Polícia registra dois assassinatos na Zona Norte

Na noite desta sexta-feira (28), um homem identificado como Francisco Leandro da Silva, de 43 anos, foi morto a tiros, em Igapó, Zona Norte de Natal. Segundo a Polícia, o crime aconteceu na rua Sebastião Gonçalves, em Igapó. Ainda não se tem pistas dos suspeitos e não sabe o que teria motivado o assassinato.

O outro crime foi registrado no início da manhã deste sábado, também na Zona Norte. De acordo com informações da Polícia Militar, o homicídio ocorreu na rua Henrique Dias, em Igapó.  Ainda sem informações detalhadas. A PM e o delegado de plantão estão se dirigindo ao local.

Em breve mais informações

Ossada é encontrada em fazenda de vereador de Vera Cruz

Saiu no www.tribunadonorte.com.br

A Polícia Civil encontrou uma ossada humana dentro de um carro carbonizado e enterrado em uma fazenda em Vera Cruz, a 37km de Natal. A fazenda pertence ao vereador Cleonaldo Joaquim Oliveira, preso pela Polícia Civil em 27 de junho deste ano por porte ilegal de arma de fogo, e indiciado por receptação de arma roubada e pela morte de Erival Lopes da Silva, de 37 anos, assassinado no dia 26 de junho deste ano.

A Polícia Civil ainda não sabe de quem é o corpo encontrado e serão realizados exames pelo Itep para a identificação através de exames clínicos. No entanto, a ossada não é de Erival Lopes da Silva, que foi morto em junho deste ano.
De acordo com informações do Tribunal de Justiça, Cleonaldo Joaquim de Oliveira permanece preso desde o dia em que foi detido, em 27 de junho deste ano.
Memória
Cleonaldo Joaquim de Oliveira confirmou que matou Erival Lopes da Silva. O incidente ocorreu em frente à casa do vereador, em Vera Cruz, quando teria ocorrido uma discussão entre a mulher do parlamentar e quatro homens que estavam em frente à residência trocando o pneu furado de um automóvel.
Segundo Cleonaldo, os homens teriam promovido um tumulto em frente à residência e a mulher do vereador teria pedido que eles fizessem silêncio. Os homens, de acordo com o vereador, teria revidado com xingamentos e, em dado momento, Erival Lopes teria feito menção de que sacaria uma arma. Cleonaldo efetuou quatro disparos e matou o homem na hora.
O delegado Raimundo Rolim, de Vera Cruz, solicitou a que o vereador se apresentasse voluntariamente e levasse a arma do crime. No entanto, no momento em que Cleonaldo se entregou, o delegado percebeu que ele apresentou um revólver calibre 38. Porém, a perícia do Itep havia identificado que a morte ocorreu por tiros de uma pistola ponto 40, que é de uso restrito da polícia. A arma apresentada por Cleonaldo era roubada e ele foi preso em flagrante.

Preso o suspeito de degolar mulher em João Câmara

Foi preso por Policiais Civis nessa segunda-feira (24), um homem identificado como Almir Pereira, mais conhecido como “Almir Coquinho”, 53 anos, na cidade de João Câmara, distante 74km da capital potiguar. Ele é acusado de matar Frankneide da Silva Souza, mais conhecida como “Nineide”, de 24 anos, com quem manteve um relacionamento amoroso durante três meses.

O crime ocorreu durante a madrugada no município de João Câmara, em plena via pública. Por voltas das 2h de hoje, o casal iniciou a discussão, e o acusado que estava alcoolizado, desferiu vários golpes de faca no pescoço da vítima. A Polícia Civil chegou até a autoria do crime após o depoimento da mãe da vítima. “Ela disse que a filha havia saído com Almir pouco antes do assassinato”, contou o delegado Antônio Taveira.
Almir foi encontrado no hospital da cidade onde havia ido para tratar de um ferimento na mão. No momento da abordagem policial, o acusado acabou confessando o homicídio e demonstrou arrependimento. Segundo o delegado, ele não tinha passagens pela polícia e era considerado “homem de bem” pela população, mas enfrenta problemas com álcool.
O acusado foi autuado em flagrante e o corpo de Frankneide da Silva será submetido a perícia no Itep, onde serão aguardados parentes para a liberação do cadáver.

Briga entre vizinhos termina com pai e filho mortos

Na noite desta sexta-feira (21), pai e filho foram mortos a tiros, após discussão com um vizinho por causa de barulho. O crime aconteceu por volta das 23h30, no bairro de Cajupiranga, em Parnamirim. O acusado do crime fugiu antes da chegada da polícia.

De acordo com informações  da polícia Militar, o gesseiro Abdenigo Galdino da Silva, de 20 anos, estava bebendo com uma namorada e ouvindo música. O vizinho dele, identificado apenas pelo nome de Alex, foi até o local reclamar do barulho e se mostrou bastante alterado, agredido verbalmente Abdenigo.

Com isso, Aldemar Galdino da Silva, de 39 anos, pai do jovem de 20 anos, se meteu no meio na discussão. Neste momento, o vizinho sacou uma pistola e atirou contra Aldemar, que não teve tempo de reação. Logo depois, o acusado atirou também contra Abdenigo, que tentava defender o pai dos tiros.

O autor do duplo homicídio, de acordo com testemunhas, é dono de um depósito de cimentos. Ele fugiu em um veículo de placas não identificadas. Pai e filho foram levados ao Instituto Técnico-Científico de Polícia e os corpos deles já foram liberados para sepultamento.

Com informações do Portal B.O

Detento é enforcado no Presídio Provisório em Natal

Um detento do Presídio Provisório Raimundo Nonato Fernandes, na zona Norte de Natal, foi assassinado por outros presos, na tarde deste domingo (16). De acordo com agentes da unidade, o preso foi identificado Francisco Sérgio Farias da Silva.

Os agentes do Raimundo Nonato relataram que o preso, Francisco Sérgio, foi morto por enforcamento e os assassinos teriam usado lençóis para isso. Ele foi pendurado na escadaria da Ala B do presídio, de forma que os demais detentos vissem a morte. Ainda não se sabe o que teria motivado o assassinato

Após a confirmação da morte, os profissionais do Instituto Técnico-Científico de Polícia (ITEP) e os agentes da Delegacia de Plantão da Zona Norte foram acionados para irem ao local levantar informações sobre a autoria do crime.

Com informações  do Portal BO

Adolescente em morto dentro de casa e criança de 10 anos é baleada

Uma adolescente foi executado à tiros enquanto dormia. O crime aconteceu  na madrugada deste domingo no bairro Potengi, Zona Norte de Natal. O jovem de 15 anos, identificado como Raimundo Ruthemberg Filho. Uma criança de aproximadamente 10 anos ficou baleada, mas foi socorrida para o hospital Clóvis Sarinho e não corre risco de morte.

Por volta das 2h30  dois homens invadiram a casa em busca de Raimundo. Com encontraram primeiro a criança dormindo no sofá, efetuaram um disparo que atingiu o pescoço. Em seguida, os bandidos encontraram o adolescente dormindo na rede e efetuaram vários disparos contra Raimundo que morreu no local.

De acordo com informações da Polícia Militar, o crime tem ligação direta com o envolvimento do adolescente com o tráfico de drogas na comunidade.

Homem é encontrado morto no Alecrim

O corpo de um homem , ainda não identificado, foi encontrado no início da manhã deste sábado no Alecrim, Zona Leste de Natal. De acordo com a polícia, o homem foi morto com golpes de faca.

A Polícia Militar foi alertada através de denúncia anônima que populares haviam encontrado a vítima, morto, no cruzamento da avenida Presidente Sarmento (avenida 4) com a rua dos Paiatis (avenida 11). Ainda não se tem pistas do suspeito de cometer o crime e a motivação.

Os militares ainda realizaram várias diligências pelo bairro, mas nenhum suspeito foi detido.

Preso é morto à facadas dentro de Alcaçuz

Mais uma morte foi registrada dentro da Penitenciária Estadual de Alcaçuz. Ivanildo Batista de Farias, conhecido como ‘Miolim’, que cumpria pena na Ala de Adaptação, também conhecida como ‘chapa ou castigo’, foi morto a facadas por um desafeto identificado por Antônio Fernandes de Oliveira, o ‘Pá e Bola’. As informações foram repassadas por agentes penitenciários, que descobriram o corpo da vítima na manhã desta segunda-feira (10).

Ivanildo Batista de Farias, conhecido como "Miolim" foi morto em Alcaçuz (Foto: Divulgação/Alcaçuz)“Ainda não dispomos de informações precisas sobre o homicídio. Estamos investigando as causas”, afirmou a diretora da penitenciária Dinorá Simas.Ivanildo Batista cumpria pena no ‘castigo’ por falta de espaço nas demais celas da penitenciária, informou Dinorá Simas. Ele respondia a processos nas Comarcas de Parnamirim e Pau dos Ferros. Ivanildo é natural de Mossoró, na região Oeste do Rio Grande do Norte. Em 2009, o detento morto tentou fugir de Alcaçuz através de um túnel. Na ocasião, ele alegou que já tinha cumprido sua pena e que, por isso, deveria estar nas ruas.

Com informações do G1/RN

 

Policial Militar é executado na Vila Paraíso em Natal

No início da tarde deste sábado (8), o policial militar Algarim Medeiros da Silva foi morto. Ele estava à paisana na rua Santa Luzia, na Vila Paraíso, e recebeu três disparos de um grupo ainda não identificado. Ele morreu antes de chegar ao hospital Santa Catarina. A Polícia Militar está em diligências para encontrar os criminosos. Algarim Medeiros da Silva estava na Polícia Militar desde 2000 e ele era praça do destacamento de São Gonçalo do Amarante.

De acordo com informações preliminares, Algarim Medeiros não estava de serviço e caminhava pelas ruas da Vila Paraíso. Bandidos em um carro não identificado efetuaram três disparos, atingindo o pescoço, o abdômen e a virilha. Algarim Medeiros chegou a ser socorrido, mas chegou sem vida ao hospital Santa Catarina.

Em menos de 24 horas é o segundo homicídio envolvendo um PM na Grande Natal.Na noite desta sexta-feira (7), o subtenente da reserva José Gomes Sobrinho, de 56 anos, foi morto por um homem ainda não identificado em Parnamirim, após uma briga de bar. Ninguém foi preso.

Com informações da Tribuna do Norte

Homem é morto à pauladas na Zona Oeste de Natal

Um homem identificado como Paulo Sérgio Cândido da Silva, de 32 anos, foi assassinado a pauladas, no início da noite dessa sexta-feira (7), por volta das 18h, no bairro Felipe Camarão, Zona Oeste de Natal. De acordo com a Polícia Militar, a vítima  foi surpreendida quando atravessava um terreno, e sofreu golpes na cabeça.

A vítima morreu ainda no local e seu corpo foi encaminhado para o Instituto Técnico e Científico de Polícia (Itep), para a realização do trabalho de necropsia.

A motivação do crime bárbaro também é desconhecida. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Com informações do DnOnline

Homem confessa ter matado sua mulher em Lagoa Salgada

Manoel Justino de Almeida, agricultor, 36 anos, confessou à polícia do Rio Grande do Norte que matou a própria mulher, a dona de casa Maria José da Silva de Almeida, na cidade de Lagoa Salgada, distante cerca de 80 quilômetros de Natal. O crime foi cometido no dia 31 de agosto e Manoel Justino se entregou à Polícia Civil nesta quinta-feira (6).

A dona de casa foi morta quando dormia na cama do casal com tiro na cabeçano sítio Felizbela, zona rural de Lagoa Salgada.

Após cometer o crime, Manoel Justino chamou a polícia e disse que a família foi vítima de um latrocínio. “Inicialmente, ele alegou que no dia 31 de agosto dois homens retiraram as telhas da casa deles e anunciaram um assalto. O Manoel chegou a informar que os supostos criminosos tinham roubado a quantia de R$ 2.350 e uma moto de Maria José. Para piorar, o Manoel relatou à polícia que não reagiu ao ver a mulher morta porque tinha levado uma coronhada na nuca”, falou o delegado Raimundo Rolim de Albuquerque Filho, que elucidou o crime.

Na segunda-feira (3), o delegado Rolim foi à casa de Manoel Justino e constatou que a cena do crime havia sido adulterada. “A casa estava vazia, o quarto do casal destelhado e tinha sinais de arrombamento na parede que segura a porta da cozinha, constatando que o local do crime foi completamente adulterado”, disse. No mesmo dia, o delegado conduziu Manoel Justino para fazer exame residuográfico nas mãos.

Nesta quinta, por volta das 18h, Manoel Justino se apresentou ao delegado Rolim e confessou o assassinato da mulher. Após a confissão, a polícia foi ao local do crime e encontrou o revólver usado para matar Maria José enterrado no quintal da casa.

Manoel Justino, deverá ser indiciado no final do Inquérito Policial por homicídio doloso, duplamente qualificado, bem como, porte ilegal de arma de fogo .

Com informações da Polícia Civil-RN

(Foto: Polícia Civil/RN)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jessicatalitasilvapinheiro disse:

    criminoso deve morre matar sua propria mulhe nao pencou em suas filhas.que a justica seja feita
     

  2. BATRIZDORASARIO disse:

    Esse homem é um monstro,não pensou em suas duas filhas,ele não deveter o direito de ficar com essas crianças,pois pode fazer o mesmo com elas,esse monstro deve pagar pelo crime orivél que cometeu.QUE A JUSTIÇA SEJA FEITA.

  3. Ingrid Oliveira Jardim disse:

    como ele foi capaz de matar sua propria esposa? , não pensando de deixar suas duas filhas sem mãe e sem pai, agora você tem que pagar pelo que você fez, seu assassino!!. 

Jovem é assassinado com vários golpes de faca em Nova Cruz

Um jovem identificado como Robson Francisco, de 21 anos, natural de Natal, foi assassinado com várias cutiladas na noite dessa quinta-feira (6), em um sítio localizado no município de Nova Cruz, cidade situada a 93 km da capital. De acordo com a Polícia Militar, a causa do crime ainda é desconhecida.

O acusado pelo crime foi preso e identificado como Josivaldo Avelino da Silva, 26 anos, natural de Nova Cruz. O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto Técnico e Científico de Polícia (Itep) para a realização do trabalho de necropsia.

Com informações do DnOnline

São José de Mipibu: Policial ferido em emboscada faleceu no início da manhã

O segundo policial ferido ontem em confronto com bandidos em São José de Mipibu também veio a óbito. O agente civil Antônio Neto, 48, não resistiu ao ferimento e morreu às 7h45 desta terça.

O policial chegou a ser levado para o Hospital Regional Deoclécio Marques, em Parnamirim. De lá, ele foi removido para o Pronto-Socorro Clóvis Sarinho, em Natal, onde foi submetido a uma cirurgia para a retirada de um projétil que atingiu o crânio e uma segunda no tórax.

A emboscada aconteceu na comunidade de Taborda, às margens da BR 101. O outro policial, Jovanês Borges, 39,  morreu antes mesmo de receber o atendimento.

Informações oficiais dão conta que os dois policias civis se deslocaram à comunidade em busca de uma caminhonete L 200 que havia sido roubada. Ao localizarem o veículo (rastreado por GPS), abandonado na beira de uma estrada carroçável, a Polícia Militar foi chamada para dar apoio. Após a confirmação de que se tratava mesmo do carro que eles procuravam e constatarem que o local estava seguro, os militares foram dispensados.

Logo após a partida da PM, no entanto, uma segunda caminhonete se aproximou em alta velocidade da viatura onde estavam os agentes e pelo menos quatro homens fortemente armados abriram fogo. Houve confronto e os dois policiais civis foram alvejados.

Jovem holandês é condenado por assassinato 'encomendado no Facebook'

Um holandês de 15 anos foi condenado a um ano de detenção juvenil nesta segunda-feira por um assassinato que teria sido motivado por comentários no Facebook e planejado na rede social.

O jovem, identificado como Jinhua K., foi condenado pela morte de Joyce Winsei Hau, também de 15 anos, a pedido de um casal também adolescente, por causa de mensagens publicadas na rede social sobre o comportamento sexual dos dois.

O assassinato, que vem sendo chamado de “crime do Facebook” no país, aconteceu em janeiro  na cidade de Arnhem. A pena de um ano de detenção em um centro para jovens foi a pedida pela acusação e é a máxima prevista nas leis do país para um garoto de até 16 anos.

“Não estou feliz com (a pena de) um ano pela vida da minha filha”, disse o pai da vítima, do lado de fora do tribunal. “Mas isso é o que diz a lei.”

O crime

Polly W., de 16 anos, e Wesley C., de 18, estavam furiosos com Joyce, de 15 anos. As duas meninas eram amigas até a mais nova publicar comentários sobre a outra.

A acusação diz que eles decidiram então contratar o menor Jinhua K., então com 14 anos, para matar a amiga. O pagamento teria sido de menos de 100 euros (equivalente a R$ 250).

O garoto foi à casa de Joyce no dia 14 de janeiro, apunhalando-a. Ela foi hospitalizada, mas morreu dias depois. Seu pai, Chun Nam Hau, ficou ferido no ataque ao tentar defender a filha.

Fonte: IG/BBC/Reuter

Um homem ajudou Elize a esquartejar Marcos Matsunaga, diz revista

Deu no Uol

Um homem ajudou Elize Matsunaga, 30, a esquartejar o cadáver de Marcos Kitano Matsunaga, 41, tornando-se assim coautor do crime. A conclusão é de um laudo do Instituto de Criminalística da Polícia Técnico-Científica de São Paulo, obtido na semana passada pela revista “Isto É”. Elize é ré confessa pela morte do marido em maio.

O laudo é do exame das amostras de sangue encontradas no quarto em que ela esquartejou o corpo da vítima na madrugada de 20 de maio. Desde que foi presa, Elize afirma à polícia que cometeu o crime sozinha.

Segundo a revista, os resultados dos exames de DNA detectaram no quarto a presença de sangue de outro homem além do sangue de Marcos.

Além disso, de acordo com o laudo, há a possibilidade de que haja sangue de outra mulher, além do de Elize, nas amostras de sangue feminino que foram coletadas.

Como foi a morte

Pela versão do promotor criminal do 5º Tribunal do Júri de São Paulo, José Carlos Cosenzo, Eliza retornou à capital paulista de avião em 19 de maio, data do crime. Marcos a buscou no aeroporto. Logo após chegarem ao apartamento do casal, na Vila Leopoldina (zona oeste), pediram uma pizza. Enquanto Marcos desceu para pegar a pizza, Elize preparou o crime e se armou. “O Marcos era muito mais forte do que ela, então ela só teria aquela chance. Se não fosse de surpresa, seria quase impossível [matá-lo].”

O exame necroscópico apontou que o tiro que matou o empresário partiu de um ponto mais alto do que ele, atravessou o crânio de trás para frente e foi feito a uma distância curta, de menos de 12 cm (a queima roupa). Com base no exame, o promotor acredita que o empresário foi morto assim que entrou com a pizza ou quando estava comendo, contrariando depoimento de Eliza, que disse ter disparado após ser xingada e ter levado um tapa na cara, quando ambos estavam em pé.

Logo após o tiro, diz o promotor, Elize, que tem formação como auxiliar de enfermagem, degolou o empresário, contrariando a versão dela própria, que afirmou à polícia ter esquartejado o corpo horas depois do disparo. “Quando ele foi decapitado, ainda estava vivo”, afirmou Cosenza apoiou-se no exame necroscópico, que mostrou que havia sangue no pulmão da vítima, fato pode comprovar que ele estava respirando no momento da degola.

Depois do crime

A sessão de esquartejamento do corpo durou cerca de dez horas, segundo a denúncia do MP. Depois, Elize colocou os pedaços do corpo sacos plásticos, os guardou em malas e seguiu de carro para o Paraná. Após ser parada pela Polícia Militar Rodoviária em Capão Bonito (SP), decidiu retornar a São Paulo. Em Cotia (Grande São Paulo), espalhou os sacos ao longo da estrada dos Pires.

Após chegar à capital, pagou R$ 7.000 ao detetive e foi até um shopping, onde se desfez da faca usada no crime e comprou uma bolsa de grife –segundo o MP, para despistar a polícia.

 

Comerciante é assassinado dentro de lanchonete em Mossoró

Um comerciante identificado como Flávio José de Oliveira, o “Flavinho” como era conhecido, foi assassinado a tiros na noite dessa sexta-feira (31) enquanto conversava com um cliente, em sua lanchonete, localizada no bairro Bom Jesus, em Mossoró.

De acordo com a equipe do Instituto Técnico Científico de Polícia (Itep), ele foi atingido por pelo menos 10 tiros de pistola calibre 380 (quatro na cabeça, outros quatro no abdômen e mais dois nos braços).

Testemunhas disseram a Polícia que Flávio conversava com um cliente quando um veículo parou em frente à lanchonete. Um dos suspeitos desceu, atirou várias vezes contra a vítima e fugiu sem ser identificado; o cliente deixou o local antes da Polícia chegar, mas se apresentou minutos depois, negando que estivesse conversando com a vítima no momento dos disparos.

O crime ainda é um mistério para a Polícia que não apontou nenhum envolvimento do comerciante com qualquer prática ilícita.