Diversos

Veja dicas para amenizar o sofrimento de pets com a queima de fogos no Réveillon

Foto: StockSnap/Pixabay

Os fogos de artifício são sempre um transtorno para cães e gastos durantes as festas de final de ano. E os donos sofrem junto. Apesar de haver lugares proibindo os fogos de artifício sonoros, estes artefatos ainda fazem parte da cultura de comemoração dos brasileiros.

Por isso, para donos de felinos e caninos domésticos, é fundamental conhecer as técnicas de proteção da audição e da saúde mental dos animais.

Carinho e proteção

O Conselho Federal de Medicina Veterinária dá algumas dicas sobre isso. A primeira delas é sobre a necessidade de presença dos tutores juntos ao animal durante as celebrações. E se o bicho começar a sofrer muito, os donos podem abraçá-los para que se sintam protegidos. A companhia de humanos com os quais ele está acostumado é reconfortante em momentos de tensão.

Se possível, é indicado aos tutores manterem o pet em um ambiente fechado, que abafe o som. O pior a se fazer é deixá-lo em locais abertos, onde o som se propaga, em especial, em sacadas no alto de prédios, onde os barulhos são mais potentes. Amarrar uma faixa cruzando o peito do bichinho, simulando um abraço, também pode ajudá-lo a se sentir protegido.

Cômodo silencioso

É importante lembrar que, um ambiente aparentemente confortável para um ser humano pode não ser para um animal. Cães e gatos têm uma capacidade auditiva duas vezes maior que a do ser humano e os donos devem levar essa diferença em conta ao escolherem o cômodo onde abrigar o bicho.

Se não há um quarto fechado no qual o animal possa ser abrigado, é importante dar a ele algum refúgio embaixo de camas ou mesmo em casinhas e caixas de transporte. Neste caso, o ideal é que os donos fiquem próximos.

Atividades relaxantes

O barulho excessivo dos fogos deixa o animal estressado, por isso, se ele puder fazer atividades durante o dia que o ajude a queimar energia e relaxar, o sofrimento pode ser menor quando o barulho começar.

Entretenimento

Durante o foguetório, também é importante que cães e gatos possam ter algo com que se entreter. Alimentá-lo durante esse momento ou deixar os brinquedos preferidos à disposição pode ser uma boa estratégia. Os brinquedos devem ser grandes o suficiente para não haver risco de serem engolidos. Ossos e bonecos grandes e que não esfarelam ou quebram são os recomendados.

Treinamento e medicação

Para os próximos anos, os donos podem preparar os bichinhos para esses momentos de tensão. Existem técnicas de treinamento para dessensibilização do animal, de forma que sofram menos com esse tipo de estresse. Acostumá-lo ao barulho é um dos métodos apontados como eficazes. Porém, isso deve ser gradual e requer a presença de um treinador profissional.

Para aqueles que sofrem muito com o barulho dos fogos, o tratamento médico pode ser uma solução. Neste caso, é preciso consultar um veterinário antecipadamente para que ele indique o melhor medicamento.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Aqui na fazenda, se o gado ficar ouriçado com os fogos, vamos aplicar choque nos zovos, se fizeram isso na época da ditadura, não podem reclamar se a gente fizer uma vezinha só…

  2. Será que esses cuidados devem para gado ?? Os ouriçados bovináceos vão ficar inquietos com os fogo ? Será ? Chega Gertrudes trás logo minha cabeca de galo ?! Está na hora do lanche . Aí papai .

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Fiscalizações no réveillon em Natal: multa pode chegar a R$ 40 mil a estabelecimento que descumprir regras sanitárias

A Prefeitura do Natal vai intensificar as fiscalizações de maneira rigorosa a partir desta quarta-feira (30), e durante o feriadão de Ano Novo para conter aglomerações em locais públicos e privados de Natal. Foi montado uma operação conjunta entre as secretarias municipais de Segurança Pública (Semdes), Mobilidade Urbana (STTU), Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), Serviços Urbanos (Semsur), Guarda Municipal (GMN), Defesa Civil, além da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

Nesta quarta-feira (30), as equipes irão atuar notificando os principais estabelecimentos da cidade. Já na véspera de Ano Novo, quinta-feira (31) a operação será deflagrada e vai seguir até a madrugada da segunda-feira (04/01). O supervisor de fiscalização ambiental da Semurb, Leonardo Almeida, lembra que no dia 31, o plantão da operação vai vistoriar ou interditar, caso precise, os locais já notificados anteriormente.

Os estabelecimentos de toda a cidade deverão estar prontos para vistoria a partir das 14h desta quinta, que terá como foco as medidas sanitárias. Durante a operação os fiscais averiguarão todos os itens determinados nos decretos municipais, que apontam para o distanciamento entre mesas e cadeiras, quantidade máxima de pessoas no estabelecimento, uso de máscaras de proteção facial, acesso a álcool gel 70% para clientes e funcionários, aferição da temperatura na entrada do estabelecimento, entre outras. Outra medida, é que os quiosques das praias de Natal terão seu funcionamento até às 18h, a fim de evitar aglomerações.

“Em caso de constatação de inconformidades, incluindo possível superlotação durante o Réveillon, será realiza a interdição total do espaço e o proprietário receberá multa máxima, podendo chegar a R$ 40 mil, além de ser feita uma denúncia ao Ministério Público por desobediência, crime ambiental e contra à saúde pública”, alerta Almeida.

Com o apoio da Guarda Municipal, 22 viaturas estarão à disposição do trabalho da fiscalização e um efetivo de guardas municipais escalados no serviço regular com reforço de agentes que estão de folga.

O cidadão pode ajudar denunciando pelo número (84) 9 9917-0591. O contato é mantido pela Semdes e aciona diretamente as viaturas de patrulhamento preventivo e ostensivo da Guarda Municipal do Natal. As denúncias também podem ser feitas pelo canal 24h do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) no 190 e no 181 (Disk Denúncia- Polícia Civil).

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Prefeitura e Estado organizam operação para combater aglomerações no réveillon em Natal

Foto: Divulgação SEMDES

O feriadão de Ano Novo vai contar com uma forte fiscalização da Prefeitura do Natal para conter aglomerações em locais público e privados da cidade. A operação foi articulada nesta terça-feira (29) numa reunião que uniu a Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social de Natal (Semdes) e a Secretaria de Segurança do RN (Sesed).

As forças da Prefeitura do Natal e do Governo do Estado vão atuar em conjunto, assim como ocorreu durante os quatro dias do feriadão natalino, onde a Semdes, Guarda Municipal, Defesa Civil, Polícia Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Semurb, STTU e Semsur agiram juntas combatendo transgressões às normas sanitárias estabelecidas pelo decreto municipal de prevenção e combate ao coronavírus na capital.

A secretária da Semdes, Mônica Santos, informou que a operação deve ser mais intensa já que no réveillon é comum casos de aglomerações. “Estaremos com dezenas de guardas, policias e fiscais nas ruas cobrindo os principais corredores de bares e restaurante de toda a cidade, inclusive a orla que vai de Ponta Negra a Redinha. Teremos uma delegacia móvel somente para autuar casos de desrespeito aos decretos e receberemos denúncias pelo Ciosp e pelo contato da Semdes, agindo em todas as horas do dia e da noite para proteger a saúde pública”, ressaltou.

A operação deve ser deflagrada na próxima quinta-feira (31) e vai seguir até a madrugada da segunda-feira (04/01). Na prática os fiscais averíguam todos os itens determinados nos decretos municipais que apontam para o distanciamento entre mesas e cadeiras, quantidade máxima de pessoas no estabelecimento, uso de máscaras de proteção facial, acesso a álcool gel 70% para clientes e funcionários, aferição da temperatura na entrada do estabelecimento, entre outras. “É importante alertar que qualquer tipo de aglomeração será impedida pelas equipes policiais. Vamos patrulhar toda a cidade e contamos com a colaboração da população para denunciar os que tentarem desrespeitar às normas legais”, comentou o comandante da Guarda Municipal do Natal, Alberfran Grilo.

A GMN deve manter 22 viaturas à disposição do trabalho de fiscalização e um efetivo de guardas municipais escalados no serviço regular com reforço de agentes que estão de folga disponibilizando diárias operacionais para ampliar a contribuição da corporação nas ações de fiscalização. O cidadão pode ajudar denunciando pelo número (84) 9 9917-0591. O contato é mantido pela Semdes e aciona diretamente as viaturas de patrulhamento preventivo e ostensivo da Guarda Municipal do Natal. As denúncias também podem ser feitas pelo canal 24h do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) no 190 e no 181 (Disk Denúncia- Polícia Civil).

O planejamento da operação reuniu a secretária da Semdes, Mônica Santos, o titular da Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed), Francisco Araújo, além de gestores da Guarda Municipal do Natal (GMN), Corpo de Bombeiros, polícias Militar e Civil.

Opinião dos leitores

  1. Deveriam ter organizado essas operações para combater a cachorrada política que formou aglomerações durante o período eleitoral, principalmente no interior do estado, bando de crápulas e irresponsáveis.

  2. Interessante… pq não combatem a aglomeração nos transporte públicos? ALGO DE ERRADO NÃO ESTÁ CERTO!!!

  3. Onde estavam todos esses órgãos de segurança, durante a campanha eleitoral.
    Quem determinou o confinamento desses orgãos? Que hoje aparecem como salvadores da pátria.
    Por isso eu digo e repito #Bolsonaro TEM RAZÃO

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Réveillon no Rio: prefeitura decide fechar toda a orla para evitar aglomerações

Vista aérea das praias de Copacabana e Leme, tradicional palco da festa de réveillon mais famosa do mundo, que foi cancelada por causa da pandemia do coronavírus — Foto: Leonardo Ferreira/Arquivo pessoal

A Prefeitura do Rio decidiu estender para toda a orla da cidade os bloqueios na noite do réveillon, de quinta (31) para sexta-feira (1º). As medidas já previstas para Copacabana agora valerão para as praias da Zona Sul e até o Recreio.

Na semana passada, o prefeito em exercício do Rio, vereador Jorge Felippe (DEM), determinou o fechamento dos acessos a Copacabana, tradicional palco da festa da virada, que foi cancelada, e proibiu a queima de fogos e equipamentos de som na orla.

Veja o que será proibido na noite da virada:

Acesso à praia para quem não mora no bairro

Estacionamento na orla e ruas do entorno

Festas e equipamento de som

Queima de fogos

Barraqueiros em pontos fixos

Circulação de ônibus, micro-ônibus e vans de fretamento

As medidas foram tomadas após o aumento do número de casos e mortes por Covid-19 nas últimas semanas no Rio de Janeiro. Já foram registradas quase 25 mil mortes pela doença no estado, mais da metade na capital.

O Blog apurou que, a fim de evitar aglomerações na virada, ao longo das praias serão montadas barricadas em pontos-chave, como o Cebolão da Barra da Tijuca. A ideia é que apenas moradores possam ir às areias do respectivo bairro.

Mais detalhes sobre as restrições serão dados em entrevista coletiva prevista para o fim da tarde desta segunda.

Também dentro desse pacote de restrições, o metrô anunciou nesta segunda-feira que no dia 31 as linhas vão parar de circular às 20h. É a primeira vez, desde 1998 — quando o metrô chegou a Copacabana —, que não haverá operação na virada.

Na última quarta-feira (23), Felippe já havia adiantado algumas das medidas restritivas, que incluem, além do bloqueio de Copacabana, a proibição de estacionamento de veículo na orla e ruas do entorno, o bloqueio do transporte público para acesso a Copacabana e a proibição de festas privadas tanto no calçadão quanto na areia.

Um decreto com todas as medidas restritivas seria publicado nesta segunda-feira (28). Entre elas, destacam-se:

A queima de fogos ficará proibida em toda a orla da cidade desde as 0h do dia 30 de dezembro até as 7h do dia 1º de janeiro. Nem mesmo a rede hoteleira poderá acionar fogos de artifício;

O uso de equipamentos de som será proibido em toda a extensão da orla a partir da 0h do dia 31 até as 6h do dia 1º;

O trabalho dos ambulantes também será restringido. A permanência de barraqueiro em ponto fixo, tanto na areia da praia quanto no calçadão, ficará proibida das 0h do dia 31 às 6h do dia 1º;

Ônibus, micro-ônibus e vans de fretamento não poderão entrar na cidade do Rio de Janeiro a partir do primeiro minuto do dia 31 até as 6h do dia 1º.

As festas públicas de réveillon em Copacabana já tinham sido canceladas pelo prefeito Marcelo Crivella. As festas em quiosques também estão canceladas.

Os quiosques, entretanto, estão autorizados a funcionar como vêm operando desde a reabertura, em julho, “com quantidade reduzida de mesas, distanciamento de 1,5 m entre elas, e seguindo todos os protocolos de segurança e higiene”, segundo a concessionária Orla Rio.

Prefeito até 31 de dezembro

Jorge Felippe é presidente da Câmara dos Vereadores e assumiu a prefeitura após a prisão e afastamento de Marcelo Crivella (Republicanos). Fernando Mac Dowell, que era o vice de Crivella, morreu em 2018.

G1

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RJ: governador propõe ‘fechar’ Copacabana durante o réveillon

Foto: Philippe Lima/Governo do Estado/Divulgação

O governador em exercício do Rio, Cláudio Castro (PSC), propôs ao prefeito da capital em exercício, Jorge Felippe (DEM), que o bairro de Copacabana seja “fechado” somente para moradores no réveillon para evitar aglomerações.

Jorge Felippe é presidente da Câmara dos Vereadores e assumiu a prefeitura após a prisão e afastamento de Marcelo Crivella (Republicanos). Fernando Mac Dowell, que era o vice de Crivella, morreu em 2018.

A proposta de Cláudio Castro passa também por uma articulação com o metrô do Rio para encontrar uma solução para reduzir público.

O G1 apurou que o prefeito em exercício ouviu a proposta e que ficou de estudar a implementação com técnicos da Prefeitura. Por isso, a decisão não seria tomada naquele momento.

As festas públicas em Copacabana já tinham sido canceladas pela Prefeitura. Festas em quiosques também estão canceladas. Os estabelecimentos, entretanto, estão autorizados a funcionar como vêm operando desde a reabertura, em julho, “com quantidade reduzida de mesas, distanciamento de 1,5m entre elas, e seguindo todos os protocolos de segurança e higiene”, segundo a concessionária Orla Rio.

R$ 66 milhões para combate ao coronavírus

Ao fim da reunião no Palácio Guanabará, prefeito e governador interinos decidiram que ainda nesta quarta-feira a Prefeitura receberia um repasse de R$ 66 milhões para ações de combate ao coronavírus.

G1

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

“Fizemos tudo dentro da lei e estamos sendo punidos, enquanto a fiscalização deixa passar eventos ilegais”, desabafa dono de pousada em Pipa após cancelamento de réveillon

Dono de uma pousada na Pipa, Wanderson Borges, escreveu desabafo sobre a situação a que chegou a praia após decisão judicial suspender a realização de um evento privado.

Borges que, também preside a Associação de Hoteleiros e Pousadas de Tibau do Sul e Pipa – ASHTEP, relata como Tibau do Sul foi pioneira desde o primeiro momento no combate à pandemia e em cumprir as normas, mas acabou sendo penalizada, enquanto, por outro lado, há vista grossa para transportes e eventos irregulares.

“Nós fizemos tudo dentro da lei para priorizar a proteção à vida. Fechamos para proteger e procuramos preservar empregos. Apresentamos segurança sanitária, enfim… Sempre fizemos dentro dos conformes. Mas somos punidos. Agora, pergunto se estão aplicando o mesmo rigor com os ônibus que vão chegar aqui lotados de maneira irregular para eventos igualmente irregulares”, indagou Borges.

Veja mais: Associação dos Hotéis e Pousadas de PIPA alerta para novos prejuízos econômicos e defende realização dos eventos controlados com rígidos protocolos

Opinião dos leitores

  1. Certíssimo !!!
    A " fiscalização " é só pra enganar os bestas…. Pq qdo é conviniente pra eles….. fecham os olhos !

  2. 1% de chance de morrer de Covid, 5% de chance de ser internado no hospital por dias
    — Opa topo fácil eihn, roleta russa com 1 bala em cada 100, tranquilo demais

    0,1% de chance de reação alérgica à vacina Pfizer, tratável com remédio comum
    — QUEREM ME MATAR ESSES COMUNISTAS

  3. O proprietário da pousada não vai querer arcar com os custos dos planos de saúde e da administração pública com os futuros doentes da covid-19.

    1. Os "caodidatos" se preocuparam com o povo durante a campanha eleitoral?
      Estão pagando planos de saúde para os novos infectados?
      Se fizeram isso tem todo direito de proibir eventos privados.

      Eu acho que não era para ter evento nenhum, começando pelos comícios……

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Atriz Marina Ruy Barbosa critica pessoas que planejam comemorar réveillon ”em lugares pops” como se a pandemia da Covid-19 tivesse acabado

Foto: Reprodução/Instagram

Marina Ruy Barbosa soltou o verbo sobre o planejamento de festas de reveillión. No Twitter, a atriz confessou estar incomodada com as pessoas que estão pensando em comemorar a virada ”em lugares pops” como se a pandemia da Covid-19 tivesse acabado.

”É tão óbvio falar isso… Mas eu vejo cada turma pensando na futilidade da virada em algum lugar pop… As pessoas acham que só porque vai acabar esse ano, o Covid também vai ficar em 2020. Não vai, galera. Não dá pra ficar fazendo aglomeração/festona em réveillon… Irresponsabilidade”, alertou a ruiva no microblog.

”O que eu penso é o seguinte: agora, depois de meses e meses de discussões, estudos e muita gente morrendo, todos já sabem a gravidade disso tudo. Então, não existe mais lacuna de dúvida. É responsabilidade ou não. Fim”, continuou ela.

Foto: Reprodução/Twitter

”Ninguém nunca tinha vivido uma pandemia. Era até compreensível e perdoável certas coisas. Mas agora estamos vivendo isso há quase um ano. Não dá mais tempo de errar, né…”, comentou ela sobre as comemorações da virada de 2020 para 2021.

Marina ainda comentou que realiza testes para a Covid-19 semanalmente e que nunca foi infectada com o vírus. ”Por conta do trabalho, eu faço teste toda semana. E tomo todos os cuidados possíveis. Ainda não peguei e continuo atenta por mim, pela minha família e pelos outros”, afirmou ela, emendando que acordou irritada neste segunda-feira: ”Enfim, acho que acordei pistola hoje.”

Foto: Reprodução/Twitter

Extra – O Globo

Opinião dos leitores

  1. Foi essa que passou chifre no marido com um colega da novela? Ela vai passar o Reveillon em casa trancada? Tão gostosa e sabidinha.

  2. Muito bem. Ainda há gente ajuizada nesse mundo.
    O brasileiro tem medo de vacina mas não de aglomeração. Imbecis.

  3. Se pagassem para ela promover uma dessas festas ela teria essa mesma opinião?
    Um bando de mercenário querendo pagar de bons moços…

  4. Ow meu Deus, mais uma global magnífica querendo cagar regra em cima dos mortais

    Se for ver direitinho, ela vai fazer a festinha dela… mas pra ela pode né?

    #HipocrisiaAGenteVePorAqui

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Prefeitura de SP cancela festa de réveillon na Paulista devido à pandemia do novo coronavírus

Foto: Ricardo Bastos/Fotoarena/ Estadão Conteúdo

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), anunciou nesta sexta-feira (17) que a tradicional festa de réveillon da Avenida Paulista, região central da cidade, não será realizada na virada para 2021 devido à pandemia do coronavírus e o risco ainda alto de transmissão da doença em aglomerações.

“Hoje, a gente anuncia que nós também não teremos o réveillon na Paulista nessa virada de ano de 2020 para 2021. Tanto a prefeitura quanto o governo do estado de São Paulo, os técnicos da vigilância sanitária e do governo do estado entendem muito temerário nós organizarmos um evento para um milhão de pessoas na Avenida Paulista para dezembro deste ano”, disse Covas durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, Zona Sul de São Paulo.

Covas ressaltou que, apesar das perdas econômicas para a cidade, o importante é a manutenção da saúde da população.

“A área da saúde foi preponderante para que a gente tomasse essa decisão. Não há nenhuma possibilidade de se pensar nesse momento numa festa que reúne 1 milhão de pessoas. Claro que o réveillon na Paulista ajuda o setor de turismo, mas é um evento muito mais para os paulistanos do que para os turistas”, afirmou ele.

O coordenador do Centro de Contingência do estado de São Paulo contra o coronavírus, Paulo Menezes, afirmou que a decisão vai ajudar a salvar vidas: “Não é momento para pensar nisso. O Centro de Contingência fica mais tranquilo. Vamos evitar muitas mortes dessa forma, salvando vidas”, argumentou.

À espera de vacina

Na última quarta-feira (15), o governador João Doria já tinha mencionado que megaeventos como réveillon e carnaval não deverão ser celebrados diante da pandemia do coronavírus, sem a criação da vacina contra a Covid-19.

“É a maior tragédia da história desse país em qualquer tempo. Não há nada a celebrar, não há nada a comemorar. E muita atenção àqueles que diante de um quadro como esse ainda querem fazer atividades festividades de Ano Novo ou de carnaval. Nós não temos que celebrar nem Ano Novo, nem carnaval diante de uma pandemia.

“Apenas com a vacina pronta e aplicada, e a imunização feita, é que podemos ter celebrações que fazem parte do calendário do país, mas neste momento, não”, afirmou Doria, na ocasião.

Nova data para carnaval 2021

O prefeito Bruno Covas também disse nesta sexta-feira que a Prefeitura de SP está dialogando com as escolas de samba para definir uma nova data para a realização do carnaval 2021.

“Nós continuamos a dialogar com as escolas de samba, com outras cidades do Brasil, para tentar tomar uma decisão conjunta em relação a possibilidade de adiamento e qual seria a nova data da realização do carnaval”, declarou.

Em relação ao carnaval de rua, Covas disse que os blocos precisam de um período menor para se organizarem do que as escolas de samba que desfilam no sambódromo do Anhembi.

“Algo em torno de 2 ou 3 meses a gente consegue organizar o carnaval de rua. Mas, para a realização do carnaval no sambódromo, pelo menos, 6 meses entre a preparação dos carros alegóricos e os ensaios que as escolas fazem.”

G1

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Corpo de Bombeiros do RN dá dicas de segurança para queimas de fogos no réveillon

Foto: Divulgação

O dia 31 de dezembro é a data em que população se prepara para a noite mais iluminada do ano. Para se despedir do ano de 2019 de maneira segura, contemplando o espetáculo de luzes e cores no céu, com a tradicional queima de fogos de artifício, o Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte (CBMRN) orienta a população de como comemorar o réveillon com segurança, seja em ambientes domésticos ou em eventos abertos.

Os fogos de artifício fazem parte da nossa cultura. Faz parte da tradição, saudar o ano novo com fogos de artifício, no entanto, por vezes, eles são soltos por pessoas inabilitadas ou empresas não credenciadas, o que provoca aumento no número de ocorrências de pessoas lesionadas, inclusive com mutilações irreversíveis.

“Com relação aos fogos de artifício é preciso ficar atento à procedência, às especificações técnicas para o uso, a data de validade, se o produto é certificado pelo Inmetro e ainda a faixa etária que ele pode ser utilizado”, explica o capitão Daniel Gleidson, que atua no Serviço de Atividades Técnicas (SAT) do CBMRN.

O capitão explica que a maior parte dessas ocorrências acontece em festejos dentro de casa, quando a manipulação de explosivos se dá de forma inadequada. “A maior parte das pessoas que compra esse material sequer lê a embalagem, as instruções de uso. Muitos ainda soltam foguetes sob efeito de bebidas alcoólicas ou deixam que crianças e adolescentes manipulem esses artefatos”, observa.

Cada tipo de produto Pirotécnico tem uma classificação, de acordo com o seu poder de explosão ou queima. Essa classificação está adequada à idade do usuário e de acordo com a norma do Ministério do Exército, R 105, para isso todo produto deve possuir na embalagem sua classificação, que pode ser: Classe A (Infantil) – Podem ser vendidos a menores e sua queima é livre (recomendável assistência de adultos); Classe B (Juvenil) – Podem ser vendidos a menores, mas a sua queima é proibida em terraços, portas ou janelas que tenham proximidade com vias públicas (também sob a assistência de adultos); Classe C (Adulto) – Venda proibida a menores de 18 anos; Classe D (Profissionais) – Venda proibida a menores de 18 anos em qualquer hipótese. Só pode ser queimado com licença prévia da autoridade competente.

Confira mais algumas dicas

Evite a compra de material clandestino, que na maioria das vezes não é testado.

Confira sempre o certificado de garantia do foguete.

Ao utilizar os fogos de artifício leia atentamente as instruções contidas na caixa.

Não segure os fogos de artifício com as mãos. Compre artefatos que venham com a base para encaixar no suporte dos fogos de artifício, para que seja possível colocar no chão.

Prenda o rojão em uma armação, em uma cerca ou em um muro, e não fique próximo na hora de acender.

A distância para explodir os fogos com segurança é de 30 a 50 metros de pessoas, edificações e carros.

Não tente acender fogos que falharem. Se não ocorrer a detonação, jamais tente reutilizá-lo. Tenha sempre um recipiente de água por perto para colocar os foguetes já usados, ou aqueles que falharam, para não haver riscos de novas explosões.

Dispare os fogos somente ao ar livre, um de cada vez, e veja se não há substâncias inflamáveis ou redes elétricas nas proximidades.

Nunca atire fogos de lugares fechados, como carros ou residências.

Nunca atire fogos na direção de outras pessoas.

Nunca faça experiências, modifique ou tente fazer seus próprios fogos de artifício.

Nunca utilize fogos após ingerir bebidas alcoólicas;

Não desmontar os fogos;

Não fumar dentro dos estabelecimentos que vendem fogos;

Uma simples bombinha, se estourar muito perto do rosto de alguém ou de outras partes do corpo, pode causar cegueira, trauma acústico ou mutilação.

Não deixar as crianças manipularem, tampouco permanecerem próximas aos fogos.

Mantenha a caixa de fósforos ou isqueiros longe do alcance de crianças para que elas não utilizem esses materiais escondidas de você.

Em caso de queimaduras, a recomendação inicial é esfriar a lesão com água corrente e fria. Não deve ser colocado nenhum produto em cima, como pasta de dente, manteiga, clara de ovo ou nada que o vizinho diga que se deve fazer. Envolva o membro ou a extremidade queimada e leve a vítima a um hospital, ou a um posto de saúde para que um médico que possa avaliar.

Opinião dos leitores

  1. Na minha opinião é que se os gastos com fogos e cantores nas comemorações das festas de fim de ano da Prefeitura e Empresários, seria muito melhor para Nossa Sociedade A INSTALAÇÃO DE VIDROS TEMPERADOS OU BLINDADOS NA PONTE NEWTON NAVARRO. ESTARÍAMOS EVITANDO MUITAS MORTES DIÁRIAS NAQUELE LUGAR!
    VAMOS FAZER ALGO QUE EVITE ESSA MALDIÇÃO NAQUELA PONTE!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Réveillon: Prefeitura transfere queima de fogos de Ponta Negra para a Via Costeira

Foto: Canindé Soares

Para se despedir de 2019 e receber 2020 em alto astral, o município de Natal preparou um grande show pirotécnico para a virada do ano. Dentro das comemorações do Natal em Natal, haverá queima de fogos com duração de 12 minutos em dois pontos da capital: Via Costeira e Ponte Newton Navarro, além de shows de artistas potiguares na praia da Redinha a partir das 23h.

Neste ano, houve mudanças no formato de exibição dos fogos. Diante da inviabilidade da empresa baiana que venceu a licitação (que argumentou problemas técnicos no traslado da balsa do Rio de Janeiro para Natal), um novo estudo foi realizado com os órgãos licenciadores para a escolha da melhor localização. A balsa em alto mar sai de cena e o espetáculo acontece na Via Costeira, no terreno à beira mar localizado entre os hotéis Imirá e Serhs.

“Vamos integrar a outros projetos similares e tradicionais existentes naquela área hoteleira mantendo intacta a visibilidade da zona Sul da cidade”, comenta o secretário de Cultura de Natal, Dácio Galvão, ressaltando a parceria com a ABIH-RN (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis).

No alto da Ponte Newton Navarro, o show pirotécnico permite que a população das zonas Norte e Oeste tenha total visibilidade do espetáculo, que tem duração de 12 minutos, a exemplo da edição do ano passado.

Na Redinha, os potiguares Cida Lobo, João Batista e Perfume de Gardênia se apresentam a partir das 23h com entrada franca. Os shows naquela praia são uma tradição da virada de ano que vem sendo mantida ao longo dos anos.

Interdição

A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU), vai alterar o trânsito na Ponte Newton Navarro e na Praia de Ponta Negra para a queima de fogos na virada de 2019 para 2020.

Segundo o órgão, a Ponte Newton Navarro vai operar em mão-dupla na pista Praia do Forte/Redinha a partir das 10h00 do dia 31/12/2019 e fechará completamente a partir das 22h00, voltando a ter o tráfego liberado às 01h00 do dia 1º/01/2020. Já em Ponta Negra, a descida para a Av. Erivan França será fechada a partir das 16h00 até às 01h00.

Opinião dos leitores

  1. E os hotéis ganham seu show " particular" , só falta agora o plano diretor pra completar a festa!!! Alô Ministério Público!!!!

    1. com certeza a prefeitura torrou o dinheiro todo nos shows e inventou essa desculpa e o que vai ocorrer é a queima promovida pelos hotéis da via costeira. Isto é um absurdo.
      A população devia protestar com esse descalabro.
      VERGONHA PARA NATAL; em outubro ele vai ver o show pirotécnico nas URNAS.

    2. Vai recuperar o dinheiro torrado nós shows, com nosso suor.deduas formas,Ou com multas pelos amarelinhos escondidos em cada esquina ou reprovando quem vai tirar carteira de motorista ou renovar. Essa semana estava com DEZ pessoas numa mesa conversando e surgiu o assunto renovação, todos tinham sido reprovando, Sempre por um motivo besta qualquer. Interessante é que depois de pagar os 165reais novamente, ou seja a conta passa para 330 reais, aí a pessoa é aprovada e motivo desaparece. O MP tinha que investigar esse esquema, virou uma máfia. Coincidência, Todos fizeram no Natal shopping com a mesma pessoa que aplica as provas??????????
      Como são milhares de pessoas renovando anualmente, imagine quantos milhões não dá ao final do ano?

  2. UMA GRANDE COVARDIA COM A POPULAÇÃO!!!!!!
    ACREDITO QUE SÓ VAI BENEFICIAR OS HOTEIS E A POPULAÇÃO VAI FICAR SEM O TRADICIONAL SHOW QUE POR SINAL E MUITO FRACO!!!!!
    A PREFEITURA FOI FRACA NESTE SENTIDO UMA DECEPÇÃO

  3. Isto é um verdadeiro absurdo essa mudança já tradicional na praia de P Negra passar para a via costeira – só em Natal para isto acontecer.
    Fazem uma programação boa para o Natal e o Réveillon nada, os turistas ficam sem opção alguma e ainda querem que tenhamos uma boa ocupação hoteleira.
    Natal vem decaindo no turismo a cada ano. JP, Fortaleza e Recife lotados para as festas de final de ano com opções de shows.
    Vergonha e falta de respeito com a população – no minimo os hotéis que vão bancar essa queima de fogos que a empresa contratada pela prefeitura não honrou o compromisso como venceu a licitação sem cumprir as obrigações estabelecidas no TR e Edital, onde estão os Órgãos de Controle?
    Há 01 dia da festa muda toda a estratégia – Nota ZERO para essa Gestão.

  4. Parabéns ao Prefeito e a Prefeitura do Natal, só vão beneficiar os hotéis da Via Costeira, isso mesmo tem que justificar a quem te paga propinas!!!!!!

  5. Por falar em Ponta Negra… que lixo virou aquilo? Quem esteve lá há alguns anos só reconhece o Morro do Careca. Infelizmente a degradação e a decadência de hoje prepondera sobre a paisagem.
    Levei um parente de fora e fiquei com vergonha. O descaso com o maior ponto turístico da cidade só mostra como os governos municipais e estaduais tratam o patrimônio da capital do estado.
    Aquela orla está suja, depredada, fedorenta e mal frequentada, no sentido de que as pessoas que ali vão não têm a menor educação.
    Aliás, tem que fiscalizar o uso de drogas (cheiro forte de maconha o tempo todo), a higiene dos quiosques, o trânsito de motocicletas (quase fomos atropelados) e a quantidade de ambulantes. Parece um mercado persa. Só que numa imundície.
    É possível sim mudar. Basta vontade política. Vejam a cidade de Salvador. A capital baiana se transformou com uma gestão competente.

  6. Uma merda muito grande pq quem vai para P Negra não terá opção alguma e ninguém vai se aventurar em ir ver na via costeira e ser assaltada.
    Se não tinha condições de ter a balsa então não era para ter ganho a licitação pq não cumpriu as exigências do Edital.
    Mais uma manobra da Prefeitura de Natal – a população tem que reclamar.

    1. COM CERTEZA!!!! LÁ A POPULAÇÃO SERÁ ASSALTADA E OS VAGABUNDOS FUGINDO PARA O MORRO. OOOO PREFEITURA FRACA, SÓ IRA BENEFICIAR OS HOTEIS
      MUITO ESTRANHO ISTO, A POPULAÇÃO PAGA OS IMPOSTOS E A PREFEITURA TRANSFERE A FESTA DO POVO PARA OS HOTEIS

    2. Uma vergonha as nossas praias urbanas, sujas, sem estrutura alguma.
      Não recomendo Natal para ninguém, fora a insegurança e a Governadora ainda vai para TV dizer que a segurança melhorou. Melhorou para ela que tem guarda por 24 hs, a população da presa em suas casas, nem ir ao comércio se pode mais.
      O interior do estado uma lástima. Não temos policiamento nas ruas.
      Melhorou para quem Fátima Bokus???????

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Réveillon em Natal reserva queima de fogos de até 13 minutos nas zonas Sul e Norte; veja mais sobre os shows pirotécnicos

Foto: Marco Polo

O tradicional Réveillon em Natal terá as queimas de fogos nas zonas Sul e Norte como grandes atrativos na passagem de ano na capital potiguar. As atrações musicais ficarão concentradas na Redinha, e, a partir de 23 horas do dia 31, os shows terão início no Largo João Alfredo. As performances ficarão por conta da cantora potiguar Cida Lobo e do guitarrista Edinho Oliveira, do cantor João Batista, Banda do Chico e da banda Perfume de Gardênia.

Os shows pirotécnicos ocorrerão na praia de Ponta Negra, e no vão da Ponte Newton Navarro, e terão duração estimada de 11 a 13 minutos. Para isso, a ponte será fechada às 22 horas do dia 31 de dezembro e reabrirá à uma hora da madrugada do dia 1º de janeiro de 2020, informou a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU), responsável pela organização do trânsito na capital.

“Os dois shows pirotécnicos serão o diferencial do Réveillon. Estamos redimensionando a queima de fogos que este ano será mais elaborada artisticamente, com novas girândolas e morteiros. Será um espetáculo de rara beleza”, comunicou o secretário municipal de Cultura, Dácio Galvão.

Ele informou, ainda, que o destaque dos shows musicais na Redinha será a presença da cantora Cida Lobo e do guitarrista Edinho Oliveira, artistas potiguares radicados em São Paulo há mais de 20 anos. “A grade do Natal em Natal comporta 99% de artistas locais. E tradicionalmente o Réveillon é feito com potiguares”, ressalta o gestor, salientando que o Natal em Natal contempla artistas de todos os segmentos artísticos, e não apenas da música.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Réveillon de Copacabana espera 2,8 milhões de pessoas

Foto: Gabriel Monteiro/SECOM

Na noite da virada do ano de 2019 para 2020 na Praia de Copacabana terá uma festa com 16,9 toneladas de fogos, distribuídas em dez balsas, numa queima de 14 minutos sincronizada com trilha sonora exclusiva, o chamado show piromusical. O esquema operacional para o réveillon na cidade foi apresentado nesta quinta-feira (26) pela prefeitura.

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, também apresentou a participação do estado na festa. Segundo ele, o evento vai custar R$ 10 milhões, dos quais R$ 5,5 milhões virão de patrocínios da Lei de Incentivo à Cultura do estado.

“Este ano a expectativa é superar 2,8 milhões de pessoas na festa em Copacabana. Estamos com quase 90% de ocupação da rede hoteleira”, disse hoje o governador no Palácio Guanabara, sede do executivo estadual.

O presidente da Riotur, Marcelo Alves, confirma a expectativa de público, o mesmo número alcançado no ano passado, e disse que os hotéis esperam atingir a capacidade máxima até o dia 31.

“Estamos batendo 100% de ocupação hoteleira. Isso é o resultado de um ano de trabalho, de toda a prefeitura, de toda a RioTur, com um planejamento muito eficiente. E o que a gente quer é recorde não só desses números, mas fundamentalmente recorde de alegria. Isso que o réveillon tem como objetivo. E a cidade lotada de turistas, são mais de 1,8 milhão de turistas chegando na cidade já aqui.”

Além de Copacabana, que contará com quatro palcos, outras nove áreas receberão atrações musicais: Ilha de Paquetá, Parque Madureira, Ilha do Governador, Guaratiba, Sepetiba, Ramos, Penha, Flamengo e Barra da Tijuca. As duas últimas também terão queima de fogos.

No palco principal de Copacabana, em frente ao Hotel Copacabana Palace, haverá shows das 19h às 3h, com a cantora gospel Anayle Sullivan, Allyrio Mello, Diogo Nogueira, Ferrugem, uma homenagem ao funk carioca com o DJ Marlboro após a queima de fogos e a bateria da Escola de Samba da Mangueira.

Transporte

A recomendação para quem for a Copacabana é utilizar o transporte coletivo, já que as ruas do bairro estarão bloqueadas para carros de passeio a partir das 19h30 do dia 31. Ônibus e táxis poderão passar por Copacabana até 22h. O estacionamento nas principais vias do bairro estará proibido a partir das 6h do dia 30.

Desembarques e embarques nos ônibus de linha da cidade serão feitos apenas nos bolsões em Botafogo, para quem vai para o centro e zona norte, e em Ipanema, com destino à zona oeste. Os ônibus de turismo devem estacionar na área do Teleporto, na Cidade Nova.

A partir das 19h só poderá pegar o metrô quem tiver comprado os cartões especiais para o réveillon. Eles estão sendo vendidos desde o dia 9 de dezembro e agora estão disponíveis apenas na Estação Carioca. O sistema de integração do Metrô na Superfície será interrompido a partir das 18h.

A SuperVia terá reforço nos trens saindo da Central durante toda a madrugada do dia 1º.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) dará suporte à festa com quatro postos médicos, 48 ambulâncias e uma equipe de 266 profissionais a partir das 17h30. No ano passado, foram feitos 641 atendimentos e 70 remoções no réveillon de Copacabana.

O patrulhamento da região pela Guarda Municipal será efetuado por 1.774 agentes, sendo 616 no controle do trânsito e 122 viaturas. A equipe do Grupamento de Ronda Escolar vai distribuir pulseiras de identificação para serem colocadas nas crianças.

A operação da Companhia Municipal de Limpeza Urbana inclui 3.420 funcionários, 177 veículos, 1.080 contêineres e 160 caixas metálicas em todos os pontos de concentração de pessoas na cidade. A partir das 6h do dia 1º, Copacabana recebe um batalhão de 1.202 garis para fazer a limpeza da praia. O objetivo da companhia é entregar a praia limpa aos turistas e cariocas até as 10h.

Segundo o presidente da RioTur, Marcelo Alves, o réveillon de Copacabana é “sem sombra de dúvida o maior evento do mundo”.

Agência Brasil

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

RÉVEILLON PELO MUNDO – (FOTOS): Já é 2019 na Oceania, com Austrália e Nova Zelândia, e outros países na Ásia

Já é 2019 na Oceania e em partes da Ásia.  Países como Austrália, Tailândia, Indonésia, Laos, Vietnã e Camboja já estão em festa. Confira abaixo registros.

Fogos de artifício em Singapura (Foto: Feline Lim/Reuters)

Celebração da chegada de 2019 em Quezon City, nas Filipinas (Foto: Eloisa Lopez/Reuters)

Fogos de artifício marcam a chegada do Ano Novo em Sydney, na Austrália (Foto: Peter Parks/AFP)

Fogos de artifício marcam a chegada do Ano Novo em Sydney, na Austrália (Foto: Brendan Esposito/AAP via AP)

G1

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Previsão de réveillon com tempo aberto e sol no primeiro dia de 2019 na capital potiguar

Reprodução: Clima Tempo

Portal Clima Tempo prevê noite de réveillon e feriado nesta terça-feira(1) na capital potiguar com tempo aberto. Possibilidade de pancadas de chuvas apenas no período da tarde.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trânsito

TÁ CHEGANDO A VIRADA: Trânsito muda durante o réveillon na Redinha, Ponta Negra e Ponte Newton Navarro

Foto: Ilustrativa

A Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU) definiu na manhã da sexta-feira (28) a operação de trânsito que será montada para o réveillon na orla de Natal. Agentes de Mobilidade Urbana e batedores da STTU estarão nos locais orientando as intervenções e as opções de desvios.

As alterações no trânsito começam pela Ponte Newton Navarro às 10h do dia 31 de dezembro, quando o sentido Redinha/Forte da via estará fechado ao tráfego de veículos, ficando o sentido Forte/Redinha com mão dupla. A intervenção total da Ponte Newton Navarro acontece das 23h do dia 31 de dezembro até 01h do dia 1º de janeiro, quando o trânsito será liberado novamente.

Na Redinha, a interdição ocorrerá no Largo João Alfredo a partir das 12h do dia 31 dezembro e segue até o término do show da virada. Já em Ponta Negra, a Av. Erivam França será fechada a partir das 18h e segue até o término da queima de fogos.

TRANSPORTE PÚBLICO

Os usuários poderão contar, durante a virada, com as linhas corujões. São elas: a linha A (Ribeira/Alecrim/Redinha/Brasil Novo/Parque das Dunas/Pajuçara) que sai do terminal na Ribeira às 00h15, 01h45 e 03h25; linha B (Ribeira/Midway Mall/Amarante/Parque dos Coqueiros/Nova Natal/Gramoré), que sai do terminal na Ribeira às 00h25, 01h55 e 03h25; linha C (Ribeira/Via Costeira/Ponta Negra), que sai do terminal na Ribeira às 23h40, 00h50, 02h30 e 03h45; linha E (Felipe Camarão/Cidade Nova/Ponta Negra, via Av. Bernardo Vieira) que sai do terminal em Felipe Camarão às 00h20, 01h20, 02h10, 03h10 e 04h10; e a linha 33 (Planalto/Ribeira/Praia do Meio/Mãe Luíza) que opera 24h.

No dia 1º de janeiro, o sistema de transporte operará com horários e itinerários de domingo, além da Tarifa Social para os pagamentos em dinheiro. Com a medida, a passagem cai de R$ 3,65 para R$ 1,85.

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Prefeitura do Rio de Janeiro espera público de 2,7 milhões para Réveillon de Copacabana

Nielmar de Oliveira/Repórter da Agência Brasil

Com público esperado de 2,7 milhões de pessoas, o esquema operacional para o Réveillon de Copacabana terá reforço em todos os setores da prefeitura, como segurança, engenharia de tráfego, transporte coletivo, saúde e assistência social. O esquema operacional foi apresentado nesta quinta-feira (27) no Centro de Operações.

Como nos anos anteriores, o bairro será fechado para o tráfego de carros com antecedência. Este ano, o horário para circulação, inclusive de carros de moradores de Copacabana, foi prorrogado em meia hora, até as 19h30. Ônibus e táxis poderão desembarcar passageiros até as 22h.

A recomendação para quem for curtir o show pirotécnico ou as atrações dos nove palcos é utilizar o metrô, que venderá os cartões exclusivos para o dia 31 até amanhã (28). Após as 22h, os ônibus que saírem do centro ou da zona norte deixarão os passageiros na Enseada de Botafogo e os que seguem da zona oeste e da Barra da Tijuca param em Ipanema, mesmo local de embarque para o retorno após a meia-noite.

O coordenador de operações da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Rio), Joaquim Diniz, diz que a área de lazer em Copacabana, Ipanema e Leblon vai funcionar durante todo o dia 31 de dezembro e 1º de janeiro, com o fechamento de uma pista das avenidas Atlântica e Vieira Souto para os carros.

“A pista junto aos prédios funciona normalmente. Em Copacabana a gente inverte a pista, em Ipanema e Leblon a gente não inverte. Vai funcionar até as 19h30 no sentido em direção à Avenida Niemeyer. Às 19h30 a gente faz a inversão, porque é quando começam a chegar os ônibus do terminal. Às 5h volta ao normal”.

Limpeza

O responsável pelo Controle Urbano na Secretaria de Ordem Pública, Eduardo Furtado, explicou que a operação para a virada do ano já começou, com rotinas mais intensas na orla da zona sul, e que vão aumentar a partir de domingo.

“Na noite do dia 30 começamos com a Operação Tatuí, para retirar mercadorias enterradas na areia da praia, e iremos até as 19h do dia primeiro. Atuaremos com três equipes no dia 30, cinco no dia 31 e uma base de triagem, com esforço para a entrega da cidade em seu estado de normalidade já no dia 1º”.

A Companhia de Limpeza Urbana (Comlurb) disse que é esperado aumento de 15% na produção de resíduos este ano. No ano passado, foram retirados de Copacabana 285 toneladas de resíduo, sendo 41 toneladas recicláveis. Este ano, serão colocados 60 contêineres chamados de “laranjão” na orla. Segundo a Comlurb, os 40 utilizados no ano passado facilitaram a limpeza, pois muitas pessoas depositaram seu lixo neles. A expectativa é que a orla seja entregue limpa às 10h do dia primeiro, com equipes atuando no local a partir das 20h do dia 31.
Segurança e saúde

A Guarda Municipal vai trabalhar com efetivo 67% maior do que no ano passado, com um total de 1.774 guardas. A comandante da Guarda Municipal, inspetora Tatiana Mendes, disse que, após cinco anos de proibição pelo Ministério Público, os guardas utilizarão pistolas de eletrochoque durante o réveillon. Duas mil armas foram adquiridas em outubro e estão em uso pela corporação.

“É importante porque mantém a integridade do guarda municipal e também daquele que cometeu a ilicitude, porque, por segundos, ele imobiliza a pessoa, então tira ele do cenário e dá continuidade normal.”.

A Secretaria Municipal de Saúde montará quatro postos médicos na orla de Copacabana, com um total de 44 leitos e 44 poltronas de hidratação, além de 40 ambulâncias. Estarão de plantão com 40 médicos, 20 enfermeiros e 40 técnicos de enfermagem nos postos e 32 médicos, 32 enfermeiros e 8 técnicos de enfermagem nas ambulâncias. No ano passado, foram feitos 657 atendimentos e 58 remoções durante a festa.

Turismo

A ocupação nos hotéis está em 85% em Copacabana e 91% no Flamengo. O diretor de Atendimento ao Turista da Riotur, Maurício Werner, disse que o posto de atendimento da Rua Hilário de Gouveia vai fechar às 20h, mas pode ser procurado pelos turistas para comprar passeios e, como novidade, foi montada no local uma loja de produtos licenciados.

A queima de fogos vai ter dez balsas, com um total de 16,9 toneladas de fogos e trilha sonora de João Brasil. A prefeitura promete uma apresentação mais potente, com disparos de bombas de alto, médio e baixo calibre e artefatos inéditos, como uma cascata de bombas douradas e brancas que acendem lentamente e formam imagens em 3D no céu. A vistoria das balsas de onde são disparados os fogos será feita amanhã.

A partir das 19h do dia 31 haverá shows com Banda de Ipanema, Marco Vivan, Djs Cat Dealers, Baby do Brasil e Gilberto Gil. Depois da queima de fogos sobem ao palco a cantora Ludmilla, o DJ Dakid, a Beija-Flor de Nilópolis e um Dj animam o público até as 4h.

Também haverá shows no Flamengo, em Guaratiba, na Ilha do Governador, na Ilha de Paquetá, em Madureira, na Penha, em Ramos e em Sepetiba, com queima de fogos à meia-noite também no Flamengo.

Agência Brasil

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *