Ministro garante a universidades federais que ‘não vai faltar dinheiro’

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, no plenário da Câmara Foto: Jorge William/Agência O Globo/15-05-2019

Em reunião com a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), em Brasília, nesta quarta-feira, o ministro da educação, Abraham Weintraub, afirmou que vai cumprir o acordo sobre o descontingenciamento de R$1 bilhão, decidido em negociação sobre o crédito suplementar na Comissão Mista de Orçamento (CMO) na terça.

Fontes ouvidas pelo GLOBO afirmaram que Weintraub garantiu que “não vai faltar dinheiro para as universidades em 2019″ e que ” situações emergenciais das universidades poderão ser tratadas individualmente com o ministério”.

O bloqueio de recursos para as universidades federais esteve no centro da mais recente crise no Ministério da Educação (MEC), que levou milhares de pessoas às ruas em todo país. De acordo com o “Painel dos Cortes”, que compila o valor contingenciado nas instituições federais e é organizado pela Andifes, o MEC bloqueou no total R$2,06 bilhões das universidades. No total, em toda a pasta, houve o contingenciamento inicial de R$7,4 bilhões.

Logo após os protestos do dia 15 de maio, o ministério havia feito o desbloqueio de R$ 1,6 bilhão, mas não esclareceu como iria utilizar a verba. Na terça-feira, após a reunião da CMO, somou-se a esse valor a promessa de descontingencimento de mais R$1 bilhão. O GLOBO entrou em contato com o MEC para saber como o valor será utilizado, mas ainda não obteve resposta.

O encontro com representantes da Andifes, nesta quarta-feira, não aparece na agenda oficial do ministro. Estiveram presentes o presidente da Andifes, Reinaldo Centoducatte, e o secretário executivo da instituição, Gustavo Balduino, além dos reitores Edward Madureira da Universidade Federal de Goiás (UFG), Guida Aquino da Universidade Federal do Acre (UFAC), Cleuza Dias da Universidade Federal do Rio Grande (Furg) e João Carlos Salles da Universidade Federal da Bahia (UFBA), que chegou a ser acusada pelo ministro de promover “balbúrdia”.

Na agenda oficial de Weintraub consta apenas o encontro com parlamentares da oposição, como os deputados federais Margarida Salomão (PT), Alice Portugal e Érika Kokay (PT), que estiveram na mesma reunião.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lucas disse:

    Esse senhor não é capaz de garantir, sequer, sua própria sanidade mental.

  2. Valde disse:

    Ideal seria auditar as contas e fazer um levantamento das reais nescessidades das universidades federais comparando o funcionamento das particulares. Nas público, é tanta gente pra não fazer, que quando chega uma demanda, é um empurrando o serviço pro outro, e funcionando tudo a passos de tartaruga.

    • Junin disse:

      E funciona melhor e com excelência!!! As públicas!!!! Vejo isso como uma espécie de inveja por as pessoas não terem conseguido ingressar numa universidade federal!!! Ê assim também quem so fala mal de servidor publico, nota-se uma magoa, uma inveja! Uma dica é estudar, a EDUCAÇÃO muda tudo, é melhor que red Bull…..!!!!!

Projeto de Júlio Protásio garante o Setembro de Cidadão em Natal

Ver. Júlio Protásio - Foto ELPÍDIO JÚNIOR (2)Foi aprovado na Câmara Municipal de Natal nesta terça-feira (02), o projeto de Lei 064/15, de propositura do vereador Júlio Protásio (PSB), que tem como objetivo instituir o Setembro Cidadão no município de Natal, além de designar o mês de setembro como o mês da cidadania em Natal e desenvolver ações relevantes ao Dia Estadual da Educação cidadã, a ser comemorado no dia 10 de setembro.

O Setembro Cidadão foi uma proposta de autoria do juiz Jarbas Bezerra e da advogada servidora do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) Lígia Limeira, que apresentaram o projeto aos vereadores. O vereador Júlio Protásio aprovou a iniciativa do projeto de lei e, ainda, realizou uma audiência pública na Câmara Municipal de Natal com a participação de escolas e dos idealizadores do projeto, na oportunidade o tema foi discutido.

De acordo com o projeto durante o mês de Setembro, a secretaria municipal de Educação (SME) fica autorizada a promover ações de educação cidadã, especialmente quanto à realização de congressos, seminários, simpósio ou eventos similares, que abordem, dentre outros assuntos pertinentes à cidadania, temas sobre direitos e garantias fundamentais, direitos socais, direitos políticos e preservação ao meio ambiente.

“Com a Lei,o município de Natal terá a missão de todo mês de setembro realizar atividades alusivas e que possam explicar o patriotismo e ações de cidadania”, afirmou Protásio.

LEI ESTADUAL

A Lei Complementar nº. 494/2013, de 27/08/2013, instituiu o dia 10 de setembro como o Dia Estadual da Educação Cidadã e o mês corrente como ‘setembro cidadão’. O Estado do Rio Grande do Norte foi o pioneiro no reconhecimento da importância da cidadania, maior ferramenta democrática de que dispõe o povo brasileiro.

Valcke desembarca de vez no Brasil e garante: 'Vai ter Copa'

 

jerme_valcke_fifa_copa_Fernando_BizerraJrEFE28012013_292Foto: Fernando Bizerra/EFE

Jérôme Valcke, secretário-geral da Fifa, desembarca de vez no Brasil e garante: “vai ter Copa”. Em sua coluna semanal publicada no site da Fifa, o dirigente admite que muito ainda precisa ser feito. Mas alertou que as manchetes nos jornais não refletem o sentimento popular.

“Não há dúvidas: Vai ter Copa”, escreveu. “De fato, a Copa já chegou ao Brasil e o mundo inteiro está acompanhando”.

Valcke vai iniciar uma visita a cada um dos doze estádios, no que será a última vistoria depois de sete anos de trabalho. A viagem às doze sedes ocorrerá ao lado do secretário-executivo do Ministério dos Esportes, Luis Fernandes.

“Cheguei esta manhã no Brasil e vou ficar até a final ser disputada”, explicou Valcke. “Nesse momento, estou aqui para ver que os retoques finais para a operação da Copa sejam completadas em tempo para o ponta-pé inicial”. “Nosso foco é o de garantir que tudo esteja pronto para os 32 times, 3 milhões de torcedores nas doze arenas e os bilhões assistindo pela televisão”.

A partir de quarta-feira, a Fifa vai receber cada um dos estádios e o primeiro a ser entregue para o controle exclusivo da entidade será a Arena Corinthians, que foi testado no fim de semana e que recebe a abertura da Copa. Curitiba, Natal e Salvador serão entregues no dia dia 25 de maio e serão os últimos a passar para as mãos da Fifa.

Apenas três dias depois, a Austrália desembarca no Brasil e será a primeira das seleções estrangeiras a pisar no Brasil. “Temos dias corridos diante de nós, com muito a ser feito em um esforço coletivo pela Fifa, COL, governo federal, cidades e estados”, indicou Valcke.

Segundo ele, as equipes da Fifa já começaram a chegar em cada um dos estádios para instalar as tribunas de imprensa, os sistemas de transmissão, os centros para os convidados VIPs. “Mal posso esperar para ver em primeira mão o progresso feito desde minha última visita”, escreveu.

Para Valcke, há uma discrepância entre o que a imprensa diz e o sentimento popular. “Manchetes estão gritando que os brasileiros não querem a Copa”, disse. “Isso não reflete as pesquisas de opinião e nem o que vemos”, garantiu. Segundo ele, 300 mil pessoas foram ver a taça da Copa em sua turnê e 11 milhões de pedidos de ingressos foram feitos, o maior da história do evento.

Segundo ele, pesquisas em 15 países diferentes mostram que 75% dos entrevistados tem uma atitude positiva no mundo em relação ao Mundial e que 50% estão “muito excitados” sobre o evento. “No Brasil, essa taxa é de 57%”, apontou.

Estadão