Presidente do DEM, senador José Agripino, diz que Carnaval mostrou que situação no Rio está fora de controle, e elogia intervenção federal na segurança pública

Foto: José Paulo Lacerda/Agência Senado – 10.04.2017

O presidente do DEM, senador José Agripino (RN), elogiou a decisão do presidente Michel Temer de decretar intervenção na segurança pública do Rio de Janeiro.

O Exército assumirá a segurança do Estado, com responsabilidade sobre as polícias, bombeiros e área de inteligência. “Acho que é uma atitude que merece respeito”, disse o parlamentar.

Agripino considera que Temer “se antecipou a uma situação extraordinária”. “O carnaval mostrou que a situação do Rio de Janeiro está fora de controle. E ele (presidente Michel Temer), com muita responsabilidade, resolveu assumir uma coisa em favor do interesse público do Rio.”

O senador ressaltou que Temer tomou a atitude com o consentimento do governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (MDB). “O Estado resolveu assumir um estado de perda de controle”, reforçou.

Para o presidente do DEM, desde o início dos trabalhos legislativos, há duas semanas, o Senado demonstrou preocupação com a área da segurança pública. Ele mencionou o discurso do presidente da Casa, Eunício Oliveira (MDB-CE), e propostas aprovadas pelos senadores como a que obriga a instalação de bloqueadores de sinal de telefones celulares em penitenciárias e presídios.

“Essa foi a pauta da abertura dos trabalhos. O assunto do Rio de Janeiro foi coincidente com a preocupação com que o Congresso abriu os trabalhos e com a aprovação de projetos nesta área.”

O parlamentar evitou comentar a possibilidade do governo criar um Ministério da Segurança Pública. “Isso é outra questão, é uma questão para se debater e se avaliar”, desconversou.

Votação

As sessões no Congresso Nacional para apreciação do decreto de intervenção na segurança pública do Rio de Janeiro devem ocorrer a partir da próxima semana. Segundo técnicos do Legislativo, serão duas votações distintas, uma na Câmara e outra no Senado, convocadas pelos respectivos presidentes das Casas. Pela Constituição, ainda será preciso formar antes o Conselho da República, criado para deliberar sobre intervenção federal.

Estadão e R7

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. ????? ??????? disse:

    Uma dúzia de comentários, vejam só. O Galego do Alecrim anda com o prestígio em alta como nunca.

  2. Edu disse:

    Cara de pau, esse ano ele vai ter o que merece…

  3. Flauberto Wagner disse:

    Cala boca Zé!!! Pois quem acabou com o Rio de Janeiro, foram os seus pares que são piores ou iguais aos políticos daqui do RN.
    Outra coisa, não é uma intervenção que vai resolver e sim, as ações do legislativo com criação de medidas judiciais rígidas e o judiciário com aplicação das mesmas como vontade e sem ser seletiva.
    Lá enquanto o crime organizado for o patrono dos políticos do Río de Janeiro e quem decide quer o povão devem elegerem a coisa vai ficar do mesmo jeito.

  4. MB disse:

    Esse senador já era! É carta fora do baralho!

  5. Luis Claudio disse:

    Ele tá é babando o primo Rodrigo Maia.

  6. Armando cruz de madeira disse:

    Político….fica só na miúda…..se preocupe com o RN….que tá entregue as baratas!

  7. Tibetano disse:

    Parabéns ao povo do Rio de Janeiro, o nosso Senador Agripino Maia tem de fato uma grande preocupação com vocês. Quanto aos Potiguares nem uma palavrinha!

  8. Marcílio disse:

    Neste ano votem neles, bando de bestas.
    Falam mal deles, mas quando chega a eleição se vendem por R$10 feito prostitutas, do cabaré de Lena, aquele mesmo cabaré do finado Espanta.

  9. Joca disse:

    Esses parasitas só aparecem em ano eleitoral

  10. Aparecida disse:

    Há muito que os Estados não conseguem viabilizar segurança sem a ajuda federal. FALÊNCIA em todo o país.

  11. Vera disse:

    Ah agora sim!!!! Senador potiguar preço ocupado com o Rio de Janeiro. Aqui não tem problemas!!! Violência muito pior!!!!

  12. Joca disse:

    Ano de eleições..AS BARATAS COMECAM A SAIR DOS BUEIROS

  13. Jimi disse:

    Senador por favor, gentileza e bondade pense no RN!!

Para Agripino, divulgação de grampo comprova tentativa do governo blindar Lula

_DSC3354Em discurso no plenário do Senado na noite desta quarta-feira (16), o líder da oposição, José Agripino (RN), convocou o Congresso Nacional a votar o processo de impeachment da presidente e falou sobre a quebra de sigilo de uma ligação entre Lula e Dilma divulgada pelo juiz Sérgio Moro hoje no final da tarde.

De acordo com o Agripino, a escuta telefônica feita pela justiça comprova claramente que o governo tentou blindar o ex-presidente Lula.

“As evidências são graves, gravíssimas. Pela crueza dos fatos divulgadoa agora à noite, o Congresso Nacional precisa se definir e apoiar de forma aberta o impeachmetn da presidente Dilma”, sentenciou Agripino sob o olhar atento dos senadores petistas Gleisi Hoffman (PR) e José Pimentel (CE).

O diálogo divulgado pela justiça de Curitiba mostra uma conversa telefônica entre o ex-presidente Lula e a presidente Dilma Rousseff onde a chefe do Executivo federal diz que encaminhará ao líder petista o “termo de posse” de ministro. Na ligação Dilma comunica a Lula que o termo de posse só deveria ser usado “em caso de necessidade”.

“Esgarçou-se o tecido brasileiro. Não alternativa ao Congresso se não votar o processo de impeachment rapidamente”, concluiu o presidente nacional do Democratas.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Francisco disse:

    Rabo de palha

  2. Marcos disse:

    Ele trabalha no congresso para falar besteira somente ? Vai trabalhar, o sujo falando do mal lavado

  3. Miguel disse:

    Cale-se Já já, tua hora já chegou, em breve tu terás o gosto da aposentadoria como o Geraldo Melo.

  4. Júnior disse:

    Ze agripino um dos melhores parlamentares do Brasil. Pra vazer o que ele faz só sendo um fodao né mesmos? O tempo vai dizer.

  5. gerson junior disse:

    Ele defende Aecio Neves q por sinal é o homem mais honesto do nosso País. E o Senador José Agripino só o defende pq ele é o melhor é nao pq quer se favorecer SQN

  6. Barreira do Som disse:

    O juiz Sérgio Moro, bateu com força na cabeça do Lula Ofídio da Silva e acertou a Dilma Cascavel, com uma só cajadada.

  7. EDER disse:

    PARA JOSÉ HERNESTINO MORALIDADE SÓ A SUA , HONESTIDADE SÓ A SUA, NO RIO GRANDE DO NORTE SÓ ELE É HONESTO, O RESTANTE DE nós É FICAR CALADO

  8. Luta disse:

    Uiiiii
    Como jaja é santo…

  9. Paulo Oliveira disse:

    Esse senador de meia tigela deveria se preocupar era com os rolos dele aqui no RN.

  10. octavio lamartine disse:

    Isso é uma vergonha nacional.
    A onde essa CAMBADA chegou .
    Agora NÃO TEM MAIS LIMITE

  11. Japa da pf disse:

    Do jeito que esta merda está, vão já nomear o larápio para o stf.

  12. Ôlôco, Óxente disse:

    Pense num cara com moral pra falar do outro.

Agripino espera que Brasil se reencontre após processo de impeachment

Foto: Moreira Mariz / Agência Senado
Foto: Moreira Mariz / Agência Senado
O senador José Agripino Maia (DEM) vai engrossar o caldo dos políticos que são a favor do processo de impeachment, se todo o processo for aprovado na Câmara dos Deputados, ele fará parte dos senadores que votarão pelo afastamento em definitivo ou não da presidente Dilma Rousseff.

Contudo, Agripino espera que com essa abertura, acabe a novela de chantagens instalada entre o presidente da Câmara Eduardo Cunha, que tenta se salvar da cassação por quebra de decoro parlamentar ao mentir para o Conselho de Ética sobre os milhões de reais que mantinha fora do Brasil e que o país reencontre o caminho do desenvolvimento.

“O país agora sai do impasse sobre se Dilma fica ou sai. E com essa definição o Brasil reencontrará o seu caminho”, disse. De fato o Brasil vive uma crise política e financeira. Grande parte dela é causada pela queda de braço entre a Câmara e o Governo Federal.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cruz disse:

    Me engana que eu gosto, Tú es do vermei, es um combatente fervoroso dos Petralhas, mas vc tem toda razão, vivemos em uma democracia, continue defendendo ladrão, faça o que quiser com a vossa consciência.

  2. Ana disse:

    Se o impeachment fosse coletivo, essa coisinha bonita aí ia ser o primeiro a explodir.

  3. Emilson Santos disse:

    INIMIGO DO PT É MEU AMIGO… VOTO CERTO PRO IMPEACHMENT.

  4. Cruz disse:

    Luciano, se por ventura Zé Agripino se filiasse no PT, (coisa impossível) vc permaneceria no PT???

    • Luciano disse:

      Primeiro q não sou petista nem sou filiado a partido nenhum, mas costumo votar em partido de esquerda e acima de tudo sou anti DEMO/Tucano.
      No Brasil bandidos de toga e experientes (PSDB/DEM) querem tirar do poder bandidos inexperientes (PT). Sendo que o bandido inexperiente fez algo pelo povo já os experiente deram bananas quando foram governo.
      Com relação a sua pergunta: Não, nem votaria em Lula se ele fosse para o PSDB/DEMO.
      O problema do Brasileiro é q vota em pessoas e nao em projetos/linhas ideológicas.
      Quem acha que PT, PSDB e DEM é tdo igual é um analfabeto político.

  5. Antônio José disse:

    E o contrato da COMAV? Para quem não sabe COMAV é Empresa de Felipe Maia que há mais de dez anos transporta querosene de aviação para o aeroporto. Um processo totalmente obscuro. Investigação também no Filipinho . O pai já é investigado no STF. Lastimável!

  6. junior pinheiro disse:

    Eu esperava que esse Sr. deixasse a vida pública, me causa mal estar a voz dele, é muito bonzinho o homem !!! dá agonia tanta santidade!!!

  7. BRASIL ACREDITO disse:

    Esse Senador que já tem 21 anos mandato e NUNCA trouxe nada para o RN. Aproveita apenas as regalias do congresso para gastar 55 mil reais em implantes dentários e verbas de moradia… VERGONHA BRASIL!!! ACORDA!!! VAMOS EXPURGAR ESSES POLÍTICOS IMPRODUTIVOS.

  8. Melo Almeida disse:

    Pense numa opinião relevante!!
    Na verdade, qualquer postura dessa criatura tende a atrair antipatia para a tese que ele defende.

  9. ROGÉRIO disse:

    olha quem fala, esse senhor é tão limpo, ele lava as mãos com água sanitária todo dia, o POBREZINHO.

  10. Brasil disse:

    Esse dai, não temoral pra falar de ninguém.

  11. rute disse:

    Esse Senador deveria aposentar as chuteiras!
    Hoje é líder do partido por falta de outros líderes coisas que oDEM não tem!!!
    Se aposente senador o Brasil agradece!!!!

  12. Sérgio disse:

    Esse elemento ja deveria estar preso desde muito tempo atras, se nao fosse o Ministério Publico, estaríamos pagando anualmente uma vistoria veicular.

  13. sergio teixeira ferreira disse:

    Melhor do que essa cambada do pttralha!

    • IB disse:

      40 anos na política sem fazer nada além de enriquecer com o nosso dinheiro, melhor em que exatamente?!

  14. Verys disse:

    A população do RN agora só espera quando será o dia em que veremos também essa figura longe da política do RN. É a maior frieira que temos aqui no estado.

  15. Junior Lau disse:

    Aí tem moral sobrando! Honesto e probo. Pode dar lição de zelo com a coisa pública! Só perde para o filho, honestissimo.

  16. Rodrigo disse:

    Dilma Rousseff poderia evitar isso. Ela sabe que já não governa mais. A saída é a renúncia, o pais está parado, com ela no poder não dá mais é muito desgaste, e sofrimento para os brasileiro. Se ela acha que não deve, mas um motivo, pra chegar na população e dizer que recebeu uma eranca maldita e não teve força para mudar a gula petistas. Tá passando da hora de jogar o boné. O povo merece.

  17. Luciano disse:

    Falou o paladino da moral e da ética!

    • Eduardo Andrade disse:

      Não gosto de José Agripino, mas paladino da moral e da ética é quem? LULA? Faz-me rir!

  18. carlos disse:

    Tirem essa criatura daí, pelo amor de Deus.

  19. Fonseca disse:

    Um homem tão bem intencionado e probo…

    • marcus paulo disse:

      Que é isso homi. Não diga isso com esse óleo de peroba não…..

José Agripino será coordenador da campanha de Aécio Neves(PSDB), diz repórter da Folha

Untitled-5Reprodução: Twiitter

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Zé Ninguém disse:

    Agora disse tudo. Com José na Coordenação, é garantia de sucesso. Aliás, de sucesso ele entende. Pois o DEM é um exemplo de prosperidade.

  2. CHICO disse:

    Aqui no RN ele já assumiu o Rabo de palha, pois, vai até em coqueiro.

  3. critiano. disse:

    Caro Bruno gostaria de saber noticias relacionada a obra da cidade da criança.

Senador José Agripino emite nota de esclarecimento de polêmica sobre poucos projetos

Com referência à nota publicada, nesta segunda-feira (15), na respeitada coluna do jornalista Cláudio Humberto, informo que o próprio Diap (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar) – órgão que anualmente avalia o desempenho dos deputados e senadores – leva em consideração a “capacidade do parlamentar de influenciar e decidir a agenda do Congresso, facilidade de constituir posições e projetá-las para o centro do debate, liderando sua repercussão e tomada de decisão”. O Diap me apontou como um dos “Cabeças do Congresso” nos últimos dez anos.

Mesmo assim, nos últimos dois anos, apresentei e acompanho a aprovação do:

– Projeto que estimula a criação de empresas de tecnologia no Brasil;

– Projeto que disciplina a criação e organização das empresas juniores nas universidades do Brasil;

– Projeto que obriga o comparecimento do presidente do BNDES na Comissão de Assuntos Econômicos;

– Proposta de Emenda à Constituição que freia a criação de ministérios no Brasil;

– Projeto de isenção de impostos para a profissão de fotógrafo.

Para não citar importantes projetos com méritos já aprovados, desonerando de impostos o kit escolar e criando a Bolsa de Aperfeiçoamento Profissional (BAP).

Senador José Agripino

Líder do Democratas no Senado

Consult: José Agripino é o nome mais lembrado no RN para o Senado

José Agripino é o nome mais lembrado no Rio Grande do Norte para ocupar uma vaga no Senado. A pesquisa não estimulada, quando não se diz o nome dos candidatos, trouxe o “galego do Alecrim” à frente, tendo sido lembrado por 76 dos 1700 entrevistados. Em seguida, estão Garibaldi Alves com 70 indicações e Wilma de Faria com 20.

Na verdade, a maior parte dos consultados não lembrou de ninguém. 1418 eleitores não souberam responder a pergunta e outros 63 disseram que votariam em branco.

Veja o quadro:

Sem Título-2

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Anderson disse:

    Esse eleitores do RN são uma piada mesmo, são tão informados que mencionam gente que já morreu e Senador que já tem mandato.

Agripino sobre o Mensalão: 'Brasil espera explicações'

O presidente nacional do partido Democratas (DEM), José Agripino, divulgou, na tarde deste sábado, nota referente às declarações que Marcos Valério teria dado à revista Veja envolvendo o ex-presidente Lula no escândalo do mensalão. Para ele, o Brasil “espera explicações” e aquilo que “eram suspeitas colocam-se agora como objeto real de investigação”.

Agripino afirma que o Brasil precisa de explicações a respeito do que foi divulgado pelo “principal agente operador do mensalão”. De acordo com a matéria publicada pela Veja neste fim de semana, o publicitário deve revelar, nos seus próximos depoimentos ao julgamento, histórias que envolvem o ex-presidente Lula no esquema de corrupção. Para pessoas próximas, ele estaria repetindo que Lula não apenas sabia, como “era o chefe” do mensalão. O advogado de Marcos Valério, no entanto, nega que ele tenha dado qualquer entrevista à revista.

Veja a nota na íntegra:

“O que eram suspeitas colocam-se agora como objeto real de investigação pelas revelações atribuídas a Marcos Valério, principal agente operador do mensalão. Se confirmadas as revelações fica evidenciado que o mensalão estava instalado no Palácio do Planalto e no Palácio da Alvorada, símbolos maiores do poder da República. O Brasil espera explicações.”

 

Com informações do Terra

Henrique evita polêmica e elogia emendas de Agripino e Fátima Bezerra para educação

Ontem uma verdadeiro “pé de guerra” foi criado entre PT e DEM, mais especificamente, entre o senador José Agripino Maia e a deputada federal Fátima Bezerra, por causa da autoria de uma Emenda que empenhou e liberou recursos para a compra de ônibus e outros equipamentos para as escolas do Rio Grande do Norte.

Pelo que se pode entender da confusão, o senador José Agripino pensou que Fátima estava se apropriando do ônus do empenho de uma Emenda de sua autoria, quando na verdade eram duas emendas distintas. Uma empenhada junto ao Governo do Estado e outra empenhada junto aos municípios.

O deputado federal Henrique Eduardo Alves (PMDB) evitou polêmica e elogiou a iniciativa dos dois parlamentares através do Twitter.

DEM oficializa apoio a pré-candidatura de Rogério Marinho

O Partido dos Democratas oficializou nesta sexta-feira (1°) o apoio a pré-candidatura do deputado federal Rogério Marinho (PSDB) para a Prefeitura de Natal. O anúncio foi feito pelo senador José Agripino Maia, presidente nacional dos Democratas durante evento realizado no Cuxá Recepções, em Lagoa Nova.

Rogério agradeceu o apoio e destacou a importância da aliança para o pleito de 2012. “O Democratas e o PSDB estão juntos com o sonho de confirmar nossa candidatura no dia 30 de junho e transformar a cidade para melhor”, disse.

Agripino destacou o trabalho que Rogério vem realizando por meio do seu mandato na Câmara. Segundo o senador, “Natal precisa de um administrador que tenha trânsito em Brasília, e Rogério, mesmo sendo oposição ao governo, traz todas as suas emendas para o RN, porque tem bons projetos e sabe onde colocá-los”.

Para a governadora Rosalba Ciarlini (DEM), a pré-candidatura do presidente estadual do PSDB “é o que Natal está precisando”, acrescentando que o deputado “conhece os problemas e as necessidades da cidade”.

Já o deputado federal Felipe Maia (DEM) afirmou que a escolha pela pré-candidatura do colega de Câmara dos Deputados não foi apenas devido à afinidade entre seu partido e o PSDB, mas porque “Rogério Marinho é o mais preparado para governar Natal”.

Na oportunidade, o presidente estadual do PSL, Araken Farias, também declarou apoio a pré-candidatura de Rogério Marinho, mesmo posicionamento tomado pelo deputado estadual Ricardo Motta (PMN), presidente da Assembleia Legislativa.

“Ainda vou me reunir com os demais integrantes do meu partido, para decidir quem será nosso candidato oficial, mas me solidarizo com a pré-candidatura de Rogério Marinho”, afirmou Motta.

O evento ainda contou com a presença dos deputados estaduais Getúlio Rêgo (DEM) e Dibson Nasser (PSDB), os vereadores Enildo Alves (DEM), Ney Lopes Júnior (DEM) e Dickson Nasser (PSB), o ex-deputado José Adécio.

Senador José Agripino afirma que problema da seca é “exemplo da ineficiência do Governo Federal”

O senador José Agripino afirmou que o problema da seca no Nordeste é o exemplo da “ineficiência do Governo Federal”. O parlamentar potiguar participou do seminário “Desastres Naturais – Ações Emergenciais”, promovido pelo Tribunal de Contas da União.

“Em 1983 quando era governador, enfrentei uma das piores secas do Rio Grande do Norte. Com recursos estatuais, consegui amenizar parte do sofrimento da população da zona rural. Mas se naquela época o governo federal já tivesse estabelecido um plano de ações baseado em estudos técnicos, hoje esse problema crônico, já poderia ser controlado com maior facilidade”, lembrou Agripino citando ainda a enchente enfrentada por ele, como chefe do executivo potiguar, em 1985.

Além de debater as dificuldades causadas pelos desastres naturais, autoridades públicas, técnicos, especialistas e acadêmicos discutem até amanhã alternativas de ações emergenciais para serem adotadas pelo governo federal nesses casos. As proposições serão reunidas em um documento.

Fonte: Panorama Político

Sinal Fechado: George Olímpio nega pagamento de propina a José Agripino

Em nota divulgada agora há pouco, o advogado George Olímpio negou qualquer tipo de pagamento de propina ao senador José Agripino, presidente nacional do DEM e foi enfático ao dizer que tudo é mentira.

Pra quem não se lembra, Olímpio é réu no processo acusado de ser o mentor e principal articulador do esquema de fraudes e corrupção no processo de instalação do programa de inspeção veicular entre os anos de 2008 e 2010, através do Departamento de Trânsito (Detran), desbaratado pelo Ministério Público no dia 24 de novembro de 2011 através da Operação Sinal Fechado.

Ontem, o BG havia antecipado a informação do suposto pagamento de propina, que surgiu durante a análise do depoimento do empresário Alcides Fernandes, suposto lobista do esquema, após um acordo de delação premiada.

Segue a nota na íntegra

“Acerca das matérias veiculadas sobre o “Acordo de Delação Premiada” entre 0 Sr. Alcides Barbosa e 0 Ministerio Público do Rio Grande do Norte, me posiciono da seguinte maneira: 

1. Todas as declarações, inclusive as que imputa prátieas de corrupção a mim, ao Senador José Agripino Maia e outras pessoas, repito que são MENTIROSAS, desprovidas de provas concretas (justamente por serem devaneios de um Senhor em desespero) e se deram, única e exclusivamente para que 0 Sr. Alcides, conseguisse a liberdade de sua prisäo preventiva, ou ainda, pela quantidade de agentes políticos que aponta (sem uma única prova), talvez por cunho de perseguiçäo política, 0 que ja me foge à razäo. 

2. NÃO houve pagamento de propina ou mesmo promessa ao Senador José Agripino Maia ou qualquer outras pessoas, com ou sem a emissäo de cheques do Banco do Brasil ou de outra instituiçäo 
bancaria. 

3. É fato público que fui investigado por mais de 9 (nove) meses tendo meu sigilo bancário devassado pelo Ministério Público 0 qual continua a ter acesso aos meus dados e informaçöes de movimentaçâo bancária e nesse sentido, desafio 0 Ministério Público Estadual ou qualquer pessoa (inclusive 0 Sr. Alcides) a comprovar a emissäo de cheques, sua compensacäo ou sua entrega nara fins ilícitos ou mesmo lícito a qualquer político ou agente público, 0 que repito, näo passam de palavras de uma pessoa desesperada pela sua liberdade! 

4. Aqui no Estado do Rio Grande do Norté, no processo contendo denúncia  me acusa de fatos ilícitos, instalou-se um ESTADO TOTALITARIO, onde palavras jogadas ao vento säo tidas como verdadeiras, por si só, sem provas concretas, perigo e doença social ao que deveria ser um Estado Democrático de Direito, onde prevalecem, ou deveriam prevalecer, 0 devido processo legal e não o pré-julgamento sem base probatória, ou mesmo a condenaçäo  prévia! Nossa Constituiçäo condena tais práticas, faltam aos operadores do direito local a obediência à Lei maior e cabe à sociedade e à impressa a busca pela verdade e pelas provas que näo Vieram acompanhadas das declaraçöes do Sr. Alcides. 

5. Sou um jovem advogado e empresário próximo a completar 10 (DEZ) anos de carreira, que gerei emprego, renda e sempre paguei os impostos advindos das minhas atividades lícitas.

6. NUNCA recebi urn só centavo de dinheiro público, pois como já disse em minha entrevista, quem pagavam os registros de contratos eram os bancos e não 0 Detran – Desafio 0 Ministerio Público a dizer qual a rúbrica da dotação orçarnentária de dinheiro público entrararn em minhas contas-  Está documentalmente cornprovado que recebi dinheiro de entes privados) e quanto a Inspeçäo Veicular, esta näo ehegou a funcionar, portante näo houve faturamento! 

7. Rechaço, abismado, com a ingenuidade do Ministério Público Estadual, que foi enganado pelo Sr. Alcides Barbosa, através de declarações fantasiosas e sem provas quaisquer, com o único fim de conseguir, como “DELATOR”, a sua liberdade, conquistada em bases mentirosas e sem apresentaçäo de provas. 

8. Por fim, gostaria de declarar que permaneço  na justiça e afirmo que todas as medidas judiciais cabíveis seräo tomadas contra quem me acusar sem provas, seja quem  Reañrmando que 0 Sr. Alcides MENTIU em afirmar 0 pagamento ou promessa de propina seja la a que quem for! 

Natal/RN, 10 de maio de 2012.”

Sinal Fechado: Agripino diz que notícia de revista é requentada

Acusado de ter recebido R$ 1milhão do advogado George Olímpio, suspeito de chefiar o esquema de corrupção descoberto durante a Operação Sinal Fechado, o senador José Agripino, presidente nacional do DEM negou a notícia publicada ontem pelo site da revista Carta Capital. “Essa matéria é o requentamento de uma história antiga. Sobre isso, afirmo categoricamente que esses cheques mencionados e esse coquetel não existiram”, declarou o senador.

Agripino frisou ainda que o próprio George Olímpio, em entrevista à imprensa local, já disse que não houve nem o encontro nem o pagamento. O senador lembrou que José Gilmar de Carvalho Lopes, primeira testemunha que o acusou de ter recebido dinheiro de Olímpio, alegou que, durante o primeiro depoimento, estava sob efeito de remédios. “Essa delação premiada requenta uma historia antiga, já desmentida pela entrevista concedida, voluntariamente, pelo empresário George Olímpio e,pelo depoimento prestado em cartório por Gilmar da Montana”, reforçou Agripino.

A Carta Capital cita, na reportagem, o depoimento do lobista de São José do Rio Preto (SP) Alcides Fernandes Barbosa. Ele foi preso com outras nove pessoas, em 24 de novembro de 2011, por envolvimento no esquema de inspeção veicular, montado por empresários e políticos locais. Segundo a revista, a testemunha foi ouvida por um grupo de seis promotores de Justiça do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPE), que almejava um acordo que o tirasse da prisão. O depoimento durou 11 horas . Segundo a revista, o lobista reforçou teses levantadas pelos promotores sobre a participação de políticos no bando montado pelo advogado George Olímpio, apontado como líder da quadrilha.

“De acordo com trechos da delação, gravada em vídeo, Barbosa afirma ter sido chamado, no fim de 2010, para um coquetel na casa do senador Agripino Maia, segundo disse aos promotores, para conhecer pessoalmente o presidente do DEM. O convite teria sido feito por João Faustino, ex-deputado, ex-senador e atual suplente de Agripino Maia. Segundo o lobista, ele só foi chamado ao encontro por conta da ausência inesperada de outros dois paulistas, um identificado por ele como o atual senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) e o outro apenas como “Clóvis” – provavelmente, de acordo com o MP, o também tucano Clóvis Carvalho, ex-ministro da Casa Civil do governo Fernando Henrique Cardoso”, diz a revista.

Ainda de acordo com a revista, os promotores informaram que o papel de Barbosa na quadrilha era evitar que a Controlar, uma empresa com contratos na prefeitura de São Paulo, participasse da licitação que resultou na escolha do Consórcio Inspar. Em conversas telefônicas interceptadas com autorização da Justiça potiguar, Barbosa revela ter ligado para o prefeito Gilberto Kassab (PSD), em 25 de maio de 2011, quando se identificou como responsável pela concessão da inspeção veicular no Rio Grande do Norte.

De acordo com a Carta Capital, Alcides Barbosa revelou aos promotores quefoi levado ao “sótão” do apartamento do senador Agripino Maia, em Natal, onde garante ter presenciado Olímpio negociar com o senador apoio financeiro à campanha de 2010. “Na presença de Faustino Neto e Barbosa, diz o lobista, George prometeu R$ 1 milhão para o presidente do DEM. O pagamento, segundo o combinado, seria feito em quatro cheques do Banco do Brasil, cada qual no valor de 250 mil reais, a ficarem sob a guarda de um homem de confiança de Agripino Maia, o ex-senador José Bezerra Júnior, conhecido por “Ximbica”. De acordo com Barbosa, Agripino Maia queria o dinheiro na hora, mas Olímpio afirmou que só poderia iniciar o pagamento das parcelas a partir de janeiro de 2012″, conta a revista.

Fonte: Diário de Natal

Sinal Fechado: Com delação, empresário diz que propina para financiar campanha do DEM foi paga a José Agripino

Desde o dia 5 de abril que o Blog do BG já havia falado do acordo de delação premiada firmado entre o Ministério Público e o empresário Alcides Fernandes Barbosa. Pra que não se lembra ele é acusado de ser o lobista do esquema de fraudes e corrupção no processo de instalação do programa de inspeção veicular entre os anos de 2008 e 2010, através do Departamento de Trânsito (Detran), deflagrado através da Operação Sinal Fechado desbaratada no dia 24 de novembro do ano passado.

E como mais uma vez o blog havia adiantado no dia 13 de abril, o conteúdo do depoimento de mais de 11 horas conseguido através da delação é nitroglicerina pura.

De acordo com o depoimento de Alcides, o presidente nacional do DEM, o senador José Agripino Maia, teria sido um dos beneficiários do esquema. Ele disse que foi convidado pelo suplente de senador  João Faustino Neto, no final de 2010, para um coquetel na casa de Agripino. O principal motivo do encontro era exatamente pra conhecer o político pessoalmente.

A partir desse suposto encontro, ele afirma ter estreitado as relações com o senador, chegando a presenciar um suposto encontro entre o advogado George Olímpio (acusado de ser o mentor e principal beneficiário do esquema) com ele e que nesse encontro, Olímpio prometeu R$ 1 milhão para a campanha de 2010, pagos em quatro cheques do Banco do Brasil a partir de janeiro de 2012, já com a propina do esquema. Nesse encontro, inclusive, na versão de Alcides Fernandes, Agripino ainda botou banca, dizendo que queria tudo em parcela única e na hora.

Esse valor sustenta a versão ou pelo menos aponta indícios da origem do suposto pagamento de R$ 1 milhão feito pelo empresário José Gilmar de Carvalho Lopes, o “Gilmar da Montana”, para o advogado George Olímpio que seriam destinados ao senador Agripino Maia. Durante o depoimento, Gilmar chegou a revelar que o pagamento foi feito de forma parcelada e que seria destinado ao ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado, marido da governadora Rosalba Ciarlini, e para o parlamentar, para financiar a campanha do DEM em 2010. Esse dinheiro seria fruto do desvio de recursos públicos do próprio Detran. Histórias parecidas.

O senador José Agripino foi procurado pelo blog para dar sua versão sobre os fatos, mas os telefones só deram sinal de desligado. Procurado pela reportagem da revista Carta Capital, Agripino negou todas as acusações, disse que nunca houve o referido coquetel no apartamento dele, muito menos repasse de 1 milhão de reais das mãos da quadrilha para sua campanha eleitoral, em 2010. O senador afirma ser vítima de uma armação de adversários políticos e se apóia em outro depoimento de Gilmar da Montana, onde ela nega ter participado do coquetel na casa do senador.

Essa foi apenas a primeira das explosões que o depoimento de Alcides Fernandes está provocando. A nitroglicerina está apenas começando.

Conselho Político de Rosalba se reúne pela segunda vez incompleto

O Conselho Político da governadora Rosalba Ciarlini se renuiu pela segunda vez nesta quinta-feira (3) e, pela segunda vez, incompleto. O encontro foi realizado no gabinete do senador José Agripino Maia, em Brasília, e contou com as faltas justificadas do deputado federal João Maia e do estadual Ricardo Motta, presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

Nunca é demais lembrar que os dois também faltaram ao primeiro encontro realizado no dia 25 de abril. João Maia informou que precisou viajar para Natal para cumprir compromissos políticos e Ricardo Motta disse que não teve como embarcar rumo a capital brasileira.

O colegiado é composto pela governadora, pelo seu marido e ex-deputado Carlos Augusto Rosado, pelo senador Jose Agripino, pelo senador Garibaldi Alves Filho (Previdência), e pelos deputados Henrique Eduardo Alves, João Maia e Ricardo Motta.

Com novo encontro desfalcado, o Conselho fugiu um pouco da sucessão municipal de Mossoró, que lamentavelmente foi o foco do primeiro encontro, e tratou de conversar sobre o desgaste que a governadora vem tendo com sua gestão que não agrada a muitos. Pelo visto, não deve ter faltado assunto.

Agripino pega AR e sai dos eixos com notícia de fusão entre DEM e PSDB

A notícia de que o Democratas se fundirá ao PSDB publicada por grandes veículos nacionais não agradou nada ao senador José Agripino Maia (RN). O presidente do DEM saiu dos eixos e usou sua conta no twitter para negar a informação. “Veículos respeitáveis, fontes ruins, procedência ZERO”, desabafou.

Além do site UOL, a revista Veja confirmou a fusão. Agripino questionou a credibilidade das fontes. “A serviço de quem estarão esses plantadores da conversa de fusão do Democratas com o PSDB?”. E completou: “Repito, veículos respeitáveis, jornalistas acreditados, fontes viciadas, procedência das matérias, ZERO”.

Esta é a primeira vez que o senador usa sua conta no twitter para negar uma informação com tanta veemência.

Tenho impressão que o Senador usará bastante seu twitter nos próximos dias.

Leia notícia do UOL na íntegra: http://migre.me/8AFqF

Sinal Fechado: MP quer que PGR investigue suposta participação de José Agripino

O Ministério Público do Rio Grande do Norte enviou à Procuradoria-Geral da República (PGR) pedido para que investigue o presidente nacional do DEM, senador José Agripino (RN), apontado como beneficiário de pagamentos feitos pela máfia da inspeção veicular em seu Estado. Em depoimento, o empresário José Gilmar de Carvalho Lopes, o Gilmar da Montana, preso na Operação Sinal Fechado, relatou o suposto repasse de R$ 1 milhão ao parlamentar e a Carlos Augusto Rosado, marido da governadora do RN, Rosalba Ciarlini (DEM).

Segundo a Promotoria de Defesa do Patrimônio Público, Lopes é sócio oculto do advogado George Olímpio, apontado como mentor das fraudes na inspeção veicular e outros projetos do Detran-RN. Nas declarações, de 24 de novembro, mesmo dia das prisões de envolvidos no esquema, ele disse que Olímpio lhe relatou ter feito pagamentos a Agripino e Rosado.

O valor teria sido pago em dinheiro, parcelado, na campanha de 2010, e a negociação teria ocorrido no sótão do apartamento do senador em Natal. Agripino nega ter recebido propina, mas diz que Olímpio esteve no imóvel, interessado em implementar o contrato de inspeção veicular no governo de Rosalba.

Agripino pediu ao grupo Estado que ligasse para o advogado de Lopes, José Luiz Carlos de Lima, que desmentiu o depoimento do cliente. Segundo ele, Lopes estava sob efeito de medicamentos quando fez as acusações. As informações sobre a operação foram enviadas à PGR, que decidirá se há elementos para pedir ao Supremo Tribunal Federal investigação contra o senador.

A Operação Sinal Fechado apurou o desvio de recursos do Detran-RN para empresas de Olímpio e pessoas ligadas a ele. Segundo o MP, políticos receberam vantagens para favorecê-las em licitação e contratos públicos.

* Com informações do jornal O Estado de S. Paulo e da revista Veja.