Comemoração título Globo: Internauta denuncia possível excesso da Polícia Militar em Ceará-Mirim

Segundo relatos de um seguidor do Blog, na noite dessa quinta-feira (6), após o título do Globo FC sobre o Baraúnas, na primeira fase do estadual, onde parte da torcida foi comemorar a conquista no centro da cidade de Ceará-mirim, com paredões, fogos e etc, e foi preciso, a pedido da Polícia Militar, que o som fosse desligado, quando eram  23h20, aproximadamente. Na ocasião, pouco tempo depois, um início de confusão aconteceu, de acordo com o internauta, quando os policiais retornaram ao local onde os veículos estavam estacionados e teriam dado voz de prisão a todos eles. Não se sabe quantos.

Ainda segundo o internauta, com a atitude da Polícia, a população se revoltou e iniciou uma “avalanche” de vaias. Resultado: segundo o seguidor do Blog, policiais teriam começado a atirar para cima com objetivo de dispersar a população, que estava distribuída, inclusive, com idosos e crianças. Por fim, antes do Globo chegar de Mossoró, a festa foi encerrada.

Semsur pede à população para denunciar quem levar plantas dos canteiros e praças da cidade; veja como

17588O programa de ajardinamento de praças e canteiros reiniciado há pouco tempo pela Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur), vem sofrendo com a ação de cidadãos que estão retirando as plantas colocadas pela Prefeitura do Natal. A Semsur lembra que cuidar das praças e canteiros é uma obrigação do município, mas a população precisa fazer sua parte preservando o que vem sendo feito em prol do bem coletivo da cidade.

Para manter as praças e canteiros bonitos e ajardinados, a Semsur faz um apelo para que as pessoas não retirem as plantas e que a população denuncie os infratores e coíbam esse tipo de vandalismo entrando em contato com o Departamento de Paisagismo da secretaria pelo telefone 3232.2545 ou avisando ao policial mais próximo.

A Semsur já prestou queixa na Delegacia de Polícia, para que os atos de vandalismos sejam investigados e os culpados punidos e a Guarda Municipal foi acionada para intensificar a proteção aos canteiros e praças.

População do RN ultrapassa 3,2 milhões de habitantes

A população do Rio Grande do Norte superou a casa dos 3,2 milhões de habitantes, segundo estimativa populacional divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os números são usados pelo Tribunal de Contas da União para fixar os coeficientes do Fundo de Participação dos Estados e Municípios de 2013.

No caso do RN, Doutor Severiano, Galinhos e Parnamirim foram os municípios que apresentaram as maiores taxas de crescimento nos últimos dois anos. Em Doutor Severiano, o crescimento foi de 7% e em Galinhos 6,23%. Parnamirim, cuja taxa de crescimento foi 5,82%, recebeu nestes dois anos 11.786 habitantes, o equivalente a população de Angicos ou a de Acari. O município tem agora 214.199 habitantes. Guamaré,cidade que abriga um polo petroquímico da Petrobras, o crescimento foi de 4,96%, e em Tibau do Sul, onde se localiza a praia da Pipa, 4,67%

O Rio Grande do Norte tem  3.228.198 habitantes, número suficiente para desencadear um movimento em defesa do aumento da representação parlamentar na Câmara dos Deputados e na Assembleia Legislativa. Com 3,16 milhões, Alagoas tem hoje nove  deputados federais; o Piauí também com 3,16 milhões tem dez e o Rio Grande do Norte oito.

Dos dez mais populosos, seis são municípios da Grande Natal. Os outros são Mossoró, na região Oeste com 266.758, Caicó 63.571, Assu 54.031, Currais Novos 42.934. Por faixa populacional, o Rio Grande do Norte tem apenas três municípios com mais de 100 mil habitantes, treze entre 30 mil e 99.999, cinquenta e dois entre 10 mil e 29.999 e nove e nove abaixo de 10 mil.

A estimativa populacional divulgada ontem pelo IBGE traz algumas curiosidades. Carnaubais tem 10.000 habitantes. De 2000 a 2012, Parnamirim recebe 89.509 habitantes, ante 52.917 de Mossoró. Pelas estimativas dos técnicos do IBGE, a continuar nesse ritmo, Parnamirim ultrapassaria Mossoró antes do censo de 2020. Nos últimos anos, foram construídos mais de 10 mil imóveis em Parnamirim. Cajupiranga, uma área de granjas até o início da década passada, hoje tem mais de 4 mil habitantes e o número de casas não para de crescer. Há dois anos, era possível comprar uma casa de dois quartos, com subsídios do Minha Casa Minha Vida por R$ 70 mil. Hoje, a cotação está em torno de 110 mil.

Um outro fator para o aumento populacional na cidade foi a construção de 3.728 apartamentos do Minha Casa financiados com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento para famílias de baixa renda. Com isso, o preço dos aluguéis caíram no município.

 

 

 

 

RN é o sexto estado mais populoso do Nordeste

Do G1. O Rio Grande do Norte ocupa a sexta posição entre os estados da Região Nordeste em termos populacionais. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados nesta sexta-feira (31), a previsão da população do estado potiguar no dia 1º de julho foi de 3.228.198 habitantes.

Comparados com os resultados obtidos nacionalmente, o estado tem a 16ª maior população. Em 2011, a estimativa da população residente no mesmo período era de 3.198.572 habitantes. Entre o ano passado e este ano, a população do Rio Grande do Norte cresceu em 29.626 moradores.

De acordo com o analista do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE/RN), Ivanilton Oliveira, os dados obedecem a taxa de crescimento populacional/geométrico de cada unidade federativa. “Há uma redução da taxa do crescimento populacional em nível nacional. Este estudo é usado como parâmetro para definição da distriuição das cotas do Fundo de Participação dos Municípios (FPM)”, analisou Ivanilton.

Veja abaixo os estados com as maiores populações no Brasil:

Fonte: G1 / IBGE

 

Organizações sociais alertam população do Semiárido a não trocar voto por água

“Quem pede voto em troca de água não merece nossa confiança” é o slogan usado por representantes de movimentos sociais para alertar a população do Semiárido a não aceitar o uso eleitoreiro da água e a denunciar a negociação de votos em troca de benefícios durante a campanha para as eleições municipais deste ano.

Intitulada Não Troque Seu Voto por Água. A Água É Um Direito Seu!, a campanha foi lançada este mês pela Articulação no Semiárido Brasileiro (ASA), rede formada por mil organizações da sociedade civil que atuam nos estados do Nordeste e em Minas Gerais. Com inserções em rádios locais e comunitárias, além de panfletos e cartilhas, a mobilização tem o objetivo de conscientizar, principalmente, pequenos agricultores.

O coordenador da ASA, Naidison Batista, enfatizou que no momento em que o Semiárido enfrenta a pior seca dos últimos 30 anos, há políticos que aproveitam as medidas de socorro às vítimas da estiagem, como o fornecimento de carros-pipa e a distribuição de alimentos e de sementes com recursos públicos, para se manter no poder.

“Quando há seca, é comum haver a prática de compra de votos, porque nessas ocasiões principalmente os agricultores mais pobres estão muito fragilizados. Eles têm pouca alimentação para seus animais, para sua família e pouca água. Quando procuram os representantes do poder público para acessar programas de assistência social, é comum ouvirem pessoas dizendo que vão levar água ou alimento, mas que têm que votar no candidato que estão indicando”, afirmou.

Naidison Batista ressaltou que os programas de transferência de renda, como o Bolsa Família, ajudam a reduzir a incidência dessa prática, já que as famílias ampliam sua capacidade de compra de produtos da cesta básica e de água. “Mesmo assim, essas situações ainda são frequentes”, lamentou.

O coordenador da organização não governamental lembrou que oferecer benefícios em troca de voto é crime, conforme previsto na Lei 9.840/99, conhecida como Lei de Combate à Corrupção Eleitoral.

“Queremos estimular a mentalidade da cidadania, a consciência de que não podemos vender nosso voto por nada. E se houver tentativa de compra da nossa escolha é preciso denunciar ao Tribunal Regional Eleitoral dos estados, ao Ministério Público estadual e até a OAB [Ordem dos Advogados do Brasil]”, alertou.

População revoltada ateia fogo na casa do assassino da menina Cintha

Ontem ficou apenas a tentativa, mas hoje a população não perdoou.

Alguns moradores de  Tibau, revoltados com o caseiro Poliano Cantarele Fernandes Lacerda , preso após confessar ter assassinado a menina Cinthia Lívia, de apenas 12 anos, atearam fogo na casa do assassino confesso agora há pouco.

As informações que chegam de Tibau através das redes sociais dão conta que a população foi para o enterro da criança. Após a cerimônia fúnebre, várias pessoas seguiram rumo a casa do assassino para incendiá-la. Várias pessoas ainda estão no local.

A casa está tomada pelas chamas e já caindo em pedaços. O BG foi informado que Corpo de Bombeiros já está a caminho da ocorrência.

Informações dadas por moradores de Tibau dão conta que alguns moradores já havia tentado tocar fogo na casa do assassino ontem e que, por causa disso, uma equipe da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam) foi acionada para conter a população e manter a ordem na manhã de hoje. A guarnição ficou no local até às 15h de hoje, quando recebeu a ordem de retornar para Mossoró. Assim que saíram, os populares que, em sua grande parte, saíram do enterro de Cinthia, iniciaram o incêndio.

O clima é bastante tenso e o sentimento é revolta pela barbárie praticada contra a menina de apenas 12 anos.

Memória

Cinthia desapareceu no último dia 21 após ir a um mercadinho próximo da casa que morava, em Tibau. Ontem, o corpo dela foi encontrado em um cacimbão. O vizinho Poliano Cantarele terminou confessando o crime. Ele se encontra preso.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. […] notícias sobre o incêndio em População revoltada ateia fogo na casa do assassino da menina Cintha. Postado em: 27/07/2012 às 17:10 Deixe seu comentário Tweet stLight.options({ […]

Relatório aponta que 5% da população mundial consumiram droga ilícita ao menos uma vez em 2010

Em todo o mundo, estima-se que cerca de 230 milhões de pessoas (5% da população adulta, com idade entre 15 e 64 anos) tenham usado alguma droga ilícita pelo menos uma vez em 2010. O problema da droga atinge cerca de 27 milhões de pessoas, o que representa 0,6% da população mundial. Praticamente uma em cada 100 mortes entre adultos é atribuída ao uso de drogas ilícitas.

Os dados fazem parte do Relatório Mundial sobre Drogas 2012, divulgado hoje (26) pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (Unodc). Segundo a publicação, o consumo e a produção de drogas ilícitas, como a cocaína, a heroína e a maconha, têm ficado estável, apesar de mudanças nos fluxos e mercados de consumo dessas substâncias.

O relatório mostra ainda que 13% dos usuários de drogas têm problemas com a dependência, incluindo distúrbios e o aumento da incidência de contração do vírus HIV, de hepatite C e hepatite B – entre usuários de substâncias injetáveis.

De acordo com o Unodc, a maconha e os estimulantes do tipo anfetaminas são as drogas mais usadas no mundo. Globalmente, o consumo de cocaína ficou estável, com o número de usuários estimado em 2010 entre 13,3 milhões e 19,7 milhões, correspondendo a 0,4% da população adulta mundial.

Fonte: Agência Brasil

 

Aprovação do governo Dilma Rousseff continua em alta: 62,3%

Por interino

A pesquisa Consult, encomendada pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon), divulgada na tarde desta quita-feira (1º), cumpriu a tradição e trouxe número diversificados da avaliação governamental. Não bastando a avaliação dos governos municipal e estadual, o estudo também trouxe  a avaliação do Governo Federal, que, por sinal, caiu, mas continua bem.

Na última pesquisa divulgada em janeiro desse ano, o governo Dilma Rousseff se mostrou bem avaliado entre a população com 63,5% dos entrevistados aprovando a gestão da presidenta. Agora, o número caiu para 62,3%, mesmo assim, mostra uma larga aprovação. Mas como nem tudo são rosas, 22,9% dos entrevistados reprovação o governo Dilma. O restante não quis ou não soube responder.

A pesquisa Consult/Sinduscon entrevistou mil pessoas entre os dias 24 e 26 de fevereiro e foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral com o número 006/2012.

Inadiplência dos brasileiros chega a 7,6% em janeiro

Por interino

A inadimplência das pessoas físicas começou 2012 em alta. Segundo dados divulgados há pouco pelo Banco Central (BC), os empréstimos e financiamentos com atraso de mais de 90 dias atingiram 7,6% das operações de crédito em janeiro. Foi o maior nível desde dezembro de 2009 (7,7%) e 0,2 ponto percentual acima do registrado em dezembro de 2011. Em relação a janeiro do ano passado, houve aumento de 1,9 ponto percentual.

A inadimplência das empresas, no entanto, iniciou o ano em queda. A proporção de operações de crédito não pagas há pelo menos 90 dias caiu de 3,9% em dezembro para 3,7%, o menor percentual desde abril do ano passado.

As medidas de afrouxamento monetário em vigor desde o segundo semestre do ano passado não surtiram efeito em janeiro. No mês passado, os juros médios das operações de crédito subiram para 38% ao ano, contra 37,1% registrados em dezembro. Foi a primeira vez desde novembro do ano passado que as taxas voltaram a crescer.

Em relação ao crédito para pessoas físicas, os juros médios subiram de 43,8% ao ano para 45,1%, acompanhando a alta da inadimplência. Apesar de os empresários estarem honrando as operações de crédito com mais frequência que as pessoas físicas, a taxa média para as pessoas jurídicas também subiu, de 28,2% ao ano em dezembro para 28,7% em janeiro.

Fonte: Agência Brasil

População Brasileira cairá a partir de 2030

O Estado de S.Paulo

As mulheres brasileiras têm tido menos filhos e engravidado mais tarde. Os primeiros resultados do questionário mais completo do Censo 2010 mostram que a taxa de fecundidade teve uma forte queda em dez anos e chegou a 1,86 filho por mulher, abaixo no nível de reposição da população, de 2 filhos por mulher.

Se a queda nos nascimentos e o envelhecimento da população mantiverem esse ritmo nas próximas décadas, a partir de 2030 a tendência será de estabilização e depois de diminuição de habitantes, diz o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Isso porque o número de nascimentos deve igualar e, em seguida, ficar menor que o de mortes.

Os números apontam uma tendência de diminuição da gravidez na adolescência e aumento entre as mulheres de mais de 30 anos. Em comparação com o Censo 2000, os dados mostram que as brasileiras têm deixado de ser mães tão jovens como constatado na década anterior. Há dez anos, 18,8% dos nascimentos ocorriam na faixa dos 15 aos 19 anos e 29,3% entre 20 e 24 anos. Essas proporções caíram para 17,7% e 27%, respectivamente. Os nascimentos na faixa de mais de 30 anos, que eram 27,6% do total, subiram para 31,3%.

“É um dado positivo que aponta a redução das mães muito jovens e a tendência de as mulheres terem filhos quando estão mais maduras não só financeiramente, mas emocionalmente também”, diz a presidente do IBGE, Wasmália Bivar. A tendência de envelhecimento da população “muda substancialmente as políticas públicas e vai requerer infraestrutura para pessoas idosas e oferta de mobilidade para a população que fica mais velha”.

Pnad. Coordenador de População e Indicadores Sociais do IBGE, o demógrafo Luiz Antônio Oliveira lembra que a tendência de queda na fecundidade se acentuou nos anos 1970 e 1980 e o Censo 2010 confirmou a tendência apontada pelas pesquisas por amostra de domicílio (Pnads) de atingir patamar abaixo da taxa de reposição da população. “Em algum momento, talvez na década de 2030, o número de nascimentos vai encostar no número de óbitos e a população vai parar de crescer”, diz.

Entre 2000 e 2010, a taxa de fecundidade foi reduzida em mais de um quinto, passando de 2,38 filhos por mulher para 1,86. Em 1940, a taxa era mais de três vezes maior: 6,16. Rio e São Paulo têm as menores taxas do País: 1,62 e 1,63. “Temos em 2010 algo em torno de 5 milhões de pessoas de até 9 anos de idade a menos do que em 2000. Daqui a pouco vai pesar. Vão começar a surgir questões como: ‘Não precisa desse número de escolas’”, diz a presidente do IBGE.

Aos 12 anos, 'garoto 6 bilhões' afirma que ONU o ignorou após nascimento

Ainda hoje, o mundo receberá seu habitante de número 7 bilhões.

Há 12 anos, nascia o de número 6. Escalamos mais um bilhão de habitantes num período ínfimo. Abaixo, um perfil do garoto nº 6, e a situação pela qual o sétimo bilionésimo habitante do planeta deverá passar. O texto original está publicado no caderno Mundo, da Folha de São Paulo:

O garoto bósnio Adnan Nevic, 12, diz que sua matéria preferida na escola é geografia e que quer ser piloto de avião quando crescer.
O interesse por viajar pelo mundo se justifica: logo que nasceu, em Sarajevo, à 0h02 de 12 de outubro de 1999, ele foi apontado pela ONU como a pessoa de número 6 bilhões no planeta. O nascimento da “pessoa 7 bilhões” será hoje.

Fotos da época mostram o bebê Nevic sendo carregado no colo pelo então secretário-geral da ONU, Kofi Annan.
A escolha dele entre os cerca de 80 milhões de bebês nascidos naquele ano -oficialmente aleatória- tinha forte simbolismo político em uma cidade que fora arrasada por quatro anos de cerco dos sérvios (1992 a 1996) na guerra que se seguiu à dissolução da antiga Iugoslávia.

Hoje, Nevic é uma celebridade local em Visoko, a cidade onde vive, perto da capital da Bósnia. Desde o nascimento, porém, nem ele nem sua família receberam algum tipo de atenção -muito menos recursos- da ONU.
“[Annan] me carregou no colo quando eu tinha dois dias e, depois, nunca mais ouvimos falar deles”, disse o garoto em entrevista ao jornal britânico “The Guardian”.

Seu pai, Jasminko, enfrenta problemas de saúde, e a família sobrevive de sua aposentadoria e de uma pequena quantia paga por Sarajevo enquanto o “garoto 6 bilhões” estiver na escola.

População Nordestina morre mais que o dobro de infarto do que a população do Sul e Sudeste

Veja

Menos da metade dos pacientes que dão entrada em centros médicos devido a problemas cardiovasculares recebe prescrição para todos os medicamentos recomendados – o que poderia evitar um novo infarto. O dado alarmante foi revelado pelo primeiro registro cardiovascular já feito no Brasil. De autoria da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), o levantamento mapeou tratamentos, atendimentos e o cumprimento de diretrizes em centros médicos no Brasil.

Divulgada no 66º Congresso Brasileiro de Cardiologia, em Porto Alegre, que termina nesta segunda-feira, a pesquisa aponta ainda uma discrepância significativa entre as regiões do país. Norte, Nordeste e Centro-Oeste registraram 7,8% de mortes no total de atendimento a pacientes com problemas no coração, enquanto Sul e Sudeste, 3,2%. De acordo com Jorge Ilha Guimarães, presidente da SBC, o levantamento mostra que as diretrizes estabelecidas pela sociedade não são seguidas. “Em alguns casos, isso acontece porque a estrutura não permite que o médico cumpra as diretrizes; em outros, porque ele não as conhece ou não foi treinado para segui-las”, diz.

As diretrizes – procedimentos que servem de modelo para o atendimento – são o norte da prática de um cardiologista. Desvios no cumprimento das normas podem significar mau atendimento ou mesmo a morte de pacientes. Segundo o levantamento, isso acontece pela falta de investimento financeiro e humano em saúde. Enquanto algumas regiões detêm não só os maiores investimentos, mas também os profissionais mais qualificados, outras precisam lidar com a precariedade da saúde pública local.

(mais…)

Redes Sociais: Orkut ainda lidera disparado, seguido de Facebook e Twitter

Folha.com

Os brasileiros costumam aparecer entre os que mais usam redes sociais como Facebook e Twitter, mas uma pesquisa aponta agora que eles também estão entre os mais cansados dessas mídias.

De acordo com o levantamento realizado pela consultoria Gartner em 11 países, os brasileiros, ao lado do russos, estão entre os menos entusiasmados.

Nos dois mercados, entre 30% e 40% dos entrevistados afirmaram que usam menos esses sites agora do que quando se inscreveram.

(mais…)

População de Jucurutu se revolta com morte da menina Milena. Quebra-quebra, tumulto e tiros

População queria pegar o suspeito. Foto @ILMOMEDEIROS

A população de Jucurutu se reuniu na manhã desta segunda-feira (15) e quase lincha um suspeito de matar a menina Milena Soares, de apenas nove anos. A criança foi espancada e abandonada em uma estrada rural do município, neste domingo (14).

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. maria disse:

    bom,acho que o criminoso quis carregar mylena e ao chegar na estrada carroçavel na velocidade que ele ia e no nervoso de querer pegar logo ela pra abusar deixou a menina cair da moto então ele pra se livrar do corpo e de a menina ter reconhecido ele, terminou de tentar matar a menina com soco e pontapés,monstro é essa a versão com certeza.

Maioria da População Brasileira é contra união estável entre Gays

O Estado de S.Paulo

Uma maioria de 55% dos brasileiros é contra a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que autorizou a união estável entre pessoas do mesmo sexo. Mas o tema divide a população: 52% das mulheres são a favor e 63% dos homens são contra. As opiniões variam muito em função da religião, idade e escolaridade.

A pesquisa, à qual o Estado teve acesso, foi feita pelo Ibope Inteligência entre 14 e 18 de julho. Foram entrevistados pessoalmente 2 mil brasileiros de todas as regiões, seguindo as cotas de distribuição por idade, sexo e classe de consumo. A margem de erro é de dois pontos porcentuais, para mais ou para menos. Os resultados podem ser extrapolados para toda a população.

(mais…)

O Estupro da população pelos juros e a desonestidade em aplicá-los

O meu, o seu, o nosso Brasil vai atingir hoje a marcar de R$ 800 bilhões, vou repertir, R$ 800 bilhões de Reais de imposto pago por nós cidadões. Segue post de Lúcio Neto:
Você nasce e morre pagando impostos. Tudo bem, pois não existe exceção nesta regra e cidadãos de todos os países são obrigados a pagar.
Agora, o que não é justo é você ver o seu dinheiro ir para o bolso de gatunos que desviam do seu destino social em benefício próprio. E pior ainda é ver estes gatunos ficarem na impunidade.
Esta é a marca desse governo petista que se soma à arrogância e incompetência. Arrogância por propagandear o que não realizam e incompetência por não realizarem o que deveriam.