Diversos

Agência de Fomento do RN emite nota sobre concessão de crédito

NOTA

A Agência de Fomento do Rio Grande do Norte S.A, Instituição Financeira de Desenvolvimento regida pelo Banco Central do Brasil, tem seus normativos definidos pela autarquia federal que veda a concessão de financiamentos para pessoas físicas ou jurídicas com anotações restritivas.

No entanto, a AGN-RN tem flexibilizado normativos internos, ampliado setores atendidos, aberto canais alternativos de atendimento e democratizado o acesso ao crédito para garantir que os financiamentos possam ser concedidos a mais pessoas e de maneira mais ágil, resultando na concessão de mais de R$ 30,6 milhões e alcançando um total de 6.234 empreendedores em um ano de pandemia.

Diante das medidas, destacam-se:

• A AGN alcançou, em 2020, o maior volume de recursos financiados da história com um total de R$ 28,4 milhões investidos para apoiar empreendedores de todas as regiões do estado.

• Desempenho em 2020 supera em 59% o resultado obtido em 2019, até então o mais expressivo do programa, quando um total de R$ 17,9 milhões havia sido financiado junto aos empreendedores potiguares.

• Foram ampliados prazos de carências e limites de financiamento, criadas novas linhas, além da diversificação das ferramentas de atendimento ao empreendedor.

• Reforço na atuação em parceria com Sebrae, Câmaras de Dirigentes Lojistas, Prefeituras e Associações pelo estado, além de passar a atuar ao lado da Fundação José Augusto, Semjidh, Sethas, Sedraf para ampliar o atendimento a empreendedores e negócios de setores como Cultura, Empreendedorismo Jovem, Economia Solidária e Agricultura Familiar.

• Destaque entre as instituições financeiras do país com desempenho quase três vezes maior do que a média nacional, em termos proporcionais, entre pedidos de financiamentos e liberações realizadas, segundo levantamento realizado pelo Sebrae em parceria com FGV.

Por fim, reconhecemos o papel anticíclico da Agência de Fomento do Rio Grande do Norte S.A no contexto da pandemia e reiteramos o nosso compromisso em auxiliar empreendedores do estado e contribuir para o desenvolvimento econômico, social e humano em solo potiguar.

Agência de Fomento do Rio Grande do Norte S.A.

Opinião dos leitores

  1. Essa conversa de crédito emergencial é balela, o crédito é o mesmo de antes, a burocracia se brincar é que aumentou com medo dos bichados.

  2. Cada instituição financeira define seus normativos de concessão. acredito eu, que se a governadora, através de uma lei, pode flexibilizar a concessão de crédito para quem possui restrição cadastral. Que os Deputados se posicionem Em favor de uma lei de flexibilização de concessão para pessoas com restrição cadastral.

  3. Em suma: a AGN só empresta dinheiro pra empresas que tem boa saúde financeira. Pra quem tá quebrado, que se vire em outra freguesia.

  4. falou, falou. más continua sem resolver o problema de quem está urgentemente precisando de recursos para não entrar em falência.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

PF investiga crime praticado contra agência dos Correios no interior do RN

Foto: Divulgação/PF

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira, 23/03, a Operação Key Wall visando identificar a autoria do furto mediante arrombamento praticado no dia 24/01/2019 contra a agência dos Correios de Martins/RN. Estão sendo cumpridos dois mandados de busca e apreensão expedidos pela 12ª Vara Federal em Pau dos Ferros/RN, nas cidades de Mossoró/RN e Natal/RN.

De acordo com a comunicação de delito encaminhada pelos Correios, aquela ação criminosa ocorreu durante a madrugada, onde pelo menos quatro suspeitos arrombaram a parede da agência e subtraíram significativa quantia existente no interior do cofre.

Todos os investigados possuem antecedentes criminais, mas a PF não descarta a participação de outros indivíduos no crime em apuração. Dos envolvidos, um encontra-se preso no Sistema Penal do Rio Grande do Norte, outro foi assassinado, e os demais são destinatários dos mandados de busca hoje cumpridos.

A ação teve apoio da Força-Tarefa, composta por policiais federais, policiais civis, policiais militares e policiais penais federais, atuando em colaboração com a Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (SEOPI/MJ).

A Força-Tarefa conta com a colaboração de todos por meio do telefone (84) 3323-8300 e o WhatsApp (84) 9218- 0326, canais indicados para recebimentos de informações, denúncias de crimes, preservando-se sigilo da fonte.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Anvisa fala em ‘ameaça sanitária’ e diz que pedirá para Bolsonaro vetar MP que dá 5 dias para agência autorizar vacinas da Covid emergencialmente

Foto: Reprodução/Globo News

O diretor da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres, disse, em entrevista à GloboNews nesta quarta-feira (10), que vai pedir ao presidente Jair Bolsonaro que vete trecho da medida provisória que prevê um prazo de cinco dias para aprovação de uso emergencial de vacinas contra a Covid-19. Barra Torres e o presidente têm uma reunião marcada ainda nesta quarta.

A medida (MPV nº 1.003/2020) foi aprovada pelo Senado no dia 4 e também já passou pela Câmara. Agora, só precisa de sanção presidencial para entrar em vigor.

O prazo previsto no texto não é para análise, mas, sim, para autorização do uso pela Anvisa se o imunizante já tiver sido aprovado por uma de outras 9 agências regulatórias (veja lista mais abaixo).

O diretor da agência brasileira disse que o texto é uma “ameaça à soberania nacional no que tange os aspectos sanitários”.

“O que protege o cidadão brasileiro é um escudo chamado Anvisa. Esse escudo está sendo removido das mãos dos servidores e gerando uma insegurança sanitária, na medida em que o texto, no seu artigo quinto, logo na sua primeira fase, contempla uma única possibilidade: que é de conceder autorização. É como que dizer ao juiz antes do julgamento: o réu já está condenado ou absolvido”, declarou Barra Torres.

“Não seria razoável pedir que o presidente sancionasse a medida provisória que anula o nosso trabalho”, afirmou.

O texto prevê autorização da Anvisa se a vacina em questão já tiver sido aprovada por uma das seguintes agências regulatórias:

Food and Drug Administration (FDA), dos Estados Unidos;

European Medicines Agency (EMA), da União Europeia;

Pharmaceuticals and Medical Devices Agency (PMDA), do Japão;

National Medical Products Administration (NMPA), da China;

Health Canada (HC), do Canadá;

The Medicines and Healthcare Products Regulatory Agency (MHRA), do Reino Unido;

Korea Disease Control And Prevention Agency (KDCA), da Coreia do Sul;

Ministério da Saúde da Rússia;

Administración Nacional De Medicamentos, Alimentos Y Tecnología Médica (ANMAT), da Argentina.

Como é hoje

As regras em vigor hoje são diferentes: a Anvisa tem até 10 dias para analisar os pedidos de uso emergencial de vacinas. Se as vacinas tiverem registro definitivo nos Estados Unidos, Europa, Japão ou China, a agência tem prazo de 3 dias (72 horas) para autorizar a importação. O registro definitivo, entretanto, é diferente do uso emergencial.

“Seja decisão de 3, 5, 2 dias, nós temos um limite de trabalho. Nossos servidores que analisam, que leem o dossiê de 20 mil páginas, eles estão hoje com dois protocolos de registros pesadíssimos na mão: AstraZeneca e Pfizer, dois dossiês imensos”, disse o diretor da Anvisa.

“Esses servidores já estão trabalhando no limite. Não tiro servidor da gaveta para somar esforços, os grupos são específicos”, completou.

“O que acontecerá é que, diante de um prazo insuficiente, prestaremos conta do que foi analisado até aquele momento e faremos constar em bula e em caixa: aprovado pela lei XYZ, produto sem análise da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Nós somos legalistas, estamos usando todos os recursos para tentar convencer as autoridades de que não é razoável agir dessa maneira”, disse o diretor.

Ainda na terça, Barra Torres já havia criticado a medida provisória.

“Não está escrito ‘analisará’, não está escrito que vai estudar o tema, não está escrito que vai verificar se há risco, se não há. Está escrito ‘concederá autorização’. Só nos é dada uma opção; é o sim, só tem essa opção”, disse.

No mesmo dia, a Anvisa dispensou o registro e a autorização emergencial para vacinas do consórcio Covax Facility.

A agência avaliou que a análise dos imunizantes pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que coordena a Covax, dispensa a necessidade de uma nova análise, até porque a própria Anvisa participa do consórcio.

O Brasil tem, hoje, duas vacinas aprovadas para uso emergencial contra a Covid-19: a de Oxford e a CoronaVac.

G1

 

Opinião dos leitores

  1. Essa MP tramitou pelo Senado e na Câmara e o diretor ficou calado e não disse nada. Na hora da sanção vem alertar sobre o perigo? Estranho, muito estranho, mas mesmo assim acho que ele está certo.

  2. A Anvisa tem que procurar os 11 presidentes do Brasil. Eles é quem mandam no País, com Zero votos dos eleitores.

  3. Eu queria que esse congresso Nacional, tivesse a mesma pressa para investigar, julgar e condenar a perda de mandatos de políticos envolvidos em crimes e corrupção.

    1. O falador de besteira oficial do Blog do BG… Calígula, meu amigo, você acaba de mostrar que nem sabe o que faz o Congresso Nacional… kkkkkkkk

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Agência do INSS em Natal é arrombada duas vezes em menos de uma semana e PF é acionada para investigação

Foto: Geraldo Jerônimo/Inter TV Cabugi

Uma agência do INSS foi arrombada duas vezes por criminosos, entre o último domingo (3) e a quarta-feira (6) no bairro Nossa Senhora de Nazaré, na Zona Oeste da capital potiguar. A Polícia Federal foi acionada para dar início às investigações, e o atendimento ficou temporariamente suspenso durante a manhã desta quinta-feira (7).

De acordo com a agência, houve uma invasão no domingo (3), porém, os criminosos tiveram acessos apenas aos fundos do prédio e não levaram nada. No segundo caso, provavelmente na madrugada desta quarta-feira (6), os bandidos conseguiram roubar aparelhos de televisão, computadores, entre outros equipamentos. Nenhum suspeito foi preso.

Como esta quarta (6) era feriado em Natal, os funcionários da agência só perceberam o crime na manhã desta quinta-feira (7) com a reabertura do prédio para atendimento ao público. A Polícia Federal foi acionada para investigar o caso, já que o órgão é ligado à União.

Procurada, a PF afirmou que não comenta investigações em andamento.

Já o INSS informou que está tomando medidas de prevenção, como colocação de grades nas portas, instalação de monitoramento eletrônico e abertura de processo para colocar concertina no muro da agência, além de solicitar à Polícia Militar o reforço nas rondas nos locais próximos às agências.

Ainda de acordo com a agência, o atendimento já foi normalizado.

Os arrombamentos aconteceram no mesmo bairro onde uma escola estadual foi alvo de criminosos por três dias consecutivos, entre o dia 1º e dia 3 de janeiro. A relação entre os dois casos, no entanto, não é confirmada.

G1-RN

Opinião dos leitores

  1. Se as promessas do PR JB tivessem sido postas em prática, com o cidadão de bem armado, o comerciante armado, aí o panorama seria outro. Bandido tem c*, logo tem medo.

  2. Eita RN arrombado, os vagabundos estão arrombando tudo, farmácias, escolas, lojas, agências bancárias de do INSS, Até os cofres públicos estão sendo arroxados e a Governadora só fala em vacina, covid, coronavac, é mi mi mi, é má má, má e o RN terminando de se lascar Kkkķ
    Eita Governo Fuleiro é esse de Fatão GD.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Agência de Fomento do RN suspende atendimentos presenciais após colaboradores testarem positivo para covid

A Agência de Fomento do RN (AGN-RN) informa a suspensão do atendimento presencial na sede até a próxima sexta-feira (11) em razão da confirmação de casos de Covid-19 entre colaboradores. As atividades retornam no próximo dia 14 de dezembro.

Os profissionais que testaram positivo e aqueles que tiveram contato com as pessoas infectadas foram afastadas. Neste intervalo, será realizada nova sanitização no prédio. As atividades fora da sede seguem conforme agendado.

O atendimento remoto continua normalmente das 8h às 16h pelo 99607-1360 para Microcrédito ou pelo micro@agnrn.com.br. Para atendimentos à Agricultura Familiar, ProCultura e Fungetur, o contato pode ser feito pelo 99136-1897 ou 99640-0700 e também pelo gerop@agnrn.com.br.

Reiteramos a importância da prevenção para que, juntos, possamos superar essa crise sanitária pela qual passa o Rio Grande do Norte e o mundo.

Agência de Fomento do RN – AGN-RN

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Agência da Caixa em Natal fecha pela segunda vez em duas semanas por ter funcionários com suspeita de coronavírus, destaca reportagem

O portal G1-RN destaca nesta quarta-feira(13) que menos de duas semanas após fechar as portas porque um funcionário testou positivo para a Covid-19, uma agência da Caixa Econômica localizada na avenida Prudente de Morais, em Natal, voltou a fechar nesta quarta-feira (13) porque outro bancário e um vigilante estariam com os sintomas do novo coronavírus. A agência da avenida Ayrton Senna também foi fechada. A informação é do sindicato dos bancários do Rio Grande do Norte e foi confirmada pela Caixa Econômica. Mais detalhes em reportagem aqui.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Bandidos encapuzados e fortemente armados explodem agência dos Correios e saqueiam loja no interior do RN

Bandidos encapuzados e armados com fuzis provocaram momentos de terror na madrugada desta segunda-feira(02), por volta de 2h30, no município de Passa e Fica, no Agreste potiguar.

Informações preliminares dão conta que pelo menos seis bandidos participaram de uma ação que resultou na explosão do cofre da agência dos Correios e ainda no saqueamento de uma loja de roupas no centro, ambas, localizadas na Avenida Celso Lisboa.

Segundo a polícia, a quadrilha conseguiu levar o material dentro do cofre. Não se tem informação da sua quantia. Na ação criminosa, agentes do destacamento local ficaram acuados e pediram reforço diante do arsenal da quadrilha, de fuzis, a escopetas e pistolas .40.

O paradeiro dos bandidos ainda é desconhecido.

Opinião dos leitores

    1. A segurança pública é dever do estado, a responsabilidade da união de forma subsidiária, e vale salientar que todos os investimentos feitos na pasta da segurança, foram provenientes do governo federal, mas não adianta a Governo Federal fazer e o Governo Estadual desmanchar…
      Salvem o RN!
      Fora Fatão!

  1. A violência está descontrolada e nosso (des)Governo nada faz! Todos os dias crimes são noticiados no RN e a incompetente da Fatima só desaparelha a nossa segurança.
    Salvem o RN!
    Fora Fátima!

    1. A GRANDE PREOCUPAÇÃO DE FATÃO E COM ESTATISTICAS FAKES, PIOR GOVERNO, TA CONSEGUINDO SUPERAR ROBSON FARIAS.
      FORA FATÃO

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Televisão

Agência de classificação de risco Fitch rebaixa nota de crédito da Rede Globo e cita mercado adverso

Foto: Reprodução/ Grupo Globo

A agência de classificação de risco Fitch rebaixou na última semana a nota de crédito da Rede Globo, citando a migração de receitas com publicidade para o meio digital e o desempenho operacional do veículo no mercado externo. As informações são do site Money Times.

A empresa tem uma dívida de R$ 3,3 bilhões em títulos no mercado, sendo que alguns em moeda estrangeira. Ainda assim, a Fitch e outras agências de risco destacam que a Globo está longe de ter seu caixa comprometido e que a empresa aposta na produção de conteúdo próprio para compensar a queda na receita.

Além disso, a Fitch considera incerto que a Globo consiga usar sua posição no mercado para se beneficiar a perspectiva de recuperação da economia brasileira. Para a agência, a empresa terá dificuldades para enfrentar a contração do mercado publicitário e a diminuição na participação no mercado de TV por assinatura.

EMBATES

As dificuldades da Rede Globo não ficam apenas no contexto financeiro. A emissora está em pé de guerra com o Palácio do Planalto, e é alvo frequente de críticas por parte do presidente Jair Bolsonaro e governistas.

Bolsonaro tem priorizado a sua exposição a empresas concorrentes, notadamente o SBT e a Record. Levantamento do Poder360 mostra que essas duas emissoras receberam mais entrevistas do presidente ao longo de 8 meses de governo. As duas entrevistaram o presidente 5 vezes cada, enquanto a rede Globo apenas 2. Ele também recebe mais executivos da empresa do bispo Edir Macedo na comparação com outros veículos.

A apresentadora e filha de Silvio Santos Patrícia Abravanel disse que o SBT “é muito pró-governo” durante participação em 1 programa em agosto. O pai e proprietário da emissora participou junto a Edir Macedo (Record) e Marcelo de Carvalho (RedeTV!) do desfile de 7 de Setembro ao lado de Bolsonaro.

Poder 360, com Money Times

Opinião dos leitores

  1. A PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR.
    SERÁ QUE O JN VAI BOTAR UM ESPECIALISTA PRA COMENTAR???
    Quando é o risco Brasil, aparece no mínimo três.
    MIMIMimimimimi.
    Kkkkkkkkkkkk.
    Aguenta, ta só no começo.
    É porque o IBOPE disse semana passada que a globo lixo se fortaleceu, no episódio do porteiro. Pense num Instituto pra divulgar mentiras.
    Vão anotando aí, conheça melhor esse IBOPE e Data folha e tire suas conclusões.
    Kkkkkkk

  2. A Globo já bateu em FHC, Lula, Temer, Dilma só não pode bater no jumento do Bozo , ele não aguenta ser político deixa o cargo p o vice , povo Brasileiro devia ter orgulho de uma emissora de sucesso empresa como a Rede Globo que dá emprego para o povo brasileiro, inclusive não só tem artistas tem gente que precisa do emprego

    1. Fazem de tudo e a Globo não cai. Nessa hora, acho-me consciente, quando a Globo acabava com Lula, quando recebeu na bancada do jornal nacional a cartilha do Bozo falando mal do Hadad, eu estava lá assistindo aos jornais minhas, novelas, sou noveleiro fanático e daí? o SBT tá aí, falando ?bem do Bozo, tem a mesma audiência que a Globo?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Agência de Fomento do RN (AGN) garante investimentos de R$ 500 mil para Macau

Fotos: Divulgação

Em reunião realizada na tarde desta quarta-feira (9) com o prefeito Túlio Lemos (Macau), a diretora-presidente da Agência de Fomento do RN (AGN), Márcia Maia garantiu a liberação de créditos na ordem de R$ 500 mil para o desenvolvimento econômico do município dentro do programa de Microcrédito.

O prefeito de Macau lembrou que os valores, garantidos a partir do encontro, são somadas as novas operações e as renovações das operações já realizadas.

“Esses valores vão fomentar a economia local, a gerar emprego e renda para toda a Macau. São operações que vão ajudar o desenvolvimento da nossa cidade”, destacou Túlio Lemos.

A diretora-presidente lembrou que a iniciativa é importante para oferecer às pessoas uma oportunidade de realizarem o sonho de empreender e de continuar empreendendo em meio a um cenário de crise econômica.

“O Governo do Estado e a AGN têm trabalhado para gerar emprego e renda para a população. Esse programa é importante porque fomenta a economia e ajuda o cidadão que quer empreender e investir em um negócio próprio. O Microcrédito do Empreendedor olha a economia com uma visão também social, humana”, pontuou Márcia Maia.

Até o fim de agosto de 2019, o Programa já beneficiou cerca de 3.500 microempreendedores a partir de um investimento de mais de R$ 10 milhões em todas as regiões do Estado. Uma iniciativa que estimula a economia e promove a geração de emprego e renda nas cidades potiguares.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Banco ignora decisão judicial e tenta abrir agência sem segurança em Natal

Foto: Divulgação

Nesta quinta-feira, 12 de setembro, o Sindicato dos Bancários fará um Ato Público na frente da agência Tirol do Santander, na capital potiguar,a partir das 8h. A agência foi fechada pelo Sindicato desde 3 de setembro porque o Banco resolveu retirar os caixas de atendimento presencial das agências e por conseguinte a porta rotatória e o vigilante que garantia a segurança de clientes e funcionários.

O Sindicato tentou de várias maneiras negociar com o Banco o retorno dos instrumentos de segurança, mas a empresa se nega a cumprir a lei de segurança bancária. O Banco tentou na Justiça um interdito proibitório para que o Sindicato não pudesse permanecer mais com o fechamento do banco, o que foi indeferido, em 5 de setembro, pelo juiz Zéu Palmeira Sobrinho da 10ª Vara do Trabalho. Mesmo assim, nesta quarta-feira, 11, o Banco chamou a polícia para obrigar a abertura da agência.

Leia mais no Justiça Potiguar clicando aqui.

Opinião dos leitores

  1. NAO ENTENDI!!!! O BANCO CHAMOU A POLICIA PRA DESCUMPRIR A ORDEM JUDICIAL???? É ISSO???? SEI NAO !!!! BANCO SÓ QUER VENHA A NÓS, O VOSSO REINO NADA!!!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

TRE-RN mantém quebra de sigilo bancário de agência que fez a campanha de Fátima Bezerra ao Governo do Estado

Em sessão plenária desta segunda-feira (13), o Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN), à unanimidade e em consonância com o Ministério Público, denegou o mandado de segurança e manteve a decisão de quebra de sigilo bancário da empresa Brasil de Todos Comunicação e de seus sócios, contratada na campanha da então candidata Fátima Bezerra. O processo que resultou na denegação da segurança foi julgado sob relatoria do juiz Wlademir Capistrano.

A quebra de sigilo já havia sido autorizada pelo juiz Ricardo Tinoco, a pedido do Ministério Público Eleitoral. “Essa é uma ação que o Ministério Público Eleitoral entrou para apurar gastos e arrecadações ilícitas com a contratação da empresa Brasil de Todos Comunicação, criada três dias antes da campanha da candidata ao governo do Estado. Dentre os pedidos feitos pelo MP para a instrução dessa ação, um deles é a quebra de sigilo bancário da empresa e de seus sócios”, explicou a Procuradora Regional Eleitoral, Cibele Benevides. O Ministério Público investiga a movimentação de R$ 1,9 milhão de verbas públicas do FEFC e do Fundo Partidário, a fim de identificar se esse dinheiro tramitou para as finalidades que a empresa e a campanha alegam.

Com a decisão de hoje, o processo segue para análise o Banco Central deve enviar as informações solicitadas dentro de 30 dias.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Polícia registra arrombamento de agência do Banco Safra em Natal

A Polícia confirmou que bandidos arrombaram a agência Safra localizada em um shopping na Avenida Prudente de Morais com a Rua Alberto Silva, na capital potiguar, durante a madrugada desta segunda-feira(25). A notícia foi destaque na Tribuna do Norte.

Segundo a Polícia, informações iniciais dão conta que o alarme do estabelecimento não disparou. Na ação criminosa, os bandidos não conseguiram violar o cofre. Reviraram o local e levaram dois televisores.

A polícia agora analisará as imagens de circuito interno em busca de informações dos criminosos.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Agência confirma que recebeu R$ 6 milhões ilegalmente da campanha de Dilma

Dilma-Rousseff2A publicitária Danielle Fonteles, dona da agência de comunicação Pepper Interativa, confirmou em acordo de delação premiada que recebeu R$ 6,1 milhões de forma ilegal referentes a serviços prestados à campanha de Dilma Rousseff (PT) em 2010.

O valor, segundo ela informou às autoridades, foi pago pela empreiteira Andrade Gutierrez por meio de um contrato celebrado em janeiro de 2010.

A versão corrobora pela primeira vez de maneira oficial o teor do depoimento de Otávio Azevedo, ex-presidente da empreiteira, que contou, também em delação, ter pago à Pepper essa quantia a pedido da campanha de Dilma. A presidente tem negado qualquer ilegalidade.

Segundo a publicitária, sua empresa bancou despesas da campanha de Dilma em 2010, como pagamento de funcionários do comitê da petista, com recursos repassados à Pepper pela construtora Andrade Gutierrez.

Além desses R$ 6,1 milhões pagos por fora, a Pepper recebeu R$ 6,4 milhões oficialmente da campanha da petista. A publicitária afirmou às autoridades que os serviços ligados ao contrato paralelo com a empreiteira foram prestados. A expectativa é que esse trecho da delação seja enviado ao STF (Supremo Tribunal Federal), em razão de Dilma ter foro privilegiado.

Daniele Fonteles já prestou alguns depoimentos e o termo de colaboração com as investigações está em fase final de ajustes entre ela, o Ministério Público Federal e o STJ (Superior Tribunal de Justiça).

O tesoureiro da campanha presidencial de 2010, José de Filippi Júnior, nega irregularidades. Segundo sua defesa, “tudo foi feito de maneira legal, legítima e não houve fraude” na relação com a Andrade Gutierrez.

Segundo a Folha apurou, em um dos capítulos da delação, a dona da Pepper confirma que recebeu R$ 717 mil da empreiteira OAS em 2014, mas diz que o dinheiro foi pago por serviços ligados à campanha do petista Rui Costa ao governo da Bahia, sem ter relação com Dilma. Na campanha daquele ano, a Pepper cuidou da página da presidente no Facebook.

A publicitária disse, em sua colaboração com a Justiça, que foi orientada pelo petista Fernando Pimentel a firmar o contrato de R$ 6,1 milhões com a Andrade Gutierrez para a campanha de 2010. Hoje governador de Minas, Pimentel foi um dos principais coordenadores da primeira fase da campanha presidencial de Dilma naquele ano.

Depois, as ordenações de despesas ficaram a cargo da equipe de Antonio Palocci, um dos principais coordenadores da campanha de Dilma na época. Tanto Palocci como Pimentel negam irregularidades nas contas da campanha de Dilma em sua primeira disputa presidencial.

A delação premiada da dona da Pepper foi fechada com a Procuradoria-Geral da República em torno da Operação Acrônimo, que apura suspeita de um esquema de desvio de dinheiro público para campanhas políticas do PT. Caberá ao ministro Herman Benjamin, relator da Acrônimo, homologar o acordo com a publicitária.

Na negociação com as autoridades, Danielle Fonteles comprometeu-se ainda a entregar informações sobre a atuação de Benedito Rodrigues Oliveira Neto, o Bené, espécie de operador de partidos políticos, sobretudo do PT, na Esplanada.

A Operação Acrônimo foi deflagrada em 2015 e apura irregularidades no financiamento e na prestação de contas da campanha de Pimentel ao ao Palácio da Liberdade, em 2014, e eventual favorecimento a empresas com empréstimos do BNDES, subordinado ao Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, pasta que foi comandada pelo governador.

Fonte: Folhapress

Opinião dos leitores

  1. BG
    Pense numa Tereza de Calcutá, coitadinha não sabe de nada, não viu nada , não ouvi-o nada e por isso não sabe ainda que o instituto do IMPEACHMENT existe na constituição. Ou bocado de mau caráter dissimulados e CÍNICOS.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

BOMBA: Agência de Turismo em Natal pode ter aplicado golpe superior a R$ 350 mil em clientes

Está para explodir a qualquer momento em Natal um novo escândalo nos moldes do caso da Atlantur, descoberto em 2007, quando a empresa foi acusada de aplicar um golpe de R$ 2 milhões pela venda de pacotes turísticos falsos, fazendo vítimas como médicos, magistrados e até freiras de um convento em Caicó no RN.  Agora, a denúncia tem como suspeita a Évora Turismo.

Várias são as denúncias contra a empresa, que teve como vítimas, médicos, empresários, políticos e até pessoas próximas da empresária, cujos golpes que também se estende a agências de turismos parceiras giram, segundo balanço parcial de uma fonte do Blog, entre R$ 350 e 400 mil. Não bastasse a gravidade da situação, informações dão conta de empresas até então de prestígio, além de um banco e uma financeira “enrolados até o pescoço”. Enquanto isso, os nomes das vítimas afundaram “na lama” com seus registros incluídos no SPC e Serasa.

De acordo com denuncia recebida, a  proprietária da Évora Turismo, situada na zona sul da capital, usou sua agência para “fazer” dinheiro usando dados de clientes, fazendo vários empréstimos em seus nomes, falsificando assinaturas e contratos.

Várias das vítimas já fizeram denúncias na Delegacia Especial de Falsificações e Defraudações, no bairro do Alecrim, que tem como titular o delegado Júlio Rocha que tem ouvido várias pessoas, tem até deputado envolvido como vitima. Segundo apuramos são mais de 60 pessoas lesadas até o momento.

Na tarde desta segunda-feira(20), o Blog conseguiu apurar que a empresária se encontrada na delegacia prestando depoimento sobre a série de denúncias.

Opinião dos leitores

  1. Ela confessou os crimes no dia 10/01, ainda disse que esta muito arrependida e tem interesse em ressarcir os clientes.

    1. Confessou, está arrependida e tem interesse em devolver o dinheiro? Parece que já tem gente inscrita no cadastro de ingênuos.

    2. Comprei um pacote de viagem para Europa na agência Évora, até o momento felizmente não soube de nenhuma fraude usando meu nome ou do meu esposo, mas gostaria muito de ter certeza, alguém sabe como procedo.

    3. Com o dinheiro de quem ela pretende devolver o nosso? Essa DAMARES é muito cinica mesmo!!!!!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

JF decreta prisão preventiva de três acusados de assaltarem agência dos Correios no interior

A Justiça Federal do Rio Grande do Norte decretou a prisão preventiva de três  homens acusados de assaltarem a agência dos Correios no município de Campo Grande, no dia primeiro de julho deste ano.

O Juiz Federal Fábio Bezerra acolheu a representação do Departamento da Polícia Federal e, após manifestação favorável do Ministério Público Federal, determinou a prisão de Antônio Rafael Pereira dos Santos, Antônio Cássio Praxedes Filho e Francisco Fernandes Anselmo. Os referidos mandados foram cumpridos pela Polícia Federal, em 06 de agosto. Os três homens estão presos no Centro de Detenção Provisória de Assu.

“Evidencia-se, à saciedade, a presença dos requisitos necessários à decretação da prisão preventiva, tendo em vista a necessidade de manutenção da ordem pública, uma vez que os investigados, uma vez postos em liberdade, poderão voltar a delinquir, especialmente quando se tem em mente que a ação delituosa foi perpetrada com uso de arma de fogo, o que faz denotar a periculosidade dos envolvidos”, destacou o Juiz Federal na
decisão.

O magistrado ressaltou ainda que os três homens confessaram, espontaneamente, o envolvimento nos fatos apurados.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Agência Antidoping suspende laboratório brasileiro

A Agência Mundial Antidoping (Wada) anunciou nesta sexta-feira a suspensão do Ladetec, único laboratório brasileiro credenciado a fazer exames antidoping, por sua segunda infração em 20 meses. Não foram anunciados, porém, detalhes sobre as infrações. O Ladetec, com sede no Rio de Janeiro, seria o laboratório responsável por analisar todos os exames feitos durante a Copa do Mundo.

“A suspensão proíbe (o laboratório) de realizar qualquer atividade antidoping relacionada com a Wada” disse a nota oficial emitida pela entidade.

“A Wada é responsável por credenciar e recredenciar os laboratórios antidoping, garantindo que eles mantenham os mais altos níveis de qualidade. Quando um deles não cumpre os requisitos, a Wada tem que suspender o credenciamento do laboratório”.

Em 2012, a Wada já havia proibido o Ladetec de realizar exames por nove meses depois de um erro no exame do jogador de vôlei de praia Pedro Solberg, acusado erroneamente de doping. Um novo teste foi feito, com resultado negativo, e Pedro foi absolvido da acusação. O Ladetec tem três semanas para entrar com recurso contra a decisão da Wada.

O Globo

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *