São Gonçalo teve redução de 28% em mortes violentas, destaca Secretaria de Segurança

Central de videomonitoramento de São Gonçalo do Amarante. Foto: Divulgação

De acordo com dados divulgados nessa quarta-feira (13) pela Secretaria Estadual de Segurança Pública do Estado, São Gonçalo do Amarante/RN teve redução de 28,1% em mortes violentas em relação a 2020. Dos quatro maiores municípios do Rio Grande do Norte, São Gonçalo foi o que teve a maior queda registrada na estatística.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Antonio Turci disse:

    "………….me engana qu'eu gosto".

  2. Luciana Morais Gama disse:

    São Gonçalo virou uma maravilha, assim como o
    RN virou um paraíso. Kkkk

    • Vagalume disse:

      Verdade Luciana, bom quando era Rosalba e Robson deixe de conversar besteira vai trabalhar.

Termina nesta quinta-feira o programa de redução de jornada e suspensão de contratos

Foto: CNI/José Paulo Lacerda/Direitos reservados

As empresas devem encerrar hoje (31) os acordos de redução de jornada e salário ou de suspensão de contratos. Isso porque termina nesta quinta-feira o Benefício Emergencial para Preservação do Emprego e da Renda (BEm), programa do governo federal que permitiu a medida excepcional em função da crise gerada pela pandemia de covid-19.

O BEm foi instituído em abril, por meio da Medida Provisória nº 936/2020 e transformado na Lei nº 14.020/2020 em julho. O programa foi prorrogado duas vezes ao longo deste ano.

“Não há previsão de prorrogação do Programa Emergencial para Preservação do Emprego e da Renda para o próximo ano, já que o Decreto Legislativo 6, de 20 de março de 2020, estabelece os efeitos de reconhecimento do estado de calamidade pública até 31 de dezembro de 2020”, diz o Ministério da Economia, em nota.

Para o ministério, o BEm “cumpriu todos os objetivos propostos em sua criação, preservando o emprego e a renda de 10,2 milhões de trabalhadores, bem como a existência de 1,5 milhão de empresas”.

Até o início de dezembro, acrescenta o ministério, foram formalizados 19,8 milhões de acordos de suspensão contratual temporária ou de redução proporcional de jornada e salários. “Estes números tornam o Bem o maior programa de preservação de empregos já realizado no país”, acrescenta o ministério.

O BEm equivale a uma porcentagem do seguro-desemprego a que o empregado teria direito se fosse demitido e é pago com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

No caso de redução de jornada e salário em 25%, 50% ou 70%, o governo paga um benefício emergencial ao trabalhador para repor parte da redução salarial. As empresas podiam optar ainda por pagar mais uma ajuda compensatória mensal a seus funcionários. No total, o benefício pago podia chegar até a R$ 1.813,03 por mês.

No caso de suspensão do contrato de trabalho em empresas com faturamento anual de até R$ 4,8 milhões, o trabalhador recebia 100% do valor do seguro-desemprego a que teria direito. Para empresas com faturamento maior, o valor do benefício que era pago pelo governo chegava a 70% do seguro-desemprego, enquanto a empresa pagava uma ajuda compensatória mensal de 30% do valor do salário do empregado.

Estabilidade

O trabalhador tem direito de permanecer no emprego pelo mesmo tempo de duração do acordo por meio do BEm. Por exemplo, um acordo de redução de jornada de 90 dias de duração garante ao trabalhador a permanência no emprego por 90 dias após o fim do acordo.

Caso o empregador não cumpra essa regra, terá que pagar todos os direitos do trabalhador, já previstos em lei, além de multas.

Agência Brasil

Governo do Estado mantém redução da alíquota do ICMS para diesel e biodiesel em 2021

FOTOS: SANDRO MENEZES

A governadora Fátima Bezerra reafirmou o compromisso com empresários do setor de transporte coletivos, intermunicipais e alternativos do Rio Grande do Norte em manter reduzida a alíquota do ICMS sobre o diesel e biodiesel em 2021. O acordo foi assinado em uma solenidade, nesta terça-feira (29), no auditório da governadoria, no Centro Administrativo do Estado.

Para que a redução possa valer durante todo ano, a chefe do Executivo estadual afirmou que o sistema de transportes não poderá reajustar o valor da passagem em 2021. “Isso significa estabilidade para a população. O Governo está zelando pela cidadania e direito daqueles que precisam do transporte público”, destacou.

Em junho passado, o Governo do Estado já havia decidido reduzir em 50% a alíquota desses combustíveis, que passou de 18% para 9%. “O governo mostra seu protagonismo, nós estamos dando o exemplo e queremos avançar ainda mais. O preço da tarifa pesa no orçamento e nós não podemos perder o olhar para o social”, acrescentou.

Ainda segundo a governadora, o Estado pretende continuar avançando nas tratativas com o setor empresarial do transporte potiguar e, possivelmente, chegar à redução do valor da passagem.

O secretário de Tributação do RN (SET), Carlos Eduardo Xavier, elogiou a decisão da governadora e disse que “essa é uma ação de muita sensibilidade da governadora. Além de não haver aumento da tarifa, essa iniciativa também ajudará a atenuar os efeitos dessa grave crise sanitária”.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários do RN, Júnior Rodoviário, também elogiou o acordo. “A classe trabalhadora só tem a ganhar. Muito me orgulha essa grande contribuição da governadora”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Manoel disse:

    Parabéns governadora.
    Vamos ver se o genocida zera a CIDE sobre os combustíveis como Dilma fez.

  2. Rei Netuno disse:

    Quero que ela explique o contrato das ambulâncias e Quando os 5 milhões dos respiradores quando serão devolvidos ao Estado.

  3. Calígula disse:

    Quero vê ela fazer isso pelos demais combustíveis e pelos itens de primeira necessidade.
    Afinal ela tem medo dos caminhoneiros e empresários de transportes .

  4. Teobaldo Medeiros disse:

    Já aguardando o comentário do Calígula falando da governadora… afinal. só faz isso… kkkkk

    • Roberto disse:

      5 milhões

    • Alguem disse:

      Quem e do Bolsonaro só tem isso na cabeça, PT. Ninguém roubou mais nada, ao o PT. Os filhos do presidente assim como ele nunca fizeram nada de errado. Kkkkkk

UNP terá de reduzir mensalidades em 20% durante período de pandemia, decide TJ

Ao julgar recurso, a juíza convocada pela 1ª Câmara Cível do TJRN, Berenice Capuxu, determinou que a Associação Potiguar de Educação e Cultura (Apec), UNP, efetive o desconto de 20% no valor das mensalidades de estudantes de Medicina, que moveram recurso, durante o período de imposição governamental de aulas à distância, decorrente da pandemia (Covid-19), tudo até posterior deliberação do órgão julgador.

No recurso, os oito estudantes foram contrários ao indeferimento do pedido de redução do valor da mensalidade, visto como a forma adequada de garantir o reequilíbrio contratual e defendem que “o serviço está sendo prestado de forma diversa da pactuada entre as partes, com uma qualidade e assertividade inferior, de tal forma que uma parcela considerável do conhecimento que era pra ser adquirido estaria prejudicado”.

A decisão considerou que, no período de isolamento social, os contratos de ensino, neste caso superior, foram, de fato, “extremamente afetados”, precisando, tanto o contratante, quanto o contratado, se adequar às novas formas de comunicação (não presencial), para o fim de se manter a prestação do serviço.

“Neste ponto, se de um lado há a certeza de investimentos realizados para adequação ao novo formato de aulas, de outro, há a inegável redução de despesas ordinárias até então existentes, tanto que várias instituições em todo o país repassaram em forma de desconto essa redução aos seus contratantes”, destaca a relatora.

O julgamento monocrático considerou, desta forma, ser “prudente e necessária” a concessão de desconto no valor da mensalidade paga pelos estudantes, como forma de manter o vínculo contratual e evitar maiores prejuízos a ambas as partes, em um momento, ainda necessário, de isolamento social”.

(Agravo de Instrumento n.0809330-58.2020.8.20.0000)
Justiça Potiguar

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Karina Juliana Dantas Cabral Silva disse:

    Que ótimo .

  2. Karina Juliana Dantas Cabral Silva disse:

    Te que fim ela vai fazer isso.

Refis: Dívidas com o Estado poderão ser parceladas em até 60 meses e com descontos que vão de 60% a 95% sobre juros e multas

Foto: Elisa Elsie

Dívidas com o Estado poderão ser parceladas em até 60 meses e com descontos que vão de 60% a 95% sobre juros e multas. A adesão ao Refis pode ser feita até dia 30 de novembro.

A proposta de criação do Programa de Recuperação de Créditos Tributários (Refis), elaborada pelo Governo do Estado, foi aprovada nesta quarta-feira (21), durante votação na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. O programa permite a renegociação de dívidas referentes a tributos de competência do estado com descontos que chegam a até 95% sobre multas e juros. O montante devido por pessoas físicas e jurídicas poderá ser parcelado em até 60 meses e a adesão ao Refis pode ser feita até o dia 30 de novembro.

A renegociação é válida para empresas e pessoas físicas com débitos relativos ao Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) e ao Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).

O benefício também envolve as empresas que estão em processos de cobrança judicial e deverá abreviar o tempo de negociação, já que os procedimentos são simplificados, dispensando os questionamentos e impugnações comuns em processos jurídicos.

“Esse novo Refis representa uma oportunidade para aqueles contribuintes que acabaram acumulando débitos de ICMS durante a pandemia de se regularizarem. Contempla também os débitos de ICMS e IPVA que são anteriores a 2019”, destaca o secretário estadual de Tributação, Carlos Eduardo Xavier. Segundo ele, o programa foi bem estruturado, já que será o único instituído na atual gestão e o que mais apresenta vantagens para o contribuinte.

Pelas regras, quem pagar o débito à vista terá um desconto de 95%. Já aqueles que parcelarem entre dois e dez meses, o desconto é de 90%, Terão direito a um abate de 75% sobre os juros e multas gerados aqueles contribuintes que optarem por 11 até 20 parcelas. Acima disso e até 60 meses, o desconto será de 60%. A regra vale para débitos gerados até 31 de julho de 2020.

Pelos cálculos da Secretaria de Estado da Tributação (SET), a expectativa é recuperar pelo menos R$ 30 milhões apenas de contribuintes com débitos tributários, porém, que ainda não estão inscritos na Dívida Ativa.

Aqueles que estão com as dívidas nessa instância também serão contemplados pelo programa. Basta acessar o endereço http://www.pge.rn.gov.br/ e simular o parcelamento. O site da Procuradoria Geral do Estado vai disponibilizar uma calculadora online para simular a adesão e demonstrar o valor atualizado da dívida, o total com desconto e a parcela mensal.

No caso dos contribuintes que não estão na Dívida Ativa, o contribuinte pode acessar a página da SET (www.set.rn.gov.br) e entrar na Unidade Virtual de Tributação (UVT) com login e senha e fazer a adesão. Lá, é possível verificar o extrato fiscal, onde constam os débitos tributários e possíveis autos de infração.

O contribuinte também tem a opção de fazer a adesão presencialmente procurando uma Unidade Regional de Tributação mais próxima, que estão instaladas nas cidades de Natal, Mossoró, Nova Cruz, Macau, Caicó, Currais Novos e Pau dos Ferros. Informações podem ser obtidas pelo WhatsApp 84 3232 2190.

Além do Refis, o Governo do Estado também lançou dentro do pacote de medidas do RN Cresce Mais o programa de parcelamentos para as empresas que se encontram em processo de recuperação judicial. Nesse caso, o contribuinte poderá parcelar a dívida em até 84 parcelas sem o acréscimo de juros ou multas ocorridos até a data da decisão judicial. Se o empreendimento for optante do Simples Nacional, o parcelamento pode chegar até 100 meses. Mas esse parcelamento ainda precisar ser aprovado pelos parlamentares.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Agripino disse:

    Olá, qual o nome que se dá a quem pagou essa m… em dia

  2. Lucs disse:

    Faço tudo p não pagar imposto. Não trabalho, de vez em quando faço uns bicos. Com o dinheiro q ganho do Bolsa Família, compro alimentos naturais produzidos em casa, livre de impostos. Roupa e eletrônicos só compro se for de Caruaru, pois lá ninguém paga imposto. Tenho um carro véi com mais de 10 anos de uso também não pago nada. Eu vou pagar imposto para os sabidos botarem na cueca e funcionário público comer ele todinho. Moro numa casinha com menos 50 m2, IPTU só se for na lua. Enfim dinheiro meu é difícil vcs pegarem

MANUTENÇÃO – EMPREGO: Programa do governo federal de suspensão de contrato e redução de jornada é prorrogado

Foto: © Rovena Rosa/Agência Brasil

O governo federal prorrogou novamente o programa que autoriza empresas a suspenderem o contrato de trabalho ou a reduzirem a jornada e os salários dos funcionários, em troca da manutenção do emprego. O decreto foi publicado hoje (14) no Diário Oficial da União e estende o pagamento do benefício emergencial até 31 de dezembro, quando encerra o estado de calamidade pública decretado em março em razão da pandemia de covid-19.

O Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm) foi instituído pelo governo em abril, por meio da Medida Provisória nº 936/2020 e transformado na Lei nº 14.020/2020 em julho. Ele já havia sido e, agora, terá um prazo total de 240 dias para celebração dos acordos e pagamento de benefício.

Em nota, a Secretaria Geral da Presidência informou que a prorrogação é necessária em razão do “cenário atual de crise social e econômica, e com a permanência de medidas restritivas de isolamento social”. “Essa ação irá permitir que empresas que estão em situação de vulnerabilidade possam continuar sobrevivendo a este período e, desta forma, preservar postos de trabalho e projetar uma melhor recuperação econômica”, diz.

O BEm equivale a uma porcentagem do seguro-desemprego a que o empregado teria direito se fosse demitido e é pago com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

No caso de redução de jornada e salário em 25%, 50% ou 70%, o governo paga um benefício emergencial ao trabalhador para repor parte da redução salarial. As empresas podem optar ainda por pagar mais uma ajuda compensatória mensal a seus funcionários que tiveram o salário reduzido.

Se o trabalhador tiver jornada e salário reduzidos em 50%, seu benefício corresponderá a 50% do valor do seguro desemprego ao que teria direito, se tivesse sido dispensado. No total, o benefício pago pode chegar até a R$ 1.813,03 por mês.

No caso de suspensão do contrato de trabalho em empresas com faturamento anual de até R$ 4,8 milhões, o trabalhador receberá 100% do valor do seguro desemprego a que teria direito. Para empresas com faturamento maior, o valor do benefício pago pelo governo será 70% do seguro desemprego, enquanto a empresa pagará uma ajuda compensatória mensal de 30% do valor do salário do empregado.

Desde o início do programa, 9,7 milhões de trabalhadores fecharam acordos com seus empregadores de suspensão de contratos de trabalho ou de redução de jornada. As estatísticas são atualizadas pela Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia em um painel virtual.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Emerson Palmieri disse:

    Esses coitados que estão comentando aqui, ou são “haters” pra lá de gozadores, ou são típicos analfabetos funcionais, que não sabem sequer interpretar o significado de uma imagem. Desemprego em massa e o povo revoltado. Imagina quando acabar a esmola emergencial.

  2. aof disse:

    Assim dá reeleição em primeiro turno em 2022.

    • Samuel Uel disse:

      O gado agora é metido a vidente, deve ser influência do astrólogo, guru do Bozo.

  3. Entregador de pizza 🍕 disse:

    Esse Véio Bolsonaro é bom demais, o melhor presidente do Brasil.
    Mito. Mito. Mito …

RN prorroga a redução do ICMS da energia elétrica para os meios de hospedagem até o fim de 2021

O Governo do Rio Grande do Norte anunciou a redução do ICMS da energia elétrica para os meios de hospedagem, de 25% para 12%, prorrogada até dezembro de 2021.

Sobre a redução do ICMS, o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do RN (ABIH-RN), José Odécio, afirma: “É muito importante e bem-vindo o apoio que o Governo do Estado deu ao setor hoteleiro nesse momento de crise pelo qual passam as empresas, tendo em vista que a energia é um custo alto para os hotéis. Esse é um período em que é preciso darmos as mãos no sentido de sairmos juntos da crise para gerarmos empregos e também divisas ao Rio Grande do Norte”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bruno disse:

    Qual o número deste decreto ? Foi publicado no Diário Oficial de qual dia ?

  2. LAERCIO PESSOA disse:

    Ótima notícia p nossa economia!

Bolsonaro diz que, após ‘molecada chiar’, vai reduzir mais uma vez imposto sobre games

Foto:  Reprodução/Twitter

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou na noite dessa quinta-feira(08) que busca reduzir o imposto sobre jogos eletrônicos. Durante a sua live semanal no Facebook, Bolsonaro disse já ter pedido a diminuição ao ministro da Economia, Paulo Guedes, e também à Receita Federal.

“A garotada ano passado começou a reclamar do preço de jogos eletrônicos, chips, etc. Tinha degraus de imposto. Conseguimos passar o maior degrau de 50% a 40%. A molecada voltou a chiar, com razão. Já conversei com o Paulo Guedes, conversei com a Receita Federal, então no ano passado passamos de 50% para 40%. Agora vamos passar de 40% para 30%”, declarou Bolsonaro durante a transmissão.

“Ah, é muito. Eu sei que é muito, mas vamos tirando aos poucos”, acrescentou.

Mais tarde, o chefe do Executivo fez uma postagem no Twitter resumindo a live e mencionando o assunto. “Um abraço aos gamers”, escreveu.

UOL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pedro disse:

    Gente vamos providenciar esterco de cavalo, Manoel Mané voltou a dar as caras. Depois de um longo período em tratamento, inclusive tendo ido visitar a Venezuela, ele voltou a sentir a abstinência dos ratos, nem o choque de saber que nove dedos deu, em dizer que não iria enrolar e mentir mais, foi suficiente para ele voltar a realidade…..😒😒😒😒😒😒😒😒

    • Cristian disse:

      Pedrinho "boca de sofá", ataca mais uma vez. Cansou de flertar com o entregador, agora só tem olhos para o manézinho.

    • Manoel disse:

      Vc nao sabe como fico feliz fazendo gado pegar ar.
      Kkkkk
      Mmmuuuuuummmmmm

  2. Boi Tatá disse:

    Que bom ter um presidente que se preocupa com os grandes problemas da nação.

  3. ricardo disse:

    A esquerda fala mal até de baixa de imposto… por essas e outras é que perdeu totalmente a credibilidade. (2)
    Crédito ao Kim (MBL) ele que vem fazendo essa zoada para redução

  4. Bel disse:

    Ôôô véi duro e bom!!!!
    A petezada pira.
    Chupa entregador.

  5. Manoel disse:

    Enquanto isso a inflação de setembro é a maior para o mês em 17 anos.
    O gado faz Mmmmuuuummmmm

    • Cabral disse:

      Você continua chorando??? Perdeu o cargo comissionado? Perdeu a boquinha de ganhar sem trabalhar? Está tendo que produzir e isso incomoda demais? Revoltado por ver um país sendo reconstruído, tendo suas obras, alvo de promessas repetidas de campanha por 20 anos, sendo concluídas?
      Seria abstenção causada pela falta das facilidades que eram distribuídas para comprar apoio que acabou?
      Vá morar nos paraísos da terra para esquerda, onde todos são iguais, Cuba e Venezuela. Mas pode ir também para Argentina, lá até final de 2021 todos também serão iguais, na miséria, n falta de emprego, na distribuição de bolsas para manipular o povo com o mínimo, mas sem trabalho, só tomando cana.

  6. Serjão Berranteiro disse:

    Muito bem presidente, isso sim que é uma prioridade, meu filho ñ vive sem o seu Play Staiton. O que seria de mim sem o meu Mito, sempre pensando no bem da família brasileira.

    • george disse:

      A esquerda fala mal até de baixa de imposto… por essas e outras é que perdeu totalmente a credibilidade.

    • Serjão Berranteiro disse:

      Verdade……., se falou mal do MITO com certeza absoluta é de esquerda. Ñ conseguem enxerga o bom coração desse homem.

Redução de imposto sobre tarifa de ônibus é aprovada pela Câmara Municipal de Natal

Foto ILUSTRATIVA: Josenilson Rodrigues/Busão de Natal

A Câmara Municipal de Natal aprovou nessa terça-feira(22) a redução de 50% na alíquota do Imposto Sobre Serviços(ISS) incidente sobre as tarifas de transporte público.

Além da aprovação do projeto, também foi articulada a redução do ICMS cobrado pelo Estado sobre o combustível usado pelo transporte público municipal.

Vale destacar que antes antes da pandemia, a média diária do transporte público na capital era de 360 mil passageiros, número que reduziu drasticamente no auge da crise, com 89 mil. Após a reabertura gradual da economia, hoje se encontra em torno de 140 mil passageiros.

A nova regra de desoneração valerá também para o transporte opcional regulamentado pelos órgãos de trânsito e mobilidade urbana, e ainda o intermunicipal.

Vale lembrar que o acordo firmado pelo Governo do Estado e Prefeitura do Natal de desoneração sobre o diesel e biodiesel adquiridos por empresas de transporte coletivo urbano, intermunicipal e alternativo estabelece validade até o fim do ano, em modelo de incentivo às empresas sob a condição de que não ocorra aumento da tarifa.

Em resumo, o objetivo firmado visa desafogar o segmento em dificuldade econômica para busca do equilíbrio de suas finanças.

Com acréscimo de informações da Tribuna do Norte

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Keke Rosberg disse:

    Boa noticias aos empresários, porém cabe uma pergunta: os usuários do transporte publico vão ser beneficiados ?

Ataques contra instituições financeiras caem mais de 50% no RN no 1º semestre; assaltos a ônibus registram redução de 47%

Fotos: Reprodução

As forças de segurança do Rio Grande do Norte, no combate à criminalidade do Estado, registraram, através da Polícia Civil, 52 operações dos mais diversos tipos nos seis primeiros meses do ano, que resultaram em 549 prisões. Além disso, foram apreendidas 56 armas de fogo e 4.988 inquéritos policiais foram remetidos para a Justiça. No balanço geral, os ataques contra instituições financeiras apresentaram a maior redução, 51,7%, saindo de 29 para 14, sendo que desse total apenas cinco foram consumados. Os assaltos a ônibus apresentaram queda 47,4% (de 232 para 122).

Algumas especializadas tiveram atuação destacada no período, como é o caso da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR), que realizou 71 prisões, apreendeu mais de 50 kg de drogas e 30 mil pedras de crack, e a Divisão de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), que elucidou 92 inquéritos policiais e remeteu outros 191 à Justiça.

Já o Departamento de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (DECCOR-LD) produziu 20 relatórios de análise financeira e remeteu 140 inquéritos à Justiça.

Quanto a Polícia Militar, a corporação deteve 4.505 pessoas, sendo 1.944 em flagrante delito. Foram 393 foragidos capturados, sendo 306 por cumprimento de mandados de prisão e 87 recapturados do sistema penitenciário, os quais foram reconduzidos aos estabelecimentos prisionais para o cumprimento de suas respectivas penas restritivas de liberdade. Foram apreendidas 724 armas de fogo e 473 Kg de drogas, sendo 214 Kg de maconha, 160 Kg de cocaína e 86 Kg de crack.

Além das apreensões, a PM ainda recuperou 1.583 veículos que continham registro de roubo ou furto, sendo 580 carros e 1.003 motocicletas, que foram restituídos aos seus devidos proprietários.

Corpo de Bombeiros

Nos seis primeiros meses do ano, o Corpo de Bombeiros atendeu 4.242 ocorrências (operacionais, administrativas e de apoio). Sendo 1.572 administravas (coleta de leite materno), 2.661 operacionais e nove de apoio.

Nas operacionais, 396 foram de incêndio em várias modalidades (residencial, ambiental e veicular), 430 captura e resgate de animais e 217 de auxílio ao público (atendimento pré-hospitalar), além de atendimentos relacionados com outras situações, como exames de abelhas e árvores oferecendo perigo.

O CBMRN ainda salvou a vida de 78 pessoas que estavam se afogando e realizou mais de 22 mil orientações nas praias do Estado, tudo isso na Grande Natal.

Redução da incidência de casos e morte por covid-19 no RN, de 33%, proporcionalmente, é a terceira maior do país

Álcool em gel, uma das formas de prevenção. Foto: Ilustrativa

Na manhã desta segunda-feira, 98 leitos críticos para Covid-19 estavam desocupados como reflexo da ocupação geral de 66,6% do total de leitos disponíveis. A Coordenadora e articuladora das Redes de Atenção à Saúde da Sesap, Samara Pereira Dantas apresentou os dados regionais mais recentes que mostram ocupação de 73% na região Oeste, 62% na região Metropolitana de Natal, 70% em Pau dos Ferros, Mato Grande 57%, 86% no Seridó e 20% no Agreste.

O total de internamentos por Covid é de 492 pacientes, sendo 255 em leitos críticos e 237 em leitos clínicos. A fila de regulação tem 4 pacientes para leitos críticos, 8 para leitos clínicos e 17 aguardando transporte sanitário. A taxa de isolamento social é de 47,6%.

Os casos confirmados são 47.285, suspeitos somam 58.226, descartados 73.608, óbitos 1.685 (2 nas últimas 24 horas) e 190 óbitos em investigação. Dados do consórcio de veículos de comunicação apontam redução da incidência de casos e morte de 33%, proporcionalmente a terceira maior do país. “Apesar do cenário que se apresenta favorável ainda há necessidade de cautela e respeito aos protocolos para manter o quadro de redução e sairmos da pandemia. O processo de retomada da economia precisa do compromisso da sociedade para continuar evoluindo”, afirmou Samara Dantas.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Justiceiro disse:

    Natal tem 25% da população do Estado, mas possui 39% dos infectados com Corona Vírus e 43% dos óbitos. Onde está o grandíssimo trabalho do Prefeito???

Unimed Natal informa redução de procura por atendimentos no Centro de Referência COVID-19

NOVO HORÁRIO-CENTRO DE REFERÊNCIA COVID-19 DA UNIMED NATAL. FOTO: Divulgação

A Unimed Natal informa que, diante da redução no número de atendimentos, o Centro de Referência COVID-19, localizado no estacionamento do Shopping Via Direta, passa a funcionar de segunda a sexta, das 7 às 18h30, e não mais de domingo a domingo.

Neste sábado, abrirá ,exclusivamente, das 7h às 13h, para a realização de testes sorológicos previamente agendados, sem consulta médica.

Para os atendimentos de casos suspeitos de coronavírus, a orientação é que os clientes busquem os pronto atendimentos dos hospitais da rede assistencial. Informações pelo 32206400.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Antônio Turci disse:

    Sinal que a pandemia está perdendo força, graças a Deus.

Sesap alerta para redução de doação e transplante de órgãos no RN

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), por meio da Central Estadual de Transplantes, alerta que, com a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), houve redução na doação e transplantes de órgãos, e reforça o pedido para que as pessoas se tornem doadoras para salvar vidas.

A pandemia da Covid-19 tem gerado medo nas pessoas e nas famílias de doadores de órgãos. Contudo, a Sesap esclarece que está seguindo protocolos rigorosos, os quais permitem a doação e transplante de órgãos de maneira segura, sem oferecer riscos ao transplantado.

Segundo dados da Central Estadual de Transplantes da Sesap, no segundo trimestre (abril a junho) de 2020, foram realizados 9 transplantes de córnea e 12 transplantes renais. No mesmo período em 2019, foram realizados 48 transplantes de córnea e 27 transplantes de rins.

Os dados mostram que houve uma redução significativa nos transplantes realizados como consequência da pandemia do novo coronavírus. Esse agravante reduziu o número de possíveis doadores. Dentre eles, os que estavam aptos à doação de órgãos, conforme critérios médicos, as famílias negaram os transplantes, impossibilitando a doação. De acordo com a Central Estadual de transplantes, de 25 famílias entrevistadas, 19 se recusaram a realizar doações de órgãos de seus familiares. Esse fator impactou diretamente para redução dos transplantes e, consequentemente, no salvamento de vidas.

Diante desse cenário, a Sesap reforça o pedido para que as pessoas se tornem doadoras de órgãos, a fim de que vidas sejam salvas.

Saiba como ser um doador de órgãos

Para ser doador de órgãos basta expressar em vida aos seus familiares o desejo de ser um doador, não sendo necessário nenhum documento oficial.

As famílias de possíveis doadores são assistidas por equipes especializadas que orientarão como proceder para permitir a doação de órgãos. “Quando acontece algum trauma, algum motivo que leve à morte encefálica, a equipe especializada do hospital vai procurar e abordar a família sobre a possibilidade da doação de órgãos. Isso acontece quando o paciente já tem o diagnóstico médico de morte encefálica. Depois disso, a equipe entrevista a família sobre o desejo e a permissão de doar os órgãos do familiar. A família assina o documento dando a permissão para que a doação aconteça”, disse a nefrologista e coordenadora da Central Estadual de Transplante, Rogéria Noga de Medeiros Nunes.

Procedimento de doação e transplante de órgãos

Rogéria Noga, nefrofologista e coordenadora da Central Estadual de Transplantes, esclarece como é realizado o procedimento para a realização da doação de órgãos: “Clinicamente, o médico fez o diagnóstico de morte encefálica. Após 6 horas, um neurologista avalia o paciente para confirmar o diagnóstico de morte encefálica. Depois desse procedimento, é realizado um exame confirmatório, podendo ser um eletroencefalograma ou doppler transcraniano, que vai confirmar que não há atividade cerebral. Após esse exame, é fechado o protocolo de morte encefálica. Ou seja, o paciente faleceu. O cérebro dele não funciona mais. Nesse momento, é realizado a entrevista com a família para comunicar o diagnóstico e saber se é possível fazer a doação. O familiar responsável assina um documento concordando com a doação”.

Logo após essas etapas, uma equipe captadora, composta por cirurgiões, irá avaliar o paciente e proceder com a captação dos órgãos. Esses órgãos são encaminhados para o Sistema Nacional de Transplantes (SNT), onde é inserido numa lista e no ranking para saber quem receberá os órgãos doados.

Além da equipe que realiza o diagnóstico de morte encefálica, da equipe de captação, há uma equipe transplantadora, com diferentes profissionais para não haver viés, totalizando três equipes envolvidas no processo de doação e transplante de órgãos.

No Rio Grande do Norte é captado fígado, córnea, rins, e às vezes, o coração.

Doação de órgãos na pandemia

Durante a pandemia do novo coronavírus, a Central Estadual de Transplantes da Sesap está seguindo um protocolo para a realização de transplantes de órgãos, o qual só permite a doação e transplante de órgãos de doadores que testam negativo para a Covid-19.

“Todos os pacientes quando fazem o diagnóstico de morte encefálica, mesmo antes de a família ser entrevistada, obrigatoriamente, seguindo o protocolo do Sistema Nacional de Transplantes, é realizado o teste para o coronavírus do possível doador. Isso é para evitar que o paciente seja positivo e leve os órgãos infectados para os receptores. Então, todo possível doador, obrigatoriamente, é testado para o coronavírus. Só pode doar quem é coronavírus negativo. Em caso de teste positivo, a doação é cancelada”, informou Rogéria Noga.

No Rio Grande do Norte, antes de receber o órgão, todo receptor também está sendo testado, a fim de se efetivar o transplante sem risco.

Então, no estado, tanto o doador quanto o receptor são testados para o novo coronavírus, conforme protocolo médico da pandemia de Covid-19.

COVID-19: “O dia de hoje expressa esperança e confiança, na medida em que estamos zerando a fila de pacientes para leitos de UTI”, diz Fátima, ao celebrar redução em taxa de ocupação

Ao participar da entrevista coletiva para atualização dos dados epidemiológicos e prestação de contas das ações do Governo no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus nesta segunda-feira, 13, a governadora Fátima Bezerra disse que o RN conseguiu reduzir a taxa geral de ocupação de leitos críticos para menos de 80% e manter a taxa de transmissibilidade abaixo de 1.

“Estamos alcançando a meta de 80% de ocupação nos leitos de UTI. Isso é resultado de um governo que tem compromisso em primeiro lugar com a defesa da vida do povo do RN. Não temos medido esforços para garantir assistência à saúde do nosso povo. O dia de hoje expressa esperança e confiança, na medida em que estamos zerando a fila de pacientes para leitos de UTI e reduzindo a ocupação geral de leitos em todo o Rio Grande do Norte”.

A chefe do Executivo estadual saudou toda a equipe da Sesap e demais órgãos da administração pelo empenho na força tarefa para enfrentamento à Covid. “Esse trabalho permitiu que ao longo de quatro meses conseguíssemos instalar 542 leitos para pacientes Covid no RN, dos quais 281 leitos são do tipo críticos e 229 leitos, clínicos. Desses, 32 são leitos ofertados pela Prefeitura de Natal que receberam equipamentos do Estado. Sozinho, o governo estadual garantiu 510 leitos críticos e clínicos para os pacientes com Covid em todas as regiões”.

Os bons resultados, ressaltou Fátima Bezerra, não significam que a pandemia já passou. “O cenário ainda requer muito cuidado. O Governo está fazendo sua parte, garantindo assistência à saúde da população. E a sociedade precisa fazer a parte que lhe cabe usando máscaras, respeitando as medidas de distanciamento e de isolamento ainda em curso”.

A governadora também alertou para as responsabilidades das prefeituras: “Faço um chamamento às prefeituras por que têm papel fundamental nesse contexto. Cabe a elas o cumprimento rigoroso dos protocolos sanitários e das medidas restritivas ainda em curso. Estamos trabalhando com a perspectiva de retomar as atividades econômicas na próxima quarta-feira e para isso se faz necessário o alerta à sociedade, prefeituras e aos empresários para o cumprimento rigoroso dos protocolos sanitários”.

Fátima afirmou que o Pacto pela Vida continua e que o Governo mantém a disponibilidade das forças de segurança para, em apoio às prefeituras, garantir o cumprimento das medidas sanitárias.

MAIS LEITOS

“Nosso trabalho para disponibilizar mais leitos continua. Nos últimos 10 dias fizemos esforço extraordinário e conseguimos instalar mais de 50 leitos de UTI. E vamos abrir nos próximos dias vagas no Hospital João Machado, em Natal, em Santo Antônio, João Câmara e Mossoró. Também está prevista a abertura de novos leitos em Assu, Apodi e Currais Novos”, adiantou Fátima.

O contrato com a Organização Social (OS) Avante foi inteiramente cumprido neste sábado, 11, informou a chefe do Executivo estadual. A entidade entregou todos os leitos contratualizados para o Hospital João Machado (20) e para o Hospital Regional de Macaíba (10). Uma parceria do Governo com a Prefeitura de Parnamirim permitiu que a cidade pudesse dispor de 10 leitos que estão desde a semana passada no Regula RN.

“Apesar dos esforços para assistência à Covid que estamos fazendo, se os empresários não fizerem a retomada organizada das atividades econômicas, obedecendo todos os protocolos, esse esforço terá sido em vão, haja vista o que vem acontecendo em outros estados”, lembrou Fátima.

DADOS

A taxa geral de ocupação de leitos no Rio Grande do Norte chegou a 78,60%. A região Oeste registra o maior percentual (94%), seguida da região Metropolitana de Natal (81%), Seridó (73%), Mato Grande (71%) e Pau dos Ferros (50%). Os casos confirmados somam 39.598, enquanto há 52.274 suspeitos, 62.000 descartados, 1.399 óbitos confirmados (04 nas últimas 24 horas) e 187 óbitos em investigação.

“Os números mostram o esforço do governo em abrir leitos, algo muito intenso nos últimos dias, particularmente na região metropolitana de Natal. Sabemos o risco que teríamos para a população se não abríssemos leitos para assistir as pessoas em todas as regiões. São boas notícias, mas temos ainda 669 pessoas internadas com Covid em todo o Estado, sendo 340 pessoas em leitos críticos. É preciso usar máscara, manter distanciamento e só sair quando necessário. Isso é tarefa de todos. Se não soubermos enfrentar esse momento e não tomar todos os cuidados, poderemos voltar a ter notícias negativas novamente”, alertou Petrônio Spinelli, secretário adjunto de Saúde do Estado.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Se há alguém que não pode ser acusada de incoerência nesta pandemia, esta é Fatão GD. Ninguém levou tão a sério um princípio por ela mesma apregoado: "#FiqueEmCasa". Ela ficou.
    Enquanto o RN se transformava numa máquina de produzir vítimas da Covid-19, Fatão GD aproveitou o desespero alheio e saiu de fininho. Deixou os potiguares entregues à própria sorte e foi para casa fazer politicagem virtual com os governadores do Nordeste.
    Ficamos à mercê dos humores e da incompetência comprovada do Robozinho Grisalho da Sesap. Fatão GD foi para casa, e lá ficou intocada. Só apareceu agora, afinal este ano tem eleição.

  2. Yeltins disse:

    Se comprar uma carreta de óleo de peroba, não é suficiente para passar no rostinho da desgovernadora.
    E os desvios, vossa excelência não quer da uma palavrinha não sobre esse assunto?

  3. Alex disse:

    É muita cara de pau desse governo

  4. Diogenio disse:

    Me pergunto o que está senhora fez para isto, cadê os leitos de UTI? Cadê os 5 milhões ? Cadê as ações efetivas do governo do estado ? Se não fosse o prefeito de Natal, o prefeito de São Gonçalo, Parnamirim e Mossoro estávamos lascados, está senhora queria o caos para simplesmente arrecada dinheiro do governo federal e passar e reforma que ela tanto criticou, quero ver os servidores fazerem greve ? Cadê a greve ? cadê os sindicatos? Agora os sindicatos vão criar greves na prefeitura de Natal de palmo e palmo ,

    • Greg disse:

      O Governo do Estado fez mais de 500 leitos, Natal fez 34….compare aê.

  5. Luiz Fernando disse:

    Não fez nada, e agora quer colher os louros.

  6. Victorino disse:

    Graças a Invermectina entre outros e a coragem de bons profissionais da saúde .

    • Manoel disse:

      Impressionante como tem gente imputando a um remédio contra piolho a cura contra a covid 19.
      O mundo tdo dever rir dessa imbecilidade brasileira.
      Lamentável.

    • Said disse:

      Se foi ivermectina eu não sei mais tomei e vou tomar mais,porque pra depender da governadora estávamos todos pescados.

  7. J.Dantas disse:

    *A Prefeitura de Natal dando um show e ensinando como se faz a luta contra a covid. As UPAS funcionando 24h atendendo todos, inclusive os de outras cidades; Criou o protocolo de kit medicamentoso para tratamento inicial do paciente com covid; Fazendo teste rápido dos grupos de riscos; Estendeu o atendimento das UBS para fazer testes de covid para pacientes dos primeiros sintomas( PCR); Desde de maio está distribuindo kits de medicamentos ( cloroquina, zinco, ivermectina, corticóides, dipirona, azitromicina, etc.) Para os pacientes em tratamento residencial;Criou o centro de profilaxia na zona norte para atender e medicar preventivamente os acompanhantes e grupos de riscos; Fazendo a profilaxia e dando a medicação para os seus profissionais de saúde; Criou o hospital de campanha, mesmo não sendo responsabilidade do município, atendendo a população do RN… inclusive recentemente foi comemorado a alta do paciente de número 200 curado… Antes tarde do que nunca.Por que o Estado não faz uso desses protocolos, assim como vários municípios? De qualquer maneira, o Estado fez muitas lives divulgando mortes e graças a Deus não atingimos o seu objetivo: 10.000 mortes.A Covid tem que ser tratada igual a todas as doenças: no início… E não quando o paciente está com falta de ar e morrendo… Agora Estado e Municípios vão abrir tudo, a economia não suporta mais…seja o que Deus quiser…

  8. Nordestino disse:

    É de se admirar, um estado que não tem investimento na saúde pública, que não consegue fazer com que a população cumpra o decreto ( uma vez que o alecrim nunca fechou as portas, as feiras livres nunca deixaram de funcionar, ontem em ponta negra parecia uma copa do mundo de gente , é maior parte sem máscara, até sexta os números mostravam outra realidade, ae de uma hora para outra os números mudam e tudo volta a ser uma maravilha, é de se estranhar esse resultado com tanta coisa errada em nosso estado .

Covid-19: Fila de regulação tem redução no RN, mas Sesap alerta que ocupação de leitos ainda é alta

FOTO: Elisa Elsie / Assecom-RN

Os dados epidemiológicos da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) do Rio Grande do Norte sobre a pandemia da Covid-19 registram nesta quinta-feira, 09, revelam a redução da fila de regulação e na ocupação de leitos de UTI.

Durante a entrevista coletiva diária concedida por membros do Governo do RN para atualização de dados e prestação de contas das ações do Governo, havia na fila de regulação 7 pacientes aguardando transferência e 21 leitos disponíveis. O secretário adjunto de saúde do Estado, Petrônio Spinelli disse que o trabalho para abrir mais leitos críticos continua e tem o objetivo de, nos próximos dias, alcançar 80% de ocupação dos leitos críticos. Hoje, apesar da redução na fila, a ocupação ainda é de 92%.

“Para chegarmos a 80% é preciso a população fazer o isolamento social e respeitar as medidas de proteção. Esta questão ainda é muito preocupante”, alertou Petrônio.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Azevedo disse:

    Parece piada, quando esse índice de leitos de UTI foi baixo no RN? Acho que esse povo do PT governista estão viajando na maionese, principalmente esses secretários da saúde estadual que já eram pra terem pego o beco a muito tempo.

COVID-19: Comitê científico confirma taxa de transmissibilidade em queda e aponta redução da pressão sobre leitos de UTI no RN

O comitê científico de enfrentamento à pandemia da Covid-19 no Rio Grande do Norte, em coletiva no fim da manhã desta segunda-feira(29),  afirma que há redução na pressão sobre leitos de UTI no estado. Conforme noticiado nos últimos dias, a taxa de transmissibilidade da doença também surge como notícia positiva, confirmando diminuição.

“Já está consolidado que a taxa de transmissibilidade está caindo de maneira gradual, o que é do curso da pandemia. Esse dado já se consolida há mais de 15 dias e o comitê científico já entende como um dado seguro”, revelou o professor Ricardo Valetim, integrante do comitê e coordenador do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (Lais) da UFRN.

Segundo o coordenador do Lais, há ainda uma pressão por ocupação de leitos e UTI. Porém durante seis dias consecutivos foi registrada uma redução na solicitação por novas vagas nesses leitos críticos.

“Porém, isso não é algo que permita que a sociedade se descuide e relaxe o isolamento social. Pelo contrário: se nós quisermos voltar a uma normalidade, é preciso a colaboração de todos de maneira solidária, setor produtivo, escolas, sociedade, governo. Todo mundo se mantendo ainda vigilante com relação à questão da pandemia, que ainda continua bastante agressiva”, alertou.

O Rio Grande do Norte registra neste momento 994 óbitos, e ainda tem 161 sob investigação.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Juliano bugueiro disse:

    Melhorando assim, em Setembro vai poder reabrir.

  2. Gaius Baltar disse:

    UTI é o último estágio do sistema de saúde. É interessante ver se a diminuição também ocorre na atenção básica. Pelo o que vejo nas unidades de saúde da Zona Norte isso ainda não chegou no pico.

  3. Flávio disse:

    Tem muito cientista famoso que vai ter que pedir desculpa pelo terror que espalhou !!
    Ou por incompetência ou por interesses …….
    Eita vírus para expor o caráter das pessoas.