Política

Vereador Luciano Nascimento faz doação de cadeiras de rodas e de banho nas Upas de Natal

Foto: Reprodução

Preocupado também com o lado social dos Natalenses, o vereador Luciano Nascimento (PTB), utilizou quase R$ 4.000,00 em recursos próprios para doar 04 cadeiras de rodas e 04 cadeiras de banho para as Upas do Potengi, Pajuçara, Cidade da Esperança e Satélite.

As cadeiras foram entregues aos Diretores das Unidades, pessoalmente pelo o Vereador Luciano, onde cada UPA recebeu 01 cadeira de roda e 01 cadeira de banho.

“O nosso dever, além de legislar, também é promover o bem estar social do nosso povo”, concluiu o parlamentar.

 

Opinião dos leitores

  1. Parabéns vereador LUCIANO NASCIMENTO por mais uma ação solidária,onde quem ganhar é toda população de natal

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Criança em Natal precisa de doação de sangue

Foto: Divulgação

Maria Isabel Flor Freire necessita de doadores de sangue, para reposição, de qualquer tipo sanguíneo. Doadores devem se dirigir a Hemovida na Avenida Nilo Peçanha, em Petrópolis, na Zona Leste de Natal. Informações: 3202-4289.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Casa Branca anuncia a doação de 500 milhões de doses da Pfizer para países pobres; Brasil não se enquadra em lista

Joe Biden e sua esposa Jill desembarcam no aeroporto da Cornualha, no Reino Unido, na primeira viagem internacional do presidente — Foto: Reuters/Phil Noble

O governo dos Estados Unidos assinou um acordo com a farmacêutica Pfizer para fornecer 500 milhões de doses de vacina contra a Covid-19 92 países pobres até junho de 2022, segundo reportagens publicadas na imprensa americana nesta quinta-feira (10).

Os imunizantes serão entregues por meio da aliança Covax Facility, da Organização Mundial da Saúde (OMS), para países de baixa renda e de renda “médio-baixa”, segundo o consórcio. São países como Afeganistão, Angola e Síria receberão as doses até o próximo ano.

O Brasil ficou de fora desta distribuição uma vez que faz parte da Covax, mas como país que pode comprar suas próprias vacinas. Ao lado do Brasil estão cerca de 80 países como a Argentina, Canadá e Reino Unido.

A informação havia sido antecipada na véspera pelos jornais “The New York Times” e “The Washington Post”, citando fontes ligadas a esta negociação. A agência internacional de notícias Reuters também confirmou a existência deste acordo.

Antes de embarcar para a Inglaterra, onde acontece nesta semana o encontro do G7 – grupo que reúne as maiores economias do mundo –, o presidente dos EUA, Joe Biden, disse que faria um anúncio sobre uma estratégia global de vacinação.

Fontes citadas pelo “Times” afirmaram que os EUA pagarão um preço abaixo do praticado no mercado pelas doses e que 200 milhões delas serão distribuídas ainda em 2021. O restante, 300 milhões, será entregue durante o próximo ano.

Não há informações sobre como elas serão divididas.

Em maio, os EUA anunciaram uma doação de 80 milhões de doses vacinas (leia mais abaixo). Um primeiro carregamento, que começou a ser distribuído semana passada, entre elas, sim, o Brasil. Essa remessa não tem relação com as 500 milhões contratadas da Pfizer.

Doses até o fim de junho

Os EUA se comprometeram a redistribuir cerca de 80 milhões de doses das vacinas AstraZeneca, Pfizer, Moderna e Johnson & Johnson para outros países até o final de junho. Do total, 25 milhões de doses começaram a ser enviadas em 3 de junho.

O Brasil é um dos mais de 40 países que receberão parte desta primeira remessa. Não foi divulgado, no entanto, um número exato de quantas doses o país irá receber – isso porque será preciso dividir 6 milhões delas com outros 14 países da América Latina (leia mais sobre a distribuição abaixo).

A remessa destinada ao Brasil será entregue pela Covax, que vai gerenciar 19 milhões de doses, distribuídas da seguinte forma (em valores aproximados):

6 milhões para América do Sul e Central: Brasil, Argentina, Colômbia, Costa Rica, Peru, Equador, Paraguai, Bolívia, Guatemala, El Salvador, Honduras, Panamá, Haiti, Comunidade do Caribe e República Dominicana.

7 milhões para a Ásia: Índia, Nepal, Bangladesh, Paquistão, Sri Lanka, Afeganistão, Ilhas Maldivas, Malásia, Filipinas, Vietnã, Indonésia, Tailândia, Laos, Papua Nova Guinea, Taiwan, e as Ilhas do Pacífico.

5 milhões para a África, distribuídas entre os países selecionados em coordenação com a União Africana.

G1

Opinião dos leitores

  1. Brasil não precisa, negou 60 milhões de vacinas de SP e milhões da Pfizer.

    Se negou é pq não precisa. Corretíssimo Biden.

    Graças a Deus vários Bolsomínions não vão tomar vacina, só cloroquina.

  2. Eu, no lugar do Biden, mandava era uma banana pro asco naro monte de estrume. Mas o desprezo dói muito mais. Os lambe botas do Trump reduziram o Brasil à insignificância

  3. Se fosse cloroquina…
    Ano passado os EUA mandaram milhares de comprimidos, por isso que se livramos da pandemia.
    Temos que agradecer ao “mito”.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Sistema FIERN anuncia doação de 10 mil cestas básicas para entidades filantrópicas

Foto: Divulgação

A programação da Semana da Indústria, promovida pelo Sistema FIERN (FIERN, SESI, SENAI e IEL) foi encerrada em grande estilo. A segunda Live Solidária, do projeto Ação pela Vida, teve apresentação da SESI Big Band e grandes talentos da música potiguar: Khrystal, Isaque Galvão, João Batista, Tanda Macêdo, Dani Cruz e Daniela Fernandes.

Durante o evento, o presidente da FIERN, Amaro Sales, anunciou a doação, pelo Sistema Indústria por meio do SESI-RN, de 10 mil cestas básicas para as instituições filantrópicas que serão beneficiadas pela campanha Ação Pela Vida.

“Trago uma grande notícia, a doação de 10 mil cestas, que se somam às ações dos artistas locais, dos empresários, de todos que participaram da organização da Semana da Indústria. É graças à parceria do Sistema FIERN com o SESI-RN e o Departamento Nacional do SESI que estas cestas chegaram ao RN. Temos um agradecimento especial ao presidente da CNI, Robson Braga de Andrade e ao Conselho do SESI-RN pela parceria desta doação”, declarou o presidente Amaro Sales.

A Live encerrou o período de arrecadação do Projeto Ação Pela Vida. Desde 30 de abril foram recebidos donativos e recursos destinados a entidades beneficentes do estado. A aquisição das cestas pela indústria e as doações realizadas na primeira Live Solidária – em abril – somam 112 toneladas de alimentos e 500 litros de bebidas lácteas.

O Ação pela Vida conta ainda com postos de vacinação em Natal e Mossoró. Até agora, são quase 45 mil pessoas vacinadas pelo projeto em todo RN.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Sistema Fecomércio inicia doação de 5.000 cestas básicas para trabalhadores do comércio, serviços e turismo

Programa Mesa Brasil do Sesc montará pontos de distribuição nos bairros do Alecrim e Cidade Alta, em ação que visa socorrer pessoas que perderam ocupação e renda selecionadas em parceria com entidades representativas dos trabalhadores. Foto: Divulgação

Sensível ao atual momento e os impactos da pandemia na vida das pessoas, em particular dos colaboradores do setor que representam, o Sistema Fecomércio RN, por meio do Programa Mesa Brasil Sesc, iniciará nesta terça-feira, 6, às 11h, a doação de 5.000 cestas básicas para trabalhadores do Comércio, Serviços e Turismo que se encontram sem fonte de renda.

O projeto batizado de “Mesa Farta” terá pontos de distribuição na sede da Fecomércio RN, no Alecrim, na terça-feira, 6. Entre os dias 7 e 9, o local será na unidade do Sesc Cidade Alta. O público-alvo são garçons, cozinheiros, auxiliares de cozinha, pizzaiolos, atendentes, copeiros, entre outros dos segmentos atingidos. As pessoas beneficiadas estão sendo encaminhadas pelo Sindicato dos Guias e Orientadores (Singtur/RN), Sindicato dos Empregados no Comércio de Restaurantes e Bares de Natal (Sindibarnat/RN) e Sindmoto/RN. A meta do projeto é conseguir entregar mais de 1.100 cestas por dia, das 8h30 às 16h30, entre os dias 6 e 9 de abril de 2021.

O presidente do Sistema Fecomércio, Marcelo Queiroz explica que a instituição não poderia deixar de prestar assistência a esses trabalhadores, tendo em vista os inúmeros impactos negativos da pandemia sobre eles, em particular a perda de ocupação e renda. “É angustiante assistir aos reflexos negativos dessa doença que, além de ceifar vidas, tem deixado as pessoas sem renda e sem condição de levar o alimento para casa. Esta ação tem como foco tentar minimizar isso”, diz ele.

Serviço

O que? Mesa Farta

Como

Doação de 5.000 cesta básica para trabalhadores do comércio, serviços e turismo

Quando

6 a 9 de abril de 2021

Onde

• Terça-feira (6), na Fecomércio RN: Av. Alm. Alexandrino de Alencar, 562 – Alecrim, Natal.

• De 7 a 9 de abril, no Sesc Cidade Alta: Rua Coronel Bezerra, nº 33 Cidade Alta – Natal/RN.

Mais informações: (84) 3133 0360

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Justiça derruba obrigatoriedade de doação ao SUS de vacinas compradas por empresas

O juiz Federal substituto Rolando Valcir Spanholo, da 21ª vara da SJ/DF, autorizou sindicatos a importarem vacinas para a imunização do coronavírus de seus associados e respectivos familiares sem a necessidade de realizar as doações coativas impostas no art. 2º da lei 14.125/21.

O magistrado declarou a inconstitucionalidade parcial do art. 2, afastando a expressão “desde que sejam integralmente doadas ao Sistema Único de Saúde” e total do §1º, que prevê que “após o término da imunização dos grupos prioritários, as pessoas jurídicas de direito privado poderão adquirir, distribuir e administrar vacinas, desde que pelo menos 50% das doses sejam, obrigatoriamente, doadas ao SUS e as demais sejam utilizadas de forma gratuita“.

Leia matéria completa AQUI no Justiça Potiguar.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Hemonorte lança “Van solidária” para doação de sangue

Foto: Divulgação

O Hemocentro do RN (Hemonorte), lança no próximo dia 9 de fevereiro, o projeto Van solidária, que faz parte das ações de captação para a Campanha de doação de sangue do carnaval.

O Projeto tem por objetivo atrair novos doadores e fidelizá-los, oferecendo transporte gratuito a grupos compostos de dez a doze pessoas que quiserem doar sangue. Neste primeiro momento, o serviço estará disponível apenas para empresas e instituições localizadas em Natal e Região Metropolitana.

Para participar, o doador deve ligara com antecedência de uma semana para o telefone 3232-6724 ou enviar e-mail para o: [email protected]

“Esperamos que com essa ação consigamos alavancar o estoque de sangue, que continua baixo. Vale ressaltar que os interessados em participar devem atender os requisitos básicos para ser um doador. Após a realização da doação, a van deixa o grupo no mesmo local onde embarcou”. Falou a Diretora de Apoio Técnico, Miriam Mafra.

Critérios básicos para ser um doador de sangue:

· Ter idade entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos devem possuir consentimento formal do responsável legal);

· Pesar no mínimo 50 kg;

· Estar alimentado. Evite alimentos gordurosos nas 3 horas que antecedem a doação;

· Caso seja após o almoço, aguardar 2 horas;

· Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas;

· Apresentar documento de identificação com fotografia, emitido por órgão oficial. (Carteira de Identidade, Carteira Nacional de Habilitação, Carteira de Trabalho, Passaporte, Registro Nacional de Estrangeiro, Certificado de Reservista ou Carteira Profissional emitida por classe);

· Para os menores de 18 anos, é necessário o consentimento e a presença do responsável e, entre 60 e 69 anos, a pessoa só poderá doar se já o tiver feito antes dos 60 anos;

· A frequência máxima é de quatro doações anuais para o homem e de três doações anuais para a mulher. O intervalo mínimo deve ser de dois meses para os homens e de três meses para as mulheres.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Em rede social, Coronel Hélio interage com jornalista e garante doação de salário como prefeito

Foto: Reprodução

Em seu Instagram pessoal, a jornalista Lídia Pace, do RNTV 2a edição da afiliada Globo, fez uma postagem sobre as Eleições 2020 solicitando propostas aos candidatos aos cargos de prefeito e vereador. Candidato a prefeito de Natal, Coronel Hélio Oliveira, na manhã de hoje, respondeu ao post e nele prometeu a doação do seu salário, caso seja eleito.

Na postagem, a jornalista diz “Atenção! Precisamos de prefeitos e vereadores para trabalharem nas áreas de saúde, educação, segurança, mobilidade, turismo, cultura, entre outros… O povo paga bem!!!”.

Em resposta ao post da jornalista, o Coronel Hélio Oliveira se mostrou disponível para apresentar o seu Plano de Governo e as propostas para cada uma das áreas citadas. Em relação ao salário, o candidato a prefeito de Natal aproveitou a oportunidade para informar que irá doar todo o seu salário, caso eleito, para instituições de caridade.

Na resposta, Coronel Hélio Oliveira escreveu: “Olá, @lidiapace, tudo bem? Vi sua postagem, achei interessante e vim me colocar à disposição como candidato a Prefeito de Natal. Sei que você é uma mulher de coragem e quero conquistar o seu voto também! Tenho propostas em todas essas áreas que você comentou. Posso te disponibilizar o meu Plano de Governo para conhecer todas elas. Ah, quanto ao PAGAR BEM, irei doar todo o meu salário para instituições de caridade que realizem um trabalho sério e honesto. Desejo desde já, um excelente trabalho nas #Eleicoes2020. Espero poder dividir a bancada com você e apresentar nossas propostas para toda população”, comentou.

Opinião dos leitores

  1. Malandro é malandro e mané é mané…..pode crer que é. Kkkkk. Esse é malandro e eu sou o mané. Kkkkk.

  2. Nossa, bobo quem se ilude com isso… Vencimento de coronel da reserva é maior do que o de prefeito. Quero ver ele abrir mão desse tbm. A mamata é boa….

  3. Está velha politica instalada no estado são responsáveis pelo incremento do crime organizado, por fechamento de lojas fábricas e hospitais. Não vejo está velha politica com alguna solução e sim perpetuando problemas. já que as forças armadas desistiram de tutelar o civil. Vou confiar o voto a alguém com sangue patriota nas veias. Este tal Cel Hélio pode ser nosso Bolsonaro.. não tem outra alternativa 28 do Cel e do Morão

  4. Coronel Helio Oliveira é um homem de bem. Quem o ataca não faz a menor ideia da pessoa que ele é. Tê-lo como prefeito de nossa capital seria avançar 20 anos em 4. Deixo aqui um convite: experimentem…4 anos passa rápido!

  5. Coronel Hélio, é um empresário de sucesso, logo, sabe administrar a máquina pública. Tem meu voto!

    1. Empresário de sucesso normalmente tem dificuldade em domar a máquina pública.
      Ele acostumado a mandar e os func obedecerem, vai comer dobrado com muitos func públicos que fingem que trabalham

    2. Além da experiência como empresário, administrou com exelência a Base Aérea de Natal (atual ALA 10), desempenhando o cargo de GSB (Chefe do Grupo de Serviços de Base), na função de subcomandante de uma das maiores e mais importantes Bases da FAB.

    1. Chico 100! Já respondi, há alguns dias, semelhante pergunta nesse blog.
      Procure no blog do bg , pois está registrado um breve currículo do Cel. Hélio.
      Aproveitando a oportunidade, informo ao JAG que o Cel Hélio não precisa do salário de prefeito pois é Coronel da Reserva da Força Aérea Brasileira e Empresário. Além disso, o Cel. Hélio já tem um plano de governo, conforme citado na matéria do blog do BG, em resposta à Jornalista Lídia Pace, demonstrando organização, antecipação e preparo para mudar o rumo da gestão e da política na capital do RN. Os fatos que citei desmontam a falsa tese de hipocrisia que o JAG apontou. Não existe fato algum que justifique sua "acusação" e julgamento antecipado. Se tivesse, você ou outra pessoa já teria falado. Não dizem nenhum fato desabonador pois seriam processados por injúria e calúnia, sendo condenados ao final.
      Desconheço a lei que proibe um cidadão nascido numa cidade governar o município que escolheu de coração. O Cel Hélio é casado com uma natalense e mora aqui há muitos anos, inclusive gerando empregos para o RN em sua empresa.

  6. Coronel Hélio é o mais preparado para administrar Natal. Basta de políticos profissionais. Vamos mudar!

  7. Parabéns Coronel Hélio! Isso mostra que a sua verdadeira intenção é ajudar a melhorar a nossa cidade Natal. Voto em você!

  8. Pura hipocrisia, não adianta abrir mão do salário e fazer uma administração desastrosa, não é desse tipo de solução que precisamos, e sim de gestores comprometidos, competentes e acima de tudo honesto, tendo esses pressupostos o salário de torna extremamente necessário para a subsistência do próprio Prefeito.

  9. Coronel Hélio um homem de bem. Um gentleman da melhor qualidade uma pessoa honrada. a presença dele engradece o debate municipal. Meu respeito a ele, mesmo se não ganhar a eleição ele já é um vitorioso.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Sesap faz apelo pela doação de órgãos: RN tem 347 pessoas que esperam por um transplante de córneas e 249 por um transplante renal

Foto: iStock

Em coletiva no fim da manhã desta sexta-feira(25), a subsecretária de Planejamento e Gestão da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), Lyane Ramalho lembrou que o mês de setembro foi especialmente dedicado à conscientização para a doação de órgãos. A campanha nacional desenvolvida pelo Ministério da Saúde, através do Sistema Nacional de Transplantes (SNT), tem como marco o dia 27 de setembro, Dia Nacional da Doação de Órgãos.

No Rio Grande do Norte 347 pessoas esperam por um transplante de córneas e 249 por um transplante renal. “A espera por um transplante é um sofrimento que só acaba quando a pessoa recebe a ligação dizendo que surgiu um doador, e essa é uma ligação muito difícil de acontecer”.

Ela lembrou que durante a pandemia da Covid-19, no Brasil como um todo houve um decréscimo grande das doações, entre outros motivos, pelo aumento da recusa familiar. “É importante que os familiares se comprometam com a vontade do doador, pois no momento doloroso de perder um ente querido a doação traz um relato de amor”.

A coordenadora da Central Estadual de Transplantes do RN, Rogéria Medeiros, explicou que o setembro verde é uma campanha abrangente que objetiva chamar a atenção da sociedade para o tema da doação de órgãos, sensibilizar e levar esclarecimento a respeito deste tema que envolve dúvidas e tabus.

“O diagnóstico de morte encefálica é feito pelo médico da UTI e comprovado por exame de imagem. Depois disso a Organização de Procura de Órgãos é comunicada para iniciar o processo, que precisa receber o sim dos familiares”.

Ela explica que a partir da autorização da família é iniciada uma corrida contra o tempo. “O doador passa por testes para várias doenças, uma equipe captadora é acionada e a Central Nacional de Transplantes é comunicada para que nos indique quais as pessoas do nosso Estado são compatíveis com os órgãos doados, e o próximo passo é a tão esperada ligação telefônica”.

Consistem em um sistema complexo que envolve várias equipes, todos coordenados pela Centrais Estadual e Nacional de Transplantes. “Nossa legislação é única para todo o País, o que nos garante total transparência em todo o processo”, afirma. Atualmente, o Rio Grande do Norte realiza atualmente transplantes de córneas, rins e medula óssea.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Sesap registra queda no RN no número de doadores de órgãos; 338 pessoas aguardam por transplante de córneas e 200 por renal

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) alerta que no Rio Grande do Norte, 338 pessoas aguardam por transplante de córneas e 200 por um transplante renal.

Segundo a Sesap, no primeiro trimestre deste ano, o estado registrou uma queda significativa no número de doadores, em decorrência principalmente do aumento considerável da taxa de recusa familiar que era de 48%, em 2019, e subiu para 74%.

 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Sesap alerta para redução de doação e transplante de órgãos no RN

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), por meio da Central Estadual de Transplantes, alerta que, com a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), houve redução na doação e transplantes de órgãos, e reforça o pedido para que as pessoas se tornem doadoras para salvar vidas.

A pandemia da Covid-19 tem gerado medo nas pessoas e nas famílias de doadores de órgãos. Contudo, a Sesap esclarece que está seguindo protocolos rigorosos, os quais permitem a doação e transplante de órgãos de maneira segura, sem oferecer riscos ao transplantado.

Segundo dados da Central Estadual de Transplantes da Sesap, no segundo trimestre (abril a junho) de 2020, foram realizados 9 transplantes de córnea e 12 transplantes renais. No mesmo período em 2019, foram realizados 48 transplantes de córnea e 27 transplantes de rins.

Os dados mostram que houve uma redução significativa nos transplantes realizados como consequência da pandemia do novo coronavírus. Esse agravante reduziu o número de possíveis doadores. Dentre eles, os que estavam aptos à doação de órgãos, conforme critérios médicos, as famílias negaram os transplantes, impossibilitando a doação. De acordo com a Central Estadual de transplantes, de 25 famílias entrevistadas, 19 se recusaram a realizar doações de órgãos de seus familiares. Esse fator impactou diretamente para redução dos transplantes e, consequentemente, no salvamento de vidas.

Diante desse cenário, a Sesap reforça o pedido para que as pessoas se tornem doadoras de órgãos, a fim de que vidas sejam salvas.

Saiba como ser um doador de órgãos

Para ser doador de órgãos basta expressar em vida aos seus familiares o desejo de ser um doador, não sendo necessário nenhum documento oficial.

As famílias de possíveis doadores são assistidas por equipes especializadas que orientarão como proceder para permitir a doação de órgãos. “Quando acontece algum trauma, algum motivo que leve à morte encefálica, a equipe especializada do hospital vai procurar e abordar a família sobre a possibilidade da doação de órgãos. Isso acontece quando o paciente já tem o diagnóstico médico de morte encefálica. Depois disso, a equipe entrevista a família sobre o desejo e a permissão de doar os órgãos do familiar. A família assina o documento dando a permissão para que a doação aconteça”, disse a nefrologista e coordenadora da Central Estadual de Transplante, Rogéria Noga de Medeiros Nunes.

Procedimento de doação e transplante de órgãos

Rogéria Noga, nefrofologista e coordenadora da Central Estadual de Transplantes, esclarece como é realizado o procedimento para a realização da doação de órgãos: “Clinicamente, o médico fez o diagnóstico de morte encefálica. Após 6 horas, um neurologista avalia o paciente para confirmar o diagnóstico de morte encefálica. Depois desse procedimento, é realizado um exame confirmatório, podendo ser um eletroencefalograma ou doppler transcraniano, que vai confirmar que não há atividade cerebral. Após esse exame, é fechado o protocolo de morte encefálica. Ou seja, o paciente faleceu. O cérebro dele não funciona mais. Nesse momento, é realizado a entrevista com a família para comunicar o diagnóstico e saber se é possível fazer a doação. O familiar responsável assina um documento concordando com a doação”.

Logo após essas etapas, uma equipe captadora, composta por cirurgiões, irá avaliar o paciente e proceder com a captação dos órgãos. Esses órgãos são encaminhados para o Sistema Nacional de Transplantes (SNT), onde é inserido numa lista e no ranking para saber quem receberá os órgãos doados.

Além da equipe que realiza o diagnóstico de morte encefálica, da equipe de captação, há uma equipe transplantadora, com diferentes profissionais para não haver viés, totalizando três equipes envolvidas no processo de doação e transplante de órgãos.

No Rio Grande do Norte é captado fígado, córnea, rins, e às vezes, o coração.

Doação de órgãos na pandemia

Durante a pandemia do novo coronavírus, a Central Estadual de Transplantes da Sesap está seguindo um protocolo para a realização de transplantes de órgãos, o qual só permite a doação e transplante de órgãos de doadores que testam negativo para a Covid-19.

“Todos os pacientes quando fazem o diagnóstico de morte encefálica, mesmo antes de a família ser entrevistada, obrigatoriamente, seguindo o protocolo do Sistema Nacional de Transplantes, é realizado o teste para o coronavírus do possível doador. Isso é para evitar que o paciente seja positivo e leve os órgãos infectados para os receptores. Então, todo possível doador, obrigatoriamente, é testado para o coronavírus. Só pode doar quem é coronavírus negativo. Em caso de teste positivo, a doação é cancelada”, informou Rogéria Noga.

No Rio Grande do Norte, antes de receber o órgão, todo receptor também está sendo testado, a fim de se efetivar o transplante sem risco.

Então, no estado, tanto o doador quanto o receptor são testados para o novo coronavírus, conforme protocolo médico da pandemia de Covid-19.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Junho Vermelho: Hemonorte lança o desafio para estimular a doação; estoque está em estado crítico

Foto: Ilustrativa

Com o objetivo de estimular a doação de sangue no momento em que o estoque está em estado crítico devido à pandemia do novo Coronavírus, o Hemocentro do RN lança o desafio da solidariedade.

A ideia é que o doador, ao fazer sua doação, poste em sua rede social e desafie um amigo a fazer o mesmo e contribua, assim, para manter viva a esperança dos pacientes que estão precisando de sangue para sobreviver. No momento, o Hemonorte tem menos de 200 bolsas e alguns tipos sanguíneos já estão em falta, como é o caso dos tipos negativos.

“Esperamos que as pessoas se sensibilizem e venham fazer sua doação. O Hemonorte tomou todas as  medidas de segurança e proteção, possibilitando uma doação segura. O sangue é essencial para quem está fazendo tratamento continuado  contra doenças graves e crônicas. Por isso, a necessidade imperiosa de termos um estoque para suprir todas as demandas transfusionais,” falou a diretora de Apoio Técnico do Hemonorte, Miriam Mafra.

Opinião dos leitores

  1. Se fosse só o Hemonorte tava bom demais, o RN todo está em estado crítico. A necrose administrativa de Fatão GD não poupa ninguém.

  2. Façam campanha no Interior, tragam equipes de coleta e equipamentos, muitas pessoas, como eu, somos doadores, mas não temos condições de sairmos de casa APENAS para doar. INFELIZMENTE.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Internados em Natal estão precisando de plasma de pessoas que já tiveram a covid-19; veja como doar

Foto: Divulgação

Várias pessoas internadas em Natal estão precisando de plasma de pessoas que já tiveram a covid há 30 dias, com o IGG positivo, e que possuem sangue A+.

As doações podem ser feitas no Hemovida, localizado a avenida Nilo Peçanha, 199, Petrópolis.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

FOTOS: Potigás realiza doação de alimentos e kits de limpeza e higiene

Fotos: Divulgação

A Companhia Potiguar de Gás, tendo em vista o seu compromisso social com os potiguares, realizou, na manhã desta segunda-feira, 25, a doação de 450 cestas básicas e 460 kits de limpeza e higiene pessoal que serão distribuídos para amenizar os efeitos do isolamento social necessário nesse momento de pandemia pelo coronavírus.

A entrega foi feita à Central de Controle de Recebimento e Distribuição de Doações de Insumos e Bens do Estado do Rio Grande do Norte, que atualmente recebe as demandas assistenciais coordenadas pela Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas), e de lá será transportada para as famílias a serem beneficiadas no Rio Grande do Norte.

A diretora presidente da Potigás, Larissa Dantas, reforça o papel social da empresa no momento difícil que todos vêm enfrentando. “Entendemos que o momento é delicado e queremos contribuir com aqueles que estão em situação de vulnerabilidade social. A preocupação atual é com a saúde dos potiguares de forma a pouparmos vidas. Em breve estaremos de volta à nossa rotina e juntos iremos reerguer a nossa economia”, explica a gestora.

“A doação da Potigás tem grande importância e vem somar com outras organizações que abraçaram a campanha RN+ Unido como uma forma de proteção social aos mais vulneráveis”, afirma Iris Oliveira, titular da Sethas.

Desde o início da pandemia, a Diretoria Executiva da Potigás vem reunindo esforços para minimizar os impactos da crise para os potiguares, sejam usuários do gás natural canalizado ou não. Um exemplo é a negociação de débitos para aquelas indústrias e comércios que vem enfrentando dificuldades em honrar os pagamentos.

Opinião dos leitores

  1. Senhora GOVERNADORA CADÊ AS CESTAS BASICAS DA MERENDA ESCOLAR????? O DINHEIRO ESTA SENDO USADO PRA QUE MESMO???

    AFINAL, QUAL FOI A SERVENTIA DADA PELO GOVERNO AO POVO ???

    NINGUÉM VE PROGRAMA SOCIAL , MASCARAS SO AS QUE SAO DOADAS POR ENTIDADES PARTICULARES..GOVERNO SO RECEBENDO DINHEIRO E O POVO CHUPANDO O DEDO..

    Oh GOVERNO SEM AÇÃO…

    É UM TAL DE DISSE ME DISSE, E a Pandemia correndo frouxo..

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Colaboradores da Cabo Telecom realizam campanha de arrecadação para doação de alimentos

Fotos: Divulgação

Os colaboradores da Cabo Telecom se uniram em favor da missão de ajudar aos mais prejudicados em decorrência da pandemia da Covid-19, e decidiram promover entre eles uma campanha de arrecadação dentro do projeto “Conectados pela Solidariedade”. Desta forma, a empresa se dispôs a fazer o desconto no contracheque de quem aderisse espontaneamente. Além de apoiar a iniciativa, a Cabo Telecom também se comprometeu a dobrar o valor arrecadado pela ação com uma doação em espécie.

Durante toda a semana eles se empenharam e conseguiram a adesão de mais de 60% dos colaboradores, com isso, o valor arrecadado ultrapassou R$ 7.500. Com o apoio da Cabo, em participar com o equivalente ao dobro das doações, o montante chegará a mais de R$ 15.000.

O valor será convertido em alimentos e destinados a duas instituições: RN invisível, que atende moradores de rua e cerca de 250 famílias de comunidades carentes do estado, e uma instituição de assistência social de João Pessoa ainda a ser definida, onde a empresa também tem sede. A Cabo Telecom doou ainda 1kg de alimento por cada colaborador que compõe a empresa, totalizando 657 kg. Ao todo, portanto, o montante das doações chegará a cerca de cinco toneladas de alimentos.

A Cabo Telecom desenvolve regularmente diversos projetos sociais, entre eles, o projeto “Da sala ao cinema”, que arrecada alimentos não perecíveis, produtos de higiene e limpeza entre seus assinantes a cada sessão. No entanto, devido à pandemia, foi suspenso para evitar as aglomerações.

“A ação ‘Conectados pela Solidariedade’ não é apenas uma ação social, é um sentimento coletivo de ajudar ao outro, que muitas vezes não tem a oportunidade de ter o mínimo neste momento de dificuldade. E, principalmente, é a certeza de que unindo forças, conseguiremos sair dessa o mais breve possível”, pontua Otávio Victor, analista administrativo do SAC da Cabo Telecom.

Opinião dos leitores

  1. Parabéns aos colaboradores da CABO TELECOM pela iniciativa. Aprendi a gostar dessa empresa desde que trabalhei nela por durante 7 anos. Pessoas fazendo a diferença. PARABÉNS CABO TELECOM. Saudade de todos vocês !!!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Presidente do Twitter anuncia doação de US$ 1 bilhão para combate do coronavírus

Jack Dorsey, presidente e fundador do Twitter, poderia estar à beira de uma batalha com acionistas da empresa — Foto: Toby Melville/Reuters

O presidente-executivo do Twitter, Jack Dorsey, vai doar US$ 1 bilhão de dólares de sua participação na empresa de pagamentos Square para ajudar nos esforços de combate aos efeitos da pandemia de coronavírus.

Em uma série de tuítes, Dorsey afirmou que a quantia representa cerca de 28% de sua fortuna e será doada para o fundo de caridade que criou, Start Small, que vai concentrar suas atenções sobre renda básica universal e saúde e educação de meninas.

Dorsey, que por anos manteve privados seus esforços de caridade, afirmou que todas as doações para e do fundo serão tornadas públicas.

O executivo, cuja fortuna é avaliada em US$ 3,3 bilhões pela Forbes, afirmou ainda que está doando sua participação na Square em vez de no Twitter porque ele possui uma parcela maior da empresa de meios de pagamento.

Na semana passada, o presidente-executivo da Amazon, Jeff Bezzos, havia anunciado a doação de US$ 100 milhões para ajudar a combater a fome nos Estados Unidos durante a pandemia do novo coronavírus.

G1

Opinião dos leitores

  1. Uma vez folheando um livro (acho que era "Pai Rico, Pai Pobre"), li que depois do primeiro bilhão qualquer bilhão a mais que alguém conquiste não faz diferença prática alguma em sua vida. Não há como uma pessoas gastar os rendimentos desse dinheiro todo.

  2. Algum petista doou algo ?? Daniela mercury, Chico Buarque, esses PTralhas que amam a lei ROUNET? Não adoram dinheiro público

    1. Fedeu!
      Esse Dedé Costa é do naipe dos PTRALHAS,
      Se entregou em 2 palavras

    2. E se eu for, qual é o problema? Vai mandar me matar?

    3. Quanta ignorância das pessoas que defendem esquerda, direita, fico triste lendo algumas colocações aqui, realmente o povo está sem noção de respeito ao próximo.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *