Política

Maia reclama de “traição” de partido e confirma que vai deixar o DEM para fazer oposição a Bolsonaro

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ex-presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (RJ), confirmou que vai deixar o DEM para fazer oposição a Jair Bolsonaro. Após ver seu candidato na eleição à Presidência da Câmara abandonado em nome da aproximação de seu partido com o Presidente da República, Maia disse que o DEM regrediu aos tempos de Arena, voltando à extrema-direita.

“O partido voltou ao que era na década de 1980, para antes da redemocratização, quando o presidente do partido aceita inclusive apoiar o Bolsonaro”, disse Maia em entrevista ao jornal Valor Econômico. E completou: “O DEM decidiu majoritariamente por um caminho, voltando a ser de direita ou extrema-direita, que é ser um aliado de Bolsonaro.”

Maia afirmou que vai fazer o pedido de desfiliação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para “dormir tranquilo”. “Vou pedir minha saída no TSE (…). Hoje posso dizer que sou oposição ao presidente Bolsonaro. Quando era presidente da Câmara, não podia dizer. Mas agora quero um partido que eu possa dormir tranquilo de que não apoiará [o presidente]. (…) Não quero participar de um projeto que respalda todos os atos antidemocráticos.”

A decisão de Maia de deixar o partido foi tomada após o DEM abandonar a candidatura de Baleia Rossi (MDB-SP) à presidência da Câmara, declarando neutralidade na véspera da eleição, o que liberou os deputados a votarem no candidato bolsonarista, Arthur Lira (Progressistas-AL). O ex-presidente da Casa criticou duramente o presidente do partido, ACM Neto (BA), e o governador de Goiás, Ronald Caiado, pela mudança de posicionamento do partido. “Foi um processo muito feito do Neto e do Caiado. Ficar contra é legítimo, falar uma coisa e fazer outra não. Falta caráter, né?.”

Ainda de acordo com Maia, a formação da chapa encabeçada por Baleia foi discutida com o presidente e o líder partidário, que aprovaram a escolha como parte de uma estratégia para viabilizar também a eleição do candidato Rodrigo Pacheco (DEM-MG) no Senado, esvaziando um possível bloco do MDB em torno do nome de Simone Tebet (MDB-MS).

A “traição” do partido, contudo, só foi notada em uma reunião de líderes no dia 31 de janeiro, às vésperas da eleição. “Não podia imaginar que um amigo de 20 anos ia fazer um negócio desses”, disse Maia sobre ACM Neto. E completou: “Mesmo a gente tendo feito o movimento que interessava ao candidato dele no Senado, ele entregou a nossa cabeça numa bandeja ao Palácio do Planalto.”

Além da questão envolvendo a eleição no Congresso, Maia disse que as decisões dos líderes do DEM estão transformando a sigla em “um partido sem posição” – mencionando uma entrevista em que o ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, diz que pode ir “do Bolsonaro ao Ciro Gomes” – e sem projeto de país. “Deste partido eu não tenho mais como participar porque não acredito que esse governo tenha um projeto, primeiro, democrático, e, segundo, de país”.

Maia ainda colocou que, com a aproximação cada vez maior do DEM com Bolsonaro, a tendência é que a aliança entre o partido e o presidente ultrapassem a pauta econômica. “Não descarto nem a hipótese de Bolsonaro acabar filiado ao DEM”.

Estadão

Opinião dos leitores

  1. Os canalhas estão se unindo ao Agripino, frota,Joice, agora o escroto do nhonho e em breve teremos o Kim kataguiri se unindo a esses bandidos antipatrotas.

  2. SE TIVESSE ATENCIPADO ESSE CANALHA DO BOLSOTRALHA JA ESTARIA NA CADEIA…AGORA E IMPECHEMANT JÁ FORA BOLSONARO BOSTAO

  3. É Cômico ler nos comentários petista falando de politico ladrão,envolvido no mensalão,no petrolão,é o mal de todo canalha ter a memória curta.Esqueceram do LULADRÃO,o Adestrador de Jumentos????

    1. Cômico mesmo é ver os bolsopetistas insistirem no argumento de que quem vê o que o MINTOmaníaco faz é petista! Omi, não me fale isso que é pior que xingar! Bolsonaro só quer saber de abafar o esquema de corrupção da família! Lulaladrão e o PT são passado! O que mais torce para Lula ser candidato em 2022 é o próprio MINTO!

  4. O ICMS é mais que o dobro dos impostos federais. Tá na hora dos governadores darem sua contribuição.

  5. Esse Idiota vulgo Botafogo, tem todos os pré-requisitos para se filiar ao PT,até da lista da Odebrecht ja é inscrito !!!!

  6. Quem diria, ver uma "Direita Honesta" kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, ficar contra o Botafogo, mas para ficar ao lado do líder do centrão Arthur Lira, deputado do PP (o mesmo partido com o maior número de políticos corruptos pelos no Petrolão e Mensalão), honesto (tá respondendo por alguns crimes em AL investigado pelo MPF e PF), homem de família (só tem que responder por agressão a mulher), mas que a direita brasileira só tem gente boa e de princípios (sqn####).

  7. As máscaras vão caindo. Esse deputado inexpressivo, eleito pelo RJ com míseros 70 mil votos, SABOTOU um governo eleito com 60 milhões, enquanto posava de "democrata". Voltará a sua insignificância política e terá de batalhar MUITO por sua reeleição. E que tome cuidado com a PF, já que está envolvido em investigações em andamento. O "Botafogo" das planilhas de corrupção da Odebrecht.

  8. O DEM vai encolher. O partido é mais um daqueles que cola no governo e abandona quando o mesmo governo afunda.

  9. Deixa esse picareta, enrolado até na alma em falcatruas, que vinha boicotando o Brasil, político de quinta categoria, enfadonho, mentiroso ir para qualquer partido, bom mesmo seria ir para o PT, afinal ele encontraria vários colegas em ascensão politica ou tentando sobreviver nela.

  10. Quem é Maia heim???
    Só sei do DEM.
    AGORA É BOLSONARO.
    Um caba desses traiu o país, aí vem com uma conversinha dessas.
    O maior traíra, vagabundo esse filhote de cesar maia.
    Vai andar nos jatinhos da FAB agora só se for no inferno.
    Cabra de pêia.
    Vai pro PT.
    PSOL
    lá eles te espera, e da mesma sua laia.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Ato anunciado por Lira para oficializar o apoio do DEM não acontece

O candidato à presidência da Câmara Arthur Lira (PP-AL) divulgou no início da manhã desta segunda-feira (1º) em sua agenda que às 9h30 haveria um ato de oficialização do apoio do DEM à sua candidatura. O evento, no entanto, não ocorreu. O DEM disse, por meio da assessoria da sigla, que não estava sabendo do ato. Questionada sobre o desencontro de informações, a assessoria de Lira afirmou que caberia ao DEM responder.

De acordo com o blog da Andréia Sadi, o presidente do DEM, ACM Neto, mandou cancelar a cerimônia.

Com isso, o apoio do DEM a Lira não está oficializado. No início da campanha à presidência da Câmara, o partido havia anunciado apoio a Baleia Rossi (MDB-SP), candidato do atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ). A eleição está marcada para o início da noite desta segunda.

Nos últimos dias, integrantes da bancada do partido têm demonstrado desejo de migrar para o bloco de Lira, candidato apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro e um dos principais líderes do Centrão.

De acordo com o blog do Valdo Cruz, uma reunião da executiva do DEM ocorrida no domingo (31) optou pela neutralidade do partido na disputa. Ou seja, a direção partidária liberaria a bancada para votar como quiser.

Essa decisão desagrada Maia, que se empenhou na candidatura de Baleia e tem rivalizado politicamente com o Palácio do Planalto.

O blog da Natuza Nery informou que, em reunião na noite de domingo entre Maia e presidente e líderes de partidos, o presidente da Câmara externou a insatisfação com a possibilidade de o DEM desembarcar do bloco de Baleia. Ainda segundo o blog, relatos de políticos presentes à reunião dão conta de que Maia cogita, diante dessa postura do DEM, aceitar um dos pedidos de impeachment contra Bolsonaro. Essa decisão, pela lei, cabe exclusivamente ao presidente da Câmara.

G1

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Maia diz a deputados que decidiu deixar o DEM após eleição na Câmara

Foto: Najara Araújo/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), decidiu deixar o DEM após a eleição para o novo comando do Congresso, marcada para esta segunda-feira (1). Insatisfeito com a decisão da executiva do partido de manter a neutralidade na disputa entre Baleia Rossi (MDB-SP) e Artur Lira (PP-AL) para sua sucessão, Maia disse à CNN que sua permanência na legenda é insustentável e decidiu deixar o partido.

Ontem à noite, ele comunicou sua decisão a alguns, entre eles, o presidente da legenda, ACM Neto. Só após a eleição de hoje adotará os procedimentos formais para sua desfiliação.

Para manter o mandato, Maia irá ao TSE explicar as razões de sua saída e depois do acordo com o órgão, formalizará, por escrito, seu desligamento ao DEM.

Ontem, após o DEM decidir abandonar o apoio à candidatura de Baleia, Maia falou por telefone com o prefeito Eduardo Paes que afirmou sua solidariedade.

O deputado já não participou da reunião da executiva do DEM.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Um deputado SEM VOTOS (elegeu-se com 74 mil votos no RJ), com o nome envolvido em corrupção (o pai e o sogro dele também), que atrapalhou o Brasil durante TODO o tempo em que dirigiu a Câmara. Tchau, "Botafogo", e receio pela PF na sua porta. Há várias delações na PGR que envolvem seu nome. E está saindo o livro do Cunha com muitas revelações. Acabou pro Nhonho.

  2. Esse canalha antipatriota só tem vaga nos partidos de esquerda e certamente é o Último mandato dele como deputado federal.

  3. Esse bobão tem é que se preocupar com a sua reeleição para Deputado Federal. Na última quase não se elegia. Hoje sofrerá mais uma grande derrota e passará a ser somente mais um na câmara.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

DEM mira eleição no Senado e busca o PSD para Rodrigo Pacheco

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O Democratas (DEM) vai priorizar a eleição para presidência do Senado e busca o apoio do PSD, segunda maior bancada da Casa, para o candidato do partido, senador Rodrigo Pacheco (MG). As negociações estão avançadas e líderes do PSD já dão como quase certa a aliança entre as duas legendas.

Rodrigo Pacheco é o candidato escolhido pelo atual presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), para sucedê-lo no posto. Hoje, nas contas de aliados de Alcolumbre, se o PSD fechar com o senador mineiro ele já teria um pouco mais de 40 votos garantidos. Ele precisa de mais de 41 votos.

Nome levado por Alcolumbre ao presidente Jair Bolsonaro para ter o apoio do governo, Rodrigo Pacheco tem sido aconselhado a traçar uma estratégia em que mostre não ser um candidato nem governista nem contra o Palácio do Planalto, mas voltado aos interesses do país e dos senadores de todas as legendas.

A cúpula do DEM acredita que Rodrigo Pacheco tem chances reais de se eleger e espera a definição do MDB para definir novas estratégias em busca de apoio. O plano ideal para o Democratas é o MDB não lançar candidato, mas essa possibilidade é vista como algo impossível.

Maior bancada do Senado, o MDB quer voltar a comandar a Casa e tem quatro pré-candidatos. Dois são líderes do governo, os senadores Eduardo Gomes (TO) e Fernando Bezerra (PE). Outro é o líder da bancada no Senado, Eduardo Braga (AM), além da senadora Simone Tebet (MS).

A avaliação de aliados de Rodrigo Pacheco é que o MDB pode sair, mais uma vez, rachado na definição do seu candidato, o que acabaria favorecendo o senador mineiro. O mesmo aconteceu na última eleição, quando Davi Alcolumbre venceu Renan Calheiros (AL).

Blog do Valdo Cruz – G1

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

“Continuo com os ideais liberais e conservadores que me elegeram”, diz deputado estadual Arthur do Val, o “Mamãe Falei”, sobre sua expulsão do DEM

Foto: Reprodução

O deputado estadual Arthur do Val, o “Mamãe Falei”, tuitou sobre sua expulsão do DEM.

Segundo o parlamentar, que é do MBL e já foi apontado pelo movimento como pré-candidato à prefeitura de São Paulo, a expulsão se deu porque ele descumpriu o estatuto do partido e não votou com a bancada.

“Sem partido ou em uma nova sigla, continuo com os ideais liberais e conservadores que me elegeram, ao lado dos meus eleitores e seguidores”, postou Do Val no Twitter.

O Antagonista

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

DEM expulsa deputado Arthur do Val, o ‘Mamãe Falei’

Foto: Reprodução

DEM de São Paulo expulsou o deputado estadual Arthur do Val, o Mamãe Falei, que é integrante do Movimento Brasil Livre (MBL). A informação é da revista Crusoé.

A decisão foi tomada durante reunião extraordinária da executiva nacional do partido nesta segunda-feira (18). O deputado, no entanto, ainda não se pronunciou sobre a expulsão.

Os dirigentes do partido avaliaram que o parlamentar descumpriu o estatuto do partido ao não votar com a bancada, mas pesou também as críticas reiteradas que Arthur do Val fazia contra o governo Doria (PSDB) – tanto na tribuna da Assembleia Legislativa como nas redes sociais. O vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, é o presidente estadual do DEM.

O MBL já havia anunciado a intenção de lançar Arthur do Val como candidato à prefeitura de São Paulo em 2020 para disputar com Bruno Covas, atual prefeito, que tem o apoio do DEM.

Jovem Pan

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

DEM troca comando da legenda: sai Agripino e entra ACM Neto

por Dinarte Assunção

O senador José Agripino deixou o comando do DEM, após sete anos à frente da legenda. O novo presidente nacional da legenda é o prefeito de Salvador, ACM Neto.

A transmissão ocorreu nessa quinta. ACM afirmou que dialogará com todos os partidos, menos o PT. O DEM apresenta Rodrigo Maia, presidente da Câmara, com pré-candidato à Presidência.

Em dezembro do ano passado, Agripino estava previsto para ser reconduzido ao cargo, mas a convenção foi adiada.

No mesmo mês, quando o STF o tornou réu, parlamentares da legenda passaram a discutir sua substituição.

Aliados do senador, no entanto, defendem que a saída dele já deveria ter se dado há muito tempo para que ele pudesse se dedicar a outras causas e porque cumpriu sua missão.

Nos sete anos em que esteve à frente da legenda, Agripino conduziu a expansão da legenda, cuja bancada passou de 21 para 35 presidentes. Sua capacidade de articulação política e diálogo foram decisivas para esse êxito.

Além disso, os aliados defendem que agora ele não precisará mais focar em demandas de outros estados para resolver questões pontuais, o que permitirá, por exemplo, que Agripino foque nas questões do Estado.

Opinião dos leitores

  1. Focar as questões do Estado?
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk….
    Que Estado cara pálida?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Temer e DEM tentam atrair Doria para a eleição de 2018

A disputa interna do PSDB pela vaga de candidato à Presidência em 2018 chegou a partidos aliados dos tucanos. DEM e PMDB, que integram a núcleo duro de apoio ao governo Michel Temer, se aproximaram do prefeito João Doria e sinalizaram com a possibilidade de lançá-lo candidato ao Planalto. A abordagem peemedebista foi feita pelo próprio presidente Michel Temer (PMDB). Ele disse ao prefeito que “as portas do PMDB estão abertas” para o tucano disputar a Presidência da República no ano que vem.

O “convite” foi feito durante uma conversa entre eles nesta segunda-feira, 7, na Prefeitura, pouco antes de um evento no qual o presidente distribuiu publicamente afagos a Doria, segundo relatos de quem estava no local. Procurada, a assessoria do Planalto negou o convite.

O DEM também sondou Doria sobre a disputa presidencial tendo no horizonte uma dobradinha entre ele e um quadro do partido em 2018. No limite, o DEM também está de portas abertas a Doria caso ele não consiga se candidatar a presidente pelo PSDB em 2018. Os nomes citados para compor a chapa são o prefeito de Salvador, ACM Neto, e o ministro da Educação, Mendonça Filho.

Opinião dos leitores

  1. A cada novo pleito apresentam o mesmo cavalo de Tróia se valendo a muito do fato de que com a mínima mudança na
    característica do mesmo é possível ludibriar os tolos entorpecidos

  2. Até nisso o PSDB fica em cima do muro. O partido só tem esse nome, ninguém vota em Alckimin, Aécio ou Serra, exceto seus estado de origem e eles ficam fritando o único nome viável que existe.
    Vai para o DEM Dória, você e Bolsonaro tem que disputar a eleição presidencial de 2018 para que nenhum nome do PT cheque ao segundo turno.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Joanilson confirma convite de José Adécio para se filiar ao PSDC: “Mas sem presidência”

joanilson-de-paula-rego-wr-2-1024x679O vereador de Natal Joanilson de Paula Rego, presidente estadual do PSDC, confirmou ao blog que convidou o deputado estadual José Adécio para se filiar ao partido, mas foi enfático ao afirmar que o convite não envolve a presidência.

“José Adécio é um grande político. Sua experiência, história e força, com certeza, fortalecerão o partido e a ele mesmo. Esse convite foi feito para que ele se filie aos quadros do PSDC e esperamos que ele aceite, mas nada de presidência. A Presidência do partido continua comigo”, pontuou.

Segundo Joanilson, o partido ampliou as cadeiras em várias câmaras municipais espalhadas pelo estado, conquistou espaços importantes nesses últimos anos e que está trabalhando para manter ou ampliar as duas cadeiras na Câmara Municipal de Natal (CMN).

“O partido cresceu sob meu comando. Não faz sentido a troca na Presidência. Acho que houve um mal entendido nessa informação. continuo na Presidência”, afirmou.

Depois de ser excluído da executiva estadual do DEM sem qualquer comunicado prévio, José Adécio aguarda a janela de transferências sem perda do mandato para trocar de partido. Ele que sempre foi ligado politicamente ao presidente do DEM e senador José Agripino Maia, teve divergências nas eleições do ano passado ao decidir apoiar o governador Robinson Faria. Ele ainda estuda para qual partido ir.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Agripino espera que Brasil se reencontre após processo de impeachment

Foto: Moreira Mariz / Agência Senado
Foto: Moreira Mariz / Agência Senado
O senador José Agripino Maia (DEM) vai engrossar o caldo dos políticos que são a favor do processo de impeachment, se todo o processo for aprovado na Câmara dos Deputados, ele fará parte dos senadores que votarão pelo afastamento em definitivo ou não da presidente Dilma Rousseff.

Contudo, Agripino espera que com essa abertura, acabe a novela de chantagens instalada entre o presidente da Câmara Eduardo Cunha, que tenta se salvar da cassação por quebra de decoro parlamentar ao mentir para o Conselho de Ética sobre os milhões de reais que mantinha fora do Brasil e que o país reencontre o caminho do desenvolvimento.

“O país agora sai do impasse sobre se Dilma fica ou sai. E com essa definição o Brasil reencontrará o seu caminho”, disse. De fato o Brasil vive uma crise política e financeira. Grande parte dela é causada pela queda de braço entre a Câmara e o Governo Federal.

Opinião dos leitores

  1. Me engana que eu gosto, Tú es do vermei, es um combatente fervoroso dos Petralhas, mas vc tem toda razão, vivemos em uma democracia, continue defendendo ladrão, faça o que quiser com a vossa consciência.

  2. Luciano, se por ventura Zé Agripino se filiasse no PT, (coisa impossível) vc permaneceria no PT???

    1. Primeiro q não sou petista nem sou filiado a partido nenhum, mas costumo votar em partido de esquerda e acima de tudo sou anti DEMO/Tucano.
      No Brasil bandidos de toga e experientes (PSDB/DEM) querem tirar do poder bandidos inexperientes (PT). Sendo que o bandido inexperiente fez algo pelo povo já os experiente deram bananas quando foram governo.
      Com relação a sua pergunta: Não, nem votaria em Lula se ele fosse para o PSDB/DEMO.
      O problema do Brasileiro é q vota em pessoas e nao em projetos/linhas ideológicas.
      Quem acha que PT, PSDB e DEM é tdo igual é um analfabeto político.

  3. E o contrato da COMAV? Para quem não sabe COMAV é Empresa de Felipe Maia que há mais de dez anos transporta querosene de aviação para o aeroporto. Um processo totalmente obscuro. Investigação também no Filipinho . O pai já é investigado no STF. Lastimável!

  4. Eu esperava que esse Sr. deixasse a vida pública, me causa mal estar a voz dele, é muito bonzinho o homem !!! dá agonia tanta santidade!!!

  5. Esse Senador que já tem 21 anos mandato e NUNCA trouxe nada para o RN. Aproveita apenas as regalias do congresso para gastar 55 mil reais em implantes dentários e verbas de moradia… VERGONHA BRASIL!!! ACORDA!!! VAMOS EXPURGAR ESSES POLÍTICOS IMPRODUTIVOS.

  6. Pense numa opinião relevante!!
    Na verdade, qualquer postura dessa criatura tende a atrair antipatia para a tese que ele defende.

  7. olha quem fala, esse senhor é tão limpo, ele lava as mãos com água sanitária todo dia, o POBREZINHO.

  8. Esse Senador deveria aposentar as chuteiras!
    Hoje é líder do partido por falta de outros líderes coisas que oDEM não tem!!!
    Se aposente senador o Brasil agradece!!!!

  9. Esse elemento ja deveria estar preso desde muito tempo atras, se nao fosse o Ministério Publico, estaríamos pagando anualmente uma vistoria veicular.

    1. 40 anos na política sem fazer nada além de enriquecer com o nosso dinheiro, melhor em que exatamente?!

  10. A população do RN agora só espera quando será o dia em que veremos também essa figura longe da política do RN. É a maior frieira que temos aqui no estado.

  11. Aí tem moral sobrando! Honesto e probo. Pode dar lição de zelo com a coisa pública! Só perde para o filho, honestissimo.

  12. Dilma Rousseff poderia evitar isso. Ela sabe que já não governa mais. A saída é a renúncia, o pais está parado, com ela no poder não dá mais é muito desgaste, e sofrimento para os brasileiro. Se ela acha que não deve, mas um motivo, pra chegar na população e dizer que recebeu uma eranca maldita e não teve força para mudar a gula petistas. Tá passando da hora de jogar o boné. O povo merece.

    1. Não gosto de José Agripino, mas paladino da moral e da ética é quem? LULA? Faz-me rir!

    1. Que é isso homi. Não diga isso com esse óleo de peroba não…..

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

José Adécio se diz surpreso com saída da Executiva e confirma que deixa carreira política em 2018

jose-adecioO deputado José Adécio, que integra os quadros do DEM, desde que ele ainda era Arena, confirmou ao blog que foi pego de surpresa com a saída da Executiva estadual do partido sem qualquer comunicação prévia.

Correligionário há 38 anos e aliado de todas as horas do senador José Agripino, presidente nacional do DEM, José Adécio disse que terá uma conversa franca com o companheiro de legenda para saber os reais motivos de sua exclusão. “Não tenho nada de mágoa o que vou ter é uma conversa franca com ele para saber”, afirmou.

Apesar de ter ficado de fora da Executiva,o deputado garantiu que não pretende trocar de legenda. Ele lembrou que há uma insegurança jurídica na manutenção do mandato caso opte pela troca. “Se eu sair, por mais que tenha o aval do partido, no outro dia meu suplente vai lá entrar com uma ação atrás do mandato. Vou ficar no partido mesmo”, confirmou.

Mesmo estando sempre alinhado com José Agripino e fiel ao partido, Adécio adotou uma postura divergente a do DEM nas eleições passadas. Ele esteve no palanque de Robinson Faria, quando o partido oficialmente apoiava a candidatura do então deputado federal Henrique Eduardo Alves. “E não me arrependo. Tenho certeza que fiz a escolha certa”, completou.

Por outro lado, o parlamentar também confirmou que vai encerrar a carreira política em 2018. Mesmo com o lado empresarial dedicado a criação de animais, Adécio tem uma carreira invejável: deputado por oito mandatos, ele chegou a presidente da Assembleia Legislativa do RN, foi governador interino por cinco vezes e foi prefeito de Pedro Avelino. “Em 2018, vou deixar a vida pública”, garantiu.

Opinião dos leitores

  1. Tem certeza q vai se aposentar? Tá com cheiro de Tucano. Se merecem.
    Um representante nato do coronelismo tao comum ainda nosso interior.

  2. Ninguém sabe o que se passa na cabeça de Zezinho, primeiro foi Ney Lopes e agora outro fiel José Adécio. Ney e Adécio tem uma bonita e histórica carreira politica, parabéns. Deus não dorme tudo vê.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

[VÍDEO] Pré-candidata a vereadora do DEM é ovacionada no aeroporto

Falar em pré-candidaturas de vereador em Natal é sempre prematuro nesse momento. Vários são os nomes e vários são os partidos, inclusive vários sem condição alguma de se eleger. Mas o blog recebeu pelo WhatsApp um vídeo de uma pré-candidata que foi ovacionada no aeroporto pelo aniversário.

Diante do vídeo, o blog decidiu apurar e descobriu que a pré-canidata em questão é Fátima Lapenda, uma pessoa de confiança do senador José Agripino e que recentemente recebeu o título de cidadã natalense.

Como o DEM está organizando uma nominata para garantir o mínimo de uma cadeira na Câmara Municipal de Natal, Fátima disponta com um grande potencial.

Opinião dos leitores

  1. No meu aniversario meus amigos tambem fazem isso, propaganda mais burra e ainda mais do partido que quase afundo o estado!!!fala serio! !!!

  2. Esse tipo de ação vai terminar afastando o HUB da TAM daqui. Quem vai querer um HUB num aeroporto que tem esse tipo de ato? kkk
    Mas falando sério, sinto vergonha pelas pessoas que aparecem num vídeo como esse. O que levaria alguém a se prestar a tamanho papelão?!?!

  3. Eita ruma de puxa saco. Só me pergunto uma coisa, qual a utilidade publica que esse blog da prestando a sociedade mostrando esse video?

  4. A nossa cidade está totalmente carente de bons candidatos. Essa ai é mais uma fraca na disputa. Só ganha se o padrinho dela um tal de José soltar muita verba.

  5. Quem é ela? Pessoa de confiança de Jajá, O Paladino da Justiça? É essa a sua principal credencial?
    rssss e mais rsssss

  6. BG isso é uma meia duzia que seguem a liderança do Sebadir Jose Agripino e qyerem midia paea emplacarem a candidatura de Fatima rumo a Camara de Vereadores. Esse tipo de noticia so interessa mesmo a uma meia duzia de pessoas.

  7. Apurem que receberam "cacau" do senador para poderem aplaudir. Isto é típico de político do Nordeste. Ouçam o poema COMÍCIO EM BECO ESTREITO" de Jessiê Quirino.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Ne​​y​ Lopes​ Júnior deixa o DEM para se filiar ao PSD

ney lopes juniorO ex-vereador e atual diretor geral do Procon-RN, Ney Lopes Júnior, comunicou hoje ao DEM sua saída do partido e apresentou ao TRE o pedido de desfiliação. Nas próximas 48 horas Ney Júnior vai se filiar ao PSD e terá a ficha abonada pelos presidentes estadual e municipal da legenda, o governador Robinson Faria e o deputado federal Fábio Faria.

“Já não faço mais parte do DEM. Nem eu nem papai (ex-deputado Ney Lopes de Souza). Saí pela falta de diálogo partidário em inúmeras ocasiões. Algumas são fatos púbicos e notórios. Preservo relações civilizadas com os ex-companheiros de partido, inclusive com o deputado Felipe Maia, amigo desde os bancos escolares. Tenho que ir para um partido onde eu seja valorizado”, disse Ney Júnior.

Ney se filiará agora ao PSD para disputar mais uma vez uma vaga na Câmara Municipal de Natal nas eleições do próximo ano.

Opinião dos leitores

  1. Na eleição Ney, não pegue carona no palanque armado dos postos de combustíveis . De um tempo pra cá, tem políticos tirando proveito. Mete o pau a fiscalizar pra fazer média com o eleitor e prejudica os empresários do setor, como que donos de postos de combustíveis sejam ladrões, onde na verdade é a atividade que mais contribui com impostos para o RN.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Fotos: Henrique e Wilma somam apoios dos evangélicos e lideranças do DEM

Os candidatos da União pela Mudança receberam neste domingo (27) o apoio de um grupo de evangélicos, liderados pelo candidato a deputado estadual, Adenúbio Melo (PSC) e de prefeitos ligados ao senador José Agripino (DEM).  Henrique Alves (PMDB) e Wilma de Faria (PSB) participaram do lançamento da candidatura do ex-vereador, no conjunto Soledade II, onde tiveram a oportunidade de apresentar o projeto de governo a centenas de evangélicos.

“O segmento evangélico sempre me deu apoio e me foi leal quando precisei. Vocês têm a marca da sinceridade, sabem respeitar. Quero agradecer a maneira respeitosa com que me recebem”, afirmou Henrique, ressaltando a dimensão do evento organizado por Adenúbio Melo. “Foi o maior lançamento de candidatura até agora”, apontou.

Adenúbio Melo disse que vai percorrer todas as regiões do Estado pedindo o voto para a chapa Henrique e Wilma. “Henrique conhece tudo em Brasília. É a oportunidade que temos de sair da situação que estamos. Vocês vão ver a votação que teremos este ano”, comentou Adenúbio, que obteve cerca de 80 mil votos em 2010, tornando-se suplente de deputado federal.

Outra liderança que colaborou com mais apoios ao peemedebista foi o senador José Agripino. O líder do Democratas reuniu cinco prefeitos da legenda para formalizar apoio ao projeto de Henrique – Mano Onofre, de Umarizal(Oeste)Ciro Bezerra, de Itaú(Alto Oeste) Noeide Sabino, de Equador(Seridó), Esdras Farias, de Jaçanã(Trairi) e Tadeu Nunes, de Luís Gomes(Alto Oeste) fizeram o anúncio na presença do senador e do deputado federal Felipe Maia (DEM), candidato à reeleição.

O candidato do PMDB também recebeu o apoio de Olga Fernandes (DEM), prefeita de Martins, e do seu grupo político, que inclui o ex-deputado estadual Patrício Júnior, a vice-prefeita Flávia Fernandes (PPS), os ex-prefeitos Masé e Marcos Fernandes e mais cinco vereadores. Mas, vale ressaltar que a prefeita vota em Fátima Bezerra para o Senado.

6

foto 3

foto

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Rogério Marinho confirma entendimentos com PMDB e portas para o Governo parecem fechadas

O deputado Rogério Marinho em entrevista nesta terça-feira (28), ao jornalista Diógenes Dantas, do Jornal 96 FM, confirmou o que o Deputado Henrique Alves tinha antecipado semana passada. Que o PSDB vai se coligar com PMDB nas eleições deste ano e vai apoiar o nome que o PMDB indicar, no caso, hoje, o ex- senador Fernando Bezerra.

Ainda na entrevista, instigado pelo jornalista para saber qual preferia entre Wilma e Fátima para o senado, o deputado apontou preferência por Wilma e o PSB, assim, ampliando a aliança que vem se desenhando desde o fim do ano passado.

A posição de Rogério só vem reafirmar que os entendimentos para a coligação PMDB, PSDB, PSB, DEM e outros partidos andam avançadas. Desta forma, vem se confirmar o que todos têm visto: que o PT não vai ter espaço nessa coligação. Parece que Fátima Bezerra vai ter que procurar outro candidato para ser seu candidato a Governador se realmente quiser ir para o Senado.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Prioridade do DEM para 2014 é conquista dos governos da Bahia e de Sergipe

O governo do Rio Grande do Norte já não é mais visto como possibilidade real de vitória para o Democratas em 2014. O senador José Agripino, presidente nacional do DEM, tem colocado as disputas pelos governos da Bahia e Sergipe como prioridades.

No RN, os planos do senador é se coligar com o PMDB, garantindo uma chapa forte para a Câmara Federal e, ao mesmo tempo, preservando os espaços do partido no legislativo estadual. A candidatura da governadora Rosalba Ciarlini (DEM) à reeleição não está nos planos do senador.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *