Mudança no STF vai consolidar “poder” de Bolsonaro

O ministro Celso de Mello deixa o Supremo no ano que vem. Foto: Carlos Moura/SCO/STF – 7.11.2019

Anote aí: no dia primeiro de novembro de 2020 Bolsonaro, finalmente, vai assumir de fato o comando da nação. Depois de quase intermináveis 30 anos de bons e maus serviços prestados ao país, o decano Celso de Mello, vai ser obrigado a abandonar uma das 11 cadeiras supremas do STF. Assim, o 5 a 6 de hoje pode virar o 6 a 5 de um Brasil renovado, mais apropriado aos gritos das ruas.

Os tempos andam estranhos, como gosta de reforçar o ministro Marco Aurélio de Mello, e nestes tempos estranhos o STF tem tido um protagonismo absurdo em relação ao Executivo e ao Legislativo, para desespero do cidadão comum que achou que o seu voto poderia rachar a velha ordem.

As últimas decisões do Supremo mostraram que isso não será tarefa fácil. Bolsonaro, no entanto tem duas oportunidades de ouro para fazer valer as ideias e propostas que o levaram ao Palácio do Planalto. Além de Celso de Mello, ele também vai escolher o sucessor de Marco Aurélio em 12 de julho de 2021. O placar pode, então, virar um confortável 7 a 4 para os que reclamam por um Brasil menos corrupto.

Ah! Mas o Senado precisa aprovar os indicados. Ok. Só que os senadores sempre chancelam os nomes escolhidos. O máximo que pode acontecer é algum deles passar pelo constrangimento de tropeçar no saber jurídico, como aconteceu com Rosa Weber, massacrada pelo ex-senador Demóstenes Torres.

Erra quem vê o cenário atual como uma corrida de 100 metros. Está mais para uma maratona. Nos próximos dias e semanas muita espuma ainda será produzida no quintal petista. Passado o assanhamento pela soltura de Lula, a caneta vai continuar com Bolsonaro, e cabe aqui um lembrete importante: se reeleito, ele ainda poderá nomear os sucessores de Lewandowski (11 de maio de 2023) e Rosa Weber (02 de outubro de 2023).

Domingos Fraga – R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ozanir disse:

    R7 é o portal de assessoria de imprensa do Presidente?

  2. E. costa disse:

    Comentários hilários desse povo….rs
    Isso torna a net mais engraçado mesmo!!

  3. itaecio melo disse:

    Esse já vai tarde
    Faz tempo que só vive de pose
    Gosta de ladrao

  4. Waldemir disse:

    Ate lá eles ja destruíram tudo

  5. Anti-Político de Estimação disse:

    É um tremendo absurdo que o Presidente da República, seja ele quem for, tenha o poder de indicar membros do STF.

  6. Canindé quirino disse:

    O Bozo é passageiro o povo vai tirá-lo. Assim como tirou outro s. O STF. Não é partido político.

  7. Souzão disse:

    "Assim, o 5 a 6 de hoje pode virar o 6 a 5 de um Brasil renovado, mais apropriado aos gritos das ruas".
    Pensei que eles tinham que cumprir a Constituição e não os 'gritos da rua'…

  8. paulo disse:

    BG
    Esse BENGALEIRO prolixo, esta fazendo muito mal ao País, precisa sair o quanto antes, além de outros tipo lewandosk e Gilmar Mendes

‘É um enorme alívio’, diz Sérgio Paulo Rouanet sobre mudança de nome na lei

Foto: Mônica Imbuzeiro / Agência O Globo

Por 27 anos, ele personificou — literalmente — o fomento à cultura brasileira. Ainda durante o governo Fernando Collor de Mello, Sérgio Paulo Rouanet foi responsável pela criação da lei brasileira de incentivos fiscais à cultura, em dezembro de 1991. Daí o seu nome, Lei Rouanet.

Motivo de discussões e debates acirrados, especialmente nos últimos anos, a lei passará por um rebranding no governo Jair Bolsonaro. As mudanças, anunciadas ontem, incluirão uma diminuição drástica no limite para captação de recursos (de R$ 60 milhões para R$ 1 milhão por projeto) mas também uma mudança de nome. A partir de agora, se chamará Lei de Incentivo à Cultura. Fim de uma era — e início de um “alívio” para Rouanet.

— Achei uma ótima ideia ( a troca de nome ), até pelo momento político em que vivemos. É um enorme alívio — argumentou Rouanet, de 85 anos.

‘Fonte de alegria e desprazer’

Por telefone de sua casa em Tiradentes, Minas Gerais, o ex-secretário de cultura e atual ocupante da cadeira número 13 da Academia Brasileira de Letras, contou ao GLOBO que vê as alterações com bons olhos.

— Carreguei durante 27 anos este nome, que para mim foi uma fonte de alegria e desprazer — disse o acadêmico, dono de uma longa trajetória como filósofo, diplomata, tradutor e professor universitário.

A “alegria” foi sentir a utilidade da lei e a possibilidade que deu a jovens e não tão jovens artistas a levar adiante suas carreiras. Já o desprazer, admite, foram as críticas.

— Algumas justas, outras injustas — disse Rouanet. — Não sou masoquista a ponto de gostar de crítica.

‘Sou viúva da Lei Rouanet’, brinca esposa

A mulher de Rouanet, Bárbara, também sentiu na pele a polarização política em torno de seu nome. Mas nunca perdeu o bom humor. Recentemente, voltava de viagem quando lhe perguntaram na alfândega: “Rouanet? Você tem alguma coisa a ver com a lei?”. Ao que respondeu: “Eu sou casada com a Lei”.

— Ontem estávamos assistindo ao noticiário quando confirmaram a mudança no nome — contou ela, também por telefone. — Disse para o Sérgio: “Agora posso dizer que sou a viúva da Lei Rouanet!”

Afastado da política cultural há muitos anos, Rouanet prefere não comentar aspectos mais técnicos das novas regras na lei.

— Me parecem alterações razoáveis, mas preciso conversar com amigos para me inteirar melhor da situação atual — concluiu.

O Globo

 

Mudança na contribuição dos servidores federais trará impacto positivo

Foto: Jornal O Sul

Prevista na PEC da Previdência, a alteração das alíquotas das contribuições dos servidores federais civis trará impacto fiscal positivo. Esse efeito decorre das elevadas remunerações pagas pela administração. De acordo com estimativas do Instituto Fiscal Independente, vinculado ao Senado, a mudança trará ganhos na receita de contribuição ao regime próprio da União de R$ 25,5 bilhões no acumulado de 2020 a 2029.

O Relatório de Acompanhamento Fiscal de abril do Instituto também confirma que a redução da despesa previdenciária do RGPS, nos primeiros quatro anos da vigência da reforma, está estimada em R$ 76,1bilhões: “O ganho fiscal é crescente, chegando a R$ 670,9 bilhões no horizonte de 10 anos”.

Coluna Esplanada

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. sergio disse:

    Servidores civis. Porque os militares continuam com as benesses!!!!!!!

  2. Fagner disse:

    A tal reforma da previdência acabará com a sua aposentadoria.

  3. Joaquim disse:

    Não é reforma, mas o fim das aposentadorias.

    • Ceará-Mundão disse:

      Se não passar, será o fim do serviço público. Não haverá dinheiro sequer para pagar os salários dos servidores na ativa. Vejam a situação do RN. Criem juízo.

MEC exonera responsável por mudança em edital de livros didáticos que permitia compra de obras com erros e propagandas

O novo ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodriguez, e o ex-ministro Rossieli Soares, durante solenidade de transmissão de cargo Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil

O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, exonerou nesta sexta-feira o chefe de gabinete do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Rogério Fernando Lot, que havia sido responsável por autorizar as polêmicas alterações no edital do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD).

Lot, então presidente interino do FNDE, assinou o aviso de alteração de edital publicado no Diário Oficial da União de 2 de janeiro, que retirava a proibição da presença de publicidade nas obras didáticas. No novo texto, o órgão suprimiu ainda o trecho que exigia que as obras estivessem “isentas de erros” e a determinação de “incluir revisões bibliográficas”. O combate à violência contra a mulher e a promoção da cultura quilombola também não estavam mais no documento.

Após a polêmica causada pelas alterações, o MEC anulou as mudanças e as atribuiu à “gestão anterior”, o que foi negado pelo último ministro da educação do governo Temer, Rossieli Soares Silva. Vélez Rodríguez pediu, então, a abertura de uma sindicância para apurar as responsabilidades. Nesta sexta (11), a exoneração de Lot e de outras nove pessoas que ocupavam cargos comissionados no FNDE foi publicada no Diário Oficial da União.

Procurado para comentar as exonerações, o Ministério da Educação não havia respondido até a conclusão deste texto.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Araújo disse:

    Correto!!!! Põe esses e muitos outros que cometeram absurdos pra arrumarem uma lavagem de roupa. FAXINA GERAL, parabéns.

Cálculo da aposentadoria muda a partir de segunda-feira

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

O cálculo das aposentadorias por tempo de contribuição vai mudar a partir de segunda-feira (31), quando será acionada uma regra implementada por lei em 2015. A regra exige um ano a mais para homens e mulheres se aposentarem. A atual fórmula, conhecida como 85/95, vai aumentar um ponto e se tornar 86/96.

Quem quiser se aposentar pela regra atual – e já cumpre os requisitos – têm até domingo (30) para fazer a solicitação.

Pela fórmula 85/95, a soma da idade e do tempo de contribuição deve ser de 85 anos para mulheres e 95 para homens. O tempo de trabalho das mulheres deve ser de 30 anos e o dos homens, de 35 anos. Isso significa, por exemplo, que uma mulher que tenha trabalhado por 30 anos, precisa ter pelo menos 55 anos para se aposentar.

A partir do dia 31, para se aposentar com o tempo mínimo de contribuição, ela deverá ter 56 anos. A mesma soma precisará alcançar 86 e 96. A fórmula será aumentada gradualmente até 2026.

Aqueles que já cumprem as regras podem solicitar a aposentadoria pelo telefone 135, que funciona das 7h às 22h, no horário de Brasília. Pelo telefone, o pedido pode ser feito somente até sábado. Pelo site do INSS.o pedido pode ser feito até domingo (30).

Fórmula

A atual regra é fixada pela Lei 13.183/2015. Nos próximos anos, a soma voltará a aumentar, sempre em um ano. A partir de 31 de dezembro de 2020, passará a ser 87/97; de 31 de dezembro de 2022, 88/98; de 31 de dezembro de 2024, 89/99; e, em 31 de dezembro de 2026 chegará à soma final de 90/100.

Defensor da fórmula, o professor da Universidade de Brasília e assessor do Conselho Federal de Economia, Roberto Piscitelli, diz que o cálculo ajuda a reduzir desigualdades. “Ele combina dois indicadores [tempo de contribuição e idade mínima] que, às vezes, quando considerados isoladamente dificultam a vida do trabalhador. A fórmula ajuda a compensar a situação daqueles que começaram a trabalhar muito cedo, o que sempre foi fator de injustiça do ponto de vista do tempo para aposentadoria”, explicou.

Além de se aposentar pela regra 85/95, os trabalhadores podem atualmente se aposentar apenas por tempo mínimo de contribuição: 35 anos para os homens e 30 anos para as mulheres, independente da idade. Nesses casos, no entanto, poderá ser aplicado o chamado fator previdenciário que, na prática, reduz o valor da aposentadoria de quem se aposenta cedo.

Agência Brasil

 

UTILIDADE PÚBLICA: você pode ter tido seu local de votação alterado no RN; verifique aqui se permanece o mesmo ou se mudou

Uma parte dos eleitores no Rio Grande do Norte teve suas seções de votação alteradas, e poucos são os que estão cientes desta mudança.

Uma corrente no Whatsapp, dessa vez, do bem, tem ajudado o eleitor a verificar sua zona e local com antecedência. Confira no site do TSE se a sua zona eleitoral e sua seção são as mesmas. Veja abaixo:

http://www.tse.jus.br/eleitor/servicos/titulo-de-eleitor/titulo-e-local-de-votacao/consulta-por-nome

Tribunal recua e decide manter processos de Henrique, Cunha e Lula com juízes originais

por Dinarte Assunção

O conselho de administração do TRF-1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região) decidiu acolher pedido da Procuradoria da República e determinou que processos de Henrique Alves, Eduardo Cunha e do ex-presidente Lula sejam mantidos na 10ª Vara Federal de Brasília.

No início da semana, foi anunciada a criação de vara específica para crimes do colarinho branco – os relacionados à corrupção. Os casos dos políticos citados passariam para a nova vara, mas a procuradoria protestou, alegando que alguns dos processos já estavam com instrução avançada e que a mudança iria retardar seu andamento.

O TRF-1 acolheu o argumento em parte. Os processos que já tenham audiências e interrogatórios realizados voltam para a vara original. Os demais seguem para a recém criada 12ª Vara.

A relação completa dos processos que ficam na vara de origem, comandada pelos juízes Vallisney de Souza Oliveira e Ricardo Augusto Soares Leite, ainda será elaborada.

Deputados reiniciam hoje votação de mudanças no sistema político-eleitoral

A Comissão Especial da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 77/03, que trata de mudanças no sistema político-eleitoral, retoma hoje (15) a votação das sugestões de alteração ao texto do substitutivo apresentado pelo relator da reforma política na Câmara, deputado Vicente Cândido (PT-SP).

Estão pendentes de votação dois destaques. Um visa retirar a permissão para que um candidato dispute mais de um cargo, majoritário e proporcional, em um mesmo pleito. O outro destaque pretende suprimir o artigo que estabelece que o suplente de senador seja o deputado federal mais votado do partido.

Os membros da comissão aprovaram na última semana o texto base do relator, mas incluíram na proposta o voto majoritário, conhecido como distritão, pelo qual ganha o candidato que receber mais votos. O novo modelo valeria para as eleições de 2018 e 2020, como uma transição para a adoção do voto distrital misto em 2022.

O chamado distritão permite que deputados federais, estaduais, distritais e vereadores, antes eleitos de forma proporcional considerando os partidos e coligações, passem a ser escolhidos pelo número absoluto de votos, da mesma forma como são eleitos prefeitos, governadores e o Presidente da República.

No relatório inicial, Cândido propôs a manutenção do sistema atual para 2018 e 2020 e, a partir de 2022, a adoção do voto distrital misto, que combina votos majoritários e em lista preordenada dos partidos. A sugestão, no entanto, foi rejeitada pela maioria dos deputados da comissão.

Do texto original proposto pelo relator, os deputados aprovaram a criação de um fundo público com a previsão de R$ 3,6 bilhões para financiar as campanhas eleitorais a partir do ano que vem. Os parlamentares mantiveram também a sugestão de estabelecer um mandato temporário de 10 anos para ministros do Poder Judiciário.

Além de rejeitar o sistema eleitoral proposto por Cândido, os deputados também divergiram da proposta de extinguir os cargos de vice para os cargos de prefeito, governador e Presidente da República, além da forma de eleição de vereadores a partir do sistema distrital misto.

Concluída a votação na comissão especial, a proposta deve seguir para plenário. Como se trata de emenda à Constituição, para ser aprovada precisa de pelo menos 308 votos do total de 513 deputados.

Governo federal quer mudar modelo de atendimento básico de saúde no País

O Ministério da Saúde apresentou nesta quinta-feira, 10, as novas propostas para a Política Nacional de Atenção Básica (PNAB). Entre as alterações relacionadas à gestão estão a possibilidade de financiamento de outros modelos de atenção básica, além da Estratégia de Saúde da Família (ESF), e a unificação das funções dos agentes comunitários e de combate às endemias. Há ainda mudanças no acesso às Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e implementação obrigatória do prontuário eletrônico (mais informações nesta pág.).

Segundo o ministério, ao possibilitar o financiamento de outros modelos de atenção básica, será possível aumentar o número de equipes assistidas pelos Núcleos de Apoio à Família (Nasf). Atualmente, apenas equipes da Estratégia de Saúde da Família recebem suporte.

Outra alteração é que, pela nova PNAB, cada UBS teria autonomia para compor as equipes como julgar necessário. Hoje, elas são formadas por, no mínimo, um médico generalista ou especialista em Saúde da Família, um enfermeiro, um auxiliar ou técnico de enfermagem e agentes comunitários de saúde. Dentistas podem integrar o grupo.

O governo também quer que a UBS passe a receber a indicação de um gerente, que não precisaria ser da área de saúde – hoje há muitos enfermeiros com a incumbência. E aposta na integração da atenção básica com outras áreas, como a vigilância em saúde. Com isso, o Agente de Combate à Endemia poderia compor as equipes com Agentes Comunitários de Saúde. Dessa forma, haveria a unificação do agente comunitário com o de combate às endemias.

“O que estamos fazendo é adequar o PNAB à realidade do País”, afirmou ontem o ministro da Saúde, Ricardo Barros. De acordo com ele, as propostas devem começar a ser implementadas no fim deste mês – os municípios têm autonomia para aderir ou não às mudanças

As medidas foram criticadas por especialistas e entidades ligadas à saúde pública. A Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), o Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (Cebes) e a Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz) lançaram notas oficiais contra as propostas. “O texto repete várias vezes que a Saúde da Família é estratégica, mas rompe com essa suposta prioridade ao estabelecer que usará verbas específicas para financiar outras formas de atenção básica”, afirma a pesquisadora Ligia Giovanella, da Ensp-Fiocruz.

Para as instituições, ao permitir que o gestor municipal flexibilize equipes de atenção básica, a revisão da PNAB revoga a prioridade do modelo assistencial de Saúde da Família. Segundo Lígia, a mudança poderá minar um dos aspectos que tornou a ESF uma “iniciativa exemplar”, reconhecida internacionalmente. “Hoje, os profissionais das equipes trabalham em tempo integral, e isso é uma característica fundamental para estabelecer o vínculo com os pacientes de cada comunidade. Na nova conformação, qualquer grupo de profissionais, independentemente da carga horária, será considerado de atenção básica – e drenará os recursos.”

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João Silva disse:

    Em primeiro lugar, isto é o que dá um empresário de uma área adversa ser Ministro da Saúde. Aliás, e ainda mais, despreparado para a função. A Estratégia de Saúde da Família, de longe, vem de muitos anos de sucesso, originalmente no Reino Unido, extendendo-se, posteriormente, para outros países e continentes. Foi implantada no Brasil com a denominação de "Médico da Família", nos anos 80. No modelo original, existiam equipes básicas, com médico(s), enfermeira(o)s, dentistas, assistentes sociais, bioquímico(a)s, nutricionistas, psicologa(o)s, tecnico(a)s de enfermagen, odontologia e laboratório, administrador e serviços gerais. Tempo integral, que remunerava no dobro das unidades básicas. Por questões es políticas, foi encerrado, no RN. Mas, enquanto funcionou, foi muito bem, com parceria ampla com a comunidade. É. Parece que a especialidade destes governos destes últimos 20 anos é redescobrir – e patentear- modelos antigos de serviço público.

Após aproximação com Robério e divergências no PHS, Maurício Gurgel se filia ao PSOL

mauricio gurgel ft elpidio junior
Foto: Elpídio Júnior

O vereador Maurício Gurgel de Natal, eleito pelo PHS, já está devidamente filiado ao PSOL. O vereador ganhou o processo de desfiliação por justa causa que movimentou contra o PHS após divergências internas com o PHS.

Sem partido definido, Maurício passou os últimos dias de licença do mandato cuidando da mudança de partido. Como ele já vinha se aproximando do professor Robério Paulino, ele optou por se filiar ao PSOL. Vale lembrar que Robério é pré-candidato a prefeito de Natal e essa aproximação pode ser valiosa para ambos.

Maurício retoma o mandato no dia 13 de outubro e já volta no novo partido. Agora, a legenda conta com três vereadores. Além dele, também integram o PSOL na Câmara de Natal, os parlamentares Sandro Pimentel e Marcos Antônio.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Maurício Giovani disse:

    Não tinha coisa melhor para este homem fazer do que se filiar ao PSOL? Melhor seria se ele deixasse o bigode crescer, aparar o cabelo, aprender a cantar e virar cover de Freddie Mercury. Era muito mais negócio.

  2. Ronaldo disse:

    Trocou seis por meia dúzia, saiu do nada prá o acabou-se. Nem quem fundou esse partido esta mais nele.

Prefeito quer mudar nome da Avenida Salgado Filho para Avenida Agnelo Alves

O prefeito Carlos Eduardo quer trocar o nome de uma das principais avenidas de Natal, a Senador Salgado Filho. O blog teve a informação de que o novo nome pretendido pelo prefeito é Avenida Agnelo Alves. O assunto foi encaminhado pelo prefeito para a Procuradoria Geral do Município (PGM).

Um dos motivos para a mudança seria a falta de importância histórica de Salgado Filho para o Rio Grande do Norte, já que ele era gaúcho sem grandes serviços prestados para o Estado. O Blog foi informado que um dos principais nomes para a via é o do ex-prefeito de Natal e de Parnamirim e ex-deputado, Agnelo Alves. Outro nome que chegou ao blog é o da escritora, poetisa e educadora Nísia Floresta. Os novos nomes não foram confirmado, nem negados pela Prefeitura, mas a solicitação da mudança é um fato.

O caso está nas mãos da PGM que vai estudar a mudança e orientar a questão.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. marcos disse:

    o que o nobre deputado fez por natal,alem de clocar fogo no mercado,lembra e acha que e momento para homenagear politico no brasil,uma corja de safados,combinava melhor a troca da moema tinoco combina mais com o nome citado.

  2. Fernando Cavalcanti disse:

    E hoje, bem cedo, coisa de 6;20, perdi um pneu e uma calota na Av Capitão Mór Gouveia, trecho entre ruas São José e Jaguarari, sentido Ceasa, depois de cair em um enorme buraco deixado pela interminável obra de drenagem da área.

  3. Humberto Cunha disse:

    Acho um absurdo esta mania de homenagear e depois desonenafear pessoas! Se deram o nome houve algum motivo!
    Se for homenagear somente quem teve ligação com a cidade, pergunto, o que Airton Sena fez por Natal?

  4. Humberto Cunha disse:

    Agora sim! Vai resolver todos os problemas de trânsito e pavimentação!
    Ou será falta do que fazer fazer?
    Prefeito, procure solução para o trânsito infernal da cidade!

  5. Fernando Cavalcanti disse:

    Duvido que alguém chame de Governador Tarcísio de Vasconcelos Maia a Av da Integração.

  6. Vicente Costa disse:

    Neste País não existe homenagem àqueles que trabalham com dedicação e honestidade. Prefere-se, sempre, render homenagens aos que fazem da política o seu meio de vida, enriquecendo e fazendo dela um grande negócio de família (como se fosse a perpetuação de espécies).
    Chega de auto promoção, pois não é isso que o povo quer

  7. RICARDO disse:

    Imaginem se Henrique tivesse sido eleito governador. o estado passaria a ser RIO GRANDE DOS ALVES.

  8. DANIEL disse:

    Salvo engano, já existe um logradouro com a denominação de Av. Luis da Câmara Cascudo, exatamente onde está situada a residência em que viveu o escritor, bem próximo do Solar Bela Vista e da sede da OAB/RN, antes denominada Av. Tavares de Lira.

    • Flauberto Wagner disse:

      Não foi a Avenida Tavares de Lira, que mudou de nome em razão da homenagem a Luís da Camara Cascudo e sim, a Rua Junqueira Aires.

  9. Amanda disse:

    É aquela questão, vai mudar e vão continuar chamando de Salgado Filho, até que toda uma geração passe e daqui a 50 anos, talvez, chamem Agnelo Alves.
    Com todo respeito ao jornalista e deputado Agnelo Alves, será mais nobre o Prefeito procurar outra alternativa para homenagear seu pai. Essa não foi uma alternativa bem pensada.

  10. Tiago Luiz disse:

    Sem dúvidas, a imensa Av. Salgado Filho, caso ocorra a mudança de nome, deveria se chamar Av. Luis da Câmara Cascudo. Uma bela homenagem a um dos maiores nomes da historia do Brasil.

  11. Paulo Moreira disse:

    o de Maria Boa seria mil vezes melhor

  12. Mario disse:

    Se é para mudar, muda para AV Miguel Mossoro, chega de Alves.

  13. Flavio disse:

    o que Aluísio Alves fez pela aviação pra merecer nome de aeroporto? façamos o seguinte: troque o nome do aeroporto primeiro e depois a turma conversa….

  14. Paulo disse:

    PARABÉNS PREFEITO, BELA HOMENAGEM, SALGADO FILHO FEZ O QUE POR NATAL MESMO? O MELHOR PREFEITO DA HISTÓRIA DO RN.

  15. Democratizar a Imprensa disse:

    Nem em Cuba e na Venezuela, as ruas são chamadas de Fidel Castro e Hugo Chaves? Onde é que está a ditadura mesmo, disfarçada de democracia?

  16. Josafá Faustino disse:

    Vai trabalhar, vai procurar o que fazer. A cidade toda surja, esburacada, as obras inacabadas, Mãe Luíza continua pedindo socorro. História é essa de mudar nome de rua? Isso é uma vergonha, mas as urnas de 2016 estão se aproximando e o povo tá de olho.

  17. Paulor disse:

    Carlos, um conselho…Vai trabalhar que tem mais futuro, não perca tempo com besteira não !!!!
    Já basta a bosta desse aeroporto que esse Henriquinho mudou sem necésssidade.

  18. Verys disse:

    A sociedade não pode aceitar isto. Temos que ir oras ruas. Temos que mudar o nome do aeroporto. Isto é um absurdo. Vamos nos mobilizar por estas duas causas.

  19. Leonardo disse:

    Vamos virar uma Salavador onde tudo se chama Magalhães ou uma São Luís onde tudo é Sarney.

  20. Gabriel disse:

    E porque não… Avenida Câmara Cascudo…?

  21. Sergio Nogueira disse:

    Aeroporto com o nome de titio. Uma das principais avenidas com o nome de painho,.
    Porque não mudar o nome da cidade para Natalves?

  22. Ismael disse:

    Era melhor que fosse dado esse nome ao mercado do alecrim, já que a cidade alta naõ tem mais mercado……

  23. Jorge disse:

    Daqui a pouco natal vai ficar parecida com São luiz. Tudo se dá nome de algum Sarney!

  24. Oque foi mesmo que Agnelo fez por Natal?

  25. Neto disse:

    Tudo menos nome de mais um Alves em algo da cidade. Já basta o aeroporto. Chega de absurdos. Nísia Floresta, Câmara Cascudo, tudo bem. Alves JAMAIS!!

  26. Jose Mané disse:

    Deve ser porque a administração tá bem avaliada nos buracos da cidade, no trânsito, no lixo, no transporte coletivo, na educação, no salários do funcionalismo, etc
    Como não tem o que administrar ele tá preocupado com essa prioridade de alterar o nome da rua Salgado Filho, Hermes da Fonseca, para o nome do pai.

  27. Jose Mané disse:

    Ridículo a alteração.
    Com tanto nomes de pessoas importantes no estado, por que colocar o nome de Agnelo?
    Porque é o pai do prefeito, o único predicado para alterar o nome da avenida,
    BG dançou, pois quis emplacar o nome de Noilde Ramalho, com muito mais serviços prestado ao estado.
    Concordo com o nome de Noilde Ramalho, embora tenhamos outros nomes de peso, como Camara Cascudo, Café Filho, etc, que merecem a homenagem.

  28. Vania disse:

    Absurdo!!!!!!

  29. Jorge disse:

    Terra de índio e CORONÉIS modernos ,o Agnelo Alves tinha como política profissão ,o homem morreu a dias atrás e já irão colocar nome de rua kkkkkkkk,em São Paulo estão homenageando o maior folclorista do pais CÂMARA CASCUDO ,e se saírem aruá ninguém o conhece .

Carnatal 2014: Percurso muda com mais arquibancadas e camarotes e corredor da folia ampliado; veja mapa

10706797_1402123046696207_272108994_n

O Carnatal e seus foliões estão felizes em voltar ao local que consagrou o evento como o maior carnaval fora de época do país. Pensando no conforto, na segurança e na experiência positiva de todos, a festa melhorou ainda mais a sua estrutura e apresenta, agora, um circuito com mais corredor, mais camarotes, mais arquibancadas e muito mais folia!

São 2 voltas completas pelo percurso e pelo Corredor da Folia, com os trios largando da concentração na Av. Salgado Filho e seguindo pela avenida contorno da Arena das Dunas, passando pelo percurso de camarotes temáticos, particulares e arquibancadas da folia.

Com informações do Carnatal

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. sergio disse:

    CD O MINISTERIO PUBLICO ? VCS VÃO PERMITIREM ISSO DE NOVO , QUAL A CREDIBILIDADE QUE PODEMOS DEPOSITAR EM VCS ?

  2. Fabio disse:

    Virou a festa mais brega da cidade. Também, ter que ouvir música baiana em pé e ainda pagar não é para pessoas muito inteligentes.

  3. henrique disse:

    Acabou o sossego , como fica o hospital promater? e a lei do silêncio.

Após abertura de cratera, Semob altera itinerários de ônibus em trecho da Avenida João Medeiros Filho

18704A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), alterou provisoriamente o traçado dos itinerários de ônibus que trafegam na Av. João Medeiros Filho, no sentido Bairro/Centro, antes do túnel que dá acesso à Avenida Tomaz Landim, onde as chuvas provocaram o surgimento de uma cratera na última semana, interditando duas das três faixas da via.

O desvio dos ônibus está sendo realizado pela Rua São Domingos do Amarante, Avenida Campo Santo e Tomaz Landim, onde o motorista retoma o itinerário normal acessando a Ponte de Igapó.

Agentes de Mobilidade Urbana estão no local informando sobre a mudança no itinerário dos ônibus e orientam os motoristas de veículos particulares com destino ao Centro da cidade e região Sul a optarem pelo sentido contrário da via, acessando a Ponte Newton Navarro que está com tráfego normal.

A Semob pede aos motoristas que respeitem a sinalização com cones na via e se necessitar pedir informações, proceda de forma a não atrapalhar a fluidez do trânsito na região.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jose de Brito Alves disse:

    GOSTARIA DE DAR UMA SUGESTÃO AO SR. AUGUSTO MARANHÃO(ONIBUS). SOU IDOSO E CANSEI DE SER MALTRATADO POR ALGUNS MOTORISTAS DE ONIBUS AQUI EM NATAL. OU NÃO PARAM PARA IDOSOS, OU ARRANCAM BRUSCAMENTE, SE HOUVER APENAS IDOSO NA PARADA, NÃO PARAM. POIS BEM – ENVIEM SEUS MOTORISTAS BRUTAMONTES PARA JOÃO PESSOA PARA QUE ELES ASSISTAM NO DIA A DIA, O TRATAMENTO DISPENSADO AOS IDOSOS LÁ NA JOÃO PESSOA. ESTIVE POR 4 VEZES E ELES NÃO SÓ TRATAM COM CORTEZIA OS IDOSOS, COMO OS DEMAIS PASSAGEIROS. A PARAÍBA É BRASIL COMO AQUI TAMBEM, CASO SR AUGUSTO NÃO ACREDITE, MANDE PELO MENOS UM FISCAL VERIFICAR DISFARÇADAMENTE. FICA A SUGESTÃO. OBRIGADO

Câmara de Monitoramento de Homicídios do RN propõe mudança na atuação de delegacia

 Depois de discutir, anteriormente no dia 17, os principais problemas atravessados pelo Instituto Técnico Científico de Polícia do RN (Itep-RN), a Câmara de Monitoramento de Homicídios do RN realizou, nesta sexta (24), na presidência do TJRN, mais uma mesa redonda para apontar soluções, desta vez, relacionadas aos procedimentos de atuação da Delegacia de Homicídios (DEHOM).

Na reunião, coordenada pelo juiz auxiliar da presidência do TJRN, Fábio Filgueira, participaram representantes do Ministério Público, OAB – seccional RN, além da Defensoria Pública, Polícia Civil e Secretaria de Segurança Pública. Todos concordaram com a ampliação das competências daquela unidade de polícia.

Dentre as várias mudanças sugeridas nos procedimento da delegacia, foi discutida a importância da Dehom estar presente nos locais do crime – que tem sido feita apenas pelas delegacias distritais – e não apenas no que se refere às investigações.

“É tudo pra ontem nessas questões. Sabemos que existem coisas que dependem de ‘outros’. Mas, aquilo que está em nossas mãos pra fazer, podemos apresentar soluções”, reforça Filgueira, no momento em que todos enfatizaram a importância de modificar os modelos de atuação da DEHOM, cujas alternativas seriam todas apresentadas à Secretaria de Segurança Pública, para ter ou não o aval.

“O RN tem sido vítima de homicídios pelas torcidas organizadas desde 1998. Tudo é mesmo urgente”, enfatizou o representante da OAB, Marcos Dionísio, presidente do Conselho Estadual dos Direitos Humanos.

TJRN

Avenida na Redinha muda de nome a partir desta quarta-feira

av. bugueiro marcelo correiaA rodovia Estadual, RN 0303, mais conhecida como “Avenida Litorânea”, na Redinha, muda hoje de nome é agora será chamada Avenida Bugueiro Marcelo Correia de Oliveira.

A mudança se deu através de um projeto de Lei do Deputado Raimundo Fernandes para homenagear o trade turístico e a categoria de bugueiros.

O homenageado, Marcelo Correia, era bugueiro há mais de 15 anos e faleceu, esse ano, exercendo sua profissão.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Iris Juliana disse:

    Fico feliz pelo gesto nobre de homenagear um trabalhador que tanto valorizou nosso estado. Parabéns a todos os envolvidos.

Mudança para o Edifício Ducal vai gerar economia anual de R$ 816 mil aos cofres do município

18062A mudança de prédio das Secretaria Municipal de Educação (SME) e Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para o Ducal, na Cidade Alta, vai gerar uma economia de R$ 816 mil anuais aos cofres do município. Isso foi o que afirmou a secretária Justina Iva, em entrevista coletiva dada na manhã desta terça-feira (19) na atual sede da SME.

Outra vantagem que a secretária elencou foi a que a mudança vai concentrar todas as atividades da secretaria em apenas um lugar, dando celeridade aos processos e melhorando o atendimento ao público. A estimativa é que a troca de endereço só da Educação gere uma economia anual de R$ 600 mil.

Atualmente a Secretaria Municipal de Educação está em dois locais distintos: no antigo hotel Ladeira do Sol, na Praia do Meio, e na Rua São José, em Lagoa Nova.

Para receber a estrutura, o edíficio Ducal passa por reformas . Dados divulgados na coletiva indicam que 80% dos problemas estruturais do prédio já foram resolvidos. “A transferência da secretaria acontecerá somente quando tivermos segurança total para os servidores e para a comunidade”, afirmou a secretária.

Além da Educação, a Secretaria Municipal de Saúde também vai passar para o edifício Ducal. A pasta ocupa a Ladeira do Sol e também será beneficiada com a otimização dos trabalhos em um lugar só. A economia, neste caso, será de R$ 216 mil anuais.

A data da mudança de endereço ainda não foi divulgada.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ricardo Silva disse:

    Parabéns ao prefeito Carlos Eduardo por essa iniciativa, parabéns também pelo show de gestão que ele vem dando, nossa cidade virou um canteiro de obras. Espero que os vereadores e a imprensa que são seus maiores inimigos reconheçam as suas boas intenções.

  2. Jorge Alvoredo disse:

    E a secretária explicou bem direitinho estas contas? Ou só apenas falou? Falar é'fácil, já explicar. .. Não acredito em coincidências.. .. O prefeito fez campanha la', e agora que levar as secretarias pra la'… por economia? Ele falou tanto de Micarla, agora está igualzinho. Pobre Natal.

  3. graça disse:

    Quero parabenizar o nosso gestor Carlos Eduardo pela iniciativa, ao contrário da gestão anterior na pessoa de Micarla de sousa q so pensava no próprio bolço alugou o prédio de propriedade do padrasto por um montante de dinheiro q sai do nosso bolço Carlos Eduardo pensa na economia que o município irá ter de agora em diante, enquanto isso os babões da tv ponta negra torcem pra que o prédio q irá ser utilizado pelas secretarias desabe, puro recalque, hahaha.