Saúde

Queiroga anuncia antecipação de doses da Pfizer totalizando 15,5 milhões até a junho

Foto: Reprodução/CNN Brasil

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta quarta-feira (14) que o governo antecipará o recebimento de doses da vacina da Pfizer contra a Covid-19 até o mês de junho, totalizando 15,5 milhões de doses do imunizante.

“Trago para o senhores uma boa notícia: a antecipação de doses da vacina da Pfizer, fruto de ação direta do presidente da República, Jair Bolsonaro, com o principal executivo da Pfizer, que resulta em 15,5 milhões da Pfizer já no mês de abril, maio junho”, disse o ministro, em entrevista após a 2ª reunião do comitê para o enfrentamento da pandemia.

“Ou seja, conseguimos antecipar, no calendário anteriormente previsto, das 100 milhões de doses, 2 milhões de doses da vacina da Pfizer que vai fortalecer nosso calendário de vacinação.”

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. O governo Bolsonaro está agindo, fazendo a sua parte. Estados e municípios precisam fazer a sua. Vamos torcer para que essas vacinas não sejam estocadas ou desviadas quando chegarem no RN. Por aqui, a coisa não está fácil. Já sumiu muito dinheiro enviado prá cá pelo governo federal e não vemos para onde foi. Cadê os novos leitos hospitalares?

  2. Hô Véio Bom da gota serena é o Presidente Bolsonaro e Dr Queiroga. A Pfizer dando show, compromisso e credibilidade dos seus produtos.
    O homem é bom, o homem é espetacular.

  3. Esse esclerosado é igual ao pesadelo.
    Falar é uma coisa, vacina no braço do povo é outra.
    #GovernoGenocida

    1. Vai chorando, mas tenta outra narrativa! Essa não engana ninguém mais. Até à água da China estamos aplicando com força. Um dia você cansa. Tem que preparar narrativas até 2026. Já pensou o trabalho que dá?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

BNDES volta a devolver dinheiro ao Tesouro, com antecipação de R$ 38 bilhões

Foto: Agência O Globo

O Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) fará a devolução antecipada de R$ 38 bilhões ao Tesouro Nacional, anunciou o banco na manhã desta segunda-feira. O pagamento vai acontecer nas próximas semanas, tão logo sejam feitos os trâmites legais necessários.

Em comunicado, o BNDES diz que a decisão mantém a sequência de amortizações antecipadas de dívidas com a União que vêm sendo feitas, “levando em consideração o planejamento financeiro e a governança do banco, fundamentada em análises de liquidez, fluxo de caixa, riscos e jurídica”.

De acordo com a nota, o saldo remanescente das dívidas (antes do atual pagamento) entre o BNDES e o Tesouro é de aproximadamente R$ 160 bilhões, “além do instrumento especial de capital próprio (IECP) no montante de R$ 36 bilhões”.

Desde dezembro de 2015, o BNDES vem fazendo devoluções antecipadas de contratos de empréstimos fechados entre o banco e a União. Ao longo dos governos Lula e Dilma, o banco tinha o caixa reforçado com recursos do Tesouro, em contratos com prazos a perder de vista, a serem emprestados em operações de crédito ou participações societárias. Com a crise fiscal do país, esses montantes começaram a ser devolvidos antecipadamente.

Em 2019, foram retornados R$ 123 bilhões ao Tesouro, sendo R$ 100 bilhões em empréstimos antecipados. No total, já foram devolvidos R$ 409 bilhões. Em 2020, com a pandemia, o BNDES suspendeu esses repasses, justificando que concentraria esforços em medidas para combater efeitos da Covid-19.

Em paralelo, ao longo de 2020, o banco teve resultado meteórico em seu plano de desinvestimento. Levantou R$ 47 bilhões com vendas de ações que detinha em grandes companhias, como Petrobras e Vale, por meio do BNDESPar, seu braço de participações. É o equivalente a mais da metade da meta estipulada pela instituição para ser cumprida até o fim de 2022.

Aviso do TCU

O BNDES também afirmou na nota que recebeu um ofício do Tribunal de Contas da União (TCU) afirmando haver irregularidade em empréstimos concedidos a instituições financeiras controladas, “inclusive o BNDES, firmados mediante a emissão direta de títulos públicos”.

O tribunal deu prazo de 60 dias para que o Ministério da Economia, junto com as instituições financeiras federais, lhe enviem um cronograma detalhado de devolução dos valores à União.

“Análises adicionais acerca do cronograma solicitado pela recente decisão do TCU serão efetuadas ao longo das próximas semanas, e eventuais informações relevantes serão divulgadas tão logo aprovadas nas alçadas competentes do banco”, afirmou a nota do BNDES.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. O país não tem projetos. O homem racional não consegue ver objetividade nesse governo federal a tendência é sobrar dinheiro mesmo. Como acreditar nas palavras de um suposto líder que acredita na terra plana? Que é contra ciência? Um ser irracional governa o país na base de mentiras. Disse que seria diferente, hoje compra o congresso. Aposto que num sai uma reforma desse governozinho medíocre. Enquanto isso, passamos vergonha no cenário internacional. MOURÃO VEM AÍ! A economia não anda com Bolsonaro, Guedes é fraco e o presidente está preocupado em salvar o filho.

  2. Isso é um absurdo, uma desgraça, falta de competência do governo.
    Qual a razão de não financiar obras em Cuba e Venezuela como era feito até 2016?
    Deviam mandar essa dinheirama para ditadores na África como foi costume até 2016.
    Que governo sem controle, deixar esse dinheiro voltar aos cofres e ser usado em hospitais, escolas, desenvolvimento, deveria financiar partidos para conseguir apoio político.
    É por essas e outra que esse impeachment tem que sair logo, assim não pode, assim não dá

    1. Com toda roubalheira do PT eu tinha um cartão de credito do BNDES para compra de máquinas e equipamentos para minha empresa no valor de 200 mil! Sabe qual o valor q tem hoje? Depois do governo de Bolsonaro? ZERO! sabe a esperança de voltar a ter esse cartão para alavancar a empresa? ZEROOOO! Do jeito q vai é melhor fechar pq nem os ME nem EPP tem acesso ao crédito com o BNDES Hoje em dia

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

Banco do Brasil lança linha de antecipação de saque aniversário do FGTS

Foto: © Tânia Rego/Agência Brasil

O Banco do Brasil lançou nesta semana nova linha de crédito para trabalhadores que aderiram à modalidade de saque aniversário do Fundo de Garantia por tempo de Serviço (FGTS), anunciou na noite dessa terça-feira (28) a instituição financeira. Os trabalhadores que aderiram à modalidade de saque passam a ter a possibilidade de antecipar os valores previstos para saque anual no mês de aniversário, utilizando o saldo de sua conta FGTS como garantia.

A autorização prévia é indispensável para contratar a operação. O cliente deve concedê-la pelo App FGTS ou pelo site da Caixa Econômica Federal. Só a partir dessa autorização é que o BB pode consultar o saldo e fazer o bloqueio do valor com vinculação ao empréstimo. O site da Caixa também disponibiliza os limites de valores por faixa de saldo, bem como as regras de adesão ao saque aniversário.

A linha de crédito permite antecipar até três anos dos recursos do saque aniversário do FGTS, tem valor mínimo por operação de R$ 1 mil e taxas a partir de 0,99% ao mês.

O cliente pode solicitar o empréstimo diretamente no App BB (Empréstimos >> Antecipe seus créditos >> CDC FGTS Saque Aniversário). A contratação pode ser feita também pela Central de Atendimento BB (0800-7294117 ou 4003-4117) e nas agências. A liberação do crédito em conta corrente ocorre após a reserva do saldo na conta do FGTS.

No último dia 23, a Caixa Econômica Federal também anunciou o lançamento da linha de crédito.

Agência Brasil

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

VAI EMENDAR COM CORPUS CHRISTI: Feriado de Mártires de Cunhaú e Uruaçu é antecipado para esta sexta-feira

Com 14 votos favoráveis, contra 05 contrários, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte aprovou nesta quarta-feira(10), a antecipação do feriado estadual do dia 03 de outubro, em Memória dos Mártires Uruaçu e Cunhaú, para esta sexta-feira(12).

A Casa atendeu ao pedido do Governo do Estado, que tem como objetivo ampliar o distanciamento social, que preocupa as autoridades sanitárias no Rio Grande do Norte. Em coletiva da Sesap nesta quarta, a atualização registrou neste momento apenas 39% da taxa de isolamento.

Vale lembrar que nesta quinta-feira(11) também é feriado: Corpus Christi.

Opinião dos leitores

  1. Se der tudo certo …voltaremos a trabalhar só depois do CARNATAL , judiciário , legislativo , todos os servidores públicos recebendo em dia , aí pode TUDO

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

AUXÍLIO EMERGENCIAL: Bolsonaro diz que “nada foi cancelado” e que “um ministro anunciou sem estar autorizado que iria antecipar a segunda parcela”

Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta quinta-feira, que o anúncio da antecipação da segunda parcela do auxílio emergencial — posteriormente revogada — foi feito sem a sua autorização.

O anúncio havia sido feito, na segunda-feira, em uma coletiva no Palácio do Planalto na qual participaram o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, e o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni. Na quarta-feira, o Ministério da Cidadania informou que a antecipação não vai acontecer devido à falta de recursos.

O comentário de Bolsonaro foi feito em uma publicação em sua página no Facebook. Uma seguidora afirmou que o governo havia “cancelado” o auxílio e perguntava como o povo iria “sobreviver”.

O presidente, então, respondeu que “nada foi cancelado” e que “um ministro anunciou sem estar autorizado que iria antecipar a segunda parcela”.

“Primeiro se deve pagar a todos a primeira parcela, depois o dinheiro depende de crédito suplementar já que ultrapassou em quase 10 milhões o número de requerentes. Tudo será pago no planejado pela Caixa”, completou Bolsonaro na rede social.

De acordo com a nota divulgada pelo Ministério da Cidadania na quarta-feira, as três parcelas do auxílio vão exigir um desembolso de R$ 32,7 bilhões cada uma e que já foram transferidos para a Caixa R$ 31,3 bilhões.

Um contingente de 12 milhões de trabalhadores ainda não receberam a primeira parcela.

O cronograma de pagamento da segunda parcela, previsto para começar nesta quinta-feira até quarta-feira que vem, dia 29, só será anunciado em maio, segundo a nota. O Ministério menciona ainda que foi alertado pela Controladoria Geral da União (CGU) sobre a questão orçamentária.

Até as 7h desta quinta-feira, de acordo com balanço da Caixa, foram finalizados 45,9 milhões de cadastros no aplicativo e site por trabalhadores que não estão inscritos no Cadastro Único do governo e pleiteiam o auxílio.

O Globo

 

Opinião dos leitores

  1. Enquanto os governos estaduais ficam esperando socorro, o PRESIDENTE segue socorrendo a todos, Mais a petralhada ainda reclama.

    1. BOZO e TIO PATINHOS, ñ se entende. Na concepção do TIO PATINHOS, é travar, é retardar e dificultar.

    2. Não seja crápula, o presidente ta fazendo tudo certinho, dinheiro pra os mais carentes, até canalhas que não precisam tão recebendo.(isso é uma logística dificílimo, em tempo record) . O atendimento aos infectados está 100% dentro dos padrões, e com certa folga em algumas regiões. Portanto, está agindo com perfeição. Na área econômica, em que até os EUA esta penando, o Brasil está surpreendendo com suas ações. Então amigo, tenha gratidão ao nosso presidente, só o mito pra ter essa competência.

    3. Os governos passados o peru entrou e vcs nem perceberam, ainda acharam tão bom que defendem os ladroes até hoje !!!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

ANTECIPAÇÃO DE COLAÇÃO – SAÚDE: UnP diz que requerimentos de concluintes serão analisados individualmente, levando em conta “vários pontos”; veja quais em nota

Universidade Potiguar – UnP, em nota, destaca portaria, diz que “não procede a informação de que a instituição se negou a cumprir qualquer decisão prevista no Plano de Contingência do Governo Federal”, e informa exigências para antecipação de colação, após repercussão de nota de repúdio de turma de medicina, requerente.

Veja integra abaixo:

A Universidade Potiguar – UnP entende o momento vivenciado pela população mundial com o avanço da COVID-19 e a intenção dos órgãos competentes com esta decisão da antecipação da colação de grau dos alunos do último período dos cursos de Medicina, Farmácia, Enfermagem e Fisioterapia. Porém, desde a publicação da Medida Provisória 934, de 1º de abril, que estabeleceu normas excepcionais, decorrentes das medidas para o enfrentamento da situação de emergência de saúde pública e, logo a publicação da Portaria MEC 374/20, de 03 de abril, que foi revogada e substituída pela Portaria MEC 383/20, de 09 de abril, a UnP analisou a extensão da excepcionalidade, procedimentos e riscos para os estudantes, dado que as diretrizes não eram procedimentos ordinários.

O resultado desta análise gerou menos esclarecimentos e mais incertezas sobre o futuro dos estudantes, uma vez que todos deveriam ser selecionados e alocados em ações de enfrentamento da junto ao MS por tempo indeterminado, com registro profissional provisório gerado pelo MS e não por seus respectivos Conselhos Regionais. Diante deste panorama, os alunos foram devidamente orientados por suas coordenações de curso.

No entanto, a partir da nova Portaria nº 383/20, a instituição esclarece os seguintes pontos:

• Os alunos que estão em semestres concluintes e que tenham cumprido integralmente os processos institucionais podem, como previsto no Manual do Aluno, solicitar Colação de Grau por meio do Autoatendimento. O protocolo será analisado levando em conta, entre vários pontos, cumprimento da carga horária exigida de atividades complementares, pendências e/ou reprovações em disciplinas e participação no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (ENADE). Os requerimentos abertos serão respondidos após análise individual.

• Ainda é importante esclarecer que, de acordo com o disposto no Artigo 53, incisos II e V, da Lei nº 9.394/96, conhecida como a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, compete às universidades fixar os currículos dos seus cursos e programas, observadas as diretrizes gerais pertinentes, bem como elaborar e reformar os seus estatutos. Por esta razão, a Medida Provisória 934/2020 estabeleceu de forma clara que as instituições de ensino superior “poderão” abreviar a duração dos cursos, pois se impusesse tal obrigação estaria ferindo a autonomia prevista na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.

• Por fim, a UnP reforça que não procede a informação de que a instituição se negou a cumprir qualquer decisão prevista no Plano de Contingência do Governo Federal.

A UnP entende a preocupação que o momento exige e está comprometida em auxiliar os esforços de contenção e combate à pandemia, tanto que nossos estudantes do último ano do curso de Medicina, junto com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte e Secretaria Municipal de Saúde, estão participando de ações no combate à COVID-19 atuando via teleatendimento na triagem de casos suspeitos e orientação à população sobre a doença, de forma segura e adequada.

Como uma instituição de ensino séria e comprometida com a sociedade, a UnP seguirá estritamente o determinado pelos órgãos competentes. No entanto, considera que a formatação do plano de ação estratégica não observou o necessário envolvimento de todos os atores demandados, expondo parte deles – e a própria coletividade – a danos colaterais que virão a se somar a todos aqueles já causados pelo COVID-19.

Universidade Potiguar

Opinião dos leitores

  1. Cortando meus comentários?
    Jornalismo imparcial ou está na folha da empresa mencionada?
    Eu achava que o Sr. fazia um jornalismo independente. Errei?

  2. O fato é que a Laureate está em avançado processo de insolvência no mundo todo e ainda é lucrativo aqui o Curso de Medicina, daí não quererem abrir mão de nenhum centavo das mensalidades.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

UERN diz que analisa requerimento de concluintes de medicina que pedem antecipação da colação para suporte a Saúde no combate ao coronavírus

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), ciente do seu papel social e formativo, não tem medido esforços para contribuir com o controle da disseminação do novo coronavírus (COVID-19).

Desde o início da pandemia, a instituição tem seguido todos os protocolos do Ministério da Saúde, tendo sido a primeira Universidade no Rio Grande do Norte a suspender as atividades presenciais, a fim de evitar aglomeração de pessoas, principal forma de combate à disseminação do vírus.

Atualmente a Instituição possui 28 possíveis concluintes no curso de Medicina, que necessitam ainda integralizar conteúdos para que possam receber seus diplomas. Nesta segunda-feira (23), os estudantes do último período protocolaram o pedido de antecipação de colação de grau para que possam atuar como médicos diante da grave crise na saúde pública em decorrência da pandemia.

Veja mais: Com mais de 9000 horas cursadas, concluintes de medicina da UERN pedem antecipação da colação para suporte a Saúde no combate ao coronavírus

A UERN está analisando o caso, respeitando todas as instâncias necessárias. A universidade entende que, diante deste cenário, a inserção de novos médicos no sistema de saúde pública é uma medida essencial e urgente, assim como, para garantir a validade da formação dos nossos estudantes, é importante que toda e qualquer decisão esteja embasada legalmente.

Opinião dos leitores

  1. Conto do vigario! Nao vai nenhum… querem mesmo é fazer residência. Todo ano é isso. Bando de oportunistas!!!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

Com mais de 9000 horas cursadas, concluintes de medicina da UERN pedem antecipação da colação para suporte a Saúde no combate ao coronavírus

Foto: Ilustrativa

Graduandos do curso de medicina Universidade Estadual do Rio Grande do Norte(UERN) solicitam oficialmente a antecipação de colação de grau, e consequente certificado de conclusão de curso pelo cumprimento de 93,39% de horas realizadas na grade curricular, que corresponde a 9050 horas.

O pedido extraordinário, também atendendo ao clamor social, acontece após o Ministério da Saúde informar nos últimos dias que o governo vai permitir a antecipação da formatura de estudantes de medicina para reforçar os hospitais no combate ao novo coronavírus.

O curso de medicina da UERN possui uma das maiores grades curriculares do país e ultrapassa, com folga, as 7.200 horas mínimas exigidas pelo Ministério da Educação(MEC) para conclusão do curso.

A lista com 28 nomes de graduados da UERN destaca em requerimento que dentro da grade curricular, resta pendente apenas carga horário de estágio supervisionado. O documento da comissão dos concluintes de medicina foi assinado no dia 21 de março.

Ação do Governo Federal

Em videoconferência com prefeitos de capitais e cidades de grande porte, Mandetta discutiu medidas para otimizar o enfrentamento da pandemia no país.

“Nós vamos antecipar, agora, os meninos do sexto ano [de medicina] que falta um mês, dois meses para se formar. Vamos acelerar. Esse meninos são jovens, eles não têm experiência, mas podem fazer uma parte do atendimento. Não para colocá-los no CTI, mas eles podem ajudar muito”, disse.

O ministro afirmou anda que o governo dará ordem para que hospitais treinem médicos residentes que hoje cumprem funções em outras áreas para atuarem em CTIs. Segundo ele, o país tem hoje cerca de 70 mil desses profissionais recém-formados que poderiam ser aproveitados no enfrentamento ao vírus.

Opinião dos leitores

  1. Não sou a favor.Temos centenas de profissionais a espera do revalida, porquê não os convocam?

  2. Existe hoje no Brasil, mais de 900 médicos formados no exterior esperando o revalida, profissionais capacitados. Sou a favor que esses médicos sejam convocados.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Com pandemia, Governo Federal antecipa 13º de aposentadorias do INSS

Foto: reprodução

Para fazer frente à crise do novo coronavírus, o Ministério da Economia anunciou nesta quinta-feira (12) que vai antecipar de novembro para abril o pagamento de R$ 23 bilhões referentes à parcela de 50% do 13º salário de aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional de Seguro Social).

Também estão em análise mudanças no programa do saque imediato do FGTS, que liberou a retirada de recursos das contas dos trabalhadores.

A decisão é parte de um conjunto de medidas anunciadas como forma de combater efeitos da crise provocada pelo novo coronavírus.

A pasta instituiu um grupo de monitoramento dos impactos econômicos da pandemia, coordenado pelo secretário-executivo, Marcelo Guaranys. O grupo buscará medidas com base nas orientações do Ministério da Saúde.

Das cinco ações apresentadas nesta quinta, três fazem referência ao INSS. Além da antecipação do 13º, será suspensa a exigência de prova de vida dos beneficiários por 120 dias. Também será proposta uma redução do teto dos juros de empréstimos consignados feitos por beneficiários do INSS.

Em outra decisão, será definida uma lista de produtos médicos importados que terão preferência tarifária para garantir o abastecimento. Também será organizado um desembaraço aduaneiro de produtos médicos e hospitalares.​

Em nota, o Ministério da Economia afirmou que serão monitoradas as dimensões fiscal, creditícia, federativa, tributária, gestão pública, setor produtivo, e trabalho e Previdência. O grupo vai avaliar riscos potenciais e apresentar medidas que mitiguem os impactos econômicos causados no país.

“Neste momento crítico, mesmo diante do exíguo espaço fiscal, o Ministério da Economia buscará, em conjunto com a Câmara dos Deputados e o Senado Federal, a realocação ágil de recursos orçamentários para que não falte suporte ao sistema de saúde brasileiro”, afirmou.

De acordo com a pasta, uma instrução normativa elaborada pelo Ministério da Saúde será publicada nesta sexta-feira (12) com recomendações sobre o funcionamento do serviço público federal.

“Outras medidas podem ser adotadas de acordo com o andamento dos trabalhos do grupo de monitoramento e orientações do Ministério da Saúde”, disse.

FolhaPress

Opinião dos leitores

  1. Já a nossa (des)governadora não dá sinal do pagamento dos atrasados!!
    CALOTEIRA
    FORA FÁTIMA

  2. Edmilson Fernandes, deixe pra chorar quando a governadora começar a implantar os novos índices da previdência, pois o pouco que resta ñ vai dá nem pra comer, imagine p álcool e máscaras .

  3. BG, pelo amor de deus, será que com essa pandemia do corona vírus a governadora Fátima Bezerra não se sensibiliza e paga o salário de dezembro e o 13° de 2018, Homi pelas caridade ver se vc consegue isso pra nós servidores comprar álcool gel e máscara. Ajude aí vai!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

Governo do Estado confirma antecipação de R$ 180 milhões de royalties de petróleo

A Secretaria de Estado de Planejamento e Finanças (Seplan) informa nesta quinta-feira(05) que o governo do Rio Grande do Norte confirmou a antecipação de R$ 180 milhões em royalties da exploração de petróleo e gás no estado potiguar.

Segundo a Seplan, a antecipação vai acontecer por meio de empréstimo e o Poder Executivo ainda está acertando com o Banco Daycoval, responsável pela operação, o valor dos juros a serem pagos. A ideia é usar a verba para colocar os salários dos servidores estaduais em dia.

O valor adiantado está dentro dos royalties previstos até 2022 pela exploração de petróleo e gás no RN.

Com acréscimo de informações do G1-RN

Opinião dos leitores

  1. Se antecipar receita para pagar dívidas, não pagará obrigações do próximo ano. RN não quebra se Bolsonaro salvar!

  2. Quero saber por onde anda os sindicatos que fazia o maior rebuliço no governo Robson??
    Taí o Banco vai depositar 180.milhões e vai comer 15 milhões por mês até o final do desgoverno petista, totalizando 450. Milhões, ou seja, vai depositar 180. Em troca de 450. Isso é imoral. Uma agressão aos potiguares, e no próximo ano pra pagar o pessoal, vao antecipar o quê???
    Peça pra sair Fátima Turistas Lula Bezerra.
    E a teforma da Previdência, que ela chamava a PEC do mal, vai ter que implantar no RN, como é que ela vai chamar??
    É a Pec do suicídio??
    Cadê os sindicatos?????
    Kkkkkkkk

  3. Vai receber R$:180.000,00 e ficar quase 3 anos sem receber nada , enquanto nesse ano, ate Novembro o estado já recebeu R$:161.000,00,trocando em miúdos , vai trocar +- R$:450.000,00 por R$:180.000,00 , Parece bem vantajoso para o estado, para não dizer o contrario.

  4. Pessoal de Robinson esta maluco governadora vai fechar ano pagando Dezembro e. decimo de 2019 novembro de 2018

    1. Dou R$ 50.000,00 de recompensa quem me mostrar um ÚNICO ALUNO DA PROFESSORA???

  5. Daycoval tens cuidado. Esse aí não paga a ninguém. Agora mesmo vai cobrir um santo para descobrir outro.. Só para o IPE ele deve 1 bilhão, consórcio Arena outra lapada, servidor, nem se fala, e por aí vai…

  6. E o PREJUÍZO DO DESÁGIO?? Nenhum órgão de fiscalização diz nada?? Cadê a ASSEMBLEIA, TCE, MPC e o MP. Estamos perdidos!!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Prefeitura do Natal antecipa o pagamento de dezembro dos servidores

18294A Prefeitura do Natal antecipou o pagamento da folha de dezembro. Previsto para sair nos dias 26, 27 e 30 deste mês, a remuneração dos servidores públicos municipais será liberada nesta terça-feira (24), véspera de Natal, até as 18h. A iniciativa partiu do prefeito de Natal, Carlos Eduardo.

A antecipação do pagamento representa uma injeção de R$ 42,701 milhões na economia natalense e vai beneficiar 20.651 servidores, entre ativos e inativos, segundo dados da Secretaria Municipal de Administração e Gestão Estratégica (Segelm). A liberação do pagamento antes da data ocorre por conta do esforço para equilibrar as contas públicas feitos desde o início da gestão.

Além da antecipação do pagamento de dezembro, a Prefeitura também liberou antes do previsto a segunda parcela do décimo terceiro dos servidores municipais. Previsto para sair no dia 20 de dezembro, o décimo foi pago no dia 13.

Opinião dos leitores

  1. VAMOS VER QUANDO DRA. ROSALBA VAI PAGAR OS FUNCIONÁRIOS DO ESTADO, VAMOS ACLAMAR A JESUS QUE ELA EFETUE O PAGAMENTO ESTE MÊS . ESTA DE PARABÉNS O DR. CARLOS EDUARDO.

  2. Parabéns ao prefeito por este exemplo de gestão, nossa cidade virou um canteiro de obras, espero que ele consiga reverter estes quatros anos de atraso da gestão passada.

    1. Parabéns meu querido prefeito Carlos Eduardo, pela iniciativa da antecipação do pagamento e pela nossa cidade esta tão linda cheia de atrações natalinas e por tantas coisas boas que você tem proporcionado aos natalenses. que Deus lhe ilumine sempre lhe dê sabedoria para conduzir tão bem seus trabalhos como excelente gestor que você é. lhe desejo um feliz Natal e um ano novo de muita saúde e paz para você e toda sua família.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

UTILIDADE PÚBLICA: Prefeitura do Natal antecipa pagamento de funcionalismo para sexta-feira

17852O prefeito de Natal, Carlos Eduardo decidiu antecipar o pagamento do funcionalismo do mês de outubro para a próxima sexta-feira (25). O pagamento estava previsto inicialmente para os dias 29, 30 e 31, de acordo com os números finais de matrícula. A antecipação é em função do Dia do Servidor Público, comemorado no dia 28 de outubro.

A Secretaria Municipal de Administração e Gestão Estratégica (Segelm) confirmou que o pagamento de todos os 21.497 servidores da Prefeitura do Natal (ativos, inativos e pensionistas) será efetuado no dia 25, independentemente do final da matrícula.

O pagamento do funcionalismo municipal vai injetar R$ 52 milhões na economia da cidade.

Opinião dos leitores

  1. Vetou meu comentário mais uma vez, não é mesmo Bruno? Atingi algum alvo que vc defende? Porque não fui desrespeitoso com quem não nos respeita, nem fui ofensivo ao ponto de passar dos limites éticos necessários para se fazer comentários sobre PLANEJAMENTO, que a Prefeitura de Natal (depois do desastre Micarla) demonstra com ações e atitudes que possui e o Governo Rosado não, se limitando a reclamar apesar dos sucessivos recordes de arrecadação. Quer tapar o sol com uma peneira, é?

  2. A prefeitura de Natal tá mil vezes melhor q o governo do RN!!!ao invés de atrasar o pagamento dos servidores,paga antes do dia!!!Parabéns prefeito Carlos Eduardo!!!Vê se segue o exemplo dona Rosalba!!!#rosalbanumganhamaispranadanorn

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Audiência de julgamento do caso 'F.Gomes' foi definida para o dia 29 deste mês

A audiência de instrução e julgamento para ouvir os réus e as testemunhas de defesa e acusação do processo do jornalista F Gomes, foi reaprazada para o dia 29 de agosto, uma quarta-feira. Anteriormente, o juiz Luiz Cândido Villaça, da Vara Criminal de Caicó, tinha marcado a audiência para o início do mês de setembro. O local é o Fórum Amaro Cavalcante.

Os réus no processo, Rivaldo Dantas de Farias, Marcos Antônio de Jesus Moreira, Gilson Neudo Soares do Amaral e Evandro Medeiros, serão ouvidos na audiência.

Dentre as testemunhas que fora arroladas pelo promotor Geraldo Rufino de Araújo Júnior estão Sheila Maria Freitas de Souza (delegada que investigou o caso); Rubens Pergentino de Araújo (agente Polícia Civil que atuo na investigação); Sidney Silva (Radialista que trabalhou com F Gomes); Henrique Baltazar Vilar dos Santos (Juiz); Lucineide Medeiros da Cunha Lopes (radialista – esposa de Lailson Lopes, que está preso apontado como um dos mandantes do crime); Renner Dantas de Farias (irmão de Rivaldo e dono dos cheques trocados para a paga do crime); Silvio Marcelino da Silva Júnior (agente da Polícia Federal); As testemunhas de defesa não foram conhecidas ainda.

O promotor Geraldo Rufino de Araújo Júnior já ofereceu denúncia contra os réus.

Os presos, Rivaldo Dantas de Farias, Gilson Neudo Soares do Amaral e Marcos Antônio de Jesus Moreira, foram denunciados por homicídio triplamente qualificado. As qualificadoras são: homicídio mediante paga, praticado por motivo fútil e cometido à traição, de emboscada, ou mediante dissimulação ou outro recurso que dificulte ou torne impossível a defesa do ofendido.

O promotor entendeu que para eles cabe a mesma situação de João Francisco dos Santos, (Dão), que assassinou F Gomes, em frente a sua residência, no dia 18 de outubro de 2010, ou seja, de acordo com o artigo 29 do CP, Quem, de qualquer modo, concorre para o crime incide nas penas a este cominadas, na medida de sua culpabilidade.

Já o policial militar Evandro Medeiros, foi denunciado por homicídio simples, somado ao artigo 29 (quem, de qualquer modo, concorre para o crime), uma vez que ele é apontado como o guardião da arma usada para matar o radialista. O promotor destaca ainda o parágrafo primeiro do artigo 29, que diz: Se a participação for de menor importância, a pena pode ser diminuída de um sexto a um terço.

Com informações do blog do Sidney Silva

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

Prefeitura de Natal antecipa salários de parte dos servidores

Pelo Twitter, a prefeita de Natal Micarla de Souza anunciou para hoje, 22, a antecipação dos salários de dezembro de 15 mil servidores.

O pagamento é referente aos menores vencimentos do funcionalismo municipal, no valor total de R$16 milhões e 200 mil.

A medida atinge as administrações direta e indireta.

Segundo a assessoria da prefeitura, amanhã, 22, outra parte dos servidores vai ter seus salários adiantados e até terça-feira, 27, todo pagamento dos aproximadamente 21 mil servidores municipais estará concluído.

A folha de dezembro custou aos cofres da prefeitura aproximadamente R$ 26 milhões.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *