Polícia

FOTOS: Operação da PF apreende mais de R$ 600 mil, veículos, moto de luxo e prende em Natal foragido da Justiça condenado por diversos crimes

Fotos: Divulgação/PF

A Polícia Federal (PF) em ação integrada com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), deflagrou na manhã desta quinta-feira, 16/9, na Grande Natal, a operação Conexão Audi objetivando prender um foragido Justiça de São Paulo, condenado por tráfico de drogas, roubo, sequestro e formação de quadrilha.

Cerca de 32 policiais federais e rodoviários federais cumpriram dois mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão expedidos, respectivamente, pela 2a. Vara da Justiça Federal/RN e pela Vara de Execuções Penais de São José do Rio Preto/SP, além do bloqueio de contas bancárias e sequestro de bens.

A investigação teve início em junho de 2020, a partir da abordagem de um motorista durante fiscalização da Polícia Rodoviária Federal na BR 320, em Campina Grande/PB. Naquela oportunidade, o condutor levantou suspeita por estar acompanhando um caminhão que tinha se envolvido em um acidente de trânsito quando levava um contêiner carregado de mangas e que seguia para exportação através do Porto de Natal.

Assim, tendo em vista as circunstâncias relacionadas às declarações prestadas no momento daquela abordagem e, levando-se em conta que nos últimos anos foram registradas diversas apreensões de drogas no porto de Natal, geralmente com enxerto de entorpecente em cargas de frutas a serem exportadas para a Europa, a Polícia Federal foi avisada e entrou nas investigações conseguindo descobrir a verdadeira identidade do acusado, bem como a sua localização em Natal, além de constatar que ele adquiriu nos últimos dois anos diversos bens como veículos, caminhões e reboques, munido de documentos e se passando por outra pessoa.

Também foi levantado que o investigado, foragido desde 2018 quando cumpria pena em regime semiaberto, possui antecedentes criminais por receptação, tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Durante as buscas hoje realizadas os policiais apreenderam com o acusado um total de R$ 613.904,00 em espécie, uma pistola cal. 45, munições de igual calibre, 11 celulares, motocicleta, veículos de luxo, alguns dos quais, zero km e seis cavalos.

Além do cumprimento do mandado de prisão, o envolvido também foi autuado em flagrante por posse irregular de arma de fogo.

Após submetido a exame de corpo de delito no ITEP, o homem se encontra custodiado na sede da PF, onde aguarda o pronunciamento da Justiça

Não haverá entrevista coletiva.

Fotos: Divulgação/PF

Opinião dos leitores

  1. Se fosse preto, puta ou pobre, já tinha até o nome do instrutor da academia onde a sobrinha da vizinha treina.

  2. Todas essas operações da PF, MPF e PRF, só faz afirmar que a segurança pública do Rio Grande do Norte está entregue as baratas, ou seja, o sistema está falido, não existe repressão na base, aí o crime de toda espécie evolui para conotações nacionais e internacionais, precisando da intervenção de forças federais para combatê-lo. São muitos delegados e oficiais da PM dentro dos seus gabinetes ou instituições, longe do dia a dia das cidades e cidadãos, pois o correto seria todos operando junto a tropa nas ruas. Você não encontra um oficial da PM nas ruas, seja ele capitão, Major, Tenente Coronel ou mesmo um coronel fechado atuando junto a tropa nas ruas.

  3. Por que não diz o nome e mostra a foto se fosse pobre já tava na capa da revista

    1. Pergunta tola, hoje ou amanhã na audiência de custódia, vão liberar o inocente, e quem iria pagar pelos danos provocados na imagem do bacana, digénada, tempos em que filhos e aliados do presidente não são punidos por atos ilícitos, onde luladrão e seus filhos mais os condenados pela lava jato são liberados da cadeia, aonde queremos parar? Selva é pouco, trevas!

  4. Aqui em Natal, a maioria dos carros de luxo são oriundos de crime. Isso é fato. Trabalhar que é bom, não querem.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Força-Tarefa composta pela PF, PRF, polícias Civil e Militar e agentes penitenciários prende foragido da Justiça no litoral norte potiguar

Operação integrada da Força-Tarefa SUSP de Combate ao Crime Organizado no Rio Grande do Norte e composta pela Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Departamento Penitenciário Nacional, Secretaria de Administração Penitenciária e Secretaria de Operações Integradas do
Ministério da Justiça e Segurança Pública (SEOPI/MJSP), contando com apoio da Polícia Militar de Touros/RN, resultou na prisão no último sábado, 10/4, naquela cidade, de um cidadão de 31 anos contra quem existia mandado de prisão em aberto expedido pela Justiça Federal/RN.

Condenado por roubo aos Correios, o homem teve a residência cercada e não resistiu à prisão. Quando da abordagem, ele portava um revólver cal. 38, munições e porções de maconha.

O acusado, juntamente com o material apreendido, foi encaminhado para a delegacia da Polícia Civil em Touros e autuado em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, posse ilegal de arma de fogo e munição.

Após os procedimentos, ele foi conduzido ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Polícia Civil prende em Ponta Negra foragido da justiça do Acre suspeito de tráfico internacional de drogas

Foto: Ilustrativa

Policiais Civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) prenderam, na noite desta terça-feira (16), Adílio Menezes Costa, conhecido como “Negão”, 39 anos. O suspeito é foragido da justiça do estado do Acre.

Em desfavor de Adílio Menezes, existia um mandado de prisão preventiva expedido pela justiça do Acre, após investigação realizada pela Polícia Federal, em decorrência da suspeita da prática dos crimes de organização criminosa e tráfico internacional de drogas.

O suspeito, que é apontado como integrante de uma facção criminosa atuante em todo país, estava residindo em Natal há cerca de quatro meses, no bairro de Ponta Negra. Após uma denúncia anônima informando que o suspeito traficaria drogas no local, foram iniciadas as investigações.

Adílio Menezes foi abordado quando estava chegando a um residencial, na Vila de Ponta Negra. Na ocasião, ele apresentou documentos falsos em nome de Francisco Cassiano de Oliveira, natural de Assú.

Durante as diligências em seu endereço, foram encontradas anotações referentes ao tráfico de drogas. O suspeito foi conduzido à delegacia, para autuação em flagrante e, em seguida, encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

A Polícia Civil pede para que a população continue enviando informações de forma anônima, por meio do disque denúncia 181, dos números da DEICOR (84) 3232-2862 ou (84) 98135-6796 (Whatsapp).

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Opinião dos leitores

  1. Se algum ministro do STF souber disso manda soltar na hora. Eles não gostam que traficantes internacionais fiquem presos. Mas se xingar algum ministro é prisão instantânea, com flagrante perpetuo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Polícia Federal prende no Ceará foragido do Sistema Prisional do RN

Foto: Divulgação/PF

Policiais federais da Delegacia da PF em Mossoró/RN prenderam na última terça-feira, 2/2, em um hotel de luxo localizado na cidade de Icapuí/CE, um homem de 23 anos, condenado a 7 anos de prisão por crimes de roubo e tráfico de drogas. Ele era foragido do Sistema Prisional do RN desde agosto de 2020 e tinha dois mandados de prisão em aberto expedidos respectivamente pela Vara de Execução Penal e 2ª Vara Criminal da comarca de Mossoró.

No momento da abordagem o apenado não esboçou reação e após vistoria nos seus pertences foi apreendida uma pequena quantidade de maconha. Após a prisão, ele seguiu conduzido para a Cadeia Pública de Mossoró, onde permanece custodiado à disposição da Justiça.

Este foi mais um trabalho concluído com êxito pela Força-Tarefa de Combate ao Crime Organizado, coordenada pela Polícia Federal e composta por policiais federais, policiais civis, policiais militares e policiais penais federais, atuando em colaboração com a Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (SEOPI).

A Força-Tarefa disponibiliza e conta com a colaboração da população através do telefone (84) 3323.8300, bem como do WhatsApp (84) 9218.0326, que são os canais indicados para recebimento de informações, denúncias de crimes, etc., sendo o sigilo do denunciante plenamente preservado.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

PF prende em Mossoró contrabandista de cigarros foragido da justiça

Foto: Divulgação/PF

A Polícia Federal, com apoio da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (SEOPI), prendeu na tarde da última segunda-feira, 21/12, na zona rural de Mossoró/RN, um homem de 40 anos, acusado de contrabando de cigarros e que estava foragido desde a deflagração da segunda fase de Operação Smoke Route, denominada Entreposto, ocorrida no mês passado.

Cerca de 7 policiais federais participaram das diligências que resultaram na prisão do suspeito, em poder de quem foram apreendidos cheques no valor de R$ 118 mil reais, dois veículos e documentos que comprovam a manutenção das atividades da
organização criminosa voltada à prática de contrabando de cigarros.

Quando da deflagração da Operação Entreposto, na data de 18/11/2020, a esposa e o irmão do preso também foram detidos acusados de envolvimento com o mesmo tipo de crime.

O acusado responderá por contrabando qualificado (art. 334-A, §1º, IV CP) e organização criminosa (art. 2º da Lei 12.850/2013), cujas penas, somadas, podem ultrapassar a 13 (treze) anos de prisão.

*O nome “Entreposto” faz referência ao fato de Mossoró ter despontado nas investigações como importante entreposto para as operações logísticas de transporte e distribuição dos cigarros contrabandeados.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Procurado pela Interpol, suspeito de mortes de delegado, PM e mais 3, que teria sido contratado para executar autoridade do MPRN ou TJ, é morto no interior após reação contra policiais civis

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) localizaram, nesta segunda-feira (14), José Moreira Freires, conhecido como “Zezinho”, na Zona Rural de Lagoa de Pedra/RN. Ele era procurado pela Interpol e pela Justiça do Estado do Mato Grosso do Sul e, em seu desfavor, havia dois mandados de prisão em aberto.

Durante a ação, José Moreira reagiu à abordagem e foi alvejado, não resistindo aos ferimentos. Na ocasião, ele estava de posse de uma pistola pertencente à Polícia Civil do Rio Grande do Norte, com registro de roubo. Os policiais da DEICOR constataram também que ele havia criado um laboratório de produção de “crack”, que foi estourado nesta segunda-feira (14).

De acordo com as investigações, José Moreira havia chegado há cerca de dois meses na cidade de Lagoa de Pedra. “Zezinho” figurava como 12º na lista com 26 criminosos mais procurados pela polícia, divulgada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública. Ele é suspeito da prática de cinco crimes de homicídio, além de envolvimento com tráfico de drogas, jogo do bicho, lavagem de dinheiro e corrupção.

Segundo investigações, ele seria o autor de um homicídio praticado contra um delegado, na frente da filha da vítima. Além disso, ele teria assassinado um estudante, filho de um policial militar, tentado matar um capitão da Polícia Militar e assassinado um policial militar, que atuava na Assembleia Legislativa do Estado do Mato Grosso do Sul. “Zezinho” também é apontado como autor do homicídio praticado contra o gerente de Jorge Raffat, que foi morto na fronteira do Brasil com o Paraguai.

Foi constatado ainda que José Moreira havia ameaçado dois delegados da Polícia Civil do Mato Grosso do Sul, integrantes da Delegacia Especializada de Repressão de Roubo a Banco, Assalto e Sequestro (GARRAS), e um promotor do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público do mesmo Estado. As investigações indicam que os chefes de “Zezinho” seriam Jamil Name e Jamil Name Filho, ambos presos no Presídio Federal de Mossoró, juntamente com dois policiais civis do Mato Grosso do Sul.

Há informações apontando que “Zezinho” teria sido contratado, recentemente, para executar uma autoridade do Ministério Público ou do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte. As investigações prosseguem para identificar outros possíveis envolvidos. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, através do Disque Denúncia 181 ou Disque DEICOR, por meio dos números: (84) 3232-2862 e (84) 98135-6796 (WhatsApp).

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Opinião dos leitores

  1. Um bandido extremamente perigoso, um psicopata assassino. Parabéns à Polícia Civil do RN.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Polícia Civil prende, em Natal, foragido acusado de integrar organização criminosa como “professor” de arrombar caixa eletrônico

Policiais Civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) prenderam, na manhã dessa quarta-feira (11), Dellio Souza Ferreira, conhecido como “Professor”, 38 anos. A prisão aconteceu na capital potiguar, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva expedido pela 6ª Vara da Comarca de Natal, pela suspeita da prática de furto qualificado.

O “Professor” estava foragido desde o dia 28 de junho, quando foi deflagrada a operação “Mãos Malditas”, com o objetivo de desarticular uma organização criminosa especializada em cortes a caixas eletrônicos. Durante a operação, seis pessoas foram presas, após cortarem um caixa eletrônico dentro de uma farmácia, localizada na Av. Hermes da Fonseca, quando subtraíram a quantia de R$ 175.000,00 (cento e setenta e cinco mil) reais.

De acordo com as investigações, a organização criminosa é responsável por mais de oito furtos qualificados, praticados em caixas 24 horas, e teria participação ainda em roubos a banco e tráfico de drogas. Foi constatado também que a função do “Professor” na organização seria fazer o levantamento nos locais dos furtos e dirigir o veículo durante ação.

Nesta quarta-feira (11), após uma denúncia anônima, os policiais civis encontraram Dellio Souza em um carro de luxo, no bairro Lagoa Nova. Dentro do veículo, foram encontradas munições de revólver calibre 38. Em razão disso, ele também foi autuado por porte ilegal de arma de fogo e, em seguida, foi encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181, Disque DEICOR (84) 3232-2862 ou pelo WhatsApp da DEICOR (84) 98135-6796.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Opinião dos leitores

    1. Diz ao menos 5 números da lotérica, para ao menos eu tirar uma quina.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Polícia Civil captura, na Zona Sul de Natal, foragido do Distrito Federal por homicídio

Foto: Ilustrativa

Policiais civis da Delegacia Especializada em Capturas e Polinter (DECAP) de Natal, após investigações em parceria com o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), prenderam, nesta sexta-feira (23), José Ribeiro de Souza. A prisão aconteceu no bairro de Neópolis, na Zona Sul de Natal.

De acordo com as investigações, ele responde processo pelo crime de homicídio, pela suspeita de provocar a morte de um homem na Capital Federal. O mandado de prisão preventiva foi expedido pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal.

A Polícia Civil ressalta que o trabalho de parceria entre a DECAP e o MPRN, realizado através do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO), é promovido com uma crescente cooperação e interação no sentido da busca de um trabalho cada vez mais efetivo e consistente em prol da sociedade Potiguar.

José Ribeiro foi conduzido até a DECAP e encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, através do Disque Denúncia 181 ou 3232-7867 (DECAP).

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Opinião dos leitores

  1. O que está acontecendo? Geralmente são os meliantes do nordeste que aprontam por aí e vêm se esconderem aqui e são presos. Agora está acontecendo o inverso?

  2. BG estás recebendo da polícia e? polícia prende ladrão de galinha, polícia solta idosa presa na casa dela, polícia sobe no telhado para salvar menino.,homem publica una notícia da polícia Botando moral e indo pra cima dos meliantes de Mãe Luíza, Paço da Pátria e Mosquito para acabar com aquele tráfico que impõe medo na população indefesa da área.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

PF prende em São Paulo integrante de facção criminosa foragido do RN

Foto: PF

A Força-Tarefa de Combate às Facções Criminosas em Mossoró, coordenada pela PF e composta por policiais federais, policiais civis, policiais militares, bem como policiais penais federais, atuando em colaboração com a Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (SEOPI/MJSP), prendeu na manhã desta terça-feira, 28/07, um homem de 29 anos,
procurado desde o mês de setembro de 2019, quando da deflagração da Operação Extração no RN.

O mandado de prisão expedido pela 2ª Vara Criminal da comarca de Mossoró foi cumprido no Centro de Detenção Provisória Belém II, em São Paulo/SP, onde o procurado estava detido desde o último dia 23/7, ocasião em que foi preso em flagrante, acusado de tráfico de drogas.

No Rio Grande do Norte, o homem integrava a cúpula paulista do PCC e era apontado como um dos “Sintonias Gerais”, posição hierárquica de destaque no comando da facção criminosa neste estado.

A investigação realizada pela Polícia Federal culminou com o indiciamento do investigado por integrar organização criminosa (artigo 2º, da Lei nº 12.850/2013), e por sua associação ao tráfico de drogas no RN (artigo 35 da Lei n. 11.343/2006).

Apesar das restrições impostas no período de calamidade pública, a Força-Tarefa formada pela PF, PM/RN, DEPEN e PC/RN prossegue nos trabalhos, a fim de monitorar e reprimir as ações das facções criminosas no Rio Grande do Norte.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

MPRN com apoio da PM captura assassino foragido da Justiça em Natal

Foto: Ilustrativa

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e com o apoio da Polícia Militar, capturou nesta sexta-feira (13) Luiz Carlos Araújo Martins. O capturado era integrante de uma quadrilha especializada em assaltos e explosões a caixas eletrônicos e foi condenado pelo homicídio de Cid Alexandre Barros de Souza.

O grupo de Luiz Carlos Araujo Martins desconfiou que a vítima assassinada, que também era um dos integrantes da quadrilha, estaria delatando os companheiros à polícia. No dia 19 de novembro de 2012, o condenado e seus comparsas foram até a residência de Cid de Souza e lá o executaram com diversos disparos de arma de fogo. Além disso, tentaram matar a companheira da vítima que, mesmo atingida, conseguiu escapar.

Após recorrer ao Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, que negou seu pedido, Luiz Carlos Araújo Martins foi condenado a uma pena definitiva de 14 anos e permaneceu foragido até então, tendo sido preso no bairro das Quintas, em Natal, na manhã desta sexta-feira (13).

Disque Denúncia 127

O MPRN reforça à população que continua recebendo denúncias anônimas de crimes. As comunicações podem ser feitas pelo Disque Denúncia 127, que é um canal direto do MPRN para denúncias de crimes em geral. O cidadão pode ligar gratuitamente para o número. A identidade da fonte será preservada.

Além do telefone, as denúncias também podem ser encaminhadas por Whatsapp para o número (84) 98863-4585 ou e-mail para [email protected] Os cidadãos podem encaminhar informações em geral que possam levar à prisão de criminosos, denunciar atos de corrupção e crimes de qualquer natureza. No Whatsapp, são aceitos textos, fotos, áudios e vídeos que possam comprovar as informações oferecidas.

https://mprn.mp.br/portal/inicio/noticias/10554-mprn-captura-assassino-foragido-da-justica-em-natal

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Foragido acusado de integrar facção criminosa morre em confronto com a polícia em operação na Zona Norte de Natal

FOTO: Divulgação/PC/ASSECOM

Equipes de policiais civis do 13º Distrito Policial, com apoio de policiais do 4º Batalhão da Polícia Militar, cumpriram, na manhã desta segunda-feira (22), um mandado de prisão na comunidade da África, localizada na zona Norte de Natal.

Durante o cumprimento do mandado, houve um confronto entre os policiais e um grupo de suspeitos que estavam em cima de telhados. No decorrer do conflito, um integrante de uma facção criminosa estadual de identidade a ser confirmada foi atingido por um disparo, não resistiu ao ferimento e faleceu. Informações dão conta que o homem morto era foragido pelos crimes de assalto e tráfico de drogas.

No local, os policiais apreenderam uma pistola modelo PT 100 e porções de maconha. Os outros suspeitos conseguiram fugir. A Polícia Civil pede que a população envie informações sobre o paradeiro dos fugitivos de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

FOTO: Paulista foragido envolvido com homicídios e roubo a banco é preso no RN

FOTO: PC/ASSECOM

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor), em ação conjunta com o Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri) da Polícia Civil de Pernambuco, prenderam Paulo Felix de Moura, conhecido por “Paulista”, 57 anos, na noite dessa segunda-feira (15). O foragido, que é natural de São Paulo, foi preso quando estava na cidade de Brejinho.

Paulo Felix de Moura foi detido em cumprimento a um mandado de prisão preventiva expedido pelo Juízo da Comarca da Ilha de Itamaracá, Pernambuco. “Paulista” já foi preso no Carandiru, nos anos 80, devido a um roubo a banco, cometido em São Paulo. Depois foi recambiado para Pernambuco, onde foi solto. Porém, ele cometeu outras infrações penais no Estado e atualmente responde a cinco processos.

Em 2011, Paulo Felix de Moura praticou dois homicídios. Ele chegou a ser preso, mas fugiu em dezembro de 2014. A Polícia de Pernambuco informou à Polícia Civil do RN que o foragido estava morando na cidade de Brejinho, levando uma vida normal. Diante dos dados recebidos, a equipe da Deicor dirigiu-se até o município, conseguiu descobrir o local onde “Paulista” estava escondido, e efetuou a prisão.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Foragido do semiaberto morre ao trocar tiros com a PM em Mossoró

O portal G1-RN destaca na tarde desta quarta-feira(19) que um detento foragido do regime semiaberto de Caicó, na região Seridó potiguar, morreu nesta manhã ao trocar tiros com policiais militares na cidade de Mossoró, no Oeste do estado. Segundo a Polícia Civil, Acleilson Melquíades de Oliveira, de 37 anos, é irmão de Aleilson Melquíades, que está preso e é um dos 19 denunciados por participação no assassinato do cabo da PM Ildônio José da Silva, crime ocorrido há pouco mais de um mês na cidade de Caraúbas, também na região Oeste. Entenda como o confronto ocorreu aqui

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Foragido, médico conhecido como Dr. Bumbum tem passagem pela polícia por homicídio, porte de arma e ameaça

O médico Denis Cesar Barros Furtado, que realizou procedimento estético na cobertura de um apartamento na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, resultando na morte de uma paciente, tem anotações criminais antigas por homicídio, porte ilegal de arma e ameaça; na Justiça, é reu em mais de dez ações.

Denis teve a prisão preventiva temporária pela Justiça do Rio. Ele e a mãe, também médica, estão foragidos. A namorada de Denis, Renata Fernandes, que trabalhava como secretária da clínica, está presa.

Segundo a delegada Adriana Belém, da 16ª DP (Barra da Tijuca), quatro pessoas participaram do procedimento que levou à morte de Lilian Calixto.

Denis Furtado, o Dr. Bumbum: ele não poderia trabalhar no Rio, porque só tem registro ativo nos conselhos regionais de Goiás e Distrito Federal. Está foragido.

Maria de Fátima Barros, médica: a mãe de Denis também não podia atuar no Rio; seu registro foi cassado. Está foragida.

Renata Fernandes, a namorada: começou a cursar Técnica de Enfermagem, mas abandonou os estudos. Foi presa.

Rosilane Pereira da Silva, empregada: segundo a polícia, emprestava o nome para a abertura da clínica, que na verdade é um salão de beleza. Foi indiciada.

O G1 ainda não conseguiu contato com a defesa dos citados na reportagem.

Renata está presa e Denis Cesar foragido da Justiça (Foto: Divulgação )

Todos os quatro foram indiciados por homicídio doloso qualificado e associação criminosa.

A Justiça entendeu que não era necessária a prisão de Rosilane, mas todos serão indiciados. “A mãe e o filho estão com prisão temporária pedida”, disse a delegada.

Na delegacia, Renata negou qualquer participação na cirurgia e afirmou que sua função era administrativa e que trabalhava como secretária. Segundo ela, o médico sempre disse que o procedimento era ambulatorial e que não era necessário usar sala cirúrgica.

Dez processos na Justiça

O médico é réu em mais de 10 processos no Tribunal de Justiça do Rio. Num deles, junto com a mãe, por conta da venda de um apartamento. O comprador alega que pagou R$ 100 mil, além de ter pago dívidas de condomínio e IPTU, mas o imóvel teria sido invadido por Maria de Fátima, que teria se recusado a assinar a escritura.

Ela alega que não invadiu o apartamento porque não sabia que tinha sido vendido e que a venda foi feita por uma intermediária que não tinha procuração para a negociação.

Na polícia, constam as seguintes passagens:

Homicídio (1997)
Porte de arma (2003)
Crime contra a ordem pública (2003)
Resistência a prisão (2006 e 2007)
Exercício arbitrário da própria razão (2007) – quando a pessoa excede no direito de reagir em legítima defesa
Violação de domicílio (2007)

Como foi o procedimento

Parentes contaram que Lilian saiu de Cuiabá, em Mato Grosso, onde morava, para fazer um procedimento estético nos glúteos. Ela passou por complicações e foi socorrida ao Hospital Barra D’Or em estado extremamente grave, segundo a unidade de saúde, e acabou morrendo na madrugada de domingo (15).

A delegada conta que Lilian foi para a casa de Denis de táxi, no sábado à tarde, e pediu que o motorista a esperasse. Durante todo o tempo ela ligava pra o taxista para informar que estava tudo bem, mas que o procedimento estava atrasado.

Por volta das 22h, o taxista, preocupado, ligou para Lilian. O médico então desceu, deu R$ 300 ao motorista e o dispensou, dizendo que Lilian ia demorar porque era um jantar.

Médico fugiu de cerco e destruiu cancela

“O taxista ficou desconfiado e viu quando o médico saiu de carro levando a paciente para o Barra D’Or. E ligou para uma amiga da Lilian, que tinha feito o procedimento tempos atrás e indicado o médico”, contou a delegada.

Adriana Belém falou que Lilian chegou acompanhada de Denis e Renata no hospital. Ele se apresentou como médico, mas não informou nada sobre o procedimento estético. Quando a paciente morreu, ele e a namorada foram embora.

“A diretoria do hospital contou que Lilian, que ainda estava lúcida, descreveu o que havia acontecido”, disse a delegada, que foi informada da morte pelo hospital. A causa do óbito de Lilian ainda não foi divulgada.

“Conseguimos achar esse taxista, que acabou nos levando à suposta clínica, que é um salão de beleza. Depois que a paciente morreu, Renata ligou para o taxista para entregar os pertences de Lilian a ele. Eles marcaram no Downtown, onde fica o salão. Fomos atrás e prendemos a Renata. O Denis fugiu arrebentando cancela e tudo. A PM encontrou depois o carro dele abandonado”, narra.

“Quando a vítima contratou esse serviço, ela pensou que seria feito num consultório. Como já levantamos, ele faria isso com outra cliente, que acabou desistindo”, disse a delegada Adriana Belém.

Material apreendido pela polícia neste domingo (15) (Foto: Divulgação)

Médico tem 645 mil seguidores em rede social

Denis Furtado é popular nas redes sociais, onde ele mesmo se fez conhecer pelo apelido de Dr. Bumbum. Apenas no Instagram, ele conta com mais de 645 mil seguidores. Lá, ele dá dicas de saúde e exibe os resultados de antes e depois dos procedimentos estéticos que realiza. Estas são as mais populares e chegam a contar com dez mil curtidas.

Médico tem 645 mil seguidores no Instagram (Foto: Reprodução / Rede social)

Em um post do dia 14 de junho, ele oferece o procedimento de bioplastia peniana, onde seria possível aumentar o tamanho e espessura do órgão sexual masculino.

No YouTube, onde possui um canal, ele tem 1,4 mil seguidores. O último vídeo postado é uma transmissão ao vivo, em 31 de março do ano passado, chamada “Tireoide e seus mistérios”.

Os serviços do médico também são anunciados no Facebook, em uma página com mais de sete mil curtidas. Assim como no Instagram, o foco também é nas fotos de antes e depois de suas pacientes.

Em seu site, Denis Furtado afirma oferecer uma visão “holística” de seus pacientes, focando em um tratamento completo que se refletiria na melhoria da aparência. Lá, ele afirma atender no Rio de Janeiro, em São Paulo, em Brasília e em Manaus.

O Conselho Federal de Medicina informou que Denis responde a um processo ético-profissional no Distrito Federal, mas não disse por qual motivo. E que em 2017 ele foi alvo de uma interdição cautelar para o exercício da profissão — medida suspensa pela Justiça.

O Conselho Regional de Medicina do Rio não informou porque foi cassado o registro profissional de Maria de Fátima, mãe de Denis.

Informações sobre o paradeiro de Denis e da mãe dele podem ser repassadas de forma anônima pelo Whatsapp ou Telegram do Portal dos Procurados, no telefone (21) 98849-6099; pela Central de Atendimento, no (21) 2253-1177; através do Facebook; e pelo aplicativo Disque Denúncia RJ.

G1

 

Opinião dos leitores

  1. Dr. Bumbum é a cara do coxinha brasileiro. Militar, guardião da moral e dos bons costumes, anticomunista. Enfim, um cidadão de bem no Facebook. Na vida real, responde a 10 processos criminais, entre os quais; homicídios e crime contra administração pública.

    1. Deve ser o clone de luladrão, no virtual é o cara, o preso político, odiado pela zelites, defendido pelos pseudo intelectuais, mst, sindicalistas mas a real, foi o mentor do maior assalto de verbas públicas da história, descoberto através do mensalão e da lava-jato, asaaltou com os maiores empresários do país, com parte desse roubo confessado, devolvido e comprovado todo esquema montado por ele, onde até no seu bem estar foi aplicado esses desvios.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Foragido, condenado a 17 anos e 8 meses de reclusão por estupro de vulnerável é preso em Natal após telefonema ao MPRN

Um homem condenado a 17 anos e 8 meses de reclusão por estupro de vulnerável foi localizado e preso nesta terça-feira (15) após um telefonema anônimo ao Disque-Denúncia 127 do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN). Mussoline Rodrigues da Silva estava foragido do sistema prisional potiguar e foi preso pela Polícia Militar no bairro de Nossa Senhora da Apresentação, zona Norte de Natal.

O crime foi cometido em novembro de 1998. À época, Mussoline foi preso em flagrante. Antes de ser considerado foragido, ele cumpria pena no regime semiaberto, mas regrediu de regime após deixar de se recolher à cadeia.

O Disque-Denúncia 127 do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), órgão do MPRN, funciona 24 horas por dia. A ligação é gratuita e o denunciante não precisa se identificar. Mussoline Rodrigues da Silva foi entregue ao sistema prisional potiguar, onde deverá cumprir o restante da pena a que foi condenado.

Com informações do MPRN

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Foragido da Justiça é capturado na zona Norte de Natal

Ítalo Luan Alves Bezerra (2)

Foto: Sesed-RN

Policiais do 4º Batalhão de Polícia Militar (4ºBPM), em conjunto com as Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam), prenderam nesta quarta-feira (3), Ítalo Luan Alves Bezerra, de 20 anos, na zona Norte de Natal.

Os PMs receberam denúncias de que o suspeito teria atirado em um agente penitenciário, na semana passada, no Bairro das Rocas, na zona Leste de Natal, e estaria escondido em uma travessa localizada no Bairro de Pajuçara. Ao chegar no local, a equipe encontrou Ítalo, que não esboçou reação.

Itálo Luan foi conduzido para a delegacia, onde os policiais descobriram que contra ele havia um mandado de prisão preventiva em aberto por diversos crimes, entre eles o caso contra o agente penitenciário.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *