Saúde

Prefeitura de Parnamirim amplia vacinação para 65+ e define cronograma para segunda dose da vacina

FOTO: ASCOM – ELIANA FÉLIX

A Prefeitura de Parnamirim, através da Secretaria Municipal de Saúde, ampliará nesta terça-feira (6) a vacinação contra a Covid-19 para o grupo de idosos a partir dos 65 anos. Porém, em função do quantitativo de doses recebidas pelo governo do estado, será necessário realizar o escalonamento dessa faixa etária por ordem alfabética.

As outras idades, a partir de 66 anos, seguirão sem alterações. Dessa forma, as unidades e pontos extras deverão seguir rigorosamente o cronograma estabelecido. Além da nova faixa etária, foi definido o cronograma para a aplicação da segunda dose da vacina Oxford/AstraZeneca.

Idosos a partir de 65 anos (por ordem alfabética)

Terça-feira (06/4)

Letras: A, B e C

Quarta-feira (07/04)

Letras: D, E e F

Quinta-feira (08/04)

Letras: G, H e I

Sexta-feira (09/04)

Letras: J, K e L

Segunda-feira (12/04)

Letras: M, N e O

Terça-feira (13/04)

Letras: P, Q, R e S

Quarta-feira (14/04)

Letras: T, U, V, X, Y e Z

Locais:

• Unidades Básicas de Saúde (exceto as UBS Coophab e UBS Passagem de Areia II).
Horário: das 7h30 às 11h30 e das 13h às 16h;

• Escola Municipal Presidente Artur da Costa e Silva, no Centro. Horário: das 8h às 14h.

• Associação de moradores da Cohabinal.

Horário: das 8h às 14h.

Documentos necessários:

• Documento de identificação com CPF e foto, cartão de vacina e comprovante de residência do município de Parnamirim.

Cronograma para a segunda dose da vacina OXFORD/ASTRAZENECA

Terça-feira (06/04)

Público: Quem tomou a primeira dose até 28/01

Local:

• Nordestão da Avenida Maria Lacerda.

Horário: das 8h às 14h.

• Faculdade Maurício de Nassau. Horário: das 8h às 14h.

OBS: Só deverá ser feita a segunda dose de quem tomou a primeira no município de Parnamirim.

* O funcionamento do Nordestão e da Faculdade Maurício de Nassau para outros grupos a partir do dia 08/04/2021, dependerá da quantidade de doses e será previamente avisado nas mídias oficiais do município.

* A ampliação para novas faixas etárias e grupos dependerá do envio de mais doses ao município.

* A abertura de unidades, pontos extras e realização de drive thru em finais de semana, ficam condicionadas a chegada de novas doses.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

SMS Natal ajusta e amplia cronograma de imunização da 2ª dose de vacinação Oxford

Foto: Rennê Carvalho

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal redefiniu, nesta terça-feira (30), o funcionamento dos dois drives de vacinação montados exclusivamente para aplicação da segunda dose da Oxford.

A SMS Natal espera vacinar esse público com a segunda dose num maior intervalo de tempo, respeitando o prazo da bula vacinal de até 12 semanas. Confira abaixo o novo calendário.

Durante a Semana Santa, os drives também continuam em funcionamento para agilizar a imunização no município. É necessário apresentar cartão de vacinação, vínculo de trabalho em Natal e documento com foto.

” Verificamos uma alta demanda já nas primeiras horas da manhã, e que várias pessoas não estavam respeitando as datas do escalonamento montado pela SMS Natal, em virtude disso, decidimos aumentar o prazo para essas pessoas receberem a segunda dose do imunizante e vamos ser rígidos na fiscalização desse cronograma que foi montado para evitar fila e demora no atendimento”, explica George Antunes, Secretário de Saúde de Natal.

A SMS Natal informa ainda que os drives localizados no estacionamento da UNP na Av. Engenheiro Roberto Freire e também no Ginásio Nélio Dias (acesso pela Rua da Mutamba, através do portão 03) contam com ponto de pedestre.

Quem tomou no dia 27 de Janeiro – Procurar os drives entre 30 de março e 01 de abril.

Quem tomou no dia 28 de Janeiro – Procurar os drives entre 02 de abril e 04 de abril.

Quem tomou no dia 29 de Janeiro – Procurar os drives entre 05 de abril e 07 de abril.

Quem tomou no dia 30 de Janeiro – Procurar os drives entre 08 de abril e 10 de abril.

Quem tomou no dia 31 de Janeiro – Procurar os drives entre 11 de abril e 13 de abril.

Quem tomou no dia 01 de Fevereiro – Procurar os drives entre 14 de abril e 16 de abril.

Quem tomou no dia 02 de Fevereiro – Procurar os drives entre 17 de abril e 19 de abril.

Opinião dos leitores

  1. Não entendo porque anteciparam a segunda dose se o recomendado é 12 semanas?
    Segundo estudos a eficácia é reduzida.

    1. Sou um dos voluntários(cobaias) da vacina de OXFORD aqui em Natal, não tive sorte, haja vista que tomei o placebo no estudo científico. Contudo, o contrato assinado dizia que, quando da quebra do CEGO, ou seja, quem tomou o IMUNIZANTE, seria vacinado. Tomei a 1ª dose no final de janeiro, a 2ª será no final de abril…muito estranho!!

  2. no Nélio Dias também não tinha nínguem nas filas para orientar, a prefeitura tem de melhorar esse sistema.

  3. Na UNP da Roberto Freire total desorganização, a fila tava lá no Favorito. O pessoal da STTU não orientava que quem chegou na fila as 14 horas não poderia mais ser atendido.

  4. Deveria haver servidores abordando nas filas para tirar dúvidas e orientando.
    De repente dava para resolver antes de chegar a vez…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

São Gonçalo do Amarante anuncia cronograma de vacinação para idosos de até 68 anos

Foto: Júnior Santos

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de São Gonçalo do Amarante/RN divulgou, nesta quarta-feira (24), o cronograma atualizado de vacinação contra a covid-19 no município. Com as 2830 doses recebidas na segunda-feira (22), o município vai ampliar a campanha para idosos de até 68 anos e a imunização acontecerá em dias escalonados por idade.

Nesta quinta-feira (25), serão vacinados os idosos de 74 até 73 anos. Já na sexta (26) é a vez do público de 72 até 71 anos. E para acelerar a imunização, cinco unidades de saúde abrirão no sábado (27), das 7h30 às 11h30, para os idosos de até 70 anos. As UBSs são: Amarante, Jardim Lola, Santo Antônio do Potengi, Golandim I e Centro. Na segunda-feira (29), seguirão recebendo idosos de até 70 anos.

Já a partir da próxima terça-feira (30), o município dará início a imunização em idosos de 69 e 68 anos, em todas as unidades de saúde. “Com essas novas doses, nos reunimos com nossa equipe técnica e decidimos ampliar para idosos de até 68 anos. Vamos avançar com nossa campanha de imunização para proteger nossa população nesse momento crítico”, disse Jalmir Simões, secretário municipal de Saúde.

É necessário comparecer à UBS portando a identidade, CPF, cartão SUS, cartão de vacina, comprovante de residência e estar cadastrado do RN+Vacina (https://rnmaisvacina.lais.ufrn.br/cidadao/). Ao todo, São Gonçalo do Amarante recebeu 6950 doses, e já imunizou 3.605 pessoas, incluindo idosos de até 75 anos, profissionais de saúde e população indígena.

Trabalhadores da saúde e indígenas

Também estarão sendo vacinados os trabalhadores de saúde remanescentes nas unidades do Centro, Santo Antônio, Amarante e Jardim Lola. Na última remessa, a SMS recebeu 508 doses para esse público.

A população indígena da comunidade Tapará começou a ser vacinada nesta quarta-feira (24).

Veja o Cronograma:

74 a 73 anos – quinta-feira (25)

72 a 71 anos – sexta-feira (26)

Até 70 anos – sábado (27) e segunda (29)

69 a 68 anos – a partir de terça-feira (30)

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

Previsto para maio, cronograma de pagamentos de atrasados de servidores do Estado não está garantido

Reportagem da Tribuna do Norte nesta terça-feira(23) destaca que a situação financeira do Governo do Estado com a pandemia da covid-19 pode gerar problemas financeiros aos servidores públicos.

Apesar de não haver, nesse momento, o risco de atraso no cronograma dos salários dos funcionários, o Governo coloca em xeque o pagamento dos dois meses de folha que estão atrasados desde 2018.

Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan News Natal, nesta terça-feira (23), o secretário de Tributação do Estado, Carlos Eduardo Xavier, falou sobre as condições financeiras do Executivo neste momento.

Veja detalhes AQUI em texto na íntegra.

Opinião dos leitores

  1. Os servidores do RN agradeçam ao presidente Bolsonaro por estarem recebendo seus salários. O governo federal já repassou MUITO dinheiro para o RN, que deveria ter sido usado no combate à COVID. E o que foi feito desse dinheiro? Leitos hospitalares não foram criados e NADA foi feito. Mas o dinheiro veio. Entenderam?

  2. É melhor Fátima renunciar. Não dez nada até agora. As vacinas retidas e as pessoas idosas esperando ansiosamente por elas.
    Essa fila precisa andar. Hj melhorou um pouco.
    O MP tem que investigar pq as vacinas foram retidas. Por ordem de quem? Pq? Para que? É muita incompetência num governo só.

  3. Lembrando que a folha atrasada foi herança de Robinson. Fátima está apenas colocando em dia. O dela sempre é pago rigorosamente na data, muitas vezes antes.

    1. JAPIENSE…., quando se assune um governo, se assume a instituição, ou seja , não é pessoa física, hoje o governo é Fátima cadeado, ela assumiu sabendo disso e prometendo e dizendo que ela tinha a solução, lá se vão 2 anos , e olhe que entrou muito dinheiro, os últimos dois meses o governo do rn bateu recorde de arrecadação de ICMS , mas nós sabemos pra onde vai esse dinheiro e q tb quando ela vai botar a folha em dia , a folha ela vai colocar totalmente em dia bem pertinho das eleições que pra enrolar os bestas.

  4. Vai cair a arrecadação com tudo bem fechadinho, mercadinho. E agora? Começou o terrorismo, a chantagem.
    Muito típico desse partido: "qto pior melhor".
    Aguardemos o desfecho da tragédia anunciada.
    A palavra REAGIR não existe no dicionário do potiguar. Todos estão apáticos esperando o maná cair do céu. Tem que sentar na mesa com a governadora, deputados enclausurados, conversar, propor,negociar…ela adora fazer pacto. As contas estão chegando para todos. E agora?
    Valei-nos governo federal.

  5. É só ficar mais em casa que os pagamentos atrasados a gente ver depois. Assim que a petista quer.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Em ofício conjunto, Pacheco e Lira dão 24h para Pazuello informar cronograma atualizado de vacinação contra Covid

Em ofício conjunto protocolado há pouco no Ministério da Saúde, os presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco, e da Câmara, Arthur Lira, cobram informações sobre o real cronograma de vacinação contra a Covid-19.

No documento, obtido por O Antagonista, eles alegam “urgência” diante da crescente taxa de óbitos no país e dão 24 horas para o general três estrelas Eduardo Pazuello responder aos seguintes questionamentos:

O Cronograma de vacinação apresentado pelo Sr. Antônio Élcio Franco Filho, na qualidade de representante do Ministério na sessão temática, está mantido na forma e nos prazos apresentados aos Senadores?

Na hipótese de haver ocorrido modificação no Cronograma apresentado aos Senadores, qual será o novo calendário de vacinação para o ano de 2021?

De igual modo, caso o Cronograma apresentado tenha sido alterado, requeremos que o Sr. Ministro decline quais foram as razões para as alterações ocorridas e quais os principais obstáculos enfrentados neste momento para que o Cronograma vigente seja cumprido?

O Ministério possui informações a respeito do Cronograma de produção nacional de vacinas pela Fundação Oswaldo Cruz – FIOCRUZ e pelo Instituto Butantan? Em caso afirmativo, quais seriam as datas para o envio de vacinas, pelas referidas instituições, ao Governo Federal?

A respeito da aquisição de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA), há calendário para sua aquisição, por parte do Governo Federal, de outros países? Há risco de falta dos referidos insumos? Quais os maiores entraves que o Ministério tem visualizado para a sua aquisição e importação?

O Antagonista

Opinião dos leitores

  1. Esse ministro tá mais perdido que cego em tiroteio. Igual a Bolsonaro: não administra um chiqueiro de porco, é jumento e nunca fez nada de proveitoso na vida pública. Com mais de 02 anos na presidência , em que área avançamos? Saúde ??Educação ?? Infraestrutura ?? Geração de empregos ? ? SÓ merda , esse presidente está fazendo
    e falando ! Fora bicho burro! Pede pra cagar e sai

    1. O esquerdista é um cara de pau por excelência.
      Já imaginou se Cipriano fosse o ministro da saúde?
      O PT deixou a saúde no Brasil um caos
      Pacientes em corredores.
      Na educação, o Brasil ficou nas últimas colocações no teste de Pisa…
      Segurança pública: 650 mil homicídios em 13 anos.
      Corrupção: mensalão e petrolao.
      O esquerdista é um zumbi que fica dia e noite divulgando mentiras e opiniões espalhafatosas para tentar iludir a população .

    2. Paulo e sua geringoça de ódio. Calma aê, rapaz. Deus é mais.

    3. Ninguém tem que imaginar nada! O nosso presidente eh o MINTOmaníaco e ele se mostrou um inepto nessa pandemia! O ministro da saúde eh um incompetente pra dizer o mínimo! O PT já era! O que mais torce pelo PT eh o próprio MINTOml, que se concorrer com lulaladrao, vai poder limpar a corrupção da família dele com a corrupção da família de Lula…

    4. Paulo, pra você um trechinho de um samba cantado por Beth Carvalho:
      Chora, pode chorar, chegou a hora, vais me pagar.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Vacina de Oxford: veja como fica o cronograma de vacinação no RN com a chegada das 35 mil doses

Foto: Reprodução/Sesap

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesap) elaborou um cronograma de vacinação em cima da chegada das 35 mil doses  da Astrazeneca/Oxford – Fiocruz, visando orientar os municípios. Cada frasco contém um total de dez doses e depois de abertos, precisam ser utilizadas num prazo de seis horas. A imunização das pessoas acamadas com 75 anos ou mais e aquelas com 90 anos ou mais devem ser vacinadas até o dia 02 de março. A vacinação das pessoas que têm entre 85 e 89 anos começa no dia 1ª de março e vai até o dia 05. Já os idosos que têm entre 80 e 84 anos, devem receber as doses da vacina contra a covid-19 entre os dias 08 e 16 de março.

Caso sobrem doses da vacina, após finalizar essa etapa de imunização das pessoas entre 80 e 84 anos, os municípios devem começar a vacinação das pessoas entre 75 e 79 anos. Um detalhe é que cada cidade pode ter um número maior ou menor de idosos, o que implica na necessidade de mais ou menos dias para vacinação, cada município tem autonomia para elaborar seu próprio calendário, desde que respeite a ordem decrescente de idade.

A retomada da vacinação dos demais trabalhadores da saúde que não estão na “linha de frente” e que ainda não foram vacinados, ocorrerá após a finalização da vacinação do grupo de pessoas de 75 anos ou mais, e diante da disponibilidade de doses enviadas pelo Ministério da Saúde.

No caso de sobras ao final do prazo, a Secretaria aponta quais medidas devem ser adotadas:

“Ainda se houver doses residuais em frasco aberto no fim do expediente da sala de vacinação, mesmo com a realização do planejamento descrito anteriormente, a equipe deverá administrar tais doses em indivíduos que atendam aos critérios dos grupos prioritários estabelecidos nesta fase 1 de vacinação. Entende-se que as doses devem ser administradas nos grupos previstos no cronograma acima, e diante da realização da dose em indivíduo que não atenda ao cronograma previsto, mas que esteja no grupo prioritária da fase 1, deve ser registrada observação no ato do registro da vacinação no sistema RN+VACINA justificando tal aplicação. É inadmissível por parte deste programa estadual de imunização uma eventual perda de dose por não aplicação, em caso de frasco aberto, como também vacinação de indivíduos que não atendam aos critérios dos grupos prioritários desta fase em curso”, traz um trecho do documento.

Vacinação de indígenas

A vacinação dos indígenas é fruto do diálogo e insistência do governo do Rio Grande do Norte através de ofícios e pedidos do secretário de estado da saúde pública, Cipriano Maia. Foi encaminhado ofício à Secretaria de Vigilância em Saúde e ao Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde solicitando a inclusão dos povos indígenas do RN na Campanha de Vacinação contra a Covid-19 no estado, tendo em vista que vivem em agrupamentos e são considerados como prioridades para ações relacionadas ao enfrentamento de emergências epidêmicas e pandêmicas.

De acordo com os dados da Sesap, o Rio Grande do Norte possui 6.067 indígenas em nosso território estadual, das etnias: potiguara, tapuia e tapuia paiacú. Estão distribuídos em 15 comunidades nos municípios de: Baía Formosa, Canguaretama, Goianinha, Macaíba, São Gonçalo do Amarante, Natal, Jardim de Angicos, João Câmara, Assu e Apodi.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Cronograma das reformas está acertado, dizem Lira e Guedes

Foto: Leonardo Sá/Agência Estado

O cronograma da votação das reformas econômicas está acertado, disseram na quinta-feira (4) o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), e o ministro da Economia, Paulo Guedes. Os dois se reuniram no início da noite para discutirem o avanço no Congresso das propostas de interesse da equipe econômica.

“O governo está com tudo programado, já tem a receita de como combater os efeitos da pandemia. Mas estamos absolutamente sintonizados com o Ministério da Fazenda, com o governo federal, com a pauta das reformas”, disse Lira, em entrevista ao lado de Guedes na portaria do Ministério da Economia.

Segundo Lira, foi acertada a retomada dos trabalhos da comissão especial da reforma tributária. O Senado dará prioridade às propostas de emenda à Constituição (PECs) do Pacto Federativo, Emergencial e da Desvinculação dos Fundos Públicos.

A ida do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), ao ministério também estava prevista. Ele, no entanto, atrasou a ida por causa da sessão do Senado. Em nota, a assessoria de Pacheco informou que ele conversará com Guedes assim que a sessão terminar.

Sobre uma eventual retomada do auxílio emergencial, Lira declarou, ao chegar à reunião, que o assunto só será discutido após a votação do orçamento de 2021 e da PEC emergencial.

Confiança

Segundo Guedes, o governo está mais confiante na aprovação das reformas após a eleição de Lira e de Pacheco. “Foi uma vitória expressiva, uma vitória importante, que nos deixa esperançosos e, na verdade, até confiante na retomada de agenda de reformas”, disse Guedes.

O ministro prometeu colaboração com o Congresso e reafirmou que cabe à política definir o avanço das reformas. “Quem comanda o andamento, o ritmo das reformas é a política. E a política que acelera, espera a hora, a oportunidade certa, e estamos seguros de que isso vai ser retomado agora. Nós vamos trabalhar juntos, estamos 100% à disposição do Congresso para trabalharmos juntos”, declarou.

Sobre as perspectivas para a economia, que ainda sente os efeitos da pandemia de covid-19, Guedes disse que a experiência do ano passado ensinou o governo a agir caso a crise volte a se agravar.

“Já temos o protocolo de enfrentamento da crise. Foi um ano difícil e o Brasil demonstrou capacidade de se ajustar no sentido de atacar os efeitos econômicos da crise. A economia voltou em ‘V’ [forte queda, seguida de forte recuperação]. Se a pandemia nos ameaçar, nós sabemos como reagir”, declarou o ministro.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. E tome cargos e verbas q deveriam ir para o combate a pandemia. Se gritar pega Centrão……..

  2. Sou trabalhador sem ser tabelado, humilde sim, sofrido sim, mais não aguento falar mais de ladrão, essa historinha do PT, só evidenciou a falta de respeito dos que chegam ao poder. O senhor ZeGado parece entender do que é levar fumo, vc faz o que da vida? Será que não é apenas mais um que vivia das tetas do governo?

  3. Agora não tem mais desculpas… agora o Brasil andam nossos problemas de violência, corrupção e desigualdade estão com os dias contados para acabar.

    1. Não tem desculpas mesmo. Vamos ver o que BOZO vai inventar, por não fazer nenhuma das reformas anunciadas. Muito além de pandemia, o país continua fora dos trilhos e a corrupção, que BOZO prometeu combater, foi premiada pela indicação por parte dele, de cúmplices para a PGR, MJ, STF e agora a direção da câmara e senado. Militares envergonhados (os honestos) e até Bia Kicis como provável presidente da CCJ. Falta um cargo pra Sara Winter. Nos encontraremos em 2022! Qualquer um é melhor que esse idiota.

  4. Efeagá deu a letra: a eleição de Lira/Pacheco repesenta a possibilidade de destravamento de pautas. Aprovadas os investimentos em infra são facilitados. O estado passa a caber mais na arrecadação. Céu de brigadeiro, mar de almirante (e campo de general?) para 2022… 2026… 2030….

  5. Não votei no presidente, nem tenho preferências políticas de esquerda ou de direita, mas gostaria muito que essas reformas tragam dias melhores para todos os brasileiros. O Brasil está a cada dia pior para todos nós…

  6. A petralhada como sempre torcendo contra o presidente.Se preparem para aguentar o melhor presidente até 2026.

    1. Se for para passar toda a pauta de reformas, saiu foi barato.
      Emendas (não tinham virado impositivas?). Presidencialimos de coalização é issaê.
      Guenta agora.

  7. Espero que essas "reformas", não seja mais FUMO para a classe de baixo da tabela (classe trabalhadora).
    Esse governo maldito faz o papel de Robin Hood, só que ao contrário.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Governadores cobram Ministério da Saúde sobre cronograma de vacinação

Foto: JOE RAEDLE / AFP

Diante do avanço da vacinação em outros países do mundo, o Fórum de Governadores cobrou do Ministério da Saúde um cronograma para o início da imunização no Brasil. Em reunião com membros da pasta nesta terça-feira, o representante do grupo, o governador Wellington Dias (PT), do Piauí, pediu que o governo estabeleça datas para vacinação e também para treinamento dos profissionais que participarão do trabalho.

— Claro que queremos segurança e a garantia de eficácia, mas também queremos agilidade— disse Dias, que é presidente do Consórcio Nordeste e coordenador da temática de Vacina do Fórum Nacional de Governadores. Ele acrescentou:

— Por que (ainda) não temos um cronograma para o início da vacinação? Outros países começaram protegendo aquela parte mais vulnerável, isso requer menos doses de vacina. Mas é preciso ter um cronograma agora! Não é razoável que o mundo inteiro já tenha começado vacinação e um país como o Brasil, que tem laboratórios, que tem produção, não ter (iniciado a) vacinação.

Nesta terça-feira, a Argentina começou a vacinação contra Covid-19 com a utilização do imunizante Sputinik V, produzido pela Rússia. No último domingo, a União Europeia também começou sua campanha de vacinação.

Há duas semanas, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que a previsão da pasta é a de começar a distribuir as doses de vacina contra a Covid-19 em meados de janeiro. Segundo Pazuello, a expectativa era entregar 24,5 milhões de doses ainda no primeiro mês de 2021. Até o momento, no entanto, a pasta não detalhou o cronograma para a vacinação dos brasileiros.

Segundo Wellington Dias, a previsão dada aos gestores estaduais pelo governo era de que o treinamento dos profissionais de saúde que atuarão na aplicação de vacinas fosse feito antes do Natal, o que não aconteceu.

— Não foi. Vai ser mesmo na primeira semana de janeiro? Qual a data ? Porque nós temos que mobilizar todos os municípios brasileiros para fazer essa formação de profissionais que trabalharão com a vacinação— disse.

A reportagem questionou o Ministério da Saúde sobre as datas para a vacinação no país e perguntou o motivo do atraso na qualificação dos profissionais de saúde, mas ainda não obteve resposta.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Esses governadores é uma pilantragem só, com apoio da imprensa. Não enxergaram que com as redes sociais o povo não é mais enganado facilmente. Tentam carimbar uma narrativa política contra o presidente, narrativa mentirosa, claro. O povo já percebeu essa malandragem e é por isso que toda pesquisa nos mais diversos questionamentos, aponta o alto índice de aprovação do Presidente. Que continuem assim agindo como idiotas.

  2. Chile e Argentina já começaram a vacinar a população. Enquanto no Brasil idiotas ainda polemizam a qualidade das vacinas. Todas as vacinas contra Civis, TODAS, tem contribuição japonesa. Vc q tem filhos sabe a origem das vacinas ministradas a seus filhos?? Enquanto por aqui se discute a largura da calça de Doria. Pelo menos ele se moveu para trazer a vacina.

    1. Qual a vacina já estar liberada pela Anvisa mal informada?? Acorda para realidade, tire o cabresto, se liberte.

  3. Governo irresponsável!
    O PR é um sádico. Tenho fé que esse dejeto será condenado pelo TPI por crime de genocídio contra o seu povo.

  4. Pixukkkkkkkleco kkkkkkk, tu és um comentarista muito fraco, igual ao calça justa, aguado que só caldo de bila. Cuidado com seu deltoide.

  5. O ministro da saúde é especialista em “LOGÍSTICA “. Na sua última missão estratégica o conceituado meganha ?‍♀️, deixou vencer um “ ruma “ de testes para o covid . Conclusão : estamos realmente encrencados nessa área . Mas por outro lado temos o TONHO da LUA . O artilheiro ( pelas caridades ) , o mister cloroquina e também ex aluno da academia militar. Resumindo . Na histórica academia saíram mercadorias não tem vem habilitadas para a função . Em se tratando de cronograma de vacinação capitaneados por esses estrategistas , imagino que será meio complicado de acreditar . Ainda bem que temos o grande gestor , administrador DÓRIA . O eficiente líder vai nos ajudar e nos tirar das mais dos negacionistas . Já estou com meu bracinho pronto .

    1. O calcinha apertado que foi se vacinar em Miame, nos "esteite"? Quanto vc ganha da esquerda para postar tantas merdas? Aceita e passa KY que vai doer menos.

    2. Quanta mentira, hein? O MS comprou testes que só saem mediante demanda de estados e municípios. Só lhes resta apelar pra esse ripo de pilantragem mesmo.. E a vacina tá chegando.

  6. O MS deveria perguntar aos governadores pq os hospitais gerais estão sempre com falta de medicamentos, insumos e até macas…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

PF traça cronograma sobre possíveis interesses e interferências de Bolsonaro na corporação, mas não lança conclusão nem estabelece relação direta entre fatos

Foto: Agência O Globo

A Polícia Federal traçou um cronograma sobre os possíveis interesses e tentativas de interferência do presidente Jair Bolsonaro na corporação, para embasar o inquérito que apura se o presidente cometeu algum crime ao trocar a direção-geral da PF. A investigação foi aberta em abril, após pedido de demissão do então ministro da Justiça Sergio Moro, que acusou Bolsonaro de querer interferir indevidamente no órgão para frear investigações contra aliados.

O relatório, de 57 páginas, elenca como fatos relevantes nessa cronologia a investigação contra o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) no Ministério Público do Rio sobre o esquema de “rachadinha” em seu gabinete, o inquérito eleitoral sobre suposta lavagem de dinheiro de Flávio Bolsonaro que tramitou na PF do Rio, a citação indevida ao deputado Hélio Negão (PSL-RJ) em um inquérito da PF do Rio e a preocupação com o inquérito das fake news em tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF). A PF não lança uma conclusão nem estabelece uma relação direta entre esses fatos e as tentativas de troca do superintende da PF do Rio e da direção-geral da PF.

Com informações de O Globo

Opinião dos leitores

  1. De novo este blá blá blá, o processo da rachadinha está na mão da justiça do Estado do Rio de janeiro e não na PF.
    Que julguem logo isso para acabar com essa palhaçada, a PF vem fazendo o melhor trabalho da sua história depois que o morno saiu, em apreensão de drogas e investigações para prender quadrilhas.

  2. QUEM NÃO QUISER CAIR SE DEITE PORQUE O SÉRGIO MORO É DURO……O MORO É DURO E TÁ ESTOURADO……VAI SER NO PRIMEIRO TURNO……O MORO É DURO PAPAI……KKKKKK

  3. Vc de novo, homem vá arranjar um lavagem de roupa. Isso é uma tizica da peste, pior do que Ricardo lúcido, que de lúcido não tinha nada.

  4. Não, a PF qie ele citou que iria interferir para proteger a familícia era na verdade Prato Feito. Tdo mundo estava se afogando no Prato Feito.

    1. Vixeeeee “Mgil” comesse ração batizada.
      Ô gado pra aceitar o açoite….
      Estão aceitando tudo, até argola na “venta”.
      Ô gado malvado e sofrido….
      Toca o berrante seu menino…
      ÔÔÔÔÔ GADO ôôôôô

    2. Melhor Jair se acostumamdo, serão mais 6 anos. Não sei se resistirás a abstinência de pão com mortadela.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Governo do Estado publica primeira fase do cronograma para retomada gradual responsável das atividades econômicas no RN; leia íntegra

O Governo do Rio Grande do Norte publicou nessa quinta-feira(18) um cronograma para a retomada das atividades econômicas no estado, previsto para o dia 24 de junho. VALE RESSALTAR, que os protocolos de procedimentos que os estabelecimentos precisarão seguir nesse retorno estão condicionados ao cumprimento de protocolos específicos de segurança sanitária. Dentre eles, a ocupação dos leitos de UTI que deve estar abaixo de 70%.

A retomada das atividades foi marcada, a princípio, para o dia 17 de junho, mas não pôde acontecer porque a taxa de ocupação de leitos de UTI estava em 99%. (ENTENDA DATAS NO POST: Fecomércio RN detalha protocolos para reabertura do comércio, serviços e turismo conforme portaria do Governo; confira). O Poder Executivo alega que serão inicialmente liberadas as atividades que têm maior capacidade de controle de protocolos, que gerem pouca aglomeração e que se encontram economicamente em situação mais crítica.

PORTARIA Nº 006/2020-GAC/SESAP/SEDEC

Estabelece a primeira fase do cronograma para retomada gradual responsável das atividades econômicas no Rio Grande do Norte de que trata o Decreto Estadual nº 29.742, de 4 de junho de 2020.

O SECRETÁRIO-CHEFE DO GABINETE CIVIL, O SECRETÁRIO DE ESTADO DA SAÚDE PÚBLICA E O SECRETÁRIO DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, no uso das atribuições que lhes confere o art. 54, XIII, da Lei Complementar Estadual nº 163, de 5 de fevereiro de 1999, e com fundamento no art. 28 do Decreto Estadual nº 29.742, de 4 de junho de 2020,

Considerando os termos do Plano de Retomada Gradual da Atividade Econômica no Estado do Rio Grande do Norte, apresentado ao Governo do Estado pela Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (FIERN), Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio Grande do Norte (FECOMERCIO), Federação da Agricultura, Pecuária e Pesca do Rio Grande do Norte (FAERN) e pela Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Nordeste (FETRONOR);

Considerando a importância da retomada progressiva das atividades econômicas no Rio Grande do Norte, definida a partir de parâmetros e protocolos de saúde, por meio de um planejamento responsável, ao lado das ações de combate à pandemia, de modo a resgatar a atividade econômica no Estado, setor que inegavelmente foi muito afetado pela pandemia e cuja relevância é fundamental para preservação dos empregos e da renda da população;

Considerando que o avanço na gradual abertura da atividade econômica está condicionado aos bons indicadores de saúde, correlacionados à Taxa de Transmissibilidade da COVID-19 e à Taxa de Ocupação dos Leitos Clínicos e de UTI para COVID-19,

R E S O L V E M:

(mais…)

Opinião dos leitores

  1. todas essas medidas já eram para te sido feitas em março como o amigo falou a cima , assim não precisava fecha as coisas mas como o dinheiro federal não tinha entrado por isso não foi possivel, agora o dinheiro ja esta na conta , parabens governo..

  2. Todas essas medidas sanitárias deveriam ter sido adotadas já em março.
    Inclundo medkidas específicas para escolas, cursos , shoppings e academias.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Plano de Retomada Gradual da Economia Potiguar é lançado e prevê ‘Agenda Urgente’, cronograma e protocolos

Foto: Divulgação/Fiern

Para direcionar o retorno das atividades econômicas no estado, de forma progressiva e segura — obedecendo as medidas de saúde preconizadas no combate a COVID-19 —, o Sistema FIERN, através do Mais RN, apresenta o Plano de Retomada Gradual da Economia Potiguar. O documento, lançado nesta terça-feira (5), propõe um planejamento estratégico com a “Agenda Pública Urgente” de ações governamentais consideradas pré-requisitos para a recuperação econômica, além de propostas e protocolos para o funcionamento das atividades, com cronograma e escalonamento da flexibilização do isolamento social e para o período pós-isolamento. A ideia é pactuar uma saída e conciliar agendas.

O Plano foi desenvolvido por um grupo multidisciplinar formado, a partir da Sala de Situação do Mais RN, por representantes das Federações do setor produtivo – FIERN, Fecomércio, Fetronor, Faern -, do Sebrae, da AGN, do governo do Estado, com participação de professores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

E leva em conta o avanço da pandemia de COVID-19 e a grave crise econômica gerada, a partir de dados e estimativas apresentados por governos e instituições. No Brasil, o governo federal estima que a dívida pública pode chegar a 90% do PIB e o impacto fiscal a R$ 307 bilhões, além de uma queda do PIB de 5,3%, conforme projeção do FMI. Com o desemprego atingindo 15,8%, segundo estimativa do Bradesco.

No Rio Grande do Norte, a Secretaria Estadual de Tributação (SET) projeta queda no ICMS entre 27% e 30%, algo em torno de R$ 130 milhões por mês. Até o dia 21 de abril, a diminuição registrada na arrecadação deste tributo era de R$ 75 milhões, segundo dados da Secretaria Estadual de Planejamento (Seplan), que previa, até o fim de abril, entre R$ 130 milhões e R$ 150 milhões, além de estimar recuo de 44% no consumo do mercado varejista e de 80% no setor de serviços. A indústria também sofre os impactos da crise. Sondagem elaborada pela FIERN aponta que 40% das indústrias do RN não resistem mais um mês nessas condições, 39% já passou por demissões e 65% por renegociação de contrato de trabalho.

Projeções apontam que a curva começa a crescer intensamente entre os dias 15 de abril e 02 de maio, no Brasil, com o pico dos casos previsto para o período entre 3 e 16 de maio, segundo o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/UFRN) e do SUTD Data-Driven Innovation Lab. Para o RN, segundo dados da Sesap, o cenário também converge para o período de 2 a 15 de maio. O documento ressalta que o objetivo do isolamento é achatar a curva de contaminados no pico, com a principal finalidade de não sobrecarregar os leitos hospitalares.

Diante da pandemia, o presidente do Sistema FIERN, Amaro Sales de Araújo, enfatiza a necessidade de planejar a recuperação da economia do Rio Grande do Norte de forma responsável para quando o retorno for possível, minimizando os efeitos da crise instalada. “A FIERN, preocupada com a situação dos empresários e da economia do Rio Grande do Norte, formou um grupo de trabalho para discutir soluções e a sugestão resultante que será feita ao Governo do RN é de indicar caminhos, de ver uma luz no fim do túnel e como caminhar até ela”, afirma o presidente.

Ele destaca a cooperação das entidades envolvidas no grupo de trabalho interdisciplinar. “O grupo tem forte representatividade dos mais diversos setores da economia, do setor produtivo, governo, prefeituras, do meio científico e médico, com mais de 20 pessoas envolvidas, debatendo possibilidades em vários campos e direções para darmos esta contribuição à sociedade e podermos, desde já, planejar a retomada”, observa Amaro Sales.

A Agenda Urgente elenca pontos de atenção e necessidade de respostas mais imediatas, como o planejamento nos bancos para acesso ao crédito-auxílio, criação de barreiras sanitárias nas divisas, um Plano de Segurança Pública para Situação do COVID-19, distribuição de máscaras para a população, monitoramento completo dos leitos hospitalares, além de propor que o Governo do Estado deve agir junto ao Governo Federal para flexibilizar burocracias que impedem, neste momento, as empresas terem acesso aos programas de financiamento, bem como a melhoria do acesso a linha de crédito especial do Banco do Nordeste com recursos do Fundo Constitucional – FNE.

A agenda pressupõe identificar a população de maior risco, expandir a capacidade de testes, ter o acompanhamento eficiente, em tempo real, de leitos disponíveis de UTI dotados de respiradores, o Governo dar condições para que as Secretarias e órgãos estaduais [Segurança Pública, Agricultura, Desenvolvimento Econômico, Pesquisa, Ciência e Tecnologia e Idema] atuem de forma intensiva, condicionadas às orientações da Secretaria Estadual da Saúde Pública (Sesap).

Propostas e protocolos de ações para retomada das atividades

Entre as propostas apresentadas no Plano de Retomada Gradual da Economia Potiguar estão a criação de um cronograma para abertura gradual de atividades econômicas e de horários alternados para diversas atividades econômicas de forma que se evite horários de pico. O Plano ainda alerta para atividades econômicas que, hoje, merecem atenção e sugere ações de educação para planejamento financeiro às famílias e de suporte aos pequenos empresários.

Além de ações transversais de continuidade de quarentena domiciliar para grupos de risco e infectados; uso generalizado de máscaras de proteção; adequação da oferta da frota de ônibus urbanos; continuidade de suspensão de eventos com grande número de pessoas e a manutenção do teletrabalho para as atividades em que for possível essa modalidade.

E apresenta um conjunto de protocolos de retorno como Protocolo de distanciamento social no trabalho, Protocolo se algum funcionário testar positivo para COVID-19; Protocolo para creches e escolas; Fábricas, Escritórios, Setor lojista; Setor de alimentação; Salões de beleza, estética e correlatos; Shoppings e praças de comércio; Personal trainer e estúdios de pequeno porte; Transporte público.

Há ainda a proposta de projeto piloto de liberação para pequenos municípios, em que, aqueles que até o momento não apresentaram óbitos, casos confirmados e nem possuem casos suspeitos possam ser gradualmente liberados, observando os pressupostos, protocolos e ações transversais apresentados.

José Bezerra Marinho, coordenador do Mais RN, explica que o plano de retorno gradual considera o ser humano em sua integridade, no aspecto de saúde e também na necessidade de sustento e sobrevivência econômica. “O plano procura atender e pensar o ser humano em sua integridade, buscando oportunidades, com o escalonamento, para que quando se tornar possível, obedecendo a todos os protocolos, o retorno as atividades econômicas possam ser feitas pensando nos trabalhadores e nos empresários de todos os portes, desde o grande ao micro”, disse Marinho.

O documento também antecipa estratégia e pilares da comunicação, com campanha para orientação e conscientização da responsabilidade de todos os cidadãos acerca do cumprimento das medidas preventivas, com ênfase nas ações transversais estabelecidas no plano (horários, circulação, higienização das mãos, uso de máscaras).

E estabelece ainda o papel estratégico do “Sistema S” nesse contexto, com treinamento e consultoria para os empresários e equipes se adequarem aos protocolos de propostos no Plano. Os treinamentos serão todos online de forma a seguir as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), de modo a mensurar a quantidade e a identidade dos capacitados.

“O objetivo é elaborar um plano responsável, seguro, atento aos ditames da saúde, mas que dê previsibilidade e um calendário de retorno gradual das atividades econômicas no Rio Grande do Norte”, afirma assessor técnico de Economia e Pesquisa da FIERN, Pedro Albuquerque.

Acesse aqui a íntegra Plano de Retomada Gradual da Economia Potiguar-MAIS_RN

Assista o vídeo de apresentação https://youtu.be/10gOBP4kDvM

Fiern

Opinião dos leitores

  1. Precisou juntar 20 pessoas para fazer esse “plano”? Outra coisa, o “pico” da pandemia agora é entre 02 e 15 de maio. Não sabem de nada. Desse jeito vamos chegar dezembro e nada de sairmos da quarentena. Quero ver quando faltar dinheiro pro governo pagar salário, neguinho ficar gritando fique em casa

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

UTILIDADE PÚBLICA: veja o cronograma do auxílio emergencial de R$ 600 a informais

Foto: O Globo

O pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 a informais começa nesta quinta-feira, conforme cronograma divulgado pela Caixa Econômica Federal. O benefício será pago em três parcelas, começando pelos informais que inscritos no Cadastro Único (CadÚnico).

A expectativa é que ao menos 10 milhões de pessoas comecem a receber o benefício hoje. Já quem não está no CadÚnico e teve que fazer a autodeclaração pelo aplicativo ou pelo site da Caixa começa a receber na semana que vem. Confira abaixo o cronograma e quem pode receber o auxílio:

Cronograma

Primeira parcela

Trabalhadores informais que estão no Cadastro Único e têm conta no Banco do Brasil ou poupança na Caixa: a partir de quinta-feira (9 de abril)

Trabalhadores informais que estão no Cadastro Único e têm contas em outros bancos ou não têm conta: no dia 14 de abril (próxima terça-feira)

Trabalhadores informais, microempreendedores individuais e autônomos que não estão no Cadastro Único: até 5 dias apos o cadastro no novo sistema do governo (não há uma data fixa)

Beneficiários do Bolsa Família: de acordo com o calendário do benefício, a partir do dia 16 de abril

Segunda parcela

Trabalhadores informais no Cadastro Único e outros beneficiários que já tiverem se cadastrado no novo sistema e de acordo com a data de aniversário:

Nascidos em janeiro, fevereiro e março: 27 de abril

Nascidos em abril, maio e junho: 28 de abril

Nascidos em julho, agosto e setembro: 29 de abril

Nascidos em outubro, novembro e dezembro: 30 de abril

Beneficiários do Bolsa Família: de acordo com o calendário do benefício, a partir do dia 18 de maio

Terceira parcela

Trabalhadores informais no Cadastro Único e outros beneficiários que já tiverem se cadastrado no novo sistema:

Nascidos em janeiro, fevereiro e março: 26 de maio

Nascidos em abril, maio e junho: 27 de maio

Nascidos em julho, agosto e setembro: 28 de maio

Nascidos em outubro, novembro e dezembro: 29 de maio

Beneficiários do Bolsa Família: de acordo com o calendário do benefício, a partir do dia 17 de junho

Quem tem direito ao auxílio

É preciso cumprir algumas regras para ter direito ao benefício. São elas:

Trabalhadores por conta própria sem vínculo de emprego formal, ou seja, sem carteira assinada;

No caso, precisam ter mais de 18 anos e ter o nome no Cadastro Único (CadÚnico), do Ministério da Cidadania. Precisam ter renda mensal de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda mensal familiar de até três salários (R$ 3.135). O auxílio será pago a até duas pessoas da mesma família;

Trabalhadores intermitentes, ou seja, aqueles que prestam serviço por horas, dias ou meses para mais de um empregador;

Também precisam ser maiores de idade e estarem inscritos no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) da Previdência Social, seguindo os critérios de renda acima;

Pela proposta, o auxílio poderá ser pago a até duas pessoas de uma mesma família, com renda de até três salários mínimos, por três meses;

Não receber outro tipo de benefício do governo, exceto Bolsa Família;

Mulheres chefes de família – estas vão ganhar duas cotas do benefício, chegando a R$ 1.200. Para fazer jus ao auxílio financeiro emergencial, ela também terá de seguir os critérios de renda.

Trabalhadores Autônomos

Precisam ser maiores de idade e estarem inscritos na Previdência Social como contribuintes individuais e atenderem os requisitos de renda.

Microempreendedores individuais (MEI), que fazem parte de um regime tributário diferenciado. Para receber o auxílio é preciso atender o critério da renda estabelecido no projeto, além de estar inscrito na Previdência Social como contribuinte individual.

Demais trabalhadores informais que não estão inscritos no cadastros do governo e não contribuem para a Previdência Social. Estão nesse grupo vendedores ambulantes, diaristas, manicures, cabeleireiros e outras ocupações. Neste caso, sera preciso fazer uma autodeclaração junto à Caixa Econômica Federal.

Beneficiários do Bolsa Família

Quem recebe o benefício do Bolsa Família receberá o auxílio emergencial, se ele for mais vantajoso. Essas pessoas já estão inscritas no Cadastro Único e não vão precisar pedir a troca temporária do benefício. Mas não será possível acumular os dois.

Pessoas com deficiência de baixa renda que estão na fila do INSS para receber o Benefício de Prestação Continuada (BPC)

O projeto permite antecipação do auxílio para zerar a fila do INSS

Quem não tem direito ao auxílio

Aposentados e pensionistas do INSS: Não será permitido acumular o auxílio com renda da aposentadoria. Aposentados não se enquadram no grupo mais vulnerável à crise.

Trabalhadores que estejam recebendo outros de tipos de benefícios previdenciários, como auxílio doença, salário-maternidade, auxílio acidente de trabalho

Desempregados que estejam recebendo seguro-desemprego

Idosos e deficientes da baixa renda que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC)

Estudantes e donas de casa que fazem parte da população economicamente inativa.

O Globo

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

Inep publica cronograma do Enem; provas serão em 1° e 8 de novembro

Foto: © Marcello Casal JrAgência Brasil

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou nesta terça-feira (31) os editais das versões impressa e digital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. O período de inscrição será de 11 a 22 de maio. O participante que optar por fazer o Enem impresso não poderá se inscrever na edição digital e, após concluir o processo, não poderá alterar sua opção.

De acordo com o cronograma, o Enem 2020 impresso será aplicado em 1º e 8 de novembro. Os editais foram publicadas no Diário Oficial da União desta terça-feira e também estão disponíveis na página do Enem. Os participantes que optarem por realizar a versão digital do exame farão as provas nos dias 11 e 18 de outubro.

A autarquia vinculada ao Ministério da Educação também informou que, a partir do dia 6 de abril, os estudantes poderão fazer a solicitação de isenção da taxa de inscrição do Enem.

Os requerimentos e as justificativas de ausência na edição anterior devem ser feitas pela internet, na Página do Participante, com acesso pelo computador ou celular.

Pode solicitar a isenção da taxa quem está cursando a última série do ensino médio, em 2020, em escola da rede pública declarada ao Censo Escolar; quem cursou todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada, além de ter renda, por pessoa, igual ou menor que um salário mínimo e meio, e quem está em situação de vulnerabilidade socioeconômica por ser membro de família de baixa renda, devendo informar o número de identificação social (NIS), único e válido, além de ter renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos.

Os participantes que solicitaram isenção em 2019, não realizaram os dois dias de prova e querem solicitar nova isenção para 2020, devem fazer a justificativa de ausência. O resultado dos pedidos deve ser divulgado em 24 de abril. Entre 27 de abril e 1º de maio será aberto prazo para apresentação de recursos e os resultados finais estarão disponíveis em 7 de maio. As regras valem para a versão impressa e digital.

O Inep ressalta que a aprovação da justificativa de ausência no Enem 2019 e da solicitação de isenção da taxa de inscrição não significa que a inscrição foi realizada. Portanto, os participantes deverão acessar o Sistema Enem e se inscrever para esta edição do exame.

Inscrições

Neste ano, será obrigatória a inclusão de foto atual do participante no sistema de inscrição, que deverá ser utilizada para procedimento de identificação no momento da prova. O valor da taxa de inscrição permaneceu o mesmo da edição de 2019: R$ 85, que deverá ser pago até 28 de maio.

De acordo com o Inep, a estrutura do exame não foi alterada e será mantida a aplicação de quatro provas objetivas, constituídas por 45 questões cada, e uma redação em língua portuguesa. Durante o processo de inscrição, o participante deverá selecionar uma opção de língua estrangeira – inglês ou espanhol.

Acessibilidade

A Política de Acessibilidade e Inclusão do Inep visa dar atendimento especializado aos participantes que necessitarem. Para facilitar a compreensão no momento da inscrição, os atendimentos específicos (gestantes, lactantes, idosos e estudantes em classe hospitalar) foram incluídos na denominação “especializado”. As solicitações para esses atendimentos também deverão ser feitas entre 11 e 22 de maio. Os resultados serão divulgados em 29 de maio. Para os pedidos que forem negados, está prevista uma fase para apresentação de recursos. O resultado final estará disponível no dia 10 de junho.

Os pedidos de tratamento por nome social serão feitos entre 25 e 29 de maio, com previsão de divulgação dos resultados em 5 de junho. O período para apresentação de recursos será entre 8 e 12 de junho e a disponibilização dos resultados finais em 18 de junho.

Enem Digital

A implantação do Enem Digital terá início neste ano e, de acordo com o Inep, será feita de forma progressiva. Nessa fase inicial, até 100 mil pessoas poderão fazer a prova no novo modelo. A previsão é que a consolidação deste modelo seja feita até o ano de 2026. A estrutura do exame será igual à da versão impressa.

O processo de inscrição é o mesmo da versão impressa. Serão disponibilizadas 100 mil inscrições para os primeiros participantes que optarem pela edição digital, conforme distribuição das vagas previstas no edital. Por se tratar de fase piloto de implantação do novo modelo, neste primeiro ano, o Enem Digital não estará disponível para treineiros e não promoverá atendimento especializado.

Com informações do Inep

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trânsito

Detran cumpre cronograma de testes monitorados de direção no interior

Fotos: Divulgação

O Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) iniciou o cumprimento do cronograma de avaliações práticas monitoradas de direção veicular que acontecem durante todo este mês de novembro nas cidades do interior do Estado. No total, 27 municípios distribuídos em todas as regiões do Rio Grande do Norte estarão recebendo a visita dos examinadores do Detran para avaliar os candidatos a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Os municípios que receberão as equipes de examinadores do Detran são: Nova Cruz (04); Passa e Fica (05); Goianinha e São José do Mipibu (06); São Paulo do Potengi (07); Ceará Mirim e Extremoz (08); São Miguel (11); Alexandria e Caraúbas (12); Assú e Angicos (13); Alto dos Rodrigues e Macau (14); Parelhas e Acari (18); Caicó e Jardim do Seridó (19); Currais Novos e Lagoa Nova (20); Jaçanã e Santa Cruz (25); Jucurutu e Patu (26); Umarizal (27); Apodi (28); e Pau dos Ferros (29).

Os examinadores analisam o conhecimento prático de volante dos alunos que já foram considerados aptos nos exames médico e psicológico, e que também já concluíram a carga horária de aulas prática e teórica ministradas pelo centro de formação de condutor de sua escolha.

Para que o candidato seja aprovado no teste é necessário que ele não cometa nenhuma falta eliminatória e que a soma dos pontos negativos seja menor do que três. No caso de reprovação o candidato só poderá repetir o exame decorrido 15 dias da divulgação do resultado.

De acordo com informações coletadas no setor de Estatística do Detran, em 2018 foram realizados no Estado 57.390 testes práticos de direção veicular, correspondendo a uma média mensal de 4.782 avaliações. Desse total de teste realizados durante o ano passado, cerca de 79% dos candidatos foram aprovados e 21% foram considerados inaptos.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Governo divulgará ainda hoje se mantém cronograma de pagamento de salários

O Governo do Estado deverá divulgar ainda nesta quinta-feira (28) se será mantido o cronograma de pagamento de salários antecipado na semana passada pelo governador Robinson Faria.

Pelo cronograma, amanhã seriam pagos os salários de novembro que ainda não foram quitados.

Já até 10 de janeiro seria pago o 13º salário. O mês de dezembro seria pago até 30 de janeiro.

O calendário foi divulgado antes do governo federal anunciar que não ajudaria mais o Estado com aporte de R$ 600 milhões.

Opinião dos leitores

  1. Más, a comunicação, fornecedores, estão todos em dia, MP investigue que vocês acham o dinheiro.

  2. Só chegará socorro financeiro se o governador renunciar. Infelizmente, é o único caminho. O governo federal não vai dar o status de salvador a alguém que não lhe convém.
    Renuncie, tenha humildade. Ninguém vai lhe ajudar, governador. Só ajudarão se for o vice no comando.

  3. Estou indignado com tanta violência no nosso estado e o mais preocupante é que ninguém toma uma providência.” Quando digo ninguém “ me refiro aos políticos do nosso estado. Até quando vamos ficar assistindo esta situação , por favor tomem uma providência . A população do nosso estado não aguenta mais tanta omissão de vocês políticos.

  4. Alguma vez o governo federal disse pelas redes sociais ou em nota que iria ajudar o RN com 600 milhões? So vi na rede social do governador e de seu filho. Se estiver errado me corrijam. Me mostre.

  5. Sr governador,vossa exelencia precisa ter uma conversa com o governador do Estado do Ceará enquanto o senhor não consegue pagar a folha do funcionalismo el esta investindo em equipamentos e entregando viaturas

  6. O Governo deveria entrar com uma ação no STF, pedido a sobra que o TJ tem para pagar os salários dos servidores do executivo.

  7. Não repasse a verba para o judiciário pague os funcionários, tu já sabe né que tu não vai ganhar pra mais nada.

  8. Está mais comprovado que nunca a forma macabra, com a qual o governo federal objetiva aprovar sua "reformas", estão pressionando de todos os lados, e ai dos governadores que não buscarem as reformas em seus Estados.
    E vejam que nos mais diversos discursos,a culpa recai sobre todo mundo, exceto sobre os atuais gestores!
    Como então há Estados que conseguem manter suas contas em dia??? MISTÉRIOOOOOOOOO

  9. O que o governo poderá dizer? NADA!
    Vai ser mais do mesmo, vão anunciar que serão pagos os salários de quem ganha até R$ 4 mil, já que pagaram quem ganha até R$ 3 mil.
    Os professores tem o pagamento em dia, embora o ensino público, na grande maioria continue sem qualidade.
    É realmente vergonhoso ver o tamanho do egoísmo e falta de compromisso com o estado dos do judiciário e legislativo, com milhões em sobra, fruto dos repasses super dimensionados que foram exigidos do executivo, assistem a toda crise de braços cruzados, mesmo tendo em caixa os milhões que o executivo precisa para suprir o pagamento dos salários de seus funcionários. Nessa via de mão única, fica evidente ao povo do RN como os poderes tratam os problemas do estado e o respeito que tem aos cidadãos.

  10. governador cancele a verba destinada a Câmara de deputados e pague os policiais e deixem os deputados fazerem greve por tempo indeterminado que não vai fazer nenhum mal a sociedade.

    1. Falou uma VERDADE INCONTESTÁVEL.
      Deixe a turma da assembleia reclamando, em GREVE eterna, não fazem falta a sociedade, ao povo, afinal eles trabalham por eles e para eles, por suas eleições e seus benefícios. O que fazem pelo povo?
      Qual deputado foi a mídia falar do combate a crise financeira do estado?
      Qual deputado foi a mídia defender os povo contra os milhares de assaltos que acontecem todo dia?
      Qual deputado foi a mídia propor o combate ostensivo a violência?
      Qual deputado mostrou compromisso com seus eleitores diante dos vários problemas que a população enfrenta e se vê abandonadas?

    2. Só se ele estiver doido… Tiram ele do Governo, sairia primeiro do governo que o pagamento da Polícia.

  11. Estamos ferrados !!! E olhe que prometeram a ajuda de 600 milhões em troca do IPE a 14%. Se tivesse sido aprovado estaríamos mais lascados do que nunca.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Copa 2014: Ministro Aldo Rebelo acredita nos cronogramas dos estádios brasileiros

Apesar de entender a preocupação da Fifa com o andamento do cronograma de obras dos estádios que irão sediar os jogos das copas das Confederações e do Mundo, o ministro Aldo Rebelo (Esportes) discordou da entidade que disse que obras dos estádios brasileiros estão atrasadas, incluindo a Arena das Dunas, que foi o único apontado como em situação crítica para sediar a Copa do Mundo.

“Não creio que esteja atrasado. Eu examinei o relatório. Eles (Fifa) trabalham com critérios diferentes dos usados pelo Governo e pelas empresas que constroem estádios no Brasil. Não há atraso que não possa ser recuperado. Em engenharia você pode antecipar o prazo”, observou o ministro.

A Copa das Confederações será realizada de 15 a 30 de junho de 2013. O evento é uma preparação para a Copa do Mundo de 2014. Natal está, desde o início, fora da Copa das Confederações por não conseguir entregar o estádio a tempo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *