Saúde

São Paulo registra menor taxa de ocupação de UTIs desde 15 de março

Foto: CNN Brasil

O estado de São Paulo registrou sua menor taxa de ocupação de leitos de UTI para tratar a Covid-19 desde o dia 15 de março. A ocupação de leitos na região está em 89,9%. Na região metropolitana da capital paulista, o índice está em 88,5%.

É a primeira vez que o índice está abaixo de 90% desde a segunda quinzena de março. Apesar da notícia, o estado ainda tem 31.175 pessoas hospitalizadas, sendo 12.961 pacientes em leitos de Terapia Intensiva e 18.214 em enfermaria.

A última atualização dos dados foi em 31 de março.

Mortes provocadas pela pandemia no Estado

Março foi o mês mais letal da pandemia em São Paulo. Segundo dados do governo, foram registrados 15.159 novas mortes entre os dias 1º e 31. O total de casos no período foi de 428.221.

Desde o início da pandemia são 74.652 mortes e 2.469.849 casos. Os dados de março foram superiores aos registrados no pico da primeira onda. Em julho de 2020, foram de 8.234 óbitos e 260.924 casos, aumento de 84% e 64%, respectivamente.

Para tentar reduzir o número de internações, São Paulo adotou a fase emergencial do plano até o próximo dia 11, com a manutenção das restrições mais rígidas em todo o estado.

O governo também informou que decidiu antecipar a vacinação de idosos de 68 anos.

Dados nacionais

A cada cinco pessoas que morreram em decorrência da Covid-19 no Brasil, uma perdeu a vida em março de 2021. É o que mostra levantamento feito pela CNN usando dados do Ministério da Saúde. Das mortes ocorridas até aqui, 20,7% foram registradas no terceiro mês deste ano.

Com 3.869 novas mortes por Covid-19 registradas nas últimas 24 horas, o Brasil teve o recorde de maior número de mortes registradas em um dia e fechou o mês de março como o pior da pandemia no país. Segundo dados do Ministério da Saúde, foram 66.573 novas mortes e 2.197.488 apenas neste mês.

CNN Brasil

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Com eleições, festas de fim de ano e carnaval, número de pacientes com menos de 60 anos supera o de idosos em UTIs para Covid-19 no RN

Foto: Lais/UFRN

O número de pessoas com menos de 60 anos de idade internadas por Covid-19 em leitos de UTI superou a quantidade de idosos no sistema pela primeira vez, no Rio Grande do Norte, desde maio de 2020. Nesse domingo (7), a rede pública contava 291 pessoas internadas com coronavírus no estado. Desse total, 149 (51,20%) tinham menos de 60 anos de idade e outros 142 (48,8%) eram idosos. A notícia é destaque no portal G1-RN.

O levantamento mostra que o número representa uma mudança no perfil das pessoas que estão precisando de UTI no estado. A última vez em que o número de mais jovens internados foi maior ocorreu ainda no início da pandemia, em maio de 2020, de acordo com dados do Regula RN. Na ocasião, o estado tinha pouco mais de 100 pessoas internadas Desde então, a maior parte das UTIs eram ocupadas por idosos. Para se ter uma ideia, em 29 de julho, 75% das pessoas internadas tinham mais de 60 anos. Apesar de haver diferenças menores entre os dois públicos, ao longo do tempo, os idosos seguiam sendo maioria entre os internados até agora.

Para o diretor do Hospital Giselda Trigueiro e membro do comitê científico do estado, André Prudente, a principal explicação para a mudança é que os jovens foi o grupo que mais se expôs nas aglomerações dos últimos meses, passando por eleições, festas de fim de ano e, principalmente, carnaval.

Com acréscimo do G1-RN

Opinião dos leitores

  1. Chegou a fatura,cada um tem que por sua idiotice,esses irresponsáveis merecem morrer,desafiou o covid,agora aguente e não culpe os governos,culpe a si mesmo pela estupidez.

  2. Isso eh a prova cabal que o isolamento vertical não funciona! O que funciona eh distanciamento social, medidas sanitárias e rastrear e isolar quem se contamina e quem teve contato com o doente. O governo federal comprou a rodo testes de covid mas estão estragando pq não tiveram a competência mínima pra elaborar um plano nacional de testar e rastrear! Nosso presidente MINTOmaníaco eh um inepto !

    1. Meu patrão como cobrar de uma sociedade como a brasileira me diga, agora colocar a culpa só no presidente é demais, todos tem que fazer sua parcela de culpa agora tem gente que de casa no ZAP tem toda solução.

    2. Não sei onde você vive Manoel, acho que no mesmo mundo irreal de pixuleco e zédogado, como tantas vezes já foi dito aqui, o STF determinou que as ações de combate a pandemia do covid eram de responsabilidade direta dos governadores e prefeitos, esqueceu?
      Não vou defender ninguém, ma não podem culpar quem não tem culpa
      Quanto o RN recebeu de repasse federal durante a pandemia?
      Quanto o RN recebeu de auxílio emergencial na pandemia?
      Quer mesmo entrar na questão de hospitais abertos ou reformados, de leitos disponibilizados?
      Faça melhor, compare os números de leitos disponíveis em 2019, 2020 e 2021 no RN e vá cobrar a quem o STF levou a responsabilidade de combater a pandemia.

    3. Caro Venâncio, você sabe ler algo além de WhatsApp? Dá um Google, pesquisa o texto com a decisão do STF e acha lá onde foi que gov Federal foi impedido de atuar. Isso é mais uma narrativa inventada pra tolo. Infelizmente, muita gente cai, e você foi um dos.

    4. Venâncio, vc sua premissa inicial está equivocada: O STF reconhece competência concorrente de estados, DF, municípios e União no combate à Covid-19 (procure essa matéria e leia a decisão no próprio site do STF). Logo, a responsabilidade eh de todos os Entes federativos! Não tem dinheiro que dê conta de abrir vagas em UTIs infinitamente, pois além de faltar insumos, profissionais e equipamentos (que são caros e escassos) , a velocidade de contaminação de algumas cepas eh enorme. A única coisa que poderia ter evitado o caos atual teria sido o nosso presidente inepto ter comprado vacinas ainda ano passado, tais como da Pfizer e da Coronavac, que teriam sido entregues ainda em 2020! Como não foi feito pq temos um MINTOmaníaco negacionista na presidência, só temos cerca de 2 a 3% da população brasileira vacinada, o que não acarreta diminuição significativa no contágio de covid. O presidente inepto "criou essa narrativa" de que o STF o podou de tomar medidas na pandemia pq para ele é mais interessante ficar falando merda e criticando quem toma alguma medida de diminuição de contágio e ficar só liberando o NOSSO dinheiro !

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Com UTIs lotadas e Covid-19 fora de controle, Paraná e Santa Catarina decretam lockdown

Foto: Reprodução / Governo PR

Em meio ao momento mais duro da pandemia do novo coronavírus desde seu início, há um ano, dois estados decretaram lockdown nesta sexta-feira: Paraná e Santa Catarina. Os estados da região Sul são dos mais atingidos pela nova variante da doença no país, que nesta quinta-feira bateu o recorde de mortes em apenas um dia, com 1.582. No Paraná, a ocupação dos leitos de UTI é de 94% e, em Santa Catarina, de 90,4%. Em São Paulo, o governador João Doria (PSDB) voltou a endurecer a quarentena em algumas localidades.

A capital paulista voltará à fase laranja, considerada intermediária, em que restaurantes só poderão funcionar até as 20h. Bares funcionarão, primordialmente, no sistema de delivery. O atendiemento ao público só será permitido para os estabelecimentos que vendem refeições.

Especialistas alertaram, nesta quinta-feira, para a possibilidade de um colapso nacional do sistema de saúde, com diversos estados registrando ao mesmo tempo ocupação máxima dos leitos exclusivos para pacientes com Covid-19.

— Essa nova cepa que chegou ao Brasil e se alastrou fez com que a infecção tomasse uma velocidade além da normalidade que estava sendo acompanhada e planejada pela secretaria estadual de Saúde — afirmou o governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD).

No Paraná, serviços e atividades não essenciais serão suspensos a partir deste sábado até o dia 8 de março. No período, haverá também proibição da circulação de pessoas em espaços e vias públicas das 20h às 5h. O governador também anunciou a suspensão das aulas.

Em Santa Catarina, o lockdown ocorrerá neste final de semana e no próximo. Nessas datas, os serviçõs não essenciais também serão fechados.

— O novo quadro que se apresenta é extremamente grave, e, por isso, é fundamental que o governo estadual tome medidas ainda mais duras, pois o que importa é preservar a vida dos catarinenses — afirmou o governador Carlos Moisés (PSL).

Nesta quinta-feira, o país registrou o pior número de mortos em 24 horas de toda a pandemia. Foram 1.582 óbitos registrados em apenas um dia, com recorde também na média móvel de mortes, que ficou em 1.150, o que representa 8% a mais do que há duas semanas. A média de óbitos está acima de mil desde o dia 21 de janeiro.

Já são 251.661 vidas perdidas e 10.393.886 de pessoas infectadas pelo vírus, segundo os dados compilados pelo consórcio formado por O GLOBO, Extra, G1, Folha de S.Paulo, UOL e O Estado de S. Paulo, com informações das secretarias estaduais de Saúde.

— Estamos pedindo um período de oito dias. Não é um longo prazo sem poder voltar à normalidade. Estamos em um momento de descontrole da transmissão no estado do Paraná — afirmou Ratinho Junior.

Em entrevista ao GLOBO, o médico e cientista Miguel Nicolelis afirmou que teme um colapso nacional do sistema de saúde:

— Estou vendo chance grande de um colapso nacional. Boa parte das capitais pode colapsar ao mesmo tempo, nunca estivemos (tão) perto disso. Se eliminar o genocídio indígena e a escravidão, (esta) é a maior tragédia do Brasil — disse Nicolelis.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Parabéns ao nosso presidente MINTOmaníaco inepto que deixou de comprar 100 milhões de doses da coronavac a serem entregues até dezembro! Nosso país vai passar mais um ano na míngua pq se acreditou na imunidade de rebanho e em placebos ao mesmo tempo que se desprezou vacinas como a coronavac e pfizer , essa último usada amplamente e com muito sucesso em Israel! Acordem ! Tirem as viseiras! O Brasil vai quebrar não por causa de lockdown mas pq não se apostou em vacinas!

    1. Parabéns a nossa população q fez de tudo pra essa praga se propagar. Todo castigo pro povo é pouco.

    1. rapaz …, não votei nesse presidente mas tem nada a ver isso que vc falou, o cara só fez liberar verbas pra os estados , o STF determinou que a autonomia era dos Estados e municípios, então qual a culpa dele ? vcs fazem política por fazer , sem analizar os fatos , esse presidente fala muita besteira , vai na dele quem quer , ninguém é menino buchudo , com certeza vc deve ser um radical .

    2. É verdade. Bolsonaro também influenciou bastante no aumento do covid nos Estados Unidos, França, Inglaterra, Alemanha…além de eliminar uma quadrilha de Ptistas da Petrobrás, Ibama, Banco do Brasil…
      Homi vai lamber sabão PTista sem futuro…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

ACREDITE SE QUISER: Governo do Estado pede encerramento de contrato de 10 leitos em hospital em Mossoró

No momento em que o Rio Grande do Norte vive uma crise na ocupação de leitos críticos durante a pandemia da covid-19, o Governo do Estado peticionou a descontinuidade de contrato de 10 leitos firmado com o Hospital Wilson Rosado para fins de prestação de serviços hospitalares em Unidade de Terapia Intensiva, que atende especialidades como alta complexidade em neurocirurgia, cardiologia e oncologia – todas pelo SUS.

Com um prazo de vigência até 27 de março deste ano, o Estado justifica o valor anual de R$ 15.300.000,00 (quinze milhões e trezentos mil reais), e “despesa excessiva” ao Estado do Rio Grande do Norte. Vale ainda destacar que os leitos no Hospital Wilson Rosado continuam mantidos, anualmente, por vias judiciais.

VEJA TAMBÉM: Sesap emite nota sobre leitos em Mossoró e região

Ao Blog, uma fonte no setor destacou que o Hospital Wilson Rosado é retaguarda para o Hospital Tarcísio Maia, também em Mossoró, além dos hospitais de Pau dos Ferros e Assú.

Em meio ao cenário da pandemia, outras especialidades também agonizam com filas de regulação. No caso do contrato do Estado com o Hospital Wilson Rosado, os 10 leitos ainda são insuficientes.

O Governo justifica que disponibiliza 20 leitos para outras especialidades além da covid no Tarcísio Maia. Por outro lado, especialistas afirmam que mesmo com esses disponíveis no Hospital Wilson Rosado, leito de UTI nunca é de menos.

“Sempre vai ter paciente necessitando de leitos críticos. UTI é condição de vida. Sem leito, paciente morre. As outras especialidades caíram no esquecimento, disse a fonte ao Blog.

Opinião dos leitores

  1. Isso é arrumado para o jeitinho de colocar mas 10 leitos no hospital São L……z Tá na hora de haver uma fiscalização nesse contrato e nas empresas que prestação serviço ao governo do estado, na hora em que ocorre isso os jornalistas e fazem pressão aí o secretário de saúde entra com a informação que vai abril 20 leitos em Mossoró, sendo 10 no Hospital São Luiz, e outros 10 no hospital Rafael Fernandes. Puro jogo de políticos usando hospital particular com contrato cheio de segredo e ? ?. O que falta é auditoria profunda em um hospital filantrópico que tem alto serviço privado e recebe fortuna pública na sombra de justiceiro do bem estar social, porém ninguém tem coragem de ver a ? preta desses hospitais. Basta só ver os bem dos bem estar que encontram as despesas que tanto o secretário diz que tá alta. O que falta no RN é a promotoria se movimentar, pois nem tudo que parece arrumadinho é na verdade despesas . Construção e manutenção são ralos para despesas maquiada, em qualquer instituição até nesse governo que só falar em milhões, porém cadê a cópia e os CNPJ das empresas que prestao serviço a saúde no estado com suas declarações de imposto de renda. E comprovante depósito do capital inicial, papel aceita tudo, e calado. Porém extrato bancário fala muito.

  2. É uma piada essa criatura. No momento mais crítico ela só pensa em fechar hospital. Tomará que um dia ela venha precisar e esteja algum funcionando. Ela é da turma se adoecer nata logo pq ñ presta mais pra nada. Descarta as pessoas que adoecem. A lei do retorno vai chegar na tua porta e nas tuas obras ou melhor falta delas. Eu responsabilizo a gestão por todas as mortes de Covid no estado. Ela ñ dezenas ñ faz nada. Só pega carona e tá desorientada. Pensou que faria o mal na gestão passada. O mal tá na tua gestão que foi amaldiçoada. Volta de onde tu veio. Ninguém te suporta aqui no estado não intrusa. Vc e uma turma.

  3. Fatão, deixa de ser amarrada, tira uma lasquinha da verba federal e mantém os leitos. A justificava seja qual for será plausível

  4. A justificativa foi de “despesa excessiva”. Não foi, portanto, falta de recursos. E o genocida é Bolsonaro.

  5. Fatão deveria ser responsabilzada por metade das mortes no RN, cadê o Hospital de campanha? Respiradores? Muita incompetência dela e da equipe, pqp. Vamos lembrar disso nas próximas eleições.

  6. Desculpe Anderson, vc está mesmo no melhor do seu poder de raciocínio? Acho melhor avisar alguém para levar vc é um profissional médico psiquiatra, essas 250 mil mortes aconteceram com a participação de pessoas fora do senso crítico como vc, governadores, prefeitos, presidente, corruptos e políticos de todas as matizes. Que disse "Melhor construir estádios que hospitais" , quem comprou respiradores imprestáveis, quem não abriu hospital de campanha, recolheu equipamentos vitais, fechou e está fechando contratos existentes na área, não paga fornecedores ou paga pelos preços exorbitantes, se esconde em casa, fala besteira pelos cotovelos, não sabe articular um frase completa, praticou ou prática atos de corrupção, não construiu leitos hospitalares; se vc usar a cabecinha vai descobrir, mais para que isso aconteça, as vezes, tem que estar medicado.

  7. Tai o que Fatão faz agora se isso fosse do governo federal ela estava metendo o cacete golpi, golpi, golpi quero vê agora quem é realmente o genocida.

  8. Se não fosse os governadores o povo estaria morrendo a míngua por aí, muito provavelmente não seriam 250 mil vítimas

    1. Você conversa uma merda, que sua boca fede igual a vaso sanitário de bar de quinta categoria.
      MITO 2022

    2. Você mora em que planeta para fazer um comentário "inteligente" destes?

    3. Mais um esquerdopata que não consegue ver os fatos. Vive no mundo da mentira, que seus corruptos de estimação criam e ele acredita. É mais um alienado a serviço daqueles que atuam para "o quanto pior, melhor pra eles".

    4. Governantes receberam dinheiro de ruma, têm a obrigação de prestar um bom atendimento à população. O que fizeram? Promoveram gastos exorbitantes, compraram equipamentos quebrados ou que jamais foram entregues, superfaturaram insumos, aluguéis de ambulâncias, e por aí vai.

    1. Não seja injusto, Calígula. Fátima Bezerra já fechou até um buraco na Estrada de Pipa. Fez até foto para divulgar esse feito faraônico.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

UFMG: Taxa de mortalidade de pacientes com Covid-19 em UTIs é de 50% no Brasil

Foto: Divulgação/Prefeitura do Rio

Uma pesquisa feita pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) aponta que metade dos pacientes com Covid-19 internados em Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) acabam morrendo no Brasil. O levantamento foi feito em hospitais de cinco estados.

Além disso, de acordo com o estudo, 60% dos pacientes que precisaram utilizar o respirador acabaram morrendo por conta da doença. Mais detalhes em reportagem em vídeo AQUI.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

    1. Foi o que disse Dr Dráuzio na Globo.
      Mas essa pesquisa tem erro claro.
      Se temos 220 mil mortos e 8 milhões e 100 mil curados, não tem como metade das pessoas que passam pela UTI terminarem mortos.
      Até o leigo se procurar ver de cada 10 que vão para UTI 1 ou 2 no máximo chegam a óbito.
      Hoje a taxa de curados cresce diariamente e isso leva a entender que essa pesquisa tem erro.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

FOTOS: Governo do RN abrirá 30 leitos de UTIs Neo e Pediátricas

Fotos: João Vital

O Governo do RN está aplicando mais de R$ 5,3 milhões em reforma, projeto e aquisição de equipamentos para o Hospital Maria Alice Fernandes (HMAF), situado no Conjunto Parque dos Coqueiros, Zona Norte de Natal. A intervenção está concluída e abrange a ampliação do hospital com a construção de um bloco para implantação das UTIs Neonatal e Pediátrica, além da aquisição de equipamentos para aparelhar 15 novos leitos das unidades do setor Neo. Os recursos advém do Projeto de Desenvolvimento Sustentável do RN – Governo Cidadão e Secretaria de Saúde Pública do RN, a partir do acordo de empréstimo com o Banco Mundial.

Em visita às obras, na manhã desta quinta-feira (3), o termo de recebimento provisório da construção foi dado à governadora Fátima Bezerra, pelas mãos do secretário de Estado de Gestão Projetos e Metas, Fernando Mineiro. Acompanhada do vice governador, Antenor Roberto; e do secretário de Saúde, Cipriano Maia; a chefe do Executivo pode conferir de perto, a estrutura que vai promover dignidade ao atendimento pediátrico do RN, e devolver a referência ao HMAF, no que diz respeito às cirurgias pediátricas no Estado. Nos próximos dias o prédio deverá receber os alvarás definitivos para posteriormente, ser dado início ao funcionamento.

“Depois de ver esses equipamentos fechados por mais de três anos, conseguimos reabrir os sete leitos pediátricos que estavam desativados, mesmo em meio a pandemia, dando inclusive suporte no combate à Covid19. Agora, vamos ampliar esses atendimentos, aumentando o número de leitos pediátricos para 10, e abrindo o setor neonatal, que era inexistente, com 20 leitos. Todos com uma estrutura adequada, organizada e com equipamentos de ponta”, disse a Governadora.

A diretora do Hospital, a enfermeira Suyame Ricarte, que há mais de dez anos trabalha na unidade, falou das dificuldades enfrentadas nos últimos anos, diante da alta demanda e sem a assistência efetiva de Terapia Intensiva.

“Esse período que ficamos sem as UTIs Pediátricas foi muito difícil. Muitas vezes, ficávamos sem ter como socorrer as crianças, segurando algumas nas salas de estabilização, esperando uma transferência e vendo muitas delas morrerem”, contou Suyame, que completou: “Ficamos sem poder realizar as cirurgias pediátricas, porque não tínhamos como promover um período de recuperação adequado sem as UTIs. E diante de tudo isso, ver essa construção pronta, é um sonho realizado”.

Corroborando Suyame, o secretário Mineiro, explicou que a obra do HMAF é mais um resultado do trabalho integrado da atual gestão. “Destravamos os problemas, trouxemos as soluções necessárias, para muito em breve entregar a população do RN, um equipamento que há muito precisavam e sofriam a sua ausência”.

O secretário de Saúde, Cipriano Maia, garantindo que até o final do ano todos os leitos estarão em funcionamento, completou: “Estamos trabalhando para resolver um problema crônico do Estado no que se refere ao atendimento infantil. Para tanto, estamos entregando uma estrutura segura e adequada à rede, que vai ser equipada com os mais modernos aparelhos, que promovam uma assistência devida”, finalizou.

As melhorias no Hospital Maria Alice Fernandes, além de ampliar sua capacidade de atendimento, vai dotar a unidade dos mais modernos equipamentos. Um exemplo é a sala com leito para isolamento com pressão negativa, única no Estado, que impede que a patologia contamine outros pacientes.

Para aparelhagem dos leitos, foram adquiridos ainda respiradores fixos e móveis, ressuscitadores pulmonares, aspirador cirúrgico, incubadoras, máscaras para ventilação, monitores multiparâmetros, balanças neonatais, capacetes acrílicos infantis, cardioversores, carro de emergência, eletrocardiógrafo, foco cirúrgico, equipamentos de fototerapia, estetoscópios, fluxômetros para ar comprimido e oxigênio, negatoscópio, oftalmoscópio, otoscópio pediátrico, estadiômetro, conjunto para nebulização, poltronas hospitalares e suportes de soro.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

FOTO: Hospital de Campanha de Macau já está em pleno funcionamento exclusivo para pacientes da Covid-19

Foto: Divulgação

Com capacidade para receber até 20 pacientes de uma só vez, a Prefeitura de Macau colocou em funcionamento nesta 4a feira, 01/07, o seu Hospital de Campanha, com a finalidade única de receber enfermos acometidos do Novo Coronavírus. O município de Macau já tem mais de 200 casos confirmados, com cerca de 100 pessoas em tratamento da COVID -19.

O Hospital de Campanha que já está em funcionamento na cidade de Macau é montado todo em Contêiners, possui 20 leitos, Enfermaria, Repouso Médico, banheiros para os profissionais e para os pacientes. O custo de locação do equipamento é de 20 mil reais/mês e para o funcionamento do Hospital de Campanha será utilizada uma equipe formada por 1 médico, 1 Enfermeiro, 4 Técnicos de Enfermagem, 1 Fisioterapeuta, 1 Maqueiro, 1 ASG e 1 Porteiro por plantão, totalizando cerca de 50 profissionais.

O prefeito Tulio Lemos lamenta que neste momento esteja se registrando quedas de receita no município e afirma que “muito mais preocupante são as vidas das pessoas, principalmente as acometidas do Novo Coronavírus. Daí o nosso esforço e a nossa abnegação juntamente com todos os profissionais da saúde para dotarmos o nosso município de equipamentos que ajudem a salvar vidas, mesmo que tenhamos de redobrar as dificuldades em outros setores”.

Para fazer funcionar o Hospital de Campanha, a Prefeitura de Macau investiu cerca de 200 mil reais em equipamentos e a unidade de saúde deverá consumir entre 350 mil a 400 mil reais por mês, na sua manutenção, conforme previsão da diretora do Hospital Antonio Ferraz, Ludmila Melo.

O prefeito Tulio Lemos afirmou que manter um hospital exclusivo para pacientes da Covid será um grande desafio e que espera contar também com a ajuda do governo do Estado: “Não temos convênio ou pactuação oficial, mas nosso hospital poderá também atender pacientes de Guamaré, Galinhos, Jandaíra, Pendências e Alto do Rodrigues. Já comuniquei aos prefeitos vizinhos que a prioridade é para os pacientes de Macau, mas receberemos também pacientes dessas cidades irmãs, se houver necessidade, pois a vida não tem endereço”, concluiu o prefeito Túlio Lemos.

O Hospital de Campanha de Macau foi entregue nesta quarta-feira, primeiro dia do mês de julho de 2020. Por determinação do prefeito, não houve solenidade de inauguração, mas sim o início de seu funcionamento.

Opinião dos leitores

  1. Parabéns ao Prefeito Túlio Lemos e aos macauenses , que me incluo, pela conquista do Hospital de Campanha já em funcionamento. Sou também vítima da Coronavirus e sei da
    fundamental importância do tratamento emergencial dessa doença

  2. Daqui a pouco entra na conta do governo do estado, está sendo assim, a SESAP doa respiradores distribuídos pelo governo federal, e contabiliza como ação sua de enfrentamento ao COVID. Um bando de malas sem alça, a Gov. Fatao continua em isolamento social e administrativo, ações inerentes a melhoria do estado, estão a deriva, seu grupo gestor mal paga a folha dos funcionários, sobre o atrasado silêncio absoluto e o estado afundando em mortes e desatinos. Só Deus na causa.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

COVID-19: Governo abre mais 15 UTIs em Natal, São Gonçalo e João Câmara

Foto: Elisa Elsie

O Governo do RN colocou em funcionamento mais 15 leitos de unidades de terapia intensiva (UTIs) para assistência aos casos do novo coronavírus (Covid-19) de ontem, 1º, para esta quinta-feira, 02 de julho. A administração estadual, através da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), abriu cinco UTIs no Hospital João Machado, em Natal, que agora passa a ter 20 unidades. Mais cinco UTIs foram abertas no Hospital Maternidade Belarmina Monte, em São Gonçalo do Amarante, que passa a disponibilizar 10 leitos críticos, e outras cinco UTIs foram instaladas no Hospital Regional Josefa Alves Godeiro, localizado em João Câmara, na região do Mato Grande.

Os novos cinco leitos de UTI no Hospital São Luiz, em Mossoró, estão prontos, mas o início do funcionamento foi adiado porque a escala de profissionais está desfalcada por casos de covid. Para suprir estas dificuldades, que ocorrem em todo o Estado, o Governo convocou mais 930 profissionais temporários para assistência à pandemia.

Junto às prefeituras de São Gonçalo do Amarante e de Parnamirim, o Governo também atua para abertura de novos leitos até este final de semana.

“Prosseguimos com um esforço gigantesco para melhorar a estrutura de atendimento. Mas insisto, só abrir leitos não resolve. É imprescindível que a população cumpra o isolamento e o distanciamento social. A situação ainda é grave e ninguém pode relaxar”, enfatizou o secretário adjunto da Saúde Pública, Petrônio Spinelli.

DADOS COVID

Os dados da Sesap desta quinta-feira registram taxa geral de ocupação de leitos 91%. Nas regiões Oeste e Pau dos Ferros a ocupação é de 100%, na região metropolitana de Natal, 83%, Seridó 79,3% e 66% na terceira regional de saúde, na região do Mato Grande que abrange os municípios de João Câmara, Guamaré e circunvizinhos.

A fila de regulação para leitos exclusivos covid tem 38 pacientes e há 19 vagas. Os casos confirmados são 32.578, suspeitos 44.157, descartados 51.041, óbitos 1.095 (9 nas últimas 24 horas) e 173 óbitos em investigação.

Opinião dos leitores

  1. Cara Elisabeth Marques, se vc é da Enfermagem, cabe cobrar da presidente do COREN RN, uma visita, com adoção de alguma atitude, a presidente do mesmo tem sido omissa, ela não respeita o plenário, que indica e pede ações mais contundentes, contra esses arrumados, onde todos os profissionais ficam expostos, ou ao ministério público estadual. Esses puxadinhos mal arrumados expõem a todos, inclusive os pacientes.

  2. Cumpade!!
    Nas contas desses petistas, qualquer bêquinho, qualquer quartinho dentro dos hospitais está se transformando em leitos.
    Será isso verdade???
    Só sei que o povo tá morrendo a espera de leitos de uti.
    Sei não, tá parecendo conversa fiada, miolo de pote.
    Vamos vê.
    Vamos averiguar.
    Cadê o MP??
    Cadê os Deputados estaduais??
    É esperar!!!
    IMORAL!!

  3. Quem é da saúde sabe da montagem desses espaços denominados leitos novos de UTI, uma vergonha, para completar, são normalmente montados em espaços inadequados, conforme comentário anterior, e são desprovidos de estrutura funcional de suporte.

  4. Ontem arrumaram esses três leitos… numa sala sem estrutura nenhuma de UTI, sem a mínima condição de ser uma UTI… É um quarto apenas. não tem médico, nem enfermeiro nem técnico pra trabalhar nesses 3 leitos montados… são 3 e não 5… raio X do hospital quebrado, laboratório não faz os exames básicos, não tem gasômetro, central de materiais não funciona pq autoclave tá quebrada…
    Coitado do povo
    Sim, e nessa UTI não tem posto de enfermagem, não tem banheiro, não tem vestiário, não tem repouso… agora imagem aí se alguém vai querer trabalhar nessas condições.

    NAO VAMOS MENTIR PARA ACABAR COM A VIDA DAS PESSOAS, NAO PODEMOS NOS VENDER POR ISSO. VAMOS FALAR A VERDADE.

    1. O que faz o MP? Na última vez, elogiou o governo do Estado. A arma do povo são as eleições. O voto.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Governo do RN abre 05 leitos de UTI’s no Hospital Regional de João Câmara

Foto: Divulgação

O Governo do RN, por meio da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) abriu, nesta quinta-feira (02), 05 novos leitos de UTI’s no Hospital Regional Josefa Alves Godeiro, localizado em João Câmara, em mais uma ação Governo do Estado que faz parte do Plano de Contingência Estadual para o enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19).

Os cinco novos leitos de UTI’s críticos Covid já estão prontos para funcionamento. Além destes novos leitos, o Hospital Regional de João Câmara já conta com 10 leitos clínicos e, também, com capacidade para aumento na oferta do número de leitos dependendo da demanda.

Segundo a diretora geral do Hospital Regional de João Câmara, Dra. Karolina Assunção, além dos 05 novos leitos de UTI’s Covid e dos 10 leitos clínicos que fazem parte da estrutura, o hospital conta com dois leitos de UTI’s com respiradores, que continuarão ativos e passarão a ser leitos para casos que não sejam Covid-19.

Opinião dos leitores

  1. Dez leitos de UTI foram destinados a João Câmara, e a governadora fez resistência a instalar esses. A matéria deu crédito a governadora que nesse caso não tem nem um. Foi preciso uma pressão pública por parte dos prefeitos de nossa região para ela poder instalar os leitos o ainda sim com déficit de 50%.

  2. Parabéns governadora, em vez de hospital de campanha q seria desmontado, a Sra. está deixando leitos permanentes para tda população. Grande trabalho.

  3. O COVID tomando outros rumos, desacelerando e o governo querendo mostrar serviço; muitas mortes já ocorreram pela falta de agilidade na abertura desses leitos, desejo saber quem vai sustentar o funcionamento desses espaços, o momento de instituir essas ações está passando do ponto. Governo incompetente é assim, endossa uma previsão catastrófica, não faz nada, mente muito, inventa o que nao existe, se contradiz, expõe fragilidades gritantes, falta de comando e no final da historia, quer nos lamber as botas.

  4. Parabéns governadora, está distribuindo leitos de UTI pra evitando a ambulânciaterapia.
    Continue trabalhando!

  5. Parabéns governadora, João Câmara tava precisando. Ótima ideia distribuir leitos nos hospitais existentes do que gastar dinheiro em hospital de campanha.

    1. Não existe UTI em João Câmara, essa foto são três leitos montados num quarto sem os mínimos requisitos básicos que precisam uma UTI… nem profissionais pra trabalharem tem. Hospital não tem sequer raio X e laboratório com condições pra fornecer assistência a um paciente de UTI. Vergonha uma matéria dessa. Vão lá analisar antes de publicar. Coitado do povo que acredita nessa farsa.

  6. Esse Governo Fátima é só marketing.
    Eles tiram fotos até de máscaras entregues.
    Menos propaganda e mais trabalho.

    Governadora Fátima do PT, cadê os 5 milhões do consórcio nordeste?

    Não esquecendo, o Presidente Bolsonaro enviou quase 170 Respiradores para o RN

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Hospital João Machado já conta com leitos de UTI’s em funcionamento

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), por meio Chamamento Público Emergencial, realizou a contratação de 30 novos leitos de UTI’s da organização social Instituto Jurídico para Efetivação da Cidadania e Saúde (Avante Social), dos quais 20 leitos estão sendo abertos no Hospital João Machado, em Natal, e 10 leitos no Hospital Regional Alfredo Mesquita, em Macaíba, para atendimentos de pacientes diagnosticados com o novo coronavírus (Covid-19).

No Hospital João Machado estão sendo abertos 20 novos leitos, sendo que 15 leitos já estão em pleno funcionamento e 05 serão abertos até o próximo final de semana. O João Machado já conta com 05 leitos de UCI’s (unidade de cuidados intensivos) abertos pelo Governo do RN.

Já no Hospital Regional Alfredo Mesquita, em Macaíba, a organização social Avante deverá entregar mais 10 leitos para o atendimento de pacientes infectados pela Covid-19. O hospital passou por uma obra de adaptação para o acesso de ambulâncias e já recebeu todos os equipamentos necessários para a abertura dos leitos. A montagem dos instrumentos está sendo feita e, até o final desta semana, 05 leitos estarão aptos para receber pacientes. Outros 05 leitos deverão ser entregues até a semana que vem, de acordo com a Avante Social.

Opinião dos leitores

  1. O interessante é o tempo verbal. Está sendo…, fazendo…., providenciando….. Entregar algum resultado concreto é que é dificil, senão, impossível.

    1. Não é só a estrutura física,não é so ter o respirador,o mais dificil são os recursos humanos,com o devido preparo para diagnosticar,tratar e manusear os equipamentos.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Governo do Estado abre chamada pública para contratar UTIs aos Hospitais privados

FOTO: ELISA ELSIE

Na entrevista coletiva da manhã desta quinta-feira, 18, Petrônio Spinelli, secretário adjunto de Saúde do Estado, disse que, para reforçar a oferta de assistência aos casos de Covid-19, o Governo publicou uma chamada pública para hospitais privados disponibilizarem leitos de UTI pelo SUS e que, inicialmente, o Hospital Memorial, em Natal, deve abrir mais sete UTIs até o próximo sábado.

Ele informou também que para ampliar a oferta de leitos críticos “todo o Governo está realizando uma grande força tarefa, inclusive com a participação direta da governadora Fátima Bezerra, para desbloquear leitos nos Hospitais Giselda Trigueiro e João Machado em Natal”. Leitos bloqueados são aqueles que precisam de algum equipamento e/ou de profissionais para trabalhar.

Spinelli voltou a alertar que é muito importante que as prefeituras abram leitos nas cidades. “O desafio é de todos. Os Planos de Contingência municipais devem ser implantados efetivamente. Esta situação dramática de hoje só vai melhorar se o Pacto pela Vida se intensificar e a sociedade aumentar o isolamento social. O Pacto pela Vida é extremamente necessário, particularmente em Natal e região metropolitana da capital”, reforçou.

DADOS

A ocupação de leitos continua alta. Hoje os leitos Covid estão 100% ocupados na região Oeste, em Pau dos Ferros (Alto Oeste) e em Guamaré (Mato Grande). Em Natal e Grande Natal a ocupação é de 96,8%. No Seridó, 74%.

A fila de regulação tem 12 pacientes com prioridade 1 e 77 prioridade 2. Pacientes com estas prioridades aguardam transferência para UTIs e semi-utis. A demanda maior acontece em Natal e municípios da região metropolitana.

Os casos suspeitos são 24.641, confirmados 15.889, descartados 24.974, óbitos 655 (11 confirmados nas últimas 24 horas) e 109 óbitos em investigação. Há 760 pessoas estão internadas em hospitais das redes pública, privada e filantrópica – 358 em leitos críticos.

Opinião dos leitores

  1. MAGOTE DE INCOMPETENTES,QUEREM MOSTRAR PARA O POVO QUE ESTÃO AGINDO.APÓS 90 DIAS NAO FIZERAM NADA,TENHAM VERGONHA NA CARA,O POVO NAO É IMBÉCIL NAO…….CADE OS RESPIRADORES SUPERFATURADOS E PAGOS POR ESSE DESGOVERNO?O POVO MORRENDO POR FALATA DE RSPIRADORES E NADA APARECE,CADE A GOVERNADORA,O SECRETARIO DE SAÚDE,ESTÃO ESCONDIDOS????

  2. Deixaram morrer logo um monte de cidadão, para, somente agora ir atrás dessa alternativa????? Só pode ser brincadeira desse governo corrupto, incompetente e assassino…A federal vem aí…cuidado com o Japonês…

  3. Governadora, se não há mais leito de UTI disponível, por que a Senhora não decreta lockdown? Pelo menos até diminuir as internações

  4. não vamos criticar o governo funerario, eles não tiveram tempo de planejar ,pois não conhecem as regiões do estado,onde existem hospitais regionais, claro compraram os respiradores mas o vendedor sumiu com dinheiro,assim não dá, pobre rio grande sem sorte.

  5. Somente agora, depois que Inês é morta e nem o caixão se pode abrir…? É muita incompetência nesse governo petralha de Fatão GD. Parece até que ela é aluna secreta do Capetão Cloroquina.

    1. esta é a pior governadora (o) que o RN Já teve, uma imbecil de marca maior, pq essa senhora não fez isso antes, esperou o Estado tá assim, morrendo gente como mosca, pq não se juntou ao prefeito para fazer o fechamento de tudo. Agora já se passaram 3 meses e nada foi feito, incompetente quero ver quem vai votar no partido desta senhora . Vamos fazer uma campanha votos por hospitais e sistema de saúde para todos. Povo saudável povo feliz.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Projeto de lei prevê a obrigatoriedade da permanência do fisioterapeuta 24h nas UTIs do Estado

O Deputado estadual George Soares apresentou na última terça (26/05) na Assembleia Legislativa, projeto de lei que prevê a obrigatoriedade da permanência do fisioterapeuta 24h nas UTIs do estado. Em vários estados a lei já foi aprovada ou está em tramitação, isso se justifica pela importância da assistência do profissional para a avaliação do paciente grave, na monitorização, assistência cardiorrespiratória, intervenções específicas, sempre visando a recuperação com mínimas sequelas. Nesse momento que se discute o tratamento dos doentes com COVID19, a fisioterapia respiratória é um consenso para o atendimento dos pacientes que precisam de UTI e são submetidos a ventilação mecânica depois de serem intubados.

Algumas portarias e resoluções respaldam os argumentos favoráveis ao projeto de lei apresentado, isso porque vários estudos destacam a influência da permanência do fisioterapeuta na UTI de forma permanente possibilita uma melhora do quadro clínico dos pacientes. O articulador do projeto, o professor Jonilson Júnior, destaca que em recentes pesquisas na Austrália e na Faculdade de Medicina da USP, os resultados indicam que as UTIs que mantem o fisioterapeuta permanentemente no setor, reduzem em 40% o tempo de permanência desses pacientes ocupando o leito.

“Em um momento que temos poucos leitos de UTI, a inserção do fisioterapeuta trará uma oportunidade de vida para os contaminados pelo Corona Vírus que evoluírem para o estado grave”. O professor Jonilson Júnior destacou ainda um estudo do renomado Hospital Johns Hopkins, que projetos de reabilitação precoce na UTI geraram um modelo de economia financeira com saldo positivo, quando comparado a necessidade de investimento.

Essa pesquisa foi confirmada em publicação de 2018, decorrente de estudo desenvolvido pelo Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, envolvendo 815 pacientes intubados, mostrando que quando o serviço de fisioterapia foi implantado 24h, houve diminuição dos custos de UTI. Vale salientar que o projeto não implica em nenhum gasto com implantação de novos leitos, mas que melhora a eficiência do tratamento nos serviços já existentes.

A importância do fisioterapeuta na UTI foi destacada pelo Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional – CREFITO1, pela Associação Brasileira de Fisioterapia Cardiorrespiratória e Fisioterapia em Terapia Intensiva – ASSOBRAFIR e Associação dos Fisioterapeutas do RN – AFIRN, que destacam a influência das técnicas fisioterapêuticas decisivas na recuperação precoce dos pacientes. “A saúde deve ser levada à sério e nesse momento a população percebeu a importância de entregarmos o melhor atendimento, pois a vida é a prioridade” conclui o prof. Jonilson Júnior.

Opinião dos leitores

  1. Parabéns pela iniciativa, a saúde tem que ser prioridade mesmo. Investiram milhões em estádios de futebol e hoje estamos sofrendo sem leitos.

  2. É de extrema importância a presença do fisioterapeuta na composição de uma equipe multidisciplinar em unidades de UTI s , no pronto restabelecimento dos pacientes , muitas vezes como trabalho essencial para evitar óbitos

  3. Pertinente iniciativa. Os serviços de um fisioteraupeta é muito significativo para a recuperação de um paciente.

  4. É muitíssimo importante a atuação do fisioterapeuta para os pacientes que estão hospitalizados. Na UIT é essencial!!! Parabéns pela iniciativa que salva vidas!!!

  5. Parabéns professor Joanilson, os fisioterapeutas são necessários na rede hospitalar.

  6. Nossa população, nosso RN merece uma assistência de qualidade. Fico MUITO feliz por essa iniciativa. Parabéns Professor Jonilson Júnior, foi uma atitude admirável ???

  7. Juntos somos mais fortes!! É gratificante saber que nossa profissão está sendo reconhecida. Todo mérito aos profissionais atuantes nessa pandemia e aos que lutam incansavelmente por uma profissão digna e reconhecida. Assobrafir, crefito-1, professor Jonilson e ao blog do bg pela divulgação a todos vocês os nosso sinceros agradecimentos.

  8. Todo trabalho quando em equipe consegue o melhor resultado, então torna -se ndispensável o profissional FISIOTERAPEUTA nas UTIs. Favor as autoridades alertarem para essas necessidades. Parabéns pela iniciativa.

  9. Essencial a presença do fisioterapeuta na UTI, pois 100% desses pacientes tem algum tipo de comprometimento da sua capacidade física e respiratória, portanto, um profissional fundamental para um bom prognóstico desses pacientes. !!!

  10. Que noticia maravilhosa!!! A população do RN merece uma assistência de qualidade !! Neste tempo de pandemia, todos estão entendendo o trabalho do fisioterapeuta e a diferença que faz na recuperação dos pacientes , com a ação do fisioterapeuta 24h na UTI. Essa é um trabalho incansável da ASSOBRAFIR e do CREFITO 1 . Que ganhou reforço com o apoio da AFIRN . Obrigada Prof Jonilson Junior e Deputado George Soares, pelo cuidado com a saúde do povo do RN.

  11. O fisioterapeuta é tão importante na UTI, que é este profissional quem faz a incubação do paciente… por isso a necessidade dele permanentemente nas UTIs.

  12. Se faz necessário o trabalho do fisioterapeuta na UTI 24h, é uma questão de melhora efetiva dos pacientes, diminuição do tempo de permanência no hospital com uma maior rapidez na sua alta hospitalar. Virar as costas pra essa necessidade é virar as costas para o paciente e a Ciência.

  13. Parabéns aos responsáveis pela lei!!!! Grande iniciativa não só para o município de Natal, mas necessidade em todo território nacional. A fisioterapia salva vidas e diminui o tempo de internação dos pacientes dando uma qualidade de vida com menores sequelas.

  14. Projeto de Grande importância e necessidade! A atuação do fisioterapeuta em UTI é indispensável ao cuidado do paciente crítico 24h/dia. Tem todo meu apoio.

  15. Amargamos carregar a bandeira de que o RN é um dos poucos estados do Brasil onde o fisioterapeuta não se faz presente, em tempo integral nas UTI. É de público sabido que a presença do profissional fisioterapeuta em tempo integral na Uti traz melhora nos tempos de ventilação mecânica, na redução do número de intimações, como tb na alta hospital com maior funcionalidade. Vamos reverte está triste realidade!!!!

  16. Parabéns pelo projeto tão importante, visando melhor prognóstico dos pacientes em UTIs, menos tempo de internação, mais qualidade de intervenção e reforçando a importância do fisioterapeuta na UTI. Vamos a luta pra crescer nossa profissão e mostrar que somos indispensáveis.

  17. Uma necessidade antiga e que não deve ser adotada apenas durante a pandemia. A permanência de fisioterapeutas na UTI 24h comprovadamente reduz o tempo de internação hospitalar.

  18. A fisioterapia a cada dia mostrando mais o seu valor e a sociedade reconhecendo. Que este seja o primeiro passo. Que no futuro também possamos ter fisioterapeutas nas enfermarias dos hospitais à disposição dos pacientes. Para acelerar o processo de recuperação. Parabenizo ao professor Jonilson e a todos os envolvidos pela iniciativa.

  19. Grande iniciativa Professor Jonilson, sempre tive isso em mente que deveria existir um fisioterapeuta 24 horas dentro das Unidade de Terapia Intensiva. Parabéns

  20. Excelente!! Infelizmente precisou de uma pandemia dessa magnitude para entenderem a importância de um fisioterapeuta dentro de um hospital.

  21. Iniciativa incrível! A vida das pessoas tem que estar em primeiro lugar, bem como a importância do fisioterapeuta neste momento crucial da saúde em nosso estado e pais!

  22. Não só Natal precisa da aprovação desta proposta, mas também em outros municípios e também na esfera Estadual. Um avanço sem precedentes para a saúde da população de Natal, e por este motivo, merece todo apoio.

  23. Parabéns ao prof Jonilson e todos os envolvidos pela iniciativa. Os profissionais e a população beneficiada agradece!

  24. Parabéns professor Jonilson, excelente iniciativa, a fisioterapia e à população agradecem!

  25. Excelente iniciativa! Mais que necessário não apenas agora frente a pandemia mas sempre. Que possamos enfim possibilitar a população a atuação da fisioterapia 24h nas utis. ????

  26. Parabéns, professor Jonilson Júnior. A população e nós profissionais ganhamos muito com essa iniciativa!

  27. A Fisioterapia na UTI com certeza é algo de importância enorme e precisa ser levada a sério sua permanencia por 24h. Parabéns ao Prof. Jonilson Jr. e ao Deputado George Soares .

  28. Parabéns ao Prof Jonilson Júnior e ao deputado George , os profissionais em geral da saúde precisam destas ações .

  29. Fisioterapia cada vez mais conseguindo conseguindo seu espaço, e mostrando sua importância nas UTI's.

  30. Precisamos de mais iniciativas como essa. A nossa saúde precisa ser levada a sério. Parabéns Professor Jonilson Junior

  31. São medidas simples que salvam vidas. Parabéns ao professor Jonilso Junior e ao Deputado George Soares a população do RN agradece.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

VÍDEO: Reportagem do Jornal Nacional destaca que Rio Grande do Norte enfrenta falta de vagas nas UTIs

ASSISTA AQUI

As unidades de terapia intensiva também estão lotadas no Rio Grande do Norte.

Há quase 20 dias, o marido de Joelma tem sintomas da Covid-19. José Haroldo procurou um posto de saúde, os médicos suspeitaram de dengue e mandaram ele de volta para casa. Com dificuldade para respirar, na última quarta-feira (6), o paciente de 37 anos foi até uma unidade de pronto atendimento, onde fez o teste de Covid-19 e ficou internado.

Na segunda-feira (11), José Haroldo foi transferido para o hospital de campanha de Natal. Mas Joelma disse que o marido ligou de madrugada pedindo ajuda: “Ele me ligou pedindo para levar um nebulizador para ele conseguir respirar”.

Sem respirador e sem Unidade de Terapia Intensiva no hospital de campanha que foi aberto na segunda-feira, José Haroldo foi levado de volta para a unidade de pronto atendimento na manhã desta terça-feira (12). No fim da tarde, ele foi transferido, desta vez, para o hospital da Polícia Militar.

A Secretaria de Saúde de Natal declarou que das 39 vagas de UTI, dez estão disponíveis, mas devem ser ocupadas até quarta-feira (13). Afirmou também que está esperando a chegada de 70 respiradores para abrir novos leitos de UTI.

Na rede estadual, a situação também preocupa. Dos 100 leitos de UTI exclusivos para Covid-19, 73 estão ocupados.

No dia 2 de maio, dona Maria de Lourdes, de 72 anos, morreu de Covid-19 depois de esperar mais de 24 horas por um leito de UTI na cidade de Ipanguaçu, a menos de cem quilômetros do hospital regional em Mossoró, para onde ela deveria ter sido levada.

“Ela passou mais de 24 horas sofrendo, em busca de um leito. Foi difícil pra ela, eu tenha certeza que foi muito difícil. Ela lutou muito pela vida. Infelizmente, eu perdi minha vozinha”, conta a jornalista Anne Caroline Lima, neta da Dona Maria.

A Secretaria de Saúde do Rio Grande do Norte declarou que a Central Metropolitana de Regulação orientou o médico da Dona Lourdes a fazer o pedido de leito de UTI para a prefeitura de Mossoró. O médico afirmou que fez o pedido por e-mail, mas a prefeitura de Mossoró declarou que não recebeu.

A Secretaria de Saúde de Natal não explicou o motivo da demora para José Haroldo conseguir um vaga na UTI.

Jornal Nacional – Globo

Opinião dos leitores

  1. Digo ainda amigo, que passei 35 anos da minha vida me doando aos que procuravam o Walfredo Gurgel/ P.S. Clóvis sarinho. Hoje fico triste com tantos comentarios sem fundamento, quando há tanta coisa a se construir.

  2. Amigo Ricardo Lúcido, eu não votei em Bolsonaro, tenho uma avaliação particular sobre esses rapazes que militam na política partidária, longe deles o máximo possível, não defendo ladrão ou figura míticas.

  3. Meus planos foram por água abaixo: pretendia arrematar esse hotel quando fosse leilão novamente, mas não imaginava que a Justiça do Trabalho tivesse a pachorra de emprestá-lo à prefeitura para que fosse usado como hospital de campanha contra a pandemia de Covid-19.
    Minha égua Adelaide está inconsolável com tamanho casuísmo. E eu pergunto: "E daí?"

  4. A responsabilidade não é somente dos gestores. Vejam o Alecrim: Vive lotado. Praia de Ponta Negra: Cheia de gente nos finais de semana. Aluma grande parcela dos natalenses vive uma vida normal como se o vírus não existisse.

  5. Onde foram investidos os recursos enviados pelo governo federal ? Onde estão os testes enviados pelo governo federal ?

  6. CADÊ O MILHÕES DE REAIS QUE FORAM ENVIADOS DO GOVERNO FEDERAL,PELO PRESIDENTE BOLSONARO PARA CONTER O COVID 19? EM GOVERNADORA????? O POVO QUE SABER!!!!

  7. Agora o Gado vai apoiar a globo.
    A vida desse povo deve estar um martírio. Uma hora diz q a emissora é comunista, que quer derrubar o "minto", a outra apoia, depois defende o imbecil da presidência q depois desmente o que disse. Isso para tdos os meios de comunicação nacional e internacional. A quantidade de alucinógenos e tranquilizantes q essa turma está tomando deve ser enorme.

  8. Infelizmente com essa atual Gestão da SESAP, estamos entrergues a própria sorte. A incompetencia, falacia, intrigas, falta de resolutividade, reunioes infindaveis, que nao resolvem nada, muita conversa, mentira e na pontac o povo que se vire, Deus permita que o virus se resolva e va embora, pois se depender dos atuais condutores da gestao, muitps ainda devem morrer.
    Em tempo: as amostras pata exames estao se acumulando no LACEN, pouco ou nada vem sendo feito, os funcipnariios estao apavorados.

    1. Pedro cada fez mais admiro seus comentários . Tô com vc e não abro nem para um trem carregado de respirador chinês . A propósito o amigo já se arrependeu do voto no Bozo . Em caso positivo , sinalize aqui . Oh glória !

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *