Bope mata um durante fuga no Presídio Provisório de Caraúbas

Momento da recaptura (Foto: Francelino de Góis)

 

Mais uma fuga foi registrada no inicio da tarde de hoje no presidio provisório da cidade de Caraúbas, por voltas das 12:30 moradores do bairro aeroporto foram surpreendidos com muitos disparos de arma de fogo.

Segundo Informações pelo menos três detentos conseguiram fugir da unidade prisional que abriga mais de 100 detentos de varias cidades do Rio Grande do Norte.

Homens do BOPE, Agentes Penitenciários e Homens da policia Militar trabalham na tentativa de localizar os outros dois que ainda estão foragido.

Um deles pegou uma moto YBR, de placa MYH-8666, e fugiu já o outro a policia suspeita que esta dentro de um matagal próximo a unidade prisional.

O preso recapturado trata-se de Francisco Josivan Aguiar Freitas, 25 anos de idade natural de Pau dos Ferros que estava preso acusado de tentativa de homicídio, ele foi atingido com pelo menos quatro disparos de pistola. O preso não resistiu aos ferimentos e deu entrada sem vida no Hospital Regional de Caraúbas, a medica Dra. Veluzia Gurgel ao receber o paciente constatou que o mesmo já estava em óbito, o ITEP de Mossoró fara a remoção do corpo para ser necropsiado ainda na tarde de hoje.

Varias autoridades estão reunidades no presidio, dentre elas o Cel.Eliause Moreira diretor da unidade, Capitão Carvalho da policia Militar e varias outras autoridades.

Por volta das 13h30, ainda haviam muitas viaturas nas ruas, o som de sirene era ouvido em toda a cidade e muitas pessoas nas calçadas em busca de informações. Foram muito tiros disparados.

Presídio de Caraúbas (Foto: Francelino de Góis)

 

Fonte: Francelino de Góis

Preso só não foge porque não quer, diz juiz sobre CDP protegido por estilingue

Foto: Adriano Abreu/Tribuna do Norte

 

O juiz Peterson Fernandes Braga, titular da Comarca da cidade de São Paulo do Potengi, no Rio Grande do Norte, diz que ficou surpreso quando viu que o único agente que cuidava de 33 presos no Centro de Detenção Provisória (CDP) da cidade tinha apenas uma baladeira (um estilingue, usado para caça de pássaros) para se defender e também impedir a fuga dos detentos.

“Eu faço mensalmente uma visita ao CDP desde o ano passado a pedido do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e nunca tinha visto isso. Nas outras vezes, os agentes tinham armas. É a primeira vez que eu vejo que eles estão desarmados. Eu estranhei e perguntei para o segurança onde estavam as armas. Ele falou que não tinha e que usava o estilingue”, contou o juiz ao G1.

A visita ocorreu no último dia 5 e o magistrado enviou um ofício à Corregedoria Geral da Justiça e a Coordenadoria de Administração Penitenciária do Estado pedindo providências.
“Os presos não fogem porque não querem. O local é completamente vulnerável, sem segurança nenhuma”, classifica Braga.

A cidade tem 15 mil habitantes e fica a cerca de 73 quilômetros da capital do estado, Natal.

Segundo ele, 33 presos estão em duas celas de cerca de 9 metros quadrados cada. “Já houve várias fugas e rebeliões no CDP. A última foi no fim do ano passado, quando cinco detentos fugiram, entre eles dois traficantes perigosos que ainda não foram recapturados”, recorda o juiz.

‘Todo preso é perigoso’

Cinco vigias trabalham em turnos de 24 horas na unidade, mas somente um estava de plantão no dia em que houve a visita. O juiz afirma que no CDP estão confinados na mesma cela presos condenados e outros ainda em espera de julgamento, o que é irregular.

“Todo preso, até que se prove o contrário, é perigoso. Supõe-se que, se a pessoa está presa, ela representa um risco à sociedade. Deixar a situação assim, não dá. Espero que com a repercussão do caso o governo faça alguma coisa”, acrescenta Braga.

Outro lado

A Secretaria de Justiça do Rio Grande do Norte, responsável pela administração do sistema penal, informou por telefone ao G1 que o caso não é isolado e que há carência de pessoal nas unidades penitenciárias do estado. A pasta está verificando a situação e, dentre as providências que serão tomadas, será a chamada de aprovados em um concurso público para agente e também a realização de um curso de formação de profissionais para os presídios.

A secretaria diz que o sistema penal do Rio Grande do Norte não possui armas e que as utilizadas, eventualmente, são cedidas pela Polícia Militar. O Exército já aprovou a compra e o governo está fazendo um edital para aquisição das armas que serão destinadas aos presídios, disse a assessoria de imprensa da pasta.

G1

Novo coordenador da Administração Penitenciária do RN deverá ser da Bahia

O nome ainda não foi divulgado, mas o novo coordenador da Administração Penitenciária do Rio Grande do Norte deverá ser importado da Bahia. A informação foi confirmada pelo secretário estadual de Justiça e Cidadania, Fábio Hollanda. O titular da Sejuc afirmou ainda que a saída do coronel Severino Reis da Coape já era planejada.

“Quando tivemos aquela fuga em massa em Alcaçuz, passamos por um momento de crise aguda e caos. Então, tive que pedir ajuda ao coronel Reis pela experiência que ele tinha por já ter sido diretor de Alcaçuz e por já ter sido comandante da Polícia Militar do Rio Grande do Norte. No entanto, desde o início sabíamos que a presença dele na Coordenação da Administração Penitenciária seria temporária”, explica Fábio Hollanda.

Ainda de acordo com o secretário de Justiça, a saída de coronel Reis vinha sendo conversada nos últimos 15 dias. “Ele deu uma grande contribuição ao sistema prisional e sou muito grato. No entanto, temos um projeto de reestruturação para a Coape e, desde que assumi a Sejuc, vinha tendo diálogos para encontrar o nome ideal para assumir essa nova etapa”, ressalta o secretário.

Fábio Hollanda informou que encontrou uma pessoa com perfil certo para assumir a Coordenação da Administração Penitenciária e ela não é potiguar. “Chegamos a um grande nome, de um acadêmico, mas que tem grande atuação em sistema prisional, tendo, inclusive, participado da gestão de presídios no estado da Bahia. Fizemos o convite e ele já aceitou. Porém, ainda não vamos divulgar o nome, pois teremos uma reunião definitiva com a governadora Rosalba Cialirni para que ela oficialize a nomeação”, revela.

A expectativa é isso seja feito até o início da próxima semana. Fábio Hollanda comentou que o novo diretor não terá perfil militar. “Desde que assumimos a Secretaria de Justiça temos como objetivo colocar em prática a ressocialização dos presos. Hoje, você pegar um criminoso e colocar dentro de uma unidade brasileira é como pegar uma alcoólatra e jogar em um bar. Ou seja, ele não vai se recuperar. Por esse motivo, queremos mudar essa realidade”.

O secretário reconhece que dificuldades estruturais dificultam esse trabalho, chegando a afirmar que, atualmente, a Coape é composta apenas por diretor e vice. Com isso, Fábio Hollanda prometeu oferecer melhores condições para o novo coordenador da Administração Penitenciária. “Se não estruturamos esse setor da Sejuc as coisas não irão caminhar e eu posso colocar o melhor coordenador do mundo que ele não resolverá o problema”, completou.

O coronel Severino Gomes Reis passou 40 dias à frente da Coordenação da Administração Penitenciária (Coape) e anunciou sua saída nesta sexta-feira (9). Antes dele, o coronel Zacarias Mendonça havia pedido para deixar a direção da penitenciária estadual de Alcaçuz.

Fonte: Portal BO

MP pede transferência de presos das Delegacias

Por interino

Após verificar irregularidades nas Delegacias de Polícia Civil do Estado, o Ministério Público instaurou Ação Civil Pública, com Pedido de Antecipação de Tutela, solicitando que o Estado transfira todos os condenados, por sentença com trânsito em julgado, para cadeias públicas do Estado ou outros estabelecimentos prisionais, conforme o regime em que se encontrem.

Os detentos em questão estão encarcerados nos Destacamentos Policiais Militares dos municípios de Nova Cruz, Lagoa D’anta, Passa e Fica e Montanhas, e no 8º Batalhão de Polícia Militar de Nova Cruz. A transferência deve acontecer em no máximo 15 dias, contados a partir da data da sentença, sob pena de multa diária no valor de R$ 5 mil.

Segundo o Promotor de Justiça Pedro Lopes de Lima Júnior, que assina a Ação, durante as visitas foi observado que “os reclusos são mantidos em celas pequenas, apertadas, e nos  próprios corredores, com paredes úmidas, mofadas, onde a luz solar praticamente não atinge”, disse.

Além da falta de estrutura, os Policiais Militares lotados na Comarca estão desviados de suas funções, atuando na vigilância de carceragens e realizando a escolta de presos às audiências judiciais. “O resultado desse fato tem sido a sobrecarga dos poucos Agentes Policiais existentes, bem como a deficiência da atividade de policiamento ostensivo e investigativo, o que naturalmente estimula a violência e a criminalidade”, explica o Promotor de Justiça.

Em caso de descumprimento, a multa será aplicada – individualmente – ao Coordenador da Coordenadoria de Administração Penitenciária do Estado (COAPE); ao Secretário de Estado da Justiça e da Cidadania; ao Secretário de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social; ao Comandante da Polícia Militar do Estado; e Governadora do Estado do Rio Grande do Norte.

Diário Oficial traz nomeação do novo diretor de Alcaçuz

Por interino

O agente penitenciário Cléber Torres Galindo teve a sua nomeação publicada no Diário Oficial do Estado e é o novo diretor da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, localizada em Nísia Floresta. A publicação ocorreu na edição dessa sexta-feira (2) e também traz a confirmação do cargo de vice-diretor para o agente penitenciário Rafael Doval.  A decisão havia sido tomada pelo secretário de justiça e cidadania, Fábio Luís Monte de Hollanda, desde a segunda-feira passada, quando os agentes aceitaram o convite do titular da pasta.

Cléber Torres Galindo e Rafael Doval substituirão o tenente-coronel Zacarias Mendonça e o major Francisco de Assis Ferreira Santos. Os oficiais da Polícia Militar pediram exoneração após 30 dias no cargo. Mendonça disse à reportagem da TRIBUNA DO NORTE que não havia se adaptado ao trabalho em uma unidade prisional e pediu para deixar o cargo durante a quarta-feira de cinzas. O major Assis Santos pediu exoneração na sexta-feira passada.

Os oficiais da Polícia Militar haviam assumido o cargo após a fuga em massa registrada em Alcaçuz, quando 41 detentos escaparam do novo pavilhão da unidade. À TRIBUNA, Fábio Hollanda explicou a escolha dos novos nomes: “O agente Cléber se destacou pela pró-atividade com a qual conduziu o CDP de Parnamirim, o qual era diretor. Isso contou ponto para ele. Mesmo com todas as dificuldades, ali é uma unidade prisional onde se aproveitou ao máximo os recursos oferecidos. Ele mostrou iniciativa”.

Fonte: Tribuna do Norte

Juiz aponta motivos das constantes fugas em Alcaçuz

O juiz Henrique Baltazar, especialista em Direito Processual Civil e Penal, passou o ano de 2011 focando seus trabalhos na Vara de Execução Penal, mas já foi designado para trabalhar de olho no sistema prisional estadual com o objetivo de tentar encontrar soluções para Alcaçuz.

Mesmo ainda sem encontrar soluções, ele já aponta os motivos. De acordo com o magistrado, que tem amplo conhecimento na área, as fugas são registradas com frequência por causa dos presídios ruins (mal localizados e construídos), pela falta de agentes e PMs, pelo número insuficientes de equipamentos de contenção física, pela ausência de vigilância (eletrônica e pessoal), pela deterioração das estruturas antigas sem reformas, pela má administração e pela corrupção.

As explicações e as declarações do juiz Henrique Baltazar soam como um soco na boca do estômago de quem deveria ter cuidado da administração do sistema prisional nos últimos anos. Não apenas em uma ou duas gestões, mas em todas. Pois se está assim hoje é porque algo deixou de ser feito no passado.

“As desculpas, de tão repetidas, já estão abusivamente manjadas: retrovisor, Lei de Responsabilidade Fiscal, não sabia e etc.”, escreveu o jurista em sua página pessoal do Twitter.

Estado desconhece número exato de presos fugitivos de penitenciárias

Deu no blog da Abelinha

Terminou há pouco a inspeção extraordinária que o corregedor do Tribunal de Justiça, desembargador Cláudio Santos, determinou na Penitenciária de Alcaçuz, com presença do Ministério Público.

O blog tocou o telefone para o desembargador.

Alertou que situação é muito mais grave do que o quadro que se pinta.

Diretor da penitenciária, o coronel Zacarias Mendonça informou ao desembargador que não se sabe o número exato de fugitivos, porque não se sabia o número exato de presos. Pode ser mais do que os contados e publicados pela imprensa.

Mais: alimentos e medicamentos estão se estragando.

Logo, o blog matutou: se não se sabe o número exato de presos, em que cálculo a Secretaria de Justiça e Cidadania se baseia para comprar as milionárias quentinhas e os medicamentos?

Não à toa, os danos causados aos produtos.

Enquanto isso, o trabalho do diretor é limitado. O celular oficial tem limite mensal de R$ 80,00. Não há telefones fixos suficientes, nem internet, etc e tais.

Na ocasião, o secretário de Justiça, advogado Fábio Holanda, regojizou-se que em 20 dias fez mais que nos últimos dez anos.

Ou seja: incluiu no rol de incompetência o seu antecessor Thiago Cortez.

Enquanto isso, o perigo de uma fuga em massa é iminente.

Enquanto isso, a população potiguar está em pânico, não apenas pela ação de bandidos, mas temendo também um conflito entre eles e a polícia, balas perdidas, a contar que os policiais não são regularmente treinados, etc e tais.

S.O.S. RN!

Traficantes FB e Claudinho CL vem morar no Presídio de Mossoró. FB mandou derrubar o helicóptero da PM no Rio

O presídio federal de segurança máxima de Mossoró receberá dois dos traficantes mais perigosos do Rio de Janeiro. Nesta segunda-feira (30), o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro autorizou a transferência dos traficantes Fabiano Atanázio da Silva, conhecido como FB, e Luis Cláudio Serrat Correa, o Claudinho CL, para a unidade prisional no interior potiguar.

FB e Claudinho CL foram presos na noite da sexta-feira (27), em Campos do Jordão (SP). FB é apontado pelas investigações da polícia como comandante do tráfico de drogas nas favelas da Chuatuba e e Juramento, no Rio de Janeiro, apesar de residir no interior de São Paulo. Já Claudinho CL, segundo a Polícia fluminense, comandava o tráfico nos morros do Cajueiro e Congonhas, além de promover o enfrentamento contra facção rival para tomar o Morro da Serrinha, também no Rio de Janeiro.

Ainda de acordo com a Polícia Civil fluminense, FB foi o mentor da onda de ataques a diversos pontos e ônibus do Rio de Janeiro em 2010, em represália às ocupações dos morros cariocas, que culminou com a tomada do Complexo do Alemão pela polícia. FB também é suspeito de comandar ações que resultaram na derrubada de um helicóptero da Polícia Militar em 2009, na ação em que o traficante tentou tomar o controle do Morro dos Macacos.

A transferência dos dois traficantes para o presídio de Mossoró está previsto para ocorrer amanhã.

Fonte: Tribuna do Norte

Vídeo mostra cenas após a fuga em Alcaçuz

A equipe de reportagem da Tribuna do Norte teve acesso ao vídeo gravado pelos próprios agentes penitenciários instantes após a fuga de 41 presos do Presídio de Alcaçuz, em Nísia Floresta. Essa é amaior fuga da história do complexo prisional, que é um dos maiores do Rio Grande do Norte. A criatividade dos criminosos impressiona. Confira o vídeo:

Revista no Presídio de Parnamirim apreende drogas, celulares e até furadeira

Uma revista no Presídio Estadual de Parnamirim (PEP) resultou na apreensão de 15 celulares, uma furadeira de mão, carregadores e uma pequena quantidade de maconha na manhã desta segunda-feira (16). A ação que durou cerca de três horas (das 8h às 11h) foi realizada após uma denúncia anônima a respeito de uma tentativa de fuga de um detento.

De acordo o diretor do Pep, Robson Silva, a denúncia comunicada na semana passada alertava sobre a entrada de uma furadeira na unidade destinada a um preso cuja identidade foi mantida em sigilo.  Na ocasião, o caso foi encaminhado ao Sejuc (Secretaria de Justiça e Cidadania), que programou a ação do trabalho de revista.

Durante a entrada nas celas, os agentes carcerários tiveram dificuldades no acesso e contaram com o apoio do Grupo de Operações Especiais (GOE), que controlou o início de tumulto dos presos. “Eles perceberam a intensificação da revista e tentaram intimidar através de ameaças”, disse o diretor do PEP.

Segundo Robson Pires, já existe a confirmação do preso que organizaria a fuga. Uma sindicância foi aberta e ele será remanejado após a conclusão das investigações.

Fonte: DN Online

Quatro detentos fogem de Alçaçuz. Polícia realiza varredura, mas não consegue fazer recapturas

Uma fuga na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, situada no município de Nísia Floresta, na Grande Natal, foi registrada na madrugada desta segunda-feira (9), por volta das 2h.

Na ocasião, quatro detentos fugiram através de um túnel situado no pavilhão 1 do presídio, que havia sido fechado anteriormente.

Segundo a Polícia Militar, a fuga só não foi maior devido a rápida ação dos agentes penitenciários, que pediram apoio da polícia e conseguiram evitar uma fuga em massa.

No momento a polícia está realizando uma varredura na região, mas até a manhã desta segunda-feira, 9, nenhum dos fugitivos tinha sido recapturado.

Com informações do DNonline.

Foto: Adriano Abreu

Esquema comandado por Beira-Mar de dentro do presídio de Mossoró movimentou R$ 62 milhões em 2010

A polícia desbaratou, no final da semana passada, um esquema comandando pelo traficante Fernandinho Beira-Mar de lavagem de dinheiro do tráfico de drogas.

De Mossoró, de onde cumpre pena por tráfico e homicídio, o criminoso liderava uma operação que envolvia empresas reais e fictícias e movimentou, apenas no ano passado, cerca de R$ 62 milhões.

Da cadeia na capital do Oeste, que é de segurança máxima, Beira-Mar orientava comparsas para depositar o dinheiro da droga na conta de empresas em outros estados.

Essas empresas, por sua vez, ficavam com uma porcentagem e transferiam o restante para contas movimentadas por traficantes. Maquiado, o dinheiro era usado para compra de drogas e armas no exterior.

O esquema de Beira-Mar começou a ser investigado após a ocupação policial no Complexo do Alemão, em novembro de 2010, quando agentes apreenderam comprovantes bancários, extratos de fax e 14 retalhos de papel manuscritos pelo traficante, onde ele dava ordens à quadrilha, falava sobre a compra de drogas e explicava o processo de lavagem de dinheiro. Exames grafotécnicos comprovaram que a letra era mesmo de Beira-Mar.

Diário de Pernambuco

Traficante preso hoje no Rio poderá ser transferido para Mossoró

O traficante Nem, um dos maiores do país, preso na madrugada desta quinta-feira na Cidade Maravilhosa poderá ser enviado à Guardiã da Liberdade, Mossoró.

Isso mesmo. O governador do Rio, Sérgio Cabral declarou que pretende expulsar esse tipinho de lá e vai solicitar ao governo federal transferência do meliante para presídio de segurança máxima gerido pela União.

Eis que entra Mossoró. Em todo o país existem apenas cinco presídios dessa natureza, e o sediado na Capital do Oeste tem capacidade para 208 presos. Um dos que já estão lá é Fernandinho Beira-Mar, o que pode ser um alento para agente, porque o governo pode decidir por mantê-los afastados.

2.600 latas de cerveja são encomendadas e entregues em presídio no RJ

A Corregedoria da Polícia Militar vai investigar a entrega de 2.600 latas de cerveja na tarde de domingo (23) na Unidade Especial Prisional da PM, em Benfica, na Zona Norte do Rio. De acordo com o corregedor geral da PM, Waldyr Soares Filho, um Inquérito Policial Militar já foi aberto.

Segundo Soares Filho, o oficial de dia que trabalhava no momento da entrega das bebidas será autuado por permitir a entrada dos produtos no batalhão. Para o corregedor, o caso pode se tratar de uma encomenda feita por parte de militares presos. Ele não acredita, no entanto, que as bebidas seriam para uma festa no local.
(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jornalopontal disse:

    Com um escândalo seguido de outro e praticamente diário, o Brasil terá condições de se resgatar em sua dignidade, confiabilidade, moral e cívica? Até quando os detentos (bandidos porque quem está preso é porque merece), vão mandar nas autoridades e até quando as autoridades vão permitir essa situação?

Presos usam túnel para fugir de presídio da Zona Norte

Deu na Tribuna do Norte

Os agentes penitenciários do presídio provisório Raimundo Nonato Fernandes, na Zona Norte de Natal, descobriram um túnel no início da tarde desta sexta-feira (14) e confirmaram que detentos fugiram pelo local. Ainda não há a confirmação sobre quantos presos deixaram a unidade.

O coordenador do sistema penitenciário do Estado, José Olímpio, confirmou que o túnel foi descoberto e que está sendo feita a contagem dos presos para saber quantos detentos deixaram o presídio. No entanto, informações do local dão conta de que já está confirmada a fuga de presos.

A Polícia Militar foi chamada ao local e, confirmados os nomes dos detentos, serão intensificadas as buscam para tentar recapturá-los.

Briga em presídio de Caicó deixa um afundamento facial

Deu no DN Online

No início da manhã dessa quinta-feira (06), deu entrada no hospital Regional do Seridó em Caicó, o preso Lucivaldo Joaquim da Silva, de 31 anos, natural da Bahia, está preso há 07 meses no presídio de Caicó  devido a uma tentativa de homicídio na cidade de Currais Novos-RN. A vítima foi agredida pelos presos que também estavam no Pavilhão B do presídio, deixando seu rosto com vários hematomas.

O preso foi atendido pelo médico de plantão do Hospital Regional do Seridó, o qual solicitou um exame de raio X, mas o exame  só foi feito na Fundação Hospitalar Dr. Carlindo Dantas, ou “Hospital do Seridó” também em Caicó, por causa que o equipamento do HRS estava quebrado. Ao retornar para o hospital regional, o médico de plantão averiguou o exame Raio X e afirmou que provavelmente, o mesmo está com  afundamento facial.

O detento ficou internado em uma das enfermarias da casa de saúde. Lucivaldo disse ter alguns inimigos no interior do presídio e que suas inimizades são pelo fato dele não cumprir determinações de outros presos.

Vale lembrar que o clima dentro do presídio é tenso dessa quarta-feira (05), após boatos de uma possível rebelião entre os presos por causa da proibição da entrada de alguns objetos de higienização.