Sindicato dos Hotéis destaca investimento do Governo Federal para recuperação de Ponta Negra

Habib Chalita, presidente do Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Rio Grande do Norte (SHRBS-RN). Foto: Alex Régis

A notícia da liberação de R$ 39 milhões para obras de recuperação costeira e engorda da praia de Ponta Negra é vista como um reforço importante para o turismo de Natal e do Rio Grande do Norte, sem falar na preocupação com o resgate dos empregos que foram afetados com a Pandemia.

Para Habib Chalita, presidente do Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Rio Grande do Norte (SHRBS-RN), o investimento no principal cartão-postal do Estado, no momento em que o país vivencia a pandemia causada pelo novo coronavírus, mostra ser um reforço e compromisso com a recuperação do setor de turismo e da própria economia local e dos milhares de empregados envolvidos.

A obra com os recursos federais prevê uma faixa de areia entre 23 a 30 metros de largura na maré alta. Habib destacou a atenção do Ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, para a liberação do recurso que será executado pela Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Semov), da Prefeitura de Natal. “Rogério disse que a praia de Ponta Negra e os potiguares merecem todos os esforços para a garantia da sua recuperação”, comentou.

Na avaliação do presidente do SHRBS-RN, além da otimização e melhoria do nosso principal cartão-postal, que é Ponta Negra, muitos hotéis, bares e restaurantes irão ganhar com essa importante obra para a nosso Estado. Será beneficiada, principalmente, a comunidade com a geração e recuperação dos empregos severamente afetados pela Pandemia, finaliza Habib.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Carllos disse:

    Espero que dê certo, mas uma simples escada para acesso não existe, quem garante que isso será feito?

  2. François Cevert disse:

    Eu quero saber se vão continuar com aquele modelo de enrocamento que só serve de criador de ratos ao invés de utilizar os blocos pré moldados como foi feito na parte revitalizada de areia preta? Era hora de substituir o atual enrocamento passando a utilizar o sistema de blocos pré moldados que não deixa brechas pra servir de lar para os ratos de praia.

  3. Deco disse:

    Mais recursos para o RN.
    Quero ver muitos esquerdistas pegando um bronze na praia que Bolsonaro liberou recursos pra melhorar!!
    Até Fátima vai lá pegar um solzinho….kkkk
    E aquele vereador que parece um cachorro loco? Quero vê Ela lá nas barracas tomando caipirinha e bufando.

  4. Gosson disse:

    Habib sempre dando show de competência e representatividade do trade turístico. Não se compara àquele vaidoso da ABIH.

Covid-19: Justiça garante a Sindicato proibição do corte de energia e outras medidas em hotéis, bares e restaurantes no RN

O Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Rio Grande do Norte (SHRBS-RN) conseguiu vitória na Justiça estadual, em favor de seus filiados, para a proibição do corte do fornecimento de energia elétrica por parte da Companhia Energética do RN (Cosern), enquanto perdurar a pandemia. A decisão é do juiz Fábio Antônio Correia Filgueira.

Além disso, também foi suspensa por 90 dias a cobrança por demanda contratada (potência à disposição, ainda que não utilizada), com mudança para energia efetivamente consumida, e foi deferido um parcelamento dos débitos para os pequenos empreendimentos em 12 vezes sem juros, sem entrada, a partir de 90 dias da decisão, bem como o parcelamento dos débitos para os grandes empreendimentos em 12 parcelas, com entrada de 20%, a partir de 30 dias da decisão.

De acordo com informações do escritório Jales Costa, Gomes & Gaspar, que faz a defesa do Sindicato, a decisão da Justiça beneficia cerca de 18 mil estabelecimentos em todo o Estado.

Para o presidente do Sindicato, Habib Chalita, a pandemia ocasionada pelo novo coronavírus atingiu fortemente o segmento de hotéis, restaurantes, bares e similares, face às proibições governamentais, com empreendimentos suspendendo parcial ou totalmente as atividades, gerando demissões dos empregados dessas empresas, impondo o ajuizamento da ação.

Sindicato dos Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares do RN defende reabertura gradual e cobra ação do poder público

O Sindicato dos Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares do Rio Grande do Norte (SHRBS-RN) vê com preocupação o cenário de pandemia provocado pelo novo coronavírus e o prejuízo que isso tem provocado em toda a economia do estado, em especial no segmento turístico, um dos principais potenciais do RN.

Veja nota do presidente, Habib Chalita:

É sabido a necessidade de responsabilidade, bom senso e equilíbrio que um momento como este exige, mas é preciso também olhar com bastante atenção para os impactos que esta pandemia tem provocado no setor econômico do Rio Grande do Norte.

É necessário por parte do Poder Público um plano para retomada gradual das atividades socioeconômicas uma vez que o setor de hospedagem e alimentação, além do ICMS, tem o tributo do ISS municipal em seus orçamentos e vem sofrido com o fechamento dos segmentos considerados não essenciais e a queda de vendas tendo em vista a permanência das pessoas em suas casas.

Em reuniões com representantes dos Poderes, temos apresentado o atual cenário vivenciado nos segmentos abrangidos pelo nosso Sindicato. É importante que se pense em soluções e não se prorrogue o atual decreto que impõe o isolamento social e determina o fechamento de estabelecimentos, principalmente os hotéis, bares, restaurantes e similares em nosso estado.

Nossa defesa é pela reabertura gradual dos empreendimentos sempre de acordo com as normas da Organização Mundial de Saúde (OMS). E diante disso, sugerimos que, com a proximidade de uma das principais datas do calendário, o Dia das Mães, que é celebrado no segundo domingo de maio, o segmento esteja funcionando de forma que possa atender dentro das normas estabelecidas pela OMS.

Habib Chalita
Presidente

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Gugu disse:

    Quem vai para um restaurante numa pandemia desta.

  2. Luciana Morais Gama disse:

    A entidade patronal precisa entender que quem ordena o comércio na cidade é a PREFEITURA, e não o Estado.

Cidades de Minas flexibilizam comércio e hotéis poderão abrir

Foto: Divulgação / Parque do Avestruz Hotel Fazenda

As cidades de Itaúna, a 87 km de Belo Horizonte e Esmeraldas, na região metropolitana da capital, anunciaram a abertura de comércios locais que haviam sido fechados como forma de prevenção à propagação do novo coronavírus.

O novo decreto desses municípios permite que os serviços de hotéis, pousadas e equivalentes possam retornar as atividades.

Na cidade de Esmeraldas, o Parque do Avestruz Hotel Fazenda realizou adaptações para receber os hóspedes com maior segurança.

De acordo com Fabiana Silveira, diretora comercial do hotel as mudanças foram pensadas antes da flexibilização da prefeitura. O estabelecimento voltará a funcionar a partir do dia 1º de maio e, segundo ela, medidas de segurança serão adotadas.

— Nesses últimos dias estamos realizando os ajustes. Nossos colaboradores já estão em isolamento e estamos preparando o restaurante para receber os hóspedes respeitando as orientações dos órgãos de saúde.

Áreas comuns foram fechadas e os hóspedes poderão realizar atividades individuais como caminhadas, passeio à cavalo, pesca, dentre outros.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. FRASQUEIRINO disse:

    Pelo teor da reportagem, com as medidas tomadas mais parece uma prisão de luxo. Difícil vai ser encontrar quem vai querer se hospedar com a falta de dinheiro e a crescente epidemia do CV.

  2. Flaus Henrique disse:

    Eu só queria saber o q passa na cabeça de um dono de hotel que resolve abrir o comércio em uma situação dessas, vai abrir? Vai, mas quem danado vai passear e se hospedar fora de sua casa na hora em q o mundo passa por uma Pandemia? Eu sinceramente não tenho coragem jamais de fazer algo parecido.

Parnamirim tem 84% de ocupação de hotéis durante o Carnaval

Foto: ASCOM

Parnamirim alcançou 84% de ocupação da rede hoteleira durante o Carnaval de Pirangi em 2020. Os dados foram divulgados pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH) e evidenciam os bons resultados do investimento da Prefeitura em uma das principais programações do calendário de eventos nacional.

Para o prefeito Rosano Taveira, o Carnaval tem se mostrado não apenas como uma forte tradição cultural, mas também como um grande potencial econômico. “Estamos investindo e a cada ano nosso Carnaval tem crescido e se consolidado como um dos melhores do estado”, destacou.

De acordo com Paulo Lopes, Assessor Especial do Turismo da Secretaria Municipal de Planejamento, Finanças, Turismo e Desenvolvimento Econômico (Seplaf), diversos fatores influenciaram para o número positivo de ocupação de leitos.

Segundo ele, além do fortalecimento do Carnaval, o investimento na segurança, com destaque para a criação da Guarda Municipal e a instalação de câmeras de monitoramento nos principais corredores da folia, também foram determinantes para que se alcançasse bons resultados.

“Enxergo também a programação do verão ao longo do mês de janeiro, com programação diversas todos os finais de semana como uma excelente preparação para que chegássemos ao Carnaval com o terreno bem preparado. Muitas pessoas que vieram para o verão, aproveitaram para ficar por aqui mesmo e curtir o Carnaval”, analisou.

Cesária Santana, administradora do Hotel Vilage em Pirangi destacou o incremento das atividades turísticas durante o verão em Pirangi. Segundo ela, a prefeitura vem fazendo um bom trabalho, principalmente na área da segurança.

“Minha taxa de ocupação cresceu em relação ao ano passado durante o verão e enxergo como positivo o crescimento progressivo que o setor turístico e econômico vem alcançando nos últimos anos”, disse.

Dados divulgados por pesquisa realizada pelo Sistema Fecomércio sobre o Carnaval de 2019, evidenciaram essa realidade. Segundo a pesquisa, a folia de Momo em Parnamirim registrou crescimento no número de turistas, atingindo o percentual de 57,1%, sendo a Paraíba (PB), Pernambuco (PE), São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Minas Gerais (MG) e Ceará (CE), os estado que mais visitam o município, nesse período.

Este aumento do percentual de turistas se refletiu na economia de maneira significativa. Em 2019, somente nos segmentos de comércio e serviços, o Carnaval de Parnamirim movimentou mais de R$ 6 milhões nos quatro dias de folia.  Entre os turistas, o gasto médio diário individual ficou na casa dos R$ 129,40 e entre os nativos, o gasto diário com o Carnaval foi de R$ 52,65 em média. O público estimado para os quatro dias foi de 120 mil pessoas.

Diante dos bons resultados, a Prefeitura de Parnamirim encomendou novamente a pesquisa da Fecomércio que será divulgada em breve e segundo a administração pública, as estimativas são ainda melhores. Com investimento na casa de R$ 1,3 milhão, a expectativa é de que o valor movimentado na economia tenha sido em torno dos R$ 8 milhões.

ABIH-RN registra ocupação de 89% dos leitos de hotéis em Natal durante o Carnaval 2020; Pipa/Tibau do Sul 90%

Foto: Reprodução/site ABIH-RN

A ABIH-RN (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio Grande do Norte), realizou levantamento, com seus associados, da ocupação hoteleira no período do Carnaval 2020 em Natal e constatou uma média de 89,4% de leitos ocupados, percentual ligeiramente acima do que foi registrado em 2019, quando a ocupação foi de 88%.

Já em Pipa/Tibau do Sul, o índice de ocupação foi de 90% em 2020, superando a ocupação de 2019 que foi de 80,3%, ou seja, um aumento de mais de 12%. Já Mossoró registrou ocupação de 56,7% em 2020, aumento de 4,6% em relação a 2019, onde o percentual foi de 54,2%. Os demais destinos registraram, igualmente, uma boa ocupação nesse carnaval.

“O Carnaval é um dos principais feriados do ano, e por isso registramos sempre uma boa ocupação, embora consideramos que podemos aumentar o fluxo de turistas nesse período, assim como em outros períodos do ano. O desafio é exatamente manter uma ocupação média com um nível elevado durante todo o ano, e para isso precisamos trabalhar fortemente as ações de promoção e divulgação, além de lutarmos para Natal ter mais produtos turísticos e se renovar enquanto destino, pois ao longo dos últimos anos estamos passando por um declínio do valor da diária média dos hotéis e isso é resultado, dentre outros fatores, da falta de cuidado e renovação da nossa cidade. Os números da ocupação são bons, mas o valor da diárias média vêm caindo ano a ano, e precisamos mudar esse cenário, e trazer para Natal um turista de maior poder aquisitivo.” Comentou o presidente da ABIH-RN, José Odécio.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Maria Amélia disse:

    Alguém já ouviu falar em sonegação de impostos? Os hoteleiros potiguares nunca vão admitir que a ocupação chegou a 100%. Há anos é assim, já virou tradução no setor.

Sindicato de Hotéis destaca derrubada do Reis Magos e necessidade de melhorias na orla

O presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes Bares e Similares do Rio Grande do Norte, Habib Chalita, comentou a respeito da demolição do Hotel Reis Magos, que ocorreu na quarta-feira, 8. “Este fato mostra apenas um dos problemas que nossa orla e o turismo vem enfrentando nos últimos anos”, disse.

A expectativa dele é que, com a demolição do hotel e a discussão do Plano Diretor de Natal, a orla urbana da capital possa ser recuperada e melhorada ao longo dos próximos anos.

Habib Chalita declarou que “nossa orla precisa melhorar muito”. “Mas todo esforço para se deixa-la turística é válido”. Ele lembra que “não podemos esquecer também de Ponta Negra, nosso principal cartão postal”.

Na visão do presidente do Sindicato, é preciso um trabalho unificado e orientado do poder público e da iniciativa privada com foco em recuperar e fortalecer o turismo da capital do RN. “Com melhoramento desses fatores, a geração de empregos, impostos e segurança, vem a cargo da revitalização do corredor turístico de Natal, que é de Ponta Negra à Redinha, inclusive com a reforma do Mercado que será mais um atrativo para o turista”, argumentou.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Papa Jerry Moon disse:

    Para melhorar para o turismo é necessário melhorar p dia a dia do cidadão natalense, que vive aqui e aqui paga seus impostos. É preciso disponibilizar as praias da via costeira aos natalenses, criando acessos com infraestrutura entre os hotéis. É preciso também um acesso para as praias do litoral sul que não passe por Ponta Negra, o bairro não aguenta o fluxo de carros no verão.

  2. Almir Dionisio disse:

    Agora que perceberam isto, quando o caos tá instalado e Natal sendo conhecida e criticada pelos turistas como a pior orla urbana do Nordeste e quem sabe do país.

  3. Tá Tenso disse:

    Exatamente, concordo com o comentário. O problema turístico de Natal está acentuado, a derrubada daquele escombro é o inicio. Que os corneteiros daqui de plantão vejam como está Ponta Negra, Redinha e Praia do Meio. Horrível. Acorda Prefeito!!!

  4. Paulo disse:

    realmente a Orla de Natal merece melhor atenção pelo os orgãos Publicos da Cidade do Natal, más quando se trata do Turismo so quem lucra são os donos de hoteis e pousasdas, porque o trabalhador do setor de turismo é mal remunerado e muito exigido, tem hoteis que não tem um lugar adequado para os seus trabalhadores descansarem em horarios de almoço, muitos desses trabalhadores ficam vagando pela a orla de Ponta Negra até chegar o horario de retornar ao trabalho

  5. Lula na cadeia sempre disse:

    Só quem defendia essa bosta era os sujos ( eles não tomam banho )PTralhas, aqueles que amam o ditador MADURO e tudo oque não presta no mundo

Black Friday: passagens aéreas, agências de viagens e hotéis têm descontos

Foto: Pixabay

A Black Friday deste ano promete ter ofertas para todos os gostos e bolsos. Quem está planejando uma viagem pode aproveitar o período para comprar passagens aéreas ou reservar hospedagens com desconto.

O KAYAK , maior ferramenta de planejamento de viagens do mundo, reuniu em uma landing page as promoções mais atraentes de passagens aéreas nacionais e internacionais. Durante esta semana, a página será atualizada três vezes ao dia (às 8h, às 16h e às 21h, no horário de Brasília). na sexta-feira, dia 29, as ofertas serão atualizadas a cada hora . Ainda é possível ativar o alerta de preços para o destino escolhido e receber notificações caso os preços mudem significativamente.

Nesta quinta-feira, todo o site da Max Milhas estará com promoções exclusivas para os clientes cadastrados na landing page , além da ação Boa Sorte e Boa Viagem, em que há possibilidade de concorrer a cinco créditos de R$ 10 mil em passagens.

Já na sexta-feira, a Max Friday estará disponível para todos os internautas, com passagens exclusivas e ofertas em voos nacionais e internacionais, além da possibilidade de concorrer ao grande prêmio.

A CVC vai oferecer embarques em voos de novembro até junho de 2020, incluindo período de Natal , réveillon, carnaval e Páscoa, com valores que somam descontos de até 50%. Um pacote de cinco dias para passar o Natal em Florianópolis (SC) sai por R$ 1.500, já incluindo bilhete aéreo de São Paulo (ida e volta) e quatro dias de hospedagem. Já para quem quer viajar no réveillon, um roteiro de quatro noites em Foz do Iguaçu (PR) sai a partir de R$ 2.100 por pessoa.

A operadora também dará benefícios em cruzeiros pelo Brasil: desconto de 50% no preço da cabine d o Soberano, o único navio da temporada a operar em sistema tudo incluído, para saídas específicas como a de Natal e a de réveillon, com embarque nos portos de Santos (SP) e Rio de Janeiro. Há também promoções da CVC com a MSC Cruzeiros, de 50% de desconto no segundo passageiro. Além disso, o terceiro passageiro viaja de graça em cruzeiros com embarques nos portos de Santos e Rio de Janeiro.

Na CVC do Topshopping , localizado na Avenida Governador Roberto Silveira 540, no Centro de Nova Iguaçu, comprando uma viagem, o cliente ganha um bônus de até R$ 2 mil na segunda, considerando transporte aéreo e hotel, para embarcar até fevereiro de 2020.

O Hotel Urbano , agência virtual de viagens, vai realizar na madrugada do dia 28 para o dia 29 de novembro a virada da Black Friday, uma de suas ações de marketing mais famosas: a oferta de R$ 1 para destinos como Paris, na França, Orlando, nos Estados Unidos, Natal, no Rio Grande do Norte, e Fortaleza e Jericoacoara, no Ceará. Para participar o viajante deve ficar ligado nas dicas dos stories das redes sociais da empresa (Instagram: @hurb e Facebook: facebook.com/hurb). Por meio de emojis, o usuário deverá decifrar em que parte do site está escondida a oferta. As pistas também serão passadas pelo Telegram e pelo WhatsApp.

A Costa Cruzeiros tem cruzeiros especiais de Natal, carnaval e Páscoa com descontos de 15% em cabines internas; 20%, em externas; e 25%, em externas, para reservas feitas na categoria Basic durante toda a Semana da Black Friday. Os embarques serão nos dias 20 de dezembro de 2019, 22 fevereiro e 6 de abril de 2020, no navio Costa Fascinosa. Consulte as saídas promocionais no site www.costacruzeiros.com.br.

Para quem deseja ter descontos em hospedagem, a Rede MHB Hotelaria vai oferecer até 50%, na sexta-feira (dia 29), para qualquer período do ano em todas as suas unidades instaladas na capital mineira. Saiba mais: www.mhbhotelaria.com.br; o Hotel Courchevel, nos Alpes Franceses, oferta o café da manhã como cortesia aos hóspedes que fizerem reservas até o dia 29. Para mais informações sobre o hotel e tarifas: [email protected]

O Iberostar Hotel & Resorts concede desconto de até 30% para quem se inscrever gratuitamente no site My Iberostar, até o dia 28, que dará acesso prioritário à pré-venda da Black Friday. Após a conclusão da pré-venda, o desconto será de até 20%.

Até o dia 30, os consumidores encontrarão preços especiais nos pacotes da CI Intercâmbio e Viagem . Para quem quer fazer cursos, destinos como Estados Unidos, Inglaterra, Canadá e outros estarão com descontos de até R$ 1.700. Neste modelo, a CI também presenteia o viajante com R$ 2 mil para levar no intercâmbio.

O programa de intercâmbio que permite ao viajante trabalhar enquanto realiza um curso de idioma tem descontos de até R$ 1.200 para Barcelona, Dublin, Auckland, Austrália e Dubai. Neste modelo, a CI também presenteia o consumidor com um passeio turístico. Para quem se interessa em cursar uma universidade no exterior, a CI oferecerá 50% de desconto na assessoria para ingresso em instituições de Portugal e Alemanha. Há ainda outras promoções em www.ci.com.br .

O Globo

Um simples gesto pode te dar status de cliente VIP em hotéis

Mulher tomando champanhe: ao pedir uma garrafa, pode ser uma boa estratégia deixar parte dela para os funcionários (dolgachov/Thinkstock)

David Duncan é presidente e CEO não de um, mas de três vinhedos em Napa. Ele dirige a Silver Oak, que seu pai, Ray, ajudou a fundar em 1972. Famosa por seu cabernet sauvignon, a marca tem fãs como Oprah Winfrey, LeBron James e Matthew McConaughey.

Duncan não calcula sua milhagem anual — nem seu nível como passageiro. “Não tenho ideia de quantas milhas viajo por ano, porque viajo com várias empresas aéreas diferentes”, diz. “E por isso me tornei agnóstico em relação a meu status.” A favorita dele, no entanto, é a Southwest Airlines, na qual sempre compra a mesma passagem (Business Select) para poder embarcar cedo o bastante para se sentar sempre no mesmo lugar: a fileira 11F, a da saída de emergência. “Gosto que a experiência seja sempre a mesma. É eficiente e faz as pessoas sorrirem.”

Ele mora no Vale de Napa com a esposa, Kary, que é dermatologista, e com os três filhos. Abaixo, ele dá dicas de viagens:

Um único gesto para ganhar um status VIP não oficial em hotéis

Peça sempre uma garrafa de vinho que você não pretenda terminar. Quando me hospedo em algum lugar por alguns dias, às vezes peço uma garrafa de vinho no restaurante do hotel com o jantar. E então, bebo apenas algumas taças e dou o restante aos funcionários, já que eu sei que, mesmo tendo consumido apenas três taças, vou pagar o preço de uma garrafa inteira. Os garçons e sommeliers apreciam o gesto e tendem a tratar você como VIP no restante da estadia.

Um souvenir que rende

Fui criado no Colorado, por isso aprendi que, se você está de carro ou se está ao ar livre, deve usar óculos escuros. E óculos escuros são um souvenir que rende: são uma das coisas mais legais para se comprar em outros países. Eles serão únicos quando você voltar para casa e são muito úteis em comparação com a maioria dos souvenires, que costumam virar tranqueiras. Relativamente falando, eles também não são tão caros. Há alguns anos, fui a Roma — de férias, não a trabalho — por uma semana, e todos os dias foram ensolarados. Então comprei um par lá, e eles sempre me fazem lembrar daquela viagem.

Uma regra para ficar em forma e dormir bem ao viajar.

Peça sempre um quarto de hotel em um andar alto. Você dormirá duas vezes melhor e, em andares elevados, terá mais chances de conseguir um quarto bom, porque é maior a concentração de quartos desejáveis nos andares superiores. Eu sou uma pessoa que gosta de estar ao ar livre, gosto de luz natural. E se eu estiver no 10º andar, ou mais baixo que isso, geralmente subo e desço as escadas, porque essa é uma ótima forma de se exercitar. E você não chega a cansar muito.

Não despreze os resorts de esqui no verão.

Meu pai fundou o Purgatory Ski Resort em Durango, no Colorado, então eu cresci indo lá. Minha principal dica de esqui é: vá no verão. As pessoas que moram em zonas de esqui têm um ditado: você vem pelo inverno, mas fica pelo verão. É lindo para caminhar e estar ao ar livre. E é muito divertido. Caminhei pela área de esqui de Jackson Hole durante o verão, e dá para ir andando até o topo e depois descer o bonde, que é o oposto do que se faz no inverno.

Exame

TRT realiza leilão em Natal nesta quarta, com apartamentos, casas, hotéis, clube, e de tudo um pouco; veja lista

MostraImagem21Dois hotéis em Natal, um à beira mar de Ponta Negra e outro na Praia do Meio, casas, apartamentos, prédios comerciais e terrenos, veículos e equipamentos, móveis e eletrodomésticos serão leiloados pelo Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN), na próxima quarta-feira (21), a partir das 9h, no auditório do TRT-RN.

Da lista de imóveis penhorados para pagamento de dívidas trabalhistas, que serão leiloados pelo TRT-RN, ainda constam um prédio comercial na avenida presidente Quaresma, no Alecrim, um apartamento e uma casa no conjunto Ponta Negra e uma outra no conjunto Alagamar, na zona sul de Natal.

Há, também, outra casa a beira mar na praia de Cotovelo, além de terrenos em Parnamirim e Nísia Floresta, um sítio de 70 hectares em Sítio Novo, um duplex e um Clube de Caça e Pesca, no centro de Currais Novos e um galpão industrial em Carnaúba dos Dantas, na região do Seridó.

Entre os equipamentos que serão leiloados na próxima semana estão todo o maquinário de uma padaria (forno industrial e balcões expositores), máquinas de costura industrial e os equipamentos de uma escola de informática.

Quase 40 lotes com aparelhos de ar condicionado, computadores, impressoras e eletrodomésticos penhorados da Associação de Atividades de Valorização Social (ATIVA) para pagamento de dívidas, também serão leiloados.

Veículos (automóveis, motos e utilitários) de várias marcas, ano de fabricação e estado de conservação também vão a leilão. Até uma mesa de sinuca, com suporte e 9 tacos, que pertenceu a uma casa de drinks instalada na zona sul de Natal será leiloada, com lance a partir de R$ 750,00.

Considerando algumas condições, os bens arrematados no leilão poderão ser pagos em até 30 vezes, com sinal de 30%.

O leilão será presidido pelo juiz Cácio de Oliveira Manoel e integra a programação da Semana Nacional da Execução Trabalhista, que começa na próxima segunda-feira (19) e prossegue até a sexta (23), mobilizando desembargadores, juízes e servidores, advogados, empresas e trabalhadores em todas as Varas do Trabalho do país.

Para participar do leilão, os interessados devem se cadastrar junto ao TRT-RN via email ([email protected]) ou no próprio local do leilão, com 30 minutos de antecedência, apresentando documento de identidade e comprovante de residência.

Confira alguns lotes que serão leiloados ou acesse aqui a íntegra do edital do leilão: http://www.trt21.jus.br/Publicacoes/Leiloes/2016/Leilao_Caex_0035.pdf

PRINCIPAIS LOTES:

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Otario disse:

    Esse leilão do TRT no edital diz uma coisa e é outra ,
    No edital escrevem um fusca e o cara leva uma Ferrari …..escrevo por experiência

Ocupação dos hotéis no RN fica abaixo do esperado durante o feriado

De acordo com reportagem da Tribuna do Norte deste domingo, os hotéis de Natal e Pipa registraram uma taxa de ocupação abaixo do esperado durante o feriado de Corpus Christi. Na capital, a ocupação foi de 58,52%, enquanto em Pipa, 24,42%, segundo levantamento da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis no Rio Grande do Norte (ABIH/RN).

Além da baixa ocupação, outro dado prejudicou o turismo: o período de permanência dos turistas foi curto, com muito deles sequer ficando até o fim de semana.

Em 2012, os hotéis de Natal tiveram taxa de ocupação similar a deste ano, 57,62%. Mas em Pipa esse número havia sido mais animador: 37,72%. O feriado de Corpus Christi do ano passado caiu em meados do mês de junho.

A ABIH/RN acredita que esse baixo desempenho se deve a dois motivos: a perda de malha aérea da cidade – TAM e GOL diminuíram a oferta de voos para Natal – e a falta de divulgação se comparado a Bahia, Ceará e Pernambuco, estados considerados concorrentes diretos do RN.

#CriseGrande: 40% dos hotéis de Pipa estão à venda e taxa de ocupação média não chega a 30%

Quarenta por cento dos 135  hotéis de Pipa, que já foi o roteiro turístico mais festejado do Rio Grande do Norte, estão à venda. A informação é das três imobiliárias da cidade que trabalham na captação de interessados.

Com cinco mil leitos e uma histoória de sucessos entre os principais destinos turísticos do Brasil, Pipa hoje, segundo reconhecem os próprios hoteleiros, não consegue obter mais de 20% de ocupação em média na sua rede durante o ano inteiro.

“Com os custos galopantes da atividade, essa é uma tragédia não só para a hotelaria, mas para toda a economia potiguar”, afirma o presidente da Associação dos Hoteleiros de Pipa, Jean Claude Progin.

Sem qualquer investimento do Estado para proteger essa “galinha dos ovos de ovo” do turismo, lembra Jean Claude, Pipa padece de falta de infraestrutura urbana, de segurança – deficiências compensadas por um zelo excessivo das autoridades ambientais, que multam sem parar hotéis instalados lá há mais de 20 anos.

No ano passado, preocupados com a desconstrução de Pipa como o mais importante destino do Rio Grande do Norte, uma comissão de hoteleiros e empresários que integram a cadeia produtiva do turismo local estiveram com a governadora Rosalba Ciarlini. “Infelizmente, de lá para cá, nada aconteceu”, lamenta Jean Claude.

Empregando 2.500 pessoas, segundo Claude, a cadeia produtiva do turismo em Pipa movimenta tem condições de movimentar até R$ 300 milhões por ano. A crise européia afastou muitos turistas, mas a falta de segurança e episódios evolvendo o assassinato de estrangeiros tem afugentado muita mais gente.

“Já entregamos aos órgãos de segurança um dossiê completo, com nome e endereço, de pessoas envolvidas com tráfico de drogas, mas até agora nada aconteceu”, denuncia Jean Claude.

José Odécio, empresário de turismo de Pipa, diz que a mesma falta de zelo observado na segurança não acontece com os órgãos ambientais, que insistem em aplicar critérios rígidos de proteção a áreas ocupadas há muitos anos. “Daqui a pouco vão querer que qualquer hotel se instale a 100 metros das falésias e, nesse momento, podem fechar Pipa”, desabafa.

Segundo ele, o próprio Ministério Público ignora licenças já concedidas tanto pela Prefeitura quanto pelo Idema e ameaça fechar estabelecimentos que funcionam há anos. “Com toda essa insegurança jurídica não é possível imaginar nenhum empresário se instalando em Pipa”, acrescenta.

Para Jean Claude, com uma Copa à vista em 2014, “não precisaremos de nenhuma bola de cristal para entender que este cenário levará à descapitalização e a decadência da maioria dos hotéis que tiverem uma ocupação inferir a 60% ano, ou seja, quase todos que estiverem instalados em estâncias predominantemente turísticas”.

Fonte: Jornal de Hoje

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Diego_euro disse:

    os gringos donos d maioria dos hóteis, comprados para lavar seu dinheiro sujo sao os próprios culpados, quando da época do boom de pipa triplicaram os preços das diárias e agora estão chorando porque europeu nao tem mais grana pra vir à Pipa!!!
    Nem conseguem chamar o público nacional porque nós preferimos pagar 200 a 300 reais numa diária em Buenos Aires/Santiago ou Miame/Nova York !!!

  2. Diego_euro disse:

    os gringos donos d maioria dos hóteis, comprados para lavar seu dinheiro sujo sao os próprios culpados, quando da época do boom de pipa triplicaram os preços das diárias e agora estão chorando porque europeu nao tem mais grana pra vir à Pipa!!!
    Nem conseguem chamar o público nacional porque nós preferimos pagar 200 a 300 reais numa diária em Buenos Aires/Santiago ou Miame/Nova York !!!

  3. Omar Salgado disse:

    Bruno, vc tem deixado de postar meus comentários, sem motivo aparente. Mas acho que é equívoco, por conta da própria dinâmica célere das atualizações. Bom, vou tentar em relação a este post: a "galinha dos ovos de ouro" está pondo ovos chocos, completamente podres. Isso por conta de uma mistura implacável: ganância e falta de senso de realidade dos empresários e absoluta ausência de governo estadual ou municipal (na educação, saúde, estradas, segurança, etc.). Simples assim. 
    Mas as eleições vêm aí, e tudo vai mudar…

  4. Omar Salgado disse:

    Bruno, vc tem deixado de postar meus comentários, sem motivo aparente. Mas acho que é equívoco, por conta da própria dinâmica célere das atualizações. Bom, vou tentar em relação a este post: a "galinha dos ovos de ouro" está pondo ovos chocos, completamente podres. Isso por conta de uma mistura implacável: ganância e falta de senso de realidade dos empresários e absoluta ausência de governo estadual ou municipal (na educação, saúde, estradas, segurança, etc.). Simples assim. 
    Mas as eleições vêm aí, e tudo vai mudar…

  5. João disse:

    Pousadas cobrando preços de hoteis em capitais.   Restaurantes caros.  Resultado:  João Pessoa, Porto de Galinhas, Maceió ou Aracaju. 

  6. João disse:

    Pousadas cobrando preços de hoteis em capitais.   Restaurantes caros.  Resultado:  João Pessoa, Porto de Galinhas, Maceió ou Aracaju. 

  7. Carlinhos disse:

    Os empresários estão fazendo com Pipa o que fizeram com Ponta Negra, Primeiro transforam em um puteiro, depois passam a cobrar preços proibitivos, gradativamente as pessoas que vão lá não voltam mais. Não é uma coisa de governo, é uma coisa de quem gerencia tais hotéis e posadas, quem dita o preço são os donos, as pessoas não estão deixando de ir por causa das estradas (que é uma porcaria), por causa da segurança ( que é uma fantasia), por causa da saúde ( que não existe). As pessoas deixam de ir porque sabe que com o que gastam em Pipa, é o dobro em qualquer outro destino turístico, até no  exterior. Estive em Montividéu, uma pessoa, filha do dono de um resutarante me disse que esva vindo morar em Pipa e me fez a seguinte pergunta: é verdade que as coisas lá são caras? O que vocês acham?

  8. Carlinhos disse:

    Os empresários estão fazendo com Pipa o que fizeram com Ponta Negra, Primeiro transforam em um puteiro, depois passam a cobrar preços proibitivos, gradativamente as pessoas que vão lá não voltam mais. Não é uma coisa de governo, é uma coisa de quem gerencia tais hotéis e posadas, quem dita o preço são os donos, as pessoas não estão deixando de ir por causa das estradas (que é uma porcaria), por causa da segurança ( que é uma fantasia), por causa da saúde ( que não existe). As pessoas deixam de ir porque sabe que com o que gastam em Pipa, é o dobro em qualquer outro destino turístico, até no  exterior. Estive em Montividéu, uma pessoa, filha do dono de um resutarante me disse que esva vindo morar em Pipa e me fez a seguinte pergunta: é verdade que as coisas lá são caras? O que vocês acham?

  9. Daniel disse:

    A culpa é dos proprios empresários, o custo em Pipa é absurdo, um verdadeiro roubo, eles querem roubar dos gringos e acabam afujentando os Potiguares, que nesse período de baixa de visitantes extrangeiros poderiam ser a salvação deles, o turismo local.

  10. Daniel disse:

    A culpa é dos proprios empresários, o custo em Pipa é absurdo, um verdadeiro roubo, eles querem roubar dos gringos e acabam afujentando os Potiguares, que nesse período de baixa de visitantes extrangeiros poderiam ser a salvação deles, o turismo local.

  11. Adalberto disse:

    Bruno, sempre frequentei Pipa, hoje já não frequento em virtude dos PREÇOS praticados naquela bela praia, por parte de hoteis, comerciantes, passeios, etc.   Além disso vem a violência que é assustadora.   Pela sua reportagem vejo que além de mim, muitas pessoas também deixaram de frequentá-la.

  12. Adalberto disse:

    Bruno, sempre frequentei Pipa, hoje já não frequento em virtude dos PREÇOS praticados naquela bela praia, por parte de hoteis, comerciantes, passeios, etc.   Além disso vem a violência que é assustadora.   Pela sua reportagem vejo que além de mim, muitas pessoas também deixaram de frequentá-la.

Polícia encontra alimentos estragados e vencidos nos hotéis Pestana, Sofitel, Marriott e Othon no Rio

Quatro nutricionistas responsáveis por cozinhas de hotéis de luxo em Copacabana (zona sul do Rio) foram detidos nesta segunda-feira durante a Operação Turismo Legal da Delegacia do Consumidor (Decon), que teve como objetivo apurar duas denúncias de turistas que passaram mal por intoxicação alimentar.

De acordo com a delegada titular do Decon, Patrícia de Paiva Aguiar, os fiscais apuraram a falta de higiene nas cozinhas dos estabelecimentos, além da existência de alimentos vencidos ou em condições impróprias para o consumo. Segundo ela, “a fiscalização vai continuar nos próximos meses”.

A delegada disse ainda que as equipes apreenderam cerca de 200 kg de alimentos estragados nos hotéis Marriott, Sofitel Rio e Pestana Rio.

A cozinha do Hotel Rio Othon Palace, em Copacabana, foi interditada. No local, os agentes encontrarem 70 kg de alimentos com a validade vencida.

A ação contou com o apoio de policiais da Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Saúde Pública e da Delegacia de Atendimento ao Turista.

Os nutricionistas detidos foram encaminhados para a Decon, sendo autuados por crimes contra relação de consumo, e, se condenados, podem ser punidos com penas de dois a cinco anos de prisão.

Informações da Folha de São Paulo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tales disse:

    Ótimo.
    Aqui no RN a Delegacia do Consumidor é órgão decorativo e jamais se ouviu falar de qualquer fiscalização ou operação desse tipo.
    Em Natal devemos ter hotéis, bares e restaurante que praticam as mesmas condutas, sem falar nas grandes festas do jet set (bares, boates e camarotes) que vendem uísque falsificado que causam danos graves à saúde de quem os consome.
    Vamos aguardar.