Trânsito

FOTO: STTU reforça sinalização de velocidade em vias de Natal com faixas compartilhadas de ônibus/bike

Foto: Divulgação

A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, está reforçando a sinalização de velocidade variada nas avenidas da cidade – onde foram implantadas as faixas compartilhadas de ônibus/bike.

De acordo com o secretário da STTU, Paulo César Medeiros, “o trabalho faz parte da gestão de velocidade das vias cujo o objetivo é ampliar a segurança viária, além de educar e reforçar a comunicação aos condutores em relação aos limites de velocidade máxima nas vias e de acordo com cada faixa de rolamento.”

A sinalização já foi implantada nas avenidas Prudentes de Morais e Hermes da Fonseca e gradativamente será disponibilizada nos principais corredores viários do município. O projeto de sinalização variada conta ainda com os equipamentos eletrônicos que fiscalizam a velocidade dos veículos e realizam a contagem do fluxo de veículos que permitem programar, entre outros tópicos, o tempo de semáforo.

Opinião dos leitores

  1. Essa sinalização está colocando dúvidas no motorista. Nos cruzamentos a velocidade de acordo com a sinalização é de 60Km. As placas estão lá.

  2. O que dificulta mais o trânsito em Natal sao uns monte de barangas dirigindo rsrs faz vergonha é cada um dirigindo que faz medo, não vou nem relatar o que vejo no dia dia pq ia faltar espaço aqui.
    Muitos, deveriam voltar pra auto escola.

  3. Cumpanheiros.. cumo coloco magrela nu teto du busao nessa velocidade? é pra num ser atropeladu?

  4. 50 na Prudente é uma loucura completa. Para agradar a uma minoria barulhenta e mimizenta, a Prefeitura está arrasando com o trânsito na cidade.

    1. Já é 50 faz mais de década, você vive em Natal?

    2. E ninguém segue porque é patético. Três placas não marcam nada, essas agora estão por toda parte, pra ganhar votos com a turma mimizenta.

  5. Cara, sou ciclista. Mas as tais ciclovias estão sendo subutilizadas. Raramente vejo alguém usando. Em contrapartida, os carros estão apinhados e os que seguem no fluxo passam de raspão nos que estão estacionados. Sinceramente, não sei como não ouve ainda alguma tragédia. Espero que isso não tenha sido planejado apenas em busca de votos.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Decisão judicial reforça legitimidade da Prefeitura de Natal em definir horários de estabelecimentos comerciais

Foto: Reprodução

Em decisão liminar contra o pedido de uma empresa para funcionar em horário superior ao estabelecido por Decreto Municipal, o juiz Artur Cortez Bonifácio, da 2ª Vara da Fazenda Pública de Natal, reconheceu que a legitimidade para definir do funcionamento do comércio é da Prefeitura, conforme entendimento do Supremo Tribunal Federal.

A decisão do último dia 3 de março, voltou a circular no meio jurídico após episódios de fechamentos de bares e restaurantes no último final de semana seguindo o toque de recolher do Governo do Estado, apesar de estarem em horário de funcionamento permitido pelo Município.

O assunto deverá voltar a ser pauta de ações judiciais nos próximos dias.

Justiça Potiguar

Opinião dos leitores

  1. Essa briga de cachorro grande com a sede no pote para 2022, só quem perde é a população, esses sem futuros brigando e a bagunça aumentando , e só jogo de política sebosa e nada mais.

  2. O governo do Estado tem a visão macro e sugere aos municípios de forma una e cada mumicípio com sua especificidade que regulamente sua situação.
    Foi isso que o STF julgou.
    Precisa desenhar?

  3. Como diria João Grilo, "tô cansado dessa agonia".

    Pode sair, não pode sair. Pode sair, não pode sair.

  4. Eita como vão ficar pixuleco, zedogado, manoel e tantos outros que culpam Bolsonaro por tudo?
    Essa sentença vem reforçar a decisão do STF que tirou do governo federal o combate a pandemia e colocou no colo dos prefeitos e governadores. Tudo é responsabilidade dos prefeitos e governadores em relação a pandemia.
    Se falta leito, se faltam médicos e pessoas da área de saúde, se as vacinas entregues estão sendo aplicadas de forma lenta, se não tem hospital disponível, se a medicação não é permitida, se não foi instalado hospital de campanha, essa decisão alinhou a do STF e acaba de vez com os comentários distorcidos que culpavam quem foi afastado da responsabilidade ao covid.

  5. A Justiça também liberou o Carnaval da Pipa e de S M Gostoso. Estão vendo agora a merda que deu. O povo só vai na porrada, não adianta, o Prefeito se rendeu aos Empresários que sustentaram sua Campanha Política, e isso vai ter um preço salgado.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Câmara Municipal de Natal reforça restrições à circulação de pessoas devido ao coronavírus

Através de Ato da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Natal, publicado no Diário Oficial do Município (DOM) desta terça-feira (23), nos próximos 15 dias (entre 23/02 e 07/03), o Legislativo municipal estará adotando novas medidas para o combate à Covid, com foco na restrição do acesso às dependências administrativas da Casa.

As novas medidas visam prevenir a infecção e a propagação da Covid-19 no âmbito da CMN e preservar a saúde dos vereadores, servidores e visitantes.

O presidente da Câmara, vereador Paulinho Freire (PDT), falou sobre a importância das ações para o controle do vírus. “A experiência que adquirimos ao longo dessa crise sanitária que o mundo enfrenta, nos mostra que enquanto a vacina não chegar para todos, a prevenção é o único meio realmente eficaz para conter a Covid-19. Vamos continuar vigilantes e tomando todas as medidas necessárias para o enfrentamento da doença”, enfatizou.

Dentre as principais medidas, só será permitido o acesso à CMN por servidores, assessores, terceirizados, estagiários e empregados que prestam serviços na Casa, salvo situações excepcionais autorizadas pela Presidência.

Também fica restrita a entrada ao público, com exceção dos atendimentos feitos por parlamentares em seus gabinetes, que deverão ser registrados e não ultrapassar 04 (quatro) visitantes por vez.

Entre as ações está a entrada nos gabinetes parlamentares, apenas de 03 (três) assessores parlamentares e de 04 (quatro) visitantes por vez, excetuado o vereador, que tem livre acesso a todas as dependências.

Fica permitido o sistema de rodízio entre os assessores parlamentares, devendo a escala ser definida pela chefia de gabinete ou pelo parlamentar, sendo de sua responsabilidade o controle do ponto.

Já as Sessões Ordinárias serão nas terças, quartas e quintas-feiras, das 14h às 17h, sendo compostas unicamente de Ordem do Dia com pauta pré-definida pela Presidência e disponibilizada no site institucional com antecedência mínima de 24 horas. No plenário da Câmara Municipal, durante as sessões, só será permitida a entrada dos membros da Mesa Diretora (presidente, 1º e 2º secretários), de 01 (um) procurador legislativo e dos servidores do Setor Legislativo, TV Câmara e Assessoria de Comunicação e Redes Sociais da Câmara Municipal. Não será permitida a entrada de nenhum tipo de assessor parlamentar no plenário durante a realização das Sessões Ordinárias. Além disso, os demais vereadores e vereadoras devem participar da sessão exclusivamente de forma virtual, através da plataforma “Zoom” sendo o link da sessão encaminhado aos parlamentares com uma hora de antecedência.

Outro destaque do decreto é a suspensão da realização nas dependências da Casa de eventos coletivos não diretamente relacionados às atividades legislativas do Plenário e das comissões. Inclui-se, ainda, a suspensão das sessões solenes, Audiências Públicas, eventos de Lideranças Partidárias e visitação institucional e outros eventos coletivos. Já as Reuniões das Comissões Permanentes e das Frentes Parlamentares deverão ocorrer de forma totalmente virtual, podendo apenas o presidente da comissão se encontrar no recinto do plenário.

A entrada e a saída da Câmara Municipal de Natal se dará pela Avenida Campos Sales, onde será feita aferição de temperatura e o registro dos servidores, assessores parlamentares e visitantes dos gabinetes parlamentares.

Opinião dos leitores

  1. Nas eleições não pensaram nisso, eu vi tanta gente por cima um do outro que era de assustar, porém agora que cada um deles conseguiu o que queria ……

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cultura

Natal reforça fiscalização para evitar eventos clandestinos e aglomerações no Carnaval

Foto: Divulgação/Prefeitura do Natal

A Prefeitura do Natal terá fiscalização reforçada para coibir eventos clandestinos e aglomerações na cidade no período do carnaval. Os trabalhos serão realizados de maneira integrada entre as secretarias municipais, que se reuniram nesta quarta-feira (10) para traçar as ações que ocorrerão a partir do sábado (13), mesmo não havendo eventos públicos neste ano devido à pandemia do novo coronavírus.

“Por determinação do prefeito Álvaro Dias, as secretarias estão preparadas para fiscalizar qualquer tipo de evento clandestino e aglomerações que possam ocorrer na cidade nesse período de Carnaval”, afirmou o secretário municipal de Governo, Joham Xavier, coordenador da fiscalização integrada. “Mesmo sem termos nenhuma festa pública, iremos reforçar a fiscalização para conter esses abusos”.

A intensificação da ação, já a partir de sábado até a quarta-feira de Cinzas (dia 17), mesmo sem eventos públicos realizados em Natal, deve evitar aglomerações espontâneas e clandestinas, além de coibir crimes ambientais como uso de aparelhos de som que ultrapassem o volume permitido pela legislação.

A fiscalização integrada entre várias secretarias municipais já vem ocorrendo na cidade desde o início da pandemia, com o intuito de evitar aglomerações. Coordenada pela Secretaria Municipal de Governo, a ação conta com a participação das Secretarias de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes), Guarda Municipal, Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), Secretaria de Serviços Urbanos (Semsur), Secretaria de Saúde (SMS) com equipes da Vigilância Sanitária, Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU) e Procon.

Opinião dos leitores

  1. Pouparia tempo, dinheiro e saúde se não existisse "ponto facultativo" já que não é carnaval!!!!

  2. Mais e mais discursos Engana Besta. FALTA Aptidão, Determinação, Coragem, Interesse e Vontade Política para Combater uma população Irresponsável e Inconsequente que Dissemina o Covid-19, por NÃO Existir Nenhuma Fiscalização RIGOROSA por parte das Otoridades. TUDO no FAZ de CONTA e ENGANAÇÃO. Que DEUS tenha MISERICÓRDIA de NÓS ???

  3. Permitindo que bares e Dellivery de bebidas permaneçam abertos à noite inteira é impossível não ter aglomeração . FECHA TUDO APÓS das 23 horas até as 5 da manhã . Na Roberto Freire e em Ponta Negra bote quente.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Ex-Vasco e Flamengo reforça o Potiguar de Mossoró

Foto: Yhan Victor/ACDP

O Potiguar de Mossoró anunciou nesta terça-feira a contratação do volante Ives, ex-Vasco e Flamengo. Esta será a segunda passagem do jogador de 35 anos pelo futebol do Rio Grande do Norte – em 2017, ele defendeu o América-RN em três jogos.

Em 2020, Ives atuou pelo Rio São Paulo, na segunda divisão do Campeonato Carioca, e fez um jogo pelo Queimados, da terceira divisão também do Rio de Janeiro.

Na carreira, além de Vasco e Flamengo, Ives também defendeu clubes como Ituano, Mesquita, Náutico, Paraná, America-RJ, Bangu, Audax Rio, Rio Negro, Nacional-AM, Capital e Brasiliense.

Com Globo Esporte RN

Opinião dos leitores

  1. Oh fim de carreira triste, vim para no nosso futebol, quebrado e ainda no futebol de Mossoró.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Estudo da Fiocruz reforça que reinfecção por covid-19 é possível e pode ser grave

Coronavírus (Foto: Getty Images)

Casos assintomáticos e mesmo brandos de covid-19 não oferecem imunização contra a doença, segundo um novo estudo da Fiocruz divulgado nesta quarta-feira (23/12). Publicado na Social Science Research Network, o trabalho reforça a ideia de que a reinfecção pelo SarsCov2 é possível e pode resultar em um quadro grave da doença. Ou seja, a população está ainda mais vulnerável à pandemia do que se imaginava.

O principal autor do estudo, o virologista Thiago Moreno, disse que apressou ao máximo a divulgação dos resultados por uma questão de responsabilidade social.”Sinto como uma questão de responsabilidade social divulgar o quanto antes”, afirmou Moreno, lembrando que estamos às vésperas do período de festas e viagens de férias. “Se você já teve uma infecção assintomática ou branda, isso não significa que não vá ter de novo, nem que será branda novamente.”

O estudo foi feito no Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde (CDTS/Fiocruz) a partir do sequenciamento de genótipos do novo coronavírus. O trabalho acompanhou semanalmente quatro indivíduos que não apresentaram nenhum sintoma desde o início da pandemia, em março. Foram feitos testes sorológicos e RT-PCR em todos os indivíduos acompanhados e todos testaram positivo, embora fossem assintomáticos.

No sequenciamento dos genomas, os pesquisadores confirmaram que uma pessoa contraiu o vírus associado à um genoma importado e outra apresentou uma estrutura viral associada ao genoma que já circulava pelo Rio de Janeiro.De acordo com Moreno, um dos voluntários procurou novamente o grupo de pesquisa no final de maio, alegando sinais e sintomas mais fortes de covid-19, como febre, e perda de paladar e olfato.”

Quando fizemos o RT-PCR mais uma vez, os quatro indivíduos testaram positivo. O que observamos foi uma reinfecção dentro do ambiente familiar”, explicou o pesquisador. “Contudo, a pessoa que apresentou em março o genótipo associado a casos importados agora estava infectada por uma outra cepa. O outro indivíduo, que tinha sido infectado com o genótipo que circulava no Rio continuava com o mesmo genótipo, mas ele já tinha algumas mutações acumuladas, o que permitiu a interpretação de que era uma reinfecção e não uma persistência da infecção.”

Para o virologista, o trabalho reforçou a noção de que a reinfecção é possível – algo comum entre os vírus respiratórios. Segundo ele, a primeira exposição ao vírus não garantiu uma memória imunológica do organismo.”Pessoas com casos assintomáticos ou muito brandos, se forem reexpostas ao vírus, poderão ter novamente uma infecção”, disse. “Desta vez, pode ser uma infecção mais severa do que a primeira, como demonstrado na pesquisa.”

Quando o organismo é invadido por algum microorganismo estranho, ele, inicialmente, lança uma resposta genérica para combater o invasor. Por não ser específica, essa resposta não gera uma memória da invasão, embora consiga derrotar as formas mais brandas da infecção. Nesses casos, não há imunização.Nas formas mais graves e mais longas da doença é diferente.

Há a formação de uma resposta adaptativa específica para combater aquele invasor. Essa resposta é que forma a imunização.Um outro problema, segundo Moreno, é que em alguns casos pode até acontecer uma imunização, mas que não é duradoura – é o que ocorre no caso do vírus influenza, por exemplo. “Os dois mecanismos podem estar acontecendo em paralelo”, explicou.

Época, com Estadão

Opinião dos leitores

  1. O vírus selvagem não confere imunidades e as vacinas sim. O vírus tem alta letalidade mas 80% das infecções são assintomáticas. Quanto tempo ainda teremos que ouvir tanta picaretagem travestida de ciência?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Com invasões, queimadas, despejo de resíduos e crimes ambientais, Guarda Municipal reforça patrulhamento em Zonas de Proteção de Natal

Foto: Divulgação

As Zonas de Proteção Ambiental (ZPAs) da capital potiguar estão contando com um patrulhamento regular do Grupamento de Ação Ambiental da Guarda Municipal do Natal (Gaam/GMN). A medida tem o objetivo de combater possíveis invasões, queimadas, despejo irregular de resíduos e crimes ambientais contra a fauna e a flora desses habitats.

De acordo com o coordenador do Gaam/GMN, Isaac Cruz, os guardas municipais estão patrulhando semanalmente todas as 10 ZPAs da capital. As rondas acontecem com foco em detectar irregularidades de qualquer tipo que possam afetar o meio ambiente do local. “Nessa segunda-feira, percorremos 8 das 10 ZPAs da capital potiguar, bem como suas áreas de influências. Sempre buscando prevenir e combater crimes ambientais”, informou.

A titular da Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes), Mônica Santos, ressaltou que o patrulhamento para proteção dessas áreas é de vital importância para Natal, pois a qualidade de vida do natalense está diretamente ligada a essa preservação onde o meio ambiente é o gerador da qualidade da água, do clima e do ar que se respira. “A preservação dessas áreas deve ser uma preocupação de toda a sociedade. A Guarda vem fazendo sua parte de patrulhar e fiscalizar. É preciso que o cidadão também faça a sua parte de respeitar as normas de proteção ambiental e de denunciar ao nosso patrulhamento qualquer tipo de ilegalidade”, solicitou.

Entre os delitos mais comuns flagrados pelos guardas em áreas de preservação, estão o despejo de resíduos sólidos de construção civil, lixo urbano, acesso de pessoas não autorizadas em área de dunas, invasões, retirada de areia, derrubada de cercas de isolamento, construções irregulares, entre outros. Para denunciar a prática de crime ambiental, o cidadão pode ligar para o número 190 do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) e informar o tipo de delito e o local para que os guardas municipais sejam acionados e inibam a ação criminosa. O infrator flagrado cometendo crime ambiental responde administrativa e criminalmente pelo crime cometido.

ZPAs

Natal conta com 10 Zonas de Proteção Ambiental (ZPAs) que estão resguardadas pelo seu atual Plano Diretor, sendo cinco delas regulamentadas através de legislações específicas. Somadas as suas respectivas áreas, as 10 ZPAs de Natal representam aproximadamente 34% da área total do município.

ZPA 01

Sun Valle (Zona Sul e abrange o conjunto Sun Valle no bairro Pitimbu)

ZPA 02

Parque das Dunas (Zona Leste e refere-se ao Parque Estadual das Dunas de Natal)

ZPA 03

Rio Pitimbu (Zona Sul e visa proteger o Rio Pitimbu)

ZPA 04

Guarapes (Fica nos bairros dos Guarapes e Planalto na Zona Oeste visando proteger o campo dunar)

ZPA 05

Lagoinha (Zona Sul no bairro de Ponta Negra garantindo um ecossistema de dunas fixas e lagoas)

ZPA 06

Morro do Careca (localizada no bairro Ponta Negra na Zona Sul com o intuito de proteger o Morro do Careca e áreas adjacentes)

ZPA 07

Forte dos Reis Magos (Zona Leste no bairro do Santos Reis e tvisa proteger o campo dunar e o mangue do Rio Potengi)

ZPA 08

Estuário do Rio Potengi (Zona Norte e visa proteger o ecossistema de manguezal localizada à margem do Rio Potengi, abrangendo também o Rio Jundiaí)

ZPA 09

Rio Doce (abrange dunas e lagoas ao longo do rio Doce, no bairro de Lagoa Azul, na Zona Norte)

ZPA 10

Mãe Luíza (localizada no bairro de mesmo nome e busca proteger as encostas dunares adjacentes ao Farol de Mãe Luiza, na Zona Leste).

Opinião dos leitores

  1. A ZPA 3 do rio Pitimbu, mesmo abastecendo quase metade de Natal, continua a receber dejetos (fezes) ao longo do seu percurso. Muito mais barato que tratar a água totalmente poluída é preservar suas margens mesmo que tenha que se pagar para isso. Falta de compromisso e irresponsabilidade de todos os governantes.

  2. Na Zpa 05 em alagoinha é só dejetos despejados a céu aberto e nunca ninguém tomou providências. Tem 2 protocolos abertos por mim nos anos de 2017 e 2019 e até agora nem visita ao local houve.

  3. As margens do rio doce sofrem com várias invasões que vão de extremós ao Rio Potengi. Completo abandono pelas autoridades responsáveis.

  4. Um vergonha, um verdadeiro lixão! Descaso das autoridades, do MP. Estão despejando tudo, entulho, lixo, móveis velhos., Etc. A degradação é visível né ninguém faz nada!

  5. Basta ir a mãe Luiza, todos os dias novas casas são construídas em direção ao parque das dunas.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Nova pesquisa da UFRN reforça eficiência da caatinga na absorção do gás carbônico; entenda a evapotranspiração

Fotos: Anastácia Vaz

A Caatinga é o bioma brasileiro mais injustiçado de todos. Já foi classificada como um ambiente hostil, inabitável e pobre, do ponto de vista da biodiversidade. Já foi acusada até mesmo de ser uma fonte de emissão de gases de efeito estufa e potencialmente prejudicial ao clima. Essa aversão era disseminada especialmente pelo fato de que pouco se estudava e conhecia sobre este bioma. Assim, estabeleceu-se o preconceito de que caatinga, por não ter valor, supostamente poderia ser derrubada sem maiores crises – ambientais ou de consciência – para a queima da lenha nativa ou substituída por pastagens.

Felizmente, estudos nas áreas de clima, botânica e ecologia tem provado o contrário: a caatinga é uma floresta rica em biodiversidade vegetal, plantas medicinais, compostos bioativos naturais de interesse das indústrias farmacêutica e de cosméticos e em biodiversidade animal. Do ponto de vista climático, uma pesquisa da UFRN mostrou que a caatinga é muito eficiente na absorção do gás carbônico e tem uma relevante contribuição para o equilíbrio do clima.

Agora uma nova pesquisa foi apresentada, apontando os mecanismos que controlam a evapotranspiração na Caatinga, baseada em resultados de observações em campo durante o período de seca. Os resultados sugerem que, na estação seca, a evapotranspiração foi controlada pela umidade do solo e, na estação chuvosa, esta foi parcialmente controlada pela energia disponível, tornando possível o avanço no conhecimento sobre a variabilidade diária, sazonal e interanual da evapotranspiração e das suas características de controle.

O estudo foi o tema da tese de doutorado em Ciências Climáticas do professor Thiago Valentim Marques, chamada Mecanismos biofísicos e características de controle da evapotranspiração da Caatinga em anos de seca extrema. Thiago diz que as informações são positivas para a calibração de modelos para fazer representações mais realistas sobre o bioma.

“A evapotranspiração, que é a soma da evaporação da água pela superfície do solo com a transpiração dos vegetais, foi avaliado em um ambiente preservado e observando os controles ambientais e biofísicos, para analisar o seu comportamento e a umidade do solo”, explica, Thiago. A pesquisa de campo teve início em 1º de janeiro de 2014, encerrou em 31 de dezembro de 2015 e foi finalizada em 2020.

A análise observacional revelou também que os menores valores da evapotranspiração ocorreram como consequência da perda de folhas pela maioria das espécies vegetais ou pelo fechamento parcial dos estômatos das poucas espécies que mantém folha durante todo o ano (espécies semidecíduas), provocados pela baixa umidade do solo no período em consequência da ausência de chuvas.

Os maiores valores de evapotranspiração foram registrados no período chuvoso, quando as espécies da Caatinga estiveram em plena atividade fisiológica e metabólica. Durante o período seco, as árvores do bioma Caatinga otimizam o uso da água a fim de evitar o estresse ocasionado pelo déficit hídrico, tornando-se mais resiliente à redução da disponibilidade de água no solo.

Desse modo, conclui a pesquisa, os principais mecanismos de controle para os fluxos hidrológicos na Caatinga precisam de mais atenção em pesquisas futuras, particularmente na transpiração via monitoramento do fluxo de seiva. Além disso, os resultados do estudo podem ser benéficos na construção de modelos mais precisos e robustos para fornecer entradas de parâmetros-chave em modelos de mudança climática.

Como perspectiva futura, o pesquisador imagina que o estudo possa comparar resultados da evapotranspiração em anos contrastantes, avaliando também a umidade do solo em profundidades múltiplas

Ecossistema rico

As Florestas Tropicais Sazonalmente Secas (SDTF, do inglês Seasonally Dry Tropical Forests) estão entre os biomas mais importantes em termos de fluxos hidrológicos e de carbono locais/globais e sua vulnerabilidade. O bioma Caatinga é uma das maiores SDTF do mundo e ocupa uma área contínua de quase 845 mil km².

Estudos como esse podem mudar a forma como enxergamos a caatinga e as suas potencialidades, como explica o pesquisador e professor do curso da Meteorologia da UFRN, Bergson Bezerra. “Uma de nossas metas é reafirmar o importante papel da Caatinga enquanto ecossistema e despertar na sociedade e nas autoridades a importância de se preservar e conservar esse ambiente. Acreditamos que apenas o conhecimento científico pode quebrar o paradigma da Caatinga como ecossistema de baixa categoria, digamos assim. Esperamos que o argumento científico sensibilize os tomadores de decisão e direcione as políticas públicas ambientais de modo a aumentar a atenção para a preservação e conservação da rica biodiversidade da Caatinga”, defende Bergson.

UFRN

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

NÃO É ADEREÇO PARA O QUEIXO: Sesap reforça o uso de máscara para diminuir propagação e reduzir a gravidade da Covid-19 e alerta para o uso correto

Foto: Leo Martins / Extra

Em estudo recente realizado por pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, publicado pela New England Journal of Medicine, constatou que o uso de máscara de proteção contra o novo Coronavírus (Covid-19) pode gerar uma resposta imunológica e reduzir a gravidade da doença nas pessoas, garantido que a maioria das infecções sejam assintomáticas. Com base no estudo, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) reforça e orienta a população para o uso essencial e correto da máscara de proteção.

Para ter uma ação eficaz e evitar a transmissão da Covid-19, a máscara deve ser usada cobrindo o nariz e a boca. “Mascara não é adereço para o queixo! O Estudo publicado recentemente mostrou que mesmo quando a pessoa é contaminada usando a máscara, ela se protege. E, caso desenvolva a doença, a pessoa terá um quadro mais leve ou assintomático”, esclarece o secretário estadual de saúde Cipriano Maia.

Conforme aponta o estudo, as máscaras não impedem a contaminação pelo vírus, porque é possível que gotículas ultrapassem a proteção, contudo em quantidade menor. O que gera uma carga viral também menor, o que está ligado a quadros leves da doença.

De acordo com o secretário Cipriano, isso está sendo constatado por meio do teste sorológico (de imunidade), que mostra que as pessoas que estão usando a máscara de forma contínua, mesmo havendo a contaminação por algum descuido, elas têm um quadro mais leve da doença.

Caso a hipótese seja confirmada, como aponta o estudo, o uso da máscara pode ser uma forma de “variolação”, separação que gera imunidade, diminuindo a disseminação do novo Coronavírus. Técnica utilizada há séculos, a variolação consiste em introduzir secreções de pessoas infectadas pela varíola em pessoas saudáveis.

Nesse sentido, a Sesap reforça e orienta quando deve ser feito o uso da máscara de proteção:
• Use a máscara sempre que sair de casa;

• Ao sair, leve uma máscara reserva para realizar a troca a cada 02 horas de uso;

• Leve uma sacola para guardar a máscara, caso seja preciso trocar;

• Evite tocar ou ajustar a máscara, enquanto estiver usando;

• Use a máscara quando estiver tossindo e espirrando, assim você evita transmitir o vírus para outras pessoas;

• Faça uso da máscara caso esteja cuidando de uma pessoa com doenças respiratórias;

• Além de usar a máscara, realize a limpeza frequente de suas mãos com água e sabão ou higienize com álcool em gel 70%;

• Após usar a máscara, descarte-a em local adequado e lave bem as mãos;

• Utilize a máscara do tipo cirúrgico ou de pano (com pelo menos duas camadas de pano, como algodão, tricoline ou TNT). A máscara N95 é de uso dos profissionais de saúde;

• E lembre-se: a máscara é de uso individual e deve cobrir totalmente o nariz e a boca, ficando bem ajustada ao rosto.

Opinião dos leitores

  1. As máscaras tem contribuído positivamente no controle da covid. Se não tivéssemos adotado esse item de proteção estaríamos numa situação mais alarmante.

  2. Os cabá e as cabritas, tudo com "bocapôdi" inventam essa história que o uso da máscara faz mal!!!!

  3. É bom usar a máscara SIM, no entanto, não devemos usar por um longo período pelo seguinte motivo:

    Através da ventilação inspiramos ar rico em oxigênio e expiramos o gás carbônico produzido em nossas células durante o processo de obtenção de energia.

    Com o uso constante da máscara, o gás carbônico que expiramos retorna para o nosso organismo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

VÍDEO: “Fique em Casa”, reforça campanha da Câmara Municipal de Natal, em prevenção ao novo coronavírus

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Prefeitura de Parnamirim reforça importância do isolamento social para combate ao novo Coronavírus

A Prefeitura de Parnamirim, através da Secretaria Municipal de Saúde (Sesad) reforçou nesta segunda-feira (11), que a população continue seguindo as medidas de isolamento social. As medidas, determinadas através de decreto publicado no Diário Oficial do Município (DOM), são extremamente necessárias para evitar a disseminação do novo Coronavírus, causador da Covid-19.

De acordo com Thulianne Lopes, Coordenadora do setor de Vigilância em Saúde da Sesad, o reforço se faz necessário, principalmente, para aquelas pessoas que testaram positivo para o vírus, aquelas com casos em investigação e as que tiveram contato com esses dois grupos.

“Estamos percebendo que as pessoas estão relaxando quando às medidas de contenção do vírus. É importante frisar que o isolamento social continua sendo uma das principais medidas para evitar a propagação da doença”, disse.

A coordenadora destaca ainda que a prefeitura tem adotado várias medidas de combate ao novo vírus. A mais recente foi a determinação para o uso obrigatório de máscaras pela população. Além disso, a Prefeitura também realiza a fiscalização do cumprimento das medidas.

“Agentes da Guarda Municipal com apoio da Polícia Militar estão nas ruas para orientar a população para evitarem qualquer tipo de aglomeração e em casos necessários manter a distância mínima de um metro entre as pessoas”, acrescentou.

Como forma de potencializar essa fiscalização a Prefeitura conta ainda com um canal de denúncias que podem ser feitas através do telefone 3272-1124.

Opinião dos leitores

  1. Tem que fazer uma ação conscientizadora na Petra Kelly. É só dar uma passada lá após as 16h que a prefeitura vai ver o mundo de gente caminhando tudo junto na rua… Dificulta até a passagem de veículos… Por isso que Nova Parnamirim concentra a maioria dos casos de COVID em Parnamirim. Lamentável…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Taxa de ocupação de leitos por Covid no RN está próxima de 50% e Saúde reforça uso obrigatório de máscara e necessidade do isolamento social

Fotos: Elisa Elsie

O boletim epidemiológico Nº 52 divulgado nesta terça-feira (5), durante a coletiva de imprensa, atualiza os dados da Covid-19 no Rio Grande do Norte. De acordo com o documento, o Estado possui 1.536 casos confirmados, 5.138 suspeitos, 4.702 descartados, 68 óbitos e 478 recuperados (pessoas que tiveram alta hospitalar).

Este cenário mostra que em função do percentual atingido com o isolamento social, os números seguem uma progressão e a situação ainda exige atenção. Razão pela qual ocorreu a edição do novo decreto governamental com a prorrogação das medidas de isolamento.

A taxa de ocupação de leitos Covid continua crescendo e está próxima de 50%. Na rede hospitalar estão internados, atualmente, 211 pacientes nas redes pública e privada, sendo 117 na pública e 94 na rede privada. Os casos mais críticos da doença (112) estão em UTIs e semi-intensivas e 99 estão em leitos clínicos.

Um dado preocupante apresentado pela Secretário de Estado da Saúde, Cipriano Maia, é relativo ao crescimento rápido do número de óbitos. As investigações dos óbitos suspeitos continuam e nas últimas 24 horas foram registrados seis mortes, ocorridas em Natal e Mossoró (dois em cada cidade), Parnamirim e Montanhas. Todas as vítimas possuíam comorbidades.

“A situação exige cuidado e atenção redobrada. E este é o motivo da prorrogação do decreto. Ainda precisamos manter o isolamento e o distanciamento social, e intensificar o uso de máscaras que passa a ser obrigatório em todo o RN a partir do próximo dia 7”, afirmou Cipriano Maia.

CIENTISTAS E ESPECIALISTAS ORIENTAM MEDIDAS

O secretário chefe do Gabinete Civil do Governo do RN, Raimundo Alves, disse que a decisão de prorrogar o decreto estadual que estabelece normas e medidas protetivas à saúde pública contra o novo coronavírus foi tomada ouvindo o Comitê de Cientistas e Especialistas que assessora a Administração Estadual. O Comitê é formado por integrantes da Universidade Federal do RN (UFRN), do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS), da UFRN e por pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz.

“Depois de ouvir o comitê científico, o Governo resolveu prorrogar as medidas restritivas por mais 15 dias, com vistas a aumentar o índice de isolamento social que é eficaz no combate ao vírus, valendo até dia 20. Exceto as aulas, que ficam suspensas até 31 de maio”, explicou Alves.

Durante a entrevista coletiva, o secretário do Gabinete Civil destacou também o aporte de recursos pelo Governo Federal para os Estados e Municípios compensarem a perda de arrecadação devido à epidemia. “O socorro é extremamente necessário para manter a máquina pública em funcionamento”, declarou Raimundo Alves. O Congresso Nacional (Senado e Câmara do Deputados) está votando a medida, mas não há definição sobre valores.

A respeito, ainda, do novo decreto que traz o uso obrigatório da máscara, o procurador-geral adjunto da Procuradoria Geral do Estado (PGE), José Duarte Santana, detalhou a atribuição das empresas que estão autorizadas a funcionar de fornecerem as máscaras aos funcionários e exigirem o uso aos clientes, funcionários e colaboradores. A exigência do decreto visa atingir os municípios os quais não tenham adotado a iniciativa. “As empresas que não cumprirem as normas estarão sujeitas à multa. A pessoa física não será multada, mas poderá responder civil e criminalmente por descumprimento de medidas de saúde, como é previsto em lei, no Código Penal Brasileiro”, disse.

FAKE NEWS

O procurador-geral adjunto falou ainda sobre a previsão do novo decreto de responsabilizar quem divulgar informações falsas, as ‘fake news’. “Isso traz insegurança à sociedade. Quem faz deve responder criminal e civilmente e o Código Penal estipula multa de R$ 5 a R$ 25 mil para pessoa física que espalhar notícias falsas em relação à pandemia”, apontou.

O representante da PGE acrescentou que as notícias falsas são passíveis de investigação. “Hoje no mundo virtual tudo fica gravado. Os órgãos de segurança têm estrutura para identificar de onde partem as notícias falsas. Com isso, poderá ser aberto processo para responsabilização dos autores. Não podemos ser coniventes com o errado e com fake news. A notícia verdadeira está aqui, nas entrevistas coletivas diárias do Governo e na cobertura feita pela imprensa”, finalizou.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

VÍDEO: “Fique em Casa”, reforça campanha da Câmara Municipal de Natal, em prevenção ao novo coronavírus

Opinião dos leitores

  1. Bom dia galera. Alguém sabe me dizer se a "guvernadora" tá viva ??? Ouvi falar que o "baxim' da Coréia tinha morrido. Agora Fafá deu uma sumida, ela e Cipi capa preta, o hômi e a mulé dos 11.500 óbitos.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

VÍDEO: “Fique em Casa”, reforça campanha da Câmara Municipal de Natal, em prevenção ao novo coronavírus

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Casos de Covid-19 aumentam no RN e Governo reforça necessidade do isolamento

Foto: Elisa Elsie

Ao apresentar os números atualizados até a manhã desta segunda-feira (13), sobre a pandemia do novo coronavírus, o secretário de Estado da Saúde Pública Cipriano Maia foi taxativo: “Queremos que população continue colaborando, ficando em casa e tomando todas as precauções por que estamos numa curva ascendente. Os números de casos confirmados e mortes estão aumentando”.

Estão confirmados 339 casos de pessoas contaminadas em 27 municípios. São pessoas na faixa etária dos 20 aos 59 anos. O número de óbitos em consequência do novo coronavírus é de 17, ocorridos em 8 municípios. Outros 12 óbitos estão em investigação. Há 110 pessoas internadas, entre casos confirmados e suspeitos – 62 em hospitais públicos e 48 em hospitais privados. A relação de casos confirmados no RN é de 9,1 ocorrências por 100 mil habitantes. A letalidade é de quase 5%.

“Precisamos continuar em alerta. A curva de ocorrências é ascendente. É necessário manter o isolamento, permanecer em casa. Apenas aqueles que trabalham em atividades essenciais devem sair e guardar todas as medidas de proteção recomendadas pelas autoridades sanitárias”, reforçou Cipriano Maia.

Ele informou que o Governo do RN está avançando nas parcerias com os municípios na elaboração de planos de contingência para o novo coronavírus. “Esta semana vamos avançar na implantação do plano de contingência e contamos com o entendimento e com o apoio dos governos municipais para ofertar atendimento adequado no interior”, afirmou o secretário da Saúde, explicando que a maior dificuldade é adquirir respiradores.

O Laboratório Central do Governo do Estado (Lacen) processou todos os exames que recebeu. Foram realizados 1.897 exames até o último domingo (12). “Retomamos a regularidade dos exames. Eles são necessários para que tenhamos o menor número de casos, de ocorrências graves, e possamos sair da pandemia com os menores danos possíveis. E vamos manter as testagens em parceria com Instituto de Medicina Tropical da UFRN”, afirmou Cipriano.

Opinião dos leitores

  1. Faltou o nobre secretário, dizer o número dos curados.
    No ministério da Saúde o MITO mandou divulgar também, não só os dos mortos.
    Aliás, por falar em MITO, votei e vou votor de novo, depois vou votar em dr MORO, isso é coisa certa, tá sacramentado, e morreu Maria preá.
    NÃO MUDO NEM POR CEM, UMA COCADA E UMA FANTA.
    FIRME E FORTE.
    Agora, pros arrependidos, mentirosos, se não quiser cair, se deite.

  2. Interessante a fala do secretário, sobretudo por exigir que servidores em situação de risco, cujo trabalho pode ser feito remotamente, tenham que comparecer à SESAP. É hipocrisia que chama?

  3. BG , parabéns pela forma democrática como conduz seu blog . Espaço para opiniões divergentes e principalmente o fato de não direcionar as postagens , coisa que observamos em outros blogs . Agora vamos lá : até agora não estou entendendo essa revolta com a fala do ministro Madetta . Eles explanou a conduta do seu ministério e criticou quem não respeita a quarentena . O presidente , votei nele e me arrependo , tem como ele mesmo disse a caneta cheia de tinta . Resolvido ; demita o homem rapaz , coloque quem achar melhor no lugar dele . Agora para isso é preciso coragem e coragem não é ficar falando besteira na porta do palácio . Coragem é atitude com responsabilidade e assumindo as consequência . Não entendo a polêmica . Mandetta é político , está ministro , tem uma filosofia de trabalho e pode ser demitido , aliais se o mito , votei nele e me arrependo , o tivesse demitido não viveríamos mais áreas polêmica besta . Quanto ao fato dele querer ser candidato . Qual o problema ? Ele te todo direito . Demite logo e pronto rapaz .

  4. Cipriano capa preta, só não justifique os 11.000 óbitos, se controle, Fafá Bokus não gostou da brincadeira, se foi verdade essa projeção muito pior!!!

  5. Por favor senhor secretário de saúde do RN., simplesmente não seja um pregador de pânico, terror e medo na população, já basta a incompetência dos senhores. Governo e Secretariado!!!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *