Política

VEJAM OS DETALHES: Câmeras de segurança mostram que Joice não saiu do apartamento de quinta a terça-feira e que ninguém entrou no imóvel da deputada

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O Departamento de Polícia Legislativa da Câmara dos Deputados (Depol) realizou perícia em 16 câmeras do prédio onde se localiza o apartamento funcional da deputada Joice Hasselmann e concluiu que a parlamentar não saiu do imóvel de quinta (15) a terça-feira (20), momento em que teria saído para o hospital. Além disso, foram realizadas oitivas de funcionários que trabalham no local. Também não foi identificada a entrada de nenhuma pessoa estranha nesse período.

O Depol já enviou o inquérito acerca do caso para o Ministério Público Federal. Caberá ao Procurador da República oferecer ou não a denúncia à Justiça Federal.

A Câmara esclarece que há segurança nos locais onde se localizam os apartamentos funcionais dos parlamentares. Os prédios possuem vigilância armada e porteiros, ambos 24 horas por dia, 7 dias por semana. Além disso, há câmeras de segurança e rondas ostensivas, com viatura caracterizada.

Demais informações sobre a investigação do caso da deputada Joice Hasselmann, no âmbito do Departamento de Polícia Legislativa da Câmara dos Deputados, são sigilosas, conforme artigo 20 do Código de Processo Penal.

As informações são do site da Câmara Federal

Opinião dos leitores

  1. Esse ataque tá cheirando fakada, igualzinho a facada fake que elegeu o pior presidente que o país já viu

    1. Igual àquele câncer fajuto que o Luladrão teve na garganta? Macaco não olha o próprio rabo.

  2. Essa deputada é realmente uma pilantra, cria uma história inusitada para situação que dar no mínimo para desconfiar das suas afirmações malucas, como pode uma pessoa levar uma surra dessa e não ver nada outra coisa ela afirma que não dorme no mesmo quarto com o marido porque o mesmo ronca e assim ela não consegue dormir e não acorda com uma surra desse tamanho, é mais uma mentira desse povo de conduta nada aceitável.

  3. Se a pessoa diz que não lembra de nada do que aconteceu, como pode afirmar que o marido não fez nada?
    Pq se recusar em fazer exame toxicológico?

  4. Então ela foi espancada de sábado para domingo com várias lesões graves e só procurou um hospital na terça-feira ? Mais de 48 horas depois… sendo que ninguém entrou ou saiu… tá muito forte o cheiro de que o marido espancou ela e a ameaçou (provavelmente de contar os podres dela e acabar com a carreira política) caso ela o denunciasse…

  5. Extremamente inexplicável, essa senhora vir ao público, contar uma história, de muitas fragilidades, com denúncias torpes e desqualificadas. Vai ver que teremos, nesse caso, a única vítima de um espírito.

  6. A palhaçada dessa senhora está a caminho de acabar. Não merece um voto sequer. Ano que vem acaba a fanfarra dela.

  7. Essas apurações preliminares constataram que ela passou 5 dias sem sair de casa e que não se verificou a entrada de pessoas suspeitas no prédio. Quem estava com ela em casa? Segundo ela mesma falou, era o marido. A suspeita cada vez mais aumenta sobre ele. Ela não aceitou fazer exame toxicológico. Porque será? Esse caso vai dar muito trabalho para ser desvendado. O que ela fala não se encaixa.

    1. eu já acho que vai ser bem fácil desvendar este caso… o agressor estava dentro de casa e não saiu…

    2. Desconfio que tenha sido um ET…. Não tem outra explicação.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

SETHAS não consegue explicar renovação de contrato irregular sem licitação para Restaurantes Populares

Após o Blog do BG divulgar pela segunda vez a contratação sem licitação de empresa em situação irregular para administração de quatro Restaurantes Populares, a Secretaria Estadual de Trabalho e Assistência Social (Sethas) encaminhou nota para tentar se justificar, porém muitas lacunas deixaram de ser respondidas.

Em nota, a Sethas alega que nos próximos dias, enfim, um processo licitatório será aberto e a prorrogação do contrato por mais 120 dias sem licitação, teria gerado economia em 10 meses de R$ 3,7 milhões, porém o período do montante da “economia” considera os 180 dias iniciais somados aos 120 dias da renovação. Detalhe importante é que os 180 dias inicialmente contratados sequer se exauriram, o que torna ainda mais estranha a renovação realizada. A empresa PAISAGEM COMÉRCIO E SERVIÇOS LTDA EPP somente iniciou a operação das unidades dos Restaurantes Populares no dia 31/01/2021, sendo essa inclusive a razão do pagamento por indenização às empresas anteriormente contratadas pelos serviços prestados mês de Janeiro/2021, cujos contratos haviam se encerrado no final de Dezembro/2020, o prazo de 180 dias dos contratos emergenciais firmados inicialmente somente se encerrariam no dia 27/07/2021. Com a renovação por mais 120 dias, os contratos emergenciais passam a vigorar até o dia 21/11/2021.

VEJA MAIS: Governo renova contrato sem licitação de R$ 936 mil para Restaurantes Populares com empresa em situação irregular

E MAIS: Governo do RN contratou sem licitação empresa com várias irregularidades no programa do restaurante popular

A Sethas ainda argumentou “que haveria deflagrado o processo licitatório relativo aos Restaurantes no dia 03/12/2020, inclusive mencionando o número deste no SEI (nº 02010009.002826/2020-18), o qual encontra-se em andamento na Secretaria de Estado da Administração/SEAD, com conclusão prevista para ocorrer em 90 dias, e por esta razão foi decidida a prorrogação dos contratos emergenciais por mais 120 dias, para dar tempo de proceder com a migração entre os contratos”.

Daí, ficam as perguntas: Se o processo licitatório referente aos Restaurantes foi aberto em 03/12/2020 e os contratos emergenciais foram firmados inicialmente em 30/12/2020, ou seja, em razão dessa tramitação, será que só agora a SETHAS viu que não seria possível concluir o procedimento licitatório em tempo hábil, já que se passaram 06 meses da abertura do procedimento para licitação? Será que só agora a SETHAS viu que os contratos emergenciais firmados em 30/12/2020, com prazo de 180 dias de fruição a contar do início dos trabalhos, não teriam prazo suficiente para atender a população? Se o processo licitatório foi aberto em 03/12/2020, somente após mais de 05 meses após a assinatura dos contratos emergenciais é que a SETHAS viu que estes não teriam prazo suficiente para atender a população? Não estaríamos, assim, diante de completa falta de acompanhamento e de planejamento, o que teria sido a razão REAL das renovações atípicas dos emergenciais? Se houvesse acompanhamento e planejamento, não caberia a SETHAS ter, em tempo hábil, como o fez em Dezembro/2020, ter aberto nova contratação emergencial para os Restaurantes ou invés de simplesmente renovar os atuais instrumentos, permitindo que outras empresas viessem a apresentar propostas de preços que poderiam, inclusive, ser mais satisfatórias ao erário público do que as apresentadas pela atual prestadora do serviço?

Ao alardear a economia na renovação com a empresa escolhida, a Sethas não menciona, por exemplo, no caso do Restaurante Popular em Parnamirim e Parelhas por que não escolheu a empresa que ofereceu proposta com menor preço?

A SETHAS ainda alegou em nota que no mês de outubro a PAISAGEM apresentou certidão negativa para contratar com a administração pública. Porém não teve o mesmo cuidado para analisar a documentação atualizada da empresa que se encontra com Certidão de Débitos Trabalhista POSITIVADA, conforme atesta o documento expedido no site do TST.

Inclusive, por tal situação, a referida empresa foi INABILITADA em uma licitação ocorrida há poucos dias, realizada pelo Governo da Paraíba (Pregão Eletrônico Nº 039/202 Processo nº 19.000.026869.2020 Objeto: Registro de preços para a contratação de fornecimento de refeições), na qual apresentou uma certidão anterior, que ainda estaria vigente. Porém, o Pregoeiro que realizou a sessão, ao consultar a real situação da empresa, constatou a irregularidade, e inabilitou a mesma no processo.

Por fim, a SETHAS tenta justificar com acórdão do TCU que a prorrogação por mais de 180 dias teria amparo legal. Sendo que este não pode ser entendido como verdade plena e correlata ao que se apresenta nos contratos emergenciais renovados pela Pasta, posto que, concretamente, caso o procedimento estivesse sendo acompanhando da forma correta, e dentro de um planejamento, observa-se que haveria tempo mais que suficiente para realização do certame, o qual segundo a própria SETHAS foi aberto em 03/12/2020, ou, na pior hipótese, de nova contratação emergencial e não simplesmente a renovação dos atualmente existentes. Salientando-se, ainda, que em ao menos duas Unidades (Parnamirim e Parelhas), sequer o preço renovado foi o menor, posto que outra empresa indicou a possibilidade de realizar o mesmo serviço por preço menos do que o renovado.

 

Opinião dos leitores

  1. O MP tem que ir para cima do governo do RN para identificar e punir na forma da lei esse secretário irresponsável que assinou esse contrato com uma empresa bichada e sem as certidões negativas que o contrato exige, mesmo sendo emergencial. Pode apurar que tem boi na linha, os bacanas de ambos os lados levaram vantagens escusas nesses contratos, pois mesmo tendo uma outra empresa com preços mais baixos, a que foi escolhida foi a mais cara, é o contribuinte pagando a conta.

  2. O TCE e o ministério público tem que investigar… Contratações emergenciais sempre tem que ser muito bem fundamentadas pra que o gestor não responda por improbidade administrativa… Se bem que com as mudanças que o congresso quer fazer na lei de improbidadeadministrativa, com o apoio do MINTOmaníaco das rachadinhas e sua bancada, ninguém mais será punido quanto a isso…

  3. Esse é o Governo que faz as coisas erradas e não sabe explicar, bem típico do ex presidente e condenado que sempre vinha com esse papo, que não sabia de nada.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

VÍDEO: Bolsonaro fala em ‘piti’ por ausência de exibição na Globo, cita normalidade da Libertadores e diz que no que depender do governo federal, Copa América será realizada

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) condenou o que considera ser um “piti” pela realização da Copa América no Brasil, confirmando o “sinal verde” para que o país receba o evento esportivo, previsto para começar no próximo dia 13.

Em um evento de cerimônia de patrocínios da Caixa, Bolsonaro ainda associou as críticas ao fato de a TV Globo não ter os direitos de transmissão da competição – o SBT será a emissora responsável por exibir o torneio.

“Fui procurado pela CBF com a informação de que a Argentina não iria mais sediar a Copa América e se o Brasil poderia sediá-la. A primeira resposta foi a princípio sim. Por que eu falo a princípio? Porque consulto ministros. Conversei com os ministros que poderiam estar envolvidos neste evento e foi unânime. Todos eles deram sinal positivo”, iniciou.

“No tocante à saúde, que muitos começaram a questionar, eu respondo o seguinte: no Brasil, está em curso a Libertadores? Sim. E acabou a primeira fase agora. Foram times da Venezuela, Bolívia, Equador, Chile, Paraguai, Uruguai, Argentina… sem problema nenhum e obedecendo um protocolo, obviamente”, prosseguiu o presidente.

“Não tem torcida. Também começam agora as Eliminatórias. Temos Brasil e Equador na sexta. Alguém reclamou? Algum jornalista teve piti por causa disso? Não. Quando dei o sinal verde ouvindo meus ministros, houve uma hecatombe no meio jornalístico, que eu estaria importando uma nova cepa. Será por que na Copa América a transmissão não é da Globo, mas sim do SBT? Parece que é”, disse.

Bolsonaro ainda ressaltou a intenção de sediar o evento continental. “Deixo bem claro: no que depender do governo federal, será realizada a Copa América no Brasil. Desde o começo venho dizendo: lamento as mortes, mas temos que viver. Se é para todo mundo ficar em casa, vamos determinar que o homem do campo fique em casa também. Quero ver do que a cidade vai sobreviver. Considero, da parte do governo federal, assunto encerrado”, finalizou o presidente.

UOL

Opinião dos leitores

  1. Presidente arrochado da gota serena. Em 2022 irei vota nele outra vez pra ver se ele aprende.

  2. KKKK. O piti não tem nada a ver com a GLOBO nem governos de partido A ou B e sim com quase meio milhão de famílias no Brasil estão chorando por seus mortos devidoa a inépcia de um governo negacionista do MINTO, sendo assim, estamos sem imunidade vacinal e é um verdadeiro acinte essa discussão sobre a Copa América … Vão se tratar quem apóia esse idiota AINDA!

  3. Presidente macho da gota! Errado ele não tá.

    Se temos vários times de outros países vindo jogar a libertadores aqui no Brasil (competição organizada pela conmebol), por que agora a Globo está dando Piti por causa de os mesmos jogadores virem jogar a copa américa?

    Vários campeonatos no mundo inteiro rodando e só 3% de casos de infecções entre os jogadores e comissões técnicas. Por que não aproveitar a oportunidade de visibilidade de Natal por exemplo?

  4. É verdade, a Rede Lixo de televisão, perdeu a exclusividade de transmissão e com certeza tá fazendo campanha contra.
    Mais uma vez Bolsonaro tem razão.

    1. Amigo Calígula vc com toda certeza deve ser fã n° 1 da programação da rede globo vc assiste desde o jornal hora 1de 04:00 da manhã, cópia as receitas de Ana Ma. Braga e assiste até o jornal das 23:00 horas, e ainda é eleitor de Fátima e Lula, confessa vai!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Primeira pessoa do Estado do Rio a contrair Covid-19 não sente cheiro ou gosto há mais de um ano: ‘É horrível’

Foto: Divulgação/Chico de Assis

A pandemia da Covid-19 ainda parecia uma ameaça distante quando Jeniffer Pereira Melgaço, moradora de Barra Mansa, no Sul Fluminense, tornou-se a primeira pessoa do estado do Rio a testar positivo para o novo coronavírus. Era 5 de março de 2020 e, à epoca, apenas oito casos da doença, todos importados do exterior, haviam sido confirmados em todo o país. A advogada, de 29 anos, vinha apresentando sintomas como tosse, febre e coriza por cerca de duas semanas, desde que voltara de uma viagem à Itália, quando passou pela região da Lombardia, primeiro epicentro de contágio no país europeu.

Apesar de ter desenvolvido uma versão branda da Covid, Jeniffer passou cerca de dois meses sentindo um cansaço excessivo, que a deixava ofegante para subir um mísero lance de escadas, por exemplo. A fraqueza exagerada passou. Outras marcas da doença, porém, permanecem até hoje.

— Estou sem olfato e paladar mesmo passado um ano, só sinto algo meio distorcido. Eu fui a um otorrino, que me passou um remédio e uma tomografia, mas a medicação não teve efeito algum. Depois, eu tentei sentir cheiro de café e de alguns óleos fortes, mas nada — conta Jennifer, que continua:

— Mas eu sou muito grata, porque fiquei muito assustada e com muito medo de contaminar as pessoas. Graças a Deus, não passei para ninguém.

Nenhum outro familiar de Jennifer testou positivo, mas, entre amigos e pessoas do trabalho, a jovem contabiliza pelo menos meia centena de conhecidos que contraíram a doença na cidade, que soma, até o momento, 299 mortes e mais de 10 mil casos. Entristecida, a advogada lamenta já não constatar, na atual reaceleração da pandemia no Brasil, os mesmos cuidados de prevenção do período inicial da crise sanitária:

— Acho que as pessoas se “acostumaram” com as mortes e com essa situação, e acabam não levando mais a sério. Esse absurdo entrou no dia a dia, o que é desesperador, porque a gente sabe da gravidade da doença que, para muitos, é fatal. A gente sabe que, se tiver superlotação em algumas cidades, não vai ter como atender todo mundo.

A jovem deseja, agora, que a “vacina chegue para todo mundo”. E comemora que a imunização em Barra Mansa já tenha alcançado a avó. Falta, agora, voltar a aproveitar todos os mimos de neta…

— É horrível ficar sem sentir o cheiro e gosto, pois a comida deixou se ser um prazer. Não sinto mais o cheirinho de chuva, ou o do arroz da minha avó.

Enquanto esteve doente, Jennifer chegou a sofrer ataques pelas redes sociais de pessoas que a culpavam por trazer a pandemia ao Brasil. Hoje, embora exista mais conhecimento disponível sobre o vírus, o crescimento do negacionismo preocupa a advogada:

— A gente tem de se cuidar e seguir o que a ciência diz. A ciência cuidou da gente o tempo todo, e sempre deu um resultado positivo. Se a ciência fala que não é para aglomerar e que tem que usar máscara, a gente tem que fazer isso. Se todo mundo fizer a sua parte, sairemos dessa.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Eu vou com mais de oito meses com paladar e olfato oscilando , chega me emociono no dia que sinto o cheiro de café

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Globo ficará sem futebol às quartas-feiras até o fim de março

Foto: Ilustrativa

Até o fim de março, a Globo não vai ter futebol nas noites de quarta-feira. Nas próximas cinco semanas, a emissora vai exibir filmes e séries para preencher a lacuna dos jogos. A última rodada do Brasileirão está marcada para o dia 25 de fevereiro, uma quinta-feira à noite.

Além do calendário bastante alterado por causa da pandemia do novo coronavírus, existe uma questão comercial envolvida. E a política de exibição dos Estaduais que ainda possuem contrato com a emissora também explica a mudança.

A final da Copa do Brasil de 2020, entre Palmeiras e Grêmio, está marcada para os dias 28 de fevereiro e 7 de março — dois domingos. Isso foi pedido pela Globo por causa de um ajuste comercial. O pacote publicitário do futebol 2021 só pode começar após a final do mata-mata, que pertence ao acordo de 2020. Com isso, sem futebol às quartas e sem mostrar jogos do Estadual logo no início, a emissora não mistura seu cronograma com os anunciantes.

Na próxima quarta (17), a Globo terá uma edição mais longa do “Big Brother Brasil 21” e a sessão “Cinema Especial” com o filme “Rampage”, protagonizado por The Rock. A mesma estratégia será utilizada nas duas semanas seguintes. No dia da última rodada do Brasileirão (25), além do futebol será transmitida uma edição especial do “Segue o Jogo”, programa pós-jogo apresentado por Lucas Gutierrez.

Nas primeiras semanas de março, quando os Estaduais estiverem em suas rodadas iniciais, a Globo continuará não mostrando jogos, como já tem feito nos últimos anos, por considerar que os torneios não possuem tanto apelo junto ao telespectador. Entre os dias 3 e 17, a emissora exibirá às quartas o documentário “Em Nome de Deus”, que relata as acusações do médium João de Deus, condenado por abuso sexual.

O futebol voltará a ocupar seu dia nobre durante a semana somente em 24 de março. O jogo previsto é do Campeonato Paulista, que já estará em fase mais avançada. Sem os direitos do Campeonato Carioca, que fechou com a Record até 2022, o Paulistão será exibido em lugares onde não chegava antes — como cidades do Norte e Nordeste.

Para 2021, a Globo tem prevista a exibição do Campeonato Brasileiro, da Copa do Brasil, da Supercopa do Brasil e de alguns Estaduais. A emissora está na briga por direitos de outros eventos, como os da Champions League, para tentar aumentar seu portfólio, que sofreu diversos desfalques nos últimos meses.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

UOL – Gabriel Vaquer

Opinião dos leitores

  1. Quem vai assitir o carioca com Flamengo sub 20 , Vasco e Botafogo times de segunda divisão. Da mais audiência o BBB. Não assisto mais que dá, dá.

  2. Falando futebol, vou comparar dois extremos , Lewandowski do Bayer foi eleito o melhor do mundo, e o nosso lewandowski do supremo, o pior do Brasil, meu Deus

    1. BG
      E a formula 1????, tchau globo lixo, agora é na BAND, vão é fechar brevemente.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

“Presidente julgou que era desnecessária a minha presença. Só isso”, minimiza Mourão, sobre ausência em reunião ministerial

FOTO: FÁBIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, preferiu não polemizar sua exclusão da reunião ministerial convocada por Jair Bolsonaro nesta terça-feira (9). O encontro, que conta com a presença de 22 dos 23 ministros, não estava na agenda oficial do presidente nesta manhã.

“Não, não fui convidado, não fui chamado. Então acredito que o presidente julgou que era desnecessária a minha presença. Só isso”, afirmou Mourão a jornalistas em Brasília.

Questionado se a situação o deixou desconfortável, Mourão negou. “Não, não estou incomodado, não.”

Bolsonaro tem trabalhado em temas fundamentais para o seu governo como o auxílio emergencial, priorizando a busca de opções para viabilizar uma nova rodada do benefício. Também está na pauta uma solução para o preço dos combustíveis, reivindicação direta dos caminhoneiros.

Os atritos entre o presidente e o vice se intensificaram no fim do mês passado, quando Mourão abordou publicamente o desempenho do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. Bolsonaro se irritou, negou a intenção de demiti-lo e se referiu ao general da reserva do Exército de “palpiteiro”.

Mas o episódio que azedou a relação entre dois ocorreu após o site Antagonista ter publicado que o chefe da assessoria parlamentar de Mourão enviou mensagens ao gabinete de um deputado federal falando sobre as articulações em curso no Congresso para um eventual impeachment de Bolsonaro.

Depois de semana de atritos, Mourão sai em defesa de Bolsonaro

O vice, assim que teve conhecimento da notícia, afirmou que o assessor agiu por conta própria e por isso seria demitido.

Para colocar panos quentes na situação, Mourão fez um agrado ao chefe do Executivo, ao escrever, nas redes sociais, em 1º de fevereiro, que não há motivos para a aceitação do impeachment do presidente.

R7

 

Opinião dos leitores

  1. PODEM ANOTAR E GUARDAR O DIA E O MÊS E O ANO DE HOJE, 09/02/2021, EM 2022 O ATUAL VICE PRESIDENTE HAMILTON MORÃO VAI SER A PIOR DOR DE CABEÇA QUE O PRESIDENTE JAIR MESSIAS BOLSONARO JÁ SENTIU NA VIDA, QUANDO FOR FORMADA A CHAPA DA CANDIDATURA A REELEIÇÃO DE BOLSONARO E COM TODA CERTEZA O VICE NÃO VAI SER MOURÃO, COM O QUE ELE SABE DOS BASTIDORES E DOS PODRES DO PRESIDENTE ELE SIMPLESMENTE VAI DETONALO JUNTO COM A OPOSIÇÃO. QUEM VIVER VERÁ.

  2. Mourão se afastando dessa CATERVA, vai ser o único a escapar de ações penais e futuras prisões. Podem aguardar. General Heleno tinha total razão: "se gritar, pega ladrão, não fica um, meu irmão". Ali Babá agora está bem assessorado!

  3. Na atual conjuntura, em que o governo se uniu ao Centrão (aquele mesmo que o general Heleno cantou parodiando uma música conhecida : se gritar pega Centrão, não fica um …), não ser lembrado para participar de uma reunião com o MINTO é até um mérito!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Trump diz que não vai à posse de Biden

Foto: Twitter/via Reuters

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta sexta-feira (8) que não participará da posse de Joe Biden no cargo em 20 de janeiro. Na véspera, após a certificação do democrata como vencedor das eleições de novembro, o republicano reconheceu pela primeira vez que deixará a presidência e “prometeu uma transferência suave e ordeira”.

“A todos aqueles que perguntaram, eu não vou à cerimônia de posse em 20 de janeiro”, escreveu Trump no Twitter.

Presidente Donald Trump diz em um tweet que não estará presente na posse do presidente Joe Biden em 20 de janeiro de 2021, registro feito em 8 de janeiro de 2021 — Foto: Reprodução/Twitter/realDonaldTrump

Tradicionalmente, os presidentes que deixam o cargo participam da cerimônia de posse do sucessor. Quando Trump assumiu a Casa Branca, em 2017, Barack Obama compareceu ao evento e cumprimentou o republicano.

Os únicos três presidentes que faltaram à posse dos seus sucessores foram John Adams (em 1801), John Quincy Adams (em 1829) e Andrew Johnson (em 1869).

Mesmo com a ausência de Trump, o vice-presidente Mike Pence deve participar da cerimônia, embora não tenha confirmado a ida. Ele transmitirá o cargo para a eleita Kamala Harris.

Semana de tensão nos EUA

Trump tem insistido que não perdeu a eleição presidencial de novembro e que houve fraude e irregularidades. Entretanto, os auditores e a Justiça dos EUA não encontraram nenhum indício que pudesse mudar a vitória de Biden, que obteve 306 votos no Colégio Eleitoral contra 232 do republicano.

A situação atingiu o ápice nesta quarta-feira, quando o Congresso se reuniu para contar as cédulas do Colégio Eleitoral e certificar a vitória de Joe Biden — processo que, em outros anos, teve papel muito mais cerimonial do que político.

Após Trump dizer em comício que “iria junto” com os apoiadores ao Capitólio, um grupo de extremistas invadiu a sede do Congresso americano, e os parlamentares precisaram ficar protegidos em áreas seguras ou ser evacuados do edifício. Houve tumulto, e cinco pessoas morreram, incluindo um policial.

Horas mais tarde, após intervenção da Guarda Nacional e de um toque de recolher imposto pela prefeita da capital Washington, a sessão foi retomada e Biden, enfim, recebeu a certificação como presidente eleito dos EUA.

Somente aí, Trump reconheceu que “um novo governo tomará posse” em 20 de janeiro. Ele porém se recusou, mais de uma vez, a dizer o nome de Joe Biden como novo presidente dos EUA. E somente mais de 24 horas depois da invasão, o republicano condenou a invasão ao Congresso, que chamou de “ataque odioso”, e pediu investigação aos envolvidos na violência.

G1

Opinião dos leitores

  1. Nossa, que tristeza que Biden vai sentir se o Bozo americano não comparecer à cerimônia de posse. Tragédia nacional.

  2. ahhahahahah
    O presidente sentirá uma falta tãoooooo grande desse vodú!
    Tomara que Bolsonaro faça o mesmo no dia de sua derrota.

  3. Oxente! Que besteira! Ele aprendeu a ser educado com a Rosalbinha do Mossoró. Ela também não foi para a posse do menino Alysson e não fez a menor falta. Gente fina, elegante e sincera como diz Lulu Santos…..

  4. Por causa desse miserável quatro pessoas inocentes foram mortas naquela terrível invasão ao parlamento estadunidense da América,este Trump que insitou e estimulou as pessoas com palavras de agressividade e violência e de insurreição,revolução e rebeldia não aceitando a derrota eleitoral presidencial de 2020 que ocasionou nesta execrável desordem política e social no país.
    Se houver uma reviravolta eleitoral para a presidência da República aqui no Brasil em 2022 e o atual presidente perder essa eleição presidencial nas urnas no Brasil pode acontecer uma tragédia de proporções ainda maiores do que essa ocorrida nos EUA,nos EUA Trump não conseguiu consumar um golpe de estado,mas no Brasil o atual presidente da República provavelmente podera consumar um golpe de estado ou pode causar uma grande confusão institucional,política e social.

  5. ?????????
    Que é isso Trumpinho…eu esperava mais…esperava vc se trancar na casa Branca e resistir, se amarrar ao pé da mesa, se acorrentar na porta…nammmm decepcionada..?
    ?????????

  6. Biden e a democracia agradecem pela ausência kkk! Isso se Trump não for impedido antes do dia da posse, já que incitou aos retardados que o seguem e acreditam nas bostas dele a invadir o congresso e tentar um autogolpe… O MINTOmaníaco vai querer fazer o mesmo aqui, anotem!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

Apostador de Goiânia que ganhou sozinho R$ 53 milhões na Mega-Sena segue sem retirar prêmio

Foto: Marcelo Brandt/G1

O apostador de Goiânia que ganhou sozinho o prêmio de R$ 53 milhões da Mega-Sena segue sem retirar a quantia até o início da tarde desta terça-feira (3). A Caixa Econômica Federal informou ainda que, caso o cliente aplique todo o valor na poupança da Caixa, receberá mais de R$ 60 mil no primeiro mês de aplicação.

A aposta foi realizada pela internet. Segundo a Caixa Econômica Federal, o ganhador apostou oito números da cartela, acertando as seis dezenas sorteadas no último sábado (31).

Veja as dezenas sorteadas: 06 – 07 – 28 – 42 – 45 – 49.

A Caixa divulgou uma simulação do que pode ser feito com o valor total do prêmio. Caso o apostador aplique todo o valor na Poupança da Caixa, receberá mais de R$ 60 mil no primeiro mês de aplicação. Caso prefira investir em imóveis, poderá adquirir 13 apartamentos de cobertura na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, no valor de R$ 4 milhões cada, por exemplo.

Pelas ruas de Goiânia, os moradores estão ansiosos para saber quem é o novo milionário. Além disso, sonham com tudo que dá para fazer com o dinheiro do prêmio.

Outras duas apostas feitas em Goiás levaram prêmios por acertarem cinco números, sendo que uma é de Anápolis e a outra, um bolão com 53 pessoas, foi feita em São Domingos. A Caixa reforça que os valores só podem ser retirados em uma agência do banco.

Para apostar na Mega-Sena

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal – acessível por celular, computador ou outros dispositivos. É necessário fazer um cadastro, ser maior de idade (18 anos ou mais) e preencher o número do cartão de crédito.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 4,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 22.522,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

G1

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

SE LIGA: Eleitor poderá justificar ausência nas urnas por meio do aplicativo do TSE

Foto: Divulgação

Quem precisar justificar a ausência nas votações de 15 e 29 de novembro deste ano poderá fazer o procedimento pelo celular ou tablet. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), até o dia das eleições, o aplicativo e-Título (que substitui a versão física do título de eleitor), estará atualizado com a nova funcionalidade. O eleitor terá 60 dias para realizar o procedimento, a partir da data da votação.

A facilidade para justificar a ausência aliada à pandemia da Covid-19 pode contribuir para um aumento no número de abstenções no pleito deste ano, segundo o cientista político e professor da PUC-RJ Ricardo Ismael. Ele pondera, no entanto, que o número de abstenções nas eleições já vem caindo, pelo menos, desde a década passada.

— O aplicativo em si é um facilitador e evita que o eleitor tenha que sair de casa e se expor ao coronavírus. Por outro lado, acho que ele pode contribuir para aumentar o número de abstenções nesse cenário de pandemia, em que as pessoas já pensam duas vezes antes de ir às urnas. E aí, com a facilidade de fazer a justificativa pelo celular, pode estimular. Soma-se a isso o desencanto com a política, que já vem há anos gerando esse não comparecimento. Se a disputa não for muito acirrada, acredito que veremos um número de abstenções bem maior nessas eleições em algumas cidades.

Nas eleições presidenciais de 2018, por exemplo, 29,9 milhões de pessoas no primeiro turno e 31,3 milhões de pessoas no segundo turno deixaram de votar. Este foi o índice mais alto desde as eleições de 1998.

Na última disputa municipal (prefeitura e vereadores), em 2016, o Rio teve, no primeiro turno, a maior taxa de abstenção entre as capitais, e o maior índice de votos brancos e nulos desde a implementação das urnas eletrônicas, em 1996. Somados, 38,1% dos eleitores da cidade não confiou a nenhum candidato o seu voto.

Apesar deste aumento crescente, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, afirmou em entrevista ao jornal O GLOBO esperar queda no nível de abstenção este ano, por “mais paradoxal” que o cenário possa parecer:

— Nós fizemos uma campanha para atrair mesários voluntários e tivemos mais de 700 mil inscrições. Acho que isso é um indício de que, apesar da pandemia, as pessoas com ânsia de participar do processo político, porque esse é um momento decisivo para as suas vidas.

O que é o e-Título?

O e-Título é gratuito e está disponível nos sistemas operacionais IOS e Android. Além dos dados do título, como local e seção de votação, a ferramenta permite ao cidadão gerar certidões de quitação eleitoral e de nada consta de crimes eleitorais, além de fazer a autenticação de documentos da Justiça Eleitoral.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Eu vou justificar mas não é por conta da pandemia. É por ter perdido a fé no sistema e por não ver candidato nem partido que mereça meu voto.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Coreia do Norte não tem casos de coronavírus e intriga o mundo

Foto: Reprodução

O regime da Coreia do Norte voltou a afirmar no domingo, 12, que não há nenhum caso confirmado da covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, no país.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmou que não havia casos confirmados do novo coronavírus na Coreia do Norte.

Segundo a OMS, centenas de pessoas testaram positivo para o novo coronavírus. Porém, já não há mais vestígios da covid-19 no país comandado por Kim Jong-un.

A pandemia já atingiu 180 países. O mundo tem mais de 1,8 milhão de casos confirmados e 113 mil mortes, segundo dados Universidade Johns Hopkins.

Em janeiro, logo após o vírus ser detectado, o país se isolou ainda mais do mundo ao anunciar que estava fechando as fronteiras com a China e adotando medidas rígidas de confinamentos aos seus cidadãos.

“Adotamos medidas preventivas e científicas como inspeções e quarentenas para todas as pessoas que chegavam ao país, desinfetamos os produtos, fechamos as fronteiras e bloqueamos todas as rotas marítimas e aéreas”, afirmou Pak Myong Su, diretor do departamento de epidemias da Coreia do Norte.

Por ser um regime autoritário sem a garantia da liberdade de expressão e de imprensa, é difícil saber o que ocorre dentro do país.

O comandante militar norte-americano na Coreia do Sul, general Robert Abrams, declarou no mês passado que tinha “praticamente certeza” de que a Coreia do Norte registrava casos do vírus, apesar das negativas de Pyongyang. Especialistas também questionam as informações divulgadas pelo regime.

Na vizinha do Sul, o vírus atingiu 9.976 pessoas e matou 169 delas, apesar dos esforços do governo em combater a epidemia e testar em massa a população.

Enquanto a doença ainda se alastrava dentro da China, em fevereiro, o ministério das Relações Exteriores da Rússia anunciou que enviou à Coreia do Norte cerca de 1.500 kits de diagnóstico, após um pedido de Pyongyang dado “o risco existente da Covid-19”.

Já a Organização Mundial da Saúde (OMS) pretende destinar 900 mil dólares ao país para ajudar na resposta ao vírus.

Especialistas afirmaram temer que uma epidemia da Covid-19 no país possa causar grandes danos à população, que vive em situação de extrema pobreza. O próprio ditador Kim Jong-un advertiu no mês passado para “graves consequências” se o vírus entrasse no país./AFP e REUTERS

Estadão

 

Opinião dos leitores

  1. Países alinhados com a china, mesmos que vizinhos, os números de infectados são baixíssimos. Já os que não são estão no epicentro da pandemia. A teoria de ataques biológico corre solto pelo mundo, dificilmente um país poderá reagir com um ataque covarde desse.

  2. Segundo alguns comentam, naquela democracia a estatística é assim:
    segunda:
    02 infectados de manhã;
    00 infectados a noite.
    terça:
    01 infectado de manhã;
    00 infectados a noite.
    quarta:
    03 infectados de manhã;
    00 infectados a noite.
    Entenderam? Não sei se é verdade.
    Dizem que assim, por lá não não tem ninguém infectado e todos recebem o mesmo e eficiente tratamento.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Usuários reclamam de quase 72 horas sem sinal da Tim nas praias de Muriú, Jacumã e Porto Mirim

Foto: Ilustrativa

Ainda nem começou o veraneio, e um velho problema volta a perturbar os donos de casas e frequentadores por temporada nas praias de Muriú, Jacumã e Porto Mirim, no litoral norte potiguar.

Segundo contato de usuários, a Tim havia prometido que o sinal seria restabelecido até 14h30 desse domingo(29) – o que não ocorreu. A revolta é grande.

Opinião dos leitores

  1. Na praia de BARRETA (litoral Sul) não tem sinal da TIM desde o Natal , um absurdo e um desrespeito com os seus clientes (ALÔ ANATEL, PEDIMOS RESPEITOSAMENTE QUE NOS AJUDE.

  2. Eita vamo veranear com mosquito, trânsito, insegurança e sem sinal de celular kkkkkk Mas o importante é ta na praia

    1. Se fosse empresa pública sequer o serviço seria prestado, quanto mais ter sofrido interrupção.

  3. Qual o problema? Estão reclamando do quê?
    Isso se repete a mais de 10 anos e ninguém resolve nada.
    Foram criadas as agências reguladoras que não regulam nada em favor dos usuários, são apenas cabide de empregos.
    Se vira povo, quem manda são as operadoras e ponto final.
    A obrigação é pagar pelo serviço, seja ele qual for, pague e não reclame, simples assim. Isso é Brasil, um país de faz de conta a serviço dos empresários!
    Não? Quantas matérias desse tipo, ao longo dos anos, existem nos setores de serviços, seja ele privatizado ou não e na prática, nada de concreto é feito em favor do consumidor?

  4. Não é só a TIM. A Claro também tem sinal muito ruim no litoral norte, especialmente Graçandú e Barra do Rio.

    1. Na praia de pirangi é a mesma coisa todo veraneio. Apagão na TIM e na OI.

      MAS, PRIVATIZAR É ISSO: RECLAMAR NÃO ADIANTA. E VOTA NÃO RESOLVE MAIS PORQUE O ACIONISTA TÁ LUCRANDO E CAGANDO PARA AS RECLAMAÇÕES DOS OTÁRIOS.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Ausência de advogado Marcelo Galvão na Lista Tríplice do TRE-RN causa estranheza nos bastidores da Justiça Eleitoral

Foto: Divulgação/TRE

Nos bastidores da Justiça Eleitoral potiguar, antes da sessão do Pleno do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), na última quarta-feira, 25, que definiu os nomes para a Lista Tríplice de juiz efetivo do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RN), a relação dos escolhidos era dada como certa entre advogados que transitam na Justiça Eleitoral com os nomes dos advogados: Fernando Jales, encabeçando a lista, Wlademir Capistrano no 2º lugar e Marcelo Galvão fechando a nominata que seria enviada para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e em seguida para o presidente Jair Bolsonaro fazer a escolha.

Leia post completo aqui no Justiça Potiguar.

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

O DONO DO PEDAÇO: ‘Estamos discutindo tudo isso sem o Brasil presente’, diz Macron sobre ausência de Bolsonaro na Cúpula do Clima

Governador do Amapá, Waldez Góes, com o presidente francês, Emmanuel Macron, e Rodolphe Alexandre, presidente da coletividade da Guiana Francesa Foto: Divulgação

Sem a presença oficial do Brasil, o presidente da França, Emmanuel Macron , liderou nesta segunda-feira a principal reunião sobre o futuro da Amazônia , em Nova York.

O encontro acontece em meio à agenda da Cúpula do Clima nas Organizações das Nações Unidas ( ONU ), na cidade americana. Jair Bolsonaro chega à cidade no começo da tarde desta segunda, e Macron criticou a ausência do país na conferência.

— Vamos falar francamente. Estamos discutindo tudo isso sem o Brasil presente. O Brasil é bem-vindo. Todos nós queremos trabalhar — disse o francês, afirmando que busca “soluções políticas” para seguir adiante.

Em seu discurso, citou ainda que as florestas tropicais estão desaparecendo rapidamente e que as queimadas têm aumentado. Complementou dizendo ter legitimidade para liderar as discussões em função da Guiana Francesa, e criticou a postura do Brasil em relação ao Fundo Amazônia.

— Vamos falar do Fundo Amazônia. O Brasil nao está levando a sério esses critérios — disse o francês, citando a suspensão das doações de Alemanha e Noruega.

Chanceler da Alemanha, Angela Merkel também discursou no evento, mencionando os investimentos na floresta amazônica. Sem citar especificamente o Brasil ou a suspensão do Fundo Amazônica, disse que os doadores devem cobrar metodologia para garantir resultados.

— Como disse Macron, Nao estamos aqui só para dar dinheiro (…). Precisamos estabelecer uma metrologia que seja aprovada para dar resultados — observou.

Também participam da reunião os presidentes da Colômbia, Iván Duque, do Chile, Sebastián Piñera, e da Bolívia, Evo Morales.

O ator Harrison Ford, vice-presidente da Conservação Internacional, criticou o desmatamento da Amazônia e disse que preservar a floresta é fundamental para qualquer debate sobre mudança do clima.

— A ganância está ganhando a batalha na Amazônia — disse o ator.

Presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk pediu união aos países pela preservação e reforçou que as nações europeias estão dispostas a financiar projetos para a floresta. Segundo ele, as recentes queimadas na região tiraram o mundo da “letargia”.

— Queimadas em florestas são uma tragédia. Não importa o tamanho. Precisamos desse choque como esses incêndios para sair do estado de letargia. Nao quero dar lição de moral em ninguém. Nossa história é desmatamento para criar indústria, mas queremos ajudar a manter a floresta. Até as crianças sabem da importância delas para o futuro — disse Tusk.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Macron, o defensor da Amazônia, foi chamado de o maior poluidor do mundo pelo Greenpeace nas manifestações do final de semana em Paris.

  2. Waldez Góes não seja um entreguista descarado, honre aqueles que morreram impedindo a França de ocupar o Brasil. Já tentaram 2 vezes, uma vez pelo RJ e outra pelo Maranhão, quero ver esse sorriso na hora que a água bater no teu pescoço, quando ameaçarem tomar o Amapá pela Guiana.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Vice assume Prefeitura de Caiçara, mas não encontra dinheiro e documentos

O vice-prefeito de Caiçara do Norte, Victor Vinicius, assumiu a Prefeitura do Município esta semana após uma decisão judicial em carater liminar que validou a renúncia do ex-prefeito Alcides Fernandes (PP) ao cargo de chefe do Executivo.

O problema, segundo fontes ligadas a Vinicius, foi quando ele assumiu. Vinicius não conseguiu encontrar nada para dar continuidade aos trabalhos da Prefeitura. Faltava dinheiro, contratos, processos e outros documentos. A Prefeitura está praticamente parada. Nem os convênios se tem acesso. Alcides Fernandes foi procurado por pessoas ligadas a Vinicius e pelo próprio Vinicius, mas ele não se encontrava, pelo menos até a noite desta quinta-feira (11), em Caiçara.

A história toda começou nas eleições passadas, quando prefeito e vice foram alvo de uma ação movida por compra de votos. Os dois foram condenados no TRE, mas conseguiram reverter a condenação no TSE. Diante do desgaste, o prefeito entregou uma carta de renúncia abrindo a vaga pra Vinícius. A partir daí começou a novela de validação da renúncia e da desistência por parte de familiares, que terminou com a decisão que deixou Vinicius no cargo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Em meio à quebradeira da OGX, Eike Batista abandona até o Twitter

Em meio a uma crise financeira em uma de suas maiores empresas, a OGX, o empresário Eike Batista abandonou até as redes sociais. Eike que era conhecido no Twitter por ser um usuário ativo não posta nada desde junho deste ano.

Seu último post fazia referência ao nascimento de seu filho caçula, Balder, com a advogada e empresária Flávia Sampaio.

No total, Eike já publicou 21.686 tweets e é seguido por 1,3 milhão de pessoas.

Nesta quinta-feira, os assuntos “OGX” e “Eike” aparecem nos trending topics do Twitter no Brasil.

1111111111Apesar de Eike se manter calado quando o assunto é OGX, o perfil “Minoritários OGX”, continua ativo na rede. Nesta quarta-feira, 30, quando a empresa anunciou a recuperação judicial, os acionistas lamentaram e disseram que não acreditavam que a empresa pediria a recuperação judicial. O perfil é um dos 69 seguidos por Eike Batista.

Na quarta-feira, a OGX Petróleo e Gás Participações confirmou a expectativa do mercado e anunciou que entrará em recuperação judicial, a maior da história na América Latina. Além da empresa, o processo também inclui a OGX Petróleo e Gás, a OGX International GMBH e a OGX Áustria GMBH.

2222222O pedido de recuperação judicial visa proteger a empresa, que tem uma dívida sem garantias que chega a US$ 5,1 bilhões, enquanto soluções são buscadas.

Após a OGX, a OSX, de construção naval, pode ser a próxima a pedir recuperação judicial.

Estadão

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Por medida de segurança, escolas em Natal não participarão de desfile do 7 de Setembro

A Secretaria de Estado da Educação anuncia que as escolas estaduais não participarão do desfile cívico do 7 de Setembro, em Natal. A medida foi tomada em comum acordo com os diretores das escolas, por motivos de segurança, devido à série de manifestações previstas para acontecer não apenas na capital potiguar, mas em todo o país. Em contraponto, a secretaria orientou os diretores para que promovessem atividades cívicas nas escolas e seus arredores, durante a semana da Pátria.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *