Em denúncia, sindicato diz que chefe de gabinete civil da prefeitura de Natal recebe auxílio de transporte de forma ilegal

Foto: Divulgação/via Sinsenat

“Escândalo: Chefe de gabinete civil da prefeitura de Natal recebe auxílio de transporte de forma ilegal”. Esta é a denúncia do Sindicato dos Servidores Municipais (Sinsenat). De acordo com texto, Paulo César Medeiros é auditor fiscal e hoje ocupa o cargo de chefe de Gabinete Civil da Prefeitura de Natal.

“Portanto, não está exercendo as suas funções de auditor do tesouro municipal, mas está recebendo de forma ilegal a indenização de transporte no valor de R$2.363,54/mês, segundo o Portal da Transparência.

Segundo o Sinsenat, a Lei Complementar nº 35 de 12 de julho de 2001 em seu artigo 5º, inciso III, § 3º , determina:

“A indenização de transporte é concedida ao longo de todos os doze meses do ano, excluindo-se as férias e as licenças remuneradas, em razão das despesas efetuadas com a LOCOMOÇÃO NECESSÁRIA AO EXERCÍCIO REGULAR DAS FUNÇÕES DEFINIDAS NO ARTIGO 4º”.

Ainda segundo o Sinsenat, além de receber a indenização de transporte, Paulo César Medeiros tem carro locado, pago com dinheiro público, à sua disposição.

“O Portal da Transparência mostrou ainda que Paulo Cesar Medeiros, recebeu o auxílio transporte também durante o período em que esteve À DISPOSIÇÃO DO GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, DE 2011 A 2016, MESMO ESTADO EM OUTRO ESTADO!”

Por fim, o sindicato reclama que “enquanto isso, centenas de servidores estão pagando para trabalhar porque o auxílio-transporte, demais gratificações e adicionais não são implantados; tem coveiro sem receber sequer a insalubridade. A Prefeitura do Natal insiste em não cumprir a sentença judicial do Plano Geral, quando a matriz salarial dos servidores inicia com $725,00, ABAIXO DO SALÁRIO MÍNIMO, há 5 ANOS com salários congelados”.

O Sinsenat condena e denuncia a diferença de tratamento praticado pela Prefeitura e irá formalizar uma denúncia ao Ministério Público, Câmara Municipal de Natal e Ordem dos Advogados do Brasil.

As informações são da assessoria do Sinsenat

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. vilanir gurgel disse:

    Recentemente pagou -se milhões a uma empresa para auditar a Folha da Prefeitura. E ai?

  2. vilanir gurgel disse:

    Cadê o Prefeito e a excelentíssima secretária de Administração?

  3. vilanir gurgel disse:

    Tem que devolver

  4. Leno disse:

    Duvido Ministério Público atrás do dinheiro dele. Se brincar ainda vai ser promovido e receber retroativos

Restabelecer limites de atuação: Casa da Moeda manda sindicato desocupar escritório

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A atual gestão da Casa da Moeda do Brasil solicitou a desocupação de 1 escritório por parte do sindicato do órgão, no prédio onde a estatal está localizada, no Rio de Janeiro, até o último sábado (3.ago.2019). Os sindicalistas mantinham uma “Delegacia Sindical” no espaço.

A Casa da Moeda esclareceu, contudo, que a cessão do espaço não proíbe atividades sindicais. É apenas uma medida para “restabelecer os limites de sua atuação e do trabalho do Sindicato”, já que a ocupação “não é usual” em empresas.

“A Diretoria entende que não se justifica a cessão do espaço e dos custos de manutenção da entidade, tendo em vista que essa prática não é usual em empresas públicas ou privadas. Portanto e diferentemente do que vem sendo informado pelo Sindicato, não existe a proibição de atividades sindicais e tampouco de filiação sindical”, disse em nota a CBM.

Responsável pela emissão de cédulas, moedas, selos oficiais e passaportes, a Casa da Moeda contrata seus funcionários por concurso público. Porém, os servidores são regidos pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) e são passíveis de perda dos cargos.

CASA DA MOEDA
Eis a íntegra da nota do órgão:

A Diretoria Executiva da Casa da Moeda do Brasil, com o objetivo de restabelecer os limites de sua atuação e do trabalho do Sindicato, de uma forma salutar e dentro da legalidade, notificou o Sindicato da categoria para que desocupe o espaço dentro da empresa, onde até agora vem funcionando a chamada Delegacia Sindical.

A Diretoria entende que não se justifica a cessão do espaço e dos custos de manutenção da entidade, tendo em vista que essa prática não é usual em empresas públicas ou privadas. Portanto e diferentemente do que vem sendo informado pelo Sindicato, não existe a proibição de atividades sindicais e tampouco de filiação sindical.

Da mesma forma, a Diretoria Executiva notificou o Sindicato sobre a realização de atividades sindicais que não serão mais permitidas sem a devida autorização dentro da empresa. A partir deste dia 01, A Diretoria, concederá a 7 (sete) membros titulares e a 7 (sete) membros suplentes a licença remunerada.

Os demais dirigentes sindicais, incluindo titulares e suplentes, bem como representantes da Federação e Conselheiros Fiscais, entrarão em licença sem remuneração para que possam se dedicar exclusivamente ao exercício de suas atribuições sindicais.

Atenciosamente,

Direção da Casa da Moeda do Brasil

Poder 360

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. eduardo DE BARROS GAMA disse:

    Eu sou concursado. Sou da mamata também? Ou só consegui uma condição melhor do que a maioria dos Brasileiros, por ter estudado para isso!? Será que os sanguessugas não são os que ocupam cargo comissionado (livre nomeação e exoneração)? Será que a maioria das pessoas que comentam sobre as instituições públicas sabem disso?

  2. eduardo DE BARROS GAMA disse:

    CBM!?

  3. Erald disse:

    Parabéns…Quem teve essa iniciativa, é um defensor dos cidadãos Brasileiros…

  4. Cecília Barboza disse:

    Dentro do IFRN funciona o sindicato dos servidores de lá, e quem banca a conta (aluguel, água, luz, iptum internet, telefone, segurança privada…) é o babaca do cidadão pagador de impostos.

  5. Totito disse:

    Excelente medida.

    Mas ainda ficaram com 7 (sete) membros titulares e a 7 (sete) membros suplentes com licença remunerada.

    Precisamos acabar com isso também.

  6. Luciana Morais Gama disse:

    Assim é bom demais Júnior.

  7. #Vergonha disse:

    Enfia o pé na bunda desses PTRALHAS

Prédio da Sesap em obras: sindicato diz que servidores trabalham em ambiente insalubre e Governo do Estado trata com descaso situação

Após seis anos de reivindicações, o prédio da Sesap finalmente está sendo reformado. No entanto, para reduzir custos, o Estado decidiu realizar a reforma sem transferir os servidores para outro prédio. Submetendo os trabalhadores da secretaria a uma situação insalubre e perigosa, fazendo com que trabalhem com barulho, calor e muita poeira.

Além disso, no 3º andar da Sesap, existem duas servidoras grávidas que já passaram mal durante o expediente em decorrência da obra. A obra realizada tem transformado o ambiente de trabalho em um local caótico, causando adoecimento e medo nos trabalhadores.

A reforma no prédio da Sesap está sendo realizada em decorrência de denuncia realizada ainda em 2013 pelo Sindsaúde RN e reiterada, por meio de ação civil pública, pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) em 2014, quando a justiça solicitou urgência na realização de reformas no prédio.

Com as obras paradas, ainda em 2016, o juiz Luciano Athayde declarou em sentença judicial: “É de causar espanto a prolongada omissão da Administração Estadual diante do risco a que estão submetidos aqueles que lhes prestam serviços, cujas condições de trabalho são claramente temerárias e indignas”. Mesmo assim, a ordem de serviço para o início da reforma no prédio da Sesap só foi assinada em novembro de 2018.

Diante desse descaso com a obra e com os servidores públicos, o Sindsaúde RN encaminhou um ofício para o Ministério Público do Trabalho e aos órgãos competentes para relatar toda a situação e cobrar providências judiciais.

As informações são da Assessoria de Comunicação do Sindsaúde RN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Emmanoel do Nascimento Costa disse:

    Ainda bem que temos a média salarial no Estado a melhor do Nordeste.A população que paga imposto que lasque.

  2. Pedro disse:

    Correta a reclamação dos funcionários, o prédio da SESAP, como é de domínio público e do conhecimento de vários orgaos, tais como Governo do estado, promotoria, sindicatos, organizações de classe, corpo de bombeiros, etc.. É uma verdadeira bomba, e submeter o mesmo a uma reforma, com os funcionários dentro, e um herdeiro descalabro e falta de respeito. Com a palavra o ministério público e a própria secretaria. Eita governadora sem respeito aos funcionários, e estranhamente piora quando são fatos que envolvem os funcionários dessa pasta e os que dela precisam.

  3. sabastiao disse:

    uma mulher sem roma, votei mal, só pensa em passeia e viaja, essa é a vedadeira ideologia PTISTA , HOJE O PARTIDO QUE SEMPRE VOTEI NUNCA MAIS VOTO NELE

  4. Jorge disse:

    Comum mesmo. Aqui na secretaria de educação, trabalhamos lado a lado com trabalhadores com lixadeira, marteladas, serra, furadeira…….e ninguém podia dizer nada.

TJRN nega indenização para sindicato após movimento grevista

Foto: Divulgação

O portal Justiça Potiguar destaca que a 3ª Câmara Cível, à unanimidade de votos, negou provimento à apelação movida pelo Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado do Rio Grande do Norte (Sindsaúde/RN), o qual pedia a reforma da sentença proferida pela 1ª Vara Cível da Comarca de São Gonçalo do Amarante, que julgou como improcedente o pedido de indenização por danos morais coletivos, argumentados pela entidade sindical. A decisão teve a relatoria do desembargador Vivaldo Pinheiro e trouxe ao debate, mais uma vez, a legalidade ou não para o exercício de movimentos grevistas no âmbito do serviço público. Confira todos os detalhes em matéria na íntegra aqui.

TJRN nega pedido de sindicato e mantém descontos salariais após greve

A 1ª Câmara Cível do TJRN negou o pedido feito pelo Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Indireta do Rio Grande do Norte (Sinai), que pretendia a reforma da sentença proferida pela 5ª Vara da Fazenda Pública da comarca de Natal, que negou o ressarcimento dos descontos em decorrência de um movimento grevista. A decisão manteve o entendimento e seguiu o que foi estabelecido em tribunais superiores, na Repercussão Geral no Recurso Especial nº 693.456, diante da ausência de comprovação de que a greve se deu por conduta ilícita do poder público.

No recurso, o sindicato alegou, dentre outros pontos, que não é legítimo o desconto pela administração nos vencimentos dos trabalhadores, já que os servidores têm direito à greve, conforme preceitua a constituição, sendo ilegal os descontos realizados em razão da paralisação.

Acerca do tema, a decisão do órgão julgador destacou que o Supremo Tribunal Federal definiu (STF), sob a sistemática da repercussão geral, no julgamento do Recurso Extraordinário mencionado, a tese de que “A administração pública deve proceder ao desconto dos dias de paralisação decorrentes do exercício do direito de greve pelos servidores públicos, em virtude da suspensão do vínculo funcional que dela decorre, permitida a compensação em caso de acordo. O desconto será, contudo, incabível se ficar demonstrado que a greve foi provocada por conduta ilícita do Poder Público”.

Segundo a 1ª Câmara Cível, a situação dos autos não se amolda à exceção constante na tese firmada pelo STF, já que não houve demonstração de que a greve foi provocada por conduta ilícita do Poder Público nem existiu a compensação das horas pelos servidores.

“Desta feita, cabia aos apelados provarem os fatos constitutivos de seu direito, conforme artigo 373, I do CPC, acostando aos autos documentos que comprovassem a conduta ilícita do poder Público ou acordo de convenção coletiva para compensação dos dias não trabalhados, ônus do qual não se desincumbiu”, ressalta o relator do recurso, desembargador Dilermando Mota.

Ação Com Procedimento Ordinário nº 00328384920098200001
TJRN

Sindicato cita “sugestão desrespeitosa” de ministro para que estudantes assumam serviços de limpeza e critica ideia da PM na segurança das instituições federais no RN

Nesta terça-feira(21), o Sindicato dos Docentes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte emitiu nota que “rechaça sugestão desrespeitosa do Ministro da Educação”, segundo conta o deputado Rafael Motta, que estudantes da UFRN, IFRN e Ufersa assumam serviços de limpeza das salas de aula em meio ao impasse com terceirizados. A nota ainda critica a ideia de substituir a segurança patrimonial pela Polícia Militar.

Veja nota abaixo:

Como representante dos docentes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, a Diretoria do ADURN-Sindicato tem mantido uma permanente vigilância sobre as ações do Governo Federal, que têm sido corriqueiramente pautadas por ataques despropositais contra o ensino superior.

Nessa segunda-feira (20) não foi diferente. Em reunião com deputados federais e senadores do Rio Grande do Norte, além de reitores de Instituições Federais de Ensino do estado, para discutir o contingenciamento do orçamento das instituições e apresentar o impacto da medida nas instituições, o Ministro da Educação, Abraham Weintraub, trouxe uma ideia perigosa e uma sugestão desrespeitosa.

A ideia é substituir a segurança patrimonial pela Polícia Militar, o que demonstra, mais uma vez, a falta de conhecimento sobre o ordenamento jurídico que rege as universidades, posto que deslocar o policiamento para dentro das IFES é desconhecer que as mesmas já trabalham em parceria e complementaridade com as Polícias Militar e Federal, de acordo com a Legislação vigente.

Já a sugestão do gestor público, tornada pública pelo deputado federal Rafael Motta, é de que alunos da UFRN, IFRN e Ufersa assumam as atividades de funcionários terceirizados, como limpeza, segurança e manutenção. Consideramos tal “sugestão” absolutamente desrespeitosa, tanto com os funcionários terceirizados, considerados “materiais de descarte” sem importância quanto com os estudantes, que se tornam, aos olhos do Ministro, provedores de mão de obra gratuita, sobrecarregando sua formação.

Diante dessa ideia e dessa “sugestão”, a Diretoria do ADURN-SINDICATO se manifesta no sentido de rechaçar, de forma firme, esse posicionamento do gestor público, que tem se pautado por criar polêmicas irresponsáveis no momento em que estamos numa situação tensa.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. M.Vinícius disse:

    Nós brasileiros temos uma cultura equivocada quanto às nossas obrigações na condição de cidadão. A limpeza de ambientes das universidade não é responsabilidade dos alunos, porém, o vandalismo e a sujeira causada por determinados grupos de alunos exige um maior custo de manutenção. Quanto a segurança, concordo que dentro das instalações físicas é necessário um aparato privado, mas, na parte externa, áreas comuns, coletivas o estado deve tomar conta em 100%.

  2. Luladrão Encantador de Asnos disse:

    É simples de entender, drogados e traficantes não querem a PM por perto.

  3. JOAO MARIA disse:

    CREIO QUE NÃO TEM NADA DEMAIS EM UM ALUNO LIMPAR ONDE ELES FICAM, APROVEITAM ENTRE UMA BAFORADA E OUTRA PARA FAZEREM ALGUMA COISA DE UTIL, PARABENS MINISTRO

  4. Bento disse:

    Quer dizer que é desrespeitoso o colaborador que executa a função de limpeza.
    Seria uma troca perfeita estuda de graça e paga com serviços prestados, aprendendo assim a.valorizar o trabalho. Guerra é guerra, em momento de crise tire o "s" todos devem ajudar,

  5. BarSemLona disse:

    O medo tá grande da PM entrar nesse "redutos federais"…
    Medo de q???????????????
    PTralhas sendo PTralhas…

Sindicato dos Peritos Criminais do RN faz duas paradas de advertência

O Sindicato dos Peritos de Natureza Criminal do Estado do RN – SINDPERITOS decidiu deflagrar uma paralisação de advertência amanhã, dia 21 de maio, das 7 às 13 horas, devido ao não atendimento da elaboração do Plano de Cargos Carreira e Salários – PCCS da categoria, por parte do Governo do RN. O pleito dos servidores objetiva a aprovação do PCCS, com o devido enquadramento dos servidores em cargos e níveis. A paralisação se dará de forma parcial, mantendo-se em operação os serviços que demandam atendimento imediato. O Sindicato comunica ainda que ocorrerá nova paralisação das atividades no dia 23 de maio, na próxima quinta-feira, das 7 às 19 horas, ocasião em que será deliberado acerca de novos movimentos reivindicatórios.

Dos Setores e os serviços paralisados, será feita da seguinte forma a paralisação.

No Instituto de Criminalística de Natal e equipes de pericia criminal nas regionais:

– Não serão realizadas perícias de ofício;

– Os setores da interna não funcionarão, nem para realização de perícia, nem para o recebimento de material, nem para entrega de laudos.

No Laboratório de Pesquisas Forenses de Natal e de Mossoró:

– Os atendimentos a flagrantes serão mantidos;

– O acondicionamento de materiais biológicos e/ou degradáveis serão mantidos;

– Demais materiais não serão recebidos;

– Não serão entregues laudos (exceto constatação de flagrante).

No Instituto de Medicina Legal:

– Não serão realizados exames sexológicos, conjunção carnal e ato libidinoso que tenha ocorrido a mais de 24h;

– Não serão realizados exames de lesão corporal que tenha ocorrido a mais 24h;

– Não serão realizados exames de lesão corporal de presos;

– Estão suspensos todos os demais exames que não tragam prejuízo a perda de materialidade de vestígios.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. N.Mota disse:

    Única carreira da segurança publica sem plano de cargos. Deste jeito, o RN ficará fora do SUSP do governo federal, já que é requisito que todas carreiras da segurança possuam PCCS. Ou seja, não virá verba federal pra segurança do RN!!!

  2. Juca disse:

    Essa estória de plano de cargos fudeu todos os governos estaduais. A corporação faz um tal de plano, coloca um bocado de jabuti no meio e pronto está feito o estrago no cofre. E depois de feito não tem quem desfaça a cagada.

    • M.D.R. disse:

      Fudido, está o funcionalismo há mais de nove anos sem reposição salarial. Se você raciocinar vai encontra os altos SALÁRIOS . ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA, MPRN , JUDICIÁRIO, CONSELHEIROS DO TRIBUNAL, PROCURADORES e todos esses seguimentos tem anualmente seus reajustes , enquanto os BARNABÉS do EXECUTIVO só madeira.

Sindicato diz que servidores do Estado não aceitarão decreto do Governo do RN que suspende gozo e licença-prêmio

Os servidores públicos do Estado, através do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público da Administração Direta do RN(Sinsp), disseram nesta terça-feira(22) que não aceitam o decreto publicado pela governadora Fátima Bezerra, que suspende o gozo e pagamento de licença-prêmio até o fim de 2019.

A categoria classifica a medida como afronta aos servidores. “Não aceitamos o decreto de maneira alguma. Tem servidor que deu entrada há um ano e está aguardando a licença. Não fomos nós servidores que construímos a crise. Não vamos aceitar que ela seja colocada no colo dos servidores, nem que o Governo use os servidores para pagar essa conta. Não somos servidores de gestão, somos servidores do Estado. Elegemos o Governo para governar o Estado, e governar é resolver os problemas. Não foi eleito para massacrar punir”, disse a sindicalista Janeayre Souto em entrevista ao site Tribuna do Norte.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. paulo martins disse:

    Acordem servidores! Fatão e a sindicalha estão fazendo jogo de cartas marcadas, estão blefando.
    Foi assim com relação aos salários atrasados, está sendo assim agora e será assim até o último dia de governo dela. Quem (tiver a sorte de) viver verá.

  2. Ceará-Mundão disse:

    Mas ômi! E ela não é a defensora dos servidores? Não é a queridinha dos sindicalistas, aquela que vivia insuflando greves, estimulando invasões? O que houve? É "górpi"? kkkkkkkk

  3. Conservador disse:

    Oxente !!!!!!!
    A governadora do PT fez isso com os "Companheiros" ????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

  4. Ivan disse:

    Medida acertada, parabéns governadora!!!! Não dá pra arrumar a casa com medidas populistas!!! Todos sabem disso, oposição, situação, e, até os sindicalistas!!! Quem não apóiar, ou é irresponsável, mal intencionado e tá se fazendo de doido, ou, é burro mesmo!!!!

    • João Maria disse:

      Amigo ivan, também sou servidor público estadual há 37 anos, concordo com as medidas da nossa governadora Fátima é que nós estamos um pouco chateados com essa situação mas se a gov. pagar dezembro/2018 e décimo terceiro/2018 nós todos se conformamos e segue o jogo, quer ver ela pague.

    • Indignado disse:

      Devagar com o andor, bem devagarinho! Não sou nenhum desses adjetivos aí que o Sr. Usou, sou servidor público com mais de 20 anos de serviços e contribuições, é meu direito à licença prêmio, está na lei e fiz por merecer! Nenhum direito a menos! Nenhum!

  5. Kalina disse:

    Servira para os marajas da justiça tb??

  6. Teo disse:

    Agora no TJ os servidores recebe um salário + 100% de gratificação chamada GTNS totalizando dois salários, pode vender férias e licença prêmio, os servidores do executivo é na peia.

    • Maria disse:

      Pior que agora é terceirizados em banda de lata. Um batendo no outro desmanchando o que outro fez.

  7. Hilson Rafael disse:

    É o risco da falta de respostas do governo da então Governadora Fátima Bezerra. Não votei nela, mas torço pelo seu sucesso como Governadora eleita pela maioria dos potiguares, é preciso levar em consideração que a situação era conhecida por todos e não há nenhum menino no governo ou na oposição cabendo a estes a resposta que o nosso Estado precisa para reverte essa situação drástica ao qual caminhamos a paços largos nos últimos anos. A resposta é simples ou corta todos os gastos desnecessários assim como privatiza as estatais ou certamente o servidor sequer terá salário para receber muito em breve.

  8. Lorena Galvão disse:

    O PT, PARA OS TRABALHADORES NUM E UM PARAISO, QUE LUTA PELOS DIREITOS DOS TRABALHADORES E AGORA

  9. Véio de Rui disse:

    Aqui no meu município o sinte bateu tanto no coitado do prefeito por que ele falou em suspender temporariamente a licença prêmio, quem diria.

  10. Angélica Dantas disse:

    Gente…. Peraí!
    Falta à citada sindicalista senso de coletividade, sensibilidade e colaboração.
    Que houve?
    Qual aprendizados adquirestes ao longo de tantos anos participando dos "movimentos sociais"?
    Entenda que, pelos próximos anos, NINGUÉM PODE SOLTAR A MÃO DE NINGUÉM!

  11. felipe disse:

    Pobre servidores do executivo, ganham no máximo 1/3 do que ganham os servidores dos outros poderes, sem salários e agora sem licenças. E ainda querem que a segurança, a educação e os serviços de saúde sejam exemplares…

  12. euzim disse:

    Maso pT né bom pros trabaiado?

NOVAS AMEAÇAS: Suposta nota do Sindicato do Crime circula em redes sociais

sindicato

Foto: Reprodução

Roda em grupos de WhatsApp “uma nota atribuída ao sindicato do crime”, o BG não teve como confirmar a autoria, mas como o conteúdo faz sentido, publica abaixo na íntegra:

COMUNICADO OFICIAL DO CONSELHO DO SDC RN Á TODA POPULAÇÃO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE.

Através deste comunicado informamos que os áudios e textos que estão circulando nas redes sociais e mídias falando que o SINDICATO DO CRIME DO RN estaria ordenando ataques desde a última quinta-feira 29/07 Contra creches, escolas, vendedores ambulantes e repasse de salves para toques de recolher em bairros e comunidades, escolas públicas e particulares com a finalidade de intimidar a população do nosso estado, não são verídicas no que se diz respeito a autoria. A autoria dos mesmos é dos nossos rivais da facção PCC e vândalos que estão se aproveitando de toda essa situação difamando e sujando a imagem da família SINDICATO DO CRIME. Frisamos mais uma vez que a nossa luta é contra o ESTADO.

Nossa reivindicação é pela instalação dos bloqueadores de celulares em presídios. Pergunto a vocês cidadãos se sabem quanto estão gastando nesses equipamentos? O estado em 6 meses vai pagar R$ 174 mil a esta empresa (lavagem de dinheiro) porque não usar esse valor para melhorar a segurança externa e saúde. Nós erramos e estamos pagando por isso, mas como ser alguém melhor se não temos um tratamento digno? Não temos nenhum tipo de projetos de ressocialização, alfabetização ou algo do tipo que venha nos manter ocupados. Como ser uma pessoa melhor se nem o que é de direito nos é garantido? Vemos amigos adoecerem e chegarem a perder a vida. Comunicando aos responsáveis nada é providenciado. Temos que ressaltar também os maus tratos, torturas e abusos de autoridade que estão acontecendo em vários presídios e centros de detenção provisória (CDPs) e principalmente nas unidades CDP de CANDELARIA e na triagem de PIRANGI. Queremos deixar bem claro a população e a todos os cidadãos de bem que a nossa luta e contra a máquina opressora do estado que vem nos oprimindo diariamente.

Enquanto os bloqueadores permanecerem em nossas unidades o governo continuará sentindo a nossa força e a nossa união em todo estado. O culpado de tudo isso está acontecendo hoje e do poder público atual Robson Farias e Walter Virgulino. Não queremos guerra queremos a paz em nosso estado e estamos dispostos a parar com os ataques SIM se o Srº secretario e governador retirarem os bloqueadores do presidio estadual de Parnamirim ( PEP ) e parar com o projeto de instalar bloqueadores em novas unidades.

Esta é a mensagem que o Conselho Final do Sindicato do RN tem a passar a população e ao governo”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tania disse:

    Não tem boquinha pra vagabundo.
    Desce a lenha nesses cabras de peia!

  2. Jiordano disse:

    Gostei do texto, quem fez entende um pouco do português, será escrito por alguém desse "sindicato"?

  3. Rodrigo Gomes disse:

    Muito estranho quase nenhum bandido amanhecer morto depois de tantas ameaças a segurança pública, por muito menos já vi amanhecer 10,14, 15 bandidos mortos.
    Tem alguém gostando da BADERNA no estado!!!!

  4. karlo disse:

    Desse horror todo o que me restou e a muitos amigos foi ver a vergonhosa manobra do povo do PMDB e do prefeito(PDT) em querer lucrar politicamente com o caos e com a crise. VERGONHA!
    Pedirei votos onde for possível contra esses que nominei acima.
    Não tenho nenhuma simpatia por Robinson mas acho que ele está agindo como pode. Também não voto em candidato apoiado por ele, exceto se for contra o atual prefeito.

  5. Helio Motta disse:

    Um blog com essa responsabilidade não deveria dar voz e vez a esse tipo de mensagem.
    Se prontificar a ser porta voz de uma facção criminosa não é digno nem se coloca como o esperado para um blog com tamanha credibilidade.
    Ter notícia não justifica tal papel.
    Lamento profundamente que isso tenha acontecido e peço a retirada da notícia como prova de bom senso.

  6. Andinho disse:

    O bom é que eles acusam outra facção de estarem causando este caos, porém no fim da nota exigem que os bloqueadores sejam retirados se não os ataques não terminarão, ou seja são eles ou a outra facção.
    Tem é que descer o cacete neste bando de marginais e cortar as regalias desse povo.

  7. sergio dias disse:

    Quem foi que escreveu esse texto? duvido que tenha sido os bandidos. Foi alguém do PT, da pastoral carcerária, dos direitos humanos ou alguém que gosta de bagunça . Eu não teria colocado esse texto, não se pode dá vez ao fora da Lei.

  8. eduardo disse:

    Essa nota foi escrita por algum vagabundo desses órgãos de direitos humanos… tão vagabundos quantos esses que estão fazendo terrorismo em nosso estado.

  9. Ocsavo disse:

    Já q é a facção rival quem está "sujando" o nome do "sindicato", tenho uma proposta: coloquem as duas facções para resolverem os problemas delas dentro dos presídios "civilizadamente", retirando as seperações existentes. Eles são educados e sabem resolver os problemas sem a intervenção do Estado e sem a necessidade dessa separação.
    A educação é libertadora.
    Simples assim.

  10. Molitonto Já disse:

    Sindicato dos FDP. Todos deveriam ser EXTERMINADOS

  11. Joao disse:

    Parece pessoal da esquerda falando… estado opressor?? Deve ser alguma piada de estudante doutrinado por cartilha cubana falando besteirol.

    • Reaça disse:

      Dentro desse mesmo caldo de cultura, vcs acham que em quanto tempo
      vai começar a aparecer simpatizante do Estado Islâmico dentro de nossos
      presídios? Do jeito que brasileiro gosta de entrar na onda de tudo o que não presta…

  12. Bolsonaro já disse:

    SÓ UM IMBECIL NÃO VAI PERCEBER QUE ESSE TEXTO NÃO FOI ESCRITO POR NENHUM PRESO, ISSO É MANOBRA DOS DIREITOS HUMANOS QUE AO INVÉS DE PROTEGER OS CIDADÃOS DE BEM QUE PRODUZEM, PROTEGEM ESSES VERMES QUE SÓ TRAZEM DESGRAÇA PARA AS FAMILIAS, CELULAR EM PRESÍDIO SÓ SERVE PARA COMANDAR O TRÁFICO, EXECUÇÕES, ESTELIONATOS E SEQUESTROS, QUER FALAR EM CELULAR INFELIZ, ENTÃO SEJA HONESTO, FAÇA O BEM, NÃO ROUBE, NÃO TRAFIQUE E NÃO MATE, DAQUI A POUCO O ESTADO VAI SER OBRIGADO INSTALAR HIDROMASSAGEM NAS CELAS.

  13. Bolsonaro 2018 disse:

    A situação desses vagabundos tão ótimas! Quanto mais morrerem na cadeia melhor! É uma vaga que se abre pra outro vagabundo! Sou a favor de junta pcc, sindicato no mesmo ambiente! Que legal seria td se matando.

  14. André Azevedo disse:

    Não sabia que os ônibus que fazem o transporte coletivo da população são do Estado. Engraçado esses bandidos dizerem que não querem guerra, que desejam a paz, mas vivem de roubar, sequestar, traficar, aterrorizar e matar pessoas de bem. O Governo está certíssimo em agir com rigor. Digo mais, deveria agir dessa maneira sempre, pois só assim irá conseguir diminuir a violência que toma conta do nosso estado. A preocupação e a atuação enérgica, com forte presença do policiamento ostensivo deve permanecer mesmo depois do fim dos ataques. Caso contrário, não iremos tudo voltará ao que era, ou seja, a população continuará à mercê da criminalidade.

  15. Jefferson disse:

    Agora a coisa ficou séria: "vândalos que estão se aproveitando de toda essa situação difamando e sujando a imagem da família SINDICATO DO CRIME."

  16. Militares Unidos pelo Brasil Decente disse:

    Os meliantes estão percebendo que estão perdendo! Nossas forças armadas assim que ocupar as ruas e pontos estratégicos, Mostrará ao Vermes meliantes quem manda! O Estado não deve ceder! Deve avançar e continuar retirando benefícios dos encarcerados (TVs, Celulares e ventilador) pois se querem conforto NÃO Pratiquem crimes e nem comandem esses ATOS Terroristas q estão causando Pânico em ttoda população do RN..e NEM ATAQUEM nossos Policiais e bases da POLICIA! SE DESRESPEITAM A POLICIA TEM QUE TER RESPOSTA DURA E FORTE! Nossas forças armadas darão TOTAL APOIO AOS COLEGAS DAS FORÇAS POLICIAIS! Esperamos que eles Não se atrevam a atacar os quartéis! SEEELVA!!!!!!

  17. Sousa disse:

    Bom dia,

    espero que não censurem meu comentário. Considero um equívoco o blog dar visibilidade a mensagens de uma organização criminosa.

    • Antonio disse:

      Eu também acho um erro divulgar esse tipo de coisa. Eles são bandidos, provocaram terror e agora querem dar uma de coitados…

  18. Henrique disse:

    13 anos do pt só apareceu oq não presta no brasil.

  19. roberto disse:

    O Estado começou, agora mesmo sem infraestrutura vai ter que continuar. Porque se recuar mostrará medo e será uma carta branca pra eles " presos" exigirem mais benefícios, já que vai ficar comprovado a incompetência em gerenciar crises.

  20. Marcos disse:

    "Quando a educação não é libertadora o sonho do oprimido é ser o opressor" , Nelson Mandela. Fica ai a reflexão para os leitores.

    • fernando disse:

      Perfeito Marcos.

    • A.C disse:

      Concordo Marcos. É preciso, urgentemente, traçar medidas de longo prazo que diminuam a segregação social. Caso contrário, os conflitos só aumentaram e situações como as de agora se tornarão cada vez mais comuns… Permanecemos na luta de classes… lamentavelmente…

  21. paulo martins disse:

    Depois da era petralha, a era que já era, a expressão "sindicato do crime" virou mero plenasmo.

  22. Cleide disse:

    Texto tão bem escrito. Tem bandido sabido assim? Bota esse marginal p dar aula de português aos colegas e usar a sua inteligência a serviço de algo bom.

  23. GALVÃO disse:

    SE NÃO QUE SOFRER "COM MAUS TRATOS", NÃO COMETA CRIME.
    ?☠

  24. JUMENTO DESEMBESTADO disse:

    MATA TODO MUNDO NESSA PORRA E RESOLVE O PROBLEMA!!

  25. Luciana Morais Gama disse:

    Qual central sindical esse sindicato é filiado??

  26. Kaio L disse:

    Isso é quase uma msg pedindo arrego…. O estado enfim parece que vai vencer uma!

  27. Kall disse:

    kkkkkkkkkk
    Bandidos da pior qualidade falando em "estão difamando e sujando nossa imagem" ou "nossa luta é contra o ESTADO", "queremos paz"…
    VAGABUNDOS!! Isso é o que vocês são, e ESTADO está mais que correto em combatê-los…aliás, já era hora deles mostrarem que não vivemos em "terra de ninguém".
    Se quisessem se manter ocupados, não entrariam para o mundo co crime, então não culpem o ESTADO por não disponibilizarem projetos em seu favor. Aproveitem o tempo que ficarem enjaulados para decidirem mudar de vida.

  28. marcelo disse:

    Se o estado e os poderes constituídos voltarem a atrás e cederem a pressão desses marginais e pseudos sindicatos é melhor renunciarem aos cargos e colocarem os pijamas. Bandido bom é bandido morto. Mordomia ou direitos devem serem dado sim aos homens de bem e cidadãos. Para marginais somente bala, rigores e tolerância zero.

Sindicato dos Policiais Federais repudia publicação de Veja e diz que reportagem “não tem relação com a realidade”

O Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais emitiu uma nota de repúdio contra a reportagem da Veja deste final de semana em que um agente da Polícia Federal supostamente estaria ajudando o ministro-chefe da Casa Civil durante as investigações da Operação Lava Jato.

Confira a nota na íntegra:

NOTA DE REPÚDIO SIPEFR-RN

Tendo em vista a reportagem da revista Veja, publicada na edição do dia 04 de março do corrente ano, que repercutiu negativamente a imagem dos Policiais Federais, os representantes dos Policiais Federais no estado do Rio Grande do Norte, vem a público explicar que as informações trazidas pela reportagem não tem qualquer relação com a realidade.

Nenhum dossiê foi elaborado, ou sequer entregue, pelo Policial Federal Flávio Werneck. No encontro oficial mencionado pela revista, à época, novo Ministro Chefe da Casa Civil e o referido Policial, como já explicado na mídia, foram tratados assuntos de interesse da reestruturação e aprimoramento da Polícia Federal, tendo sido entregue documento oficialmente elaborado pela Federação que tratava da reestruturação da carreira Policial Federal. Mostrando ao novo ministro o quanto já haviam avançado as tratativas com seu antecessor.

Entendemos que a publicação denigre de maneira acintosa e denota de forma extremamente pejorativa um membro muito respeitado da Polícia Federal. É fato que a notícia tenta desestabilizar a Federação dos Policiais Federais, bem como os policiais Federais como um todo, por perceberem os avanços registrados junto a todos os setores, político, governamental, imprensa, judiciário, ministério público e sociedade.

Ao contrário de tentar denegrir a imagem do Juiz Sérgio Moro ou prejudicar de qualquer maneira os trabalhos relacionados à Operação Lava Jato, como já tem sido veiculado pela imprensa, o Policial Flávio Werneck muito contribuiu para a não desestabilização da operação Lava Jato, fato que é de conhecimento dos Procuradores da República que estão trabalhando na mesma.

Na certeza que a verdade dos fatos virá à tona, aparentemente a revista Veja publica informações enganosas plantadas por pessoas com interesses escusos, esses possivelmente buscando criar um ambiente desfavorável dentro da Polícia Federal e assim dar margem para ilações inverídicas e maliciosas para macular inclusive a imagem da operação Lava Jato. A Polícia Federal é forte e segue tranquila buscando que a verdade prevaleça.

SINPEF – RN
Sindicato dos Servidores do Departamento de Polícia Federal do Rio Grande do Norte

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. EDER disse:

    FAÇA COMO OS CORONÉS, OBRIGUE O JORNALISTA A ENGOLIR SEM MASTIGAR AS PÁGINAS DA REPORTAGEM. SE CONTINUAR FAÇA ENGOLIR A REVISTA TODA. (SEM MASTIGAR)

  2. Carlos Bastos disse:

    Revista nojenta,

Sindlimp apresenta queixa-crime contra a Prefeitura e não descarta greve

Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio, Conservação, Higienização e Limpeza (Sindlimp) apresentou uma queixa-crime contra a Companhia de Serviços Urbanos (Urbana) e contra a Prefeitura de Natal por apropriação indébita e não descarta iniciar um movimento de greve.

De acordo com o presidente do Sindlimp, Wilson Duarte, as duas ações são distintas. A queixa-crime é referente a suposta prática de apropriação indébita da Prefeitura e da Urbana que estariam recolhendo as taxas sindicais e só repassando com atraso abrindo espaço para o uso indevido dos recursos sindicais também. Já a greve, parte de uma pauta extensa da categoria.

“A Urbana suspendeu alguns pagamentos, retirou benefícios dos trabalhadores, está retendo os recursos do Sindicato para custear o trabalho em prol da categoria. A pauta é extensa. São oito itens e a Urbana não se posicionou. Estamos aguardando. Se nada for feito, partiremos para uma greve”, afirmou.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Francisco de Assis Xavier disse:

    O Sindlimp tá reclamando de barriga cheia, a Urbana tem os maiores salários do Municipio, uma média salarial de R$ 6.000,00, uma folha de pagamento mais de R$ 5.000.000,00 mês, não tem nenhuma receita a não ser a TLP que sua recadação anual não cobre a folha anual, uma divida maior que R$ 200.000.000,00, o Sindlimp se cuide porque se não a Urbana vai é fechar, hoje em todo Brasil somente duas capitais não são totalmente terceirizada Rio de Janeiro e Natal, cuidado Sindlimp abra o olho porque se não a vaquinha vai morrer

Sindicato dos Servidores do Judiciário terá nova diretoria

O Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado do Rio Grande do Norte terá nova direção a partir do dia 07 de janeiro de 2016. A Chapa oposicionista, Renovação & União sagrou-se vitoriosa com 684 votos, contra 477 votos da Chapa 1, Lado Certo, que perde o poder.

A eleição mostrou que a categoria não aprovou a forma radical e intransigente de conduzir a entidade da atual gestão.

A nova Diretoria tem como diretor coordenador Gersonilson Martins Pereira para o triênio 2016/2018. O Sindicato recebeu, só este ano, R$ 5,5 milhões de repasses de contribuições dos filiados.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Alcides disse:

    Notícia velha e desqualificada.

  2. Observador Jurídico disse:

    Surra grande. A atual Diretoria esqueceu seus compromissos com os servidores, em especial os Diretores de Secretaria, para obedecer a um comando nacional, com fins políticos e q passava pela desmoralização da Justiça e dos Juízes.

MPRN emite nota em “resposta” às críticas do Sindicato dos Jornalistas

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) emitiu uma nota em resposta ao Sindicato dos Jornalistas (Sindjorn), que criticou a postura da instituição em privilegiar o Fantástico na divulgação de informações sobre a Operação Novos Rumos, que prendeu policiais acusados de se utilizar da função para praticar crimes.

Confira aqui a nota do Sindjorn e abaixo a resposta do MPRN.

O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, em razão da nota emitida pelo SINDJORN, em que critica o tratamento da informação por parte do Ministério Público em relação aos órgãos da imprensa local, presta os seguintes esclarecimentos:

1- A política de comunicação do Ministério Público tem como premissa a publicidade de seus atos, salvo nas hipóteses de sigilo, decorrentes de lei ou de decisão judicial;

2- Na mesma linha, compreendemos que a população tem o direito de ser informada sobre os fatos de interesse público e o Ministério Público tem o dever de prestar essas informações, sendo a imprensa, ao longo dos anos, o esteio e o instrumento por excelência para alcançar essa finalidade;

3- Os profissionais da imprensa potiguar são dotados de competência e credibilidade, e não existem razões de ordem pessoal ou individual que possam inviabilizar um relacionamento institucional do mais alto nível profissional, nem abalar o firme compromisso do Ministério Público de franquear a informação de maneira universal aos mais diversos órgãos de imprensa;

4- É da natureza do jornalismo a descoberta e a investigação de fatos, que muitas vezes desencadeia a atuação do próprio Ministério Público, e não concebemos, de fato, um Estado Democrático de Direito sem uma imprensa forte, independente e livre para informar.

5- É natural que no relacionamento entre o MPRN e a Imprensa ocorram eventuais desentendimentos, decorrentes de visões diversas sobre os processos a serem adotados para comunicar fatos de interesse público, o que reforça a necessidade de diálogo que permita o aperfeiçoamento das práticas em benefício do direito à informação do cidadão.

6- Estamos dispostos a discutir a melhoria da interlocução com a imprensa, colocando-nos à disposição do SINDJORN para alcançar esse fim.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jose Mané disse:

    ZERO NA EXPLICAÇÃO. NAO JUSTIFICA

  2. Junior pinheiro disse:

    Que tal holofotes nacionais,vai trocar é? TEM MENINO NAO!!!????

  3. Manoel disse:

    Claro que entre uma reportagem na Globo e uma local eles privilegiam a Globo. Isso acontece faz 100 anos. Jornalismo daqui quase sempre tà ligado com politico. Melhor a Globo nacional mesmo.

  4. Emmanuel disse:

    Essa nota do MPRN não explica nada.

Sindicato pede no STF que supersalários do Senado sejam pagos em 24h

O Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo Federal e do Tribunal de Contas da União (Sindilegis) apresentou nesta segunda-feira, 24, petição ao Supremo Tribunal Federal (STF) em que pede para que os supersalários do Senado sejam pagos em 24 horas.

A medida ocorre após o presidente da Casa, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), recorrer na última quinta-feira, 20, da decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do STF, que determinou às Casas do Congresso que voltassem a pagar salários superiores a R$ 29,4 mil, que é o teto do funcionalismo público.

No recurso, o Senado sustenta que a ação não deveria ter sido proposta contra as mesas diretoras das duas Casas legislativas, mas contra o Tribunal de Contas da União (TCU), que recomendou o corte nos salários superiores ao teto. “Estas autoridades apontadas como coatoras (Senado e Câmara) apenas deram cumprimento à decisão que o Tribunal de Contas da União proferiu”, alegaram.

Para o sindicato, entretanto, o recurso interposto pela Mesa do Senado Federal é “manifestamente incabível”. Na peça protocolada nesta segunda-feira, a entidade requer “a determinação de que a liminar seja efetiva e imediatamente cumprida pela Mesa Diretora do Senado Federal, no prazo máximo de 24 horas, com o imediato retorno das verbas cortadas sem o contraditório; e a expedição de mandado de prisão em desfavor da autoridade coatora”.

Ao contrário do entendimento do Senado, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), após reunião com a cúpula da Casa na semana passada decidiu que a partir deste mês os valores que ultrapassam o teto constitucional fossem pagos aos servidores.

Já Renan, logo após tomar conhecimento da decisão, classificou como “absurda a liminar expedida pelo ministro Marco Aurélio Mello e chegou a sugerir que o pagamento acima dos tetos fosse retomado por meio de depósito judicial em uma conta bancária específica.

Em outubro do ano passado, a Câmara e o Senado acataram uma recomendação do Tribunal de Contas da União (TCU) e oficializaram o corte dos salários de 1,8 mil funcionários que excediam o limite. Na liminar concedida no último dia 15, o ministro Marco Aurélio Mello não trata do mérito do pagamento, mas alega que nem a Câmara nem o Senado ouviram a manifestação da defesa dos servidores.

Estadão

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcos Aurélio disse:

    A maior riqueza dos seres humanos é a inteligência, a compreensão clara dos acontecimentos e das coisas. Quando nos falta lucidez, ficamos desarmados, e consequentemente, vulneráveis.

Deputada admite que PSOL usou dinheiro de sindicato

Gravações feitas por dois ex-funcionários do gabinete da deputada estadual Janira Rocha (PSOL) presos na última segunda-feira após tentarem vender um dossiê por R$ 1,5 milhão mostram trechos em que a parlamentar reconhece que recursos do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho e Previdência Social do Rio (Sindsprev) foram usados em sua campanha e de outros integrantes do partido e na “construção do PSOL”.

Parte das gravações foi feita durante reunião da deputada, ex-diretora do Sindsprev, com integrantes da direção atual do sindicato em que se discute como deveria ser o relatório de seis meses da gestão, que seria analisado pelo conselho fiscal, formado por adversários internos de Janira. Não está clara a data da reunião, mas comentários dos participantes indicam que ocorreu há poucos meses.

“Todo mundo sabe que foi dinheiro para minha campanha e todas as outras campanhas (…) O relatório tem que ser cuidadoso. A gente pode botar que foi para atividades políticas, mobilizadoras. Não dizer ‘foi para a construção do PSOL’ ou ‘foi para eleger deputada’ (…) Isso não pode ir (para o relatório), porque isso é crime, tanto do sindicato como crime nosso, crime eleitoral”, diz Janira aos sindicalistas.

Em outro trecho, Janira reconhece irregularidades cometidas no sindicato durante a gestão colegiada da qual fez parte. A deputada se desligou do Sindsprev para disputar a eleição de 2010. “Nós também fizemos m… Contratamos uma porrada de gente para esse sindicato (…) o problema da utilização da estrutura, pegamos dinheiro emprestado fora das regras (…) Tem roubo? Não tem roubo para nós, do ponto de vista moral. Lá fora, para eles, é m…, é roubo.” Em entrevista na terça-feira, a deputada disse que as gravações estavam fora de contexto. Nesta quarta-feira, 4, não quis falar.

Renúncia, A deputada renunciou aos cargos de presidente do PSOL-RJ e de líder do partido na Assembleia depois que os dois ex-assessores foram presos quando tentavam vender o dossiê à secretária estadual de Defesa do Consumidor, a deputada estadual licenciada Cidinha Campos (PDT).

Janira será investigada pela comissão de ética do PSOL e pela Corregedoria da Assembleia. Principal líder do PSOL no Rio, o deputado estadual Marcelo Freixo disse que o partido pretende resolver a questão logo. “O que vai diferenciar o PSOL nesse mar de lama que é a política brasileira não são as pessoas, mas como o partido reage aos problemas”, disse Freixo.

Em nota oficial, a Diretoria Colegiada do Sindsprev do Rio repudiou a informação de que financie a campanha de Janira.

Estadão

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ingrid Lilly disse:

    Até que enfim admitiram esse absurdo. Agora quero ver o Freixo dizendo que os assessores doavam e salário e tentavam "extorquir" Janira, que cômico!

  2. Sergio Nogueira disse:

    Basta pertencer a um partido político para que alguém lance sobre si as maiores e mais fundadas dúvidas sobre sua honestidade. Aqui na aldeia esses nanicos comunistas já dizem a que vieram. Na CMN seus três talibans não promoveram qualquer ato que demonstrasse avanço para cidade. Só sabem gritar, fazer zoada e promover as manipredações que vitimaram a cidade por algum tempo. Teremos que sustentá-los mais 3 anos e meio, mas depois todos voltarão às suas tumbas.

Sindicato dos Servidores do MP Estadual consegue Registro Sindical

O Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte (SINDSEMP/RN) conquistou o Registro Sindical e desde ontem, 28, já conta com maior legitimidade para melhor representar a categoria profissional dos servidores do MP em todo o Estado.

O Registro Sindical foi deferido pelo Secretário de Relações do Trabalho, por determinação da Justiça do Trabalho em Brasília, em ação movida pelo SINDSEMP/RN.

Para o Presidente do Sindicato dos Servidores do MP Estadual, Aldo Clemente Filho, o Registro Sindical chega em uma boa hora e irá fortalecer a entidade na defesa daqueles que fazem a categoria.

“É importantíssimo, muitos sindicatos antigos não possuem registro e nós alcançamos esse feito. Um passo fundamental para legitimar e fortalecer ainda mais a entidade na defesa dos interesses de todos os servidores do Ministério Público no Rio Grande do Norte”, destacou.

O Presidente do SINDSEMP/RN lembra que o pleito da entidade para deferimento do Registro Sindical foi feito desde 2010. E como, administrativamente, o Ministério do Trabalho e Emprego não concluía a análise do processo foi necessário o ajuizamento de ação na 2ª Vara do Trabalho de Brasília, para agilizar o andamento do cadastro sindical.

Assim, após decisão judicial do Tribunal Regional do Trabalho, da 10ª Região, com antecipação de tutela ao SINDSEMP/RN, o Ministério do Trabalho e Emprego deferiu o Registro Sindical objeto de processo administrativo.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João Silva disse:

    Parabéns à Associação Recreativa dos Técnicos Administrativos (Efetivos) de Natal lotados na Procuradoria-Geral de Justiça! Agora 30% dos servidores do MPRN possuem representatividade!