Conselho Tutelar da PB investiga rede de prostituição que leva crianças para o RN

O Conselho Tutelar da cidade de Guarabira, no Brejo do estado da Paraíba, está investigando a existência de uma rede de prostituição infantil que estaria recrutando crianças e adolescentes para serem abusadas sexualmente em cidades do vizinho estado do Rio Grande do Norte.

A confirmação foi feita na tarde deste domingo (20) pela conselheira Jussara Cunha, depois que ela e os demais profissionais, receberam a informação do desaparecimento de uma menina de apenas 14 anos de idade. “A jovem vivia com os avós e há mais de nove dias havia desaparecido. Na tarde de hoje descobrimos que ela estava escondida na casa de uma outra criança, de 12, na comunidade do Rabo da Lacraia, no bairro do Nordeste II. Quando chegamos lá, encontramos a menina e descobrimos toda a história” declarou a conselheira.

De acordo com as investigações a menina de 14 anos – que já estava dando muito trabalho aos avós porque fugia de casa frequentemente – recebeu o apoio da mãe da outra adolescente, que possivelmente sabia de todo o esquema. “Além delas duas, ainda existe uma outra menina de 13. A jovem que foi localizada hoje contou todos os detalhes do esquema. Disse que saiu de casa e durante três dias, ficou pelas ruas de Guarabira, principalmente durante a noite. Há cinco dias, as meninas conseguiram uma carona e estavam na cidade de Nova Cruz, no vizinho estado do Rio Grande do Norte.

Lá ficaram em um bar, possivelmente se prostituindo e usando drogas. Acreditamos que esta realidade é antiga e conta com o apoio de outras pessoas que estariam levando essas crianças para lá” completou.

A jovem de 14 anos foi encontrada com várias escoriações no corpo. Quando questionada, ela contou que se machucou depois que sofreu um acidente de moto. “Ela contou que estava no bar em Nova Cruz quando saiu com um amigo de moto e em uma curva, eles caíram. Inclusive existem registros do atendimento da menina no hospital da cidade” comentou Jussara.

O caso está preocupando o Conselho Tutelar, que neste domingo, realizou várias oitivas com as adolescentes e seus familiares, e, já começou a fazer um relatório que deverá ser encaminhado emergencialmente ao Ministério Público. A Polícia Civil também está acompanhando o caso.

Fonte: Portal Correio

Bebês e crianças em estado grave sem UTI denunciados por médicos vira destaque no Portal UOL

Local em que os bebês do hospital Januário Cicco, em Natal (RN), estão internados. A imagem foi publicada no Twitter de uma médicaSeis bebês e duas crianças estão à espera de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em hospitais de Natal. O problema foi exposto por médicos plantonistas neste domingo (20) na internet.

Na maternidade Escola Januário Cicco (MEJC), cinco bebês em estado grave estariam recebendo cuidados em uma sala improvisada do centro cirúrgico. Um dos bebês pesa apenas 800 gramas e nasceu de parto prematuro na madrugada deste domingo (20).

Segundo os médicos da Maternidade de Natal, como também é conhecida a MEJC, a unidade está superlotada e há carência de pessoal.

“Deixar bebê prematuro de 800 gramas sem assistência intensiva adequada por falta de leitos de UTI neonatal é criminoso”, criticou, via Twitter, o médico anestesista José Madson Vidal, que esteve de plantão, neste domingo, na unidade. “Até quando a sociedade vai ficar anestesiada, permitindo que, diariamente, bebês agonizem pela desassistência neonatal?”, questionou.

Também no microblog, a pediatra Uelma Medeiros publicou uma foto do local em que os cinco bebês estão internados e lamentou a situação a que pacientes e médicos vêm se submetendo nos últimos meses devido a problemas enfrentados pela saúde pública no Rio Grande do Norte. “Estamos (MEJC) trabalhando há muito acima da nossa capacidade! Ninguém vai se recusar a dar assistência, mas não tem como dar a tanta gente!”, postou a médica.

No site da UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte), a maternidade Januário Cicco é citada como referência para residência médica e pós-graduação. O texto sobre a maternidade a descreve como “hospital de referência terciária do SUS [Sistema Único de saúde] e funciona como um campo de ensino e aplicação prática para as profissões da área da saúde, cumprindo um meritório trabalho de ensino, pesquisa e atenção à população pobre.”

Os médicos também denunciaram que há fila de espera por vaga de UTI em outra unidade, o Hospital Maria Alice Fernandes (HMAF), também em Natal.

Segundo a pediatra Kalline Jerônimo, que estava de plantão no HMAF na madrugada deste domingo, o pronto socorro está com duas crianças e um bebê necessitando de UTI e recebendo cuidados médicos em local inadequado.

A pediatra postou no Twitter a situação precária no atendimento por falta de estrutura. “Saindo do HMAF hoje… Resumo do plantão: 1 RN [recém-nascido] necessitando de UTI neonatal e 2 crianças em estado de mal asmático necessitando de UTI pediátrica.”

Caso vai à polícia

O Simed/RN (Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Norte) informou ao UOL que nesta segunda-feira (21) vai procurar os médicos que denunciaram os problemas para que sejam abertas investigações sobre o caso.

O presidente do Simed, Geraldo Ferreira, disse que vai anexar documentações com as denúncias a um relatório elaborado pelo sindicado  apontando à polícia a precariedade da saúde pública.

Segundo Ferreira, o sindicato está com uma agenda marcada para visitar as delegacias dos bairros de cada hospital do Estado para abrir boletins de ocorrência e, com isso, inquéritos policiais sejam instaurados contra o governo do Estado.

“A situação do atendimento público é grave. Antes existiam problemas setorizados, mas agora está generalizado. A situação escandalosa ocorre da pediatria a anestesia”, afirmou Ferreira. Ele exemplificou que estava de plantão no Hospital Walfredo Gurgel, na semana passada, e observou que as agulhas de aplicação de anestesia “não estavam perfurando a pele dos pacientes.” “A enfermagem nos informou que era um lote que veio com defeito, mas a direção do hospital não adquiriu novos lotes para substituí-lo”, citou.

Na avaliação de Ferreira, a saúde do Rio Grande do Norte passa por “uma grave crise”, com greve dos profissionais e falta de remédios e insumos básicos nos hospitais. Os médicos pararam as atividades no dia 28 de abril, 25 dias após os demais servidores terem cruzado os braços. Eles pedem melhores condições de trabalho e reajustes salariais, mas o Estado diz que não tem como dar aumento devido aos limites de gastos impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Por conta da crise na saúde, o então secretário de Saúde, Domício Arruda, pediu demissão do cargo no último dia 3.

Morte

O Simed/RN também afirmou ao UOL que recebeu denúncia de dois óbitos de crianças que precisavam de UTI e morreram sem a assistência devida. Segundo Ferreira, uma criança internada no HMAF morreu por falta de vaga na UTI. Segundo o sindicato, a criança estava com problemas no aparelho gastrointestinal e necessitava de aparelhos para mantê-la viva. “O tempo em que ela ficou esperando surgir uma vaga na UTI, veio a óbito antes da transferência”, contou.

Ferreira citou ainda que o Simed vai denunciar à polícia, na próxima quarta-feira (23), a morte de outra criança por falta de UTI no Hospital Tarcisio Maia, em Mossoró.

O presidente do Simed disse também que na próxima terça-feira (22) vai aos dois hospitais para colher informações sobre o estado de saúde dos pacientes que estavam na UTI. “Recebemos relatos de que as máquinas que mantinham os pacientes vivos ficaram paradas devido à falta de energia, mas não sabemos se ocorreu óbito.”

Outro lado

A reportagem tentou falar com a direção dos dois hospitais maternidades citadas nas denúncias, mas não conseguiu contato. O UOL também procurou a assessoria de imprensa da Secretária Estadual de Saúde, mas as ligações ao telefone apontado como de “plantão” do órgão não foram atendidas.

Amico pede ajuda para comprar REVATIO; Medicamento está em falta na Unicat desde setembro

Por interino

A Associação Amigos do Coração da Criança (Amico) está apelando para a solidariedade. Esta é a única maneira de salvar crianças cardiopatas atendidas pela ONG. Um medicamento essencial para o tratamento delas, o REVATIO, está em falta na Unicat desde setembro do ano passado e a Amico não têm mais condições de bancar o tratamento que é de alto custo.

O REVATIO, cujo nome da droga é SIDENAFIL, sai por mês a uma média de R$500,00 por criança. A descontinuidade do tratamento pode acarretar complicações. “Quando deixam de usar o remédio, os sintomas pioram muito”, explicou José Madson Vidal, um dos diretores da Amico.

Das crianças atendidas, muitas vêm do interior do Estado e devem voltar para as suas cidade com o medicamento. Hoje, por exemplo, a Amico está com uma menina chamada Renata, que é de Martins e precisa da medicação. Das crianças dependentes do medicamento, algumas já foram operadas e outras em tão em pré-operatório.

Quem quiser ajudar com doações em dinheiro pode realizar o deposito no banco ITAÚ- Agência 8380 – Conta 07569-0. Aentidade também aceita outros tipos de ajuda como leites especiais, alimentação, vestimentas, brinquedos e fraldas. Colabore!

Tratamento

A medição é de uso continuo e crônico para crianças cardiopatas que tem hipertensão arterial pulmonar por cardiopatia congênita ou miocardiopatia apresentam dispnéia, sincopes. O remédio baixa a pressão dentro das artérias pulmonares.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Wilson disse:

    Conheço uma pessoa que faz uso do Revatio, prefere não se identificar e pediu minha ajuda. Acontece que sua dose, segundo ela, diminuiu, e possui então algumas caixas com 90 comp de 20mg. A questão é que ele encontra-se em dificuldades, e precisa vender essas caixas para comprar outros medicamentos, o que me levou a pesquisar no google para ajudá-lo. Ele afirma estar vendendo cada uma com um desconto de R$ 1.000,00 (mil reais). Se for do interesse de vocês, entrem em contato. Muito obrigado.

Adolescente grávida é morta por amigas de 12 e 13 anos no CE

Uma criança de 12 anos e uma adolescente de 13 foram apreendidas suspeitas de matar uma outra adolescente por motivo banal segundo informações da Polícia Militar (PM) de Sobral, região norte do Ceará. De acordo com o comandante da PM na cidade, o coronel Gilvandro Oliveira, a família da vítima afirma que ela estava grávida de aproximadamente dois meses. A garota que morreu tinha 13 anos, o corpo foi enviado ao Insituto Médico Legal (IML), para verificação.

O crime, segundo o coronel, ocorreu por volta das 21h no Bairro Terrenos Novos. De acordo com o depoimento prestado na Delegacia Regional de Sobral, a criança de 12 disse ter sido agredida pela vítima há alguns dias e “ainda estava chateada” com o fato. Ao conversar com uma outra adolescente na frente de casa e contar sobre a suposta agressão, foram surpreendidas pela presença da agressora na mesma rua.

Ainda conforme o depoimento, a criança chamou a jovem que morreu para se juntar à conversa. Ela atendeu o chamado porque as duas eram amigas, mesmo com a ocorrência da suposta agressão. Logo que se aproximou das duas, a menina de 12 anos entregou uma faca para a amiga de 13. A adolescente atingiu a jovem  no tórax. Cerca de duas horas depois, a jovem morreu na Santa Casa de Sobral.

As duas suspeitas do crime fugiram, mas foram encontradas por policiais militares pouco tempo depois. Elas foram levadas para a delegacia onde prestaram depoimento. “Total banalização. Mataram a outra por uma briga, porque deu vontade”, afirmou o coronel Oliveira que acompanhou toda a ocorrência.

Fonte: G1

Pesquisas: Expor criança a alimento que causa alergia pode evitar reações mais fortes

Está no Estadão de hoje, só sabe o quanto são importantes essas pesquisas quem tem criança alérgica como eu. Segue reportagem:

Pesquisas publicadas nos últimos meses apontam a dessensibilização como a estratégia mais promissora para o tratamento de alergias alimentares. O objetivo é fazer com que o corpo se “acostume” à substância causadora da alergia. Além disso, cientistas também começam a desafiar consensos, como a conveniência de não se expor crianças até os dois anos a alimentos associados a reações alérgicas.

Pelo menos três trabalhos, divulgados em revistas científicas importantes, apontaram a eficácia da dessensibilização – também chamada imunoterapia oral. Pesquisa da Universidade de Cambridge mostrou que 22 crianças alérgicas a amendoim que comeram doses controladas e progressivamente maiores de farinha de amendoim durante 30 semanas tiveram um aumento de mil vezes na tolerância média ao alimento -o suficiente para evitar complicações de saúde mais graves em caso de ingestão acidental.

Um trabalho da Universidade Duke mostrou que, quando 16 crianças alérgicas submetidas previamente à imunoterapia oral comiam 20 amendoins, só uma apresentava reação. Uma pesquisa da Faculdade de Medicina Mount Sinai, em Nova York, conseguiu resultados parecidos para derivados de leite.

A Iniciativa para Alergia Alimentar (FAI, na sigla em inglês), uma organização não-governamental, reuniu 40 alergistas em Nova York para discutir qual é a melhor opção de tratamento.

Segundo Mary Jane Marchisotto, diretora-executiva da FAI, o consenso provisório favorece a imunoterapia oral. Mas, como faltam testes de larga escala, não há nenhum regime aprovado por agências reguladoras. Por isso, a FAI está levantando fundos para um teste clínico de fase 3 com centenas de pessoas. As primeiras alternativas devem chegar ao mercado em sete anos.

Ana Paula Moschione Castro, diretora da Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (Asbai), afirma que a técnica está sendo estudada no País. “Muitas vezes, não se consegue curar completamente a alergia”, pondera Ana Paula. “Mas as reações tornam-se bem mais leves, o que é importantíssimo para evitar que o pacientes coloque sua vida em risco ao comer, sem saber, algum ingrediente perigoso.”

Restrições. A bancária Sandra Guerino recorda que seu filho Rafael teve a primeira reação alérgica com um mês de idade. Ele estava no hospital tratando-se de uma virose. Os médicos decidiram a alimentação com mamadeira. A reação alérgica foi fulminante. “Por sorte, já estava internado e conseguiram reverter o quadro”, lembra Sandra.

Hoje, Rafael, com 8 anos, já está acostumado a um cotidiano que proíbe os menores traços de leite de vaca na dieta. Mas, mesmo com todo o cuidado, já teve surpresas desagradáveis. Um macarrão – que teoricamente não tinha leite na sua formulação – e uma mortadela já surpreenderam Sandra. Rafael agora está participando de um processo de dessensibilização para prevenir novos sustos.

Antonio Carlos Pastorino, do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da USP, que conduz pesquisas sobre o tema, explica que a dessensibilização não será uma terapia universal para qualquer alergia alimentar, mas ajudará principalmente quem tem um risco mais elevado de reações graves.

Wesley Burks, diretor do grupo responsável pelo trabalho da Universidade Duke, sublinha que a dessensibilização só deve ser feita dentro da estrita supervisão de um teste clínico, pois há riscos de efeitos adversos. “É uma má ideia os pais tentarem fazer algo parecido sozinhos em casa”, alerta o pesquisador.

#NataldasAntigas. Vamos brincar?????

Hoje é o dia das crianças, o dia dos nossos filhos e porque não de nós adultos? Afinal, dentro de todos nós tem uma criança. Quem se lembra desses brinquedos?

Baladeira
IOIO
Forte Apache
Autorama Nelson Piquet
Ferrorama
Biloca
Atari
Genius
BMX Monark
Playmobil
Falcon
Carrinho de Rolamento

 

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Zinglu disse:

    Faltou o Comandos em Ação

  2. Danfrefalian disse:

    Bom Dia, Feliz Dia das Crianças!!!!

  3. Átila Pessoa Costa disse:

    Lembro de todos: Forte Apache, Autorama, Playmobil, tivemos a oportunidade de ter em casa. Obrigado pela lembrança!

  4. GILSONALMEIDA84 disse:

    FALTO AS ROLADEIRAS E AS PIPAS E OS CARRINHOS DE LATA DE LEITE

  5. Patricia disse:

    Desses brinquedos antigos, dos que ainda vendem hoje, tentei comprar pro meu filhote de 5 anos. Ele tem o forte apache, as bolinhas de gude, ferrorama. O Genius não tenho. Ele joga no computador. Fazer o que?! rsrs. Feliz dia, crianças!

  6. Halisom de carvalho duarte disse:

    Cara rever o velho Atari me fez lembrar da minha infância,valeu mesmo.

Criança de 11 anos é suspeita de roubos e mortes em Felipe Camarão

A triste realidade das periferias e a banalização do crime atingiu um grau irreparável. Uma criança de apenas 11 anos é suspeita de uma série de roubos no bairro de Felipe Camarão e de participação em pelo menos dois homicídios. Apelidado de “Maconhinha”, o menino é apontado por moradores como o terror da região.

O Portal BO ouviu relatos sobre a participação da criança no crime. De acordo com moradores de Felipe Camarão, quase todos conhecem e sabem da atuação de “Maconhinha” no roubo de motocicletas, principalmente, dos modelos Traxx. Por esses crimes, o menino chegou a passar um período custodiado em um dos centros educacionais para menores infratores.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Paulo disse:

    Maconhinha é só mais uma criação da precariedade na educação…Mães-Pais adolescentes que abandonam a escola ou sequer chegaram a ser matriculadas [professor q não existe, sem compromisso, sem incentivo, baixo salário]+ o ambiente frequentado por “Maconhinhas”, onde tem/ensinam de tudo… Menos educação. Engravidam de Macoinhas parindo mais “Macoinhas”…
    ________________________________________________
    PERFEITO!

  2. Mara Melo disse:

    Ele é muito conhecido mesmo!!!!

    Galeguinho, baixinho, vive noiado e só anda com a troca de lado, ele começou a carreira dele como aviãozinho de outros traficantes, tem todo um Histórico na família de usuários de drogas, quando mas novo acredito que com 8 a 9 anos sempre quiz aparentar ter mas idade, nada mudou pois ele acredita ter 20 anos, a tropa dele são adolescente entre 16 e 18 de idade, ele é conhecido tanto como Macoinha como o Galeguinho!! Gente ele é o boneco Chuck…….

  3. Jair Oliveira disse:

    Sabe o que Macoinha merece? Merece balinha..isso mesmo, balinha, afinal de contas é uma singela e indefesa criança aos olhos do Estatuto da criança e do adolescente!

  4. Maconhinha é só mais uma criação da precariedade na educação…Mães-Pais adolescentes que abandonam a escola ou sequer chegaram a ser matriculadas [professor q não existe, sem compromisso, sem incentivo, baixo salário]+ o ambiente frequentado por "Maconhinhas", onde tem/ensinam de tudo… Menos educação. Engravidam de Macoinhas parindo mais "Macoinhas"…

Blog pedófilo que indignou a madrugada no Brasil excluído pelo google

Asno, nojo,  são algumas palavras sutís para mostrar o sentimentos de quem assistiu o vídeo.

O Google removeu no início da manhá de hoje o blog de apologia a conteúdo pedófilo que ao longo da noite de ontem despertou a indignação de milhões de brasileiros.

Hospedado no endereço www.sexoinfantil.blogspot.com, o sítio virtual trazia dois vídeos de um babaca violentando duas crianças, que em ambos os vídeos choravam violentamente.

O autor do blog é tão doente que nominou o cabeçalho do site de “Fudedores de Crianças” e permitiu comentários abertos nos dois vídeos do blog. Em menos de 24, quase dois mil comentários se avolumavam nos post.

As pessoas condenavam, na mensagens, com veemência, a postura doentia de quem criou o site. No twitter, três dos trending tópics no Brasil eram relativos ao assunto: o Denuncie, #pedofilianao e MorteaoPedofilo.

De acordo com a política do Google, um blog desse tipo só é removido após a coleta de dados do autor ter sido realizada.

Pena de morte é pouco para um babaca desses….

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Kardia2001 disse:

    olá, encontrei o seguinte link: http://www.silviokoerich.com/2011/11/21/faca-voce-mesmo-estupre-e-mate-uma-mulher/
    já escrevi para a grande imprensa e fiz denúncia no site da Polícia Federal, mas até agora o conteúdo não foi retirado. E não se trata apenas de imagem ofensiva a linguagem incita violência física. O site envolve pedofilia, assassinato de negros, mulheres consideradas vulgares e homossexuais. Vi até onde meu estômago aguentou. Como faço para que a informação chegue às autoridades competentes?

  2. Igor disse:

    Mano, que eu sentir nojo mais também raiva pro dentro vendo aquilo, uma pessoa que faz aquilo, criando ou fazendo o vídeo, tem que morre sofrendo ou tem que ser ESTRUPADA também, pra eles ver como é bom..
    Eu além de denúncia para o Google, deixei bem claro, denúncie para a Polícia federa é já estão ciente desse blog, agora é só deixa com eles que vão fazer o trabalho de prender esse FDP.

  3. Eduarda disse:

    Um ser humano capaz de fazer tamanha brutalidade a um ser indefeso merece ser no mínimo torturado em dobro para sentir na pele o que aquela criaturinha sentiu, tortura é pouco pra um animal desses, tudo que vai, volta então em breve ele terá o troco e pelo visto será bem alto. O ser humano é realmente a coisa mais podre e nojenta que pode.

  4. Roberta disse:

    Com certeza esse vídeo deixou todo que viram perplexos com tanta covardia com as crianças. Ai que eu me pergunto onde está a lei nesse país, que nunca funciona? Pedofilia deveria ser considerado crime há muito tempo. Esse é apenas um caso, de pessoas doentes que abusam de crianças, mas quantas e quantas crianças não devem ser abusadas sexualmente pelo Brasil a fora? Que pais são esses? E se esse homem agiu assim com sua propria filha, imagina o que não seria capaz de fazer com outras crianças? São perguntas sem respostas. Mas a verdade é uma só… pena de morte é pouco, merece ser torturado de pouquinho em pouquinho.

  5. Krysten disse:

    Eu vi o video e sinceramente acho o fim da picada, isso mostra o quanto o ser humano é covarde, monstro, indigno. Uma coisa dessas não tem como passar em branco, mas não adianta ser retirado do ar somente, tem que ser feito alguma coisa urgente. É vida de duas crianças que está em jogo. Peço a população se souber alguma coisa comunique a policia sem medo, temos que enfrentar esse tipo de coisa de frente, imagine se fosse uma filha da gente.VAMOS DENUNCIAR AS CRIANÇAS PRECISAM DE NÓS.

  6. Wilson disse:

    Graças a Deus, nem vi. Minha namorada viu, chorou a noite toda, nem conseguiu dormir. Infelizmente, já aconteceu. As denúnicas (espero) ajudarão a jogar o FDP na cadeia. Lá, veremos quem vai gritar.

  7. Denilson disse:

    Nossa eo vi o vidio ontem. Das duas crianças. Como um fdp desse tem coragem de fazer isso com crianças.. eo tenho apenas 16 anos… e chegou doer o coraçao.. senti nojo.. desse cara ,, pra mim esse FDP teem qe ser judiado e depois morrer!! ( desculpa o palavriado )

  8. MR disse:

    cara, eu nao consegui dormir depois que eu vi esse video… deu uma vontade de matar o cara, bater tanto nele, fazer ele sofrer!
    um otário desses, doente, imbecil, babaca, nao da pra entender como ele tem coragem de fazer aquilo com criançinhas, indefesas e vulgarizar assim
    o trauma que essas crianças vao ter… tem que morrer um homem desses!

  9. Sabrina disse:

    pela 1a vez na vida, um vídeo do youtube me tirou o sono…. pois por mais real que seja essse tipo de coisa, se vc não vê, é sempre fácil dizer que pode ser combatido. Assistir a 30 seg desse vídeo me fez sentir enjôo e muito, muito ódio.

  10. Sam disse:

    Na verdade a morte é muito pouco pra um desgraçado como este…tem que fazer sofrer por muito tempo…cada dia fazedno esse FDP sofrer mais. Sofre muito. Minuto pot minuto para ele ver o que é bom…

  11. Taty disse:

    Poxa eu vi este site denunciei, axei um absurdo, crueldade, uma coisa terrivel . Como um cara tem coragem de fazer algo com crianças indefesas?!
    Eu chorei e tenho apenas 15 anos, imaginei se eu tivesse um filho ou uma filha e um canalha desses fizesse isso com os meus pequeninos.
    acho que eu agiria coma s minhas próprias mãos que Deus mim perdoe.
    Foi uma coisa horrivel ver estes videos eu nem assiste dei pause e denuncioei e fechei a página..
    Agora não basta o blog ser removido e as crianças continuarem sendo vitimas.
    Tem que rastrear o IP desse desgraçado e prende-lo para sempre se não ele irá continuar a fazer as mesmas coisas crueis :'(