Justiça no RN nega pedidos da Defensoria Pública para transferência de presos para o regime domiciliar

O desembargador Saraiva Sobrinho negou Habeas Corpus Coletivo impetrado pela Defensoria Pública do Estado, no qual o órgão pedia que a Justiça do Rio Grande do Nortel autorizasse a transferência de presos por crimes praticados sem violência ou grave ameaça, e também presos que estejam nos grupos de risco da COVID-19, para o regime domiciliar. A decisão foi proferida nessa quinta-feira (19). A decisão observa a necessidade de se analisar cada caso de maneira individual e sua realidade própria.

O Habeas Corpus Coletivo era em favor de todas as pessoas presas ou que vierem a ser presas e estivessem nos grupos de risco da pandemia de coronavírus (COVID/19), apontando como autoridades coatoras todos “… os juízos criminais e de execução penal das Comarcas do Estado do Rio Grande do Norte”.

No Habeas Corpus Coletivo, o órgão afirmou que “nesse panorama de extremo caos na saúde pública mundial, o Sistema Penitenciário Brasileiro merece especial atenção das autoridades públicas, haja vista a população extremamente numerosa (10.106 segregados), com alto índice de aglomeração e em péssimas condições sanitárias e de acesso à saúde”.

A Defensoria Pública argumentou ainda que devem ser adotadas medidas prementes no afã de minimizar a lotação carcerária e mitigar os riscos de contaminação em grande escala.

Decisão destaca que análise deve ser individualizada

Ao analisar o HC, o desembargador salientou que a situação atual reclama uma prudência conjunta dos Poderes constituídos, tendo o Judiciário, inclusive o potiguar, expedido recomendações com o objetivo de combater a disseminação do coronavírus, com “consideráveis” diretrizes para proteger a saúde de magistrados, agentes públicos e pessoas custodiadas.

Destacou o magistrado que o Judiciário vem contribuindo, de forma eficiente, harmônica e cooperativa, com os demais Poderes do Estado, em meio a um iminente decreto de estado de calamidade oriundo do Poder Executivo Federal aprovado em 18 de março. Entretanto, quanto ao HC Coletivo, entende que seu exame esbarra numa efetiva supressão de instância e até na inviabilidade de apreciação do seu próprio mérito.

Esclareceu Saraiva Sobrinho que, longe de desmerecer a situação peculiar de superpopulação enclausurada, elemento fomentador de propagação da atual moléstia, entende que o estudo deve ser adstrito, num primeiro momento, ao Juiz da Execução, de maneira individualizada (seja encarcerado provisório ou apenado), especialmente em relação àqueles alvos do grupo de risco, conforme recomendado pelos atos administrativos expedidos pelo poder público em somatório de esforços junto às autoridades sanitárias.

“É dizer, a concessão, nos termos propugnados, colocaria em xeque imprescindível estudo minucioso de cada caso, porquanto aludidas providências administrativas foram dirigidas expressamente aos juízes responsáveis pela tutela legal de potenciais pacientes, cabendo-lhes, preambularmente, a apreciação pormenorizada dos contornos vivenciados por cada um per si, em obséquio ao princípio da individualização”, comentou.

Por fim, explicou que tal receio, inclusive, foi manifestado pela Suprema Corte na quarta-feira (18), que se respaldou no risco do controle estatal, na independência dos poderes e na evitabilidade de massificação das demandas judiciais.

Pedidos não foram acolhidos

Os pedidos rejeitados pela Justiça abrangiam a primeira e segunda instâncias da Justiça estadual.

A Defensoria pedia prisão domiciliar para:

Pessoas presas por crimes praticados sem violência ou grave ameaça à pessoa e que fosse determinado aos juízes que avaliassem a necessidade de prisão das que fossem enquadradas nesta hipótese.

Indivíduos integrantes de grupos de risco do COVID/19 (gestantes, portadores de doenças crônicas (diabetes, hipertensão, doenças cardíacas), portadores de doenças respiratórias, de doenças renais e imunodeprimidos).

E ainda:

Que os órgãos julgadores com competência criminal ou de execução penal fossem obrigados a abster-se de determinar a prisão de qualquer pessoa idosa ou componentes dos grupos de risco do COVID-19, sem prejuízo da adoção de outras medidas acautelatórias.

Fosse concedida a dispensa por 90 dias da presença de réus para o cumprimento de medida cautelar de comparecimento mensal em juízo, de suspensão condicional, de regime aberto e de livramento condicional.

Dispensado o recolhimento noturno dos presos no regime semiaberto com autorização para saída.

E caso não houvesse o acolhimento deste último pedido, solicitava a determinação de implantação de tornozeleiras eletrônicas em todos os presos submetidos ao regime semiaberto, a fim de evitar o recolhimento noturno.

Habeas Corpus Coletivo com Pedido Liminar nº 0802483-408.20.0000

TJRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Amanda disse:

    A defensoria poderia levarem os presos p ficarem nas casas dos defensores

  2. Jane disse:

    Presos estão em quarentena já. Não é grupo de risco, não tem como adquirir a covid 19. Deixem eles lá, pq vai ser outro caos.

Flamengo e Real Madrid anunciam transferência de Reinier

Foto: Reuters/Sergio Moraes/Direitos Reservados

 

O Flamengo e o Real Madrid, da Espanha, anunciaram nesta segunda (20) que chegaram a um acordo comercial que garantiu a ida do meia-atacante Reinier para a equipe espanhola.

O jogador, que completou 18 anos no último dia 19, se apresentará ao Real após a disputa, com a seleção brasileira sub-23, do Pré-Olímpico de futebol masculino que acontece na Colômbia.

Reinier foi uma das revelações do Flamengo na última temporada, marcando importantes gols na vitoriosa campanha da última edição do Campeonato Brasileiro.

O valor da venda gira em torno de 30 milhões de euros (cerca de R$ 138 milhões na cotação atual). A pendência que faltava era a bateria de exames médicos, superada no último sábado, com aprovação sem ressalvas.

Com Agência Brasil e Globo Esporte

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. George Ferreira Bastos disse:

    Flamengo é do Brasil quando é que vai aprender isso.

  2. Bento disse:

    Flamengo é dos cariocas
    Eu quero é saber do clássico Abc e América
    Vamos lotar o estádio na paz

Justiça determina transferência de tenente-coronel da PM preso nessa terça para o presídio federal em Mossoró

O tenente-coronel da Polícia Militar André Luiz Fernandes da Fonseca, preso na terça-feira (14) pela Operação Níquel, da Polícia Federal, foi transferido para o presídio federal de Mossoró, na região Oeste potiguar. Ele é suspeito de liderar um grupo de contrabando de cigarros. As informações foram confirmadas pela Justiça Federal do Rio Grande do Norte.

Segundo a Justiça Federal, a transferência para o presídio de segurança máxima foi determinada pelo juiz federal Orlan Donato Rocha. O motivo, contudo,  não foi informado, porque o processo tramita em sigilo.

Após audiência de custódia realizada nesta quarta-feira (15), a Justiça manteve a prisão de Fernandes e todos os outros seis suspeitos detidos pela Polícia Federal.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Talia disse:

    A DPF eh uma policia judiciaria, de investigacao, tem praticamente as mesmas funcoes da PC, a diferenca eh que investiga crimes federais e age com muito zelo no momento da prisao.
    Se o juiz solta o individuo, preso pela PM, na audiencia de custodia, nao eh pelo jurisdiques do delegado, mas pela conduta realizada pela PM, que, na maioria das vezes, age com truculencia.
    O objetivo da audiencia de custodia eh apenas saber se o preso foi bem ou maltratado pelos agentes que o prenderam, somente isso.

  2. Bento disse:

    Tenente uma carreira tão bonita pra quê se meter nessa embrulhada.
    O senhor nem fuma.

  3. Armando disse:

    Observador, deixa de conversar merda.

  4. Marcelo disse:

    Todos os presos pela DPF, vão para a audiência de custódia e nunca são postos em liberdade, o exemplo é o tenente coronel da PM do RN que passou pela sudiyde custódia e de imediato foi transferido para o presídio federal de Mossoró. Os presos pela PM/RN vão dá audiência de custódia direto pra casa, vejam os procedimentos de cada prisão e observem que a DPF não deixa brecha para que juízes coloquem na rua os presos ou apreendidos.

    • joaozinho disse:

      Minha opiniao é que parece que a conduta depende do entendimento da justiça estadual e do modelo adotado no país. A Eficiencia do federal que prende e vai direito pra audiencia de custodia nao acontece nos Estados.
      Nao é a culpa do agente estadual que prende, que tem a eficiencia de estar sempre perto do cidadao e da populacao se arriscando; A PM é a mais vista, a mais atacada e a mais solicitada, e a mais importante. Talvez seja o problema do modelo adotado que em vez da PM passar direto pra um juiz o flagrante, passa primeiro pra um escrivao que deveria copiar o relato do PM, comunica a um delegado que carimba e ouve de novo e coloca o seu juridiquês, manda pra o ITEP e avisa ao MP que carimba e ouve de novo e pontua o seu juridiques dando sua opniao, e quando o juiz faz a revisao observa tantos erros que abrem brecha pra serem soltos em audiencia de custodia. Talvez se a PM prendesse, fizesse o relatorio e entregasse direto a um juiz, houvesse menos erros, menos despesas e menos questionamentos, pq o fato foi imediato e sem intermediarios. Basta sofrer um assalto e ir uma delegacia que vai entender…

    • Observador disse:

      Vc foi infeliz no seu comentário! A DPF só se mete com crimes de grande porte que dificilmente o juiz de custódia libera. Já a PM trata todos os tipos de delito, inclusive pequenos furtos, ladrão de galinha, briga de vizinho, e esses dificilmente ficam presos depois da audiência de custódia

    • Marcelo disse:

      …até concordo em parte, até porque a DPF tem uma estrutura moderna e de agentes altamente qualificados, e quanto a formalidade do modus operantes ele é igual para todos os crimes desde a prisão, oitiva, delegação e medidas de privação….

  5. Greg disse:

    Agora deu RUIM , será preso , antes estava no HOTEL

TRADIÇÃO ROMPIDA: Transferência da queima de fogos de Ponta Negra para a Via Costeira revolta hoteleiros, turistas e frequentadores às vésperas do réveillon

Foto: Reprodução

A transferência da queima de fogos de Ponta Negra para a Via Costeira, informada pela Prefeitura do Natal às vésperas do Réveillon, revoltou hoteleiros, turistas e frequentadores da tradicional festa de virada de ano na praia mais badalada da capital potiguar. Entre queixas, muitos dos pacotes de fim de ano vendidos com a famosa festa entre atrativos.

Através do seu site nesta segunda-feira(30), a Prefeitura  comunicou “mudanças no formato de exibição dos fogos”. Justificou que “diante da inviabilidade da empresa baiana que venceu a licitação (que argumentou problemas técnicos no traslado da balsa do Rio de Janeiro para Natal), um novo estudo foi realizado com os órgãos licenciadores para a escolha da melhor localização.

Veja mais: Réveillon: Prefeitura transfere queima de fogos de Ponta Negra para a Via Costeira

Diante da justificativa que provocou uma reação imediata de indignação dos natalenses e presentes na capital, por fim, informou que “a balsa em alto mar sai de cena e o espetáculo acontece na Via Costeira, no terreno à beira mar localizado entre os hotéis Imirá e Serhs”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tita Paré disse:

    Vim do MS para passar o Réveillon em Ponta Negra. Amei o mar, a segurança na praia . Os Natalenses , super educados, a alegria e hospitalidade. Mas fiquei decepcionada com a Queima de fogos. Ponta Negra estava lotada, e o que vimos foram poucos fogos de longe . Triste!

  2. Junior disse:

    Tirar os fogos de Ponta Negra, cartão postal de Natal – RN é o mesmo que tirar os fogos de Copacabana.
    Pobre RN, pobre Natal, com gestores desastrosos. Um dia aprendem a votar em um nome novo fora de oligarquias que destruiu o RN.

  3. Roberto disse:

    Acho é pouco kkkkkk

    Ilusão gicar vendo fogos. Kkkk

    Se a pessoa ñ mudar ñ tem fogos que faça nada novo. Só tirando esses mandatarios e limpsr o RN.

    Porquê está imundo literalmente!

  4. Fiscalização disse:

    Bem feito kkkkk
    RN desgovernado e muito mal representado.
    É para não congestionar e ñ atrapalhar o trânsito para os turista.

    Cabeça ocas!!!

  5. Afonso disse:

    Desde ontem venho perguntando inclusive no Twitter do prefeito Álvaro Dias, a quem interessa? Quem vai estar na via costeira pra ver a queima de fogos? Silêncio. Próximo ano tem eleição Sr prefeito, nos aguarde e lembre-se que entrou de carona nessa.

  6. Marcos araujo disse:

    Almir Dionísio.essa turminha citada está de ferias gastando os adicionais, férias e licenças acumuladas nao tiradas e gozadas.Aliás…gozadas sim

  7. Alberto Oliveira disse:

    Absurdo. Esta empresa ou é incompetente ou tem maracutaia. Todo ano era feito. Porque neste ano não foi possível. Já pensou nos comerciantes Ponta Negra? Na credibilidade da cidade? Um verdadeiro desastre!

  8. Marco Antônio disse:

    a população devia não aceitar isto, protestar e impedir q aconteça isto na via costeira.

  9. Antonio Turci disse:

    "Cheirinho", digo, de maracutaia na ar.

  10. Almir Dionísio disse:

    trambique grande.
    Na eleição daremos o troco no pipocar das urnas.

  11. Jeferson disse:

    Que Prefeitura de Merda, essa de Natal.
    Que administração retrograda e arcaica!!

  12. marcelo disse:

    Tem nada não, próximo ano tem eleição!

  13. Antônio disse:

    Já que a balsa não veio, o valor pago a essa empresa vai ser o mesmo?

    • Almir Dionísio disse:

      Deve ser trambique, os fogos serão dos hotéis da via costeira e o dinheiro dos fogos da prefeitura vai para quem……
      Se não tem a balsa não tem o cumprimento das obrigações contratuais.
      MPE PROCON TCE, investiguem essa licitação e o pagamento.
      Decepção total.

  14. Guga disse:

    Ponta Negra, aquele lixo.

Senado aprova transferência do Coaf para Banco Central

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Na última sessão de 2019 o plenário do Senado aprovou, nesta terça-feira (17), com 51 votos favoráveis e 15 contrários, a Medida Provisória (MP) 893/19, que transfere o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) do Ministério da Economia para o Banco Central (BC). O texto segue para sanção presidencial.

Com a MP às vésperas de perder a validade, os senadores confirmaram o mesmo texto aprovado pelos deputados. Na Câmara, alguns pontos do texto sugerido pelo Executivo foram retirados, como a mudança de nome do Coaf para Unidade de Inteligência Financeira (UIF) e a transformação do plenário (órgão colegiado) em conselho deliberativo. Ainda na Câmara, destaque aprovado por acordo entre os partidos retirou das atribuições do órgão a de produzir informações para o combate ao financiamento do terrorismo.

A favor

Antes da votação, o senador José Serra ( PSDB -SP) defendeu a matéria, afirmando que há uma nova estrutura do Coaf, com 12 conselheiros de áreas específicas do setor público, indicados pelo respectivo ministro de estado. “A direção do Coaf será composta fundamentalmente por servidores efetivos, medida política fundamental para blindar o órgão de indicações políticas. Ou seja, não haverá integrantes do COAF, não haverá conselheiro do COAF que não seja servidor público. Havia ideia de que pudesse vir também da área privada, que nós rejeitamos”.

Ainda segundo Serra, a responsabilização dos envolvidos e aplicação de sanções em caso de vazamentos de relatórios do COAF, com base na Lei de Proteção de Dados é outra medida essencial para evitar interferências políticas no órgão e assegurar o seu caráter técnico e imparcial.

Contrário

Já o senador Álvaro Dias ( Podemos-PR) criticou o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) por, mais uma vez, pautar uma medida provisória na Casa, às vésperas da matéria perder a validade e sem que os senadores discutam amplamente o tema. Dias também disse que de novo o Senado faz o papel de chancelador de propostas vindas dos deputados. “O Senado aprovou novos procedimentos para a tramitação [ mínima] das medidas provisórias [ em cada Casa], e a Câmara dos Deputados nos apequenou, desrespeitando uma decisão desta Casa na esteira de um entendimento celebrado entre os dois presidentes. Portanto, continuamos aceitando a condição de chancelaria. Somos apenas homologadores. Não podemos aprimorar legislação alguma. E quase sempre somos acusados de maus legisladores. A reforma da previdência é o exemplo mais recente”, criticou.

Coaf

O Coaf tem a atribuição de monitorar as atividades financeiras e de produzir informações para prevenir e combater a lavagem de dinheiro, aplicando penas administrativas a entidades do sistema financeiro que não enviarem os dados necessários para esse trabalho de inteligência.

Agência Brasil

Facção queria ‘parar o Brasil’ em represália à transferência de líder

Foto: Globonews

Uma investigação do Ministério Público do Ceará (MPCE) descobriu que integrantes de uma facção pretendiam realizar ações criminosas no estado em represália à transferência de Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, apontado como chefe máximo do grupo.

Marcola estava recolhido na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau, em São Paulo, ao lado de outros integrantes da cúpula da facção criminosa, que tem atuação nacional. Ele foi transferido para a Penitenciária Federal de Porto Velho, em Rondônia, em 13 de fevereiro deste ano, para cumprir a pena em Regime Disciplinar Diferenciado (RDD), isolado de outros internos. Dois meses depois, foi enviado à Penitenciária Federal de Brasília, no Distrito Federal.

A transferência do número 1 do grupo fez com que faccionados de vários estados, inclusive do Ceará, planejassem ações criminosas.

O G1 obteve acesso a informações da Operação Jericó, deflagrada pelo MPCE no dia 15 de agosto para combater a atuação da facção criminosa.

Interceptações telefônicas autorizadas pela Justiça mostraram que os investigados conversaram sobre a transferência de Marcola e a possibilidade de um “salve” da facção para que fossem realizadas ações para “parar o Brasil”.

Em um áudio, um suspeito afirma que a facção pediu a “sintonia” (adesão) de todos os membros no plano criminoso, que é necessário realizar um cadastro, e acrescenta que a organização visa a integridade dos “irmãos” (integrantes).

Mandados de prisão

A partir dessas e outras informações, o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), do MPCE, solicitou a prisão preventiva de 18 acusados, e a Vara de Delitos de Organizações Criminosas do Ceará concedeu os mandados.

Entre os alvos da Operação, estavam chefes da facção no Ceará: Fábio Eugênio Lima Rodrigues; Francisco Zilvan Nunes da Silva; Francisco Yaggus Annemberg de Oliveira; David Gomes da Costa; Luan Trajano Rodrigues; Rodrigo Lima de Sousa; Guilherme Erick Sales dos Santos; e Antônio Carlito Rodrigues Paulino.

Os outros mandados de prisão se destinaram aos responsáveis por executar as ações criminosas: Geane Cleia Pereira Rodrigues; João Paulo Pereira Costa ; Antônio Magela Melo dos Santos; Francisco das Chagas Ribeiro dos Santos; Antônio Zaquiel Luso; Valney Morais de Souza; Maria Elisângela Gonçalves de Souza; Taiz Alves de Lima; João Silva Rodrigues; e Sebastião Camelo Leitão.

A quadrilha é suspeita de envolvimento com os crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, comércio de armas de fogo, homicídios e ataques a agentes e prédios públicos na Capital, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e no interior do Ceará.

Integrantes presos

A maioria dos investigados na Operação Jericó já tinha passagens pela polícia. Fábio Eugênio, junto de um amigo, havia sido capturado pela Polícia Federal (PF) e pela Força Nacional por tráfico de drogas, em 26 de janeiro deste ano.

A abordagem aconteceu no Aeroporto Internacional de Fortaleza, quando a dupla desembarcou de São Paulo com 40 kg de maconha divididos em duas malas.

Guilherme Erick também já havia sido preso por tráfico de drogas, no bairro Bom Jardim, em uma investigação do 12º Distrito Policial, em fevereiro deste ano. Com o suspeito e um comparsa, os policiais apreenderam crack, cocaína e maconha. A dupla seria responsável por vender entorpecentes para outros membros da facção.

Francisco Yaggus foi o último integrante da quadrilha detido. Foragido desde a deflagração da operação do Ministério Público, ele foi localizado pela PF e pela Força Nacional no município de Pindoretama, na Grande Fortaleza, no último dia 23 de agosto. Além do cumprimento do mandado de prisão preventiva, o suposto chefe da facção criminosa foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo.

Chefe máximo

Marcola cumpre uma pena total de 330 anos de prisão. A transferência dele e de mais 21 membros da facção para presídios federais foi motivada pela descoberta de planos de fuga dos chefes do grupo criminoso e de assassinato do promotor de Justiça Lincoln Gakiya, que atua no combate à organização criminosa em São Paulo.

No Ceará, Marcola responde a um processo por um roubo, ocorrido no ano 2000. Cerca de R$ 1,4 milhão foi levado da empresa Nordeste Segurança de Valores (NSV), em Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza. A ação penal contra o chefe da facção ainda não foi julgada e está próxima de completar 20 anos e prescrever.

G1-CE

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Arnaldo Franco disse:

    Tá na hora de Bolsonaro mostrar a esse verme e seus socios e simpatizantes quem manda no Pais. E não adianta colocar esses vermes em prisão-motel não. Já deduziram o que é pra fazer.

  2. J. Dantas disse:

    Maior gestor e empreendedor do Brasil. De dentro do xadrez, comandou e construiu um Estado paralelo, com lucros exorbitantes, organização e hierarquia dinâmica. Hoje uma multinacional temida e respeitada por governantes, inimigos e sociedade em geral… Claro que contou com a ajuda e conivência de governantes e autoridades, que sempre negaram a existência do império construído por esse senhor… Imagine essa potência intelectual de gestor governando o Estado brasileiro?

Pleno do TJ autoriza transferência de júri popular de acusado de matar policiais para Natal

Foto: Reprodução

Os desembargadores que integram o Pleno do Tribunal de Justiça do RN deferiram pedido formulado pelo Ministério Público Estadual para desaforamento do júri popular do acusado João Batista Ribeiro de Queiroz da comarca de Santa Cruz para a comarca de Natal.

O Ministério Público Estadual noticia que o caso é de uma “progressão criminosa que se iniciou com um roubo armado na cidade de Parnamirim, com outro em São Tomé e culminou com a morte de um Policial Militar e a tentativa de morte de outro agente da lei, que foram emboscados pelos criminosos, alvejados (sendo que um dos criminosos, após ferir o PM, retornou e efetuou mais três disparos contra a vítima que estava desacordada na viatura) e a vítima fatal ainda teve roubado seu celular, a arma, três carregadores de pistola municiados e o colete balístico da corporação”. O fato ocorreu no dia 5 de novembro de 2012, vitimando Fernando Quirino do Nascimento e Edmilson Emanoel da Silva.

O MP argumenta que o acusado “se tornou uma pessoa muito temida em toda região de Santa Cruz e adjacências, uma vez que o crime teve ampla repercussão na cidade”, causando grande perplexidade a forma como os delitos foram praticados e a periculosidade dos acusados.

Veja decisão em matéria no portal Justiça Potiguar clicando aqui.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lucas disse:

    Enforca logo este inseto em praça pública. Sai mais barato.

“Novo ato de perseguição”, diz PT sobre transferência de Lula

Foto: Ernesto Rodrigues/Folhapress – 14.08.2014

O PT (Partido dos Trabalhadores) afirmou em nota divulgada nesta quarta-feira (7) que a transferência autorizada pela juíza de execuções penais Carolina Lebbos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é “novo ato de perseguição”.

No início desta quarta, a juíza da 12ª Vara Federal de Curitiba, autorizou a transferência do ex-presidente, mas sem mencionar o local onde Lula ficará preso para o cumprimento da pena – a decisão fica, agora, a cargo do juiz federal Alessandro Diaferia, da 1ª Vara Criminal de São Paulo.

“A decisão de transferir é de exclusiva responsabilidade da Superintendência da Polícia Federal do Paraná, que solicitou a medida, e da juíza, que deferiu o pedido sem considerar os argumentos da defesa do ex-presidente”, iniciou o texto da sigla.

O PT informa que a decisão de Lebbos caracteriza mais uma ilegalidade e um gesto de perseguição a Lula, “ao negar-lhe arbitrariamente as prerrogativas de ex-presidente da República e ex-Comandante Supremo das Forças Armadas”.

Por fim, a nota diz que o partido “exige que os direitos e a segurança pessoal de Lula sejam garantidos pelo Estado brasileiro, até que os tribunais reconheçam a sua inocência, a parcialidade da sentença de Moro e a ilegalidade da prisão, onde quer que seja cumprida”.

O texto é assinado por três nomes do partido: presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann, o líder na Câmara dos Deputados, Paulo Pimenta, e o líder no Senado Federal, Humberto Costa.

Defesa

A defesa do ex-presidente Lula pediu a suspensão da transferência de Curitiba para São Paulo autorizada pela Justiça nesta quarta (7) até que o STF (Supremo Tribunal Federal) julge um pedido de habeas corpus que tramita no órgão.

O entendimento é que a transferência pode não ser necessária caso o STF acate o pedido da defesa que pede a suspeição do ex-juiz Sergio Moro, o que indicaria que ele não agiu de forma imparcial no processo relativo ao triplex do Guarujá (SP) em que Lula foi condenado. Caso isso aconteça, o processo é anulado, e Lula é colocado em liberdade.

A decisão da transferência foi assinada pela juíza substituta Carolina Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba, atendendo uma solicitação da Superintendência da Polícia Federal da capital paranaense que alega que a manutenção de Lula no local gera custos extras e aglomerações no entorno do prédio.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Antonio Turci disse:

    Perseguição seria caso ele, o sr. Lula, fosse um preso político, ou seja, estivesse detido por questões, por exemplo, ideológicos. Mas este não é o caso. Lula não está sendo perseguido, mas, sim, pagando por crimes relacionados a desvios éticos e de conduta favorecedores de graves atos de corrupção. Ninguém o está perseguindo. Ele paga o preço que todo desonesto deve arcar – a prisão.

  2. Sérgio disse:

    Continem comemorando. Mas ele NÃO vai. Quem sabe o Flávio Bolsonaro?

  3. Gustavo disse:

    Chorem pelo seu bandido de estimação, petralhada dos infernos!

  4. Machado disse:

    ô povo do PT mané… se preocupa não… enquanto na PF ele ficava numa cela sozinho mas recebendo visitas direto, agora ele vai pro presídio e vai ficar o tempo inteiro cercado com os colegas, já presos… quem quer ir junto com ele?

  5. Lorena Galvão disse:

    apenado comum, sem nível superior igual aos outros

Juiz determina transferência de Lula para a Penitenciária II de Tremembé, em São Paulo

Foto: Ilustrativa

O juiz corregedor Paulo Eduardo de Almeida Sorci, do Tribunal de Justiça de São Paulo, determinou a transferência do ex-presidente Lula para a Penitenciária II de Tremembé “José Augusto César Salgado”, localizada no interior de São Paulo.

O juiz atendeu a pedido formulado pela juíza da 12ª Vara Federal de Curitiba, Carolina Lebbos, que determinou nesta quarta a remoção do ex-presidente da carceragem da Polícia Federal (PF) em Curitiba para uma unidade prisional de São Paulo, atendendo a um pedido da PF.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Iranilson disse:

    Isso é um pilantragem grande, safadeza transferir Lula.

  2. Raul Macedo disse:

    Aqui em Mossoró já está a nata, manda pra Manaus.

  3. Ford disse:

    Era pra onde deveria ter ido desde o início. O LULA fez um estrago grande no Brasil, roubou, deixou robar o dinheiro do contribuinte brasileiro, e quem estava a venda, ele comprou todinhos, por tanto, tem que pagar pelos erros imensuráveis. Só deve ser solto o dia que esses ditadores, vomitarem o dinheiro do BNDES que tem dono, é de nós brasileiros, ninguém autorizou essa festa com o nosso dinheiro. Sequer fomos convidados.
    Tá??
    LULA PRESO BABACAS.

Lula quer suspender transferência até julgamento de habeas corpus; veja íntegra da nota divulgada pela defesa do petista

Foto:  (Paulo Whitaker/Reuters)

A defesa do ex-presidente Lula pediu a suspensão da transferência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), autorizada pela Justiça nesta quarta-feira (7), até que o STF (Supremo Tribunal Federal) julge o pedido de habeas corpus do ex-presidente.

O entendimento é que a transferência pode não ser necessária caso o STF acate o pedido da defesa que pede a suspeição do ex-juiz Sérgio Moro, o que indicaria que ele não agiu de forma imparcial no processo relativo ao triplex do Guarujá (SP) em que Lula foi condenado. Caso isso aconteça, o proceso é anulado, e Lula é colocado em liberdade.

Veja a íntegra da nota divulgada pela defesa:

Em manifestação protocolada em 08/07/2019 nos autos do Incidente de Transferência nº 5016515-95.2018.4.04.7000, em trâmite perante a 12ª. Vara Federal de Curitiba, pedimos a suspensão da análise do pedido da Superintendência da Polícia Federal até o julgamento final do habeas corpus nº 164.493/PR, em trâmite perante o Supremo Tribunal Federal.

Conforme definido no último dia 25/06, a 2ª. Turma do Supremo Tribunal Federal deverá retomar em breve o julgamento do mérito do habeas corpus que apresentamos com o objetivo de reconhecer a suspeição do ex-juiz Sergio Moro e a consequente nulidade de todo o processo e o restabelecimento da liberdade plena de Lula.

Em caráter subsidiário, requeremos naquela mesma petição de 08/07/2019 que na hipótese de ser acolhido o pedido formulado pela Superintendência da Policia Federal de Curitiba, fossem requisitadas informações de estabelecimentos compatíveis com Sala de Estado Maior, com a oportunidade de prévia manifestação da Defesa.

No entanto, a decisão proferida hoje (07/08) pela 12.a Vara Federal de Curitiba negou os pedidos formulados pela Defesa e, contrariando precedentes já observados em relação a outro ex-presidente da República (ex.: TRF2, Agravo Interno no Habeas Corpus nº 0001249-27.2019.04.02.0000) negou ao ex-presidente Lula o direito a Sala de Estado Maior e determinou sua transferência para estabelecimento a ser definido em São Paulo.

Lula é vítima de intenso constrangimento ilegal imposto por parte do Sistema de Justiça. A Defesa tomará todas as medidas necessárias com o objetivo de restabelecer a liberdade plena do ex-Presidente Lula e para assegurar os direitos que lhe são assegurados pela lei e pela Constituição Federal.

Cristiano Zanin Martins

R7

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Júnior disse:

    Fdp ladrão safado !

  2. Toni disse:

    OLHA ESCUTA AQUI ESSE CANALHA CANALHA CANALHA!!!!!!!!!!!!!! TEM E QUE SE FUDER TINHA QUE BOTAR NUMA ILHA DESERTA SERCADO DE CROCODILOS A PÃO E AGUA SACO!!!!

  3. ENOK disse:

    Suspeição de MORO???
    Se isso acontecer, o cabo vai fechar esse STF.
    Quer dizer que vao terminar prendendo Moro herói nacional pra soltar um bandido??
    Não acredito que chegue a esse ponto, caso isso aconteça, pode ascender a luz vermelha.
    Vira literalmente um cabaré, com alvará de funcionamento, e tudo.

  4. Manoel disse:

    Que maldade! Vão colocar a alma mais honesta do mundo numa cela comum? Certeza que é culpa de Moro… KKK

  5. VTNC disse:

    Já vai tarde !!! Prisão é pouco pra este MEGALADRÃO !!!

PF alegou aglomerações de apoio e custos da prisão para pedir transferência de Lula a São Paulo

Senadores da comissão de direitos humanos visitam Lula preso na PF de Curitiba Foto: RODOLFO BUHRER / REUTERS

O pedido para que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja transferido de Curitiba para São Paulo foi formulado pela Polícia Federal do Paraná. Segundo a decisão da juíza, a defesa de Lula se manifestou contra. ( Confira a íntegra da decisão )

Segundo os advogados de Lula, em caso de transferência, por se tratar de um ex-presidente, é “imprescindível assegurar ao custodiado o direito de permanecer em local próximo ao seu meio social e familiar”.

O despacho da juíza Carolina Lebbos informa ainda que um dos motivos alegados para a transferência é a estrutura montada nos arredores da sede da Superintendência da Polícia Federal de Curitiba por apoiadores do ex-presidente. “Aponta que o local de encarceramento é localizado na área urbana de Curitiba, ocupada por imóveis de natureza residencial; que desde o encarceramento a rotina dos moradores da região nunca mais foi a mesma”.

Outro motivo alegado pela juíza foi o custo de manter Lula na Superintendência da PF, que tem estrutura limitada. “Não se nega que muitos dos custos envolvidos com a custódia do apenado – como com a de todo preso – serão transferidos juntamente com eventual deslocamento do executado. Todavia, a sede da Superintendência da Polícia Federal no Paraná é originariamente vocacionada apenas à custódia transitória de presos provisórios, possuindo estrutura física, material e de pessoal limitada no concernente ao aprisionamento”.

Segundo a defesa, além das garantias constitucionais do preso, deve ser mantida a liberdade de expressão dos manifestantes “em desfavor dos supostos contratempos ocasionados aos moradores da região”.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sérgio Nogueira disse:

    Quer dizer que o "Lula Livre" terminou sendo o causador do "Lula mais preso ainda"?
    kkkkkkkkkkkk

  2. P. F. disse:

    Se tiver aglomeração em Tremembé, o negócio é trazer o Lula pro Rio Grande do Norte. Ele fica em solo Potiguar governado por o seu PT. (Partido dos trambiqueiros)
    Venha Luladrão, a terra de Santa Luzia te acolhe de braços abertos.

  3. realmadriddepiumgenerico disse:

    Está se falando de um inocente preso (até apresentarem um prova apenas) por um grupo que utilizou-se de uma operação para tira-lo do processo eleitoral , usando várias ilegalidades, como podemos comprovar agora, diante do que o The Intercept vem publicando, junto com outros veículos de comunicação, inclusive internacional. Estamos falando da ameaça à democracia que o país está sendo submetido. Estamos falando da vida de todos brasileiros que poderão ser submetidos a esses mesmos atos ao arrepio da lei. Isso é fascismo. Não se trata do Lula como cidadão, mas o que os ataques e condenações sem provas representam para a democracia e à todos.

    • Delano disse:

      O sistema idealizado por luladrão está pronto pra recebê-lo em qualquer presídio, leve-o pra o presídio de Altamira no Pará, lá ele estará em casa, pois foi o maior incentivador da disseminação das facções pelo Brasil todo. Lá ele estará em família.

    • Pêpê disse:

      Lula roubou e deixou roubar será Do roubo na Petrobras a lava jato ja recuperou bilhões de dólares Ta? Por Que será que o dinheiro voltou?? Heim real madri? Porque os advogados caríssimos do Lula não ganha uma heim? Heim? Deixa de ser bobo, esse intercepth é quem está com cachorrada. Bota os pés no chão homi, pula fora dessa barca furada, só tem safados, vagabundos nesse teu partido, larga de paixão, doutrinado.

  4. Francisco Alves disse:

    É de morrer as gargalhadas! O idiota 'Desconfiado' preocupado com a possibilidade do criminoso Lula ser encarcerado junto aos seus pares. Se preocupe não que o seu ladrão preferido estará finalmente entre os parças kkkkkk

  5. Desconfiado disse:

    Estaria o moro utilizando o cargo para perseguir mais uma vez o presidente? Diante da grande possibilidade da liberdade pelo supremo, seria a última tentativa de eliminação do Lula jogando-o no meio de bandidos? Tem a velha história do envolvimento dos tucanos com uma facção em SP.

  6. Vitor Silva disse:

    Estranho. Será que vão suicidar um ex-presidente? Eu, sinceramente, não duvido mais de nada.

Justiça autoriza transferência de Lula para São Paulo

Ex-presidente está preso em Curitiba desde o dia 7 de abril de 2018. Decisão foi assinada por juíza da 12ª Vara Federal de CuritibaFoto: Paulo Whitaker/Reuters

A juíza Carolina Lebbos autorizou transferência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está detido na carceragem a Polícia Federal (PF), em Curitiba, para um estabelecimento prisional de São Paulo. A decisão foi publicada no sistema da Justiça Federal do Paraná às 8h46 desta quarta-feira (7).

A juíza disse que caberá à Justiça no estado de São Paulo definir onde Lula cumprirá o restante da pena. A data da transferência não foi definida.

Quem pediu a transferência foi a Superintendência Regional da Polícia Federal no Paraná, onde Lula está detido desde abril de 2018. Ele cumpre pena de 8 anos e 10 meses por condenação na Lava Jato no caso do triplex em Guarujá (SP).

O pedido foi feito pela Polícia Federal, que argumentou que a transferência minimizaria as demandas apresentadas diariamente à corporação e demais instituições envolvidas, reduzindo gastos e o uso de recursos humanos, além de devolver à região a tranquilidade e livre circulação para moradores e cidadãos que buscam serviços prestados pela Polícia Federal.

A PF do Paraná alegou que, por conta da prisão de Lula, os órgãos de segurança têm de atuar de forma permanente para evitar confrontos entre “grupos antagônicos” e que toda a região teve a rotina alterada. O órgão disse que ainda que as instalações são limitadas para presos de longa permanência.

A Polícia Federal argumentou que a transferência minimizaria as demandas apresentadas diariamente à corporação e demais instituições envolvidas, reduzindo gastos e o uso de recursos humanos, além de devolver à região a tranquilidade e livre circulação para moradores e cidadãos que buscam serviços prestados pela PF.

G1

 

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. JOAO MARIA disse:

    MANDA P PRESIDIO DE PEDRINHAS ESTE ENCANTADOR DE BURROS, E AGORA COMO VAI FICAR O ACAMPAMENTO DA SEITA??

  2. Paulo disse:

    LULA livre!!!!

  3. #Lula Na Cadeia sempre disse:

    Deixa esse rato verme vagabundo apodrecer em CURITIBA…passar frio , FDP fez doação dos brasileiros para países ditadores

Presos de Altamira são mortos dentro de caminhão durante transferência para Belém; no momento dos crimes, 30 eram transportados

Presos de Altamira são mortos dentro de caminhão durante transferência para Belém — Foto: Adriano Baracho / TV Liberal

Quatro envolvidos na briga entre facções que resultou no massacre do presídio de Altamira foram mortos durante o transporte para Belém, segundo a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Segup). Com isso, o número de mortos no confronto chega a 62.

Os novos crimes ocorreram entre os municípios de Novo Repartimento e Marabá na noite de terça-feira (30). Os presos eram levados algemados dentro de um caminhão, dividido em duas celas. Os corpos foram encontrados na manhã desta quarta (31) com sinais de sufocamento.

De acordo com a Segup, os mortos seriam da mesma facção e ocupavam a mesma cela no Centro de Recuperação Regional de Altamira. Os outros 26 presos que estavam no veículo e que seriam levados para a capital estão em isolamento.

O caminhão tem quatro celas e a capacidade para até 40 preso – no momento dos crimes, 30 eram transportados. O Estado informou que não possui caminhão com celas individuais.

(CORREÇÃO: ao publicar esta reportagem, o G1 errou ao informar que as mortes dos quatro detentos ocorreram em um ônibus. Na verdade, os crimes foram cometidos dentro de um caminhão. O erro foi corrigido às 10h19.)

De acordo com a Segup, 21 presos já estão em Belém. Todos chegaram na terça-feira (30). Dezesseis são líderes de facções e dez deles irão, posteriormente, para o regime federal, os demais serão redistribuídos nas penitenciárias estaduais.

Massacre no presídio

Um confronto entre facções criminosas dentro do presídio de Altamira causou a morte de 58 detentos. Na segunda-feira (29), líderes do Comando Classe A (CCA) incendiaram cela onde estavam internos do Comando Vermelho (CV). De acordo com a Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe), 41 morreram asfixiados e 16 foram decapitados. Na terça, mais um corpo foi encontrado carbonizado nos escombros do prédio.

Após as mortes, o governo do estado determinou a transferência imediata de dez presos para o regime federal. Outros 36 seriam redistribuídos pelos presídios paraenses.

Um relatório do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) considera o presídio de Altamira como superlotado e em péssimas condições. No dia do massacre, havia 311 custodiados, mas a capacidade máxima é de 200 internos. Segundo a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no Pará, dos 311 presos, 145 ainda aguardavam julgamento.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. ventura disse:

    Tenho certeza que se deixa-los sem as algemas dentro das celas esse numero aumenta, vamos la, tirem essas algemas e vamos melhoras ainda mais essa estatistica.

  2. Hugo disse:

    Era para ter tocado fogo no caminhão depois que os policiais descessem…

  3. VTNC disse:

    O próprio mau se destrói !!!

Temer é transferido da sede da PF para o Comando de Policiamento de Choque, em SP

O ex-presidente deixa sua casa para se entregar à PF. FOTO: ALOISIO MAURICIO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Atualizado às 15h40

O ex-presidente Michel Temer (MDB), preso desde quinta-feira da semana passada (9) na sede da Polícia Federal, na Lapa, em São Paulo, foi transferido nesta segunda-feira (13) para o Comando de Policiamento de Choque , da Polícia Militar, localizado na Luz, região central da cidade.

A PF alegou não ter condições de abrigá-lo. Por ser ex-presidente e advogado, a defesa alegou que Temer tem direito a uma sala de estado maior, o que não há no prédio da PF Lapa.

A juíza Carolina Figueiredo, da 7ª Vara Federal Criminal, no Rio de Janeiro, aceitou pedido da PF e determinou a transferência.

Em nota, a PF afirmou que “Conforme determinação da 7 Vara Federal Criminal no Rio de Janeiro, o ex-presidente Michel Miguel Elias Temer Lulia foi transferido da Sede da Superintendência Regional da Polícia Federal em São Paulo para o Comando de Policiamento de Choque, onde deverá cumprir a prisão preventiva em sala de Estado-Maior”.

A Polícia Militar cogitou outras duas salas, ambas no prédio que abriga a Cavalaria, na Rua Dr. Jorge Miranda, a mesma rua em que fica o CP Choque.

Temer passou uma noite em uma sala de reunião no 9º andar do prédio da Superintendência da PF, a poucos metros do gabinete do superintendente. O espaço tem cerca de 20 m², usado em reuniões e para entrevistas coletivas, e não tinha banheiro.

No dia seguinte, Temer foi levado para outro local – uma sala no 10º andar, onde há banheiro, onde ficou no final de semana. Ele dispensou o direito a banho de sol, mas pediu para caminhar no corredor.

Nova sala

A reportagem da TV Globo apurou que Temer ficará na sala reservada ao subcomandante do Choque, um gabinete com banheiro privativo, frigobar, cama e mesa de reunião. Essa sala está vazia há 15 dias, depois que o subcomandante do CPChoq, coronel Strainfinger, se aposentou.

Temer vai receber a comida que os praças e os oficiais comem, mas continuará podendo receber alimentos por meio de seus assessores.

Irregularidades em Angra 3

Temer é acusado de chefiar uma organização criminosa que teria recebido R$ 1,091 milhão em propina nas obras da usina nuclear de Angra 3, operada pela Eletronuclear. O ex-presidente foi denunciado pelo Ministério Público pelos crimes de corrupção, peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

O Ministério Público Federal do Rio de Janeiro afirma que a soma dos valores de propinas recebidas, prometidas ou desviadas pelo suposto grupo chefiado pelo ex-presidente ultrapassa R$ 1,8 bilhão.

Também se entregou à PF na tarde desta quinta João Baptista Lima Filho, o coronel Lima, amigo do ex-presidente e sócio da empresa Argeplan. O coronel dormiu no Presídio Romão Gomes, da Polícia Militar, no Tremembé, Zona Norte da capital.

No início da noite, Temer e Lima foram fazer exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML), na região central de São Paulo.

O desembargador Abel Fernandes Gomes, do Tribunal Regional Federal da 2ª região (TRF-2), determinou que Temer e Lima devem ficar presos em São Paulo.

Como foi a prisão

Na quarta-feira (8), Temer disse que iria se apresentar “voluntariamente”. Na primeira prisão, de 21 de março, o ex-presidente foi abordado na rua por agentes da PF. Os policiais estavam na porta da casa do ex-presidente quando um carro deixou a residência. O veículo começou a ser seguido pelos agentes, até que foi parado e Temer, preso.

Na quinta-feira, o comboio com o ex-presidente saiu da casa dele às 14h40 e chegou menos de 20 minutos depois à sede da PF. Por volta das 18h25, ele deixou a sede da PF para fazer exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML).

A defesa de Temer queria que o exame fosse feito na própria sede da PF. “Há uma determinação do Conselho Regional de Medicina que proibiria os médicos de corpo de delito em unidade policial. Os médicos foram alvos de representação do CRM em razão disso. O princípio da determinação da resolução é preservar a integridade da pessoa que foi presa e permitir que ela seja examinada em ambiente em que ela não seja submetida a uma pressão”, disse Carnelós.

“Estamos falando de alguém que não foi buscado para ser preso, alguém que foi acompanhado de seus advogados para cumprir ordem determinada pelo TRF-2. Me parece despropositado que o CRM compreenda que não há nada que impeça que o exame seja feito na sede da PF”, declarou o advogado.

G1

 

Senador Jean Paul Prates (PT-RN) vota favorável para o COAF sair das mãos de Moro

Painel de votação – transferência do Coaf da Justiça para a Economia — Foto: Fernanda Calgaro/G1

Quatorze parlamentares de comissão no Congresso votaram, nesta quarta-feira (9), pela transferência do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) do Ministério da Justiça para o Ministério da Economia. Os outros 11 membros da comissão votaram contra a mudança.

A transferência faz parte da medida provisória que reestruturou o governo. O texto da ainda precisa passar por votação no plenário da Câmara e do Senado, e pode sofrer novas alterações. Esse era um dos pontos que enfrentavam maior divergência entre os parlamentares.

Saiba como votaram os deputados:

A FAVOR DA TRANSFERÊNCIA PARA O MINISTÉRIO DA ECONOMIA

Ciro Nogueira, senador (PP-PI)

Nelsinho Trad, senador (PSD-MS)

Jean Paul Prates, senador (PT-RN)

Rogério Carvalho, senador (PT-SE)

Jayme Campos, senador (DEM-MT)

Valtenir Pereira, deputado (MDB-MT)

Elmar Nascimento, deputado (DEM-BA)

Celio Silveira, deputado (PSDB-GO)

Arthur Lira, deputado (PP-AL)

Marx Beltrão, deputado (PSDB-AL)

Subtenente Gonzaga, deputado federal (PDT-MG)

Alexandre Padilha, deputado federal (PT-SP)

Luiz Carlos Motta, deputado federal (PR-SP)

Camilo Capiberibe, deputado federal (PSB-AP)

CONTRA A TRANSFERÊNCIA PARA O MINISTÉRIO DA ECONOMIA

Fernando Bezerra Coelho, senador (MDB-PE)

Simone Tebet, senadora (MDB-MS)

Antonio Anastasia, senadora (PSDB-MG)

Rose de Freitas, senadora (PODE-ES)

Juíza Selma, senadora (PSL-MT)

Randolfe Rodrigues, senador (Rede-AP)

Alessandro Vieira, senador (Cidadania-SE)

Otto Alencar, senador (PSD-BA)

Filipe Barros, deputado federal (PSL-PR)

Diego Garcia, deputado federal (PODE-PR)

Daniel Coelho, deputado federal (Cidadania-PE)

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. disse:

    Protegendo os seus, como já é de se esperar… Oportunismo puro.

  2. PC. R disse:

    Fiquem atentos a esses nomes, Moro querendo moralizar e esses caras, desmoralizando, o crime organizado e a lavagem de dinheiro agradece, entre eles está o nosso Francês Carioca sem votos, dono de um só mandato, Jean Paul Prates.

  3. José aldomar disse:

    A turma que tem o rabo preso ao COAF todos correram com medo de serem pegos

  4. Marcel disse:

    É o PT sendo o PT (sempre contra a vontade do povo brasileiro).

  5. Irany Gomes disse:

    Canalhas, o povo irá dá o troco nas urnas! Aguardem…

  6. Luladrão disse:

    Sempre que o PT escolher uma posição, o certo está do lado oposto. É incrível como esse partido só escolhe o errado, o ilícito o que for na contramão da honestidade.

  7. Lobo disse:

    Vocês venceram petralhas, eram isso que queriam, contribuição enorme pra a continuidade da corrupção desenfreada, os bandidos estão rindo a toa.

  8. Victorino disse:

    Quando que um PeTralha votou a favor do povo, isso não é novidade, a corrupção agradece. Vergonha.

  9. Lourdes Siqueira disse:

    Será que é pecado achar que esses que votaram para tirar do MJ estão morrendo de medo da caneta do Moro?
    Ficou feio, Ciro Nogueira, Padilha….

Prefeitura de Parnamirim apresenta propostas de transferência para feirantes de Pium em meio a decisão judicial de retirada de local

FOTO: ASCOM

O secretário de Finanças, Turismo e Desenvolvimento Econômico, Giovane Júnior, além de representantes da Secretaria Municipal Serviços Urbanos (Semsur) se reuniram com os feirantes da Feirinha de Pium, nessa terça-feira (12) para apresentar as soluções que estão sendo estudadas pela prefeitura para o cumprimento de decisão judicial, que determina a retirada da Feirinha do local em que está instalada atualmente.

De acordo com o secretário Giovane Júnior, a prefeitura está articulando duas possibilidades. Uma delas visa a transferência da feirinha para um terreno, através da desafetação de uma rua e a outra, prevê a aquisição ou aluguel de um outro terreno mais próximo da feirinha.

“O importante dessa reunião foi mostrar para os feirantes que a prefeitura está comprometida em apresentar uma solução a questão e que assim que se chegue a uma definição eles serão comunicados. As propostas foram bem recepcionadas por eles e vamos trabalhar para que resolver o problema”, disse.

Na semana passada, o prefeito Rosano Taveira realizou visitas em possíveis locais que possam abrigar a feirinha. “Essa é uma decisão judicial e temos de cumpri-la. Por isso, estamos avaliando algumas áreas para fazer a transferência. O que posso garantir é que apresentaremos um espaço que possibilite receber todos os comerciantes da feirinha, de modo bem estruturado”, disse o prefeito.