Google vai tirar sete serviços do ar

Continuando sua “limpeza”, o Google anunciou esta semana que mais cinco serviços da empresa sairão do ar. Depois do Buzz e do Wave, os escolhidos da vez são o iGoogle, o Google Video, o Google Mini, Google Talk Chatback e o Symbian Search App.

O Google Video não aceita mais uploads de arquivos desde 2009, mas permaneceu ativo para indexar vídeos de outros sites. A partir do dia 20 de agosto deste ano, o serviço deixará de funcionar por completo. A companhia aconselha os usuários para que migrem o conteúdo para o YouTube ou baixem uma cópia para o PC. Quem não seguir essa recomendação, terá os vídeos migrados automaticamente para o YouTube, no modo privado.

O iGoogle funciona como uma página inicial capaz de ser personalizada de acordo com as preferências do internauta como, por exemplo, instalar widgets de outros serviços da empresa. O produto será cancelado em 1º de novembro de 2013, prazo máximo para que os usuários exportem seus dados para não perdê-los.

Já o aplicativo de busca para Symbian deve ser substituído pela versão móvel do site. O Google Mini, um recurso integrado ao sistema de buscas do Google, também será substituído por uma ferramenta melhor. Por fim, a companhia aconselha que os usuários do Google Talk Chatback migrem para o Meebo bar.

Fonte: Olhar Digital

Clientes da Caixa Econômica não poderão sacar dinheiro nem efetuar débitos em conta no próximo domingo

A Caixa Econômica Federal informou que os serviços de saque e débito ficarão indisponíveis no próximo domingo (12), das 2h às 5h.

Segundo a nota, “os cartões de crédito da Caixa funcionarão normalmente no momento da interrupção”.

A pausa no sistema se deve a uma atualização tecnológica que visa a melhorar a qualidade e a disponibilidade dos serviços aos clientes.

Os saques nos Bancos 24h também estarão indisponíveis.

Fonte: Agência Brasil

Google, Facebook, Twitter e Wikipedia podem parar seus serviços em protesto a lei nos EUA

Está no Link do Estadão. Já imaginaram o Facebook, Twitter, Google, Foursquare, Yahoo pararem um dia seus serviços o caos que vai ser para todos?

Sites como Google, Facebook, Twitter e Wikipedia podem interromper suas operações causando uma espécie de “blackout” na internet em protesto à lei antipirataria em discussão no Senado norte-americano conhecida como S.O.P.A, sigla para Stop Online Piracy Act.

O diretor da NetCoalition, associação das empresas de internet contrárias à aprovação da lei, disse à Fox News disse que a Mozilla – dona do browser Firefox – já desligou seus serviços em um dia e agora empresas, dentre elas a Wikimedia, responsável pela Wikipedia, estudam fazer algo parecido. O executivo Markham Erickson, garante que as ações conjuntas são apenas “a ponta do iceberg em termos de resposta” à lei.

A NetCoalition engloba empresas como Facebook, AOL, eBay, Facebook, Foursquare, Google, LinkedIn, Twitter, PayPal, Wikimedia, Mozilla, Yahoo e Zynga. A ação ainda não foi definida e, por isso, não sabe exatamente o que acontecerá, mas ao que tudo indica, usuários da internet se deparariam com momentos online sem a possibilidade de fazer buscas no Google ou Wikipedia, publicações no Facebook e Twitter ou pagamentos pelo PayPal. No lugar das páginas, apareceriam mensagens incentivando os usuários a reclamar da lei aos congressistas. O Scribd recentemente fez uma ação contra a lei, causando o desaparecimento gradual de palavras dos documentos no seu site.

“Esse tipo de coisa não acontece porque as empresas normalmente não colocam seus usuários nessa posição”, disse Erickson comentando o ineditismo da ação. “A diferença é que essas normas alteram profundamente o modo como a internet funciona”. O executivo acredita que as pessoas “precisam entender o efeito que essa legislação terá sobre quem usa a internet”.

O projeto que atualmente tramita no Senado dos Estados Unidos responsabiliza sites pelo conteúdo postado por usuários. Se algum conteúdo for considerado ilegal, a punição poderá recair sobre os donos do site que hospeda o conteúdo – seja ele o Facebook ou o Megaupload. As penas incluem desde o bloqueio do site até a prisão dos responsáveis por até cinco anos.

As empresas de internet que são contra a lei (veja a lista completa dos apoiadores e dos opositores da S.O.P.A) enviaram em novembro passado uma carta ao Congresso americano mostrando a preocupação geral em relação à lei e as consequências que traria para a indústria e para a “cibersegurança nacional”.



Todos os ônibus que circulam em Natal param entre as 9h e 11h da manhã

Está na Tribuna, vocês imaginem o caos que vai se transformar a Rio Branco nesse horário da paralização dos ônibus, vocês imaginem o caos para quem vai ficar nas paradas entre as 9 da manhã até as 11 sem transporte, e o engraçado e que os motorista e cobradores não estão protestando contra o empresários, e sim contra a justiça, segue reportagem:

Os motoristas e cobradores de ônibus de Natal irão paralisar as atividades na manhã desta quarta-feira (7).  Entre as 9h e  11h, nenhuma linha irá transitar na capital potiguar.  De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Rio Grande do Norte (Sintro), Nastagnan Batista, a manifestação ocorre em função da Justiça do Trabalho não ter publicado o  processo do dissídio coletivo, que foi acordado no dia 13 de outubro – há quase dois meses. “O protesto se dá  contra o não pagamento do valor do reajuste pelas empresas e a  morosidade da Justiça do Trabalho”, afirmou.

Adriano AbreuNastagnan Batista, presidente do Sintro-RN, anunciou paralisação

Os valores firmados no  dissídio coletivo dão à categoria um reajuste salarial de 6,49%, o mesmo concedido no vale-alimentação, que passará a ser unificado, chegando à quantia  de R$ 150,00 para toda a categoria – motoristas e cobradores. Com o aumento o salário dos motoristas, por exemplo, passaria de R$ 1.192 para R$ 1.269. Esses valores, no entanto, ainda não foram repassados nos meses de outubro e de novembro. “O processo já foi julgado, mas as empresas se recusam a pagar isso”, relatou Nastagnan Batista. Ele acredita ainda que a paralisação é uma  forma de mostrar a indignação dos motoristas com a demora na publicação do processo. “Esse protesto irá mostrar que os trabalhadores não tem mais paciência (de esperar a publicação) e vão demonstrar isso nas ruas”.

De acordo com o  Tribunal Regional de Trabalho da 21ª Região (TRT/RN), o acórdão do dissídio será enviado para o diário eletrônico da Justiça do Trabalho ainda hoje, devendo ser  publicado na quinta-feira (8).  Entretanto, a certidão de julgamento – do dia 13 de outubro –  já possui efeitos legais e o acerto deveria estar sendo cumprido.

Do Rio de Janeiro, Augusto Maranhão, membro da diretoria do Sindicato da Empresas de Transporte e Passageiros do Rio Grande do Norte (Setrans), conversou com a  reportagem da TRIBUNA DO NORTE.  Ele  julga   a atitude do sindicato como equivocada. “Entendemos isso como uma forma burra de se fazer um protesto, que só prejudica a população”, declarou. Ele acredita que a  demora na publicação do dissídio coletivo se deve em função das mais de 100 cláusulas existentes no processo. “Essa demora deve ser em razão da extensão do dissídio. Um erro numa vírgula pode pôr tudo por água abaixo”, comentou.

Prefeitura do Natal paga contrato sem o serviço realizado e alugou imóveis sem precisar

Está no Diário de Natal, está complicando. Segue:

Com quatro meses de trabalho, a Comissão Especial de Inquérito (CEI) dos Contratos já identificou diversas irregularidades nas locações de imóveis por parte da prefeitura de Natal, durante a gestão da prefeita Micarla de Sousa (PV). Das suspeitas que originaram a investigação, a CEI confirmou – após analisar contratos, visitar prédios locados pela prefeitura e colher depoimentos – que o Executivo mantém prédios alugados sem utilidade, abandonou imóveis do município e depreciou estruturas locadas a terceiros.

De acordo com o relator da CEI, vereador Júlio Protásio, já é possível afirmar que quatro prédios foram locados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) sem utilização. Além disso, ele adiantou que foram encontrados contratos pagos pelo município sem o serviço ser oferecido. O vereador frisou, no entanto, que os indícios de superfaturamento no preço dos imóveis e as suspeitas de favorecimento político por enquanto não tiveram confirmação. “Apesar das evidências, só teremos uma conclusão no final do inquérito. Ainda temos muitos depoimentos pela frente”, declarou.

A presidente da comissão, vereadora Júlia Arruda (PSB), afirmou que os depoentes estão tendo dificuldades para explicar as irregularidades constatadas pela CEI. “Estão fazendo um jogo de empurra, principalmente no que diz respeito aos prédios locados pela SMS”, observou a parlamentar. A pessebista enfatizou que, apesar de o inquérito ter encontrado diversas ilegalidades, ainda é preciso apurar os responsáveis. “Estamos afunilando para apurar as responsabilidades”, frisou.

A CEI começou suas atividades no início de agosto deste ano. Os trabalhos foram iniciados com a análise dos contratos por secretaria. Em seguida, os membros da comissão – Júlia Arruda, Júlio Protásio, Sargento Regina, Adenúbio Melo (PSB) e Chagas Catarino (PP), que foi substituído pelo Bispo Francisco de Assis (PSB) – separaram os indícios de irregularidades e iniciaram a fase de depoimentos, que deverá ser concluída no dia 23 de dezembro. Júlio Protásio pretende apresentar o relatório final do inquérito na primeira semana de janeiro.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Manoel Marques disse:

    Isso é fruto do fato que nossos Vereadores não exercem o seu papel de fiscalizador do poder executivo. Todos esses contratos são publicados no Diário Oficial do Municipio. Porque não viram isso antes? A grande verdade é que estão preocupados em dar titulo de cidadão e arranjar cargo para os seus amigos, verba para suas fundações. São tão incompetentes quanto a Prefeita!!! O maior exemplo da incopetencia é que aprovam um orçamento que não cumpre a Lei de Responsabilidade Fiscal, explico: A LRF reza que só pode ser previsto novos investimentos quando assegurados os recursos para manutenção e conservação do patrimonio público e não vemos isso porque são escolas deterioradas, ruas esburacadas, postos de saude caindo aos pedaços, e por ai vai.

Tim, Claro, Oi e Vivo vão ter que prestar conta a Câmara dos Deputados pelos péssimos serviços

David Friedlander – O Estado de S.Paulo

Líderes de reclamações na maior parte do País, as operadoras de telefonia serão chamadas a dar explicações sobre problemas em seus serviços na Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados. No primeiro semestre deste ano, essas empresas foram o maior alvo de queixas dos consumidores em 14 dos 24 Estados em que os Procons estão presentes.

O pedido de audiência pública para esclarecer “os problemas recorrentes na prestação dos serviços das empresas de telecomunicações” foi aprovado ontem. Segundo o requerimento, a comissão vai chamar os presidentes da Oi, da Claro, da Telefônica/Vivo e da TIM, além do ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, e do presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Ronaldo Sardenberg. A data ainda será marcada.