Bolsonaro decide demitir Roberto Alvim da Secretaria de Cultura após frase com referência nazista

Foto:Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro decidiu demitir o secretário de Cultura, Roberto Alvim, após a polêmica referências ao nazismo em vídeo divulgado nas redes sociais. Segundo o Estado apurou com auxiliares próximos de Bolsonaro, a situação de Alvim ficou “insustentável”. O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, já foi comunicado da decisão.

Em vídeo em que anuncia o Prêmio Nacional das Artes, Alvim cita textualmente trechos de um discurso do ideólogo nazista Joseph Goebbels.

A arte brasileira da próxima década será heróica e será nacional. Será dotada de grande capacidade de envolvimento emocional e será igualmente imperativa, posto que profundamente vinculada às aspirações urgentes de nosso povo, ou então não será nada”, diz Alvim no vídeo.

“A arte alemã da próxima década será heróica, será ferreamente romântica, será objetiva e livre de sentimentalismo, será nacional com grande páthos e igualmente imperativa e vinculante, ou então não será nada”, disse Goebbels em pronunciamento para diretores de teatro, de acordo com o livro Goebbels: a Biography, de Peter Longerich.

A frase causou polêmica entre artistas e até mesmo entre apoiadores do governo de Bolsonaro, que cobram a demissão do secretário. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), também foi às redes sociais dizer que é preciso afastar Alvim “urgentemente” do cargo.

Na entrevista exclusiva ao Estado, Alvim admitiu que trecho de seu discurso foi inspirado declaração do ideólogo nazista Joseph Goebbels. Ele afirmou que repudia o nazismo, mas que “as ideias contidas na frase são absolutamente perfeitas”. O secretário disse que “assina embaixo” da frase. “A filiação de Joseph Goebbels com a arte clássica e com o nacionalismo em arte é semelhante a minha e não se pode depreender daí uma concordância minha com toda a parte espúria do ideal nazista”, disse o secretário.

O dramaturgo Roberto Alvim foi nomeado em novembro ao cargo de secretário de Cultura, semanas após ofender a atriz Fernanda Montenegro nas redes sociais. Ele já estava no governo desde junho, quando foi nomeado diretor da Funarte.

Alvim surpreendeu a classe artística ao declarar voto em Bolsonaro em 2018, após o atentado a facada sofrido pelo então candidato a presidente. O dramaturgo dirigiu por três décadas peças de sucesso de crítica, mas afirma ter mudado radicalmente de perfil político após se curar de uma grave doença.

Com informações do Estadão

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Potiguar disse:

    O secretário de Cultura tentou agradar Bolsonaro e seus admiradores com discurso nazista, mas acabou atraindo a ira dos judeus. O problema é que os judeus são cheios da grana e pediram a cabeça do secretário. De qualquer forma, é engraçado ver judeus que sorriam dos quilombolas na palestra de bozo na hebraica, agora com medo do facismo que o próprio bozo representa.

  2. Dan disse:

    Execrar o nazismo e apoiar o comunismo é um verdadeiro contrassenso. Não sabemos dos dois regimes matou mais inocentes. Hitler ou Lênin, Marx, Fidel, todos estão no mesmo lamaçal de genocídio humano.

  3. Ricardo disse:

    Agora, notem, começará a operação padrão “Bolsonaro foi traído/não sabia que o cara é louco/agiu rápido para demitir”. Parte da história do presidente consiste em nada ter a ver com o problema – ainda que um nomeado, empossado e investido por ele.

    • Antenado disse:

      Igual ao Lulaladrão que saiu em defesa de Ricardo Coutinho dizendo que ele era inocente e perseguido.

    • Antenado disse:

      E vc sugere o que Anta? Se o presidente não demite, tu vais condená-lo por convivência; se ele demite tu estás condenando por insinuação de tua cabeça. Ora, como diria vovó para ti: "RAI ARRUMÁ UMA LARRAGE DE ROUPA!!!

    • Cidadão Atento disse:

      Simples.
      Não demitiu de imediato e por iniciativa própria.
      No primeiro momento elogiou inclusive, dizendo: "Depois de décadas, agora temos, sim, um secretário de Cultura de verdade. Que atende o interesse da maioria da população brasileira", declarou Jair Bolsonaro em live transmitida nas redes.
      Portanto, só demitiu por causa da pressão vinda dos poderes econômicos dos Judeus (que riram dos quilombolas), pois a hipocrisia de nossa elite a fez se omitir diante da real ameaça da volta do nazismo, trazida por esse governo que por diversas vezes já deu declarações nesse sentido.

  4. Silva disse:

    Parabéns Presidente !!! A atitude não poderia ser outra. O Brasil deixou de apoiar ditadores como fizeram os últimos governos.

  5. Gonçalo Alves disse:

    É impressionante a facilidade com que esse presidente se envolve com imbecis.
    E, mais impressionante, é a dificuldade do capitão em se livrar deles. A começar pelos próprios filhos.
    Oremos. É o único jeito…

    • Rodrigo disse:

      O anterior se envolvia com ditadores sanguinários como os castros, chaves, maduro, os sandinistas, ditadores di continente africano, da coreia do norte, homicídas psicopatas do iriente como kadafi, armadinejah. Enfim, comparado com o anterior, até parece que o presidente atual só convive com crianças

  6. Bento disse:

    O presidente analisou e viu excessos desnecessário em sua fala e o demitiu.
    Simples assim
    Quando disserem que em boca fechada não entram moscas…
    Acreditem.

    • Riva disse:

      Levou UMA MANHÃ pra derrubarem um nazista. Teve grito de gente pequena e indignada aqui, mas teve articulação de gente grande lá. De quem realmente manda.
      Levou uma manhã.

      Eles não acabam com esse governo inteiro pq ainda é bom pra eles.
      Levaria menos de um dia

  7. Carlos Bastos disse:

    Cada doido nesse governo, kkkkkkkk

  8. François Cevert disse:

    Me diga uma coisa bolsominions… Só tem loucos e corruptos nesse governo?
    #VoteiNelePraIsso

  9. Riva disse:

    Goebbels caiu.
    Entretanto, Hitler segue governando.

  10. Vitor Silva disse:

    Não se espantem se Adolf Hitler for convocado, do inferno, para substituir Alvim.

Caso do sítio: maioria no TRF-4 decide elevar pena de Lula a 17 anos

Foto: (Adriano Machado/Reuters)

Leandro Paulsen acaba de concluir seu voto dizendo que acompanha integralmente o voto do relator, João Pedro Gebran Neto, no caso do sítio de Atibaia.

Ou seja: o revisor do processo na Oitava Turma do TRF-4 também aumentou a pena de Lula de 12 anos e 11 meses para 17 anos, 1 mês e 10 dias.

Falta apenas o voto do desembargador Thompson Flores, mas já se formou maioria no TRF-4 para manter a condenação do petista por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Com G1 e O Antagonista

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Talita disse:

    Judiciário podre, corrupto e parcial.

    • Rio disse:

      Pra ser imparcial, só soltando o seu vagabundo ladrão de 9 dedos….chora mais viuvinha do barbado condenado.

  2. Ems disse:

    Ah Ladrão !!!

  3. Expedito Junior disse:

    LULA agora é 30. Trinta anos xadrez.

  4. Lulapikaduradeleite, aproveita e deixa a Modena ato lar o fio terra.

  5. Silvio. disse:

    Lula solto babacas.
    E FUDIDO.
    O nosso herói Sérgio Moro, não tem nada haver com essa condenação viu petralhas??
    Não distorce os fatos, blz??
    Pros menos alienados, que sirva de trampolim pra saltar dessa barca furada.

  6. Waldemir disse:

    Ainda bem que o processo foi julgado agora e. Aumentaram para 17 BOLSONARO se fosse no ano que vem seria 38 BOLSONARO kkkkk

  7. Alissonnt disse:

    Não era Moro o ruim?
    Mas os asnos continuarão a defender ladrão; triste País!!!

  8. Jandyra Escossia disse:

    Por fim, os homens que fazem a justiça brasileira, bem empregaram os ditames das normas jurídicas, o direito e principalmente a lucidez de seus conhecimentos e condenaram o Luladrao!

  9. Alisson disse:

    Canalhas que apóiam um criminoso que só faz mentir e prejudicar a nação, deveriam ter duas opções: ou sai do país ou vai junto pra cadeia com seu líder…

  10. Francisco Alves disse:

    Mais uma condenação em segunda instância do maior ladrão da história da República, desta vez com aumento da pena de 12 para 17 anos. Contudo, o que mais impressiona é a cara de pau dos seguidores do bandido em lançarem seu nome como candidato. A condenação novamente por colegiado afasta o Luladrão por mais oito anos de qualquer eleição.
    Os quadrúpedes seguidores do bandido ficam desesperados! Agora, é só aguardar o retorno pra cadeia.

    • Cid disse:

      Pena que o STF mudou o entendimento.
      Vai recorrer em lberdade.
      STF uma VERGONHA nacional.

  11. João Maria disse:

    Chora ptralhada, chorar acalma!!!!

  12. carlos disse:

    17 kkkkkk 17kkkkk 10 – 1 = 9 dedos kkkkkk

  13. José vianes de Araújo disse:

    Na moleira kkkkk

  14. Angelo disse:

    Ótima notícia ! Esse verme tem é que apodrecer na prisão !

  15. Luigi disse:

    Bandido ficam na cadeia

  16. hein? cuma? disse:

    MAIS UMA VITÓRIA DO POVO HONESTO DO BRASIL… Está chegando a hora desse TERRORISTA, LADRÃO E CANALHA voltar pra sua jaula.

  17. Gerly Silva disse:

    Acho que não tem condenação que seja sugiciente nem pena que chegue perto do que ele é os comparsas dele fez ao Brasil.

  18. Tarcísio Eimar disse:

    Vou até tomar uma hj pra comemorar

  19. CURITIBA JA disse:

    PTRALHAS NÃO SE PREOCUPEM. LOGO LOGO O $TF INVENTA OUTRA MANOBRA

  20. Ademir disse:

    Esse fascínora esperava vencer de cansaço a justiça brasileira… TOOOOMEEEE !!!! agora vai voltar pra cadeia com uma pena maior.

  21. PATRIOTA disse:

    Isso se o STF deixar.

  22. Felipe disse:

    A justiça tarda mas não falha !!! O novededos sapateou e tripudiou em cima dos juízes, da justiça e do povo, encenando como se inocente fosse. Agora, finda a farsa, vem a condenação. Torçamos para que o projeto que está tramitando na Câmara, para permitir que fichas-sujas possam se candidatar nas eleições de 2020, seja derrubado pois afronta a moral do povo brasileiro.

  23. PATRIOTA disse:

    Só isso. Se tivesse pena de morte e prisão perpétua no Brasil por lei. Ainda sim seria o mínimo para ele é todos que compõe essa linhagem maldita.

Executiva do PSL decide suspender e advertir 16 deputados, mas não expulsará parlamentares

Para o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), a recomendação da Executiva do PSL foi pela suspensão por 12 meses. Foto: Pablo Valadares/ Agência Câmara

A Comissão Executiva do PSL decidiu não expulsar nenhum dos deputados com processos disciplinares abertos pelo Conselho de Ética da sigla, depois da crise aberta pelo rompimento entre a cúpula do partido e o presidente Jair Bolsonaro . Em reunião na manhã desta quarta-feira, o colegiado optou por recomendar advertências e suspensões a 16 parlamentares. A decisão ainda precisa ser validada pelo Diretório Nacional do partido, que se reúne na próxima segunda-feira.

No caso de 12 deputados, a recomendação foi pela suspensão de atividades parlamentares.Isso significa que, se o diretório validar, eles devem perder a indicação para integrar comissões da Câmara, para relatar projetos, entre outros. Já outros quatro deputados devem receber uma advertência por escrito. Para Guiga Peixoto (SP) e Luiz Ovando (MS), a recomendação foi pelo arquivamento de seus casos.

O segundo vice-presidente da sigla, o deputado federal Júnior Bozella (SP) afirmou que as punições variam de deputado para deputado.

– As suspensões são diferentes para cada caso. Teve deputado com três meses [de suspensão], com seis meses – disse o paulista, que não citou nominalmente nenhum dos suspensos.

No caso de Eduardo Bolsonaro (SP), filho do presidente, por exemplo, a recomendação foi pela suspensão por 12 meses. Já os deputados Carla Zambelli (SP), Filipe Barros (PR) e Luiz Philippe (SP) tiveram recomendação para suspensão de seis meses.

– Ou seja, são sujos o suficiente para tentar calar uma deputada que não cometeu crime algum, mas não são corajosos o suficiente para me expulsar? – reagiu Zambelli.

O Globo

Código Penal deve prevalecer sobre o de Trânsito em caso de recusa de bafômetro, decide Tribunal que anulou multa e devolveu CNH

Foto: Reprodução

No conflito entre o artigo 277, § 3º, do Código de Trânsito Brasileiro, que prevê sanções ao motorista que se recusa a fazer o teste do bafômetro, e o artigo 186 do Código de Processo Penal, que garante ao réu o direito de não produzir prova contra si próprio, deve prevalecer a segunda norma por ser mais benigna e próxima do critério in dubio pro reo.

Assim entendeu a 11ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo ao anular uma multa aplicada a um motorista acusado de ter se recusado a fazer o teste do bafômetro. Ele entrou na Justiça para anular o auto de infração alegando que fez o teste, com resultado negativo, mas, mesmo assim, foi multado e teve a CNH apreendida. Em primeiro grau, o juiz não vislumbrou vício na autuação e julgou a ação improcedente. No TJ-SP, o entendimento foi outro.

Matéria com todos os detalhes aqui no Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Az disse:

    Brasil sendo Brasil,o país pra o errado prevalecer sobre o certo até quando meu deus?

TST decide que trabalhadora temporária não tem direito à estabilidade se engravidar

Foto: Reprodução

O Pleno do TST firmou na segunda-feira, 18, a tese de que é inaplicável ao regime de trabalho temporário disciplinado pela lei 6.019/74 a garantia de estabilidade provisória à empregada gestante prevista no artigo 10, inciso II, alínea “b”, do ADCT.

O trabalho temporário em questão é aquele prestado por pessoa física contratada por uma empresa de trabalho temporário que a coloca à disposição de uma empresa tomadora de serviços, para atender à necessidade de substituição transitória de pessoal permanente ou à demanda complementar de serviços.

A decisão foi por maioria em julgamento de IAC suscitado pela SDI-1 na análise de recurso de uma auxiliar de indústria contra acórdão da 1ª turma. A tese tem efeito vinculante, e pode ser aplicada em processos que ainda não transitaram em julgado.

Entenda o caso aqui em matéria completa no Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Trump disse:

    O TST já era para yer acabado a tempos, nenhum país moderno e com desemprego lá em baixo tem justiça do Trabalho isso é arcaico demais.

  2. Verdade disse:

    Parece que não tem homem nessa história. Eita que essa mulher teve esse filho sozinha. Sei não viu

  3. de saco cheio com o Brasil disse:

    CERTÍSSIMO…….ESTÁ MAIS DO QUE NA HORA DESSA MULHERADA APRENDER QUE TEM MENINO QUEM PODE, NÃO É QUEM QUER……..PARA COLOCAR UMA CRIANÇA NO MUNDO DEVE TER PLANEJAMENTO E CONDIÇÕES FINANCEIRAS, ACHAM QUE É COMO BRINCAR DE BONECA, QUE QUANDO CANSA GUARDA NO ARMÁRIO, POR ISSO TEM TANTO DELINQUENTE.

Bolsonaro decide deixar o PSL, diz Veja

Foto: (Marcos Corrêa/PR/.)

Uma fonte próxima a Jair Bolsonaro (PSL) disse que o presidente já decidiu deixar o PSL. Aliados mais imediatos estão cientes da decisão.

A insatisfação de Bolsonaro com a legenda pela qual se elegeu presidente da República vinha em uma crescente e foi tornada pública nesta terça-feira, quando afirmou a um apoiador, na saída do Palácio da Alvorada: “Esqueça o PSL”. Na mesma ocasião, disse que o presidente da legenda, o deputado federal Luciano Bivar, “está queimado pra caramba”.

O presidente cochichou sua recomendação nesta terça-feira, a um eleitor que se apresentou como pré-candidato pelo partido no Recife. Mesmo assim, o rapaz gravou um vídeo ao lado dizendo “Eu, Bolsonaro e Bivar juntos por um novo Recife”.

Bolsonaro pediu que ele não divulgasse a gravação. “Ó cara, não divulga isso, não. O Bivar está queimado para caramba lá. Vai queimar o meu filme também. Esquece esse cara, esquece o partido”. Após ser repreendido, o rapaz fez uma nova gravação: “Viva o Recife, eu e Bolsonaro”.

Bivar tampouco quer Bolsonaro no partido. “A fala dele (Bolsonaro) foi terminal, ele já está afastado. Não disse para esquecer o partido? Está esquecido”, disse Bivar ao blog da jornalista Andréa Sadi.

Blog Maquiavel, Veja

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Amo os Minions disse:

    Aguardo o Zorra Total kkkkk

  2. Alexandre disse:

    Mito fake news

  3. carlos disse:

    Fake news kkkkk

Justiça decide cassar prefeito e vice de Guamaré por compra de voto

Foto: Reprodução

A juíza eleitoral Andrea Cabral Antas Câmara decidiu pela cassação do atual prefeito de Guamaré, Francisco Adriano Holanda Diógenes e Iracema Maria Morais da Silveira,por captação ilícita de sufrágio, mais conhecida como compra de votos. Ambos haviam sido eleitos nas eleições suplementares do município ocorridas em dezembro no ano passado para mandato que concluiria em 2020. Clique aqui e confira matéria completa no Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Alguém deve ter enterrado a cabeça de um burro corrupto no subsolo da prefeitura de Guamaré.

  2. Aparecida disse:

    Isso é um ABSURDO. Cada eleição suplementar deve custar em torno de uns 200 mil reais, cuja realização é paga com o dinheiro do povo (tributos). Tá na hora de quem provoca a realização de eleição suplementar, além de ser condenado, pagar pelos custos da realização.

  3. José Dantas disse:

    Já tá mais do que na hora de sair da mesmice eleitoral e fazer uma campanha mais barata, menos poluente e moderna, deixando a cargo dos Tribunais Eleitorais a disponibilidade das informações de todos os Partidos e de todos candidatos, em seus veículos de comunicação Governamental

TCE decide pela legalidade de concurso do Corpo de Bombeiros do RN e autoriza homologação de resultado

Foto: Reprodução

O Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN) decidiu, durante sessão do Pleno realizada nesta quinta-feira (29), pela legalidade e regularidade do concurso público para provimento de cargos de soldado do Corpo de Bombeiros Militar do RN, deflagrado pelo Edital nº 001/2017. A decisão suspende medida cautelar que impedia a homologação do certame pela ausência de documentos que comprovassem a regularidade do processo. Acesse aqui todos os detalhes no portal Justiça Potiguar.

Namorar por um mês e meio e morar junto por duas semanas não é união estável, decide STJ

Foto: Guilherme Pinto / Agência O Globo

A 4ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, por unanimidade, que namorar por um mês e meio e morar junto por quinze dias não vale como união estável .

A decisão dos ministros acatou recurso especial e anulou uma sentença do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, que havia reconhecido esse tipo de vínculo entre um casal do estado. Leia matéria completa aqui no Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Maria disse:

    Mas se o homem tivesse vivo, com certeza iriam julgar como sendo uma união estável. Cada vez mais fica claro o forte componente político das decisões judiciais.

  2. Cigano Lulu disse:

    União o quê? Ora essa, lá inóis isso chama-se escovar o fato.

  3. Manoel disse:

    STF tá ganhando muita grana para corroborar o óbvio!

China decide punir crimes de pedofilia com pena de morte em casos natureza “extremamente maléfica” e que causem “consequências extremamente graves”

O Tribunal Popular Supremo da China anunciou nesta quarta-feira (24) que os condenados por crimes sexuais contra menores que sejam de natureza “extremamente maléfica” e que causem “consequências extremamente graves” serão castigados com a pena de morte.

“Os crimes de estupro contra menores prejudicam seriamente a saúde mental e física dos menores e violam gravemente a ética e a moral social. O Tribunal Popular Supremo sempre manteve uma postura ferrenha de tolerância zero”, explicou a máxima instância judicial chinesa em seu site.

Neste mesmo artigo, a instituição revela que hoje foi executado um criminoso chamado He Long que violentou várias meninas menores de 14 anos e as forçou a se prostituir.

Segundo dados oficiais, entre 2017 e junho deste ano foram julgados mais de 8.300 casos de crimes sexuais contra menores em tribunais do país.

O número de casos aumentou, segundo o site do Supremo, devido ao fato que a população está cada vez mais consciente dos direitos das crianças e faz as denúncias imediatamente.

Nesse sentido, o Supremo indicou que os condenados por crimes de pedofilia enfrentarão penas mais severas, mas “dentro dos limites dos castigos classificados”.

R7, com EFE

 

Noivos serão restituídos do valor pago após desistirem do serviço de buffet, decide Justiça no RN

Foto: Ilustrativa

O juiz Arthur Bernardo Maia do Nascimento, da Comarca de Pendências, condenou a responsável por um serviço de buffet a restituir a um casal a quantia de R$ 3 mil. O valor se refere a contraprestação pelo fornecimento de serviço que seria oferecido no casamento dos autores da ação. No entanto, eles rescindiram o contrato com o buffet por perda de confiança.

Os autores ajuizaram ação de rescisão contratual alegando que celebraram contrato verbal com S.R.O. para o serviço de buffet de seu casamento. Relataram que efetuaram o pagamento do valor de R$ 3 mil como adiantamento para assegurar o contrato. Posteriormente, em virtude da perda da confiança na ré, resolveram rescindir o contrato, tendo ela se negado a devolver a quantia adiantada. Em razão desse fato, requereram a restituição do valor pago.

A responsável pelo buffet, alegou, em sua defesa, que foi bastante prejudicada, porque deixou de agendar data para outros eventos e recebeu os autores para realização de degustação. Ressaltou, porém, que as tratativas e a desistência do contrato se deram em fevereiro de 2015, estando o casamento agendado para novembro do mesmo ano.

Ao analisar detidamente os fatos e as provas, o magistrado entendeu que assiste razão aos autores, já que é fato incontroverso nos autos que, de fato, houve a celebração de um contrato verbal entre as partes, com o pagamento de um sinal pelos autores. Enfatizou que, porém, não se concretizou a assinatura do contrato escrito, em virtude dos autores terem perdido a confiança na ré.

Desse modo, o juiz considerou que a desistência foi manifestada com bastante antecedência, não tendo a ré comprovado qualquer prejuízo financeiro que tenha tido com o fato. “Ademais, a realização de degustação, como o próprio nome já diz, é um modo do prestador de serviço mostrar o seu trabalho, não devendo ser tido como prejuízo”, comentou.

Para o magistrado, é injustificável a negativa de devolução. “Nas conversas juntadas pelos autores, a ré somente alega que tinha investido o dinheiro, não tendo mais como devolver. Porém, esse fato não a exime do dever de restituir a quantia adiantada, sob pena de enriquecimento ilícito”, contou.

Além do mais, esclareceu que não há que se falar em condenação dos autores em perdas e danos em favor da ré, conforme requerido por ela em reconvenção, uma vez que nenhuma prova foi produzida por ela no sentido de que teve prejuízo com a desistência do contrato pelos autores.

Processo nº 0100214-86.2015.8.20.0148

TJRN

Alexandre de Moraes decide nesta terça se Bolsonaro vira réu pela terceira vez

Alexandre de Moraes poderá apresentar na sessão desta terça-feira(11) da Primeira Turma do STF seu voto-vista no julgamento de denúncia da PGR contra Jair Bolsonaro pelo crime de racismo.

O ministro suspendeu o julgamento há duas semanas, quando o placar estava em 2 a 2.

O Antagonista

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jean disse:

    Isso o Supremo Tribunal da putaria. Vergonha internacional!