, ou 26, entregarei o Brasil, dada a confiança que eu tenho de grande parte da população, muito melhor do que encontrei”, afirmou em discurso na abertura do 29º Congresso ExpoFenabrave, no Transamerica Expo Center, nesta terça.

Legislação ambiental

Durante discurso, o presidente disse que estuda transferir as legislações ambiental e de armas aos estados.

“Pretendo, e estamos estudando uma coisa, que eu acho que é maravilhosa, o Congresso vai decidir, passar muitas atribuições do Estado, Estado Brasil, para os estados, por exemplo na questão do desarmamento. A questão [ministro do Meio Ambiente Ricardo] Salles, que talvez você vai concordar, de licenças ambientais. O que é que nós, de São Paulo, temos a ver com a questão ambiental de Roraima?”, disse.

“Se eu fosse rei de Roraima –atenção, imprensa, não quero ser rei– mas se eu fosse rei de Roraima, com tecnologia, em 20 anos teria uma tecnologia próxima à do Japão. Lá tem tudo. Por isso que 60% do território está inviabilizado com territórios indígenas e outras questões ambientais. Temos tudo para desenvolver a Amazônia”, acrescentou.

O presidente afirmou que dados de desmatamento apontaram que ele desmatou 88% da Amazônia, numa referência a números do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) que apontaram que o desmatamento no bioma cresceu 88% em 2018 na comparação com o mesmo mês de 2017.

“Isso é uma péssima propaganda do Brasil lá fora. Quando se fala que nós estamos desmatando, com dados imprecisos divulgados, e quando um número absurdo como aquele, de que eu já desmatei mais de 88% da Amazônia, eu sou o capitão motosserra, irmão do general, divulgar isso é péssimo para a gente”, afirmou Bolsonaro.

A insatisfação do presidente com os números levou à queda do diretor do instituto, Ricardo Galvão, que será substituído interinamente pelo oficial da Aeronáutica Darcton Policarpo Damião.

Na segunda-feira (5), Bolsonaro afirmou que “maus brasileiros” fazem campanha com “números mentirosos contra a nossa Amazônia”.

O governo de Jair Bolsonaro vem recebendo críticas de ambientalistas, cientistas, autoridades estrangeiras e da imprensa estrangeira pelas medidas que têm tomado em relação ao meio ambiente e pelos riscos que pode estar gerando para a preservação da Amazônia.

Além de questionar dados sobre o aumento do desmatamento na Amazônia divulgados pelo Inpe em julho, Bolsonaro tem defendido tornar garimpos legais e já tentou transferir para o Ministério da Agricultura a competência da demarcação de terras indígenas. Só neste ano, o governo federal liberou o registro de um total de 262 de agrotóxicos.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ivan disse:

    Gostaria que ele entragasse pro Dr. Paulo Guedes…Ja pensaram!!! Seríamos a 3a economia do mundo fácil!!!

  2. Rafael Trindade disse:

    Piada do dia!!!
    Entrega o Brasil melhor!!
    Vou volta pra vê….kkkk

    Agora se for assim… será ótimo para ele…

    Entrega o melhor do Brasil ( as empresas brasileiras com monopólio para capital estrangeiro)que pra ele estará ótimo!!!

    Transferência de monopólio estatal para privado… só complica a vida da população…

    Venda a empresa estatal…e abra o mercado pra mais 3 empresas… aí sim teoricamente teríamos uma concorrência e melhores serviços para a população.

  3. Sérgio disse:

    Tem que entregar uma camisa-de-força pra ele. Daqui para o final do ano, surta de vez…

  4. Fred disse:

    Tá eleito em primeiro turno. Kkkkk PT ladrão nunca mais.
    Tchau queridos.

  5. BRASIL FOI MELHOR disse:

    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkl, vai ganhar ua surra de urtiga, depois outra surra dos nordestinos, depois interna o doido ,que o hospicio lhe aguarda….e quem vai acompanhar o louco desvairado, vai levar peia tambem

    • David disse:

      Surra nos nordestinos quem deu foi a petralhada, entregava migalhas e esmola, enquanto saqueavam o pais em trilhões de reais, resultado, acabaram o país e os nordestinos ficaram mais pobres, miseráveis e desempregados

    • Fred disse:

      O Brasil foi melhor no governo Itamar Franco e FHC, quando entrou a quadrilha de ladrões, acabaram, basta vê a quebradeira e o desemprego. Agora o capitão Jair, tá fazendo tudo pra concertar. Como dizia o senador Ze Agripino o Brasil e um vaso quebrado, é caco pra todo lado, verdade! Legado petista. PT ladrão nunca mais.
      Tchau corruptos!!

  6. Carlos disse:

    Não tenho dúvidas. Vai entregar melhor para os políticos continuarem a desviar dinheiro público, para o empresariado e a população se ferrar cada vez mais. Acho é pouco.

  7. Ems disse:

    E depois dele vem o juiz Moro !!!

  8. Teixeira disse:

    Ganha sim, só cego não ver o que se está fazendo para arrumar o Estado Brasileiro!

  9. Yago disse:

    Ganha de novo kkk

ORDEM SOB RISCO DE DESCRÉDITO: Pegou muito mal em Brasília a fala do presidente nacional da OAB sobre Moro

Pegou muito mal em Brasília a fala do presidente nacional da OAB, Felipe Santa Cruz, insinuando que o ministro Sérgio Moro age como ‘chefe de quadrilha’.

Atinge a História da Ordem e põe sua gestão em descrédito, em razão da ligação de Felipe Santa Cruz com o PT, pelo qual foi candidato a vereador há muitos anos. O partido é investigado na Lava Jato. Não há nos registros da OAB tamanho ataque a um ministro da Justiça.

As informações são do Coluna Esplanada

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Juailson disse:

    O Brasil tá pelo avesso, é gente defendendo bandidos, e querendo preso quem os combate!!!

  2. Bento disse:

    A OAB ficou bem pequenininha com esse atual Presidente.

  3. Pedro Augusto Lisboa disse:

    A OAB nacional HOJE, e’ um chiqueiro do PT. E’ uma VERGONHA…

  4. Henrique disse:

    A OAB já perdeu a credibilidade há muito tempo. Depois que começou a defender a esquerda.

    • Carlos disse:

      Uma instituição tão bela como a OAB totalmente manchada por apoiar tantos corruptos na política.

Moro destaca “invasão criminosa”, não vê qualquer anormalidade em “supostas mensagens” e diz que site contraria regra básica do jornalismo

Foto: Sérgio Lima/Poder360

 

Sergio Moro enviou, por meio de sua assessoria de imprensa, nota em que criticou a publicação das mensagens hackeadas do Telegram dos procuradores da Lava Jato, em Curitiba.

Leia a íntegra da mensagem de Moro.

“Sobre supostas mensagens que me envolveriam publicadas pelo site Intercept neste domingo, 9 de junho, lamenta-se a falta de indicação de fonte de pessoa responsável pela invasão criminosa de celulares de procuradores. Assim como a postura do site que não entrou em contato antes da publicação, contrariando regra básica do jornalismo.

Quanto ao conteúdo das mensagens que me citam, não se vislumbra qualquer anormalidade ou direcionamento da atuação enquanto magistrado, apesar de terem sido retiradas de contexto e do sensacionalismo das matérias, que ignoram o gigantesco esquema de corrupção revelado pela Operação Lava Jato.”

Guilherme Amado – Época

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jl disse:

    Marginal é marginal, venha de onde vier, da política, do judiciário, do PT, do MP ! Errou tem q pagar, principalmente, esses q vivem se arvorando de paladinos da justiça, fazendo acusações infundadas, assassinando reputacoes e depois nada provam, como tem muitos casos no RN e brasil! Só vê a mídia!

  2. Irany Gomes disse:

    Moro presidente!!! Vai ser o tiro de misericórdia na elite do crime no Brasil…

  3. Walsul disse:

    Um juiz combinar com um time como fazer para ganhar o jogo, dá um penalte favorável à este time na prorrogação, vai a festa da Vitória e depois ainda torna-se dirigente desse clube e não há nada demais? O que veio à tona,com provas em abundância como traz o intercept, foi um crime contra a democracia, contra os direitos individuais, frutos de uma armação maquiavélica para tomada do poder e eliminação de adversários. Resta saber quem e para quem foi patrocinado tudo isso. Quem sabe nos milhares de minutos que o intercept tem não se possa esclarecer. A mídia, por fazer parte deste esquema, está tentando vitimizar uma operação criminosa e fraudulenta, que a pretexto de combater a corrupção, cometeu vários crimes. Ainda tentaram meter a mão em bilhões do dinheiro de desvio da Petrobrás e da Odebrecht em uma operação com os EUA pra lá de suspeita.

    • Alex disse:

      Poxa! dá uma bela peça de ficção a Vossa contribuição contextualizada no gumes esbranquiçados da mortadela!

  4. jl disse:

    Meu Deus! Um juiz orientar advogado ou promotor, julgar a causa e depois dizer que nao tem nada demais, so no Brasil mesmo! O tempora! O mores! jã exclamou Cicero!

  5. Jefferson disse:

    Caiu a sua casa,Salvador do Brasil kkkkk,que Deus tenha misericórdia da inocência de alguns brasileiros no tocante a esse cidadão(Sérgio moro).

  6. Lima disse:

    A imprensa, liderada pela globo lixo, folha de São Paulo e outros, são piores do que o antigo programa AQUI AGORA. É puro sensacionalismo, não verem o caso da Garota e do Neymar?? Sete dias fuçando a vida particular dos outros.
    O que tem haver a Globo e as demais emissoras com a pimba de Neymar?? Deixa o garoto, problema dele, ele resolve, não vai ser a imprensa medíocre, brasileira.

    Agora, essa tempestade no copo d'água envolvendo Moro e Dalagnol. O que é que tem??
    Todo colega de trabalho, troca experiência, seja em que profissão for.

    É proibido agora é???
    Vão catar Coquinho, ajudem o País sair desse atoleiro petistas que se meteu nos últimos 13 anos.
    É melhor do que ficar fazendo barulho, onde não existe necessidades.
    Cambada de fracos.

  7. Anti-Comunista disse:

    JORNALISMO MARROM, IMPRENSA MARROM, CHANTAGISTA, REDE GLOBO, FOLHA DE SÃO PAULO,….

  8. Arnaldo Laranjeiras disse:

    Çei

Em entrevista à revista Veja, Bolsonaro fala sobre Queiroz, admite decepção, e preocupação com o filho Flávio

Em entrevista à revista Veja, publicada nesta sexta-feira (31), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse estar preocupado com a quebra de sigilo bancário de seu filho Flávio Bolsonaro (PSL) e falou sobre a sua relação de amizade com Fabrício Queiroz, pivô da investigação do Ministério Publico do Rio.

“Lógico [que preocupa]. Se alguém mexe com um filho teu, não interessa se ele está certo ou está errado, você se preocupa”, disse o presidente à revista.

Segundo a Promotoria, há indícios robustos dos crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa no gabinete de Flávio de 2007 a 2018 na Assembleia Legislativa do Rio, período em que Queiroz trabalhou com o então deputado estadual como uma espécie de chefe de gabinete.

Foi com base nesses indícios que a Promotoria solicitou a quebra dos sigilos bancário e fiscal de 86 pessoas e nove empresas.

No caso de Flávio, uma comunicação do Coaf se refere a 48 depósitos sequenciais de R$ 2.000 em espécie em sua conta bancária de 9 de junho a 13 de julho. O senador afirmou que esses valores se referem a uma parcela do pagamento que recebeu em dinheiro pela venda de um imóvel no período e que foram depositados por ele mesmo num caixa eletrônico.

“São os tais R$ 96 mil em depósitos de R$ 2.000. Ele vendeu um apartamento, recebeu em dinheiro e fez os depósitos na conta dele. Um relatório do Coaf diz que, entre junho e julho de 2017, foram identificados 48 depósitos, de R$ 2.000 cada um, na conta do Flávio. O valor de R$ 2.000 é o máximo permitido para depósitos em envelope no terminal de autoatendimento da Assembleia Legislativa do Rio”, afirmou.

“Falaram que os depósitos fracionados eram para fugir do Coaf. Dois mil reais é o limite que você pode botar no envelope. O que tem de errado nisso? Aí vem o Queiroz. Realmente tem dinheiro de funcionário na conta dele. O Coaf disse que há movimentações financeiras suspeitas e incompatíveis com o patrimônio do Queiroz. Mas quem tem de responder a isso é o Queiroz.”

QUEIROZ

A investigação do Ministério Público foi aberta após um relatório do governo federal ter apontado movimentação atípica de R$ 1,2 milhão na conta bancária de Queiroz, de janeiro de 2016 a janeiro de 2017.

Além do volume movimentado, chamou a atenção a forma com que as operações se davam: depósitos e saques em dinheiro vivo, em data próxima do pagamento de servidores da Assembleia.

Queiroz já admitiu que recebia parte dos valores dos salários dos colegas de gabinete. Ele diz que usava esse dinheiro para remunerar assessores informais de Flávio, sem o conhecimento do então deputado.

“Estou chateado porque houve depósitos na conta dele, ninguém sabia disso, e ele tem de explicar isso daí. Eu conheço o Queiroz desde 1984. Foi meu soldado, recruta, paraquedista na Brigada de Infantaria Paraquedista. Ele era um policial bastante ativo, tinha alguns autos de resistência, contou que estava enfrentando problemas na corporação. Vocês sabem que esse pessoal de esquerda costuma transformar muito rapidamente auto de resistência em execução”, disse.

“Aí começou a trabalhar conosco. E você sabe que lá no Rio você precisa de segurança. Eu mesmo já usei o Queiroz várias vezes. Teve um episódio dele com o meu filho em Botafogo, um assalto na frente de casa, e o Queiroz, impetuoso, saiu para pegar o cara. Então existe essa amizade comigo, sim. Pode ter coisa errada? Pode, não estou dizendo que tem. Mas tem o superdimensionamento porque sou eu, porque é meu filho. Ninguém mais do que eu quer a solução desse caso o mais rápido possível.”

Como mostrou reportagem da Folha, a quebra autorizada pela Justiça na investigação do Ministério Público do Rio sobre Flávio atingiu pessoas que nem sequer foram nomeadas pelo senador e não tiveram nenhuma transação financeira com Fabrício Queiroz.

A peça do Ministério Público também atribui equivocadamente ao gabinete de Flávio uma servidora da Assembleia que acumulou outro emprego e apresenta falhas ao relatar suspeitas contra Queiroz.

Folha de São Paulo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Beto Araújo disse:

    Tem que rir muito!

  2. Cigano Lulu disse:

    Minínu bom… Todo dia rezo um credo às avessas por ele.

  3. Dilma disse:

    estória pra boi dormir…. pergunta se alguém acredita….

Implante revolucionário ‘transforma’ pensamento em fala

O implante registra a atividade cerebral de uma área do cérebro associada à produção da fala. (VEJA.com/VEJA/VEJA)

Pesquisadores americanos desenvolveram um decodificador capaz de traduzir a atividade cerebral e transformá-la em fala. A descoberta poderia restaurar a fala de indivíduos que perderam a voz devido à doenças como câncer de garganta, Parkinson e esclerose lateral amiotrófica (ELA) – doença que afetava o físico Stephen Hawking. “É um grande avanço. Isso pode ser muito importante para as pessoas que não têm meios de produzir linguagem”, comentou Kate Watkins, da Universidade de Oxford, na Inglaterra, ao The Guardian.

De acordo com o estudo, publicado na revista Nature, o mecanismo funciona em dois estágios: no primeiro, um eletrodo é implantado no cérebro pra captar os sinais elétricos que controlam os movimentos dos lábios, língua, caixa de voz e mandíbula. Em seguida, um programa lê as informações coletadas para simular a movimentação que forma os sons das palavras na boca e na garganta.

Essa leitura é sintetizada e reproduzida por um aparelho chamado trato vocal virtual. “Pela primeira vez podemos gerar frases inteiras com base na atividade cerebral de um indivíduo”, disse Edward Chang, da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, à BBC.

Sintetizadores de fala já existentes – como o que era utilizado por Stephen Hawking – geralmente envolvem soletrar as palavras letra por letra utilizando movimentos musculares dos olhos ou da face. Estes aparelhos permitem ao paciente dizer cerca de oito palavras por minuto – a fala natural tem em média 100 a 150.

A nova tecnologia tem ‘velocidade de fala’ mais rápida – quase similar a fala natural, embora a pronúncia de algumas palavras seja menos clara. Ainda assim, os cientistas dizem que essas imperfeições não representariam uma barreira significativa à comunicação já que, com o tempo, as pessoas se familiarizam com as peculiaridades da fala de modo a compreender o que está sendo dito independente das dificuldades.

A equipe americana ainda salientou que embora a descoberta seja promissora, estudos clínicos serão necessários para confirmar os atuais resultados. Trabalhos anteriores já haviam tentado traduzir artificialmente a atividade cerebral em fala, mas este é o primeiro a apresentar resultados tão promissores.

Como funciona?

Para testar o equipamento, foram recrutados cinco voluntários que estavam se preparando para passar por uma neurocirurgia para epilepsia. Na preparação para o procedimento, os médicos implantaram temporariamente eletrodos no cérebro desses pacientes para mapear as fontes das convulsões. Durante o tempo em que os eletrodos estavam implantados, a equipe realizou testes de leitura para que pudessem registrar a atividade cerebral de uma área do cérebro associada à produção da fala. Essas medições tinham como objetivo decodificar a fala através da tradução de sinais elétricos no cérebro responsáveis pelos movimentos vocais que se transformariam em movimentos em sons da fala.

Com os dados coletados, a equipe configurou um algoritmo de aprendizado para combinar os padrões de atividade elétrica no cérebro e os movimentos vocais que produziam. O trato vocal virtual, como foi batizado, é controlado diretamente pelo cérebro para produzir uma aproximação sintética da voz do indivíduo, assimilando até mesmo o gênero de quem fala. “Esta é uma estimulante prova de que, com a tecnologia que já está ao nosso alcance, devemos ser capazes de construir um dispositivo que seja clinicamente viável para pacientes com perda de fala”, ressaltou Chang.

No entanto, os pesquisadores salientaram que o implante pode não ser viável para determinados pacientes, como os que sofreram acidente vascular cerebral (AVC) em partes do cérebro que controlam a produção da fala.

Os pesquisadores ainda testaram a inteligibilidade das frases produzidas pelo dispositivo. Os participantes foram apresentados a 100 sentenças e um conjunto de 25 palavras. Em 43% das vezes, eles foram capazes de transcrever a frase à perfeição, indicando que o aparelho é capaz de pronunciar frases com significativa precisão. Apenas palavras com letras específicas, como ‘p’ e ‘b’ não foram decodificadas adequadamente, mas isso pode não representar um problema para a utilização futura do dispositivo.

Leitura de pensamentos

Como o equipamento é capaz de interpretar a atividade cerebral e convertê-la em fala – o que poderia ser entendido como ‘leitura de mente’ -, os pesquisadores também testaram o equipamento para verificar a possibilidade. “Tentamos ver se é realmente possível. E acontece que é um problema muito difícil e desafiador. Essa é uma das razões pelas quais nos concentramos apenas no que as pessoas estão tentando dizer“, revelou Chang.

Embora neste momento ainda não seja fácil ‘ler a mente’, já existe dentro da comunidade científica um debate ético sobre tecnologias que conseguem desvendar os pensamentos das pessoas.

Veja

 

Indagado, Mourão “desenha” fala de Bolsonaro sobre Democracia e Liberdade: “quando as Forças Armadas são comprometidas com esses valores, o país se sustenta”

Foto: Luisa Gonzalez/Reuters/Direitos reservados

Alguns veículos de imprensa noticiaram a fala de Jair Bolsonaro nesta quinta-feira(07) sobre “democracia e liberdade” como se o presidente quisesse destacá-las como uma concessão dos militares.

O general Hamilton Mourão, indagado por veículos de imprensa após repercussão, traduziu o discurso de Jair Bolsonaro. O vice-presidente explicou:

“Ele não falou isso. Disse que, quando as Forças Armadas são comprometidas com esses valores, o país se sustenta. Olhe a Venezuela, lá as Forças Armadas não estão comprometidas.”

Uma fala patriota, palavra, por sinal, citada em seu discurso, durante o evento militar, minimizado na imprensa. Restou ao vice-presidente “desenhar” aos quem não entenderam ou preferem não entender.

Bolsonaro, que nunca escondeu suas convicções, também tem culpa pelo “passado recente” de discursos desnecessários em redes sociais.

Com acréscimo de informações da Crusoé e O Antagonista

Parece mentira: Após sofrer acidente, australiano sai do coma falando chinês e vira apresentador

the-sunUm estudante universitário que entrou em coma após um acidente de carro em Melbourne, na Austrália, despertou falando chinês fluentemente.

Segundo informações do jornal britânico The Sun, Ben McMahon, de 21 anos, sofreu ferimentos graves em um acidente ocorrido no ano passado.

Ao retornar do coma, suas primeiras palavras para a enfermeira foram em mandarim, um dos dialetos falados na China. O jovem tentou explicar o que o levou a acordar falando o idioma:

— A maior parte [da lembrança] é nebulosa, mas quando eu acordei e vi uma enfermeira chinesa, pensei que estivesse na China. Foi como um sonho, foi surreral. Como se meu cérebro estivesse em um lugar, mas meu corpo em outro. Apenas comecei a falar chinês. Foram as primeiras palavras que vieram à minha boca.

Ben estudou mandarim na escola, mas nunca se tornou fluente no idioma. Desde o acidente, ele transformou suas novas habilidades em duas novas carreiras: guia turístico e estrela de um programa de TV.

O jovem acompanha grupos de turistas que falam chinês em passeios por Melbourne, onde nasceu. E é um dos três apresentadores de um programa de TV para imigrantes chineses chamado Au My Ga, (Oh My God, ou Oh Meu Deus).

Sobre sua participação no programa de TV, ele explica que “o objetivo é promover e impulsionar o entendimento em a Austrália e a China”.

R7