COVID-19: RN registra ocupação de 84,3% dos leitos críticos; taxa de isolamento social é 50,4%

A Secretaria de Estado e Saúde Pública-Sesap atualizou os dados do coronavírus no Rio Grande do Norte nesta segunda-feira(06).  Sobre a taxa de isolamento social, registrou-se uma taxa de 50,4% do fim de semana até essa segunda-feira(06);

A taxa de ocupação de leitos públicos no Rio Grande do Norte destinados a tratar a Covid-19 registra 84,3%. Mossoró tem 97%, a região metropolitana de Natal(85,2%), Seridó(82,7%), Alto Oeste – Pau dos Ferros(44%) e Mato Grande(37,5%).

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ivana Sem Amor disse:

    Suassuna, leve ivermectina na mamadeira pra dar a esse povo em estado crítico.

    • Talita disse:

      Seu codinome diz tudo

    • João Italiano disse:

      São pessoas horríveis como vc que faz o mundo ser ainda pior. O desrespeito a dor alheia e a falta de empatia vem tragando a nossa sociedade para um lamaçal sem fim. A pandemia do novo coronavírus desnuda a face perversa da humanidade que estava escondida na nova caixa de pandora, as redes sociais. Graças a Deus que ainda tem pessoas que fazem exatamente o contrário de vc, buscam trazer paz, harmonia e solidariedade aos que estão perdendo seus entes queridos. Vá ler alguma coisa que preste e faça um favor a humanidade: não divulgue suas frustrações em lugar nenhum, pois o mundo não precisa de você.

  2. Cabo Silva disse:

    A chuva provoca maior isolamento social que decreto de desgovernadora

Havana deixa o isolamento e toda Cuba volta ao normal

Foto: Ismael Francisco / AP Photo

Havana, o último foco do coronavírus em Cuba, gradualmente retomará suas atividades a partir de sexta-feira (3), embora ainda sem turistas estrangeiros, após mais de 100 dias de confinamento por causa da pandemia. A capital se junta ao restante do território que já iniciou uma gradual flexibilização das medidas de combate à Covid-19.

O primeiro-ministro Manuel Marrero afirmou nessa quarta-feira (1º) que, após avaliar a situação, o governo autorizou “o início em Havana da primeira etapa, em sua primeira fase, da recuperação a partir da próxima sexta-feira, 3 de julho”.

A primeira fase envolve o reativação gradual do transporte público e algumas atividades comerciais e de serviços, além do deslocamento de cidadãos que cumprem medidas de distanciamento social. Somente o turismo local é permitido.

Nesta quarta, a ilha de 11,2 milhões de habitantes registrou um total de 2.348 casos, com 2.218 recuperados e 86 mortes, de modo que o novo coronavírus é considerado sob controle.

Grande parte do território cubano não apresenta casos de Covid-19 há várias semanas, depois que as fronteiras foram fechadas em 24 de março e os pacientes e seus contatos foram isolados nos últimos 15 dias, para evitar mais contágio.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Thor Silva disse:

    Mas eles sempre viveram isolados. Kkkk

  2. Manoel disse:

    Pronto, o gado pode morder as costas e vomitar impropérios contra os comunistaa aqui.
    Mmmmuuuuuummmm.

  3. Cigano Lulu disse:

    "…E Cuba volta ao normal", ou seja, ao anormal ditatorial e à liberdade vigiada pelos cupinchas castrenses.

COVID-19: “Se houver incompreensão da sociedade e descompromisso dos prefeitos e empresários, a flexibilização poderá ter retrocesso”, alerta secretário adjunto da Sesap

FOTO: ASSECOM/RN

O início da primeira etapa do Plano de Retomada Gradual da Atividade Econômica nesta quarta-feira, 01, foi calculado pelo Comitê Científico de especialistas que assessora o Governo do RN na pandemia da Covid-19. Os estabelecimentos autorizados a funcionar e toda a população devem continuar cumprindo rigorosamente as regras de proteção, uso de máscaras, distanciamento e isolamento social para evitar o aumento das taxas de transmissibilidade e de ocupação de leitos.

Na entrevista coletiva realizada nesta quarta-feira (1º) na Escola de Governo, em Natal, o secretário adjunto de saúde do Estado, Petrônio Spinelli, destacou durante a apresentação dos dados da Covid-19, que “é uma ilusão as pessoas acharem que vão tomar um remédio que previne a doença e poderão sair às ruas”.

Spinelli, que é médico infectologista, afirmou: “Não há outras medidas para evitar contrair o vírus, internamento em UTI e sofrer risco de morte a não ser o isolamento social e obedecer as medidas sanitárias e de higiene”.

Ele também reforçou a importância da sociedade como um todo assumir a responsabilidade pela contenção da pandemia. “Quem está autorizado a funcionar deve puxar para si a responsabilidade. As próximas fases da flexibilização dependem da sociedade cumprir as orientações científicas que foram dadas e estão espelhadas no decreto do Governo. O decreto é para ser cumprido. Se houver incompreensão da sociedade e descompromisso dos prefeitos e empresários, a flexibilização poderá ter retrocesso e não vai evoluir para as fases 2 e 3. O Governo pode muito, mas não pode tudo, e precisa das pessoas, dos empresários, dos prefeitos para que não ocorra aumento da transmissibilidade e demanda por UTIs”.

DADOS COVID 

A taxa geral de ocupação de leitos nesta quarta-feira é de 93,3%. Na região Oeste a ocupação é de 100%; 93,9% em Natal e região metropolitana; 90% em Pau dos Ferros; 82,7% no Seridó e 66,6% em Guamaré. 730 pessoas internadas, 383 em leitos críticos. Os casos confirmados 31.740, suspeitos 43.500, descartados 50.700, 1.067 óbitos (6 nas últimas 24 horas), 156 óbitos em investigação.

A fila de regulação tem 47 pessoas precisando de leitos críticos e 24 aguardando transporte sanitário. O Governo do RN está contratando empresa para fazer o transporte por ambulâncias para os locais de tratamento.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tome disse:

    QUEM FALA MAL DO GOVERNO DE FATIMA , DEVERIA OLHAR MAIS PARA OS BABACAS DO GOVERNO DO DEBILOIDE BOSTANARO, DESPREPARADOS E SEM NOÇÃO…NEM MINISTRO OFICIAL DA SAÚDE TEM…UNS TONTOS…

  2. Agamenon disse:

    Mas é claro que vai haver incompreensão! Daqui a uns dias fecha tudo de novo.

  3. Rodrigo disse:

    Tá!!!!
    E os respiradores???
    E os 5.000, milhoes???
    A culpa é de quem???
    Kkkķkkkkk
    Pede pra sair, incompetente.
    Querer responsabilizar os outros é facil.
    É imoral!!

    • Deise disse:

      Quem tem q pedir para sair é o miliciano e o criminoso desse presidente! O govwrno do RN está levando a sério a pandemia e fazendo o q é possivel para gerenciar essa situaçāo de calanidade.

  4. Cavaludo disse:

    Retrocesso do retrocesso. Essa equipe #mitou. Cambada de conversador de besteira.

  5. Sei disse:

    Retrocesso. So reabriremos a economia, quando a taxa de ocupação de leitos UTI estiver abaixo 70 por cento. Muda. Outro decreto. O que é retrocesso?

  6. Flávio disse:

    Medida correta, a decisão está em nossas mãos.
    Mas também o governo deve fazer a parte dele, não somente jogar a responsabilidade nas mãos das pessoas. Se cada um fizer sua parte, todoa ganharemos.

  7. Tulio disse:

    Se prepare Secretário Adjunto, você e a Governadora serão responsabilizados pela abertura do comércio com 95% de ocupação dos leitos críticos.

  8. ricardo disse:

    Esse adjunto aí doido pra proibir a ivermectina, política ciumenta e nojenta do governo do estado

Fátima confirma prorrogação de isolamento no RN até 1º de julho: “Acabei de comunicar ao setor produtivo, respeitando a recomendação do MP, em consonância com o nosso Comitê Científico”

Foto: Reprodução/Twitter

Através das redes sociais, a governadora Fátima Bezerra(PT) reforçou no fim da manhã desta terça-feira(23) que o Rio Grande do Norte prorrogará o decreto com medidas de isolamento no enfrentamento ao coronavírus. Na ocasião, também destacou a expectativa de retomada gradual das atividades econômicas.

“Acabei de comunicar ao setor produtivo que, respeitando a recomendação do Ministério Público, em consonância com o nosso Comitê Científico, estou prorrogando para o próximo dia primeiro a retomada gradual das nossas atividades econômicas”,

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. TATA disse:

    NÃO E SO UMA GRIPESINHA SEUS GALADOS? KKKKKK

  2. Iza disse:

    Decisão acertadissima.

  3. paulo disse:

    BG
    A verdade é que nenhum deles sabem de nada, estão só chutando pra frente.

  4. Arthur magalhaes disse:

    Essas pessoas que defendem o isolamento , pode ir atrás, são funcionários públicos com o salário caindo certinho !! Deixem de conversar besteira , homi !!

    • Joao disse:

      Sou servidor publico estadual e estou trabalhando normalmente no centro administrativo dois expedientes, peguei o covid e estou afastado e volto segunda feira para trabalhar agora vc deve ser um aposentado marajá ou empresário de araque ou sustentado pela mulher e fica dentro de uma rede teclando o que não sabe. O meu tratamento e de minha esposa saiu do meu bolso e não foi barato.

  5. J disse:

    Quem não não lê ou assiste jornal, ainda não viu o estado calamitoso em que se encontra o RN e outros estados com pessoas doentes com o Coronavid. Até aparecer uma vacina a única alternativa é o distanciamento. Não estou defendendo A ou B, mas o que vi foi uma recomendação do MPRN, MPF recomendando que as atividades comerciais não fossem abertas agora. Todos os dias vê-se nos noticiários locais pessoas desesperadas pedindo por um leite de UTI para um parente e infelizmente esses eleitos estão lotados. Entram com um Mandado de Segurança, mas como é que se pode arranjar um leito se não existe. Vai tirar uma pessoa que já está internada por outra? Os profissionais que estão nos hospitais e muitos estão adoecendo e morrendo. Não se pode está falando ou acusando sem ter um estudo, leitura apropriada. Não existe achismo numa situação dessa e sim estudos científicos. O gestor público que não tomar decisões acertadas nesse período, lá na frente pode ser acusado de omissão. Reflitamos por favor e mais empatia.

    • Zé Lopes disse:

      Lá na frente essa GD vai ter que pagar! Pode ter certeza!

    • Beemoth,Leviatã,Ziz disse:

      Eu sou do lado e defensor das ideias políticas de centro direita,mas,não sou cego a ilustríssima senhora governadora do estado do Rio Grande do Norte,Fátima Bezerra está com razão,ela está.

    • Beemoth,Leviatã,Ziz disse:

      Continuando o mundo inteiro está em crise social e econômica-financeira não só o Brasil incluindo o Rio Grande do Norte,nós estamos no mesmo ponto de partida de números países ou nações mundo a fora,cito um grande exemplo de países que começaram praticamente do zero o país da Alemanha ocidental e do Japão que foram totalmente destruídos econômicamente e financeiramente,industrialmente, o sistema capitalista teve esses dois exemplos formidáveis e impressionantes de recuperação econômica,financeira e industrial nesses dois países depois da segunda guerra mundial,hoje super potências econômicas,vejo muitas críticas,ofensas agressivas,violentas e até calúnias contra os governadores que estão fazendo essas quarentenas baseando suas críticas contra estes governantes na visão financeiras;econômica de que todas as empresas vão quebrar,vão fechar e vai haver um terrível caos social e econômico irreversivel mas depois dessa abominável peste biológica planetária,a vida financeira, econômica e social ira voltar a sua normalidade com o apoio governamental estatal da União federal através dos bancos públicos e privados tudo vai prosperar novamente por isso citei os exemplos desses dois países a Alemanha ocidental e o Japão que reiniciaram praticamente do zero suas vidas econômicas,financeiras e indústriais.

    • Beemoth,Leviatã,Ziz disse:

      Fátima Bezerra está com razão,ela está correta.

  6. Nem a pau juvenal disse:

    Você já passou pelas UPAS? Se não, deixe de falar merda !

  7. Quem está acabando com o em e a covid,ela está tentando evitar mas mortes e os ignorantes não aceitam,com a fome se.da.um jeito com a morte nao

    • Ricardo disse:

      Falso dilema.

    • G disse:

      Espero que este discurso continue quando começar a faltar dinheiro para o funcionalismo público e para a própria saúde. Somente o isolamento vai resolve se não houver medidas do estado para se combater está crise. Cadê os cinco milhões do consórcio Nordeste?

  8. Direita Honesta disse:

    Recomendação do MP (dos três) que está em desacordo com o próprio CNMP (Conselho Nacional do MP). Essa gente não liga prá nada. Recebendo seus polpudos vencimentos sem qualquer risco e SEM qualquer sintonia com as necessidades do nosso povo.

  9. Chico disse:

    Talvez em 2022 acabe essa quarentena

  10. Abimael disse:

    Vendo essa imagem do setor produtivo do nosso estado ! Mostra o descrédito do setor na governadora , que está sem rumo ,nunca deu um emprego acho que até a empregada Doméstica dela ,antes de ser governadora e um cargo comissionado , nunca administrou nada !

  11. José disse:

    Quem acabou com o nosso estado foi a família Alves e os Maias! Não deixaram estrutura alguma na educação, saúde e segurança. E difícil governar com uma estrutura falida!

    • Eugenio Pacelli disse:

      Até quando vamos escutar essa de bobagem em dizer que a culpa do RN está nessa situação é da família Alves e Mais, três governos já sucederam cada um pior que o outro .

  12. Fabrício melo disse:

    Essa administração de Fátima é a pior de todas está sendo pior que a de Robson é Rosalba juntos . Pobre RN .

  13. Pedro disse:

    Vai fazer como nove dedos fez com a Petrobras, deixar só o couro e o osso, equilíbrio só daqui a vinte anos. Ela deveria, como paraibana, saber do ditado " quem não pode com o pote, não pega na rodinha" se estiver faltando dinheiro para pegar o misto (caminhão que imitava ônibus) a gente faz um vaquinha e manda, avisem a ela pela caridade.

    • Manoel disse:

      O nove dedos deixou pra Petrobras o pre-sal e 300 bilhoes de dólares pra tua milícia de estimação detonar.

  14. MAURICIO disse:

    BG, VC NÃO DÁ NENHUMA PALAVRA SOBRE OS RESPIRADORES?

  15. Fábio disse:

    O RN é governado pelo MP.

  16. Icaro Cesar disse:

    Infelizmente agora não adianta mais esses Decretos, essas medidas eram pra ter sido tomada desde do início. O povo não aguenta mais ficar em casa, o auxílio emergencial que não tem nada de emergencial está acabando e nada de divulgarem o calendário da terceira parcela do primeiro lote e segunda parcela do segundo lote. A economia precisa voltar a sua normalidade, mas com todas às medidas de segurança tais como: máscaras, álcool, verificador de temperatura e distanciamento.

  17. Silvio. disse:

    Fátima ta acabando com o RN.

    • Manoel C disse:

      É tu que vai peitar os MP?

    • Nildo disse:

      É a população acabando com as família das vitimas, isso vc não ver né? vc deve ser dessa turna que vai ao alecrim achando q esse vírus e uma gripe. apesar de não gosta do governo mas certa atitude dela tem minha aprovação. o vírus só deveria pegar em gente de cabeça dura como vc, quase 800 mortes e tem gente achando melhor reabrir o comercio, vc já percebeu que os ricos e os políticos não estão morrendo? qual foi o politico famoso que morreu? sabe porque? porque eles estão em isolamento entendeu agora a questão de não reabrir o comercio.

    • Ricardo disse:

      Sou dessa turma que vai pro Alecrim, com os devidos cuidados.

Médica viraliza ao postar sobre o coronavírus: ‘Continue dando festa que te vejo no meu plantão’

Médica Thamine Mesquita desabafa em rede social sobre a gravidade da Covi-19, Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Em três horas de atendimento no Centro de Atenção Integral em Saúde (Cais) de Campinas, em Goiânia, a médica de urgência e emergência Thamine Mesquita do Vale assinava o terceiro pedido de internação para paciente com coronavírus. Ela decidiu desabafar sobre a gravidade da doença e postou uma foto em sua rede social com um alerta: “Continue fazendo festa que eu te vejo aqui no plantão”.

Cerca de 60 a 70 pessoas com sintomas de Covid-19 procuram diariamente atendimento médico no Cais de Campinas, como explica a médica. Destes casos suspeitos, aproximadamente 10 acabam sendo internados.

Na manhã desta quarta-feira (17), todos os leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) para tratar casos suspeitos e confirmados de Covid-19 em hospitais públicos da capital estavam lotados.

“A coisa está bem feia. Só no Cais Campinas tem cerca de 60 a 70 atendimentos só de Covid-19 e pedimos internação para cerca de 10 pessoas e, às vezes, é preciso de internação para outras especialidades, porque tem acontecido casos de Covi-19 junto com outras doenças. Não é momento para fazer festa e esquecer que está acontecendo uma pandemia que está tirando tantas vidas”, desabafa a médica.

Repercussão na internet

A foto mostrando que três internações já haviam sido solicitadas ainda de manhã foi postada na terça-feira (16) e, logo depois, viralizou. A médica diz que não esperava tanto impacto na internet.

“Fiquei impressionada com a repercussão”, comenta Thamine Mesquita.

A médica disse se sentir frustrada ao sair nas ruas e ver as pessoas sem máscara de proteção facial e com poucos hábitos de higiene pessoal.

“Nós, como profissionais de saúde, após observar o que acontece com os doentes, ficamos frustrados de não ter apoio da população que fica dizendo que somos heróis. É muito ruim sair de casa e ver pessoas sem máscaras, como se estivesse tudo normal. Estão morrendo mais de 1 mil pessoas por dia por conta de uma doença”, pondera.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcos Benício disse:

    Esse vírus é uma verdadeira roleta russa. Rezemos para não sermos atingidos!

  2. Pedro Paiva disse:

    Verdade tem muita gente, que só acredita quando ver alguma próximo a você ,deixa de dizer q é frescura e os prefeitos e governadores estão querendo, mais dinheiro o próprio presidente mandando invadir hospitais, se chefe faz isso os inbecis acredita, eu estou a 95 dias em quarentena social em casa não saio nem pra caminhar, espero q passe tudo isso .parabéns a está médica

  3. José aldomar disse:

    Eh assim que o povo quer depois vão reclamar do governo que não tem uti

  4. Cigano Lulu disse:

    Credibilidade não tem preço, mas esta médica merecia receber todas as verbas destinadas a publicidade pelos governos federal, estaduais e municipais.

Com aumento de casos nas últimas semanas, João Câmara decreta ‘isolamento social rígido’ e proíbe circulação de pessoas e de carros em áreas da cidade

Foto: Reprodução

A Prefeitura de João Câmara, município distante cerca de 80 quilômetros de Natal, determinou isolamento social rígido a partir desta segunda-feira (15) na cidade. O decreto 016/2020, com duração de 16 a 23 de junho, foi publicado no Diário Oficial do Município e, entre as principais medidas, proíbe a circulação de pessoas, circulação de veículos em alguns trechos e a entrada de visitantes na cidade. Leia AQUI.

“Situação ainda é muito preocupante e é preciso a colaboração da população em se manter em isolamento”, alerta coordenadora da Sesap

Foto: Demis Roussos / ASSECOM-RN

Na entrevista coletiva para informar os dados epidemiológicos e prestação de contas das ações do Governo do RN no enfrentamento à Covid-19, nesta segunda-feira, 15, a coordenadora das redes de atenção à saúde da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), Samara Dantas disse que “os dados mostram que a situação ainda é muito preocupante e é preciso a colaboração da população em se manter em isolamento”. A taxa de isolamento média nos feriados de quinta e sexta-feira e neste final de semana foi de 48%. O mínimo necessário para conter a disseminação do vírus é de 60%, como recomenda a Organização Mundial da Saúde (OMS).

A taxa de ocupação dos leitos disponíveis para covid-19 é de 92%. 728 pessoas estão internadas em leitos críticos e clínicos em Hospitais públicos e privados. Nas regiões Oeste, Alto Oeste e Metropolitana de Natal 100% dos leitos estão ocupados. Na região Seridó o índice é de 63%.

A fila de regulação tem 9 pacientes com prioridade 1, 56 com prioridade 2, 53 pessoas com prioridade 3 e 6 pacientes com prioridade 4.

Os casos confirmados são 14.214, descartados 23.293, suspeitos são 22.314. Os óbitos confirmados com Covid são 553 (2 nas últimas 24 horas e 20 desde sábado), 114 óbitos em investigação.

LEITOS COVID SERÃO 400 NOS PRÓXIMOS 15 DIAS

O Governo do RN está implantando mais 55 leitos nos próximos 15 dias para assistência Covid em todo o Estado. Estes novos leitos vão se somar aos 345 já abertos por iniciativa da administração estadual, alguns em parceria com os municípios, que vai alcançar o total de 400 novos leitos críticos e clínicos na rede pública de saúde.

MAIS 813 PROFISSIONAIS

O Governo do Estado convocou mais 813 profissionais para reforçar o quadro de pessoal da Secretaria Estadual da Saúde Pública (Sesap), durante o período de combate à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Os convocados foram aprovados no Recrutamento para Contratação Temporária de Excepcional Interesse Público em atendimento ao Plano de Contingência Hospitalar para o enfrentamento da Covid-19. A convocação foi publicada em edição extraordinária do Diário Oficial do Estado (DOE) deste domingo (14), regido pelo Edital nº 001/2020 SESAP/RN, publicado no DOE de 02 de abril de 2020.

Os profissionais irão atuar nas oito Regionais de Saúde em todo o Rio Grande do Norte. Entre os convocados estão médicos plantonistas (38), enfermeiros (79), fisioterapeutas (61), farmacêuticos-bioquímicos (26), técnicos em enfermagem (228), em radiologia (13) e em laboratório (57), auxiliares de cozinha (48), copeiros (100), cozinheiros (6), higienistas hospitalares (68) e maqueiros (56).

Os convocados deverão apresentar-se no período de cinco dias úteis contados da data da publicação. O candidato será atendido exclusivamente por meio virtual, tendo que enviar a documentação exigida no prazo entre a data de publicação.

O candidato precisa ainda entrar no link http://portalsei.rn.gov.br/ e na aba de acesso ao SEI, criar seu usuário externo e senha. Após a criação do usuário externo, o candidato deve enviar e-mail para [email protected] informando nome e CPF com o título “LIBERAÇÃO CONCURSO SESAP”, para que seu usuário seja liberado.

 

RN registra taxa de isolamento social de apenas 39% e tem mais de 90% de ocupação dos leitos; 92 óbitos estão sob investigação

A Secretaria de Estado e Saúde Pública-Sesap atualizou os números do coronavírus no Rio Grande do Norte, no fim da manhã desta quarta-feira(10). Na ocasião, foram detalhadas o número de óbitos em investigação(92 neste momento), a baixa taxa de isolamento(39%), e ainda a ocupação dos leitos.

Sobre a taxa de isolamento social, a Sesap voltou a alertar que se ela não for ampliada, mesmo após o recente decreto com medidas restritivas mais duras, a diminuição do número de casos da Covid-19 continuará tardia, o que também poderá atrasar a retomada econômica no Estado.

Quanto a ocupação dos leitos, o Rio Grande do Norte registra 91,3%. Entre regiões, o Oeste tem 97,5%, Grande Natal(95%) e Seridó e Pau dos Ferros (66,7%) ambas.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Acorda disse:

    Qual era a taxa de ocupação de leitos antes do COVID19? 15%? 30%? Setores do governo e da Imprensa acham que o povo é idiota. Só pode. Parece que no Brasil sempre sobrou leito, o problema de pacientes nos corredores, no chão e ao relento, começou com a COVID19. Palhaços.

RN registra taxa de isolamento social abaixo de 50% e tem 104 óbitos sob investigação para Covid-19

A Secretaria de Estado e Saúde Pública-Sesap atualizou os números do coronavírus no Rio Grande do Norte, no fim da manhã desta terça-feira(09). Na ocasião, foram informados os óbitos em investigação e a preocupação com a taxa de isolamento social.

Neste momento, 104 óbitos estão sob investigação. O Estado registra conforme último boletim, 459 mortes e 11.011 casos confirmados por covid-19.

A taxa de isolamento entre segunda e esta terça-feira(09) é de apenas 49,58%, abaixo de no mínimo 60 a 70% considerados importantes para a diminuição da contaminação no Rio Grande do Norte.

Rondônia tem melhor taxa de isolamento do país após governo endurecer medidas contra Covid-19; RN apenas em 10º

Gráfico mostra índice de isolamento social no país no domingo (7) — Foto: InLoco/Reprodução

O estado de Rondônia teve a melhor taxa de isolamento social do país no último domingo (7). De acordo com dados da empresa InLoco, que usa como base dados de localização dos celulares, o índice do estado foi de 55,18%. Em segundo lugar ficou o Acre, com 53,63%.

O crescimento repentino na taxa de isolamento se deve ao decreto do governo do estado, que endureceu o isolamento restritivo em Porto Velho e Candeias do Jamari. Desde o fim de semana, é proibido qualquer deslocamento em vias públicas fora das hipóteses apresentadas no documento assinado por Marcos Rocha. A restrição máxima tem objetivo de conter o avanço da pandemia do novo coronavírus.

Na sexta-feira (5), o G1 mostrou que Rondônia tinha registrado a pior taxa de isolamento (36,7%) desde março.

Por causa causa da baixa adesão do distanciamento social e do crescente aumento no número de casos da Covid-19, o governo publicou um decreto no mesmo dia para restringir a circulação de pessoas e mandou fechar os estabelecimentos não essenciais, incluindo a rodoviária de Porto Velho. Também se tornou obrigatória a apresentação de uma declaração de serviço essencial, para o trabalhador que precisar circular nas ruas (veja aqui os modelos).

Depois da publicação do decreto estadual, a taxa de isolamento social aumentou para 46,9% no sábado (6) e, no domingo (7), atingiu os 55,18%.

Apesar de ultrapassar os 50%, autoridades de saúde dizem que o índice recomendado de isolamento é acima de 70%, pois assim é possível reduzir gradativamente a propagação da Covid-19.

Isolamento restritivo

O Governo de Rondônia decretou isolamento social restritivo em Porto Velho e Candeias do Jamari até 14 de junho.

O decreto de isolamento social nas cidades leva em consideração a evolução epidemiológica da doença e a taxa de ocupação dos leitos de hospitais, públicos e privados. Porto Velho, por exemplo, continua com lotação máxima nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI’s) da rede pública de saúde.

De acordo com o documento, serão permitidas as seguintes atividades (públicas e privadas):

distribuição e a comercialização de gêneros alimentícios, tais como supermercados, atacarejos, açougues, padarias e estabelecimentos congêneres;

restaurantes, lanchonetes e congêneres somente por delivery;

assistência médico-hospitalar, ambulatorial e odontológica em hospitais, clínicas, laboratórios e demais estabelecimentos de saúde para consultas e procedimentos de urgência e emergência;

distribuição e a comercialização de medicamentos e de material médico-hospitalar;

serviços relativos ao tratamento e abastecimento de água, bem como os serviços de captação e tratamento de esgoto e lixo;

serviços relativos à geração, transmissão, distribuição e comercialização de energia elétrica, gás, água mineral e combustíveis;

serviços funerários;

serviços de telecomunicações, processamentos de dados, internet, de comunicação social e serviços postais;

segurança privada, segurança pública e sistema penitenciário;

serviços de manutenção de equipamentos hospitalares, conservação, cuidado e limpeza em ambientes privados e públicos em relação aos serviços essenciais;

fiscalização sanitária, ambiental e de defesa do consumidor, bem como fiscalização sobre alimentos e produtos de origem animal e vegetal;

locais de apoio aos caminhoneiros, a exemplo de restaurantes e pontos de parada e descanso, às margens de rodovias;

serviços de lavanderias;

clínicas, consultórios e hospitais veterinários somente para procedimentos de urgência e emergência;

borracharias, oficinas de veículos e caminhões;

autopeças no sistema de delivery;

serviços bancários e lotéricas;

floriculturas no sistema de delivery apenas nos dias 11 e 12 de junho;

atividades internas dos escritórios de contabilidade e advocacia, vedados quaisquer tipos de atendimento presencial, mesmo que com hora marcada;

trabalho doméstico, quando imprescindível para o bem-estar de crianças, idosos, pessoas enfermas ou incapazes, na ausência ou impossibilidade de que os cuidados sejam feitos pelos residentes no domicílio; e

atividades de saúde pública, assistência social e outras atividades governamentais para o enfrentamento da pandemia.

Durante o período de isolamento social restritivo, fica suspenso o funcionamento das rodoviárias de Porto Velho e Candeias. A decisão não afeta o aeroporto Governador Jorge Teixeira, em Porto Velho.

G1

 

Covid-19: RN tem 104 óbitos sob investigação, taxa de isolamento social de 49,6% e 664 pessoas internadas; ocupação de leitos atinge 100% na Grande Natal e Pau dos Ferros

Foto: Reprodução/Youtube

A Secretaria de Estado e Saúde Pública-Sesap atualizou os números do coronavírus no Rio Grande do Norte, no fim da manhã desta segunda-feira(08). Na ocasião, foram informados a ocupação de leitos, registro de pessoas internadas, óbitos em investigação e taxa de isolamento social.

Quanto ao número de óbitos em investigação, o Estado registra 104 casos. Pessoas internadas somam 664, sejam suspeitas, graves ou sob acompanhamento, em hospitais privados, públicos ou filantrópicos – sendo desse total, 340 em situação crítica e 324 em clínico.

A taxa de ocupação de leitos no Oeste é de 97,8%, no Alto Oeste – em Pau dos Ferros(100%), enquanto a região metropolitana de Natal registra 100% e, por fim, o Seridó, com (66,7%).

Na coletiva, também foi informada a taxa de isolamento social neste fim de semana, e confirmada nesta manhã de segunda-feira(08) em apenas 49,6%.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pieroluigi Di Blaggio disse:

    Se o RN atingiu 100% de ocupação de leitos de UTI por Covid-19, por que o Governo do Estado já não decretou o lockdown?!

  2. Francisco de Assis Xaviet disse:

    Toda morte que tem no hospital Giselda é por covid, na semana passada teve mortes de aids e a1n1 mas foram computadas como covid

Com regras de isolamento mais rígidas no RN para reduzir número de contaminados, entenda os principais os pontos do novo decreto

FOTO: ASSECOM/RN

O Novo decreto nº 29.742 publicado nesta quinta-feira (4), em edição extraordinária do Diário Oficial, estabelece a prorrogação até o dia 16 de junho das medidas de saúde para o enfrentamento do novo coronavírus (Covid-19) no Estado do Rio Grande do Norte. Também impõe medidas de permanência domiciliar, uma política de isolamento social com fiscalização mais rígida da Segurança Pública e o plano de reabertura das atividades econômicas que devem acompanhar os dados da epidemia no Estado.

Com a intensificação das medidas de isolamento social, o documento estabelece que, como dever social de proteção, os idosos e demais pessoas em grupo de risco só poderão sair de casa para as atividades consideradas essenciais, tais como idas a farmácias, supermercados, hospitais, clínicas, agências bancárias ou outra necessidade impreterível, desde que devidamente justificada. Da mesma forma, prevê a colaboração de toda a população que deve permanecer em isolamento social, em suas residências, saindo somente para atividades indispensáveis, sempre usando máscara e respeitando o distanciamento social e demais regras sanitárias.

Outra questão editada no decreto foi a proibição dos festejos juninos, incluindo fogueiras e fogos de artifício em todos os municípios, com o objetivo de diminuir as ocorrências de queimaduras e de síndromes respiratórias nos serviços de saúde públicos e privados.

Foram excluídas das atividades consideradas essenciais as manicures, cabeleireiros e barbearias, que devem permanecer fechados para contribuírem com a elevação da taxa de isolamento social. Também foram retirados da lista, os armarinhos e aviamentos, sendo permitido o funcionamento desses estabelecimentos somente para entrega em domicílio ou retirada na loja (takeway).

A partir desse novo decreto, não é permitida a entrada de pessoas acompanhadas nos supermercados e demais estabelecimentos cujo funcionamento esteja autorizado, independentemente de serem do mesmo núcleo familiar.

Para consolidar as medidas de contenção e isolamento, bem como reafirmar o Pacto pela Vida, o Governo disponibiliza as forças de segurança pública estadual aos municípios. Elas devem apoiar as ações de implementação das medidas mais restritivas como a fiscalização da circulação de pessoas em espaços e vias públicas, ou em espaços e vias privadas equiparadas a vias públicas, ressalvados os casos de extrema necessidade; controle de circulação de veículos particulares; controle da entrada e saída de pessoas e veículos no município e o fechamento das orlas urbanas em todos os dias da semana.

O decreto dispõe ainda que os laboratórios de análises clínicas, hospitais, clínicas ou qualquer outra unidade de saúde, integrantes ou não do Sistema Único de Saúde (SUS/RN), públicos e privados, que realizam testes de diagnóstico para a Covid-19, são obrigados a fornecerem a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) os dados completos dos pacientes, com resultado positivo ou negativo. As informações devem ser enviadas à Sesap por meio de sistema eletrônico e as notificações dos casos para investigação de Covid-19 devem ser realizadas em até 24h.

Considerando a importância da retomada progressiva das atividades econômicas no Rio Grande do Norte, foram estabelecidos os parâmetros do planejamento da abertura gradual responsável para retomada da atividade econômica. O plano deve ser implementado a partir de 17 de junho somente se a ocupação dos leitos públicos de UTI estiver inferior a 70% e houver a desaceleração da taxa de contaminação. Ele poderá ser aplicado de formas diferentes nas regiões do estado, está dividido em quatro fases subsequentes de 14 dias, cada uma subdividida em frações, e será reavaliado diariamente conforme os dados epidemiológicos e de ocupação de leitos.

A vigência dos atestados de vistoria do Corpo de Bombeiros e das licenças do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte (Idema) foi prorrogada para 24 de junho. Também foi estendido por mais 60 dias o cancelamento de eventos do Centro de Convenções.

Confira o Decreto Nº 29.742, de 04 de junho de 2020 na íntegra.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jorge disse:

    Vamos ver se os grande supermercados irão cumprir!!!

RN tem taxa de isolamento de apenas 41% e aumento de casos por covid-19; óbitos em investigação são 69

Enquanto a taxa de isolamento social no Rio Grande continua baixa e registra apenas 41%, a Secretaria de Estado e Saúde Pública-Sesap atualizou os números do coronavírus no Rio Grande do Norte, no fim da manhã desta quarta-feira(03), e alertou que 69 óbitos estão em investigação.

Neste momento, o Estado tem 9.148  casos confirmados de coronavírus, com 19.659 suspeitos. Para a Sesap, a taxa de isolamento social precisa ser urgentemente elevada para que o sistema de Saúde não entre em colapso com o aumento de casos e vítimas fatais.

A Sesap entende que no mínimo 70% representam um nível positivo para a busca pelo achatamento da curva da Covid-19.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. eduardo disse:

    Sou morador da Rua dos Paianases, no trecho justamente onde ocorre a Feira do Carrasco (que está acontecendo hoje), e vejo que uma irresponsabilidade da prefeitura deixar que essas feiras livres ocorram nesse momento que estamos passando. Um verdadeiro caos, gente em cima de gente, feirantes aos gritos (Sem Máscaras) oferecendo seus produtos, consumidores disputando espaços nas bancas. O Prefeito, Alvaro Dias, que é médico, deveria olhar com mais compaixão para os cidadãos.

    • Nilo Pereira disse:

      Caro Eduardo, o Prefeito não está nem aí para o Cidadão. Sabe aquele politico que está na fase do já ganhou? pois é. Com uma aprovação razoável da sua gestão, ele se dá uma luxo de governar em situação critica que estamos vivendo, como se estivesse se lixando para o povo.

    • Michael Domingos disse:

      Tem que haver uma fiscalização com orientação mais intensiva, no entanto, sem bloquear o serviço dos outros, afinal se tem os feirantes, também existe os clientes sem as máscaras e devidas precauções, infelizmente a ignorância é gigantesca.
      Vamos culpar prefeito e governadora por diversos outros fatores, mas essa conta é da teimosia e ignorância de parte da população.

Governo prega “pacto em defesa da vida”, articula ampliação do isolamento em todo o RN e diz que flexibilização “vai depender do cidadão”

Foto: Demis Roussos/ASSECOM-RN

Após reunir prefeitos e autoridades da saúde de municípios da Região Metropolitana da capital – Natal, Parnamirim, São Gonçalo, Macaíba e Extremoz – nesta segunda-feira, 01, o Governo do Estado ampliará contatos com prefeitos das demais regiões do Estado em busca de firmar um pacto em defesa da vida no enfrentamento à pandemia do coronavírus. O comprometimento maior dos municípios, empresários e da população em geral em aumentar o isolamento social e respeitar os decretos governamentais é a única forma de reduzir a contaminação, as internações que lotam as redes hospitalares e as mortes.

O secretário de saúde pública, Cipriano Maia, explicou qual o intuito do Governo do Estado. “A transmissão da doença acontece no contato entre pessoas. Por isso, o pacto proposto pela governadora com os municípios, empresários e sociedade, instituições filantrópicas, de bairro e clubes de mães, é para intensificar o isolamento. No pacto, os municípios devem reforçar a atenção básica à saúde e adotar medidas restritivas à circulação. É um esforço em defesa da vida, para sairmos dessa situação com segurança e mais vidas salvas”, afirmou.

As palavras de Cipriano são reforçadas pelo médico sanitarista e secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Jaime Calado. “Se cada um fizer sua parte, a gente sai rapidamente da pandemia, teremos nossa vida de volta nas áreas sanitária, econômica e social”. Jaime citou o exemplo da governadora Fátima Bezerra que desde março cumpre o isolamento total e não sai de casa. Citou também o presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (FIERN), Amaro Sales, que também não sai de casa desde 17 de março.

Jaime Calado lembrou ainda as medidas tomadas pelo Governo do Estado em apoio às empresas, entre elas a dispensa do ICMS que beneficia 18 mil micro e pequenas empresas, dispensa do ICMS do setor turístico e da tarifa social da Caern.

O Governo do RN também criou, proporcionalmente, o maior programa de máscaras do Brasil, em parceria com o setor produtivo, que está produzindo 7 milhões de unidades. Através do programa RN Mais Protegido estas máscaras chegam a 550 entidades nos 167 municípios do Estado.

FLEXIBILIZAÇÃO

A administração estadual recebeu sugestões do setor produtivo e do Comitê Científico sobre como fazer a flexibilização. “A questão agora é saber quando fazer. E isso vai depender do cidadão. O pacto pela vida, proposto pela Governadora, independe de preferências políticas ou partidárias. Objetivo é reduzir contaminação, os internamentos e as mortes”.

Jaime Calado considera esta pandemia a maior tragédia dos últimos 70 anos e que precisamos ter disciplina para vencer o vírus mais rápido, como fizeram Alemanha e a China. “Ficar em casa, observar cuidados de higiene e usar máscaras é o mínimo a fazer. Quando duas pessoas estão de máscara a possibilidade de contaminação é de 5%. O uso da máscara é atitude de respeito a você e ao outro. A vítima pode ser qualquer um de nós. Este momento é de salvar vidas. Não tem economia sem vidas. Vamos cumprir as recomendações para voltarmos o mais rápido possível às atividades normais”, declarou.

Nesta terça-feira, 2.581 pessoas estão hospitalizados em leitos de UTI, semi-UTI e clínicos. Deste total, 287 ocupam leitos críticos e 294 leitos clínicos, nos hospitais das redes pública e privada em todo o Estado. A fila de regulação para leitos exclusivos Covid, tem hoje 10 pacientes com prioridade 1, 22 com prioridade 2 e 73 com prioridade 3.

A taxa de ocupação de leitos continua mostrando superlotação. Na região Oeste é de 97,5%. Em Natal e Grande Natal é de 98%. Em Pau dos Ferros a ocupação é de 100% e no Seridó, 50%. Os dados epidemiológicos registram 16.364 casos suspeitos, 8.233 confirmados, 14.128 descartados, 341 óbitos (14 nas últimas 24 horas e 4 que ocorreram em dias anteriores). Os óbitos em investigação são 68.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Wilson disse:

    Quando as pessoas começarem a morrer nas calçadas ou dentro dos carros nas portas dos hospitais por falta de leito aí vão pensar em fazer lockdown. Bando de incompetentes!!

  2. ANDERSON disse:

    O Sangue de Jesus Cristo te repreende, maligno! Estás derrotado há tempo!

  3. Alberto Rezende disse:

    PE, PB, CE e MA decretaram “lockdown” quando os leitos de UTI atingiram 100% de lotação. No RN, os leitos de UTI atingiram 100% de lotação, com uma lista de espera para aguardar alguma vaga. Precisa desenhar o que precisa ser feito?

    • Francisco Alves disse:

      Os leitos atingiram 100% no RN por falta total de ações do governo. Dinheiro não faltou, pois vieram milhões do governo federal. Aliás, aonde foi parar todo esse dinheiro? Cadê o hospital de campanha? Cadê os respiradores do consórcio Nordeste?
      A única ação do governo do RN foi um prognóstico de 11 mil mortos. Mandar o povo ficar em casa é muito fácil, o complicado é apresentar projetos de atuação e combate ao vírus. Até o momento, todas as ações em benefício da população do RN tem sido do governo federal, infelizmente.

  4. Luiz Fernando disse:

    Isso é uma comparação imbecil, Fatão tá em casa com seu salariozinho, mordomias, e um batalhão de súditos ao seu dispor.

Secretário de saúde do RN pede maior isolamento social e diz que retomada das atividades deve ser pensada por região – “não de forma generalizada”

Foto: Reprodução/Youtube

O secretário de Estado e Saúde Pública-Sesap, Cipriano Maia, convocou no fim da manhã desta quinta-feira(28), um chamamento a população para uma adesão mais elevada no isolamento social, com objetivo da diminuição da transmissão do novo coronavírus, e busca por uma perspectiva para retomada de atividades em benefício a situação econômica.

Cipriano disse que o ideal para o isolamento social no Estado deveria ser 70%, número que poderia encaminhar para diminuição de caso, óbitos e taxa de ocupação dos serviços de assistência hospitalar.

Ainda na coletiva, o secretário de saúde reforçou um “pacto em defesa da vida” e destacou que a retomada da economia no Estado depende de um maior isolamento social – pensada por cada região. “Não de forma generalada. De forma planejada”, disse.

Assista abaixo e veja declaração:

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Assis disse:

    Esse cara não sabe nada fora cabeça

  2. Tom França disse:

    Esses "sem noção", continuam generalizando e deixando de elogiar quem está fazendo tudo direitinho! Qual o milagre de manter. As pessoas em casa e melhorar a a economia? Ele não deixou isso claro! Apenas teorias pre-estabelecidas, pra continuar tocando o terror na população, como no fantasioso 11 mil óbitos em 15 de maio. Enquanto isso, o hospital da campanha de Natal tá pronto e ele sequer tocou no assunto.

    • Nildo disse:

      Em parte vou concorda com vc, vc prefere morrer ou sair comprando por ai? ISOLAMENTO É O MELHOR CAMINHO E PONTO FINAL.

    • ELEITOR disse:

      Nildo manter as verbas federais sem licitação é o objetivo deste confinamento
      É mais fácil pra estes burocratas que supervisionar isolamento vertical e medidas associadas !

Governo revoga portaria de Moro e Mandetta com regras de isolamento

Os ministérios da Justiça e da Saúde revogaram nesta quinta-feira (28) uma portaria assinada pelos então ministros Sergio Moro e Luiz Henrique Mandetta que determinava regras de isolamento social para combate à pandemia.

A nova portaria, publicada nesta quinta no DOU (Diário Oficial da União), diz que deve ser assegurado “o pleno respeito à dignidade, aos direitos humanos e às liberdades fundamentais” às pessoas afetadas pela aplicação das medidas de enfrentamento à pandemia.

Segundo o ministério da Justiça, a revogação aconteceu devido à decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) que garante aos estados e municípios autonomia para adotar medidas de isolamento e “notícias de prisões possivelmente abusivas de cidadãos, as quais não podem ser objeto de anuência por parte das autoridades federais”.

A pasta ainda afirmou que mesmo que os órgãos federais não consigam decidir as medidas de combate à pandemia por causa da decisão do STF, “há limites que não devem ser ultrapassados, já que previstos em tratados internacionais e em lei de caráter nacional”.

Dentre as medidas determinadas na portaria de Mandetta e Moro, estavam a realização de exames compulsórios e a prisão quando necessário.

R7